CONCURSO VESTIBULAR 2007
2ª FASE - 11/12/2006
INSTRUÇÕES

1. Confira, abaixo, seu nome e número de inscrição. Assine
no local indicado.

2. Aguarde autorização para abrir o caderno de provas.
3. A interpretação das questões é parte do processo de
avaliação, não sendo permitidas perguntas aos Fiscais.

4. As provas são compostas por questões em que há
somente uma alternativa correta.
5. Ao receber o cartão-resposta, examine-o e verifique se os
dados nele impressos correspondem aos seus. Caso haja
alguma irregularidade, comunique-a imediatamente ao
Fiscal.

6. Transcreva para o cartão-resposta o resultado que julgar
correto em cada questão, preenchendo o retângulo
correspondente, com caneta esferográfica de tinta cor
preta.

7. No cartão-resposta, a marcação de mais de uma
alternativa em uma mesma questão, bem como rasuras e
preenchimento além dos limites do retângulo destinado
para cada marcação, anulam a questão.

8. Não haverá substituição do cartão-resposta por erro de
preenchimento.

9. Não

serão permitidas consultas, empréstimos e
comunicação entre os candidatos, tampouco o uso de
livros, apontamentos e equipamentos, eletrônicos ou não,
inclusive relógio. O não-cumprimento dessas exigências
implicará a exclusão do candidato deste Concurso.

10. Ao concluir as provas, permaneça em seu lugar e
comunique ao Fiscal. Aguarde autorização para
devolver, em separado, o caderno de provas e o
cartão-resposta, devidamente assinados.

GEOGRAFIA

11. O preenchimento do cartão-resposta está incluído no
tempo da duração desta prova.
DURAÇÃO DESTA PROVA: 4 HORAS

HISTÓRIA

O gabarito oficial provisório estará disponível no endereço eletrônico www.cops.uel.br a partir das 19 horas e 30
minutos do dia 11/12/2006.

I.

GEOGRAFIA
01- As imagens a seguir são dos satélites da série
LANDSAT, da NASA, obtidas nos anos de 1973,
1987 e 2000. Essa seqüência cronológica ilustra o
ritmo do desmatamento da Floresta Amazônica na
região de Rondônia, representado na imagem
pelas formas retilíneas em tonalidade mais clara.

(1973)

(1987)

(2000)

Fonte: FLORENZANO, T. G. Imagens de satélite para estudos
ambientais. São Paulo: Oficina de Textos, 2002. p.60-61.

A ilha-vulcão de Krakatoa, na Indonésia,
explodiu com fúria devastadora em 1883.
II. A ilha- vulcão de Krakatoa foi apenas um
cenário para o filme "Krakatoa", sem ter sido
atingida por um Tsunami, desta forma não
houve problemas sociais reais nesta região.
III. Um devastador Tsunami ocorreu na costa da
ilha de Hokkaido, no Japão, em 12 de julho de
1993, como resultado de um terremoto.
IV. Estima-se que ocorreu na antiguidade uma
violenta erupção vulcânica na ilha grega de
Santorini.
A alternativa que contém todas as afirmativas
corretas é:
a)
b)
c)
d)
e)

I e II.
I e III.
II e IV.
I, II e III.
I, III e IV.

Com base nas informações anteriores e no
conhecimento sobre o tema, é correto afirmar que:

03- De acordo com a classificação climática de
Koppen, a sigla "Am" corresponde à:

a) O uso desse satélite norte-americano deve-se ao
fato de o Brasil não investir em tecnologia
espacial, não tendo, até hoje, um satélite nacional.
b) Esse padrão retilíneo de desmatamento que
ocorre na Floresta Amazônica é conhecido como
"espinha de peixe".
c) Para monitorar o desmatamento da Amazônia, é
necessário um satélite com detalhamento visual
de 1 metro.
d) Devido à alta fertilidade dos solos da floresta, as
pastagens implantadas após o desmatamento
geram excelente produção de biomassa por mais
de 20 anos.
e) O cálculo da área desmatada, por meio de
técnicas de medição em campo, produz
resultados mais rápidos do que os obtidos pela
imagem de satélite.

a) Temperatura elevada com chuva no verão e no
outono. Temperatura sempre maior que 20°C.
b) Temperatura moderada sem estação seca.
Temperaturas sempre maiores que 20°C.
c) Temperatura moderada com chuva bem
distribuída e verão brando. As médias de
temperatura são inferiores a 20°C, exceto no
verão.
d) Temperaturas elevadas e pluviosidade elevada.
As médias de temperatura são maiores que 22°C
em todos os meses e as mínimas, no mês mais
frio, são maiores que 20°C.
e) Temperaturas altas com chuvas escassas no
inverno. Temperaturas maiores que 22°C.

02- "O maremoto que varreu em 26 de dezembro de 2004
parte do litoral do Oceano Índico pode gerar dois
milhões de novos pobres na Ásia, mas o impacto
sobre as economias será fraco, pelo menos na
Indonésia, Índia e Tailândia, informa hoje o Banco
Asiático de Desenvolvimento (BAD). A catástrofe
pode ter criado um milhão de novos pobres apenas na
Indonésia, 645 mil na Índia e 250 mil no Sri Lanka.
Nas Maldivas, metade da população foi afetada e
mais da metade de seus 287 mil habitantes poderá
cair na pobreza."
Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI453714EI4502,00.html Acessado em: 05-06-2006

Tsunami é uma movimentação de água formando
uma grande onda e pode ser causada pela
movimentação do fundo do oceano e por atividade
vulcânica, dentre outras.
Sobre os mais conhecidos Tsunamis, é correto
afirmar que:

04- O clima da região Centro-Oeste do Brasil é
caracterizado por:
a) Possuir três tipos climáticos: Cwa, Aw e Am.
b) Apresentar pequena amplitude térmica.
c) Apresentar Inverno chuvoso e verão seco, com
média pluviométrica de 700 mm/ano.
d) Proporcionar o desenvolvimento de vegetação do
gênero pinus.
e) Impedir a existência de ecossistemas semelhantes ao Pantanal.
05- Sobre o clima mundial, é correto afirmar que:
a) O globo foi dividido em quatro grandes zonas:
tropical, temperada, supertropical e glacial.
b) As correntes marítimas e as massas de ar interferem pouco na Circulação Genérica da Atmosfera.
c) Os tipos climáticos existentes restringem-se a:
equatorial, tropical, subtropical e polar.
d) A movimentação de algumas massas de ar, no
Oceano Atlântico Norte, pode gerar furacões.
e) A movimentação de algumas massas de ar, no
Oceano Atlântico Sul, pode gerar furacões como o
Andrew.
3

06- Sobre fontes de energia é correto afirmar que:
a) As hidrelétricas possuem como desvantagens
mudar a paisagem de um curso d'água (de lótico
para semi-lótico), inundar grandes áreas e
realocar populações.
b) Cerca de 30% das centrais de energia nucleares
mundiais ficam no Canadá, Japão, EUA, ex-URSS
e Europa.
c) A Energia solar equivale a 10% da energia obtida
em relação às reservas de petróleo do mundo.
d) A energia que provém do movimento das marés é
a hidroproteica, um sistema complexo e caro para
países como o Brasil.
e) Alguns países como a Inglaterra, Tailândia, Brasil
e Tunísia são os que utilizam sobremaneira a
energia eólica.

valores sócio-espaciais simbólicos, tais como o
verde, a privacidade, o status e a segurança.
São representantes da situação acima descrita:
a) Os conjuntos habitacionais, os conjuntos comerciais
e os espaços de lazer e turismo.
b) Os condomínios fechados residenciais, os conjuntos
de escritórios e os shopping centers.
c) As favelas, os condomínios comerciais e as fábricas.
d) As associações de moradores, as galerias
comerciais e os parques fabris.
e) Os cortiços, os pontos de comércio urbano e as
áreas de trocas informais.

09- Observe a figura:

07- Há mais de um ano existem divergências acentuadas
nas relações comerciais entre Argentina e Uruguai,
fato que contribui para fragilizar ainda mais o
Mercosul. Devido ainda a outros fatores de ordem
econômica, parte do governo uruguaio já se mostra
disposta a assinar um tratado de livre comércio com
os Estados Unidos.
Sobre as relações entre Argentina e Uruguai e as
atuais relações comerciais entre os membros do
Mercosul, considere as afirmativas a seguir.
I. Uma das divergências entre Argentina e Uruguai
está relacionada à construção de duas fábricas
de papel de celulose que já direcionaram seus
investimentos para o Uruguai.
II. As exportações do Uruguai para os Estados
Unidos representam, hoje, mais que o total das
exportações para os três países do Mercosul.
III. Uma das divergências entre Argentina e Uruguai
se deve ao fato de a Argentina afirmar que as
fábricas de papel de celulose a serem instaladas
são poluentes e poderão afetar o rio Uruguai que
divide os dois países.
IV. As exportações do Uruguai para os Estados
Unidos representam, hoje, apenas a metade das
exportações para os três países do Mercosul.

A alternativa que contém todas as afirmativas
corretas é:
a)
b)
c)
d)
e)

I e II.
II e IV.
III e IV.
I, II e III.
II, III e IV.

08- As recentes transformações urbanas implicam um
aprofundamento do processo de segregação
sócio-espacial agravado pela violência urbana. A
emergência de um novo padrão de segregação
residencial é marcada pelos denominados
"enclaves fortificados", os quais representam a
incorporação de um estilo de vida relacionado a
novos comportamentos de consumo, inspirado
nas metrópoles americanas. O consumo refere-se,
principalmente, ao acesso de bens, serviços e

Fonte: Adaptado de CASTELLS, M. Tradução de Voneide Venâncio
Majer. A era da informação: economia, sociedade e cultura, v.
1. São Paulo: Paz e Terra, 1999, P. 118.

A economia global apresenta diversificações
internas representadas por três regiões principais e
suas áreas de influência. Em torno desse triângulo
de riqueza, poder e tecnologia, o resto do mundo
organiza-se
em
uma
rede
hierárquica
interdependente. A figura acima demonstra a
estrutura do comércio regional em torno dessa
tríade. Os números expressam a porcentagem do
total do comércio (exportações mais importações) e
a largura das linhas indica a intensidade dos
intercâmbios.
Com base na figura e nos conhecimentos sobre o
tema, indique os países, blocos ou regiões que estão
nos vértices do triângulo e aqueles que compõem
sua área de influência, seguindo respectivamente a
ordem A, B e C (tríade) / D, E e F (áreas de
influência):

a) Japão, Canadá e México / Ásia, América Andina e
América Latina.
b) EUA, China e Comunidade Européia / Canadá,
Ásia e África.
c) EUA, Comunidade Européia e Japão / América
Latina, África e Ásia.
d) Japão, Canadá e Comunidade Européia / Ásia,
América Latina e África.
e) Comunidade Européia, Japão e México / África,
Ásia e América Latina.
4

10- Observe a figura abaixo:

formação do petróleo são bacias abertas dos
mares do passado.
c) Um bom exemplo de local para formação de
petróleo é a área da tríade: Itália, Espanha e
França.
d) Provém apenas dos mares, já que as regiões
ocupadas pelos continentes atualmente não
abrigaram oceanos nas eras geológicas
anteriores.
e) É uma fonte de energia que necessita de refino.
Sua formação ocorre em bacias semi-abertas,
como no Golfo, e em algumas áreas continentais.
13- Analise a tabela abaixo:

Fonte: FURLAN, S. Â. Técnicas de Biogeografia. In VENTURI, L. A. B. (org.).
Praticando geografia: técnicas de campo e laboratório em geografia e
análise ambiental. São Paulo: Oficina do Texto, 2005, p. 99-130.

A figura expressa uma técnica de análise espacial
vital para o estabelecimento da análise geográfica e
diz respeito a:
a)
b)
c)
d)
e)

Diferentes topografias de um mapa.
Diferentes estratigrafias paisagísticas.
Diferentes quilometragens rodadas.
Diferentes escalas espaciais.
Diferentes perfis longitudinais.

11- Analise a figura a seguir:

Fronteira de
progresso
Organização
Processo de
decisão
Valores
institucionais
Foco gerencial
Macrossistema
econômico
Sistema
mundial

O antigo capitalismo
(Paradigma industrial)

O novo capitalismo
(Paradigma
pósindustrial)

Crescimento difícil

Crescimento esperto

Estrutura mecânica
Comando autoritário

Redes de mercado
Liderança participativa

Alvos financeiros

Alvos múltiplos

Gerência operacional
Grande negócio
centrado no lucro
Capitalismo versus
socialismo

Gerência estratégica
Livre empresa
democrática
Híbridos do
capitalismo e do
socialismo

Fonte: Halal, 1986

Fonte: HARVEY, D. A condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as
origens da mudança cultural. Tradução: Adail Ubirajara Sobral e Maria
Stela Gonçalves. São Paulo: Edições Loyola, 1992. p. 164.

Com relação à tabela e com base nos
conhecimentos sobre o tema, é possível afirmar
que:
FURLAN, S. Â. Técnicas de Biogeografia. In VENTURI, L. A. B. (org.).
Praticando geografia: técnicas de campo e laboratório em geografia e
análise ambiental. São Paulo: Oficina do Texto, 2005, p. 114.

A figura acima representa uma "projeção que se vê num
plano". É um diagrama que pode ser utilizado para
ilustrar as relações entre a topografia e a distribuição
horizontal das espécies ou vegetação. A denominação
desse tipo de diagrama é:

a)
b)
c)
d)
e)

Diário da mata física.
Mapa físico.
Tabela numérica.
Organograma de dados.
Perfil.

12- Sobre o petróleo, é correto afirmar que:
a) É um hidrocarboneto (combinação de hidrogênio e
carbono) com origem na decomposição de
matéria inorgânica em cavidade ou depressão,
levando centenas de milhões de anos para se
formar.
b) Vem da decomposição total de bactérias em
ambientes com pouca oxigenação, formando uma
lama semi-putrefata ou sapropal, que é a fase final
da formação do petróleo. O ambiente ideal para a

a) O processo de produção de caráter dinâmico e
flexível da economia mundial do antigo
capitalismo é fortemente presente no paradigma
industrial, uma vez que durante sua vigência
aconteceu a maior parte das iniciativas
modernizadoras do sistema capitalista.
b) O caráter dinâmico e flexível da economia se
acentua no paradigma pós-industrial, que
promove
uma
organização
por
redes
particularmente possível devido ao avanço
tecnológico das últimas décadas.
c) No paradigma pós-industrial, se o estabelecimento
da liderança participativa promove, de um lado,
processos decisórios mais descentralizados, por
outro lado, tais processos demoram a alcançar as
diferentes nações do mundo globalizado.
d) A economia mundial resultante do paradigma
industrial, promoveu lideranças participativas entre
os países, mas também gerou grandes massas de
populações desempregadas, promovendo o
aparecimento das organizações supranacionais
como uma alternativa para amenizar tais
problemas.
e) O paradigma pós-industrial promove uma
economia mundial mais igualitária, dado que os
valores apregoados neste paradigma não visam
somente alvos financeiros.
5

14- Leia o texto:
"É inegável que a concepção dos ciclos de inovação
constitui um avanço importante diante de uma visão
linear do crescimento da economia, em geral
predominante. (...) Não são poucas as análises que
centralizam o foco nas "revoluções tecno-científicas"
como motrizes do desenvolvimento humano, sejam
elas marxistas ou funcionalistas, muitas delas
incapazes de ocultar o mito do "Prometeu
desacorrentado" que lhes dá substrato e que confere
à ciência e à tecnologia uma falsa neutralidade social,
que alimenta a crença positivista na ordem natural
como via necessária para o progresso humano."
Fonte: EGLER, C. A. G. "Que fazer com a Geografia Econômica
neste final de século?". Trabalho apresentado no Simpósio
Internacional "Lugar sócio-espacial, mundo". São Paulo: setembro
de 1994 e publicado nos Textos LAGET, 5, p. 5-12. Disponível em
http://www.laget.igeo.ufrj.br/egler/pdf/Que%20fazer.pdf. Acessado
em 10 de out de 2006.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
tema, considere as afirmativas a seguir:
I. A teoria das ondas longas de inovações em
sua concepção original partia do ciclo
"natural" de substituição dos bens de capital
de longo período de amortização, que
repercutia diretamente no comportamento,
também cíclico, do mercado financeiro.
II. Para a teoria dos ciclos de inovação, o
processo de expansão/retração da base
produtiva ocorreria em períodos regulares de
aproximadamente cinqüenta anos, divididos
em uma fase "A" expansiva e em uma fase "B"
recessiva.
III. O relevo conferido à mudança tecnológica
confere também caráter automático à saída de
qualquer crise econômica, pois a difusão das
chamadas "novas tecnologias" possibilita que
os mentores e executores da política
econômica e da gestão do território atuem no
sentido de retirar obstáculos e criar condições
favoráveis para o desenvolvimento regional.
IV. A importância desta concepção está no
rompimento com a visão marxista de que a
dinâmica do capitalismo é marcada pela não
estabilidade econômica. Entretanto seus
principais críticos, embora concordem com a
instabilidade dos investimentos, acreditam na
regularidade "natural" de cerca de cinqüenta
anos na ocorrência do processo de crise e
reestruturação da economia mundial.
A alternativa que contém todas as afirmativas
corretas é:
a)
b)
c)
d)
e)

I e II
I e III
III e IV
I, II e IV
II, III e IV

15- Leia o texto:
"A partir de meados dos anos de 1980 assistimos ao
surgimento de uma nova conformação do meio rural
brasileiro, a exemplo do que já ocorre há tempos nos
países desenvolvidos. Esse "Novo Rural', como vem
sendo denominado, compõe-se basicamente de três
grandes grupos de atividades:"
Fonte: SILVA, J. G; GROSSI, M. Del e CAMPANHOLA, C. O que há
de realmente novo no rural brasileiro. Cadernos de Ciência &
Tecnologia. Brasília, vol. 19, n. 1, p. 37-67, jan/abr., 2002. Disponível
em: http://atlas.sct.embrapa.br/pdf/cct/v19/cc19n102.pdf. Acessado
em 10/10/2006.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
tema, considere as alternativas que se relacionam
aos três grupos de atividades que compõem o
"Novo Rural Brasileiro".
I.

O espaço rural em países como o Brasil,
caracteriza-se pelo fato de que os habitantes
do campo estão desvinculados da produção
de atividades agrícolas. O censo 2000
constatou que, em nosso país, mais de 50%
desse contingente populacional (cerca de
pouco mais de 30 milhões de pessoas), vive
em zonas consideradas rurais.
II. Do ponto de vista espacial, o rural continua
estabelecido
fortemente
de
maneira
independente do urbano e vice-versa. Do
ponto de vista das formas de organização
econômica, as cidades são identificadas como
os locais onde se desenvolvem atividades
industriais e, os campos, como as áreas onde
se praticam atividades ligadas à agricultura e à
pecuária.
III. O traço comum entre o novo e o velho rural é a
sua heterogeneidade, o que impede a
generalização de situações locais específicas.
Há novas formas de poluição e destruição da
natureza associadas tanto às novas atividades
agrícolas, como às não agrícolas.
IV. Há aproximadamente 15 milhões de pessoas
economicamente ativas no meio rural do país,
mas cerca de 1/3 delas trabalham em
ocupações não-agrícolas, como é o caso de
pedreiros, motoristas, caseiros, empregadas
domésticas etc.. Se essa tendência se
mantiver, por volta da metade da próxima
década, a maioria da população rural brasileira
estará ocupada em atividades não-agrícolas.
A alternativa que contém todas as afirmativas
corretas é:
a)
b)
c)
d)
e)

I e III
II e IV
III e IV
I, II e III
I, III e IV.

6

16- "`Cidades e regiões em todo o planeta estão sendo
profundamente modificadas em suas estruturas e
condicionadas em seus crescimentos econômicos pela
ação combinada de três importantes processos
históricos: revolução tecnológica, formação da economia
global e a emergência de uma forma informacional de
produção e gerenciamento', dizem Castells & Hall
(1994). E, como resposta natural a este desafio no
mundo em processo de globalização, surgem as
Tecnópolises, sofisticadas áreas urbanas, envolvidas por
regiões competentes para o desenvolvimento da
indústria baseada em alta tecnologia".
Fonte: BORBA, R. A Cidade Cognitiva: proposiçao para o
desenvolvimento local na era do conhecimento. Tese de
doutoramento.
Faculdade de Arquitetura e Urbanismo.
Universidade de São Paulo. São Paulo. 2000, p. 202. Disponível
em: http://www.geocities.com/robinsonborba/CognitiveCity/.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
tema, assinale a alternativa que caracteriza uma
Tecnópolis:
a) Comprometidas com a questão ambiental, trazendo

b)

c)

d)

e)

em seu bojo a esperança de um verdadeiro
desenvolvimento sustentável, as Tecnópolises são a
imagem da "Nova Economia" que apenas está
começando a ser impressa em nossa sociedade:
arquitetura com equilíbrio, edifícios envolvidos por
um ar leve e agradável em meio a impecáveis
paisagens, onde pessoas trabalham felizes em
ambientes puros e saudáveis.
O desenvolvimento tecnológico empreendido em
uma Tecnópolis visa a capacitar a economia regional
tendo por objetivos: ampliar a base de postos de
serviços qualificados mais bem remunerados;
melhorar a competitividade pública e empresarial;
aumentar a produtividade pública e empresarial.
Metas do desenvolvimento tecnológico somente
serão alcançadas com ações isoladas. É essencial,
para uma Tecnópolis, ter clara em sua meta uma
estratégia de política tecnológica para construir uma
inter-relação de parcerias fundamentalmente locais,
aproximando oferta e demanda de tecnologia,
informações, produtos e serviços.
Os efeitos sinergéticos da Tecnopólis refletem a
consolidação de baixos investimentos, setorização
dos especialistas e pesquisadores de diferentes
áreas, adaptação dos projetos às necessidades
supra-nacionais, independentemente de facilidades
do acesso das empresas a profissionais e serviços
oferecidos.
Caracterizada
por
uma
gestão
tecnológica
compartilhada
pela
sociedade
nacional
e
internacional, que conduz à criação de um complexo
de atividades em um determinado espaço
descentralizador, esta estrutura operacional é uma
espécie de terceira via de uma Tecnópolis.

17- "A análise do fenômeno da localização industrial foi
proposta, no século passado por Marshall (1920) que
apresenta três razões distintas para explicação deste
tema. Especificamente, a concentração das atividades
seria beneficiada pelo pooled de mercado de
trabalhadores com habilidades específicas, o que é
benéfico tanto para trabalhadores quanto para firmas;

pela provisão de insumos intermediários em maior
variedade e menor custo, o que torna a indústria mais
eficiente e reforçando a localização; e, por fim, pelos
technological spillovers, em razão da informação fluir
mais facilmente localmente do que em distâncias
maiores entre pessoas e empresas".
Fonte: Adaptado de SILVA, M. V. B. da e SILVEIRA NETO, R. da
M. Determinantes da localização industrial no Brasil e
Geografia Econômica: evidências para o período pós-real.
http://www.anpec.org.br/encontro2005/artigos/A05A116.pdf.
acessado em 18/09/2006.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
tema, considere as afirmativas a seguir:
I. Alguns modelos da geografia econômica não
trazem grandes contribuições ou inovações do
ponto de vista teórico em relação às teorias
elaboradas pelos cientistas regionais e urbanos,
mas sim na forma de modelar as fontes que dão
base econômica para explicar a distribuição das
atividades no espaço. Ou seja, a sua grande
contribuição
é
proporcionar
fundamentos
microeconômicos
para
o
processo
de
aglomeração ou dispersão das atividades
econômicas no espaço.
II. Em contraposição à teoria tradicional, os
modelos
da
geografia
econômica
atual
argumentam
contra
e
desconsideram
a
importância dos retornos crescentes de escala,
dos custos de transportes, das economias de
aglomeração
e
dos
custos
de
congestionamentos
como
elementos
explicadores da
localização industrial. Tais
fatores são complexos demais para serem
identificados na observação das forças que
determinam a localização das atividades no
espaço.
III. Dois efeitos agem no sentido de determinar a
localização da atividade industrial no espaço,
conduzindo a um modelo de centro-periferia. O
primeiro deles é o efeito índice de preços. Já o
segundo diz respeito à disponibilidade de mãode-obra local. Esses dois efeitos refletem o
argumento do fornecimento de matérias-primas
intermediários, associados à oferta e à demanda,
respectivamente.
IV. Existem três fatores que determinam a
localização industrial: os custos de transportar
os bens produzidos para seu destino final, as
economias externas geradas pelo efeito de
transbordamento do conhecimento e da
informação advindas da presença de firmas/
trabalhadores estarem localizadas perto um dos
outros e, por fim, à localização industrial que são
fontes de demanda e oferta para outras
indústrias.

A alternativa que contém todas as afirmativas
corretas é:
a)
b)
c)
d)
e)

I e III
I e IV
II e IV
I, II e III
II, III e IV
7

18- Há uma área de pesquisa ligada à ecologia que
analisa "essencialmente como as espécies
reagem aos diferentes tipos de solo, climas e
formas de relevo. Tais estudos geraram um
grande volume de conhecimentos sobre o papel
limitante desempenhado pelos fatores abióticos
na distribuição: sobre a natureza, sobre a
estrutura das comunidades e sobre a capacidade
fisiológica dos seres vivos de suportar as
condições de determinados ambientes. Esse
conhecimento tem sido muito útil na agricultura,
na biologia da conservação, no planejamento
ambiental, entre outros."
Fonte: FURLAN, S. A. In: VENTURI, L. A. B. (org), Praticando
Geografia, técnicas de campo e laboratório. São Paulo: Oficina
de Textos, 2005, p. 99.

Assinale a alternativa correta que corresponde à
área de pesquisa mencionada no texto:
a)
b)
c)
d)
e)

Biogeografia.
Geomorfologia.
Ecologia.
Fitogeografia.
Zoogeografia.

19- A "Lei de
expressa:

Zoneamento"

dá-se de forma fragmentada no território
brasileiro, acarretando o desenvolvimento de
desigualdades sociais e econômicas da
população e do espaço nacional.
III. O desenvolvimento da lógica capitalista global
no território não apresenta diferenças sócioeconômicas, pois se espraia de forma igualitária
no espaço brasileiro, proporcionando um menor
grau de disparidade de distribuição de renda da
população brasileira.
IV. A fase contemporânea da globalização da
economia não se impõe igualmente sobre o
espaço brasileiro, gerando e aprofundando as
históricas desigualdades econômicas e sociais
entre as regiões, incompatíveis com os
fundamentos do crescimento econômico voltado
para a justiça social.

A alternativa que contém todas as afirmativas
corretas é:
a)
b)
c)
d)
e)

de

um

I e III.
II e III.
II e IV.
I, II e IV.
I, III e IV.

município

a) O parcelamento, a ocupação e o uso do solo para
fins agrários.
b) O planejamento, a fiscalização e o manejo das
águas para fins agrários.
c) O planejamento, a fiscalização e o manejo das
águas para fins urbanos.
d) O parcelamento, a ocupação, o planejamento, a
fiscalização, o uso do solo e o manejo das águas
para fins urbanos e agrários.
e) O parcelamento, a ocupação e o uso do solo para
fins urbanos.

20- "É indispensável mais uma classificação para a
definição do perfil da economia global: ela não é uma
economia planetária. Em outras palavras, a economia
global não abarca todos os processos econômicos do
planeta, não abrange todos os territórios e não inclui
todas as atividades das pessoas, embora afete direta
ou indiretamente a vida de toda a humanidade".
Fonte: CASTELLS, M. A sociedade em rede. A era da
informação: economia, sociedade e cultura. VOL. 1 Tradução
Roneide Venâncio Majer. SP: Paz e Terra, 1999, p. 120.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
tema, considere as afirmativas a seguir:
I. O processo de globalização da economia
brasileira ocorre pautado na união entre a
ciência, tecnologia e capital, o qual leva a uma
reestruturação sócio-econômica e atinge a
totalidade da população e do território nacional,
em termos de produção, tecnologia e qualidade
de vida.
II. A disseminação do padrão de modernização nos
setores econômicos do país, assentado no
patamar de eficácia exigido pela economia global

HISTÓRIA
21- Leia o texto a seguir:
"Desde os tempos de Heródoto e Tucídides, a história
tem sido escrita sob variada forma de gêneros: crônica
monástica, memória política, tratados de antiquário, e
assim por diante. A forma dominante, porém, tem sido a
narrativa dos acontecimentos políticos e militares,
apresentada como a história dos grandes feitos de
grandes ­ chefes militares, reis. Foi durante o Iluminismo
que ocorreu, pela primeira vez, uma contestação a esse
tipo de narrativa histórica."
Fonte: BURKE, P. A escola dos Annales 1929-1989: A revolução
francesa da historiografia. Tradução de Nilo Odália. São Paulo:
Unesp, 1991, p.18.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
tema, é correto afirmar:
a) A mudança do gênero de narrativa histórica, iniciada
b)

c)

d)

e)

com o movimento Iluminista, questionará uma
história dos grandes heróis.
A produção historiográfica dos gregos e romanos
antigos foi deixada de lado pelos pensadores
iluministas, pois a Revolução Francesa queimou,
como na Inquisição, os textos heréticos.
Os monges buscaram perpetuar, por meio de suas
crônicas monásticas, as realizações consagradas do
cotidiano de Heródoto e Tucídides produzindo,
assim, um gênero de escrita histórica.
A narrativa histórica foi revolucionada durante o
Iluminismo pelos sábios laicos que buscavam, por
meio de seus estudos, alcançar o sentido históricoreligioso da humanidade.
A história, entendida como um dos principais campos
do conhecimento humano, esteve, durante o período
antigo, despreocupada com a preservação da
memória política dos reis.

8

22- Leia o texto a seguir:
Ora se há coisa que se deve temer, depois de ofender a
Deus, não quero dizer que não seja a morte. Não quero
entrar em disputa com Sócrates e os acadêmicos; a
morte não é má em si, a morte não deve ser temida.
Digo que essa espécie de morte por naufrágio, ou então
nada mais, é de ser temida. Pois, como diz a sentença
de Homero, coisa triste, aborrecida e desnaturada é
morrer no mar.
Fonte: Adaptado de RABELAIS, F. Gargântua e Pantagruel. 2.
vols. Tradução de David Jardim Jr. BH/RJ, Vila Rica, 1991. Livro
IV. Cap. XXI.

Com base no texto é correto afirmar que:
a) A morte natural ou em terra era a coisa mais triste e
aborrecida que a morte no mar.

do poder de Estado. A questão era saber se esse
poder seria exercido por uma oligarquia ou por
um único governante. A conseqüência última
destes conflitos não foi a mudança da estrutura
da sociedade romana, mas a alteração da forma
de Estado por ela apoiada.

A alternativa que contém todas as afirmativas
corretas é:
a)
b)
c)
d)
e)

I e II.
II e III.
III e IV.
I, II e III.
I, III e IV.

24- Os principais produtos econômicos exportados

b) A morte por naufrágio não era vista como uma morte

pelo Brasil colônia do século XVIII foram:

desnaturada.
c) Os navegadores seguiam a sentença de Homero, ou
seja, feliz daquele que encontra a sepultura nas
águas marítimas.
d) O encontro com a morte no mar suscitava muito
pavor.
e) A "boa morte" era aquela que ocorria no mar.

a)
b)
c)
d)
e)

Ouro, açúcar e madeira.
Açúcar, diamantes e erva-mate.
Madeira, ouro e gado.
Açúcar, madeira e erva-mate.
Diamantes, ouro e gado.

25- "Durante os séculos XI a XIII verificou-se nas
23- Leia o texto a seguir:
"A crise desencadeada na sociedade romana pela
transformação acelerada das estruturas sociais ocorrida
após a segunda guerra púnica atingiu em meados do
século II a.C. uma fase em que se tornava inevitável a
eclosão de conflitos declarados. A agudização das
contradições no seio da organização social romana, por
um lado e, por outro, as fraquezas cada vez mais
evidentes do sistema de governo republicano tiveram
como resultado uma súbita eclosão das lutas sociais e
políticas."
Fonte: ALFÖLDY, G. A História Social de Roma. Tradução de
Maria do Carmo Cary. Lisboa: Editorial Presença, 1989, p. 81.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
tema, considere as afirmativas a seguir.
I. Na revolta dos escravos, as frentes estavam bem
definidas, pois tratava-se principalmente de uma
luta dos escravos rurais contra os seus senhores
e contra o Estado romano, que protegia estes
últimos. Este período iniciou-se com a primeira
revolta de escravos na Sicília e terminou com a
revolta de Espártaco.
II. As revoltas dos habitantes das províncias e dos
itálicos podem ser consideradas movimentos de
camadas sociais homogêneas. Os seus objetivos
eram a luta pela libertação dos membros de uma
camada social oprimida e não a libertação de
comunidades, Estados ou povos outrora
independentes da opressão do Estado romano.
III. Um dos conflitos mais significativos tinha lugar
entre os cidadãos romanos, divididos em grupos,
com objetivos opostos. O objetivo primeiro de
uma das facções, a dos políticos reformistas, era
resolver os problemas sociais do proletariado de
Roma; a ela se opunha a resistência da
oligarquia, igualmente numerosa.
IV. Nas últimas décadas da República, o objetivo
primordial dos conflitos passou a ser a conquista

atividades agrícolas e artesanais da Europa CentroOcidental um conjunto de transformações (...) que
repercutiram no crescimento das trocas mercantis.
Situa-se aí historicamente o chamado renascimento
urbano medieval."
Fonte: RODRIGUES, A. E.; FALCON, F. A formação do mundo
moderno. 2a. ed. Rio de Janeiro: Elesevier, 2006, p.9.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
tema, é correto afirmar que tais mudanças
econômicas:
a) Caracterizaram-se pelo desenvolvimento das
técnicas de produção e amplo emprego de
recursos energéticos, tais como carvão e petróleo.
b) Implicaram no capitalismo mercantil incrementado
pelo amplo comércio atlântico, fomentado por
negociantes italianos e príncipes alemães.
c) Aumentaram a produção no campo e na cidade e
fomentaram a circulação de bens e moedas,
viabilizados por novos instrumentos de crédito a
governantes e comerciantes.
d) Privatizaram as terras e introduziram um modelo
de produção fabril, promovido pelo governo
britânico.
e) Reforçaram o predomínio político e comercial dos
senhores feudais sobre os governos citadinos.
26- Jean Jaques Dessalines, um dos líderes da
revolução do Haiti, declara: "Salvei a minha pátria.
Vinguei a América... Nunca mais um colono europeu
porá o pé neste território com o título de amo ou de
proprietário."
Fonte: DOZER, D. M. América Latina: uma perspectiva histórica.
Tradução de Leonel Zallandro. Porto Alegre; Editora Globo; São
Paulo; Edusp, 1996. P.191, 192.

9

Baseado nesta declaração e nos conhecimentos
sobre o tema, é correto afirmar que:
a) Após a independência, as rebeliões feitas pela
população negra e mulata contra a exploração
colonialista e os exércitos franceses deixaram de
fazer parte do cotidiano da população haitiana.
b) Dessalines, como líder revolucionário, conseguiu
promover a unidade territorial do Haiti, unindo a
metade oriental da ilha com a parte ocidental, que
continuava escravista.
c) A emancipação do Haiti deu-se em função das
contradições sociais existentes nessa colônia e
configurou-se num movimento de caráter político,
econômico e social, visando estabelecer uma nova
ordem sobre bases democráticas.
d) O Haiti emancipado foi dirigido por governantes
democráticos, cujos princípios assemelhavam-se aos
da Revolução Francesa, como liberdade, igualdade e
fraternidade.
e) Os negros e mulatos, mesmo sendo a maioria, não
tiveram força suficiente para promover a
emancipação
em
função
da
superioridade
estratégica e armamentícia do exército francês.
27- Leia o texto a seguir:
"[...] A independência e a construção do novo regime
republicano foi um projeto levado adiante pelas elites das
colônias. Escravos, mulheres e pobres não são os
líderes desse movimento. A independência norteamericana
(EUA)
é
um
fenômeno
branco,
predominantemente masculino e latifundiário ou
comerciante. [...]"
Fonte: KARNAL, L. Estados Unidos: da colônia à
independência. São Paulo: contexto, 1990. (coleção repensando a
história). P. 67.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
processo de independência dos Estados Unidos, é
correto afirmar que:
a) O movimento de independência da América do Norte
não representou a união das treze colônias por um
sentimento único de nação, mas sim, um movimento
contra o domínio da Inglaterra, potencializado pelo
sentimento antibritânico.
b) A América do Norte independente, com as reformas
de caráter democrático, aboliu as diferenças entre os
habitantes da colônia, instituindo a prática da
inclusão por meio de uma Constituição Liberal.
c) A colonização da América do Norte pela Inglaterra
diferenciou-se
daquela
feita
na
América do Sul pelos espanhóis e portugueses
porque contou com a organização e assistência da
metrópole nesse empreendimento de conquista e
exploração.
d) A força do catolicismo foi preponderante no processo
de emancipação, pois incentivava o crescimento
espiritual da população, libertação dos escravos e a
expansão territorial ­ crescimento que só seria
possível cortando os laços com a metrópole.
e) Um dos problemas apresentados no período de lutas
pela independência dos EUA foi a falta de um projeto
comum entre as colônias do norte e as colônias do
sul que não se harmonizavam quanto a um acordo
na forma de promulgar a Constituição estadunidense
do norte e do sul.

28- A formação do Estado espanhol - constituído da
aliança entre a monarquia, a nobreza fundiária e a
Igreja Católica - implicou uma estrutura fundiária
patrimonial com uma sociedade hierárquica e
nobiliárquica.

Sobre o tema é correto afirmar que:
a) A fragilidade da burguesia das cidades comerciais
espanholas foi superada com a formação do Estado.

b) O Estado nacional espanhol, ao se constituir, deixou
de lado os valores aristocráticos.

c) O setor religioso não teve importância na formação
do Estado nacional espanhol.

d) A Monarquia Espanhola Católica foi o resultado de
uma aliança marcada pelo predomínio de valores
aristocráticos.
e) A nobreza fundiária estava desinteressada na
constituição da Monarquia Espanhola.
29- Leia o texto a seguir:

"A causa pela qual os espanhóis destruíram tal
infinidade de almas foi unicamente não terem outra
finalidade última senão o ouro, para enriquecer em
pouco tempo, subindo de um salto a posições que
absolutamente não convinham a suas pessoas; enfim,
não foi senão sua avareza que causou a perda
desses povos, que por serem tão dóceis e tão
benignos foram tão fáceis de subjugar; e quando os
índios acreditaram encontrar algum acolhimento
favorável entre esses bárbaros, viram-se tratados pior
que animais e como se fossem menos ainda que o
excremento das ruas; e assim morreram, sem Fé e
sem Sacramentos, tantos milhões de pessoas.[...]."
Fonte: LAS CASAS, B. de. O paraíso destruído. Tradução de
Heraldo Barbuy. Porto Alegre: L & PM, 1985. p. 30.

Com base no texto, é correto afirmar:
a) Bartolomé de Las Casas voltou-se contra a Coroa
Espanhola ao perceber que a conquista da
América
sufocaria
as
possibilidades
de
evangelização dos habitantes do novo continente.
b) No episódio da conquista da América, o Frei
Dominicano Bartolomé de Las Casas
ficou
conhecido como defensor incondicional dos
índios,
ao
ressaltar
a
crueldade
dos
conquistadores.
c) Os conquistadores da América hispânica e da
portuguesa rechaçaram o discurso do Frei Las
Casas por considerarem que seus pensamentos
representavam os princípios da Igreja Católica,
contrária à expansão territorial.
d) O Frei Dominicano defendeu a dignidade e a
liberdade dos indígenas até sua morte,
transformando-se, assim, em ícone do livrearbítrio nas Américas de colonização espanhola,
portuguesa e inglesa.
e) O discurso de Las Casas em defesa dos
indígenas era uma das diversas estratégias de
conquista, uma vez que ele representava nas
colônias os interesses da Coroa Espanhola.

10

30- Leia o texto a seguir:

"A independência política e a formação dos Estados
Nacionais na América Latina ocorreram a partir do
rompimento do sistema colonial e foram dirigidos por
setores dominantes da colônia descontentes com a
impossibilidade de usufruir as `novas vantagens' que
o capitalismo do novo século lhes oferecia. Portanto,
essas características peculiares distanciam o
processo latino-americano do processo pelo qual a
Europa passou. Além disso, aqui havia, antes da
colonização espanhola e portuguesa, culturas
autóctones, que se rebelaram e lutaram para
sobreviver depois do impacto da chegada dos
europeus. E junto a elas estavam os negros africanos,
que também foram incorporados a este continente.
Espanha e Portugal quiseram se sobrepor e engolir as
demais culturas, num processo de homogeneização
praticado por meio da língua, da religião, dos padrões
econômicos. Foram vencedores em parte: essa
simbiose constituiu o cimento das futuras nações
latino-americanas".
Fonte: PRADO, M. L. A formação das nações latino-americanas.
São Paulo: Atual, 1994. p. 2.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
tema, é correto afirmar que:
a) As diferentes formas de conquista e exploração
das colônias contribuíram para a fragmentação
desse "novo mundo", denominado América, em
diversas "Américas". A de colonização hispânica
apoiou-se, principalmente, na servidão indígena,
enquanto a portuguesa baseou-se na exploração
da mão-de-obra escrava africana.
b) Independentes, as colônias espanhola e
portuguesa
optaram
por
uma
república
democrática, que contemplasse em suas
constituições a idéia de igualdade e liberdade para
os diferentes povos que habitavam essas excolônias.
c) A utilização da escravidão africana e indígena
contribuiu para formatar as características das
sociedades que foram constituídas nas Américas
hispânica e portuguesa, em relação à prática da
reciprocidade entre esses povos e ao sentimento
de solidariedade entre os países no que diz
respeito às práticas políticas.
d) A exploração colonial originada com a conquista e
colonização da América Espanhola e América
Portuguesa, embora tenha acontecido em
períodos diferentes, foi baseada na escravidão
negra, aproveitando a demanda do tráfico de mãode-obra vinda da África.
e) O Brasil e os países hispano-americanos
configuram-se em exemplos de alteridade e
prosperidade em função do projeto de colonização
empreendido nesses espaços.

31- Observe a figura abaixo:

Fonte: História da Vida Privada no Brasil. Org. Lilia Moritz
Schwarcz. São Paulo: Companhia das Letras, 1998, s/p.

Com base na figura e nos conhecimentos sobre o
Brasil Contemporâneo, a manifestação visava a
reivindicar:
a) Eleições diretas de modo a instituir o regime
parlamentarista.
b) Derrubada do poder então vigente conforme
exigência dos operários.
c) O impeachment do presidente da república,
denunciado por corrupção.
d) A convocação de eleições diretas, após vinte anos
de regime ditadorial.
e) A participação dos estudantes no governo, na forma
de democracia direta.
32- Leia o texto a seguir:
"Por volta de meados do século XIX, as pessoas sentiam
mais em seu cotidiano o peso do mundo exterior, as
ambigüidades da escravidão em contraste com os
desafios das inovações que emanava dos principais
centros do capitalismo. As usinas, ao substituírem os
velhos engenhos, davam novo tom à vida. O mundo dos
sobrados e das cidades, do vapor, das pontes de aço e
das ferrovias, dos bacharéis, engenheiros, médicos,
escritores e publicistas abria outros horizontes mentais."
Fonte: MOTA, C. G. A experiência brasileira (1500-2000)
formando história ­ idéias de Brasil: Formação de problemas
(1817-1850). Viagem incompleta. São Paulo: Ed. SENAC SP,
2000, p. 234.

Baseado no texto, é correto afirmar:
a) A monarquia brasileira se adequara aos ditames do
progresso tecnológico e ao livre-mercado.

b) A tradição do cotidiano colonial contrastava com as
inovações do capitalismo industrial e da economia
liberal.
c) Os atrativos da vida urbana fomentaram a intensa
migração do campo para a cidade
d) O liberalismo econômico da Inglaterra lucrava com o
tráfico negreiro, sendo favorável a manter o trabalho
escravo.
e) Os abolicionistas defendiam o fim do trabalho
escravo e da monarquia, com a consolidação do
regime republicano.

11

33- O fascismo brasileiro, criado em 1932, foi um
movimento social de extrema direita. Assinale a
alternativa que indica a denominação que lhe foi
dada no Brasil:

a)
b)
c)
d)
e)

Nazismo.
Integralismo.
Populismo.
Autoritarismo.
Totalitarismo.

34- Observe o mapa abaixo:

36- Israel, em 1967, ao defender-se dos países inimigos
na "Guerra dos Seis Dias", ocupou importantes
áreas estratégicas e, desde então, estas terras não
mais foram devolvidas.
Sobre os constantes conflitos na região do Oriente
Médio, pode-se afirmar:
I. Yasser Arafat, Líder da OLP, Yitzhak Rabin,
Primeiro Ministro de Israel, realizaram em 1993
um acordo de paz incentivados por Bill Clinton,
presidente dos EUA. Alguns Judeus discordaram
desta aproximação e um deles assassinou Rabin
em 1995.
II. Os países que têm suas terras ocupadas por
Israel são Síria, Turquia, Jordânia e Líbano. No
caso do Líbano, as terras ocupadas são um
importante manancial aqüífero, denominado de
Colinas de Golã, provedor de águas para a região
do deserto.
III. A guerra na região, além de ser um fato sóciopolítico, é também expressão de um conflito
religioso
de
três
religiões
monoteístas,
abraâmicas: o Judaísmo, o Cristianismo e o
Islamismo. No Irã, muçulmanos depuseram o Xá
Reza Pahlevi por intermédio da "Revolução
Islâmica".
IV. Na região chamada "Berço da Civilização",
edificou-se o Império da Babilônia, famoso pelos
seus "Jardins Suspensos". Atualmente esta
região encontra-se dominada por um país
Ocidental que apoiou militarmente Saddam
Hussein em sua guerra contra Khomeini.

Fonte: GOES FILHO, S. S.
Navegantes, bandeirantes,
diplomatas. São Paulo, Martins Fontes, 1999, p, 311.

A alternativa que contém todas as afirmativas
corretas é:

Sobre a figura acima e o processo histórico de
ocupação do território brasileiro, é correto afirmar
que:
a) Mostram a expansão das fronteiras, conforme
previamente acertado e firmado entre Portugal e
Espanha.
b) Demonstram
a
tendência
expansionista
desencadeada pelas migrações que adentravam
pelo interior.
c) Denotam políticas da boa vizinhança com a
anexação de territórios devidamente cedidos pelos
países limítrofes.
d) Demonstram a expansão das colônias espanholas
sobre as colônias portuguesas.
e) Deflagram inúmeras guerras com todos os países
vizinhos, levando o governo brasileiro a ignorar seus
vizinhos latino-americanos.

a)
b)
c)
d)
e)

35- Entre os países membros do Conselho de Segurança
da ONU, cinco são permanentes.
Assinale a alternativa que reúne tais países:

a) Grã-Bretanha, Estados Unidos, China, Itália e
b)
c)
d)
e)

França.
França, Rússia, Alemanha, Estados Unidos e GrãBretanha.
Rússia, China, Itália, França e Estados Unidos.
Estados Unidos, Rússia, Grã-Bretanha, China e
França.
Grã-Bretanha, Estados Unidos, França, China e
Rússia.

I e II.
II e III.
II, III e IV.
I, II e IV.
I, III e IV.

37- Leia os trechos a seguir:
"Em 17 de abril de 1492, os monarcas católicos Isabel de
Castilha e Fernando de Aragão concederam a Cristóvão
Colombo os privilégios de `descoberta e conquista'. Um
ano depois, em 4 de maio de 1493, o Papa Alexandre VI,
por meio de sua `Bula de Doação', concedeu à rainha
Isabel e ao rei Fernando todas as ilhas e territórios
firmes `descobertos e por descobrir, cem léguas a oeste
e ao sul dos Açores, em direção à Índia' e ainda não
ocupadas ou controladas por qualquer rei ou príncipe
cristão até o Natal de 1492. [...] Cartas de privilégios e
patentes transformaram, assim, atos de pirataria em
vontade divina."
Fonte: SHIVA, V. Biopirataria: A pilhagem da natureza e do
conhecimento, tradução Laura Cardellini Barbosa de Oliveira,
Petrópolis: Vozes, 2001, p. 23.

"A economia brasileira sofre uma sangria que pode
ultrapassar a casa dos US$ 2,4 bilhões em decorrência
da biopirataria. [...] O mercado mundial de
medicamentos, por exemplo, movimenta por ano US$
300 bilhões. Cerca de 40% desses remédios derivam da
biodiversidade e um quinto deles seria extraído do Brasil
[...]"
Fonte: http://www.estado.com.br/editorias/2006/08/31/ger-1.93.7.2006
0831.8.1.xml Acessado em 06 de nov 2006.

12

Baseado nos textos e nos conhecimentos sobre o
tema, considere as afirmativas a seguir.
I. A rainha inglesa Elisabeth I autorizou piratas,
através da `Carta de Corso', a atacarem e
roubarem navios inimigos, ficando a Coroa
com uma parte do butim.
II. A pirataria no mundo globalizado continua a
ser exercida por grandes companhias
empresariais e também pela população, com o
intuito de fugir do pagamento dos direitos
autorais e de patentes.
III. Os medicamentos brasileiros, derivados da
biodiversidade, totalizam 40% dos remédios no
mercado mundial que são pirateados pelas
companhias farmacêuticas multinacionais.
IV. O poder da Igreja, exercido pelo Papa, e o
poder político, exercido por monarcas
católicos,
buscam expressar as
suas
respectivas legitimidades como se fossem
expressão da vontade divina.
Assinale a alternativa que contém todas as
afirmativas corretas:
a)
b)
c)
d)
e)

I e II.
I e III.
III e IV.
I, II e IV.
II, III e IV.

38- Analise os textos a seguir:

"Onde a ciência clássica tinha sublinhado a
permanência, vemos agora mudança e evolução,
vemos partículas elementares que se transformam
umas nas outras, que entram em colisão, se
decompõem e nascem; já não mais vemos trajetórias
periódicas que enchiam de admiração o coração de
Kant pelo mesmo motivo que a lei moral que nele
morava; vemos objetos estranhos, quasares, pulsares
que explodem as galáxias e se despedaçam; as
estrelas ­ dizem-nos ­ afundam-se em black holes
que devoram irreversivelmente tudo o que podem
apanhar; e o Universo inteiro parece guardar, com a
radiação de corpo negro, a recordação da sua origem
e do acontecimento que principiou sua história atual."
PRIGOGINE, I. e STENGERS, I. A nova aliança: metamorfose da
ciência, Tradução de Miguel Faria e Maria J. M. Trincheira,
Brasília: UNB, 1984, p.164.

"Como poderíamos ser congelados pelo sopro frio das
ciências, quando estas são quentes e frágeis,
humanas e controvertidas, cheias [...] de sujeitos que
estão, por sua vez, povoados por coisas?".
LATOUR, B. Jamais fomos tão modernos, Tradução Carlos Irineu
da Costa, São Paulo: Editora 34, 1997, p.113.

Baseado nos textos e nos conhecimentos sobre
História, Cultura e Ciência, considere as
afirmativas abaixo.
I. Copérnico retirou da Terra o seu papel de
Centro do Universo e teve que enfrentar,
naquele momento, adversidades com o poder
político instituído, pois o significado de sua

explicação
expressava
claramente
uma
desestabilização da crença em vigor que
articulava os papéis e funções dos seres
humanos.
II. A Lei da Gravitação Universal, Newtoniana,
construiu um aparato de explicação científica
dos fenômenos do mundo. Este modelo de
compreensão influenciou pensadores no
campo das humanidades, fazendo com que
eles procurassem identificar as leis que regem
as sociedades.
III. Os cientistas construtores dos modelos
explicativos do mundo são produtores e
resultantes culturais de seus
tempos
históricos.
O produto de seus ofícios, a
ciência, expressa lógica e certezas infalíveis
condizentes com suas condições humanas,
desta forma, seus autores são frios e
calculistas.
IV. As mudanças e as aleatoriedades, fenômenos
estudados pela física quântica e por cientistas
das áreas de humanas e biológicas, iniciaram
um processo de questionamentos da Ciência
Clássica que, ao tornar-se a medida irrefutável
de experimentos com todos os fenômenos,
veio a ser considerada como uma nova
"religião".
A alternativa que contém todas as afirmativas
corretas é:
a)
b)
c)
d)
e)

I e II
II e IV
III e IV
I, II e III
I, II e IV

39- Sobre o período denominado "Guerra Fria", da
segunda metade do século XX até a Queda do Muro
de Berlim, em 1989, é correto afirmar que :

a) Destacou-se como período de tensão entre duas
potências, os EUA e a China democrática, na
disputa pelo controle da economia mundial
b) Desencadeou a descolonização de países na
África, Ásia e América, até então domínio dos
impérios europeus.
c) Caracterizou-se pela bipolaridade nas relações
internacionais com a hegemonia de sistemas
antagônicos ­ o capitalista dos EUA e o comunista
da URSS.
d) Deu-se sob o signo do terrorismo das armas
nucleares, monopólio da URSS contra os países
do Leste europeu, com vistas à expansão e
conquista da Europa ocidental.
e) Foi marcado pelo papel da União Européia em
oposição à política externa dos EUA no Oriente
Médio, sob a égide do terrorismo internacional.

13

40- A transferência da Corte de D. João VI para a colônia
portuguesa teve apoio do governo britânico, uma
vez que:

a) Portugal negociou o domínio luso na Península
Ibérica com a Inglaterra, em troca de proteção
estratégica e bélica na longa viagem marítima ao
Brasil.
b) Em meio à crescente Revolução Industrial, os
negociantes ingleses precisavam expandir seus
mercados rumo às Américas, já que o europeu era
insuficiente.
c) O bloqueio continental imposto por Napoleão
fechou o comércio inglês com o continente
europeu; a instalação do governo luso no Brasil
propiciou a retomada dos negócios lusoanglicanos.
d) O exército napoleônico invadiu Portugal visando a
instituir o regime democrático republicano de paz
e comércio,
em franca oposição ao
expansionismo da monarquia britânica.
e) Os ingleses pretendiam consolidar novos
mercados na América Portuguesa, tendo em vista
antigas afinidades socioculturais com os ibéricos.

14