LISTA DE EXERCÍCOS DE GEOGRAFIA ­ POPULAÇÃO
BRASILEIRA E MUNDIAL I
QUESTÃO 01
São 206 os povos indígenas no Brasil de hoje. Na maioria sociedades diminutas,
remanescentes de populações que já foram consideráveis, destruídas por doenças,
escravização, massacres, invasão de seus territórios, deportação, programas de assimilação:
mais de dois terços desses grupos não chegam hoje a mil pessoas. No total, são uns 280 mil
índios, contando-se apenas os que moram em áreas indígenas. Outros 30 mil são índios
desaldeados, que moram na maioria em áreas urbanas. A população indígena concentra-se na
Amazônia, onde moram cerca de 60% dos índios brasileiros. As sociedades indígenas são muito
diversas entre si. Vejam-se as línguas, por exemplo. Distinguem-se 163 línguas indígenas
diferentes. Se incluirmos os dialetos, esse número sobe para 195. Com exceção de dez línguas
isoladas, que não se aparentam com nenhuma outra, essa grande variedade de línguas pode ser
agrupada em 14 conjuntos. Quatro grandes grupos lingüísticos espalham-se por territórios
amplos, que podem transbordar das fronteiras nacionais: são os grupos Macro-Tupi, MacroJê, Aruak e Karib. A diversidade das sociedades indígenas - cada uma sendo uma síntese
original de sociabilidade e de uso dos recursos naturais - é um patrimônio essencial do Brasil.
O que talvez mais chame a atenção seja o contraste entre a simplicidade das tecnologias e a
riqueza dos universos culturais. As sociedades indígenas elaboraram cosmologias e sistemas
sociais complexos, nos quais o patrimônio imaterial parece ter um privilégio sobre o
patrimônio material. Enquanto a propriedade privada da terra, por exemplo, é inexistente,
direitos sobre bens imateriais, tais como nomes próprios, cantos, ornamentos rituais, são
objetos de detalhada regulamentação. A arte indígena, por sua vez, parece preferir suportes
perecíveis: em muitas dessas sociedades, o corpo humano, a palha e as plumas são objeto de
um trabalho artístico intenso - pintura corporal, cestaria, arte plumária - sobre objetos
essencialmente efêmeros.
Considere os itens abaixo, relativos à evolução e às condições das lutas indígenas em
nosso país.
I - As sociedades indígenas são diminutas, como vimos, e dão uma impressão errônea de
isolamento. Na realidade, elas têm crescentemente se revelado ligadas a uma extensa rede de
trocas - de mercadorias, de esposas, de cantos e rituais - e abertas ao exterior.
II - Todas as Constituições brasileiras, desde a de 1934, garantem aos índios as terras que eles
ocupam. Esta ocupação ficou definida na Constituição de 1988, no artigo 231, parágrafo 1,
segundo o qual são terras tradicionalmente ocupadas pelos índios as por eles habitadas em
caráter permanente, as utilizadas para suas atividades produtivas, as imprescindíveis à
preservação dos recursos ambientais necessários a seu bem-estar e as necessárias à sua
reprodução física e cultural, segundo seus usos, costumes e tradições.
III - As terras indígenas ainda não estão completamente regularizadas, apesar do preceito
constitucional que estipulava que o fossem até 1993. Em junho de 1996, das 554 áreas, 148
encontravam-se demarcadas e registradas. As demarcações são necessárias, mas não
suficientes para a proteção das terras indígenas, que sofrem invasões de várias naturezas.
Mineradoras, madeireiras, garimpeiros, fazendeiros, são fontes de inúmeros conflitos.
IV - Enquanto nos anos 50 e 60 previa-se o desaparecimento dos índios, hoje se constata uma
recuperação demográfica e um ressurgimento de etnias que se ocultavam diante do
preconceito. Assim mesmo, ainda são - lamentam os que os consideram como empecilhos ao
desenvolvimento - poucos índios para muita terra. O juízo de valores pode ser invertido, desde
que se saibam avaliar os benefícios possíveis: os índios têm preservado, nas grandes áreas da
Amazônia que ocupam, uma espantosa riqueza em biodiversidade e um saber acumulado cujo
valor de mercado ainda não é reconhecido.

INDIQUE quais das alternativas apresentam avanços alcançados pelas comunidades indígenas.
a)
b)
c)
d)
e)

Apenas II e III.
Apenas I, II e IV.
Apenas I e IV.
Apenas II, III e IV.
Apenas I e III.

QUESTÃO 02
Poucos países conheceram um crescimento populacional tão grande como o que
ocorreu no Brasil nos últimos 120 anos. De 1872 (primeiro censo) a 1991 (décimo censo), a
população brasileira passou de quase dez milhões para pouco menos de 150 milhões de
pessoas. Esse acréscimo é muito superior à população atual de alguns países, como, por
exemplo, a França, Itália e o Reino unido (cerca de 57 milhões cada). Equivale, também, ao
dobro da população atual da Argentina (33 milhões de pessoas).
Observe a tabela:
Crescimento da
população brasileira no
período 1872-1995
A
Popul
no
ação absoluta
1
9.930.
872
478
1
14.333
890
.915
1
17.318
900
.556
1
30.653
920
.605
1
41.165
940
.289
1
51.941
950
.767
1
70.070
960
.457
1
93.139
970
.037
1
119.00
980
2.706
1
147.05
991
3.940
1
161.40
995
0.000

Fontes: IBGE, Anuários Estatísticos do Brasil; L'État du Monde, 1995.

Baseando-se nos dados da tabela, as afirmativas seguintes demonstram as razões para o
elevado crescimento populacional brasileiro. EXCETO
a) O crescimento populacional resulta de duas variáveis: as migrações externas e o
crescimento vegetativo da população. No caso do Brasil foi o crescimento vegetativo o
fator principal do aumento populacional.

b) No período de crescimento entre 1872 e 1940, o Brasil recebeu uma gigantesca massa
de imigrantes, cerca de 80% do total mundial, isso se deve à política econômica que era
atraente para a época.
c) O crescimento populacional teria mais efetivo se não houvesse precariedades nas
condições médico-sanitárias motivadas pela desnutrição, diarréia infecciosa e doenças
respiratórias.
d) O crescimento populacional registrado na tabela se deve por causa da imigração italiana
e japonesa nas regiões agrárias, favorecendo o crescimento das taxas e a diminuição da
mortalidade.
e) Esse crescimento demográfico é determinado por elevadas taxas de natalidade e queda
nas taxas de mortalidade, motivadas por melhorias na infra-estrutura.
QUESTÃO 03
No período pós-Segunda guerra Mundial, o Brasil ingressou na Segunda fase do ciclo
demográfico, ou seja, a etapa de maior crescimento populacional. Analise atentamente as
afirmativas seguintes.

1. Esse período vivenciou o fenômeno conhecido como explosão demográfica. Ele
consistiu em revelar baixos índices nas taxas de migrações e de crescimento vegetativo.
2. Neste período, houve uma acentuada queda das taxas de mortalidade resultantes de
várias causas, tais como: progresso mundial da medicina, urbanização dos países
subdesenvolvidos e melhoria das condições médico-hospitalares e higiênico-sanitárias.
3. No período em questão, apresentaram-se elevadas taxas de natalidade que são
explicadas por fatores que dificultam a adoção de métodos artificiais de controle da
natalidade, como, por exemplo: influência religiosa, baixa escolaridade da população,
pobreza e um elevado contingente de população rural.
Os motivos da explosão demográfica no Brasil estão CORRETAMENTE expostos nas
afirmativas
a)
b)
c)
d)
e)

1 e 2 apenas.
2 e 3 apenas.
3 apenas.
2 apenas.
1 apenas.

QUESTÃO 04
O Brasil está passando por profundas transformações demográficas. A principal variável
responsável por estas mudanças é a fecundidade.
As alternativas seguintes mostram quais serão as consequências proporcionadas pela
alteração nos índices de fecundidade. EXCETO
a)

O contingente de idosos brasileiros, aqui entendido como a população acima de 65 anos,
aumentaria em torno de 3,7 milhões entre 1980 e 2000.
b)
No longo prazo, crianças e idosos passarão a ter pesos relativos e iguais, na população
total, com índices de evolução bastante semelhantes, gerando um equilíbrio demográfico.
c)
O Brasil será o quarto país do mundo com um intenso processo de envelhecimento
populacional.
d)
Havendo redução da natalidade e aumento das aposentadorias poderá ocasionar uma
distribuição de renda desigual e altas taxas de desemprego.
e)
A feminização do processo, isso se deve ao crescimento da mortalidade adulta que sempre
recai na figura masculina, o que aumenta ainda mais o número de mulheres.
QUESTÃO 05
Na tabela seguinte, encontram-se dados sobre a evolução da população idosa em nosso
país.

Brasil - Total e Índice de Idosos ­ 1950-2050
Anos

População
(em mil)

de

idosos

Homens

Mulheres

1950

715

891

1960

1.068

1.315

1970

1.614

1.918

1980

2.378

2.677

1990

2.886

3.505

2000

3.790

4.919

2010

5.094

6.893

2020

7.509

10.345

2030

11.105

15.476

2040

14.131

20.052

2050

17.560

24.683

Fonte dos dados: United Nations, 1999.
Por meio de uma análise precisa, os fenômenos que estão sendo presenciados nesta tabela são
a)
b)
c)
d)
e)

Terciarização e aumento dos índices de idosos.
Formigueiros humanos e envelhecimento populacional.
Feminização e queda nos índices de Natalidade.
Vazio demográfico e redução das taxas de mortalidade.
Mundialização e crescimento vegetativo.

QUESTÃO 06 Verifique os fatos que a charge critica.

www.chargeonline.com.br
A interpretação que melhor evidencia qual a reflexão que a charge promove sobre a cultura
negra é
a) os negros ainda se submetem a atitudes de preconceito e intolerância.
b) os negros lutam por políticas públicas que assegurarão reais direitos a cidadania.
c) os negros são explorados pelo governo e pela mídia nacional.
d) os negros têm dificuldades em manter suas conquistas sociais.
e) os negros não têm medo de encarar o racismo e a exclusão social.
QUESTÃO 07

A população brasileira formou-se a partir de três grupos étnicos básicos: o indígena, o
branco e o negro. Considere os itens abaixo, relativos às estas características étnicas da
população do Brasil.
1. Em 1800, os negros eram 47% da população, contra 30% de mulatos e 23% de
brancos. Fatores como, por exemplo, a proibição do tráfico de escravos (1850), a
elevada mortalidade da população negra, o forte estímulo à imigração européia
(expansão cafeeira), além da intensa miscigenação entre brancos e negros, alteraram
profundamente a composição étnica da população brasileira.
2. A população brasileira é, assim, caracterizada por grande diversidade étnica e intensa
miscigenação. A elevada miscigenação ocorrida no período colonial, principalmente
entre brancos (portugueses) e negros (africanos), explica o rápido crescimento do
contingente de mulatos em relação ao contingente de negros.
3. Excluídos do processo de desenvolvimento econômico e social do país, os negros
formam atualmente, ao lado de grande parte de outras camadas não-brancas (mulatos,
índios etc.) um enorme contingente de brasileiros marginalizados.
Quais das alternativas que informam em seus dados sobre a evolução na composição étnica do
povo brasileiro?
a)
b)
c)
d)
e)

1 apenas.
3 apenas.
2 apenas.
1 e 2 apenas.
2 e 3 apenas.

QUESTÃO 08
Numere a segunda coluna de acordo com a primeira.
Coluna I
1 - Teoria Malthusiana
2 ­ Teoria Neomalthusiana
3 ­ Teoria Reformista
Coluna II
(

) Defendem a adoção de profundas mudanças sociais e econômicas para superar os graves
problemas do Terceiro Mundo.
( ) Os meios de subsistência, na melhor das hipóteses, só podem aumentar segundo uma
progressão aritmética.
( ) A solução estava na implantação de políticas oficiais de controle de natalidade mediante o
emprego de pílulas anticoncepcionais, abortos, amarramento das trompas, vasectomia, etc.
( ) Caso não seja detida por obstáculos (guerras, epidemias, etc.), a população tende a crescer
segundo uma progressão geométrica, duplicando a cada 25 anos.
( ) Temerosos diante desse quadro assustador do Terceiro Mundo, passam a responsabilizar os
países subdesenvolvidos e o elevado crescimento demográfico como os culpados pelo
referido quadro de horror.
( ) Admite que a situação de pobreza e subdesenvolvimento a que foi submetido o Terceiro
Mundo é a esponsável pelo excessivo crescimento demográfico e conseqüente estado de
miséria.
A sequência CORRETA é:
a)
b)
c)
d)

1, 2, 3, 1, 2 e 3.
2, 3, 1, 2, 3 e 1.
3, 2, 1, 3, 2 e 1.
3, 1, 2, 1, 3 e 2.

e)

2, 1, 3, 3, 1 e 2.

QUESTÃO 09
Considere os itens sobre a mobilidade da população brasileira.
I. A migração rural-rural não ocorre em nenhuma região do País.
II. A migração rural-urbana intensificou-se após 1950.
III. A migração urbano-rural tem importância numérica pequena no País.
IV. A migração que ocorre diariamente entre os municípios é conhecida como deslocamento
sazonal.
Está CORRETO apenas o que se afirma em:
a)
b)
c)
d)
e)

I e II
I e III
II e III
II e IV
III e IV

QUESTÃO 10
Verifique os dados seguintes:

FONTE: http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/pesquisas/fecundidade.html

Assinale a alternativa que apresenta a importância dos estudos dessa taxa populacional.
a) Esse é um dos elementos mais precisos para determinar se há redução no crescimento
demográfico, estando presentes nos índices GINI.
b) Esse é um dos mais importantes índices para se conhecer o desenvolvimento humano de
uma região, sendo uma das variantes do IDH.
c) Esse é um dos índices mais valiosos para determinar políticas públicas de controle de
outras taxas, tais como natalidade, fecundidade e mortalidade.
d) Esse é um índice que determina a relação entre o número de nascimentos com os dados
da população absoluta de uma área, afetando o uso racional do espaço natural.

QUESTÃO 11
Observe a propaganda adotada por um sindicato da região sudeste na convocação de
seus membros para um seminário com a perspectiva de discutir problemas econômicos e
trabalhistas.

FONTE: http://www.sinttelmg.org.br/direita2.htm

Indique a alternativa que explica qual é o fenômeno dos setores da economia que está
sendo discutido entre os meninos e os impactos que ele tem gerado ao mercado de trabalho.
a) Terciarização, gerando a valorização da robotização nos segmentos do setor secundário,
o que desemprega trabalhadores e promove o subemprego.
b) Superávit primário, que concentra a renda nas mãos de uma elite agrária ou industrial,
abaixando salários, dificultando as importações e limitando as ofertas de trabalho no
interior brasileiro.
c) Terceirização, ocasionando uma precarização das relações trabalhistas, diminuição dos
postos de trabalho, exploração da mão-de-obra e baixa remuneração do trabalho.
d) Déficit primário, promovendo um atraso nos investimentos em pesquisa de alta
tecnologia, dependência do mercado internacional no que diz respeito à educação e
ciência.
QUESTÃO 12
Este quadro de Portinari nos permite visualizar um termo que caracteriza bem a população
brasileira: a mestiçagem.

FONTE: http://www.culturabrasil.pro.br/imagens/mestico.jpg

Essa miscigenação promove um aspecto positivo na sociedade brasileira. Marque-o a seguir:
a)
b)
c)
d)

Divergência regional.
Diferença Étnica.
Disputa econômica.
Diversidade Cultural.

QUESTÃO 13
A origem dos imigrantes que substituíram os escravos foi diversificada, contudo, sua
grande maioria veio da Europa, conforme a charge demonstra:

FONTE: http://www.ufpa.br/beiradorio/arquivo/beira29/fotos/charge-imigrantes.jpg

Identifique qual foi a mudança e a vantagem que a vinda de imigrantes europeus
promoveu na economia do Brasil no século XIX.
a) Mudança: transição do modelo escravocrata para o livre e assalariado. ­ Vantagem: o
imigrante tinha condições psicológicas para negociar com o patrão melhores condições
para exercer as atividades, com isso havia um ganho na produtividade.
b) Mudança: transição do modelo compulsório para o de arrendamento e parceria rural. ­
Vantagem: o imigrante tinha uma enorme família, e todos os seus membros auxiliavam
na capacidade de produção, para assim, aumentar a renda e os resultados agrários.
c) Mudança: transição da exploração do trabalho escravo para a exploração do trabalho
servil europeu. ­ Vantagem: o imigrante ficava responsável pelo seu próprio sustento,
até conseguir quitar com o dono da fazenda todas as despesas que gerou com a sua
mudança para o país.
d) Mudança: transição do modelo monocultor para o modelo fabril urbano. ­ Vantagem:
o imigrante tinha conhecimento tecnológico decorrente da revolução industrial
europeia, o que motivou a formação de indústrias de fundo de quintal e exportadoras.
QUESTÃO 14
A ilustração a seguir refere-se a um segmento de emigrantes que tem abandonado o
Brasil.

FONTE: http://www.edicionesespeciales.elmercurio.com/
Fotos/2005/06/30/0630X00101.JPG

Isso ocorre devido, principalmente,
a)
b)
c)
d)

à instabilidade política no Brasil.
aos altos índices de desemprego.
à falta de oportunidades para a formação profissional.
aos altos índices de violência.

QUESTÃO 15
O contexto da fotografia procura denunciar que a pobreza também exerce pressão
negativa sobre o meio ambiente, uma vez que o comportamento de quem vive na miséria e na
pobreza é predatório.

FONTE: http://panbagnato.clarence.com/archive/027024.html

Marque a alternativa que NÃO serve como exemplo de apropriação dos recursos naturais
feitas por populações como as da fotografia:
a)
b)
c)
d)

A coivara ­ queimada ­ técnica primitiva de agricultura.
O consumo elevado da energia global e dos combustíveis.
O garimpo ilegal e a contaminação de rios com mercúrio.
A ocupação irregular das encostas por causa de

QUESTÃO 16
Observe os dados da tabela referentes a estrutura etária brasileira:

FONTE: http://www.geografiaparatodos.com.br/img/infograficos/Envelhecimento_da_Populao.jpg

De acordo com os dados pode-se afirmar que a tendência de envelhecimento populacional nas
regiões brasileiras justifica-se:
a) Pelo melhoramento das condições de trabalhos existentes nas cidades do interior e do
litoral.
b) Pelo controle efetivo e eficiente das taxas de mortalidade e natalidade.
c) Pelo aumento dos sucessivos superávits comerciais e diminuição dos índices de pobreza
no Brasil.
d) Pelas melhorias médico-sanitárias e pelo fato da mulher passa a trabalhar fora,
melhorando renda doméstica.
e) Pelas sucessivas campanhas de combate à Aids e pelo planejamento familiar com uso
de camisinha.
QUESTÃO 17
Verifique a crítica que a charge realiza sobre as condições de vida da maioria da
população brasileira:

FONTES: http://www.geografiaparatodos.com.br/img/humor/8sou_brasileiro.jpg

Dentre os problemas que a charge revela nitidamente estão:
I ­ Concentração de Renda.
II ­ Miséria.
III ­ Ausência de planejamento familiar.
IV ­ Violência.
V ­ Marginalização.
VI ­ Fome.
VII ­ Delinqüência.
VIII ­ Tráfico.
IX - Favelização.
X ­ Corrupção.
Marque a opção que apresenta a relação CORRETA entre as conclusões do quadro e a crítica
presente na charge:
a)
b)
c)
d)
e)

Apenas as conclusões III, IV, V e X estão adequadas ao contexto apresentado.
Todas as conclusões correspondem com exatidão ao contexto da charge.
Apenas as conclusões VI, VII, VIII e IX estão adequadas à crítica da charge.
Nenhuma das conclusões corresponde com precisão e eficiência ao contexto da charge.
Apenas as conclusões I, II, III, V, e IX estão adequadas ao contexto e a crítica da
charge.

QUESTÃO 18
Observe os quadros que apresentam exemplos e características referentes às teorias
populacionais.
QUADRO I

A ­ NEOMALTHUSIANOS: China.
B ­ REFORMISTAS:
Europa.

Q U A D R O II
1) Funcionamento da previdência e poupança interna do
país.
2) Aumento desproporcional da população masculina, em
função do infanticídio e dos padrões culturais vigentes.
3) Nível de consumo elevado e atuação da mulher no
mercado de trabalho.
4) Maior parte da população, ainda está na área rural,
número de abortos é elevado.
5) Implantação da política do Welfare State, após a 2ª
Guerra, fez as taxas de natalidade reduzirem.
6) Planejamento familiar controlado pelo governo, que

Associando CORRETAMENTE os aspectos do quadro I com os do quadro II, temos:
a)
b)
c)
d)
e)

Letra A: 1, 2 e 3. - Letra B: 4, 5 e 6.
Letra A: 4, 5 e 6. - Letra B: 1, 2 e 3.
Letra A: 2, 4 e 6. - Letra B: 1, 3 e 5.
Letra A: 1, 3 e 5. - Letra B: 2, 4 e 6.
Letra A: 1, 4 e 5. - Letra B: 2, 3 e 6.

QUESTÃO 19 Leia a letra da música "Para Todos" do compositor Chico Buarque de Holanda:

Paratodos
O meu pai era paulista
Meu avô, pernambucano
O meu bisavô, mineiro
Meu tataravô, baiano
Meu maestro soberano
Foi Antonio Brasileiro
Foi Antonio Brasileiro
Quem soprou esta toada
Que cobri de redondilhas
Pra seguir minha jornada
E com a vista enevoada
Ver o inferno e maravilhas
Nessas tortuosas trilhas
A viola me redime
Creia, ilustre cavalheiro
Contra fel, moléstia, crime
Use Dorival Caymmi
Vá de Jackson do Pandeiro
Vi cidades, vi dinheiro
Bandoleiros, vi hospícios

Moças feito passarinho
Avoando de edifícios
Fume Ari, cheire Vinícius
Beba Nelson Cavaquinho
Para um coração mesquinho
Contra a solidão agreste
Luiz Gonzaga é tiro certo
Pixinguinha é inconteste
Tome Noel, Cartola, Orestes
Caetano e João Gilberto
Viva Erasmo, Ben, Roberto
Gil e Hermeto, palmas para
Todos os instrumentistas
Salve Edu, Bituca, Nara
Gal, Bethania, Rita, Clara
Evoé, jovens à vista
O meu pai era paulista
Meu avô, pernambucano
O meu bisavô, mineiro
Meu tataravô, baiano
Vou na estrada há muitos anos
Sou um artista brasileiro

Identifique os conceitos sobre população, que Chico Buarque apresenta nessa letra de música:
a)
b)
c)
d)
e)

Mundialização, migrações sazonais e brasilinização.
Vazios demográficos, migrações intercontinentais e segregacionismo.
Balcanização, migrações pendulares e superpopulação.
Miscigenação, migrações inter - regionais e multiculturalismo.
Feminização e masculinidade, êxodo rural e xenofobia

QUESTÃO 20
Analise os dados presentes na tabela com atenção:

FONTE: http://www.geografiaparatodos.com.br/img/Empregos.jpg

Marque a alternativa que apresenta fenômenos da economia revelados pelos dados acima:
a)
b)
c)
d)
e)

PEA e PEI.
Terciarização e Terceirização.
Robotização e dependência tecnológica industrial.
Telemática e avanço do setor quaternário.
Hipertrofia do setor terciário e mecanização do setor primário.

QUESTÃO 21
Avalie os textos que traçam paralelos entre superpovoamento e superpopulação:
ASPECTO 1:
"Ocorre superpovoamento quando há descompasso do ponto de vista das condições
sócio-econômicas da população em relação à área ocupada. A Holanda, por exemplo, é um país
densamente povoado (434 hab/km2) mas não é superpovoado (a população desfruta de alto
padrão de vida em um espaço muito pequeno), ao passo que países como a Índia (247 hab/km2)
e Bangladesh (740 hab/km2) são superpovoados. O superpovoamento é, portanto relativo".
FONTE: http://www.frigoletto.com.br/GeoPop/crescdemo.htm

ASPECTO 2:
"Ocorre superpopulação, quando há a prática de formigueiros humanos, desencadeados por
taxas de natalidade elevadas ou por intensas imigrações motivadas por fatores econômicos,
políticos ou naturais".

FONTE:
http://www.formosaonline.com.br/geonline/textos/geografia/geografia_curiosidade02.htm Adaptação.
Em que medida, os aspectos citados acima interferem nos solos?
a) A partir do momento em que promovem a degradação ambiental, quando o emprego
inconseqüente e sem planejamento de recursos necessários a produção agrícola leva o
desmatamento, depauperização do solo e o agravamento do efeito estufa.
b) No instante em que os governos de países ricos e pobres disputam no mercado
internacional, posições de destaque e de monopólio comercial, criando blocos
econômicos que privilegiam a pirataria e a prática de terceirização da mão-de-obra.
c) Quando as nações em desenvolvimento desenvolvem práticas agrícolas orgânicas,
descartando os produtos transgênicos. Estimulando o controle do uso de agrotóxicos e
fertilizantes nos espaços agrários de seus territórios.
d) A partir do instante em que as nações desenvolvidas desenvolvem a política de
Revolução Verde, na expectativa de acabar com a fome, o que irá proporcionar um uso
incorreto dos solos por meio de concentração fundiária, dependência de produtores de
sementes transgênicas.
e) No momento em que se desenvolvem políticas de reciclagem e de reflorestamento dos
espaços preenchidos por um contingente populacional excessivo, proporcionando o
controle da produção do lixo e do consumo.
QUESTÃO 22

Fonte: http://www.ub.edu
Comparando as quatro pirâmides etárias do Brasil, podemos afirmar que:
a) a forte queda de natalidade a partir dos anos 40, ocorreu em função de melhorias médicosanitárias proporcionadas pelas políticas públicas.
b) o crescimento vegetativo aumentou na última década, devido à baixa escolaridade da
população de baixa renda.

c) a revolução sanitária da globalização provocou drástica queda da mortalidade e o
consequente
aumento do crescimento vegetativo.
d) o estreitamento da base indica diminuição da população jovem e, consequentemente um
envelhecimento da população.
e) o afunilamento do topo verificado no final do século XX indica aumento de expectativa de
vida proporcionada pela melhoria na distribuição de renda e nas ofertas de emprego.
QUESTÃO 23 Leia com atenção a notícia que se segue:
França pagará 750 euros mensais por terceiro filho
"O governo francês irá pagar uma licença de 750 euros (cerca de R$ 2.050,00) por mês
durante um ano a famílias que decidirem ter um terceiro filho, anunciou ontem o primeiro
ministro do país, Dominique Villepin".
Folha de S. Paulo, 23/09/2005. Folha mundo, p. A-16.
A medida anunciada pelo governo francês está diretamente relacionada
a) à política anti-imigração (xenófoba) e de purificação racial adotada pela França nas últimas
décadas.
b) às elevadas taxas de natalidade verificadas no país e em toda a Europa, em função do
aumento de imigrantes oriundos de países subdesenvolvidos.
c) à sobrecarga no sistema de previdência social francês, em que um número cada vez menor
de
jovens precisa sustentar um número cada vez maior de aposentados.
d) à aproximação do governo francês com as idéias da Igreja Católica, que proíbe o uso de
métodos
contraceptivos não naturais.
e) à idéia imperialista de que o poderio econômico de uma nação está diretamente ligado ao
tamanho de sua população.
QUESTÃO 24
Observe o contexto que a charge revela:

http://www.geografiaparatodos.com.br/img/humor/pesca.jpg

Assinale a alternativa que expõe qual a causa do problema revelado nessa charge.
a) Os povos indígenas não dispõem da posse efetiva das terras onde vivem, pois as suas
reservas pertencem à Funai, que não tem recursos para protegê-las das invasões feitas por
garimpeiros, latifundiários e madeireiros.

b) Recentemente, houve uma mudança na legislação que permite o uso dos rios das regiões
próximas às áreas de reservas ambientais indígenas para o turismo ecológico e para o estudo
de recursos voltados à biotecnologia.
c) Para as organizações indígenas, a legislação é preconceituosa e induz o índio a largar a sua
própria cultura para conquistar sua emancipação jurídica e muitas vezes, passa a consumir, a
comprar e a utilizar de produtos das grandes cidades, para adquirir maioridade jurídica.
d) A territorialidade não leva em conta a existência de fronteiras de países, as suas referências
espaciais são marcadas por um sentimento de apego às terras e florestas, às suas tradições e
à vida dos seus ancestrais, que são descartadas pelo consumismo e pelos estrangeirismos.
QUESTÃO 25
Veja o contexto que essa charge explora:

http://www.chargeonline.com.br/angeli/2006

Partindo desse contexto, assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas:
( ) Nessa charge está expresso que os negros ainda estão à margem da sociedade, submetendo-se
a subempregos e estão distantes de oportunidades adequadas de emprego.
( ) A charge procura demonstrar que a comunidade negra vem se integrando ao mercado de
trabalho e que o turismo vem abrindo opções, o que melhora a renda e a qualidade de vida.
( ) Não há o que comemorar no Dia da Consciência Negra: os brancos continuam com seus
privilégios e direitos, os negros são marginalizados, não possuem muitas opções e continuam a
servir os brancos em suas necessidades.
( ) Essa charge revela aspectos marcantes e assustadores da desigualdade social no Brasil: há
negros sentados e curtindo as delícias da praia em pleno feriado que comemora as lutas do negro
na história do Brasil.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
a)
b)
c)
d)

V, V, F, V.
V, F, F, V.
V, F, V, F.
F, V, V, F.

QUESTÃO 26
"Apesar de representarem 44,7% da população brasileira, os afrodescendentes estão entre as
principais vítimas da desigualdade sócio econômica. Para se ter uma idéia do peso de mais de
100 anos de exclusão, o relatório revela que a disparidade de renda é a mais intensa: "Ao longo
das duas últimas décadas do século XX, a renda per capita dos negros representou apenas 40%
da dos brancos. Os brancos em 1980 ainda teriam uma renda 110% maior do que a dos negros
em 2000." O estudo revela ainda que a proporção de negros que vivem em favelas e palafitas é
quase o dobro da dos brancos". (adaptação)
Ana Carvalho
Revista Istoé ­ 23 de novembro de 2005
http://www.geografiaparatodos.com.br/index. php?pag=sl127

Segundo esse trecho, a desigualdade e a concentração de renda às quais o negro está submetido
vai comprometer o desenvolvimento de qual das taxas populacionais destacadas:
a)
b)
c)
d)

fecundidade.
expectativa de vida.
migração.
densidade demográfica.

QUESTÃO 27 Analise a crítica que a charge realiza sobre a qualidade de vida no Brasil:

www.amarildo.com.br ou www.chargeonline.com.br/2006

Considerando o contexto dessa charge, indique a alternativa que melhor explicar o argumento
da média de vida do brasileiro.
a) O governo JK promoveu uma acelerada industrialização, com a chegada das multinacionais,
garantindo renda e oportunidades de trabalho.
b) O crescimento dos agronegócios gerou um intenso êxodo rural, gerando uma favelização
nas áreas urbanas e aumento da violência.
c) Diminuição dos custos de vida das grandes cidades em virtude do controle inflacionário, o
que gera um aumento da taxa de natalidade e garante aos pais a ajuda do governo com o
Bolsa Escola.
d) A mulher se insere no mercado de trabalho, para complementar a renda familiar, que por
sua vez tende a diminuir o número de filhos, e o padrão de vida e de consumo da família
amplia-se.

QUESTÃO 28
Veja no gráfico as informações sobre a expectativa de vida.

http://www.geografiaparatodos.com.br/img/infograficos/expectativa_vida.jpg
A partir do entendimento desse gráfico, analise as afirmativas.
I ­ O fator que justifica o crescimento dos índices femininos em relação aos masculinos está
relacionado ao fato de a mulher ter mais opção no mercado de trabalho, visto que ela aceita
baixos salários.
II ­ A razão para a diminuição dos índices de expectativa de vida dos homens em todos os
países do mundo são problemas ligados à violência, narcotráfico, acidentes de trânsito, guerras e
alcoolismo.
III ­ Há um equilíbrio na faixa etária entre homens e mulheres apenas nos países tidos como
desenvolvidos ou altamente industrializados, em virtude das políticas sanitaristas.
A análise permite concluir que:
a)
b)
c)
d)

apenas as situações I e II estão corretas.
apenas a situação I está correta.
apenas a situação II está correta.
apenas as situações II e III estão corretas.

QUESTÃO 29
"A ciência do século XIX dava ao racismo o fundamento que lhe permitia justificar a escravização criminosa de
milhões de africanos e o autorizava a contradizer de modo convincente o 1º artigo da "Declaração Universal dos
Direitos do Homem" de que os seres humanos nascem livres e iguais. Entre os resultados práticos da noção de que a
humanidade se divide em raças, e que algumas são superiores e outras inferiores, está o extermínio de 6 milhões de
judeus pelos nazistas nas décadas de 1930 e 1940".
Jairo de Carvalho
Revista Espaço Acadêmico, maio de 2006
http://www.geografiaparatodos.com.br/index.php?pag=sl150

Segundo o texto, os conflitos que alimentam as questões raciais são sustentados nas idéias de:
a)
b)
c)
d)

imposição cultural, consciência social e de identidade nacional.
lei da oferta e da procura, mais valia e livre concorrência.
distribuição de renda, concentração da produção e geopolítica.
colonialismo histórico, domínios territoriais e conhecimento tecnológico.

QUESTÃO 30
Analise a sugestão que autora Rachel de Queiroz oferece para um problema crescente nas
grandes cidades:
"Antigamente até que se achava bonita a palavra megalópole e todas as suas implicações. Hoje é
o grande vilão do mundo moderno. Tenho a impressão de que no futuro as grandes cidades de
muitos milhões de habitantes, onde já não vale a pena nem ser rico, serão banidas dos mapas ou
reduzidas ao seu núcleo mínimo, o resto derrubado, substituído por pomares e jardins. Esses
ecologistas podem às vezes ser impertinentes, mas nos alertam para a impossibilidade de se
viver aos montões, se entre devorando uns aos outros. Lembrou-me um deles o exemplo das
abelhas: quando uma colméia chega a um grau perigoso de superpopulação, as fontes de
alimento escasseando, elas começam a emigrar, os enxames espessos criando colônias novas em
outras áreas, aliviando a colméia-mãe. Os homens têm que começar a imitar as abelhas".
Rachel de Queiroz
publicado no Estado de São Paulo de 22/06/2002
http://www.geografiaparatodos.com.br/index.php?pag=sl11

Nesse texto a autora propõe um tipo de migração chamado:
a)
b)
c)
d)

movimento pendular.
transumância.
êxodo rural.
êxodo urbano.

QUESTÃO 31
Veja a crítica que a charge realiza sobre o programa brasileiro Fome Zero:

www.chargeonline.com.br/2006

Determine qual o princípio das teorias demográficas expostas a seguir, se aplicam com precisão
ao contexto dessa charge:
a) A explosão populacional é uma conseqüência da miséria a que estão submetidos os países
do Terceiro Mundo.
b) A humanidade estaria condenada a um grande ciclo de miséria devido à falta de alimentos
para todos.
c) Segundo esta corrente, o excesso populacional teria como conseqüência a miséria, a fome, a
ignorância, e a necessidade de uma grande prole para garantir a velhice.
d) As classes menos favorecidas deveriam limitar a sua expansão populacional e, dentro das
famílias deveria imperar a abstinência sexual.
e) Os países pobres só conseguiriam controlar a sua expansão demográfica se conseguissem
superar a relação de dependência dos países desenvolvidos.
QUESTÃO 32
Verifique a situação retratada nessa charge:

www.chargeonline.com.br/2006
Considerando a sua crítica, indique quais os problemas que a baixa escolaridade poderá gerar na
sociedade brasileira.
I - Diminuição da média salarial.
II - Aumento da concentração de renda.
III - Elevação da expectativa de vida.
IV - Comprometimento nas oportunidades de trabalho e renda.
V - Aumento do subemprego.
VI - Superação das taxas de mortalidade elevadas.
Marque a alternativa CORRETA:
a)
b)
c)
d)
e)

apenas os itens I e VI.
apenas os itens III e IV.
apenas os itens II, III, V e VI.
apenas os itens II e VI.
apenas os itens I, II, IV e V.

Observe a situação presente nesta charge para responder às questões 33 e 34:
A empresa automobilística retratada, nessa charge, vivencia o processo de robotização, onde as
máquinas irão substituir a força humana, e, em consequência disso, os trabalhadores serão
demitidos.

www.chargeonline.com.br/2006

QUESTÃO 33 Considerando a situação dos trabalhadores, a maioria, caso não seja absorvida
rapidamente no mercado de trabalho da região, tenderá a realizar qual movimento migratório:
a)
b)
c)
d)
e)

Êxodo urbano.
Transumância.
Sazonalidade.
Imigração.
Êxodo rural.

QUESTÃO 34 E qual setor da economia que se encarregaria de absorver a mão de obra
demitida dessa indústria?
a) O setor primário, através do extrativismo, proporcionando um aumento dos preços.
b) O setor secundário, com a indústria caseira ou artesanal, forçando a queda dos preços
urbanos.
c) O setor terciário, com as atividades de comércio e serviços, formando o fenômeno inchaço
urbano.
d) O setor quaternário, com atividades voltadas para a pesquisa e sofisticação tecnológica.
e) O setor primário, através da agropecuária que requer muita mão de obra qualificada.
QUESTÃO 35
O Rio de Janeiro é uma metrópole nacional brasileira. Em 1996, com pouco mais de 5,5 milhões
de habitantes, o município teve uma taxa de crescimento anual de 0,2%. Este baixo crescimento
demográfico teve como causas a
a)
b)
c)
d)

alta imigração e a baixa fecundidade.
baixa emigração e a alta fecundidade.
baixa imigração e a baixa fecundidade.
alta emigração e a alta fecundidade.

QUESTÃO 36
As empresas querem a metade das pessoas trabalhando
o dobro para produzir o triplo.
Preocupado em otimizar seus ganhos, um empresário encomendou um estudo sobre a
produtividade de seus funcionários nos últimos quatro anos, entendida por ele, de forma
simplificada, como a relação direta entre seu lucro anual (L) e o número de operários envolvidos
na produção (n). Do estudo, resultou o gráfico ao lado.

Ao procurar, no gráfico, uma relação entre seu lucro, produtividade e número de operários, o
empresário concluiu que a maior produtividade ocorreu em 2002, e o maior lucro
a) em 2000, indicando que, quanto maior o número de operários trabalhando, maior é o seu
lucro.
b) em 2001, indicando que a redução do número de operários não significa o aumento dos
lucros.
c) tanto em 2001 como em 2003, o que indica não haver relação entre lucro e produtividade.
d) também em 2002, indicando que lucro e produtividade mantêm uma relação direta.
e) em 2003, devido à significativa redução de despesas com salários e encargos trabalhistas.

QUESTÃO 37 (VUNESP 2007) Em 2005, a População Economicamente Ativa (PEA) do
Brasil era de 96 milhões de pessoas, representando 62,9% da população do país com 10 anos ou
mais. Sobre o comportamento da PEA, é CORRETO afirmar que
a) a maior parte da população economicamente ativa insere-se no setor secundário, executando
atividades tipicamente urbanas.
b) há participação significativa do setor informal da economia em função do subemprego nos
setores de comércio e serviços.
c) há uma expressiva presença da mulher na composição da população economicamente ativa,
pois aumentou o número de mulheres chefes de família na última década.
d) tem havido sucessivos decréscimos frente ao total da população não-ativa, em virtude do
crescimento substancial do desemprego.
e) há predomínio das atividades primárias nas grandes regiões onde prevalece a população
rural frente à urbana.

GABARITO:

QUESTÃO 01:

B

QUESTÃO 20:

B

QUESTÃO 02:

C

QUESTÃO 21:

A

QUESTÃO 03:

B

QUESTÃO 22:

D

QUESTÃO 04:

B

QUESTÃO 23:

C

QUESTÃO 05:

C

QUESTÃO 24:

A

QUESTÃO 06:

B

QUESTÃO 25:

C

QUESTÃO 07:

D

QUESTÃO 26:

B

QUESTÃO 08:

D

QUESTÃO 27:

D

QUESTÃO 09:

C

QUESTÃO 28:

C

QUESTÃO 10:

QUESTÃO 29:

A

QUESTÃO 11:

B
C

QUESTÃO 12:

QUESTÃO 30:
QUESTÃO 31:

D

D

QUESTÃO 13:

A

QUESTÃO 32:

E

QUESTÃO 14:

C

QUESTÃO 33:

A

QUESTÃO 15:

B

QUESTÃO 34:

C

QUESTÃO 16:

D

QUESTÃO 35:

C

QUESTÃO 17:

E

QUESTÃO 36:

E

QUESTÃO 18:

C

QUESTÃO 37:

B

QUESTÃO 19:

D

C