GEOGRAFIA
1
Leia a tirinha a seguir.

(Disponível em: . Acesso em: 2 ago. 2012.)

Em relação ao aquecimento global, há um prognóstico de que as geleiras do planeta tendem à diminuição até a
extinção.
a) Aponte quatro consequências que o aquecimento global produziria no clima do planeta.
b) A Era do Gelo (glaciação) baseia-se em um cenário de resfriamento que ocorreu de maneira cíclica nos
Períodos e nas Eras geológicas passadas.
Cite duas consequências que uma nova glaciação acarretaria ao ambiente do planeta Terra.

QUESTÃO 1 ­ EXPECTATIVA DE RESPOSTA
Conteúdo: Apropriação e exploração dos diferentes elementos da natureza. Dinâmicas e interações climáticas, apropriações e consequências, aspectos ambientais e suas implicações no mundo moderno. Leitura de diferentes linguagens e a produção de conhecimento geográfico; análise e interpretação de tirinhas, charges.
Resposta esperada
a) Entre as possíveis consequências que o aquecimento global poderia produzir no clima do planeta estariam: a inexistência de ar frio e o degelo das calotas polares e geleiras das montanhas, o que faria cessar as grandes correntes
convectivas no planeta, acarretando mudanças climáticas totais nas regiões de clima temperado e frio, com intenso
calor, sem ventos ou brisas, e a redução da diferença potencial do movimento de vento ­ DDP; a ausência do ciclo
anual de chuvas, ocorrências bem marcadas de chuvas intensas, concentradas em locais aleatórios e estiagens
prolongadas sem previsibilidade meteorológicas, provocando o aumento de danos à agropecuária, entre outros
consequentes danos ao meio ambiente em geral.
b) Entre as possíveis consequências que a Era do Gelo, glaciação, poderia produzir no clima do planeta estariam a
extinção de espécies, o aumento de regiões com maior aridez e o avanço (aumento) das geleiras.

1/4

2
Analise o mapa, a foto e leia os textos a seguir.

a) O Brasil apresenta um cenário hídrico privilegiado.
Dispõe de um dos maiores complexos hidrográficos
superficiais, com aproximadamente 8% de toda água
doce que está na superfície do planeta, e subterrâneos, como os aquíferos Guarani e Alter do Chão,
conforme o mapa ao lado. Possui a maior bacia fluvial do mundo, a Amazônica. Somente o rio Amazonas deságua no mar um quinto de toda a água doce
que é despejada nos oceanos; apesar da abundância desse recurso natural no cenário hídrico brasileiro, os órgãos governamentais e não governamentais têm intensificado sua preocupação com relação
à sua qualidade e quantidade.
Aponte três motivos dessa preocupação e enumere
três ações que poderiam ser implantadas para assegurar a qualidade e a quantidade da água destinada
(Adaptado
de:
. Acesso em: 7 set. 2012.)
naturais.
b) A foto e a manchete do jornal, a seguir, apresentam a ocorrência de enchentes nos últimos anos em
Londrina.
Cite três alterações ambientais causadas pelo processo de urbanização sobre o solo de uma bacia hidrográfica.
Após estiagem de 20 horas, volta a chover em Londrina
Até as 15 horas de quarta, já choveu 264,6 milímetros na
cidade.
O número é mais de três vezes maior que a média prevista
para todo o mês de junho, de 87 milímetros.
(Jornal de Londrina, 21 jun. 2012, ano 23, n.7172.)
(Disponível em: . Acesso em: 21 jun. 2012.)

QUESTÃO 2 ­ EXPECTATIVA DE RESPOSTA
Conteúdo: Apropriação e exploração dos diferentes elementos da natureza. Dinâmicas das bacias hidrográficas e sua
utilização, apropriações e consequências; impactos ambientais e suas implicações. A leitura de diferentes linguagens;
análise e interpretação de mapa e fotografia.
Resposta esperada
a) Entre os motivos da preocupação em relação à qualidade e quantidade da água estão: a sua contaminação pelo
uso de agrotóxicos, a contaminação por esgotos não tratados e por produtos químicos industriais. Dentre as ações
que poderiam ser implantadas destacam-se o efetivo controle e fiscalização do uso de agrotóxicos e dos produtos
químicos utilizados pela indústria, consumidos e não consumidos pela sociedade; a ampliação de medidas e da
infraestrutura de saneamento visando melhorar o processo de descontaminação do tratamento de esgoto domiciliar e industrial (poluição); e a utilização racional da água dos aquíferos, visando à sua preservação; além da
reconstituição das matas ciliares dos cursos hídricos.
b) Entre as alterações ambientais causadas pela sociedade no solo urbano estão o desmatamento, o aumento das
áreas impermeabilizadas e o assoreamento dos cursos hídricos.

2/4

3
Analise o mapa e os gráficos a seguir.

(KOHLHEPP, G. Análise da situação da produção de etanol e biodiesel no Brasil. Estudos Avançados. v.24, n.68, São Paulo, 2010. p.6.)

a) Descreva o mapa do Brasil com relação à distribuição espacial do valor da produção de soja e cana-de-açúcar para a produção de biocombustíveis.
b) Com base nos gráficos e nos conhecimentos sobre os cultivos da produção agrícola no Brasil, analise
o impacto da ampliação da produção de cana-de-açúcar e soja sobre as áreas destinadas à produção de
alimentos, destacando a produção dos alimentos orgânicos.

QUESTÃO 3 ­ EXPECTATIVA DE RESPOSTA
Conteúdo: Os processos sociais e culturais e suas expressões territoriais. Atividades econômicas, transformações
tecnológicas e o mundo do trabalho, transformações do espaço agrário. A leitura de diferentes linguagens e a produção
de conhecimentos geográficos. Análise e interpretação de mapas e gráficos.
Resposta esperada
a) O mapa do Brasil mostra a concentração da distribuição espacial do valor da produção de cana-de-açúcar no centro-sul do país, com predominância no estado de São Paulo, e na região nordeste; assim como uma concentração da
distribuição espacial do valor da produção da soja nos estados de Mato Grosso e Paraná.
b) Como pode ser observado nos gráficos, as áreas para o plantio da cana-de-açúcar e soja cresceram nas últimas
décadas no Brasil. Este fato tem provocado a retração das áreas destinadas à produção de alimentícios. Apesar
desse cenário adverso, o consumo de alimentos de origem orgânica no país vem crescendo, embora a sua produção
em larga escala seja incipiente, devido aos custos de produção, às dificuldades de obtenção de certificados de
produção orgânica e à demora do processo de conversão de uma área cultivada no sistema convencional para uma
de cultivo orgânico.

3/4

4
A Rio+20, realizada em 2012, reuniu líderes e representantes de muitos países. Essa reunião aconteceu exatamente 20 anos após a histórica Rio92, que tomou decisões para combater as mudanças climáticas, a perda de
biodiversidade e a desertificação. No documento final da Rio+20, vários pontos foram criticados pelos representantes dos diferentes países e divulgados amplamente pela mídia.
a) Sintetize as críticas à falta de compromissos financeiros e à ausência de encaminhamento prático para as
decisões.
b) Identifique dois motivos para a desconsideração do conhecimento produzido cientificamente por parte
dos agentes políticos e cite dois exemplos de práticas de consumo no contexto da economia verde que
poderiam ser adotadas pelas pessoas no cotidiano.

QUESTÃO 4 ­ EXPECTATIVA DE RESPOSTA
Conteúdo: Apropriação e exploração dos diferentes elementos da natureza. Impactos ambientais e suas implicações
no mundo moderno. A dimensão política do espaço geográfico.
Resposta esperada
a) As críticas apontadas à falta de compromisso financeiro ocorreram pelo fato de que os países envolvidos na discussão da Rio+20 não se comprometeram e não assumiram o custo financeiro para combater as principais ameaças
ao planeta, como a desertificação, o desmatamento, a extinção da biodiversidade, o aquecimento global, a fome,
as epidemias, entre outros fatores. Também não houve encaminhamentos práticos para mudar esses posicionamentos, traduzindo-os em ações concretas e em práticas que contribuam para a solução dos problemas ambientais
do planeta, principalmente na proteção dos ecossistemas mais vulneráveis, das espécies da biodiversidade mais
ameaçadas e da população em situação de risco.
b) Entre os motivos para a desconsideração do conhecimento científico por parte dos agentes políticos, destacam-se o descompasso entre a pesquisa científica e as decisões políticas, por desconsiderar os resultados apontados
pelas pesquisas produzidas em diversos campos do conhecimento; o discurso esvaziado do saber científico; e o
desinteresse pelo problema ambiental global. Sobre as práticas cotidianas de consumo, no contexto da economia
verde, destacam-se: consumir produtos de origem orgânica; ampliar o uso de energias limpas e/ou renováveis;
reaproveitar ou reciclar os resíduos; racionalizar o uso da água; e ampliar e incentivar o uso do transporte coletivo.

4/4