ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ

PROPOSTA PEDAGÓGICA ­ GEOGRAFIA

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
1. APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Mesmo antes da Geografia se tornar uma ciência, os temas geográficos
eram tratados como questões relevantes, como a esfericidade da Terra, a
distribuição das águas, entre outras questões. Após sua sistematização como
ciência, passou por abordagens diferenciadas, acompanhando os momentos e
situações da história.
Segundo Santos (apud PARANÁ, 2008, p. 46 ), há uma relação entre a
sociedade e um conjunto de formas materiais e culturais. O espaço pode ser
entendido como um produto social em permanente transformação, ou seja, sempre
que a sociedade sofre mudança, as formas (objetos geográficos) assumem novas
funções. Novos elementos, novas técnicas são incorporadas à paisagem e ao
espaço, demonstrando a dinâmica social. Os objetos construídos sobre o espaço
são datados e vão incorporando novas tecnologias e novas formas de produzir.
Muitos foram os objetos da Geografia antes de se ter algum consenso,
mesmo que relativo, o espaço geográfico torna-se o foco da análise ( Paraná,
2008 ).
Conceitos básicos também nortearam o ensino da Geografia ­ lugar,
paisagem, região, território, natureza e sociedade. Porém, esses conceitos básicos
não foram desenvolvidos ao mesmo tempo e por todas as linhas teóricas desta
ciência. Essas linhas vinculavam-se a diferentes visões teóricas e políticas de
apropriação e dominação do espaço e isso determinava a maneira como construíam
seus quadros conceituais.
Através das renovações do pensamento geográfico, chegou-se ao ensino
de geografia de forma mais significativa, como uma analise do espaço geográfico. O
que denominamos de Geografia Crítica.
Considerado o objeto de estudo da geografia, o espaço geográfico, é
estudado e analisado criticamente, fazendo o aluno compreender e interpretar a

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
realidade social, econômica, política, cultural e ambiental de forma integrada.
Por isso, é tarefa de professores e alunos terem uma atitude investigativa
de pesquisa, recusando a mera reprodução da interpretação do mundo.
Sendo assim, a finalidade do ensino de geografia, é a compreensão do
seu objeto de estudo e conceitos básicos. A proposta é formar o aluno consciente
das relações socioespaciais de seu tempo. Assim, o ensino assume uma abordagem
crítica da disciplina.

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
2. CONTEÚDOS

2.1 CONTEÚDOS ESTRUTURANTES

São os conhecimentos de grande amplitude que identificam e organizam
os campos de estudos de uma disciplina escolar, considerados fundamentais para a
compreensão de seu objeto de estudo. ( Paraná, 2008 p. 69 ).

2.1.1 Dimensão Econômica do Espaço Geográfico

Discute-se neste conteúdo estruturante os espaços de produção como o
industrial-urbano e o agropecuário-rural, as aproximações e especificidades de cada
um, a hierarquia dos lugares, as relações econômicas entre as diferentes porções
territoriais como as cidades, os estados/províncias, os países e regiões. Relações de
produção e de trabalho, como as sociedades produzem o espaço geográfico sob a
perspectiva da produção de objetos ( fixos e móveis ) necessários para a
manutenção de dinâmica da sociedade ( capitalista ). Ênfase nas desigualdades
econômicas, na produção de necessidades, nas diferentes classes sociais, na
configuração socioespacial.
Todos os conceitos geográficos são desenvolvidos nesse conteúdo
estruturante, especialmente e de Rede.

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
2.1.2 Dimensão Política do Espaço Geográfico

Relações de poder e domínio sobre os territórios. Discute-se quais são as
instâncias e instituições ( oficiais ou não ) que governam os territórios. Neste
conteúdo estruturante aborda-se desde as relações de poder sobre os territórios na
escala micro ( rua, bairro ) até a escala macro ( país, instituições internacionais ). O
papel do Estado e das forças políticas não estatais ( ongs, narcotráfico, crime
organizado, associações ), bem como as redefinições de fronteiras, orientadas por
motivos econômicos, culturais, sociais, políticos, são fundamentais.
Os conceitos geográficos mais enfatizados neste conteúdo estruturante
são Território e Lugar.

2.1.3 Dimensão Socioambiental do Espaço Geográfico

As relações cidade-capital-natureza e sua lógica balizam as discussões
deste conteúdo estruturante. A produção do espaço geográfico, a criação de
necessidades e a mobilização de "recursos" naturais para satisfazê-las, no modelo
econômico do capitalismo, são questões centrais para esse conteúdo estruturante.
Como essas relações se concretizam na diferenciação das paisagens sociais e
culturais. Os conceitos de Sociedade e Natureza são entendidas como categoria de
análise neste conteúdo estruturante. Modo de produção, classes sociais, consumo,
sustentabilidade, dinâmica da natureza e tempo são discutidos na perspectiva da
produção espacial e da paisagem.

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
2.1.4 Dimensão Cultural e Demográfica do Espaço Geográfico

As questões demográficas da constituição do espaço geográfico são
centrais neste conteúdo estruturante, bem como as constituições regionais em
funções das especificidades culturais. As marcas culturais na produção das
paisagens ( rural e urbana) são consideradas básicas nesse estudo.
São os conhecimentos fundamentais para cada ano da etapa final do
Ensino Fundamental e para o Médio, considerados imprescindíveis para a formação
conceitual dos estudantes nas disciplinas de Educação Básica ( Paraná, 2008 p. 92 )
Por serem conhecimentos fundamentais, não podem ser suprimidos nem
reduzidos. Tais conteúdos se articulam com os conteúdos estruturantes da disciplina,
criando maior expectativa da aprendizagem.

2.2 CONTEÚDOS BÁSICOS

São conteúdos imprescindíveis para que se aprenda geografia nos anos
finais do ensino fundamental e médio. Devem ser articulados com os Conteúdos
Estruturantes no Ensino de Geografia.
Esses conteúdos básicos serão elencados no Plano de Trabalho Docente
em seriação/sequenciados. Sua abordagem deverá ser de acordo com a proposta
de cada Conteúdo Estruturante. Se necessário, serão desdobrados em conteúdos
específicos, para aprofundamento do conhecimento.

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
ENSINO FUNDAMENTAL
6ºano
Formação e
transformação das
paisagens naturais
e
culturais.
Dinâmica da
natureza
e sua alteração
pelo emprego de
tecnologias
de exploração
produção
A
formação,localizaç
ão,
exploração e
utilização dos
recursos naturais.
A distribuição
espacial das
atividades
produtivas e a
(re)organização
do espaço
geográfico.
As relações entre
campo e a cidade
na
sociedade
capitalista.
A evolução
demográfica, a
distribuição
espacial
da população e os

7ºano
A formação,
mobilidade
das fronteiras e a
reconfiguração do
território brasileiro.
A dinâmica da
natureza
e sua alteração
pelo
emprego de
tecnologias
de exploração e
produção.
As diversas
regionalizações do
espaço brasileiro.
As manifestações
socioespaciais da
diversidade
cultural.
A evolução
demográfica
da população, sua
distribuição
espacial e
indicadores
estatísticos.
Movimentos
migratórios e suas
motivações.
O espaço rural e a
modernização da
agricultura.

8ºano
As diversas
regionalizações do
espaço geográfico.
A formação,
mobilidade
das fronteiras e a
reconfiguração dos
territórios do
continente
americano.
A nova ordem
mundial, os
territórios
supranacionais
e o papel do
Estado.
O comércio em
suas implicações
socioespaciais.
A circulação da
mão-de-obra, do
capital,
das mercadorias e
das
informações.

9ºano
As diversas
regionalizações
do espaço
geográfico.
A nova ordem
mundial, os
territórios
supranacionais e
o papel do Estado.
A revolução
tecnicocientíficoinformacional e
os novos arranjos
no espaço da
produção.
O comércio
mundial e as
implicações
socioespaciais.
A formação,
mobilidade
das fronteiras e a
reconfiguração dos
territórios.

A distribuição
espacial
dasatividadesprod
utivas, a
(re)organização do
espaço geográfico.

A evolução
demográfica da
população, sua
distribuição
espacial e os
indicadores
estatísticos.

As relações entre
o campo e a
cidade na

As manifestações
socioespaciais da
diversidade

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
indicadores
estatísticos.
A mobilidade
populacional e as
manifestações
socioespaciais da
diversidade
cultural.

A formação, o
crescimento das
cidades, a
dinâmica dos
espaços urbanos e
a urbanização.

A distribuição
espacial das
atividades
As diversas
produtivas, a
regionalizações do (re)organização do
espaço geográfico. espaço geográfico.
A circulação de
mão-de-obra, das
mercadorias e
das informações.

sociedade
capitalista.
O espaço rural e a
modernização da
agricultura.
A evolução
demográfica
da população, sua
distribuição
espacial e
indicadores
estatísticos.
Os movimentos
migratórios e suas
motivações.
As manifestações
sociespaciais da
diversidade
cultural.
Formação,
localização,
exploração e
utilização
dos recursos
naturais.

cultural.
Os movimentos
migratórios
mundiais e suas
motivações.
A distribuição das
atividades
produtivas, a
transformação da
paisagem e a
(re)organização do
espaço geográfico.
A dinâmica da
natureza
e sua alteração
pelo
emprego de
tecnologias de
exploração e
produção.
O espaço em rede:
produção,
transporte e
comunicações na
atual
configuração
territorial.

ENSINO MÉDIO
A formação e transformação das
A formação, o crescimento das cidades,
paisagens.
a dinâmica dos espaços urbanos e a
urbanização
A dinâmica da natureza e sua alteração recente.
pelo emprego de tecnologias de
exploração e produção.
A evolução demográfica, a distribuição
espacial da população e os indicadores
A distribuição espacial das atividades
estatísticos.
produtivas e a (re)organização do
espaço geográfico.
Os movimentos migratórios e suas

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
motivações.
A formação, localização, exploração e
utilização dos recursos naturais.
A revolução técnicocientíficainformacional e os novos arranjos no
espaço da produção.
O espaço rural e a modernização da
agricultura.
O espaço em rede:
produção, transporte e comunicação na
atual configuração territorial.
A circulação de mão-deobra, do capital, das mercadorias e das
informações.
Formação, mobilidade das fronteiras e a
reconfiguração dos
territórios.
As relações entre o campo e a cidade
na sociedade capitalista.

As manifestações socioespaciais da
diversidade cultural.
O comércio e as implicações
socioespaciais.
As diversas regionalizações do espaço
geográfico.
As implicações socioespaciais do
processo de mundialização.
A nova ordem mundial, os territórios
supranacionais e o papel do Estado.

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
3. ENCAMINHAMENTOS METODOLÓGICOS

Os conteúdos de Geografia devem ser trabalhados de forma dinâmica,
interligados com a realidade próxima e distante dos alunos.
Deve-se iniciar com uma problematização, com o objetivo de provocar o
aluno para o conhecimento. A contextualização do conteúdo faz-se necessária para
relacioná-lo à realidade vivida do aluno, com a intenção de situá-lo historicamente e
nas relações políticas, sociais, econômicas, culturais, em manifestações concretas,
nas diversas escalas geográficas. O professor deve possibilitar o questionamento e
a participação do aluno, para que haja a compreensão e desenvolvimento da crítica.
As temáticas, história e cultura afro-brasileira e indígena, serão
contempladas de acordo com os conteúdos que se relacionam, conforme a
legislação vigente (Lei Federal Nº 10.639/03 e Lei Federal Nº 11.645/08), o mesmo
ocorrendo com a Educação do Campo e,

Educação Fiscal (Dec. Nº 1143/99,

Portaria nº 413/02). Já a Educação Ambiental (Lei Federal Nº 9795/99) será tratada
como uma prática educativa integrada, contínua e permanente, no desenvolvimento
dos conteúdos do ensino da Geografia e, de acordo com a Agenda 21 da escola,
abordará o espaço escolar e sua preservação. O professor, poderá lançar mão de
vídeos no sentido de mobilizar a comunidade escolar quanto à importância da
educação ambiental, numa perspectiva socioambiental, tratando esses temas por
meio dos conteúdos específicos no decorrer da educação básica e propondo ações
efetivas, num trabalho interdisciplinar.
As

práticas

pedagógicas

são

importantes

instrumentos

para

a

compreensão do espaço geográfico. Assim, como a aula de campo, principalmente
para diferenciar áreas; os recursos audiovisuais, servindo para problematizar o
conteúdo, situando o aluno seja no âmbito político, sócio-econômico ou cultural;
utilização da linguagem cartográfica, para visualizar, interpretar, problematizar e
analisar criticamente; na literatura, textos que levem o aluno à compreensão dos

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
espaços estudados e que também contribuam para a produção de outros textos.
Para que o aluno amplie suas capacidades cognitivas e formem
conceitos geográficos serão utilizados ainda, recursos para dinamizar o processo
metodológico como: o laboratório de informática, textos, imagens, maquetes,
observação sistematizada e orientada, descrição, seleção, ordenação, croquis,
maquetes, desenhos, charges, recortes de filmes, entre outros.

3.1 AVALIAÇÃO

A avaliação do processo de ensino-aprendizagem deve ser formativa,
diagnóstica e processual. Ela deve tanto acompanhar a aprendizagem dos alunos
quanto nortear o trabalho do professor.
Considerando os diferentes ritmos de aprendizagem dos alunos, faz-se
necessário uma intervenção pedagógica a todo tempo.
A prática do professor deve contribuir para a formação de um aluno
crítico, que atua em seu meio, que é capaz de aceitar, rejeitar ou mesmo transformar
o mesmo. É esse o resultado que o ensino de geografia espera constatar na
avaliação.
Para que isso ocorra, são avaliados os critérios de avaliação em
geografia, a formação dos conceitos geográficos básicos e o entendimento das
relações socioespaciais para a compreensão e intervenção da realidade.
Em lugar de avaliar apenas por meio de provas, o professor deve
diversificar as técnicas e os instrumentos de avaliação, necessários para possibilitar
várias formas de expressão dos alunos, como: interpretação de textos geográficos,
interpretação de fotos, imagens, gráficos, tabelas e mapas; pesquisas bibliográficas;
relatórios de aula de campo; apresentação e discussão de temas.
A recuperação de estudos será paralela, a partir do diagnóstico constante

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
realizado pelo professor. Ocorrerá nos momentos em que forem observados que a
aprendizagem não ocorreu de forma satisfatória. Para tanto, serão utilizadas novas
metodologias de ensino para que o aluno aprenda, assim como, instrumentos de
avaliação diversificados.

ESTADO DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL "ANDRÉ SEUGLING"
Ensino Fundamental, Médio e Profissional
Rua Carlos Gomes, 604 ­ Fone/Fax (43) 3524-2079
CORNÉLIO PROCÓPIO ­ PARANÁ
4. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
BRASIL. Lei Federal Nº 10.639/03 . Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de
1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no
currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura
Afro-Brasileira",www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm . Acesso em 18
de abril de 2012.
_____. Lei Federal Nº 11.645/08 . Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de
1996, modificada pela Lei . 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as
diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de
ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena".
http://www.leidireto.com.br/lei-11645.html
______Lei Federal Nº 9795/99. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a
Política

Nacional

de

Educação

Ambiental

.

www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm
CASTROGIOVANNI, A. C. et all (Orgs.). Geografia em sala de aula: prática e
reflexões. Porto Alegre: UFRGS/AGB, 2003.
CAVALCANTI, L. de S. Geografia, escola e construção de conhecimento. Campinas;
Papirus, 1998.
PARANÁ, SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO. ­ SUPERINTENDÊNCIA DE
EDUCAÇÃO. Cadernos Temáticos Lei Nº 10.639/03. Curitiba, 2005.
PARANÁ, SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO. Diretrizes da Educação
Básica ­ Geografia. SEED. Curitiba-PR:2008
RUA, João. Para Ensinar Geografia. Rio de Janeiro: Access, 2005.
SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São
Paulo: Hucitec, 1996.
SIMIELLI, M. E. R. Cartografia no ensino fundamental e médio. In: Carlos, A. F. A.
(Org.) A Geografia na sala de aula. São Paulo: Contexto, 1999.