UNIDADE UNIVERSITÁRIA

PROGRAMA
DE
ENSINO
DA
GRADUAÇÃO
2017

Faculdade de Ciências e Tecnologia
CURSO DE
Geografia
HABILITAÇÃO
Licenciatura e Bacharelado
OPÇÃO

DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL

Departamento de Geografia ­ Prof. Adjunto RAUL BORGES GUIMARÃES
IDENTIFICAÇÃO
CÓDIGO

DISCIPLINA OU ESTÁGIO

SERIAÇÃO IDEAL

GEOGRAFIA HUMANA

1º ANO

OBRIGATÓRIA

PRÉ E CO-REQUISITO

Licenciatura e
Bacharelado

ANUAL/SEM.

1º Sem.

CRÉDITO

CARGA HORARIA
TOTAL

04

60

DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA
TEÓRICA

PRÁTICA

TEÓRICO/PRATICA

OUTRAS

Prát. Pedagóg.

40

20

20

NÚMERO MÁXIMO DE ALUNOS POR TURMA
AULAS TEÓRICAS

AULAS PRÁTICAS

AULAS TEÓRICO/PRÁTICAS

OUTRAS

OBJETIVOS (ao término da disciplina o aluno deverá ser capaz de:)
1. Analisar transformações s o c i a i s , p o l í t i c a s e e c o n ô m i c a s do espaço habitado.
2. Compreender a Geografia enquanto Ciências Sociais, a p l i c a n d o conceitos (espaço, tempo e escala) e
princípios do raciocínio geográfico (localização, distribuição, correlação, conexão, ordem) na análise de situações
geográficas.
3.Avaliar a importância da Geografia Humana no ensino da disciplina na Educação Básica.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO (título e discriminação das unidades)

UNIDADE I. ESPAÇO E SOCIEDADE
1. O meio geográfico e a população humana
2. Práticas espaciais e a produção do espaço geográfico
3. Grandes migrações e diásporas
4. O drama dos refugiados
5. A urbanização planetária
UNIDADE II. DISPUTAS POR ESPAÇO
1. O mundo recortado pelos Estados e os conflitos armados
2. O poder das grandes empresas transnacionais
3. A hegemonia americana
4. Espaços da diferença: classe social, gênero e etnicidade
5. Interação social no espaço virtual
UNIDADE III. O MUNDO DIVIDIDO
1. O sagrado e o profano
2. Ocidente e Oriente
3. A cidade, o campo e a floresta
4. Ricos e pobres
UNIDADE IV. GEOGRAFIA HUMANA NA BASE NACIONAL CURRICULAR COMUM (BNCC)
1. Geografia Humana em diferentes linguagens
2. Situações geográficas e a análise de contextos
3. Raciocínio geográfico e pensamento espacial: das séries iniciais ao ensino médio
METODOLOGIA DE ENSINO

Os conteúdos serão desenvolvidos por meio de aulas expositivas e dialogadas, assim como por uma programação de leituras,
diâmicas de grupo, análise de mapas e gráficos.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

DUBOS, R. El hombre en adaptación. México: Fondo de Cultura Económica, 1975.
CLAVAL, Paul. Terra dos homens. São Paulo: Contexto, 2010.
CASTRO, Iná; GOMES, Paulo Cesar da Costa; CORRÊA, Roberto Lobato. Olhares geográficos: modos de ver e viver o espaço. Rio
de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.
FERREIRA, Francisco Melo. Redes de Aprendizagem: topologia, contextos e desejo. In Redes de Aprendizagem, Redes de
Conhecimento, Lisboa, Conselho Nacional de Educação, 2002, 163-171.

GREGORY, Derek et al. Geografia humana.: sociedade, espaço e ciência social. Rio de Janeiro: Zahar Editor, 1996.
KAPLAN, Robert. A vingança da geografia: a construção do mundo geopolítico a partir da perspectiva geográfica. Rio de Janeiro:
Elsevier, 2013.

LA BLACHE, Vidal de. Princípios de Geografia Humana. Lisboa: Cosmos, 1954 (original francês de 1921), p.29-45.
NOGUEIRA, Valdir. Educação geográfica e formação da consciência espacial-cidadã no ensino fundamental: sujeitos,
saberes e práticas. Curitiba, Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-graduação em Educação, 2009. (Tese de
Doutorado).
SILVA, Joseli Maria; SILVA, Augusto Cesar Pinheiro. Espaço, gênero e poder: conectando fronteiras. Ponta Grossa: Todapalavra,
2011.
SINGER, Paul. Globalização e desemprego - diagnóstico e alternativas. São Paulo: Contexto, 1998, p.11-33.
SAYAD, Abdelmalek. A imigração ou os paradoxos da alteridade. São Paulo: EDUSP, 1998, p.44-72.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

ATLAS du Monde Diplomatique, 2012.
ATLAS des mondialisations, Le Monde Diplomatique, 2011.
BEAUJEU-GARNIER, Jacqueline. Geografia de população. São Paulo: Nacional: USP, 1971, p.19-21. CHISHOLM,
Michael. Geografia Humana: evolução ou revolução? Rio de Janeiro: Interciência, 1979. DERRUAU, Max. Geografia
Humana I e II. São Paulo: Martins Fontes, 1977 (do original em francês de 1961).
BRUNHES, Jean. Geografia humana. Rio de Janeiro: Editora Fundo de Cultura, 1962.
FRENCH, Shaun.
assurance market

Re-scaling

the

economic

geography

of

knowledge

and

information:

constructing

life

Geoforum, 2000.

GÉLÉDAN, Alain, BRÉMOND, Janine. Dicionário econômico e social. Lisboa: Horizonte, 1988, p.298-303. GEORGE,
Pierre et al. Geografia Ativa. São Paulo: Difel, 1975.
GEORGE, Pierre. Populações Ativas. São Paulo: Difel, 1979.
GEORGE, Pierre. Sociologia e Geografia. Rio de Janeiro: Forense, 1969, p.65-89. LACOSTE, Yves
(org.). Dictionnaire géopolitique des États. Paris: Flammarion, 1995. MORAES, Antonio Carlos R. A
gênese da Geografia Humana. São Paulo: Hucitec, 1989.
MORAES, Antonio Carlos R. "Vidal de La Blache e a Geografia Humana. In:
crítica. São Paulo: Hucitec, 1981.
MOREIRA, Ruy.
"Ideologia e política dos estudos de população". In:
de Janeiro: Dois Pontos, 1987, p.37-101.

. Geografia - Pequena história
.

O discurso do avesso.

R i o

Moreira, R. Trabalho e Movimentos Sociais no Brasil: um diálogo possível no âmbito da luta emancipatória? II Jornada
sobre o Trabalho. Caderno de Textos ­ Centro de Estudos de Geografia do Trabalho (CEGeT). Presidente Prudente:
CEGeT, 2001.
RÉCLUS, Eliseo. La Geografia al servicio de la vida. Barcelona: Editorial 7 1/2, 1980 (da tradução espanhola de 1906),
p.29-75.
SILVA, Maria aparecida de Moraes. Errantes do fim do século. São Paulo: UNESP, 1999.

CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM

A avaliação será concomitante ao desenvolvimento do conteúdo programático e deverá considerar o domínio do conteúdo
e a participação nas atividades propostas abrangendo: a produção individual (trabalhos e provas) e a capacidade para
trabalhar em grupo, expressando com clareza o conteúdo desenvolvido.
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

Trabalhos em grupo, prova e elaboração de materiais didáticos

EMENTA (Tópicos que caracteriza as unidades dos programas de ensino)

Unidade I. Espaço e Sociedade
Unidade II. Disputas por espaço
Unidade III. O mundo dividido
Unidade IV. Geografia Humana na Base Nacional Curricular Comum (BNCC)
MATERIAL INSTRUCIONAL

- Diferentes gêneros de textos
- Filmes e multimídia
- Materiais didáticos da Educação Básica

AUTO-AVALIAÇÃO

A disciplina será avaliada no final do semestre letivo por discentes e docente.
PEQUENOS PROJETOS - TRABALHO DE CAMPO

Não se aplica.
GRANDES PROJETOS - TRABALHO DE CAMPO
Não se aplica.

PROCESSO DE RECUPERAÇÃO E EXAME FINAL
Alunos que obtiverem notas abaixo de cinco na prova serão orientados nas dificuldades e encaminhados para a realização de prova
substituta. As dificuldades encontradas nas atividades em grupo deverão ser recuperadas no decorrer das aulas, uma vez que os alunos
deverão realizar mais de três trabalhos em grupo.
Alunos que obtiverem média final abaixo de 5 serão encaminhados para Exame Final. A média final desses alunos será obtida pela média
aritmética da nota do Exame Final e da nota obtida na disciplina.
HORARIO DE ATENDIMENTO AO ALUNO:

A ser definido com os alunos
APROVAÇÃO:
DEPARTAMENTO

CONSELHO DE CURSO

COMISSÃO DE ENSINO