GEOGRAFIA

7

GEOGRAFIA
Luís Robe
rto Halam
a
Sandra Le
ssa

O

s livros de Geografia da coleção InterAtiva
apresentam, de forma atrativa, dinâmica e
reflexiva, o estudo do espaço geográfico em seus
aspectos físicos e humanos, salientando a importância
dos alunos como construtores e transformadores da
sociedade.
Por meio da integração do conhecimento científico
com a vivência, isto é, do saber teórico com o prático,
constroem-se conceitos e formam-se cidadãos
participativos, conscientes e solidários.

30531_ Aluno | 30532_Professor Geografia Interativa 7

7

7

Erika
Proj. Gráf.

Editor(a)

Coor. Ped.

LIVRO DO PROFESSOR

C. Q.

Dep. Arte

7

GEOGRAFIA
LIVRO DO PROFESSOR

30531/30532 / GEOGRAFIA 7º ano / Aluno/Prof

Luís Robe
rto Halam
a
Sandra Le
ssa

ERIKA
Designer

Editor

Coord. Ped.

Casa Publicadora Brasileira
Tatuí, SP

C. Qualidade

Dep. Arte

Direitos de publicação reservados à
Casa Publicadora Brasileira
Rodovia SP 127 ­ km 106
Caixa Postal 34 ­ 18270-970 ­ Tatuí, SP
Tel.: (15) 3205-8800 ­ Fax: (15) 3205-8900
Ligação Gratuita: 0800-112710
E-mail: [email protected]

Autores |
Luís Roberto Halama
· Graduado em Estudos Sociais pela FCHSC ­ Curitiba ­ PR
·G
raduado em Geografia pela UFPR ­ Curitiba ­ PR
· Especialista em Educação Ambiental pelo Senac ­ Curitiba ­ PR
· Mestre em Geografia pela UFPR ­ Curitiba ­ PR

Gerência de Didáticos
Alexander Dutra
Coordenação Pedagógica
Carmen de Souza

Sandra Lessa
· Graduada em Geografia pela UFPR ­ Curitiba ­ PR
· Especialista em Educação Ambiental pelo Senac ­ Curitiba ­ PR
· Mestre em Geografia ­ Análise e Gestão Ambiental pela UFPR ­
Curitiba ­ PR
·D
outora em Paisagem e Análise Ambiental pela UFPR ­
Curitiba ­ PR

Coordenação Editorial
Adriana Teixeira
Editoração
David Bernardes
Revisão
Cecília Ortolan e Priscila Rostirolla
Projeto Gráfico e Capa
Enio Scheffel Jr., Fernando Lima e Sandra Ferreira Barbosa
Imagens da Capa
Fotolia
Programação Visual
MJ Bienemann e Thays Lóia

Consultoria Pedagógica
Almir Augusto de Oliveira
Aruan Henri dos Santos Pereira
Thiago Barbosa da Silva
IMPRESSO NO BRASIL/Printed in Brazil
3a edição ­ 1a impressão
2015

IMPRESSO NO BRASIL/Printed in Brazil
3a edição ­ 1a impressão
2015

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)
(Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

Halama, Luís Roberto
Geografia, 7o ano. ­ 3. ed. ­ Tatuí, SP :
Casa Publicadora Brasileira, 2015.
(Interativa)
Suplementado pelo Livro do professor.
ISBN 978-85-345-2181-9 (aluno)
ISBN 978-85-345-2182-6 (professor)
Bibliografia.
1. Geografia (Ensino fundamental) I. Lessa,
Sandra. II. Título III. Série.

15-03088

CDD-372.891
Índices para catálogo sistemático:

1. Geografia : Ensino fundamental 372.891

Filial Brasília, DF
Fone: (61) 3321-2021

Filial Recife, PE
Fone: (81) 3031-9941

Filial Campo Grande, MS
Fone: (67) 3321-9463

Filial Rio de Janeiro, RJ
Fone: (21) 3872-7375

Filial Curitiba, PR
Fone: (41) 3323-9023

Filial Salvador, BA
Fone: (71) 3322-0543

Filial Fortaleza, CE
Fone: (85) 3252-5779

Filial Santo André, SP
Fone: (11) 4438-1818

Filial Goiânia, GO
Fone: (62) 3229-3830

Filial Sé ­ São Paulo, SP
Fone: (11) 3105-5852

Filial Hortolândia, SP
Fone: (19) 3503-1070

Filial Unasp ­ Eng. Coelho, SP
Fone: (19) 3858-1398

Filial Moema ­ São Paulo, SP
Fone: (11) 5051-1544

Filial Vila Matilde ­ São Paulo, SP
Fone: (11) 2289-2021

Conheça nossa linha completa de materiais didáticos ­ da Educação
Infantil ao Ensino Médio ­ e de literatura infantojuvenil.
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total
ou parcial, por qualquer meio, sem prévia autorização
escrita do autor e da Editora.
Tipologia: Cronos Pro Light, 13/17 ­ 8362/30531 (A) ­ 8363/30532 (P)

Acesse: www.cpbeducacional.com.br
Ligue: 0800-112710

SUMÁRIO
UNIDADE 1

O território brasileiro ................... 5
Capítulo 1 ­ Localização e
regionalização ................. 6
1. Formação territorial do Brasil . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7
2. Limites territoriais brasileiros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
3. Pontos extremos do Brasil . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
4. Organização territorial e regionalização
do Brasil . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
5. Fusos horários do Brasil . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15

Capítulo 2 ­ Estrutura geológica, relevo e
hidrografia ...................... 19

Capítulo 3 ­ Clima e vegetação ............ 42
1. Climas brasileiros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
2. Vegetação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 46

UNIDADE 2

Integração, demografia e
urbanização .............................. 61
Capítulo 4 ­ Comunicação na integração
territorial ....................... 62
1. Jornais e revistas impressos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63
2. Correios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63
3. Telecomunicações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 64

Capítulo 5 ­ A população brasileira ....... 73

© Michal812 | Fotolia

1. Censos demográficos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
2. População . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
3. Dinâmica demográfica do Brasil . . . . . . . . . . . . . .
4. Estrutura populacional brasileira . . . . . . . . . . . . . .

73
74
76
82

Capítulo 6 ­ Espaço urbano ................ 88
1. Cidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
2. Classificação das cidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
3 Organização das cidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
4. Problemas urbanos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

88
92
95
99

30531/30532 / GEOGRAFIA 7º ano / Aluno/Prof

© BillionPhotos.com | Fotolia

1. Estrutura geológica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20
2. Relevo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23
3. Hidrografia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28

ERIKA
Designer

Editor

Coord. Ped.

C. Qualidade

Dep. Arte

UNIDADE 4

As grandes regiões
brasileiras II ............................ 163
Capítulo 10 ­ Região Sudeste ............. 164
1. Localização geográfica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 164
2. Ocupação e demografia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 164
3. Economia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 166
4. Transportes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 172
5. Turismo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 174
6. Questões sociais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 177

© Cifotart | Fotolia

Capítulo 11 ­ Região Sul ................... 181

UNIDADE 3

As grandes regiões
brasileiras I ............................ 105
Capítulo 7 ­ Região Norte ................. 106

1. Localização geográfica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 181
2. Ocupação, demografia e
urbanização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 181
3. Economia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 187
4. Transportes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 191
5. Turismo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 195

Capítulo 12 ­ Economia e relações
internacionais do Brasil .... 198

1. Localização geográfica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 106
2. Ocupação e demografia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 107
3. Economia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 112
4. Turismo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 117
5. Transportes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 118
6. Geopolítica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 120

1. Agropecuária . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 198
2. Indústria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 206
3. Comércio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 212
4. Relações internacionais brasileiras . . . . . . . . . . . 213
5. Economia brasileira . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 218

Capítulo 8 ­ Região Nordeste ............. 127

Referências .................................... 224

1. Localização geográfica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 127
2. Ocupação e demografia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 128
3. Urbanização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 130
4. Economia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 131
5. Transportes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 141
6. Turismo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 144
1. Localização geográfica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 148
2. Ocupação e demografia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 149
3. Economia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 151
4. Turismo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 154
5. Transportes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 155
6. Geopolítica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 158

© Kagenmi | Fotolia

Capítulo 9 ­ Região Centro-Oeste . ...... 148

30531/30532 / GEOGRAFIA 7º ano / ALun0/Prof

Consulte, nas "Orientações ao
Professor", a seção Geografia na
Prática (p.19 e 20), para a realização de
atividades adicionais.

1

UNIDADE

BRASILEIRO

© Michal812 | Fotolia

O TERRITÓ
RIO

TEMAS DESTA UNIDADE
ü Localização do Brasil
ü Pontos extremos do
território nacional
ü Organização territorial e
regionalização
ü Estrutura geológica
ü Relevo
ü Hidrografia
ü Climas
ü Vegetação

ERIKA
Designer

Editor

Coord. Ped.

C. Qualidade

Dep. Arte

5

1

LOCALIZAÇÃO
E
REGIONALIZ
AÇÃO
Canção do exílio

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.
Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.
Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar ­ sozinho, à noite ­
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Não permita Deus que eu morra,
Sem que volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Gonçalves Dias

©Kamillok | Fotolia

Praia de Taipu de Fora, na Bahia.

U

6

Espaço geográfico: associação de todos os
lugares com as paisagens e suas dinâmicas ­ ou
seja, com o movimento e a circulação de pessoas
e mercadorias ­ que pode ocorrer em escala local, regional ou mundial.

Antônio Gonçalves
Dias (1823-1864), nascido no município de
Caxias (MA), foi poeta,
advogado e jornalista.
Descendente de indígenas e portugueses, expressou em
suas obras o amor pela terra natal. Faleceu aos 41 anos.
Wikipédia

m país é construído ao longo do tempo
histórico, por meio das ações desenvolvidas pelas pessoas que vivem nele. Pelo
fato de nascermos em certo local ou vivermos
em um ambiente específico, dizemos que os lugares se encontram profundamente ligados à afetividade humana; por isso, mantemos vínculos
afetivos com diversos lugares: a nossa casa, a escola, a igreja, o bairro e a cidade, entre outros.
No poema "Canção do exílio", Gonçalves Dias
faz menção ao Brasil, sua terra natal, e descreve nele
vários atributos relacionados à paisagem e aos lugares que lhe vêm à memória. A paisagem é constituída de elementos naturais ou culturais e encontra-se
inserida em um contexto mais abrangente, o espaço
geográfico.

Sobre o espaço geográfico são constituídos os
territórios, que são formados a partir das relações
de poder. Neste capítulo, o termo território se
refere aos limites políticos de um país, estado ou
de uma cidade.
Existem outros recortes feitos por certos grupos no espaço geográfico com o objetivo de
delimitar áreas de atuação. Tais recortes podem
estar localizados dentro de outros territórios. Isso
acontece, por exemplo, nos territórios ocupados
por traficantes em determinados espaços geográficos que fazem parte de uma comunidade.

Tratado de Tordesilhas (1494), assinado entre Portugal e Espanha.
A delimitação do atual espaço territorial brasileiro resulta de uma construção lenta e diversificada,
envolvendo séculos de movimentos populacionais,
conflitos e acordos com nações fronteiriças pela
posse de terras. Por essa razão, ao conhecer o território nacional, estamos exercendo a cidadania.
Muito mais importante do que o estudo de um
simples mapa contendo símbolos e convenções é a
compreensão de que o espaço territorial representa
a luta e os projetos de um povo que nasceu no Brasil
ou escolheu viver nesse país.
Com uma área total de 8.515.767,049 km2, o
Brasil se destaca como o maior país das Américas
do Sul e Central, além de ser o quinto maior do
mundo. Trata-se de um imenso território com diversidade cultural e natural.

As fronteiras brasileiras sofreram diversas alterações desde a colonização portuguesa até hoje.
A expansão seguiu no sentido oeste, partindo do
litoral, e ultrapassou os limites estabelecidos pelo

1534

1789

1889

Equador

Equador

Equador

MARANHÃO
CEARÁ
RIO GRANDE

olia

Geografia 5 - Mapa 4 - Brasil Político

Geografia 5 - Mapa 4 - Brasil Político

Fases da formação territorial brasileira (1534-1990)

GRÃO-PARÁ

MARANHÃO
PERNAMBUCO

MARANHÃO
CEARÁ
RN
PB
PIAUÍ
PE
AL
SE
BAHIA
GOIÁS

PARÁ

AMAZONAS

ITAMARACÁ
PERNAMBUCO
BAHIA DE TODOS OS SANTOS

MATO
GROSSO

ILHÉUS
PORTO SEGURO

Trópico de Capricórnio

Trópico de Capricórnio

N
O
0

L

O

GUAPORÉ

PARÁ

MATO
GROSSO

PONTA-PORÃ
Trópico de Capricórnio

L
S

0

RIO GRANDE
DO SUL

MARANHÃO
CEARÁ
RN
PB
PIAUÍ
PE
AL
SE
BAHIA
GOIÁS

771 km

385,5

RIO GRANDE
DO SUL

0

RORAIMA

771 km

RIO GRANDE
DO SUL

Oceano
Atlântico

1990

AMAPÁ

Equador

AMAZONAS

MARANHÃO
CEARÁ
RN
PB
PIAUÍ
PE
AL
TOCANTINS
SE
BAHIA

PARÁ

ACRE
RONDÔNIA

MATO
GROSSO

Trópico de Capricórnio

MATO GROSSO
DO SUL SÃO PAULO
PARANÁ

N
O

Oceano
Atlântico

Designer

Editor

MINAS
GERAIS

ESPÍRITO
SANTO
RIO DE
JANEIRO

Coord. Ped.

SANTA CATARINA

L
S

385,5 0

ERIKA

DF
GOIÁS

ESPÍRITO
SANTO
RIO DE
JANEIRO

ESPÍRITO
SANTO
RIO DE
JANEIRO

SANTA CATARINA

L
S

Geografia 5 - Mapa 4 - Brasil Político

MINAS
GERAIS
SÃO PAULO

PARANÁ

N
O

Oceano
Atlântico

1943

SÃO PAULO

Trópico de Capricórnio

Equador

IGUAÇU PARANÁ
SANTA CATARINA

N

SÃO PAULO

771 km

AMAPÁ

ACRE

382

385,5 0

771 km

Geografia 5 - Mapa 4 - Brasil Político

AMAZONAS

O

L
S

RIO
BRANCO

MINAS
GERAIS

ESPÍRITO
SANTO
RIO DE
JANEIRO

N

S
385,5

MATO
GROSSO

MINAS
GERAES

Oceano
Atlântico

ESPÍRITO SANTO
SÃO TOMÉ
SÃO VICENTE
SANTO AMARO
SÃO VICENTE
SANTANA

BAHIA

GOYAZ

30531/30532 / GEOGRAFIA 7º ano / ALun0/Prof

1. FORMAÇÃO TERRITORIAL DO BRASIL

771 km

RIO GRANDE
DO SUL

Oceano
Atlântico

C. Qualidade

Adaptado de: . Acesso em: 27 jan. 2015.

7

Dep. Arte

2. LIMITES TERRITORIAIS
BRASILEIROS

países da América do Sul não têm limites territoriais com o
Brasil: o Chile e o Equador.
América do Sul ­ político
Caracas
VENEZUELA
Bogotá
COLÔMBIA
Quito



Georgetown
Paramaribo
GUIANA
Caiena
SURINAME GUIANA
FRANCESA (FRA)

Equador

EQUADOR

PERU
Lima

BRASIL
Brasília

La Paz
BOLÍVIA
20 ° S

PARAGUAI
Assunção
Oceano
Pacífico

Trópico
de Cap
ricórnio

CHILE
Santiago

Oceano
Atlântico

Buenos Aires URUGUAI
Montevidéu
ARGENTINA

40 ° S

N
O

L

Cartografia: Conexão Editorial

Localizamos nossa residência com facilidade, pois conhecemos muito bem o
lugar onde moramos e conseguimos identificar rapidamente seus principais pontos
de referência. Porém, nomear ou encontrar
pontos de referência no mapa do Brasil não
é uma tarefa simples.
Pelo fato de vivermos em um país imenso, tanto a identificação de seus limites
quanto a organização dos fusos horários e
de seu território são fundamentais.
O território brasileiro está localizado no
continente americano, apresentando limites
com outros nove países sul-americanos e com
a Guiana Fancesa (departamento ultramarino da França), totalizando 15.719 km de extensão: ao norte, com Suriname, Guiana,
Venezuela e Guiana Francesa; a noroeste,
com a Colômbia; a oeste, com o Peru e a
Bolívia; a sudoeste, com o Paraguai e a Argentina; ao sul, com o Uruguai. Apenas dois

S

Stanley
100 ° O

356

Ilhas Falkland
(RU)
60 ° O

80 ° O

0

712 km

40 ° O

20 ° O

Adaptado de: Atlas geográfico escolar. 4. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2007.

Geografia 6 - Mapa 49 - Brasil com destaque para linha do Equador, Trópico de Capricórnio e Meridiano de Greenwich

Brasil ­ localização geográfica
180 °

120 °

60 °



60 °

120 °

180 °

90 °

Círculo Polar Ártico

60 °

30 °

Trópico de Câncer
Oceano
Pacífico
Equador



Oceano
Pacífico

BRASIL

Oceano
Atlântico

Oceano
Índico

Meridiano de Greenwich

Trópico de Capricórnio
30 °

O

L
S

90 °

1.027

0

2.054 km

Adaptado de: Atlas geográfico escolar. 4. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2007.

8
Fonte: Atlas geográfico escolar / IBGE. Rio de Janeiro: IBGE, 2002.

Cartografia: Conexão Editorial

N
60 °

Círculo Polar Antártico

As paisagens litorâneas brasileiras se estendem
desde o Amapá até o Rio Grande do Sul, totalizando
7.367 km de costa banhada pelo Oceano Atlântico.
O litoral apresenta várias reentrâncias do mar, conhecidas como baías. Seguem alguns exemplos: baías
de Cabrália e de Todos os Santos, no Nordeste;
Guanabara e Ilha Grande, no Sudeste; Paranaguá e
Babitonga, no Sul.

Imagens: Wikipédia | Nasa

A Linha do Equador (paralelo 0º) corta o Brasil na Região Norte. Por conta disso, 7% do território nacional estão situados no Hemisfério Norte, e
93%, no Hemisfério Sul.
Já o Trópico de Capricórnio (23º 27' de latitude sul) passa pelos estados do MS, PR e SP. Essa
linha delimita as zonas térmicas intertropical e
temperada sul da Terra.
O Meridiano de Greenwich divide a Terra
em dois hemisférios: o Hemisfério Leste e o Hemisfério Oeste.

Baía de Guanabara (RJ) ­
imagem de satélite.

Baía da Babitonga (SC) ­ imagem
de satélite.

Há, também, um numeroso conjunto de ilhas
continentais, como Itamaracá, em Pernambuco, e São Sebastião (Ilhabela), em São Paulo.
Elas integram o território nacional juntamente
com outras ilhas mais distantes, denominadas
oceânicas, como os famosos arquipélagos de
Fernando de Noronha, em Pernambuco, e Abrolhos, na Bahia.

1 Encontre, no caça-palavras, os nomes dos 12 países
que compõem a América do Sul. Em seguida, faça
o que se pede.
A

C

D

G

C

O

M

U

N

G

C

X

O

L

I

A

U

G

U

R

U

A

A

L

O

B

A

I

S

F

N

I

E

A

O

L

B

O

L

I

V

I

A

M

C

M

L

U

R

E

P

W

E

N

A

O

B

E

Q

U

A

D

O

R

A

N

C

I

T

U

Ç

H

S

Ç

N

R

I

P

A

R

A

G

U

A

I

E

L

R

Z

C

H

I

L

E

I

N

L

E

U

L

C

H

I

A

S

O

M

R

K

S

R

R

A

L

E

U

Z

E

N

E

V

A

N

I

T

N

E

G

R

A

I

L

a) Marque de azul os países que fazem fronteira
com o Brasil e de vermelho os que não fazem.
b) Qual desses países faz a maior fronteira com o
A área de fronteira entre o Brasil e a Bolívia
Brasil?
Bolívia.

corresponde a 3.423 km, desde Corumbá (MS)
até Assis Brasil (AC).

2 O Brasil é o maior país da América do Sul. Seu vasto
território abriga uma enorme diversidade de paisagens, povos, ações econômicas e contrastes sociais.
Releia o poema "Canção do exílio", de Gonçalves
Dias (p. 6). De acordo com as experiências que você
tem vivenciado no lugar onde mora, se fosse o poeta, que elementos da paisagem você destacaria?
Resposta pessoal

30531/30532 / GEOGRAFIA 7º ano / ALun0/Prof

Fazem fronteira com o Brasil: Argentina, Bolívia,Colômbia, Guiana, Paraguai, Peru,
Suriname, Uruguai e Venezuela. Não fazem fronteira com o Brasil: Chile e Equador.

ATIVIDADES

ERIKA
Designer

Editor

Coord. Ped.

C. Qualidade

Aproveite este momento para aprofundar conceitos
básicos da Geografia.

Dep. Arte

9

3 O Brasil é o quinto maior país do mundo em extensão territorial. Pergunte a um de seus familiares adultos:
a) Quais são as vantagens que o vasto território representa para o Brasil?

b) Quais são as desvantagens de um território amplo
como o do nosso país?

Resposta do entrevistado.

Resposta do entrevistado.

As respostas poderão variar. Relacione-as em um
quadro comparativo à medida que os alunos forem

Repita o procedimento anterior e inicie um debate

lendo os depoimentos.

sobre o tema com os alunos.

3. PONTOS EXTREMOS DO BRASIL

Observe, no mapa a seguir, a representação
dos quatro pontos extremos do Brasil e, na próxima página, o quadro contendo a localização exata
de cada um deles. Essas marcas servem como referência para a delimitação do território brasileiro.
Lembre-se de que as coordenadas geográficas são pontos de localização sobre a superfície
terrestre (dados em graus de arco) compostos

Quando compramos uma propriedade, seja
ela rural ou urbana, precisamos saber exatamente
seus limites extremos para não invadir o espaço
dos vizinhos. Vimos anteriormente que os países
também têm limites (em uma escala muito mais
ampla, é claro). Cada país deve reconhecer seus
pontos extremos e defender seu território.

Geografia 6 - Mapa 02 - Pontos extremos e fronteiras

Brasil ­ pontos extremos
-50°

PONTO MAIS
SETENTRIONAL

- 40°

Ponta do
Seixas (PB).

e do Rio
Nascent

Equador

Nascente do Rio Moa

Ponta do Seixas

4 . 319,4 km

PONTO MAIS OCIDENTAL

PONTO MAIS ORIENTAL

-10°

4 . 394,7 km

10°

Hemisfério Sul

Ailã

Rio Ailã, no Monte
Caburaí (RR).

Fro 1.5
nte 719
ira km
terr
est



Sandra Lessa



Hemisfério Norte

-70°

re

20°

-20°

pricórnio

Trópico de Ca

L
S

30°

209,5

0

419 km
PONTO MAIS MERIDIONAL

-70°

-60°

-50°

Arroio Chuí (RS).
-40°

-30°

© Thiago Taubatex | Fotolia

Zona Temperada

O

Arroio Chuí

Rio Moa, na Serra da
Contamana (AC).

m
67 k
7 . 3 toral
Li

N

Oceano
Pacífico

-30°

Adaptado de: Atlas geográfico escolar. 4. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2007.

10
Fonte: Atlas geográfico escolar / IBGE. Rio de Janeiro: IBGE, 2002.

Cartografia: Selma Caparrós

Zona Tropical

Imagens Wikimedia Commons

Oceano
Atlântico