GEOGRAFIA

"Terra adorada,
Entre outras mil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!"
És tu, Brasil,

01. Considere o texto a seguir:

"Da passagem do século até os anos da Segunda Guerra Mundial, a Geografia viveu um período de grande florescimento cultural que
podemos caracterizar como da "Geografia Clássica", em que pontificaram os grandes chefes de escola. O seu início foi marcado pelos
debates que resultaram na total refutação do determinismo geográfico".
(BERNARDES, Nilo. Geografia e Desenvolvimento)
O que significa "determinismo geográfico"?
A) Trata-se de um princípio geográfico que leva em consideração apenas a ação do homem sobre o meio natural.
B) Trata-se de uma escola geográfica que defende a idéia de que o crescimento da população deve ser controlado pelo Estado.
C) Trata-se de uma corrente da Geografia que considera as condições naturais como determinantes do desenvolvimento ou não do es paço
geográfico.
D) Trata-se de um princípio da chamada Geografia Marxista que vê na natureza a causa principal do desenvolvimento econômico do
espaço geográfico.
E) Trata-se de uma tendência da Geografia que considera que a sociedade pode vencer as adversidades naturais.
02. Observe:
"De configuração geográfica longitudinal, estreito no sentido norte/sul e alongado na direção leste/oeste, encontra-se Pernambuco
inteiramente situado dentro dos limites da zona Tropical, visto que seus pontos extremos Norte e Sul se encontram, respectivamente,
entre os paralelos de 7° e 15' e 9° 27' de latitude sul."
(ANDRADE, Thaís de Lourdes Correia de. IN: Atlas Escolar de Pernambuco)
Analise e conclua.

I.

O Estado de Pernambuco se encontra situado numa faixa de latitudes médias, o que justifica a não existência, no Sertão,

II.

Por estar localizado inteiramente na zona Tropical, só há em Pernambuco climas Tropical Úmido e Temperado de

de um clima desértico.
Altitude.
III.

De leste para oeste, Pernambuco apresenta uma sucessão de paisagens naturais diferenciadas e uma intensa
diversificação de formas de uso do solo.

IV.
V.

Em Pernambuco, a maior parte da população economicamente ativa exerce atividades no setor secundário da economia.
Do ponto de vista geológico, Pernambuco apresenta, em grande parte do seu território, terrenos antigos que se
apresentam bastante erodidos.

Estão corretas as afirmativas
A) I e V, somente.
B) III e V, somente.

D) I, III e IV, somente.

C) II e IV, somente.

E) I, II, III, IV e V.
1

GEOGRAFIA
03. Observe atentamente o mapa a seguir.

b
3

2

a
1

Um pesquisador que se desloque em linha reta, para estudar o relevo terrestre, de A até B, irá encontrar os seguintes domínios
morfoclimáticos indicados, respectivamente, pelos números 1, 2 e 3.
A) "Mar-de-morros", Depressões Interplanáticas e Planaltos Subtropicais.
B) Pradarias, "Mar-de-morros" e Depressões Intermontanas.
C) "Mar-de-morros", Chapadões Tropicais Interiores com cerrados e Terras Baixas Florestadas Equatoriais.
D) Coxilhas Subtropicais, Chapadões Tropicais Interiores com cerrados e Terras Baixas Florestais da Amazônia.
E) Pradarias, Depressões Interplanálticas e Planaltos Equatoriais.
04. Observe.

"Trata-se do crescimento conjunto e inter-relacionado de duas ou mais cidades, cada qual a partir do seu núcleo. Esse fenômeno
também pode ocorrer entre áreas metropolitanas, como vem acontecendo entre Rio de Janeiro e São Paulo, que mantêm entre si
estreitos laços de comércio e serviços".
(MOREIRA, Igor. Geografia da América. Editora Ática)
Qual a denominação que é dada ao fenômeno referido no texto?
A) Situação Urbana.
B) Sítio Urbano.

D) Fronteiras Rural-Urbanas.

C) Rede Urbana de Terceira Ordem.

E) Conurbação.
2

GEOGRAFIA

05. Verifique atentamente as ilustrações a seguir referentes a fenômenos que acontecem na baixa troposfera terrestre.

A

B

AR
T ROPICAL

AR
PO LAR

C

Considere as afirmações a seguir.
I.

A situação A indica a formação de precipitação nival sobre áreas de florestas latifoliadas de baixas latitudes.

II.

A figura B indica os mecanismos de gênese de chuvas de caráter frontal que, em algumas ocasiões, podem atingir inclusive a
parte oriental de Pernambuco nos meses do inverno.

III.

As chuvas que ocorrem na situação C são explicadas exclusivamente pelas diferenças de formações vegetais existentes no
sopé e no topo da elevação.

IV.

A gênese das chuvas em A e C é igual, mas as que se verificam em A só são desencadeadas no Nordeste brasileiro.

V.

As chuvas observadas em A são denominadas de convectivas e são típicas de áreas equatoriais.

Assinale
A) se são verdadeiras II e V.
B) se são verdadeiras I e V.

D) se são verdadeiras II e III.

C) se são verdadeiras III e IV.

E) se apenas I é falsa.
3

GEOGRAFIA

06. Na figura a seguir, as setas A, B, C, D e E estão, respectivamente, indicando arenitos grosseiros, argilas, calcários,
sedimentos argilo-arenosos e aluviões.

Y
X

Terrenos
do
Escudo

A

B

C

D

E

Com relação a essa paisagem, esquematicamente representada, considere as afirmações a seguir.

I.

Há, na paisagem, uma bacia sedimentar confinada entre terrenos do escudo.

II.

Os terrenos do escudo são os mais antigos da paisagem; terrenos desse tipo são encontrados no território brasileiro.

III.

As possibilidades de acumulação de água subterrânea são as mesmas para as áreas X e Y da paisagem.

IV.

As aluviões, geralmente ambientes propícios às atividades agrícolas, são depósitos de natureza fluvial.

V.

As diferenças geomorfológicas verificadas entre X e Y são exclusivamente determinadas por interferências bioclimáticas
locais.

Dessas afirmativas, apenas duas são falsas. Identifique-as.
A) I e III.
B) I e IV.

D) IV e V.

C) III e V.

E) II e III.

4

GEOGRAFIA

07. O movimento convectivo que age sob o manto superior e a crosta terrestre subdivide a litosfera em, pelo menos, 15 placas.
Quando duas placas dessas, uma continental e outra oceânica, estão em colisão, a mais densa mergulha sob a outra.

Desse fato, resulta a formação de
A) dorsais oceânicas.
B) grandes bacias sedimentares sem terrenos vulcânicos.
C) vastos fiordes, como os que são encontrados na Noruega.
D) cadeias de montanhas no interior da placa oceânica e planícies na placa continental.
E) fossas submarinas.
08. As imagens de violência cometida contra os cidadãos, principalmente contra as mulheres, no Afeganistão, divulgadas pela
imprensa internacional, vêm comovendo a opinião pública mundial. Atualmente, esse país está controlado pela milícia
islâmica Taliban.

As afirmativas a seguir referem-se a esse país localizado numa das áreas de economia subdesenvolvida do planeta.

I.

A guerra civil entre o Taliban e diversas facções tribais e étnicas já dura décadas e provocou a morte de um grande número de
seres humanos.

II.

É um país situado no Sudeste da Ásia e que possui a maior parte do seu território dominada por um clima desértico que só
permite o cultivo de papoula.

III.

O Afeganistão é, desde a Antiguidade, um ponto de confluência para o comércio e conquistas da Ásia.

IV.

Nas décadas de 70 e 80, o Afeganistão viveu uma experiência socialista, mas foi uma época marcada por conflitos bélicos.

V.

A milícia Taliban, com suas leis islâmicas excessivamente rígidas, proibiu a produção de ópio, acarretando, assim, um
desemprego generalizado naquele país.

Assinale
A) se todas são verdadeiras.
B) se somente I, III e IV são verdadeiras.
C) se somente III, IV e V são verdadeiras.
D) se somente I e II são verdadeiras.
E) se somente III e V são verdadeiras.

5

GEOGRAFIA
09. No mapa do Brasil, a seguir, há duas áreas escuras, sendo uma na Região Nordeste e outra na Região Sul.

RR

AP

AM

PA

MA

CE
PI

AC

PE

T
O

RO
MT

B
A

GO

RN
PB
AL
SE

MG
MS

ES

SP
PR

RJ

SC
RG

Essas duas áreas caracterizam-se por apresentar o seguinte fato geográfico:
A) intensa produção de sal, destinada ao mercado interno brasileiro.
B) pecuária extensiva com elevada produtividade.
C) projetos de irrigação que permitem a produção, em larga escala, de manga e uva.
D) presença de áreas com elevado risco de desertificação.
E) elevada densidade demográfica, pois são áreas de atração às migrações internas.
10. Os geógrafos que se dedicam ao estudo da questão ambiental têm-se voltado sobretudo à análise do efeito estufa, da chuva
ácida e dos rejeitos radioativos, especialmente do plutônio.

Analise as afirmativas a seguir referentes a essa questão e assinale a única que não pode ser considerada verdadeira.
A) Os combustíveis fósseis são os principais alteradores das condições ambientais que garantem a estabilidade termodinâmica da
atmosfera.
B) A produção dos chamados "combustíveis limpos" pode garantir, no futuro, a substituição do petróleo; as regiões tropicais apresentam
uma grande potencialidade à produção desses combustíveis.
C) A chuva ácida é um fenômeno de causa exclusivamente natural que consiste em pesados aguaceiros ocorridos sobretudo em países
tropicais que têm solos ácidos e profundos.
D) A queima de combustíveis fósseis em larga escala vem contribuindo para que haja um certo acréscimo da temperatura do ar
atmosférico.
E) A precariedade tecnológica e de segurança, em alguns países do mundo, evidencia o perigo dos rejeitos radioativos para a
humanidade, especialmente o do plutônio empregado em reatores atômicos.
6

GEOGRAFIA

11. Apontam-se, a seguir, algumas das causas dos desequilíbrios ambientais verificados na superfície terrestre.

I.

Produção anual crescente de produtos artificiais.

II.

Intensos processos de erosão dos solos, levando à perda de áreas cultiváveis.

III.

Aumento exagerado da produção de veículos.

IV.

Urbanização extrema de certas regiões.

V.

Crescimento considerável da população em países de economia subdesenvolvida.

Identifique aquelas que podem ser consideradas verdadeiras.
A) Somente I, II e IV.
B) Somente III, IV e V.
C) Somente I e III.
D) Somente IV e V.
E) Todas as afirmações.
12. As afirmativas a seguir fazem referências ao tema Fontes de energia.

I.

A regulamentação do aproveitamento dos rios para a produção de energia elétrica através de hidroelétricas precisa ser
planejada em relação às conseqüências de longo alcance que podem ocorrer.

II.

Muitos rios, vales e planícies, em diversas partes do mundo, foram transformados em lagos artificiais com vistas à produção
de energia elétrica; muitos desses lagos produziram grandes modificações nos ecossistemas locais.

III.

O petróleo é, na atualidade, uma das mais importantes fontes de energia, sendo encontrado especialmente em rochas
metamórficas e ígneas.

IV.

As principais reservas de carvão mineral, encontradas no território brasileiro, estão situadas na borda oriental da bacia do
Paraná.

V.

A produção de carvão mineral brasileira é suficiente para atender à demanda interna, daí não ser necessária a importação
dessa fonte de energia de outros países.

Assinale
A) se todas são verdadeiras.
B) se apenas I, II e IV são verdadeiras.
C) se apenas II, III e V são verdadeiras.
D) se apenas I, II e V são verdadeiras.
E) se apenas V é verdadeira.
7

GEOGRAFIA

Nas questões de 13 a 20, assinale, na coluna I, as afirmativas verdadeiras e, na coluna II, as falsas.

13. Um dos temas que mais vêm sendo debatidos nas ciências humanas e particularmente na Geografia é a Globalização.

Com relação a esse tema, determine o que pode ou não ser dito.

I

II

0

0

Provoca o fortalecimento do nacionalismo e do regionalismo, notadamente nos países de economia
subdesenvolvida;

1

1

É um fenômeno que teve início com o fim da Segunda Guerra Mundial e que foi introduzido pela então União
das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

2

2

É um processo seletivo, englobando diferenciadamente grupos sociais e classes e que se verifica sobretudo nas
relações econômicas.

3

3

É um fenômeno unicamente político e que se desenvolveu com a hegemonia do Japão e dos Estados Unidos.

4

4

Com a Globalização, surgem metrópoles mundiais e os chamados tecnopolos.

14. Fazendo uma comparação entre as grandes regiões brasileiras, poderemos chegar a que conclusões?

I

II

0

0

A Região Sul possui , em grande parte do seu território, um tipo climático diferente de todos os demais climas do
País, que pode ser considerado como subtropical.

1

1

O Centro-Oeste, considerado como Região, integra-se aos espaços do território nacional conceituados como
espaços de fronteira de capital.

2

2

As transformações verificadas na agricultura do Centro-Oeste incidiram, de forma diferenciada no espaço agrário
regional, em função das condições pré-existentes de organização da atividade agropecuária e das
potencialidades reais que os diferentes espaços ofereciam à prática da agricultura moderna.

3

3

Toda a chamada Região Norte do Brasil possui um clima quente e úmido, sem estação seca, denominado
equatorial.

4

4

As regiões Sudeste e Nordeste apresentam, dominando na paisagem, um traço geomorfológico comum, a
existência de vastos pediplanos, submetidos a uma drenagem sazonal intermitente favorável à produção de
energia hidroelétrica.

8

GEOGRAFIA

15. A África é, pelo seu tamanho, o segundo continente do Planeta. Esse continente está muito relacionado com a Eurásia,
estando separado deste pelos mares Vermelho e Mediterrâneo. Trata-se de uma das áreas de economia subdesenvolvida do
Planeta que apresenta grandes problemas sociais e econômicos.

Sobre esse assunto, o que é possível afirmar-se?
I

II

0

0

Dos países africanos, Moçambique é um dos que se situam na parte meridional, o único que apresenta a maior
parte de sua população economicamente ativa, trabalhando no setor secundário da economia.

1

1

A Arábia Saudita e o Kuweit são os dois únicos países do norte da África que, por possuírem grandes reservas
de petróleo, apresentam elevada renda per capita e população com destacado padrão de vida.

2

2

A Argélia tem desempenhado, nas duas últimas décadas, um papel diplomático muito importante em toda a
região que vai do norte do continente ao Golfo Pérsico.

3

3

Grande parte do continente africano recebe influências dos anticiclones subtropicais e da circulação dos ventos
alísios de ambos os hemisférios.

4

4

Angola, país situado na porção ocidental da África, vem atravessando, desde a sua independência do domínio
português, uma séria crise econômica, oriunda sobretudo de uma guerra civil, apesar de possuir amplos
recursos minerais, sobretudo petróleo e diamantes.

16. Introduzido no Brasil desde 1727, pelo Sargento-mor Francisco de Mello Palheta, no Pará, o café se deslocou
progressivamente para o sul até Santa Catarina, e do litoral para os planaltos interiores. No Brasil, encontrou condições
geográficas excepcionais para o seu cultivo.

Sobre esse assunto de fundamental importância para a Geografia Econômica brasileira, o que é possível afirmar-se?
I

II

0

0

O quadro térmico, a regularidade das chuvas e tipos de solos mais adequados, verificados em algumas áreas do
território brasileiro, estão entre as condições geográficas referidas acima.

1

1

A primeira grande região produtora de café no país foi o Vale do Paraíba, em terras fluminenses e paulistas.

2

2

A ocupação das duas porções extremas do território brasileiro (Santa Catarina e Rio Grande do Sul e, do outro,
a Amazônia) prosseguiu durante o século XIX, mas , de uma certa forma, independente da vaga de expansão do
café.

3

3

A expansão da cafeicultura no território paulista fez-se apoiada inicialmente na mão-de-obra escrava.

4

4

O cultivo do café na Região Sudeste só foi possível devido aos imigrantes europeus, notadamente italianos e
alemães, que trouxeram, àquela área, capital em abundância e técnicas modernas de produção.

9

GEOGRAFIA

17. No interior do Nordeste semi-árido, surge uma unidade de paisagem que foi denominada de "Planalto da Borborema". Tal área
da região apresenta alguns aspectos ambientais particulares.

Quais, dentre eles, podemos destacar?

I

II

0

0

Como se trata de paisagem de exceção, possui um elevado teor de umidade e ausência de estação seca,
prejudicando as culturas de ciclo curto.

1

1

A disposição do relevo face aos deslocamentos das massas de ar não gera diferenças ambientais
significativas.

2

2

Nos brejos de cimeira, as florestas subperenefólias e subcaducifólias foram degradadas e os problemas
erosivos, acelerados.

3

3

Nas vertentes ocidentais, como nos Cariris Velhos, na Paraíba, a semi-aridez praticamente desaparece,
dando oportunidade ao cultivo de hortaliças e cana-de-açúcar.

4

4

A presença de um conjunto estrutural de maciços ou blocos falhados e dobrados em rochas do embasamento
cristalino.

18. A exploração de jazidas minerais aluvionares, nos inúmeros rios e igarapés da Amazônia, tem acarretado alguns problemas
ambientais, o que vem preocupando principalmente aqueles que defendem a natureza.

Quais os principais efeitos decorrentes dessa atividade que podemos ressaltar?

I

II

0

0

Modificação das condições de deposição de sedimentos na rede de drenagem.

1

1

Obstrução de vias navegáveis.

2

2

Contaminação da fauna aquática por mercúrio.

3

3

Alteração do habitat natural dos peixes.

4

4

Redução considerável do assoreamento dos corpos fluviais, sobretudo nas imediações da área explorada.

10

GEOGRAFIA
19. Examine atentamente o mapa do Sudeste brasileiro, a seguir, onde aparecem as isoietas anuais.

1250
1500

1250
1000
1250

1500

ISO IE T AS ANUAIS (m m )
0

50

100

150

200

250

300 km
1750

1750
1500

1750

1750

1250
1000
1000
1250
1500
1750
2000
1750
1500
1250

1750
1750
1750

1750
2000
2500

1000

1000
1250
1250

1750
1500
1750 1500

1500
1750
4000
3000
2500
2250
2000

2250

1500
1250
1500
1750
2000

Esse mapa permite-nos chegar a que conclusões?
I

II

0

0

A região apresenta um grande déficit hídrico que, provavelmente, se reflete no uso do solo.

1

1

A porção setentrional da Região é a que apresenta menores índices pluviométricos anuais.

2

2

As isoietas de maiores valores situam-se nas áreas mais elevadas da Região, demonstrando, assim, a relação
estabelecida entre altitude e precipitação.

3

3

De uma maneira geral, as precipitações diminuem da Serra do Mar para a calha do rio Paraná.

4

4

As isoietas da Região não desempenham um papel importante na análise climática do Sudeste brasileiro, pois
só apresentam os valores anuais em milímetros.

20. De forma bastante sintética, podemos identificar três diferentes períodos na evolução econômica do Brasil: a) agroexportador,

b) substituição de importações e c) internacionalização do mercado interno.
O que podemos afirmar sobre esse assunto de Geografia Econômica?
I

II

0

0

O parque industrial brasileiro formou-se basicamente nesses dois últimos períodos.

1

1

2

2

O período de substituição de importações tem início após a exaustão do modelo agroexportador. A nova
orientação econômica passou a ser "produzir o que vinha sendo importado."
Com a economia globalizada, o modelo de substituição de importações passou a ser, novamente, reativado.

3

3

4

4

O período de internacionalização do mercado interno significou a adoção de rígido controle das importações de
produtos industrializados, sobretudo de bens de consumo não duráveis.
O capital estrangeiro penetrou mais intensamente no Brasil, a partir de 64, com a instalação de um regime de
exceção que achatou os salários e reduziu consideravelmente o poder de reivindicação dos sindicatos das
classes trabalhadoras.
11