02-11-2009

GEOGRAFIA
9º Ano
2009/2010

A agricultura e a pesca

O que é a agricultura?
· A agricultura é a actividade que tem como
objectivo a exploração de recursos do solo a
fim de satisfazer uma das necessidades
essenciais do Homem.

1

02-11-2009

A agricultura depende de factores
naturais:
· Clima (temperatura, humidade e luz solar)
· Solo
· Relevo

A agricultura depende também de
factores humanos:
· Sistemas económicos e políticos
· Densidade de população
· Técnicas de trabalho e meios utilizados

Medidas para aumentar a
produtividade:
· A domesticação dos animais e a sua utilização
nas tarefas agrícolas;
· A selecção de espécies vegetais e a sua
difusão.

2

02-11-2009

· A crescente urbanização ocorrida após a
Revolução Industrial do século XVIII,
provocaram uma melhoria do nível de vida
das populações, um aumento do consumo de
produtos agrícolas.
· A agricultura tradicional transformou-se numa
agricultura especializada - agricultura
moderna.

Medidas:
· Introdução da mecanização
· Introdução de novas culturas
· Especialização em culturas de maior
rendimento
· Emparcelamento (junção de várias
explorações agrícolas)

Existe um contraste a nível mundial:
· Os países industrializados, obtêm maiores
produções, satisfazendo as necessidades
alimentares.
· Os países não-industrializados, usam técnicas
tradicionais na agricultura, fracas
produtividades que se reflectem na penúria
alimentar.

3

02-11-2009

Como se caracteriza a agricultura
tradicional?
·
·
·
·
·
·
·
·
·

Elevado número de mão-de-obra
Reduzido/nulo índice de mecanização
Pratica-se em minifúndios
Pratica-se a policultura
Utilização de técnicas tradicionais
Utilização de adubos naturais
Destino da produção é o autoconsumo
Baixo rendimento agrícola
Baixa produtividade agrícola

Quais são os tipos de agricultura
tradicional?
· Agricultura itinerante ou de queimada ­ mais
primitiva, praticada na África, Ásia e América
Latina (países menos desenvolvidos),
queimam as terras para depois utilizarem as
cinzas como fertilizante, pratica-se a
policultura e os instrumentos e técnicas
agrícolas são muito primitivos.

· Agricultura Sedentária de sequeiro ­ regiões
de maior densidade populacional, em África,
recorre ao pousio e à rotação de culturas,
utilizando como fertilizante o estrume dos
animais que criam.

4

02-11-2009

· Agricultura de Oásis ­ norte de África nas
regiões de oásis, sistema policultural, extrema
divisão da propriedade.

· Agricultura da Ásia das monções ou rizicultura
­ região da Ásia, equilíbrio com as condições
naturais, aproveitamento das elevadas
densidades populacionais, para a mão-deobra, é muito simples, minuciosa e intensiva.

Como se caracteriza a agricultura
moderna?
· Esta agricultura é conhecida com maior
desenvolvimento e inovação nos países
industrializados da Europa, América do Norte,
Japão, Austrália, Nova Zelândia, mas também
na Argentina, e África do Sul.

5

02-11-2009

Características:
·
·
·
·
·
·

Reduzido número de trabalhadores
Elevado índice de mecanização
Pratica-se em latifúndios
Pratica-se a monocultura
Utilização de técnicas modernas
Utilização de produtos químicos, selecção de
sementes, sistemas de rega automáticos, estuda dos
solos...
· Destino da produção são os mercados
· Elevado rendimento agrícola
· Elevada produtividade agrícola

· Rendimento agrícola ­ quantidade de
produção obtida por unidade de superfície.
· Produtividade agrícola ­ número de horas de
trabalho necessárias para obter uma
determinada quantidade de produção.

Quais são os diferentes tipos de
agricultura moderna?
· Agricultura europeia ­ muito intensiva, explorações
pequenas de média dimensão, sistema policultural,
mecanizada, uso de fertilizantes químicos.
· PAC ­ política agrícola comum
· Agricultura norte-americana ­ praticada em grandes
propriedades, em sistema de monocultura, com grande
mecanização, no Canadá e EUA.
· Agricultura de plantação ­ Meios tropicais, a produção
destinada aos mercados é feita por processos modernos, e
as produções são o cacau, café, algodão e borracha.

6

02-11-2009

Como tem evoluído a agricultura em
Portugal?
· Antes de 1986, predominava a agricultura
tradicional, produção para o autoconsumo. No
norte do país predominava minifúndios,
enquanto no sul, já existiam alguns
latifúndios.

Após 1986, com a integração no espaço comunitário, com o
apoio ao sector agrícola, através de fundos, que se
reflectiram:

· No investimento em mecanização
· Aumento das produções de regadio (sistemas
de irrigação)
· Promoção do emparcelamento
· Formação profissional dos agricultores
· Substituição de culturas por outras mais
competitivas

Quais são os impactos ambientais
causados pela agricultura?
· Nos países menos desenvolvidos, onde a
agricultura é do tipo tradicional, os maiores
problemas são os seguintes:
· Fraca produtividade
· Desflorestação e erosão
· Desertificação e desocupação humana (devido
a destruição dos solos)
· Esgotamento e erosão dos solos e poluição

7

02-11-2009

Nos países desenvolvidos, onde a agricultura é
do tipo moderna existem os seguintes
problemas:
· Superprodução (os produtores não
conseguem escoar os seus produtos)
· Degradação e poluição dos solos (usos
exaustivo de fertilizantes)
· Manipulação genética (espécies transgénicas)

· Ver quadro comparativo
agricultura moderna versus agricultura tradicional

Como desenvolver a agricultura numa
perspectiva de sustentabilidade?
· Agricultura Biológica
· Formas de trabalhar o solo ­ preocupação em respeitar a
microflora do solo, existe incorporação de matéria
orgânica.
· Rotação de culturas ­ equilibrada e estudada, de longa
duração.
· Fertilização ­ utilização de adubos orgânicos, que fornecem
os nutritivos necessários.
· Luta contra inimigos das culturas ­ são usadas bactérias e
insectos auxiliares, para combater pragas e doenças.
· Resultados ­ melhor qualidade dos produtos, mais sabor, e
mais saudáveis, diminuição da poluição e fertilidade dos
solos por mais tempo.

8

02-11-2009

Como se desenvolve a actividade
pecuária no mundo?

· A pecuária tem acompanhado o
desenvolvimento da agricultura.
· Numa primeira fase o pastoreio constitui uma
forma de pecuária extensiva, a criação de
gado, com vista à obtenção de carne, leite, lã e
pele.
· A pecuária abarca uma maior área que a
actividade agrícola.

Principais espécies de gado:
· Gado Bovino (vacas) ­ grande valor económico pela produção de
carne, leite e couro, passa actualmente por uma situação de crise,
por causa da "doença das vacas loucas". Os principais produtores
são os EUA, a Rússia, a Argentina e o Brasil, pois têm uma grande
extensão territorial. A Suíça, a Dinamarca e os países baixos
destacam-se como produtores de leite. A produção de carne faz-se
de uma forma extensiva, enquanto a de leite é em regime de
estabulação.
· Gado Suíno (porcos) ­ é muito rendível, pois exige poucos
cuidados, a China, Rússia e EUA, que registam maiores produções.
· Gado Ovino (Ovelhas, Cabras) ­ importante, pois produz lã, carne e
leite, os maiores produtores são a Rússia, a Austrália e a China, ao
nível de produção de lã, a Nova Zelândia e o Reino Unido são
grandes produtores.

9

02-11-2009

Transformações na actividade
pecuária:
·
·
·
·
·

Selecção e especialização de raças
Melhoria na alimentação
Combate a epidemias
Desenvolvimento da estabulação
Melhoria da comercialização (técnicas de
conservação)

Qual a importância da actividade
piscatória para as populações
litorais?

Existem 3 tipos de pesca:
· Pesca local e costeira ­ pequenas embarcações, não se
afastam da costa, técnicas tradicionais, poucos
tripulantes sem meios de conservação do pescado.
· Pesca do alto ­ longe da costa, períodos de 8 dias,
técnicas modernas e embarcações maiores, já com
meios de conservação do pescado, com alguns
tripulantes.
· Pesca de longa distância ­ barcos de grande
tonelagem, processos de conservação do pescado e
transformação do mesmo, meios sofisticados, como o
radar, sonar, com bastantes tripulantes longa
permanência no mar.

10

02-11-2009

É na plataforma continental que se verifica uma maior abundância de
pescado devido a:
Ter águas pouco profundas e agitadas o que facilita a oxigenação e o
desenvolvimento do fitoplâncton que, juntamente com o zooplâncton, vai
alimentar os peixes;
Receber águas dos rios que transportam alimentos para os peixes;
Registar pouca salinidade.

Técnicas utilizadas:
· Arrasto ­ bastante eficiente, mas predatória,
por capturar peixes jovens e por em causa a
preservação das espécies.
· Cerco ­ utilizada na captura de cardumes
superficiais.
· Deriva ­ praticada mais perto da costa, por
embarcações pequenas, logo, menos capturas.

· Portugal atravessa um período de crise por Ter
uma frota envelhecida vocacionada, enquanto
no sector mais modernizado sofre efeitos da
concorrência internacional devido a falta de
acordos de pesca.

11

02-11-2009

Problemas da actividade piscatória:
· A sobre exploração dos oceanos provocada
pelas capturas excessivas realizadas por
barcos de pesca industrial (pesca de longa
distancia), têm provocado a diminuição dos
stocks estando alguns em situação de ruptura.

Medidas para solucionar este
problema:
· Modernização dos navios
· Modernizar frota com maior TAB (medida de
capacidade de embarcações)
· Formação profissional
· Definir pesos e tamanhos mínimos para cada
espécie, para evitar a captura de juvenis)
· A Rússia, Japão, Reino Unido e Espanha têm as
maiores frotas de pesca.

A Indústria

12

02-11-2009

A indústria transformadora
· Actividade mais relevante do sector
secundário.
· Conceito: conjunto de processos técnicos que
transformam as matérias-primas noutros
produtos.
· PD ­ nível de industrialização alto.
· PED ­ nível de industrialização baixo.

Como se distinguem os recursos
renováveis dos não-renonáveis?
· Recursos ­ qualquer elemento que o Homem
pode utilizar para satisfazer-se directa ou
indirectamente.
Os recursos podem ser:
· Renováveis ­ não se esgotam, têm reservas
ilimitadas, constante renovação (ex: água, sol e
vento)
· Não-renováveis ­ quando podem por excesso de
utilização vir a esgotar-se, pois têm quantidades
limitadas (ex: petróleo, ferro e carvão)

Os minerais são recursos muito importantes na actividade
industrial, mas são não renováveis e sujeitos a esgotamento.

Podem classificar-se em:
· Minerais metálicos (ferro; ouro)
· Minerais não-metálicos (sal-gema; quartzo)
· Rochas industriais (calcário; granito)
· Rochas ornamentais (granito; mármore)
· Águas minerais (características minerais, são
comerciáveis)

13

02-11-2009

Quais são os principais recursos
energéticos tradicionais?
Os recursos energéticos podem ser renováveis e
não-renováveis:
· Não-renováveis - utilizados há mais tempo
(energias tradicionais)
· Renováveis- recentes, pois são não poluentes
(energias alternativas)

Tipos de energia

Madeira

Principais utilizações

Aquecimento e confecção

Vantagens

Relativamente barata

Desvantagens

Destruição do ambiente

de alimentos

Carvão

Petróleo

Produção de energia

Das energias tradicionais é

eléctrica e aço

a que tem maiores reservas aos gases da sua queima

Muito poluente, devido

Energia eléctrica, para

Maior rendimento e

Acabará; poluente;

combustíveis de transpor-

eficácia

não-renovável

-tes e máquinas

Gás Natural

Utilização domestica e
industrial

Nuclear

Utilização industrial

Das tradicionais, é a menos Prob. ambientais devido à
poluente

Mais barato

sua exploração e queima

Acidentes nucleares e
resíduos perigosos

Onde se localizam as principais
matérias-primas industriais?
Existem quatro grandes classes de matériasprimas:
· Matérias-primas de origem vegetal (madeira,
algodão)
· Matérias-primas de origem animal (pele, lã)
· Minerais metálicos (cobre, zinco, ferro,
alumínio)
· Minerais não-metálicos (petróleo, carvão)

14

02-11-2009

Como evoluiu a actividade industrial?
· Originou-se a Revolução industrial, e a indústria
evoluiu, em 3 fases:
· 1º fase ­ Revolução mecânica, fins do séc. XVIII
até fins do séc. XVX, fonte de energia era o
carvão, as indústrias situavam-se perto das minas
de carvão e ferro.
· 2º fase ­ Revolução energética, séc. XVX até à II
Guerra Mundial, fonte de energia era o petróleo
e a electricidade, as indústrias situavam-se perto
das grande cidades.

Como evoluiu a actividade
industrial? (II)
· 3º fase ­ Revolução electrónica, após à II
Guerra Mundial até à actualidade, fonte de
energia é o petróleo, gás Natural, e energias
alternativas, as indústrias situavam-se nas
zonas rurais, e próximos dos centro de
investigação científica.

As indústrias são classificadas:
· Quanto ao destino da produção:
- Bens de consumo ( indústria têxtil ou alimentar)
- Bens de equipamento (indústria metalomecânica produção de maquinaria)
- Bens intermédios (indústria siderúrgica ou do aço)
· Quanto ao peso da matéria-prima:
- Pesadas ou de base (industria metalúrgica ou
petroquímica)
- Ligeiras (industria electrónica ou farmacêutica)

15

02-11-2009

Quais são os factores que influenciam
a localização das indústrias?
· Os factores que influenciam onde se deve instalar uma
indústria são:
- A proximidade das fontes de matéria-prima;
- Proximidade das fontes de energia;
- Proximidade do mercado (cidades);
- Mão-de-obra (qualificada/pouco qualificada);
- Transportes e vias de comunicação;
- Condições físico-naturais;
- Preço do terreno/espaço;
- Condicionalismos estatais.
- PDM- plano de direcção municipal

Como se distribui a actividade
industrial?
· As áreas mais industrializadas são:
· Europa Ocidental; EUA; Japão; Europa do
Leste; Rússia...

Os novos países industrializados
· NPI - Novos países industrializados (Coreia do
Sul, Taiwan, Singapura, e Hong Kong, aderiram
aos NPI).
· NPI de 1º geração ­ Hong Kong, Coreia do Sul
e Singapura.
· O Japão foi o motor de desenvolvimento dos
outro países.

16

02-11-2009

Quais são os impactos ambientais
causados pela indústria?
São vários:
- Poluição atmosférica
- Poluição das águas
- Poluição sonora
- Lixos industriais

Problemas sociais
· Globalização
· Deslocalização industrial

O comércio

17

02-11-2009

· É através do comércio que se realizam as
trocas de bens entre pessoas, regiões e países
· Complementaridade entre diferentes espaços
e diversas actividades económicas.
· Na segunda metade do século XX, deu-se uma
grande expansão do comércio internacional
de mercadorias.

Principais razões
·
·
·
·
·

O crescimento da população mundial
A intensificação da produção industrial
A modernização dos transportes
O desenvolvimento das telecomunicações
O desenvolvimento do mundo empresarial

As trocas internacionais evidenciam contrastes
de desenvolvimento a nível mundial
· Os PD são os maiores exportadores
· Os PD são também os maiores importadores
· Alguns países têm importações superiores às
exportações (balança comercial negativa)

18

02-11-2009

Os principais fluxos de comércio
internacional
· Os fluxos comerciais mais importantes
realizam-se entre as regiões mais
desenvolvidas
· Nas exportações dos PD predominam os
produtos industriais
· Nas exportações dos PED predominam os
produtos agrícolas e minerais

Os Serviços e o Turismo

Sector terciário
· Educação, saúde, banca, serviços
administrativos, turismo, transportes,
correios, telecomunicações, etc.
· Serviços pouco qualificados vs. Elevada
qualificação

19

02-11-2009

Quais são os diferentes tipos de
serviços?
Os factores que aumentaram o sector dos
serviços foram:
· Aumento do nível de vida;
· Existência de um estado-providência;
· Concorrência entre empresas;
· Sector de refúgio
· Aparecimento de novas actividades
· Expansão de serviços tradicionais

Existem quatro principais tipos de
serviços, que são:
· serviços empresariais e a banca (seguros,
créditos, investimentos);
· serviços pessoais (doméstico, turismo,
cultura);
· serviços de distribuição (comércio e
transportes);
· administração pública e serviços sociais
(Estado­ defesa, justiça, educação)

Turismo

20

02-11-2009

Quais são as diferentes formas de
turismo?
O incremento desta situação a nível mundial,
deve-se a factores como:
· aumento dos tempos livres
· aumento da mobilidade
· novos padrões de comportamento
· liberalização da circulação de pessoas
· aumento do poder de compra

...também porque, existem vários tipos
de turismo:
Turismo litoral ou balnear
· movimenta muitas pessoas
· consiste na procura do sol
· exploração do litoral, no Verão
· (mediterrâneo, Caraíbas, Algarve, Califórnia)

Turismo cultural
· nas cidades que têm património
arquitectónico
· eventos culturais
· museus importantes
· (Paris, Londres, Roma, Atenas)

21

02-11-2009

Turismo de montanha
· procurado no inverno (desportos de neve)
· explora a paisagem
· ambientes montanhosos
· (estâncias de esqui nos Alpes, Pirenéus, Serra
Nevada)

Turismo de negócios e congressos
· viagens breves
· reuniões de empresas
· feiras e exposições
· (Nova Iorque, Tóquio, Francoforte, Hong Kong)

Turismo Religioso
· peregrinação a lugares santos
· (Jerusalém, Vaticano, Meca, Fátima)

22

02-11-2009

Turismo Termal
· em termas
· muito popular no passado
· (Termas do Luso, Vichy)

Turismo rural, aventura, ecológico, de compras
· que se tem vindo a descobrir
· cada vez com mais aderentes

Que relação se estabelece entre o
turismo e as características naturais
e humanas de uma região?

23

02-11-2009

Os factores físicos que influenciam o
turismo são:
·
·
·
·

relevo
clima
vegetação
água

Os factores humanos que influenciam
o turismo são:
· construção de infra-estruturas e
equipamentos
· oferta de alojamentos
· publicidade aos lugares
· intervenção de operadores turísticos
(oferecem vantagens)

Quais são os principais fluxos
turísticos?
·
·
·
·
·
·
·

As principais áreas de destino turístico são:
Europa
Caraíbas
China/ Sudeste Asiático
Médio Oriente/ Norte de África
Oceânia/ América do Sul, África Negra
Brasil

24

02-11-2009

Quais são os impactos ambientais e
humanos dos serviços e do turismo?

Aspectos positivos provocados pelo
turismo:
·
·
·
·

Promoção do emprego
Promoção de produtos dos locais
Crescimento de infra-estruturas
Desenvolvimento da economia

Impactos negativos provocados pelo
turismo:
·
·
·
·

Emprego sazonal, e pouco qualificado
Elevado investimento em infra-estruturas
Dependência do turismo
Desenvolvimento económico explorado por
outros países

25

02-11-2009

Os impactos ambientais negativos são:
· Destruição dos ecossistemas (fauna/flora)
· Contaminação dos recursos hídricos
· Sobreexploração dos aquíferos ( campos de
golfe/ piscinas)
· Excesso de construção/ falta de ornamento do
território
· Aumento dos resíduos

26