Ano: 6º Ano
Disciplina: Geografia

Planejamento Anual
Ensino Fundamental
Professor: Miguel

Objetivos da Área:
A Geografia é uma área do conhecimento, que tem como centro de suas discussões a capacidade de
observar o mundo, identificar a localização e forma dos fenômenos e, a partir disso, desvendar os seus
possíveis significados, ou em outras palavras, a geografia verifica onde aconteceu determinado fenômeno
para em seguida, identificar o significado de tal localização e sua relação com outras localidades.
Competências:
Destacar a territorialização humana nos diversos aspectos do ambiente, ao identificar o espaço
geográfico como resultante da sociedade.
Identificar a origem dos problemas socioambientais nas grandes cidades.
Compreender como a linguagem cartográfica nos oferece a possibilidade de expandir o
conhecimento dos temas abordados.
Apresentar noções de orientação e cartografia, indispensáveis para compreensão da Terra no
Universo e para a localização dos fenômenos geográficos na superfície terrestre.
Reconhecer as características físicas de nosso planeta e suas influências sobre o espaço
geográfico.
Associar as características topográficas e climáticas à disponibilidade de recursos hídricos.
Estabelecer hipóteses de soluções locais para a crise hídrica.
Conteúdo do 1º bimestre
· Descobrindo a cartografia: lugar e localização.
·

Elementos de hidrografia.

·

A água e o abastecimento.

Conteúdo do 2º bimestre
· Formação da Terra: geologia e relevo.
·

Topografia e hidrografia.

·

Transporte e erosão fluvial.

·

Cartografia: carta topográfica.

Conteúdo do 3º bimestre
· Introdução à climatologia.
·

Os climas e a disponibilidade de recursos hídricos.

·

Cartografia: latitude e longitude.

Conteúdo do 4º bimestre
· Crise hídrica: problemas e soluções locais.
·

Paisagens naturais e humanizadas: espaço geográfico.

Avaliação e procedimentos gerais:
Todo processo de avaliação será focado na apropriação de habilidades e competências intelectuais e
sociais. Dessa maneira, a proposta é criar situações para os estudantes compreenderem que eles são
sujeitos participantes e transformadores do seu meio, reconhecendo a evolução histórico-cultural nas
transformações territoriais.

Trabalhos individuais ou em grupos, resolução de problemas, produção de mapas, estudos do meio,
avaliações individuais, pesquisas individuais e seminários serão continuamente avaliados.

Esse processo será acompanhado pela utilização de diversos recursos metodológicos e terá como um de
seus eixos norteadores a preparação de cada educando para a autonomia intelectual e acadêmica.