Exercícios com Gabarito de Geografia
Mapas
1) (ENEM-2004) Em 2003, deu-se início às discussões do
Plano Amazônia Sustentável, que rebatiza o Arco do
Desmatamento, uma extensa faixa que vai de Rondônia ao
Maranhão, como Arco do Povoamento Adensado, a fim de
reconhecer as demandas da população que vive na região.
A Amazônia Ocidental, em contraste, é considerada nesse
plano como uma área ainda amplamente preservada, na
qual se pretende encontrar alternativas para tirar mais
renda da floresta em pé do que por meio do
desmatamento. O quadro apresenta as três macro-regiões
e três estratégias que constam do Plano.

Estratégias:
I. Pavimentação de rodovias para levar a soja até o rio
Amazonas, por onde será escoada.
II. Apoio à produção de fármacos, extratos e couros
vegetais.
III. Orientação para a expansão do plantio de soja, atraindo
os produtores para áreas já desmatadas e atualmente
abandonadas.
Considerando as características geográficas da Amazônia,
aplicam-se às macrorregiões Amazônia Ocidental,
Amazônia Central e Arco do Povoamento Adensado,
respectivamente, as estratégias
A) I, II e III.
B) I, III e II..
C) III, I e II.
D) II, I e III.
E) III, II e I.

A partir da leitura dos mapas acima, conclui-se que
a) o índice de infecção por LTA em Minas Gerais elevou-se
muito nesse período.
b) o estado de Mato Grosso apresentou diminuição do
índice de infecção por LTA devido às intensas campanhas
de saúde.
c) a expansão geográfica da LTA ocorreu no sentido nortesul como resultado do processo predatório de colonização.
d) o índice de infecção por LTA no Maranhão diminuiu em
virtude das fortes secas que assolaram o estado nesse
período.
e) o aumento da infecção por LTA no Rio Grande do Sul
resultou da proliferação do roedor que transmite essa
enfermidade.

3) (ESPM-2006) Leia o texto e observe o mapa ao lado:
(...) desde o ano passado, o governo e as organizações
comunitárias
da província argentina (...) multiplicam manifestações
para reivindicar que as usinas sejam transferidas
para outro lugar (...). O governador de Entre Rios
respaldou
os ambientalistas e o movimento popular queixou-se
ao Banco Mundial e pediu a suspensão dos empréstimos
ao
Uruguai (...)
(Carta Capital, 15 de março de 2006)

2) (ENEM-2007) Os mapas abaixo apresentam informações
acerca dos índices de infecção por leishmaniose
tegumentar americana (LTA) em 1985 e 1999.

1 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

O assunto em questão abalou as relações entre Argentina
e Uruguai recentemente e refere-se à:
a) Construção de duas usinas nucleares que comprometem
a produção vinícola no Piemonte Andino.
b) Construção da Usina Hidrelétrica de Corpus, no rio
Uruguai, e que ameaça a segurança de Buenos Aires nos
Pampas.
c) Construção de usinas termelétricas nos rios Uruguai e
Paraguai, cuja captação de água provocará sérios danos
ambientais à Patagônia.
d) Instalação de usinas para a produção de celulose no rio
Uruguai e que compromete a província da Mesopotâmia, à
jusante dos eucaliptais uruguaios.
e) Instalação de usinas nucleares no alto Paraguai,
patrocinadas pelos Estados Unidos e que causará
transtornos ao Chaco.

De acordo com o mapa e seus conhecimentos, o nome e a
localidade do estreito em questão é:
a) 1: Canal de Suez
b) 2: Chat el arab
c) 3: Gibraltar
d) 4: Bab el Mandeb
e) 5: Ormuz
5) (ESPM-2006) Observe o mapa a seguir:

4) (ESPM-2006) Observe a afirmação e o mapa a seguir:
40% da produção de petróleo passa pelo estreito de
..............., controlado pelo Irã.
(Casa Branca já prepara intervenção no Irã, FSP, 16/04/06)

(Le Monde Diplomatique, 2003)
Analisando os dados, podemos aferir que:
a) Nos países do Primeiro Mundo, o tamanho da economia
supera a população.
b) Os países emergentes apresentam uma força econômica
maior que a população.
c) Os países ocidentais são os mais populosos.
d) Os chamados "países do norte" apresentam-se poucos
populosos, enquanto que os "países do sul" são populosos.
e) A economia chinesa já supera a população.

6) (ESPM-2006) O melhor título para o mapa a seguir é:

2 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

d) A captação em dois eixos, o Norte e o Leste, visa tornar
perenes os rios intermitentes do semi-árido, com a
principal finalidade de irrigação agrícola.
e) A bacia do São Francisco, por estar distante das
principais áreas industriais e urbanas do país, está isenta
de problemas socioambientais como desmatamento,
poluição com agrotóxicos, assoreamento e lançamento de
esgoto in natura.

(Atlas Geográfico, Graça M. L. Ferreira, 2004)
a) Massas de ar e agricultura no Brasil.
b) Principais aeroportos brasileiros.
c) Exportação e importação.
d) A malha hidroviária brasileira.
e) Emigração brasileira.

8) (Fameca-2006) Os terremotos, os vulcões ativos, os
tsunamis são fenômenos naturais que deixam apavoradas
populações que vivem ameaçadas por tais fúrias da
natureza. Um país que está localizado em uma das áreas
mais sísmicas da terra, como pode ser observado no mapa
a seguir,

7) (ESPM-2006) A bacia hidrográfica representada no mapa
abaixo está sendo assunto de acalorado debate nacional,
acerca do projeto de transposição de seu principal rio. O
objetivo é ampliar a oferta de água no semi-árido
nordestino. Sobre o assunto, podemos afirmar que:

(Lúcia Marina e Tércio. Fronteiras da Globalização.
Geografia Geral e do Brasil. Ática)
a) são os EUA.
b) é a Islândia.
c) é Cuba.
d) é o Haiti.
e) é a Espanha.

9) (FATEC-2006) Observe o mapa.

a) A captação das águas ocorrerá na Bahia e atenderá a
todos os demais estados do Nordeste, com exceção do
Maranhão.
b) A transposição será favorecida pela declividade natural
que há à jusante do rio, ainda no estado de Minas Gerais.
c) A principal função da transposição das águas será de
abastecer o semi-árido setentrional no consumo
doméstico e animal.

Trata-se de áreas de ocorrência de
a) chuva ácida.
b) furacões.
c) desmatamento.

3 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

d) abalos sísmicos.
e) inundações.

10) (FATEC-2006) Observe o mapa que apresenta como era
a vegetação original do Brasil.

(Adaptado de Trabalhando com mapas ­ Introdução à
Geografia)
Desde o início da colonização, boa parte da vegetação
original do Brasil foi retirada. Entre as formações vegetais
apresentadas no mapa, a mais e a menos devastadas são,
respectivamente,
a) 1 e 2.
b) 2 e 4
c) 3 e 5
d) 4 e 1
e) 5 e 3.

(Aziz Nacib Ab'Saber)
Comparando-se os domínios morfoclimáticos X e Y, podese afirmar que apresentam
a) características naturais distintas, pois em X o clima é
mais úmido que em Y, mas em ambos a organização
econômica do espaço é semelhante.
b) Aspectos naturais (como relevo e hidrografia)
semelhantes, mas em termos demográficos, na área Y a
população local é mais carente de recursos.
c) paisagens diferentes, pois em X ocorrem serras
recobertas de florestas enquanto que me Y o relevo é mais
modesto, mas em ambas são visíveis as construções
humanas.
d) aspectos climatobotânicos semelhantes, principalmente
no que se refere ao clima tropical, mas são diferentes
quando ao aproveitamento econômico do espaço.
e) característica distintas sobre o aspecto natural, mas
semelhantes em relação ao quadro demográfico e
econômico, pois em ambas ocorrem movimentos como o
êxodo rural.

11) (FATEC-2006) Observe o mapa que apresenta os
domínios morfoclimáticos do Brasil.
12) (FATEC-2008)

4 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

As áreas destacadas com hachuras no mapa têm em
comum
a) a existência de vulcões ativos próximos às cidades.
b) a grande incidência na ocorrência de chuvas ácidas.
c) abrigarem as últimas áreas de florestas temperadas.
d) o uso intensivo dos rios para a atividade agrícola.
e) a integração energética por via de gasodutos.
13) (FGV-2004) Observe o planisfério e a seqüência de
tipos climáticos apresentados abaixo.

Mapa 2

Tipos Climáticos
1. Temperado
2. Mediterrâneo
3. Semi-árido
4. Desértico
5. Semi-árido
6. Tropical
7. Equatorial
No planisfério, essa seqüência de tipos climáticos pode ser
encontrada no eixo:
a) A-B
b) I-J
c) C-D
d) G-H
e) E-F

14) (FGV - SP-2009) As populações movimentam-se no
espaço em decorrência de diversos fatores. Os mapas 1 e 2
representam fluxos migratórios mundiais recentes.
Mapa 1

a) Os mapas 1 e 2 ilustram fluxos migratórios diferentes.
Explique a principal causa para a migração expressa no
mapa 1 e para a migração expressa no mapa 2. (1)
b) A partir da II Guerra Mundial, a Europa Ocidental
consolidou-se como uma área atrativa para as migrações
permanentes; contudo, a origem desses fluxos migratórios
sofreu mudanças. Aponte essas mudanças e explique, em
linhas gerais, as suas causas. (2)
c) A partir da comparação entre os mapas 1 e 2, explique a
diferença dos fluxos migratórios do continente africano.
(3)
15) (FMTM-2005) No mapa do Brasil estão assinaladas as
antigas e as novas áreas produtoras de

5 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

(B) 2 ­ IV.
(C) 3 ­ I.
(D) 4 ­ III.
(E) 5 ­ V.

17) (FMTM-2005) No mapa do Brasil estão assinaladas as
antigas e as novas áreas produtoras de
(A) arroz.
(B) cacau.
(C) milho.
(D) cana-de-açúcar.
(E) algodão.

16) (FMTM-2005) O mapa mostra cinco localidades da
Europa, em diferentes pontos do continente. Relacione
essas localidades com os pluviogramas a seguir e indique a
associação correta.
(A) arroz.
(B) cacau.
(C) milho.
(D) cana-de-açúcar.
(E) algodão.

18) (FMTM-2005) O mapa mostra cinco localidades da
Europa, em diferentes pontos do continente. Relacione
essas localidades com os pluviogramas a seguir e indique a
associação correta.

A associação correta é:
(A) 1 ­ II.

6 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

20) (Fuvest-2005)

A representação acima circulou na rede mundial de
computadores em 2003.
Ela caracteriza o mundo segundo a visão
a) da Índia.
b) da Rússia.
c) do Japão.

A associação correta é:
(A) 1 ­ II.
(B) 2 ­ IV.
(C) 3 ­ I.
(D) 4 ­ III.
(E) 5 ­ V.

19) (Fuvest-2004)

d) da União Européia.
e) dos Estados Unidos.

21) (Fuvest-2005) A diversidade de vegetação que
acontece em cada um dos sistemas indicados no mapa se
dá principalmente em relação às diferenças de

População Subnutrida

a) continentalidade.
b) longitude.
c) maritimidade.
d) idade geológica.
e) altitude
22) (Fuvest-2005) Observe o mapa.
Fonte: Atlas
Geográfico Escolar. IBGE 2002
Analise o mapa e depois responda:
a) Descreva o mapa.
b) Explique as diferenças regionais.

7 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

24) (Fuvest-2005) No corte A-B, indicado no mapa do
Estado de São Paulo, as atividades econômicas mais
significativas são

Com base no mapa, assinale a alternativa correta.
a) Reino Unido e Alemanha são os dois países europeus
com maior número de páginas na Internet.
b) Espanha e Irlanda, comparadas, apontam equilíbrio no
total de páginas.
c) Portugal tem menos páginas de Internet que a Lituânia e
a Letônia juntas.
d) Polônia e Suécia apresentam páginas de Internet
regularmente distribuídas por seus respectivos territórios.
e) França e Noruega perdem em páginas de Internet para a
Finlândia
23) (Fuvest-2005) Observe o mapa: Ferrovias no Brasil --
1999.

a) reflorestamento, cana-de-açúcar, pecuária e turismo.
b) turismo, reflorestamento, cana-de-açúcar e pecuária.
c) reflorestamento, fruticultura, cana-de-açúcar e pecuária.
d) fruticultura, reflorestamento, pecuária e cana-deaçúcar.
e) turismo, cana-de-açúcar, fruticultura e reflorestamento
25) (Fuvest-2005) Observe os mapas:

a) Descreva o avanço do desmatamento no período de
1950-2000, destacando as atividades econômicas
predominantes.
b) Analise a participação do estado nesse processo,
utilizando-se de exemplos.
Assinale a alternativa que relaciona corretamente a
expansão da malha ferroviária no Brasil nas Regiões I e II.

8 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

26) (FUVEST-2007)

d) as bacias sedimentares serem constituídas por terrenos
mais antigos, armazenando mais água.
e) as bacias sedimentares apresentarem materiais mais
impermeáveis, facilitando a infiltração.

28) (FUVEST-2007) Observe o mapa.

Fontes: Folha de S. Paulo, 12/12/93 e Atlas de la
diversidade, 2004.
O mapa acima representa as áreas de cobertura dos
satélites utilizados pela CNN, uma das principais redes
mundiais de comunicação. Com auxílio do mapa, é possível
afirmar que as grandes redes de comunicação
a) têm como principal meta a divulgação das diferentes
perspectivas de compreensão acerca de distintos
problemas mundiais.
b) mantêm independência entre o conteúdo da
informação e os interesses geopolíticos dos principais
governos do mundo.
c) contribuem para a criação de uma cultura mundial,
desenvolvendo padronização da percepção de conjunturas
internacionais.
d) favorecem a criação de um mercado mundial,
permitindo intercâmbio paritário entre culturas.
e) foram implantadas para se obter livre acesso à
informação, resolvendo o problema do isolamento
cultural.

27) (FUVEST-2007) Observe os mapas.

Fontes: Rebouças, in Patrimônio Ambiental Brasileiro,
2003 e
Simielli, Geoatlas, 2005.
A correspondência existente entre as áreas dos principais
estoques subterrâneos de água e as áreas de bacias
sedimentares pode ser explicada, dentre outros, pelo fato
de
a) a porosidade ser, em geral, maior em terrenos
sedimentares, possibilitando maior armazenamento.
b) o grau de fraturamento ser, em geral, maior em
terrenos sedimentares, possibilitando maior infiltração.
c) as bacias sedimentares estarem localizadas em áreas de
maiores volumes anuais de precipitação.

Fonte: Ross, Ecogeografia do Brasil, 2006.
As áreas assinaladas representam conjuntos de municípios
brasileiros, que são os maiores
a) criadores de gado bovino, pois correspondem às áreas
precárias em infra-estrutura viária, em geral associadas ao
sistema de pecuária extensiva.
b) criadores de gado bovino, pois apresentam terrenos
com altas declividades, habitualmente rentáveis no
sistema de pecuária extensiva.
c) produtores de soja, pois correspondem a áreas de
chapadões e colinas, em geral procuradas por atividades
que exigem mecanização.
d) produtores de soja, pois essa cultura exige solos de alta
fertilidade, devido ao fato de ser sazonal.
e) produtores de arroz, fato evidenciado pela grande
presença de planícies de inundação nestas áreas.

29) (FUVEST-2007) Analise o mapa e as frases sobre o
sistema elétrico.

9 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

Fonte: Théry & Mello, Atlas do Brasil, 2005.
I. No Brasil, apesar de a maior parte da produção de
energia elétrica ser originária de hidrelétricas, cerca de
metade de seu território utiliza, predominantemente,
energia produzida por termelétricas.
II. O Brasil apresenta vastas áreas ainda não interligadas ao
sistema elétrico, pois a tecnologia para se transportar
energia entre grandes distâncias é ainda pouco conhecida
no país.
III. O aproveitamento hidrelétrico está próximo de seu
limite nas principais regiões consumidoras do Brasil, o que
fez aumentar, a cada ano da última década, a geração de
energia elétrica por fontes alternativas, como a nuclear e a
de carvão.
Está correto o que se afirma em
a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

Fonte: Journal of Environment (2003 e 2004).
a) Indique a legenda correta para o problema ambiental
representado em C.
b) Desenvolva uma análise que relacione características
básicas da atual economia da China ao problema
ambiental representado em C.

32) (FUVEST-2007)

30) (FUVEST-2007) Observe o mapa.

a) A divisão por continentes, no mapa acima, representa
adequadamente a atual regionalidade do mundo?
Justifique.
b) Apresente, em forma de texto, outra possibilidade de
divisão regional do mundo. Justifique.

31) (FUVEST-2007) Leia o mapa.
PRINCIPAIS PROBLEMAS AMBIENTAIS DA CHINA

A Mata Atlântica é reconhecida como um dos biomas mais
importantes do mundo, principalmente em função de sua
alta diversidade e endemismo. No entanto, existe uma
grande preocupação com alguns de seus aspectos
geográficos atuais: o tamanho diminuto e a fragmentação
de suas áreas remanescentes.

10 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

a) Identifique as áreas 1 e 2 da Mata Atlântica,
representadas no mapa.
b) Explique por que os corredores ecológicos, vistos como
elo de ligação entre áreas fragmentadas, podem ser
instrumentos auxiliares na preservação dos biomas
brasileiros. Justifique sua resposta, analisando a atual
situação da Mata Atlântica.

33) (FUVEST-2009) Tomando por base o mapa ao lado,
aponte a alternativa que descreve corretamente a situação
atual da área questionada.

a) Na província sudanesa de Darfur, em territórios do
antigo Estado de Rabah, trava-se, hoje, uma sangrenta
guerra civil, envolvendo, entre outros, diferentes grupos
étnicos e religiosos.
b) Nas antigas possessões zanzibaritas vêm ocorrendo, há
vários anos, violentas disputas entre diversos grupos
tribais em torno do controle da produção de petróleo.
c) Ao norte dos antigos estados Bôeres, região então
conhecida como Bechuanal India, travou-se, há poucos
anos, violenta luta, envolvendo os grupos étnicos tutsis e
hutus.
d) No extremo ocidental do Golfo da Guiné, ao sul da
região anteriormente controlada pelos mouros, os
conflitos atuais estão relacionados à disputa pelo controle
das ricas jazidas de prata ali existentes.
e) A Etiópia, que sempre teve fronteiras relativamente
bem definidas, foi, por essa mesma razão, o único país
africano capaz de manter a paz interna até nossos dias.
34) (FUVEST-2009) Segundo a CETESB, depois de cinco
anos de melhora, a qualidade do ar na metrópole de São
Paulo voltou a piorar nos últimos dois anos. O número de
vezes em que a qualidade do ar ficou inadequada ou m· foi
54% maior em 2007, se comparada à de 2006. Dentre
possíveis causas e conseqüências, é correto afirmar que a
gravidade do problema da poluição, a partir de 2006,

a) aumentou, em função do forte crescimento das taxas
razão da de industrialização na capital e no litoral e em
desobediência legal das indústrias dessas áreas.
b) teve desdobramentos, como a expansão da área mais
poluída, em função do aumento da emissão de entes por
veículos automotores e outras fontes.
c) aumentou, em virtude de um novo fenômeno, o da
emissão de gás ozônio pela frota de automóveis
bicombustíveis, concentrada na região metropolitana.
d) teve desdobramentos sobre a formação das ilhas de
calor, cujos efeitos de aquecimento foram atenuados o
centro da região metropolitana.
e) aumentou, em função do crescimento econômico do
interior do Estado e em virtude da ausência de legislação
sobre emissão de poluentes nessa região.
l
35) (Mack-2004) Do ponto de vista geológico, a parte
centro-oriental do mapa pode ser caracterizada por:

a) áreas que se encontram dentro das faixas orogênicas
ativas.
b) áreas que apresentam embasamento geológico
bastante instável.
c) áreas que se encontram fora das faixas orogênicas
ativas.
d) áreas que estão sujeitas a intenso processo de
tectonismo no presente.
e) áreas que são ocupadas por dobramentos modernos
originados do entrechoque de placas.

11 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

36) (Mack-2004) Do ponto de vista geológico, a parte
centro-oriental do mapa pode ser caracterizada por:

a) áreas que se encontram dentro das faixas orogênicas
ativas.
b) áreas que apresentam embasamento geológico
bastante instável.
c) áreas que se encontram fora das faixas orogênicas
ativas.
d) áreas que estão sujeitas a intenso processo de
tectonismo no presente.
e) áreas que são ocupadas por dobramentos modernos
originados do entrechoque de placas.

37) (Mack-2006) Com base no mapa abaixo, faça uma
análise das afirmações a seguir.

I. O país A, em 2002, foi nominalmente acusado de ser
integrante do eixo do mal (em conjunto com Coréia do
Norte e Iraque), pelo governo dos Estados Unidos, devido
à desconfiança de ter realizado investimentos em projetos
para produção de armas nucleares.
II. Com os atentados de 11 de setembro, os Estados Unidos
exigiram que o país B, por intermédio do Taliban,

entregasse Osama Bin Laden, acusado de ser o grande
mentor e mandante dos ataques.
III. Com a independência em 1947 e a saída das tropas
francesas, os antigos conflitos entre muçulmanos e hindus
vieram à tona. Dessa forma, a Índia colonial foi dividida em
dois países: Paquistão (país C), com população
predominantemente muçulmana, e Índia (país E), de
maioria hinduísta. Na região fronteiriça do norte,
encontramos uma grande tensão entre os dois países pela
disputa da Caxemira.
É correto o que se afirma em:
a) I, apenas.
b) I e II, apenas.
c) II, apenas.
d) III, apenas.
e) I, II e III.
38) (Mack-2006) Espaço agrícola dos Estados Unidos.

Trigo -- As áreas especializadas configuram dois cinturões,
no médio vale do Rio Missouri (trigo de primavera) e nas
pradarias centrais (trigo de inverno). Essas terras, mais
baratas, estão ocupadas por grandes fazendas que
alcançam elevados índices de produtividade.
Milho -- Os Estados Unidos produzem mais de 40% do
milho colhido do mundo. O cultivo de milho, matériaprima básica das indústrias de ração animal e de óleos
vegetais, destina-se a abastecer tanto o mercado interno
quanto o mercado mundial. A localização do cinturão
especializado, no alto e médio vale do Rio Mississipi,
facilita o abastecimento das áreas de pecuária leiteira
intensiva dos Grandes Lagos.
Demétrio Magnoli e Regina Araújo -- Geografia --
paisagem e território
Os produtos agrícolas trigo e milho estão representados no
mapa, respectivamente, pelos números:
a) 3 e 5.
b) 2 e 7.
c) 3 e 1.
d) 4 e 1.
e) 5 e 6.
39) (Mack-2006) No trajeto destacado no mapa, até o fim
do século XIX, podíamos encontrar o predomínio de
diferentes tipos de vegetação original.

12 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

Assinale a alternativa que indica a seqüência correta de
vegetação original, considerado o sentido Norte-Sul.
a) Floresta Amazônica -- Cerrado -- Complexo do Pantanal
-- Campos.
b) Campos -- Mata Atlântica -- Cerrado -- Mata dos
Pinhais.
c) Cerrado -- Mata Atlântica -- Campos -- Mata dos
Pinhais.
d) Floresta Amazônica -- Cerrado -- Mata Atlântica --
Floresta Latifoliada.
e) Floresta Amazônica -- Cerrado -- Mata Atlântica --
Mata dos Pinhais.

40) (Mack-2008) "Foi só um susto"
Terremotos como os ocorridos em quatro estados do país
são mais comuns do que se imagina...
"Na noite de terça-feira da semana passada, um leve
tremor de terra que durou seis segundos atingiu quatro
dos estados mais populosos do país: São Paulo, Rio de
Janeiro, Paraná e Santa Catarina. Muita gente ficou
assustada. Moradores de prédios desceram para a rua,
com medo de uma catástrofe. (...) O terremoto, que
ocorreu no Oceano Atlântico, a 210 quilômetros da costa
brasileira, teve magnitude de 5.2 na escala Richter.
Dezenas de terremotos de magnitude similar ocorrem no
mundo toda semana e n,,o chamam atenção porque
raramente causam danos. (...) ... verdade que a maior
parte desses abalos ocorre em regiões do globo propícias a
terremotos frequentes..."

Tendo por base a formação geológica brasileira, considere
as afirmações abaixo.
I.
O território brasileiro está no centro da placa
tectônica sul-americana e, portanto, menos sujeito a
terremotos fortes.
II.
A formação geomorfológica brasileira data do
Período Terciário da Era Cenozóica, possuindo um perfil
topográfico com reduzidos desgastes erosivos.
III.
Devido à sua formação Pré-Cambriana,
encontramos um subsolo rico em minério de ferro.
IV.
O território brasileiro È formado, apenas, por
dobramentos modernos.
Estão corretas, somente, as afirmações
a) I e II.
b) I e III.
c) II e IV.
d) III e IV.
e) II e III.
41) (Mack-2008) Considere o texto abaixo, a respeito de
uma das paisagens fitogeográficas do continente Europeu.
Floresta boreal: È caracterizada pelo domínio das coníferas
(pinheiros). As coníferas apresentam folhas duras e
aciculifoliadas (em forma de agulha), cujas funções são
impedir a acumulação da neve nas copas das árvores e
reduzir o processo de evapo transpiração, pois as chuvas
são raras na região. A região, onde essa floresta se
desenvolve, possui duas estações do ano bem definidas:
inverno bastante rígido e verão com temperaturas
amenas, em torno de 208C. No verão os dias são mais
longos e, no inverno, os dias são mais curtos, com
precipitação sob a forma de neve.
A localização correta dessa paisagem está representada
em
a)

13 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

b)

viveu perto da cidade de Khujayli por toda a vida. "Agora, é
uma planície salgada".
O Uzbequistão, um país que no passado fez parte da União
Soviética, representa uma das grandes áreas e desastre
artificial da História. Por décadas, seus rios foram
desviados para permitir o cultivo de algodão em terras
áridas, o que fez com que o Mar de Aral, um grande lago
salgado, perdesse mais de metade de sua área, 40 anos.
"Quando você vê todo esse sal, logo se deixa tomar por
pensamentos sombrios e obscuros", ele afirmou,
explicando que o sal é o que resta quando a água evapora
devido à irrigação intensa. "Nada cresce em terras
salgadas. É como estar em pé sobre uma sepultura".
The New York Times, 17/06/2008.

c)

d)

e)

42) (PASUSP-2009)

Uzbequistão: campos férteis viram desertos de sal
O sal estala sob os pés como se fosse neve, em um campo
estéril da região oeste do Uzbequistão. "Há 30 anos, aqui
se plantava algodão", diz um agricultor de 61 anos que

De acordo com o texto, o agricultor diz ter pensamentos
sombrios e obscuros quando vê o sal porque
a) o Uzbequistão fez parte da União Soviética e representa
grande área de desastre artificial.
b) os rios do Uzbequistão foram desviados e a terra foi
violentada por muitos anos.
c) a terra ficou salgada e nada cresce em terras salgadas.
d) o Mar de Aral tornou-se um grande lago salgado e
perdeu mais de metade de sua área.
e) o Uzbequistão é o único lugar em que o agricultor viveu
e ele já tem 61 anos.
43) (PASUSP-2009) O Canal do Panamá foi construído em
1914 pelos Estados Unidos, que controlaram sua
administração por quase um século e só devolveram a
soberania da área aos panamenhos em 1999. A atual
ampliação do canal visa permitir o tráfego de navios de
maior porte, atualmente utilizados com mais frequência,
em decorrência do aumento do volume do comércio
internacional nas últimas décadas. Mais de 100 rotas de
transporte marítimo passam pelo Canal do Panamá, sendo
uma das principais aquela que liga o Extremo Oriente à
costa leste dos Estados Unidos.

Com base em seus conhecimentos, no mapa e no texto,
indique a alternativa correta:
a) O Canal do Panamá reduziu sensivelmente as distâncias
a serem percorridas nas rotas marítimas entre as costas
leste e oeste dos EUA.

14 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

b) As rotas mais beneficiadas com a construção do Canal
do Panamá são as que ligam a Europa e a África Ocidental
à costa leste dos EUA.
c) A ampliação do Canal do Panamá não deve apresentar
um aumento significativo no tráfego do canal, já que os
navios de maior porte não são utilizados intensamente nos
dias de hoje.
d) O Canal do Panamá apresenta importância estratégica e
militar para os EUA, apesar da pouca relevância econômica
referente às rotas comerciais marítimas.
e) O Canal do Panamá não teve um papel significativo na
circulação marítima internacional nem na estratégia de
defesa militar dos EUA.
44) (PASUSP-2009) No mapa, nota-se que no norte da
África, a religião muçulmana é predominante e, em direção
ao sul, a sua presença diminui. Em alguns países, tais como
Nigéria, Chade e Sudão, os territórios ao norte são
habitados predominantemente por muçulmanos, em
contraste com o sul, onde a maioria È formada por
seguidores de outras religiões.

Com base no mapa, no texto e em seus estudos sobre o
continente africano, assinale a alternativa INCORRETA :
a) Os países do norte da África apresentam maior
porcentagem de seguidores da religião muçulmana.
b) A composição étnica altamente diversificada é uma
exceção na Àfrica, ou seja, os países apresentam
predominantemente uma população homogênea.
c) Em alguns países, a população de religião muçulmana
concentra-se em partes específicas do território,
sobretudo nas áreas situadas ao norte.
d) Os países africanos tiveram suas fronteiras definidas, em
grande parte, pelas potências colonizadoras e é comum
eles apresentarem uma composição étnica diferenciada.
e) A composicão étnica diferenciada, a presença de
seguidores de diferentes religiões e a disputa do poder
político têm propiciado a ocorrência de conflitos em
diversos países africanos.

Como se observa, há uma situação geral, no continente
africano, de instabilidade democrática.
Sobre esse quadro, é correto afirmar que
A) uma das causas dessa situação é a ineficácia do regime
democrático para organizar a vida em
países pobres.
B) a democracia não se organiza no continente africano,
mesmo com a substancial ajuda financeira e apoio
tecnológico dos ex-países colonizadores.
C) uma das causas dessa situação é a herança colonial que
legou à África fronteiras políticas que
dividiram diferentes nações e grupos étnicos africanos.
D) a resistência das sociedades africanas em se incorporar
ao processo de globalização é a grande responsável pela
fragilidade democrática.
E) a descolonização tardia não é um fator da crise
democrática, pois a longa permanência do
colonizador ampliou o tempo de contato com a
democracia.

46) (PUC-SP-2005) Veja com atenção:
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DAS INSTITUIÇÕES DE
ENSINO SUPERIOR -- 1996

45) (PUC - SP-2006) Observe o mapa abaixo:
A frágil democracia na África

15 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

Nesse mapa estão representados os cursos superiores
públicos, comunitários e particulares. Sobre sua
distribuição geográfica é certo concluir que
A) a distribuição dos cursos superiores é, numa medida,
função da maior modernização econômica de algumas
regiões do país, a qual demanda aplicação mais intensa de
tecnologia e ciência.
B) a maior concentração de cursos superiores no Sudeste e
no Sul resulta de investimentos maciços dos governos
estaduais na expansão das universidades públicas.
C) há uma correspondência proporcional entre a
distribuição populacional, também concentrada, e a
distribuição dos cursos superiores no território brasileiro.
D) a presença, em menor número, de cursos superiores
nas áreas representadas no mapa está diretamente
associada ao fato de serem regiões mais pobres e com
populações bem menores.
E) a concentração de cursos no Sudeste associa-se à
concentração da renda, o que explica a dominância de
cursos particulares para pessoas de alta renda, ao
contrário dos cursos públicos.

47) (PUC-SP-2005) Analise o mapa:
DIFUSÃO DO FENÔMENO CIDADES MILIONÁRIAS,
INCLUSIVE
REGIÕES METROPOLITANAS -- 1996

Uma questão de grande importância para o entendimento
da estrutura urbana brasileira é a distribuição territorial
das grandes cidades. A esse respeito constata-se que

A) tal como os países sul-americanos, o Brasil ainda possui
uma urbanização macrocefálica (concentração excessiva
numa única cidade), o que dificulta a consolidação urbana
no restante do território.
B) as cidades com mais de 1 milhão de habitantes eram
duas em 1960, depois, em 1970, passaram a ser sete, oito
em 1980 e atualmente ultrapassam esse número, numa
evidente demonstração da difusão do fenômeno.
C) a difusão das cidades milionárias ainda é um fenômeno
exclusivamente litorâneo, processo que os esforços de
interiorização do povoamento e do desenvolvimento, com
investimentos públicos, não lograram reverter.
D) a distribuição das cidades milionárias no Brasil reflete
um retrato fiel do processo de industrialização brasileiro
que se desconcentra e se dispersa territorialmente,
induzindo o surgimento das metrópoles milionárias.
E) a difusão das metrópoles milionárias no território devese à aceleração do crescimento vegetativo das populações
locais, em vista do encerramento do processo de migração
regional e da migração campo-cidade.

48) (PUC-SP-2005) Veja com atenção:
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DAS INSTITUIÇÕES DE
ENSINO SUPERIOR -- 1996

Nesse mapa estão representados os cursos superiores
públicos, comunitários e particulares. Sobre sua
distribuição geográfica é certo concluir que
A) a distribuição dos cursos superiores é, numa medida,
função da maior modernização econômica de algumas
regiões do país, a qual demanda aplicação mais intensa de
tecnologia e ciência.
B) a maior concentração de cursos superiores no Sudeste e
no Sul resulta de investimentos maciços dos governos
estaduais na expansão das universidades públicas.
C) há uma correspondência proporcional entre a
distribuição populacional, também concentrada, e a
distribuição dos cursos superiores no território brasileiro.
D) a presença, em menor número, de cursos superiores
nas áreas representadas no mapa está diretamente
associada ao fato de serem regiões mais pobres e com
populações bem menores.
E) a concentração de cursos no Sudeste associa-se à
concentração da renda, o que explica a dominância de

16 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

cursos particulares para pessoas de alta renda, ao
contrário dos cursos públicos.

49) (PUC-SP-2005) Analise o mapa:
DIFUSÃO DO FENÔMENO CIDADES MILIONÁRIAS,
INCLUSIVE
REGIÕES METROPOLITANAS -- 1996

Uma questão de grande importância para o entendimento
da estrutura urbana brasileira é a distribuição territorial
das grandes cidades. A esse respeito constata-se que
A) tal como os países sul-americanos, o Brasil ainda possui
uma urbanização macrocefálica (concentração excessiva
numa única cidade), o que dificulta a consolidação urbana
no restante do território.
B) as cidades com mais de 1 milhão de habitantes eram
duas em 1960, depois, em 1970, passaram a ser sete, oito
em 1980 e atualmente ultrapassam esse número, numa
evidente demonstração da difusão do fenômeno.
C) a difusão das cidades milionárias ainda é um fenômeno
exclusivamente litorâneo, processo que os esforços de
interiorização do povoamento e do desenvolvimento, com
investimentos públicos, não lograram reverter.
D) a distribuição das cidades milionárias no Brasil reflete
um retrato fiel do processo de industrialização brasileiro
que se desconcentra e se dispersa territorialmente,
induzindo o surgimento das metrópoles milionárias.
E) a difusão das metrópoles milionárias no território devese à aceleração do crescimento vegetativo das populações
locais, em vista do encerramento do processo de migração
regional e da migração campo-cidade.

BOURGEAT, S.; BRÁS, C. (Coord.). Histoire et Géographie.
Travaux diriges. Paris: Hatier, 200B (adaptado).
De acordo com a figura,
a) a visão geopolítica recente é a mais restritiva, com um
número diminuto de países integrando a União Européia.
b) a delimitação da Europa na visão clássica, separando-a
da Ásia, tem como referência critérios naturais, ou seja, os
Montes Urais.
c) a visão geopolítica dos tempos da Guerra Fria sobre os
limites territoriais da Europa supõe o limite entre
civilizações desenvolvidas e subdesenvolvidas.
d) a visão geopolítica recente incorpora elementos da
religião dos países indicados.
e) a representação mais ampla a respeito das fronteiras da
Europa, que engloba a Rússia chegando ao oceano
Pacífico, descaracteriza a uniformidade cultural,
econômica e ambiental encontrada na visão clássica.
51) (UEL-2006) A imagem a seguir mostra a distribuição
original dos domínios morfoclimáticos no Brasil.

50) (Simulado Enem-2009) A figura apresenta diferentes
limites para a Europa, o que significa que existem
divergências com relação ao que se considera como
território europeu.

17 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

Adaptado de: SIMIELLI, Maria Elena. Geoatlas. São Paulo:
Ática, 2000. p. 81.
Com base na imagem e nos conhecimentos sobre as
características e a distribuição original dos domínios
morfoclimáticos no Brasil, considere as afirmativas a
seguir.
I.
Os domínios identificados com os números 1 e 4
são caracterizados pela predominância de climas úmidos e
vegetação arbórea.
II.
Os domínios identificados com os números 2 e 5
são caracterizados por formações vegetais em que
predomina o estrato herbáceo, associado a climas com
estação seca superior a nove meses no ano.
III.
A pecuária extensiva foi uma das atividades
econômicas associada ao processo de ocupação das áreas
correspondentes aos domínios 3 e 6, pois foi favorecida
pelas características naturais.
IV.
A área correspondente ao domínio 2 sofre
pesados impactos ambientais decorrentes da devastação
da formação vegetal original, que vem sendo rapidamente
substituída pelo cultivo da soja, do algodão e da expansão
da pecuária de corte.
Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I e II.
b) II e III.
c) III e IV.
d) I, II e IV.
e) I, III e IV.

base na imagem e nos conhecimentos sobre o tema,
considere as afirmativas a seguir.
I.
Os recursos minerais identificados na legenda
pelos números 1 e 3 representam, respectivamente,
matérias-primas para produção de energia e de metais
não-ferrosos.
II.
A localização do mineral número 3, indicado na
legenda, é explicada pela associação entre condições
geológicas favoráveis e climas tropicais, uma vez que sua
formação está relacionada a processos como o
intemperismo e a lixiviação.
III.
A produção do mineral número 2, indicado na
legenda, é suficiente para abastecer a demanda nacional e,
dada a proximidade das jazidas com os principais centros
industriais, supera em qualidade o mineral oriundo de
outros países.
IV.
Dentre os três minerais representados na
imagem, o indicado na legenda pelo número 1 difere dos
outros dois, pois sua origem geológica independe da
presença de rochas sedimentares, fato que caracteriza os
demais recursos minerais representados.
Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I e II.
b) II e III.
c) III e IV.
d) I, II e IV.
e) I, III e IV.

53) (UEL-2006) Analise a imagem a seguir.
52) (UEL-2006) Analise a imagem a seguir.
Concentrações Minerais

Adaptado de: SIMIELLI, Maria Elena. Geoatlas. São Paulo:
Atica, 2000. p 83.
Os símbolos apresentados na imagem indicam as áreas de
concentração de três diferentes recursos minerais. Com

Fonte: Folha de S. Paulo, São Paulo, 19 ago. 2005. Mundo,
p. A 15.
Depois de 38 anos, em agosto de 2005, chegou ao fim a
ocupação israelense na Faixa de Gaza.
Com base no mapa e nos conhecimentos sobre o tema,
considere as afirmativas a seguir.
I.
A retirada da população judia dos assentamentos
da faixa de Gaza está relacionada ao Plano de Paz,
elaborado com o objetivo de mitigar os ataques terroristas
a Israel.
II.
Apesar da forte oposição de grupos radicais
religiosos à retirada da população israelense da faixa de

18 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

Gaza, a maioria da população daquele país foi a favor do
ato.
III.
Compõe um dos focos das estratégias do Plano de
Paz a retirada da população judia da cidade de Jerusalém.
IV.
Ao longo do tempo, a permanência da minoria
judaica na faixa de Gaza tornou-se problemática em
decorrência da presença de mais de um milhão de
palestinos na região.
Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I e II.
b) II e III.
c) III e IV.
d) I, II e IV.
e) I, III e IV.

54) (UEMG-2006) A ÁSIA EM DESTAQUE
Observe as informações e as ilustrações seguintes.
Mapa I - A maior parte da destruição causada pelo
terremoto do último fim de semana ocorreu na parte
paquistanesa da Caxemira, região disputada por Índia e
Paquistão (...). (Folha de São Paulo -11/10/2005)

Os fenômenos naturais representados acima têm a mesma
origem, que está ligada aos movimentos sísmicos ocorridos
no período terciário da Era Cenozóica.
Assinale a alternativa que descreve CORRETAMENTE a
origem desses fenômenos.
a) Eles são pontos de colisão entre duas placas tectônicas:
a indiana e a asiática.
b) Eles são linhas de afastamento entre duas placas
tectônicas: a do Afeganistão e a da Caxemira.
c) Eles são áreas geologicamente estáveis e por isso estão
sujeitas a vulcanismos e a terremotos.
d) Eles são unidades geotectônicas denominadas de
Escudos Cristalinos, constituídas de rochas muito antigas.

55) (UEMG-2006) Em recente publicação do Informe de
Desenvolvimento Humano da ONU, divulgou-se os
seguintes dados que expressam os valores relativos ao IDH
nos países do mundo.

Mapa II - Segundo especialistas chineses a montanha mais
alta do mundo, é, na verdade, alguns metros menos
majestosa do que se imaginava (...). ( Folha de São Paulo
10/10/2005)

19 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

Com base nos dados apresentados, PODE-SE CONCLUIR
que
a) os países que apresentam os piores Índices de
Desenvolvimento Humano estão concentrados nas
extremidades do continente africano.
b) o Brasil ocupa o 63º lugar, com um nível mediano de
IDH, entretanto continua apresentando os maiores níveis
de desigualdades sociais.
c) dos países de elevado IDH, só dois não se localizam no
continente europeu: o Canadá e a Islândia.
d) no continente asiático, somente a Coréia do Sul possui o
IDH elevado.

56) (UEMG-2006) Observe a ilustração e as informações
abaixo.
Brasil - Foco de Febre Aftosa no Mato Grosso do Sul

Em relação à Febre Aftosa, todas as alternativas estão
corretas, EXCETO:
a) O surto da doença pode trazer prejuízos e
desestruturação para a pecuária brasileira.
b) O governo brasileiro precisa intensificar o controle
sanitário rígido na fronteira entre Brasil e Paraguai.
c) O mercado internacional restringiu as importações de
carne brasileira, especialmente as originadas de rebanhos
provenientes do estado do MS.
d) O município de Eldorado, onde está concentrado o foco
da doença, está localizado na fronteira entre o Brasil e a
Bolívia.

57) (UEPB-2006) A seqüência de mapas define a
territorialização proposta por opiniões divergentes sobre
os Estados palestino e israelense. A partir da observação
dos mapas, identifique as proposições corretas.

I.
O mapa 1 mostra o resultado da proposta dos
radicais palestinos, que não reconhecem a determinação
da ONU da existência de um Estado de Israel.
II.
O mapa 2 mostra a divisão do território aceitável
pelo governo palestino e próxima da proposta dos
moderados, que tem Jerusalém dividida e como capital da
Palestina.
III.
O mapa 3 mostra a divisão aceitável sob o ponto
de vista do governo israelense, que se nega a dividir
Jerusalém e avança na Cisjordânia, pela margem do rio
Jordão. Percebe-se que, além de questões políticoreligiosas, há também questões estratégicas, a exemplo do
controle da escassa água numa região árida.
IV.
O mapa 4 mostra uma proposta dos israelenses
moderados, pela qual o território não precisa ser dividido,
havendo o convívio dos dois povos no mesmo espaço.
Está(ão) correta(s) apenas as proposição(ões):
a) II e IV
b) II, III e IV
c) II e III
d) I, II e III
e) IV

20 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

58) (UEPB-2006)

d) 3 5 4 1 2
e) 4 2 5 1 3
60) (UEPB-2006)

"Se você cruzasse, a pé, o Alasca e o Canadá, a
Escandinávia e a Sibéria, estaria sempre na mesma
floresta', diz o ativista Dom Sullivan."
1
3
Esta Floresta descrita, que representa
das matas
existentes na terra e está representada no cartograma, é:
a) A floresta Galeria
b) A floresta Tropical
c) A floresta Temperada
d) A floresta Amazônica
e) A floresta Boreal
59) (UEPB-2006)

No cartograma, as áreas escuras representam importantes
cadeias montanhosas do mundo. Identifique-as,
enumerando a seqüência de parênteses abaixo, de 1 a 5,
conforme a correspondência correta:
(
) Cadeia do Himalaia, onde se encontra o pico
Everest, "o topo do mundo", com seus 8.848m.
(
) Alpes, dobramentos modernos que dominam em
todo o território suíço.
(
) Montanhas Rochosas, cadeia montanhosa que é
uma importante reserva de recursos minerais chegando
até o Alaska.
(
) Cadeia do Atlas, que provoca maior incidência de
chuvas na região do Magreb, tornando estas terras úmidas
e férteis.
(
) Cordilheira dos Andes, formação geológica
recente que se estende da Venezuela ao sul do Chile,
numa extensão de 7.500km, com altitudes que
ultrapassam os 7.000m.
Assinale a seqüência correta:
a) 5 3 4 2 1
b) 4 5 2 3 1
c) 4 3 5 2 1

As proposições abaixo se referem à análise graficamente
expressa nos mapas acima, os quais tratam da dinâmica
dos fluxos migratórios que ocorreram no espaço brasileiro.
I.
No período de 1950 a 1960, o processo de
industrialização do Centro-Sul contribuiu para o grande
deslocamento de mão-de-obra nordestina para essa área.
Já a migração no Rio Grande do Sul deu-se com a expansão
da fronteira agrícola no Oeste do Paraná.
II.
O período de 1960 a 1970 foi marcado por
grandes projetos agropecuários e minerais na Amazônia,
expansão da fronteira agropecuária no Centro-Oeste e
intensificação da industrialização no Centro-Sul. Todos
esses processos contribuíram para o deslocamento de
nordestinos e sulistas.
III.
O mapa A mostra o processo migratório para o
Acre com a abertura das frentes pioneiras e caracteriza
muito bem a migração de brasiguaios.
Está(ão) correta(s)
a) Apenas as proposições I e II
b) Apenas a proposição I
c) Apenas a proposição II
d) Apenas a proposição III
e) Apenas as proposições I e III

61) (UFMG-2005) Analise este mapa:
Península Escandinava

21 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

A partir da análise e interpretação desse mapa e com base
em outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO
afirmar que
A) a geografia escandinava, mais ainda a da Noruega,
favoreceu a vocação marítima do seu povo desde a Idade
Média.
B) a posição geográfica muito setentrional desses dois
países peninsulares os torna tão frios, que o povoamento
dos seus territórios fica reduzido às suas margens
litorâneas meridionais.
C) o litoral norueguês, já longo pela forma do País, ganha
muito em extensão por ser extremamente recortado por
inúmeros fiordes.
D) o relevo acidentado, de altitudes mais elevadas, que se
estende de norte a sul da Península, como uma espinha
dorsal, dificulta a formação de extensos rios nos dois
países.

FONTE: Agência Nacional de Águas (ANA), 2002.
Regiões hidrográficas do Brasil: recursos hídricos e
aspectos prioritários, 2002 ­ CD-Rom. (Adaptado) Nesse
mapa, de acordo com a legenda que o explica, está
indicado o uso da terra dessa bacia em quatro tipos de
áreas ­ I, II, III e IV.
A partir dessa análise, é INCORRETO afirmar que
A) a Área I abriga grande número de atividades minerárias,
que têm comprometido a qualidade da água pela
intensificação do assoreamento e do uso de produtos
tóxicos.
B) a Área II tem sido alvo de conflitos decorrentes do uso
múltiplo da água, notadamente para geração de
hidreletricidade e para irrigação.
C) a Área III apresenta grande concentração de projetos de
irrigação fortemente dependentes da vazão dos rios,
tendo-se em vista as reduzidas médias anuais de
precipitação.
D) a Área IV é caracterizada por alta concentração
demográfica e industrial, responsável pela emissão de
grande volume de cargas poluidoras na rede hidrográfica.

63) (UFMG-2005) Analise este mapa:
Brasil: Hierarquia urbana e grau de modernização dos
espaços agrícolas - 2002

62) (UFMG-2005) A Agência Nacional de Águas (ANA)
realizou, em 2002, diagnóstico ambiental das bacias
hidrográficas brasileiras. Analise este mapa, que foi
elaborado com base nos resultados alcançados por essa
Agência no que se refere à situação atual da bacia
hidrográfica do Rio São
Francisco:

22 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

FONTE: Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE,
2002. p. 160. (Adaptado)
A partir da análise desse mapa e com base em outros
conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar
que, nos espaços agrícolas brasileiros,
A) a modernização mais intensa está presente nas regiões
que sofrem maior influência da metrópole global mais
dinâmica do País.
B) as características do meio físico condicionam o processo
de modernização nas diversas regiões.
C) o avanço da fronteira agrícola tem sido acompanhado,
de perto, pelo incremento da modernização.
D) o grau de modernização comprova a existência de
estreita correlação entre as atividades industriais e as
agrícolas.

Península Escandinava

64) (UFMG-2005) Analise este mapa:
Brasil: Regiões Metropolitanas ­ 2000

FONTE: Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE,
2002. p. 155. (Adaptado)
A partir da análise desse mapa e com base em outros
conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que
A) a década de 1990 assistiu à institucionalização de
muitas regiões metropolitanas, sobretudo no Centro-Sul.
B) a formação das regiões metropolitanas se vincula,
estreitamente, à presença de atividades industriais antigas
e recentes.
C) a maior concentração de população urbana do País
ocorre no largo corredor em cujas extremidades se
localizam Curitiba e Florianópolis.
D) a significativa quantidade de regiões metropolitanas no
Brasil é um reflexo direto do antigo processo de
urbanização.

A partir da análise e interpretação desse mapa e com base
em outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO
afirmar que
A) a geografia escandinava, mais ainda a da Noruega,
favoreceu a vocação marítima do seu povo desde a Idade
Média.
B) a posição geográfica muito setentrional desses dois
países peninsulares os torna tão frios, que o povoamento
dos seus territórios fica reduzido às suas margens
litorâneas meridionais.
C) o litoral norueguês, já longo pela forma do País, ganha
muito em extensão por ser extremamente recortado por
inúmeros fiordes.
D) o relevo acidentado, de altitudes mais elevadas, que se
estende de norte a sul da Península, como uma espinha
dorsal, dificulta a formação de extensos rios nos dois
países.

66) (UFMG-2005) Analise este mapa:
Brasil: Hierarquia urbana e grau de modernização dos
espaços agrícolas - 2002

65) (UFMG-2005) Analise este mapa:

23 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

FONTE: Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE,
2002. p. 160. (Adaptado)
A partir da análise desse mapa e com base em outros
conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar
que, nos espaços agrícolas brasileiros,
A) a modernização mais intensa está presente nas regiões
que sofrem maior influência da metrópole global mais
dinâmica do País.
B) as características do meio físico condicionam o processo
de modernização nas diversas regiões.
C) o avanço da fronteira agrícola tem sido acompanhado,
de perto, pelo incremento da modernização.
D) o grau de modernização comprova a existência de
estreita correlação entre as atividades industriais e as
agrícolas.

67) (UFMG-2005) Analise este mapa:
Brasil: Regiões Metropolitanas ­ 2000

Cartograma I (1914)

Cartograma II (1924)

Cartograma III (1949)

Cartograma IV (2005)

A partir da análise desse mapa e com base em outros
conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que
A) a década de 1990 assistiu à institucionalização de
muitas regiões metropolitanas, sobretudo no Centro-Sul.
B) a formação das regiões metropolitanas se vincula,
estreitamente, à presença de atividades industriais antigas
e recentes.
C) a maior concentração de população urbana do País
ocorre no largo corredor em cujas extremidades se
localizam Curitiba e Florianópolis.
D) a significativa quantidade de regiões metropolitanas no
Brasil é um reflexo direto do antigo processo de
urbanização.

68) (UFPB-2006)
Os cartogramas, abaixo, relativos à Europa:

FONTE: Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE,
2002. p. 155. (Adaptado)

O cartograma I evidencia que, às vésperas da Primeira
Guerra Mundial, o Leste Europeu era controlado por três
grandes impérios: o Alemão (A), o Austro-Húngaro (AH) e
o Russo (R). O cartograma II apresenta as mudanças das
fronteiras européias após a Primeira Guerra Mundial e a

24 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

Revolução Socialista de 1917. Os cartogramas III e IV
mostram outras mudanças ocorridas nessas fronteiras.
Analisando as proposições a seguir, identifique com V a(s)
verdadeira(s) e com F, a(s) falsa(s):
( )A União Soviética, após a Primeira Guerra Mundial e a
Revolução Socialista, expandiu-se para o Ocidente, de
acordo com o cartograma II.
( ) O cartograma II mostra a nítida fragmentação dos três
grandes impérios presentes no cartograma I e o
surgimento de novos países, como a Transilvânia e a
Moldávia.
( )A seqüência dos cartogramas evidencia o processo de
surgimento e a fragmentação da Iugoslávia.
( ) O cartograma III corresponde ao período da chamada
Ordem Bipolar.
( ) Os cartogramas I e II evidenciam a chamada Ordem
Multipolar da globalização.
A seqüência correta é:
a)
b)
c)
d)
e)
f)

(
)
O Tratado de Tordesilhas, representado
no cartograma II, ampliou o território brasileiro.
(
)
Os limites do cartograma I correspondem
ao resultado da atuação do Barão do Rio Branco no
Tratado de Madrid, provocando a ocupação portuguesa
provisória da Guiana Francesa.
(
)
A aquisição do Acre que está evidenciada,
no cartograma I, foi possível graças aos Tratados de
Madrid e de Santo Ildefonso.
A seqüência correta é:
a)
b)
c)
d)
e)

FFFFF
VVVFF
FFFVF
FVVVV
VFFVF

70) (UFRJ-2006)

VFVVF
FFVFV
FFVVF
FVVVF
VVVFF
VVFFV

69) (UFPB-2006) Os cartogramas, a seguir, referem-se,
respectivamente, à configuração do território brasileiro em
1828 e na atualidade.
Cartograma I

Cartograma II

Na passagem para o século XXI, o fundamentalismo
religioso assume importância crescente. No mundo
islâmico, é flagrante a influência religiosa sobre a vida
social, política e cultural. Nos países católicos, como o
Brasil, o México e as Filipinas, onde estão os maiores
contingentes de fiéis católicos, essa influência também é
sensível.
Apresente duas situações em que a influência religiosa
afeta a política e a vida social nos países de religião
dominantemente católica.

71) (UFSC-2006) Com relação à localização do Brasil e de
Santa Catarina, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).
Adaptados do Atlas Histórico Escolar-FAE-MEC,
1990.

Com base nesses cartogramas, identifique com V a(s)
afirmativa(s) verdadeira(s) e com F, a(s) falsa(s).
(
)
A comparação entre os dois cartogramas
evidencia que não ocorreu um processo de expansão
territorial, mas de migrações internas.
(
)
A linha AB, no cartograma I, corresponde
ao meridiano do Tratado de Santo Ildefonso, que
delimitava os domínios coloniais.

25 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

01. O território brasileiro localiza-se totalmente em
áreas de baixas latitudes.
02. Santa Catarina encontra-se com 2/3 de suas terras na
porção setentrional do trópico de Capricórnio.
04. Em relação ao meridiano de Greenwich, o território de
Santa Catarina está totalmente inserido no hemisfério
oriental.
08. Na América do Sul, o Brasil é o único país que é cortado
pelos paralelos de 0° e 23°27'S.
16. Santa Catarina possui fronteira com um dos países
membros do Mercosul.
32. O Brasil possui fronteiras com todos os países da
América Andina.
64. Devido à sua localização, Santa Catarina encontra-se no
segundo fuso horário brasileiro.

72) (UFSC-2006) Com base no mapa da dinâmica das
massas de ar no Brasil, assinale a(s) proposição(ões)
CORRETA(S).

01.
O número 1 representa a massa equatorial
continental.
02.
O elevado índice pluviométrico registrado no
verão, no Nordeste brasileiro, deve-se à atuação das
massas de ar de números 2 e 5.
04.
Identificada com o número 3, a massa tropical
atlântica, formadora dos ventos alísios de sudeste, atua na
faixa litorânea brasileira.
08.
Em localidades que sofrem a influência da
continentalidade, a amplitude térmica sazonal é bem
maior do que a das localidades que sofrem influência da
maritimidade.
16.
No inverno, a massa de ar identificada com o
número 4 atinge todo o Complexo Regional da Amazônia,
provocando quedas bruscas na temperatura, o que
constitui o fenômeno da friagem.

73) (UFSC-2006) Com base no mapa dos ecossistemas
brasileiros, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

26 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

01.
Baixas altitudes e solos com baixos índices de
nutrientes são características predominantes do
ecossistema identificado com o número 1.
02.
Os ecossistemas identificados com os números 2 e
3 representam, respectivamente, o cerrado e a caatinga.
04.
No ecossistema de número 4 predominam as
formações arbóreas e arbustivas.
08.
O ecossistema de número 5 é classificado como Mata
de Araucária e ocupa as áreas de baixas altitudes da Região
Sul.
16.
As formações vegetais do ecossistema
identificado com o número 6 correspondem a uma floresta
tropical. A sua intensa devastação deve-se principalmente
à intensa urbanização e industrialização.
32.
O ecossistema identificado com o número 7
apresenta-se como uma formação vegetal complexa.
64.
Duas formações vegetais caracterizam o
ecossistema 8: a mata de galeria e os manguezais.

74) (UFSCar-2005) A ampliação e a diversificação da matriz
energética brasileira é uma necessidade frente às
possibilidades de retomada do crescimento econômico e
industrial do país. O mapa ilustra o gasoduto Bolívia-Brasil.

A) o gás natural é um recurso mineral renovável,
encontrado em bacias sedimentares e formado pela
decomposição de matéria orgânica em ambientes
periglaciais.
B) a substituição do petróleo e do carvão mineral e vegetal
por gás natural, apesar de reduzir custos, não é
recomendável, pois o gás é mais poluente que os demais.
C) o gasoduto, que no Brasil passa somente por Estados do
Centro-Sul, é responsável pelo fornecimento de gás natural
a importantes atividades industriais.
D) a construção do gasoduto pode representar o
esgotamento rápido do gás natural boliviano, pois além
do,Brasil, a Bolívia abastece ainda a Argentina, que não
possui reservas deste recurso.
E) após a construção do gasoduto, o gás natural passou a
ser a fonte de energia mais consumida no país, pelo baixo
custo de sua obtenção e facilidade de distribuição.

75) (UFSCar-2005) Considerando os domínios
morfoclimáticos e fitogeográficos do Brasil, assinale a
alternativa que indica a seqüência correta dos domínios
interceptados pela linha, no sentido S-N.

A) Domínio das araucárias; domínio tropical atlântico;
domínio dos cerrados; domínio equatorial amazônico.
B) Domínio dos campos; domínio das araucárias; domínio
dos cerrados; domínio equatorial amazônico.
C) Domínio dos campos; domínio tropical atlântico;
domínio pantaneiro; domínio amazônico.
D) Domínio das araucárias; domínio do Araguaia-Tocantins;
domínio do cerrado; domínio equatorial amazônico.
E) Domínio dos campos; domínio dos pinhais; domínio do
cerrado; domínio das florestas latifoliadas.

76) (UFSCar-2007) A partir da observação do mapa,
assinale a opção correta.
(www.ecen.com/10.08.2004.)
Sobre o gás natural e seu uso como fonte energética no
Brasil, é correto afirmar que:

27 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

a) A projeção cartográfica utilizada para elaboração do
planisfério é a cilíndrica e nela buscou-se preservar a
forma das superfícies, em detrimento das distâncias e das
áreas.
b) Para representação de extensas áreas como a da figura,
utiliza-se escala pequena, que permite melhor nível de
detalhamento.
c) O ponto B encontra-se em média latitude, zona em que
há maior variação do fotoperíodo ao longo das estações do
ano, que a área onde se encontra o ponto A.
d) Há uma diferença de 15 horas entre o ponto A e o B,
sendo que as horas em A estão atrasadas em relação a B.
e) O ponto A encontra-se nos hemisférios boreal e
ocidental e o ponto B nos setentrional e oriental. Ambos
situam-se sobre países de grande população relativa.

77) (UFSCar-2007) No mapa, está representada a
quantidade de dióxido de carbono emitida na atmosfera,
por países, segundo o Relatório de Desenvolvimento
Humano editado pela ONU em 2003.

(ONU. Relatório do Desenvolvimento Humano, 2003.
www.mapas.ibge.gov.br/. Adaptado.)
Considerando essas informações e a problemática
ambiental, é correto afirmar que:
a) O principal efeito do problema representado no mapa é
a redução da camada de ozônio, pois o dióxido de carbono
permite o aumento da absorção da radiação ultravioleta.
b) Os países que contribuem com emissões superiores a
3,5 ton/hab de dióxido de carbono fazem parte do grupo
dos países desenvolvidos altamente industrializados, nos
quais a queima de combustíveis fósseis é crescente.
c) Os países com acelerada industrialização que
apresentam emissões inferiores a 3,5 ton/hab devem, pelo
Protocolo de Kyoto, reduzir as emissões em índices mais
elevados que os países não industrializados com emissão
superior a 7,0 ton/hab.
d) A participação crescente da frota de veículos movidos
por derivados do petróleo é uma das causas do aumento
na emissão de dióxido de carbono, assim, o
desenvolvimento de combustíveis alternativos pode ajudar
na redução dos níveis de emissão de CO2.
e) A pequena participação dos países pobres africanos e
asiáticos na emissão de CO2 resulta da aquisição dos
"créditos de carbono", que são aplicados na preservação
de florestas e no desenvolvimento de formas de energia
alternativas.

78) (UFSCar-2007) Na figura, localizam-se áreas de
dinamismo econômico recente da região Nordeste. No
quadro, essas áreas estão relacionadas às possíveis
atividades nelas desenvolvidas.

ÁREA
1: Porto de Itaqui
2: Juazeiro - Petrolina
3: Porto de Suape
4: Região Metropolitana de Fortaleza

28 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

ATIVIDADE
Complexo portuário de esc
Pólo de agricultura irrigada
Complexo industrial portuá
Pólo têxtil e de confecções

5: Recôncavo Baiano
Pólo agroindustrial cacaueiro
A alternativa que contém somente relações corretas é:
a) 1, 2, 3 e 4.
b) 1, 3 e 4.
c) 2, 3 e 5.
d) 1, 4 e 5.
e) 1 e 2.

79) (UFSCar-2007) No mapa, destaca-se a localização de
uma das paisagens naturais da América do Sul.

Sobre os hotspots, são feitas quatro afirmações. Analiseas.
I. Há localização de maior número de hotspots na faixa
intertropical, porque ela é, de modo geral, propícia ao
desenvolvimento de grande número de espécies vegetais e
animais.
II. A expansão das áreas de cultivo, seja com objetivos
alimentares ou para produção de biocombustíveis, pode
representar uma grave ameaça à preservação de alguns
dos hotspots.
III. A biodiversidade das regiões peninsular e insular da
Ásia é gravemente ameaçada pela alta concentração
populacional e intensivo uso agrícola do solo pelo cultivo
tradicional de arroz.
IV. O processo acelerado de desmatamento e
conseqüente ocupação da Amazônia coloca em perigo um
dos mais biodiversos hotspots da atualidade.

a) Que paisagem natural é esta?
b) Caracterize as condições pluviométricas da região,
explicando a ação do relevo e do oceano como fatores
climáticos.

80) (UFSCar-2009) No mapa estão representados os
grandes hotspots mundiais.
São áreas que conjugam duas características: grande
biodiversidade e alto grau de ameaça de destruição, por
diferentes agressões e ocupações do espaço.

Estão corretas as afirmações:
a) I, II, III e IV.
b) I, II e III, apenas.
c) II, III e IV, apenas.
d) I e III, apenas.
e) II e IV, apenas.
81) (UFSCar-2009) A figura indica a localização aproximada
de quatro cidades, cujas informações sobre latitude,
altitude e temperatura aparecem na tabela.

29 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

Cidade

Latitud
e

Atitud
e

Temperatur
a de janeiro
(em °C)

Temperatur
a em julho
(em °C)

1. Los
Angele
s (EUA)

34°N

97m

18

27

2. Little
Rock
(EUA)

34°N

102m

6

28

3.
Belfast
(RUN)

54°N

55m

10

32

4.
Mosco
u (RUS)

56°N

150m

-9

23

a) Indique os fatores climáticos responsáveis pelas
diferenças de temperatura entre essas cidades.
b) Explique como esses fatores interferem no
comportamento climático observado.
82) (UFU/ Paies 1° Etapa-2005) Observe os dois mapas a
seguir.

MAGNOLI, Demétrio; ARAÚJO, Regina. Projeto de ensino
de geografia; natureza, tecnologias,
sociedades- geografia do Brasil. São Paulo: Moderna, 2001,
p. 36. (Adaptado)

AB'SÁBER, A. N. Formas do Relevo - Texto básico. São
Paulo: Edart, 1975, p. 20. (Projeto Brasileiro para o Ensino
de Geografia) (Adaptado)
Com base nas informações contidas nos mapas e,
considerando as classificações de relevo propostas por
Jurandyr Ross (Mapa I) e Aziz Ab'Sáber (Mapa II), analise as
afirmativas abaixo e, a seguir, assinale (V) verdadeira, (F)
falsa ou (SO) sem opção.
1(
) A classificação de Ab'Sáber assenta-se sobre a
geomorfologia climática, enquanto a de Ross leva em
consideração também a geomorfologia estrutural.
2(
) O relevo brasileiro, de acordo com o mapa de
Ross, possui basicamente três grandes unidades
geomorfológicas: planaltos, depressões e planícies.
3(
) A classificação de Ross apresenta uma divisão
em dois táxons: o primeiro relacionado com a estrutura
geológica e o segundo referente aos nomes locais e
regionais das unidades morfoesculturais.
4(
) A região do Triângulo Mineiro encontra-se
localizada em uma Depressão, unidade que ocupa parte do
território brasileiro, recebendo nomes diferenciados de
acordo com suas particularidades climáticas.

83) (UFU/ Paies 1° Etapa-2005) Observe os mapas abaixo.
BRASIL: ATUAÇÃO DAS MASSAS DE AR

Mapa II

30 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

Fonte: FERREIRA, G. M. L. Atlas Geográfico - Espaço
Mundial. São Paulo: Moderna, 1998, p.10.
(Adaptado)
Com relação à atuação das massas de ar no Brasil e na
América do Sul, assinale para as afirmativas abaixo (V)
verdadeira, (F) falsa ou (SO) sem opção.
1(
) No inverno, a massa equatorial continental
(mEc), quente e seca, que atua em toda a América do Sul,
é responsável pela elevada umidade relativa do ar da
região Centro-Oeste do Brasil.
2(
) No verão, a massa de ar mais atuante no Brasil é
a mTa (massa tropical atlântica), que provoca grande
instabilidade no tempo.
3(
) No Brasil, o movimento convectivo dos alísios é
representado pela massa equatorial continental (mEc) que,
por conter elevada umidade, provoca chuvas torrenciais de
verão.
4(
) No inverno, a atuação da massa polar atlântica
(mPa) é mais ampla, pode causar geadas no sul do país,
friagem na Amazônia, e atingir, inclusive, a faixa ocidental
do Nordeste.

A transposição do rio São Francisco é discutida desde o
tempo do Império.
Um dos registros mais antigos da idéia remonta a 1847,
quando o intendente do Crato (CE), deputado Marcos
Antonio de Macedo, propôs o mesmo que se debate hoje:
lançar as águas do Velho Chico no rio Jaguaribe. Na obra
Contrastes e Confrontos, Euclides da Cunha ressuscitou a
idéia do intendente cearense e a incluiu entre as grandes
intervenções civilizadoras de que carecia a região, como
açudes, barragens, arborização, estradas de ferro e poços
artesianos.
(Adaptado de Marcelo Leite, Folha de S. Paulo,
09/10/2005.)

84) (UNICAMP-2004) Os mapas abaixo representam a
situação das massas de ar que atuam no Brasil no solstício
de verão e no solstício de inverno. Observe e faça o que se
pede:
Atuação das Massas de Ar no Verão
Atuação das Massas de Ar no Inverno

mEa: Massa Equatorial Atlântica
Continental
mTa: Massa Tropical Atlântica
Tropical Continental
mPa: Massa Polar Atlântica

mEc: Massa Equatorial

a) Por que o rio São Francisco é chamado de "o rio da
unidade nacional"?
b) Aponte e explique um argumento contra e um a favor
da transposição do rio São Francisco.
c) A precipitação pluviométrica anual média no semi-árido
nordestino é de cerca de 700 milímetros/ano, superior a
algumas regiões agrícolas da Europa. Quais são os
principais problemas de ordem natural que expõem
grande parte do território, em especial o chamado
Polígono da Secas, a uma situação de vulnerabilidade?

mTc: Massa

(Adaptado de Marcos de Amorim Coelho e Nilce Bueno
Soncin. Geografia do Brasil. São Paulo: Editora Moderna,
1985, p. 48 e 50)

86) (UNICAMP-2007) O Aqüífero Guarani é o maior
reservatório de água potável internacional do mundo e
grande parte dele está localizada no território brasileiro.
Observando o mapa e a figura, responda às perguntas que
se seguem.

a) Durante o inverno, por que a massa polar consegue
atingir mais facilmente a região amazônica?
b) Por que a massa tropical continental é atuante no Brasil
apenas no verão?
c) Na Zona da Mata nordestina, por que as chuvas
concentram-se no solstício de inverno?

85) (UNICAMP-2006) Leia o trecho a seguir e responda:

31 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

a) Quais os fatores ambientais que determinam a
existência desses grandes desertos?
b) Apesar da escassez de água, alguns desertos são
povoados. Quais as intervenções que possibilitam a uma
sociedade viver nessas áreas?

a) Em quais países está presente o Aqüífero Guarani?
b) Quais são as características das rochas que compõem o
Aqüífero Guarani?
c) Cite dois problemas políticos internacionais que podem
ocorrer em conseqüência da exploração desse aqüífero.

89) (UNICAMP-2008) Durante o Estado Novo (1937-1945),
foi criado o Conselho Nacional de Geografia, que deu
origem ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística,
IBGE. Uma das atribuições do IBGE era produzir estatísticas
básicas sobre a população brasileira, por meio de Censos.
Também caberia ao Instituto produzir informações
cartográficas, bem como propor e instituir uma
regionalização do território brasileiro. As figuras abaixo
dizem respeito a dois momentos históricos da
regionalização do território brasileiro. Pergunta-se:

87) (UNICAMP-2007) A Oceania é um continente formado
por um conjunto de ilhas e pela Austrália. Com base no
texto e observando os mapas abaixo, responda:

Fonte: adaptado de Dottori, C. B.; Rua, J.; Ribeiro, L.A.M.
Geografia 2º- Grau. São Paulo: Editora Francisco Alves,
1984, p. 143,147.
a) Sabe-se que a Oceania pode ser compartimentada em
três grandes conjuntos de ilhas, cuja importância
estratégica ainda hoje é muito grande. Quais são esses três
conjuntos?
b) Com relação à Austrália, quais são as características do
relevo australiano?
c) Ainda sobre a Austrália, por que na zona norte as chuvas
ocorrem no verão e, na zona sul, apenas no inverno?

a) Qual o principal critério utilizado para instituir a
regionalização do território brasileiro em 1940? Qual a
principal finalidade do Estado brasileiro ao regionalizar o
seu território?
b) Em 1988 o Estado de Tocantins foi criado. Tocantins foi
desmembrado de qual Estado? Por que ele foi inserido na
região Norte do Brasil?
90) (UNICAMP-2008) Com base nos mapas apresentados a
seguir,

88) (UNICAMP-2008) O mapa abaixo destaca as áreas
áridas da Terra. Responda:

32 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

a) Por que as cidades de São Paulo e Ubatuba, situadas na
mesma latitude, apresentam médias de temperatura
distintas?
b) Na Serra do Mar, durante o verão, ocorrem movimentos
de massa, causando prejuízos e perdas humanas. Esses
deslizamentos, em grande medida, são desencadeados por
intensas chuvas ortográficas. Explique como se formam as
chuvas ortográficas.
92) (UNIFESP-2005) A respeito deste mapa sobre tráfego
aéreo, são apresentadas as quatro afirmações seguintes.

a) analise a informação representada em cada mapa,
considerando a situação da China e da Coréia do Sul;
b) justifique as diferenças encontradas na comparação
entre as informações representadas em cada mapa.
91) (UNICAMP-2008) O mapa abaixo representa o estado
de São Paulo e as médias de temperatura em duas cidades
paulistas.
Observando o mapa, responda:
I. A elevada circulação de passageiros entre Paris e Nova
Iorque resulta no principal eixo aéreo do mundo.
II. A maior circulação de passageiros do mundo ocorre
entre países da Europa, apesar da proximidade geográfica.
III. Os fluxos aéreos diminuíram na América do Norte após
o 11 de setembro, aumentando na Europa.
IV. As cidades de países como África do Sul, Brasil e Índia
formam um circuito aéreo secundário.
Está correto o que se afirma apenas em
A) I e II.
B) I e III.
C) I e IV.
D) II e I
E) II e IV.II.

93) (UNIFESP-2005) Observe o mapa de casos de dengue
no Brasil.

33 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

A) I -- algodão; II -- feijão.
B) I -- laranja; II -- arroz.
C) I -- cana-de-açúcar; II -- milho.
D) I -- soja; II -- mandioca.
E) I -- café; II -- uva.

95) (UNIFESP-2004) Analise o mapa.

A partir do mapa, é possível afirmar que a ocorrência de
dengue no país apresenta a região
A) Nordeste com mais casos que a região Sudeste, em
função do elevado crescimento vegetativo.
B) Norte com menos casos que a região Sudeste, em
virtude de sua elevada pluviosidade.
C) Sul com menos casos que a região Nordeste, porque
apresenta as temperaturas mais amenas do Brasil.
D) Sudeste com menos casos que a região Norte, graças à
sua elevada urbanização.
E) Centro-Oeste com mais casos que a região Sul, devido
ao seu elevado desmatamento.

94) (UNIFESP-2005) Observe o mapa.

Na perspectiva dos Estados Unidos da América, os países
assinalados no mapa
A) formam o conjunto de novos países industrializados que
receberam investimentos do país para se desenvolverem.
B) pertencem à Organização dos Países Exportadores de
Petróleo, OPEP, que estabelece o valor do óleo bruto no
mercado internacional.
C) participam da Liga Árabe, que difunde pelo mundo o
islamismo como doutrina política e religiosa.
D) integram o Eixo do Mal e promovem ações terroristas
para diminuir a influência do Ocidente no mundo.
E) constituem o principal bloco econômico do mundo
árabe e comandam o diálogo com o país e o
desenvolvimento da região.

96) (UNIFESP-2004) Observe o mapa.

O produto I é beneficiado no país e exportado. O produto II
atende ao mercado interno. Identifique corretamente os
produtos cultivados nas regiões I e II do mapa.

34 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

98) (UNIFESP-2005) A respeito deste mapa sobre tráfego
aéreo, são apresentadas as quatro afirmações seguintes.

Identifique corretamente as zonas I, II e III.
A) I, vale do Elba, indústria tradicional; II, vale do Danúbio,
indústria de base em crise; III, vale do Reno, indústria de
alta tecnologia.
B) I, vale do Reno, indústria tradicional; II, vale do Danúbio,
indústria de alta tecnologia; III, vale do Elba, indústria de
base em crise.
C) I, vale do Danúbio, indústria de alta tecnologia; II, vale
do Elba, indústria de base em crise; III, vale do Reno,
indústria de alta tecnologia.
D) I, vale do Reno, indústria tradicional; II, vale do Elba,
indústria de base em crise; III, vale do Danúbio, indústria
de alta tecnologia.
E) I, vale do Elba, indústria de alta tecnologia; II, vale do
Reno, indústria tradicional; III, vale do Danúbio, indústria
de base em crise.

97) (UNIFESP-2004) Observe o mapa.

A seqüência correta de vegetação natural indicada pelo
perfil AB é:
A) Floresta Equatorial, Caatinga, Cerrado e Mangue.
B) Mata Atlântica, Mata dos Cocais, Caatinga e Campo.
C) Floresta Amazônica, Mata dos Cocais, Caatinga e Mata
Atlântica.
D) Mata dos Cocais, Cerrado, Mata Atlântica e Campo.
E) Floresta Amazônica, Cerrado, Mata dos Cocais e Mata
Atlântica.

I. A elevada circulação de passageiros entre Paris e Nova
Iorque resulta no principal eixo aéreo do mundo.
II. A maior circulação de passageiros do mundo ocorre
entre países da Europa, apesar da proximidade geográfica.
III. Os fluxos aéreos diminuíram na América do Norte após
o 11 de setembro, aumentando na Europa.
IV. As cidades de países como África do Sul, Brasil e Índia
formam um circuito aéreo secundário.
Está correto o que se afirma apenas em
A) I e II.
B) I e III.
C) I e IV.
D) II e I
E) II e IV.II.

99) (UNIFESP-2005) Observe o mapa de casos de dengue
no Brasil.

35 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

A) I -- algodão; II -- feijão.
B) I -- laranja; II -- arroz.
C) I -- cana-de-açúcar; II -- milho.
D) I -- soja; II -- mandioca.
E) I -- café; II -- uva.

101) (UNIFESP-2004) Analise o mapa.

A partir do mapa, é possível afirmar que a ocorrência de
dengue no país apresenta a região
A) Nordeste com mais casos que a região Sudeste, em
função do elevado crescimento vegetativo.
B) Norte com menos casos que a região Sudeste, em
virtude de sua elevada pluviosidade.
C) Sul com menos casos que a região Nordeste, porque
apresenta as temperaturas mais amenas do Brasil.
D) Sudeste com menos casos que a região Norte, graças à
sua elevada urbanização.
E) Centro-Oeste com mais casos que a região Sul, devido
ao seu elevado desmatamento.

100) (UNIFESP-2005) Observe o mapa.

Na perspectiva dos Estados Unidos da América, os países
assinalados no mapa
A) formam o conjunto de novos países industrializados que
receberam investimentos do país para se desenvolverem.
B) pertencem à Organização dos Países Exportadores de
Petróleo, OPEP, que estabelece o valor do óleo bruto no
mercado internacional.
C) participam da Liga Árabe, que difunde pelo mundo o
islamismo como doutrina política e religiosa.
D) integram o Eixo do Mal e promovem ações terroristas
para diminuir a influência do Ocidente no mundo.
E) constituem o principal bloco econômico do mundo
árabe e comandam o diálogo com o país e o
desenvolvimento da região.

102) (UNIFESP-2004) Observe o mapa.

O produto I é beneficiado no país e exportado. O produto II
atende ao mercado interno. Identifique corretamente os
produtos cultivados nas regiões I e II do mapa.

36 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

104) (Vunesp-2005) Observe o mapa.

Identifique corretamente as zonas I, II e III.
A) I, vale do Elba, indústria tradicional; II, vale do Danúbio,
indústria de base em crise; III, vale do Reno, indústria de
alta tecnologia.
B) I, vale do Reno, indústria tradicional; II, vale do Danúbio,
indústria de alta tecnologia; III, vale do Elba, indústria de
base em crise.
C) I, vale do Danúbio, indústria de alta tecnologia; II, vale
do Elba, indústria de base em crise; III, vale do Reno,
indústria de alta tecnologia.
D) I, vale do Reno, indústria tradicional; II, vale do Elba,
indústria de base em crise; III, vale do Danúbio, indústria
de alta tecnologia.
E) I, vale do Elba, indústria de alta tecnologia; II, vale do
Reno, indústria tradicional; III, vale do Danúbio, indústria
de base em crise.

103) (UNIFESP-2004) Observe o mapa.

A seqüência correta de vegetação natural indicada pelo
perfil AB é:
A) Floresta Equatorial, Caatinga, Cerrado e Mangue.
B) Mata Atlântica, Mata dos Cocais, Caatinga e Campo.
C) Floresta Amazônica, Mata dos Cocais, Caatinga e Mata
Atlântica.
D) Mata dos Cocais, Cerrado, Mata Atlântica e Campo.
E) Floresta Amazônica, Cerrado, Mata dos Cocais e Mata
Atlântica.

Juntando-se as três legendas que representam as mais
baixas altitudes do relevo brasileiro, é possível afirmar que
a maioria dessas terras apresenta
A) altitudes sempre superiores a 800 metros.
B) altitudes inferiores a 800 metros.
C) planaltos com altitudes maiores que 800 metros.
D) planícies com altitudes em torno de 800 metros.
E) altitudes médias superiores a 800 metros.

105) (Vunesp-2005) No mapa estão destacados o espaço
geográfico da Amazônia Legal e os três Estados onde o
desmatamento foi maior em 2002.

a) Identifique esses três Estados, na ordem crescente dos
números no mapa.
b) Mencione os Estados que possuem área na Amazônia
Legal mas não fazem parte da Região Norte ou Amazônica.

37 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

106) (Vunesp-2005) Apesar de toda a discussão
acadêmico-científica a respeito dos produtos transgênicos,
a área plantada no mundo vem aumentando ano a ano,
passando de 1,7 milhões de hectares em 1996 para 67,7
milhões de hectares em 2003. Observe o mapa, que
apresenta os países onde ocorre a plantação de
transgênicos.

(FAO, 2004.)
a) Que diferenças podem ser destacadas quanto ao
número de países onde se cultivam os transgênicos nos
hemisférios Norte e Sul? Cite três produtos agrícolas nos
quais já acontece a aplicação da engenharia genética.
b) Aponte dois argumentos favoráveis à produção
transgênica: um, relativo à segurança alimentar e outro,
relativo à segurança do meio ambiente.

107) (Vunesp-2005) O mercado de gás natural tem ganho
cada vez mais importância no cenário mundial,
impulsionado pelas fortes oscilações no preço do petróleo,
pelo aumento das preocupações ambientais e pela
necessidade de maior competitividade das empresas.
Observe o mapa, que indica reservas e dutos de gás
natural na América do Sul.
GASODUTOS E RESERVAS COMPROVADAS E ESTIMADAS
DE
GÁS NATURAL NA AMÉRICA DO SUL (EM METROS
CÚBICOS)

a) Identifique, em ordem decrescente, os países da
América do Sul que contêm as maiores reservas estimadas.
b) Por que o Brasil passou, recentemente, de mercado
potencialmente comprador para, praticamente, autosuficiente?
Resolução
108) (Vunesp-2005) A água é um recurso natural
fundamental para o homem e para inúmeras atividades
econômicas. No entanto, o uso inadequado dos recursos
hídricos, a desigual distribuição geográfica da
potencialidade hídrica, mostrada na figura, e as diferenças
de consumo entre países e setores da economia apontam
para sérios problemas no abastecimento futuro de água.

38 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

unidade da federação, no ano de 2000. Observe-a e
responda.

Nessas condições, os países mais afetados seriam:
A) Austrália, México, Rússia, Coréia do Norte e Coréia do
Sul.
B) África do Sul, Polônia, Líbia, Omã e Quênia.
C) Argentina, Tanzânia, Índia, Estados Unidos e Portugal.
D) Canadá, Namíbia, Botsuana, Noruega e Venezuela.
E) Uruguai, Chile, Argélia, Arábia Saudita e Iêmen.

109) (Vunesp-2005) A figura mostra a distribuição do
Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no Brasil, por
unidade da federação, no ano de 2000. Observe-a e
responda.

a) Quais são as duas unidades federativas com os melhores
IDHs? Quais são as duas unidades federativas com os
piores IDHs?
b) O que o IDH mede? Quais são os seus três principais
componentes?

111) (VUNESP-2006) País localizado na Ásia das Monções,
mais especificamente no Sul Asiático, caracteriza-se por
ser o maior produtor agrícola da área, mas, ainda assim,
tem que importar alimentos devido a sua numerosa
população. Atualmente observa-se nesse país um elevado
crescimento industrial, investimentos na educação e em
tecnologias avançadas; é considerado uma das futuras
potências mundiais, embora apresente desigualdades
sócio-econômicas internas.

a) Quais são as duas unidades federativas com os melhores
IDHs? Quais são as duas unidades federativas com os
piores IDHs?
b) O que o IDH mede? Quais são os seus três principais
componentes?

110) (Vunesp-2005) A figura mostra a distribuição do
Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no Brasil, por

O país citado no texto e destacado no mapa é:
A) Nepal.
B) China.

39 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

C) Índia.
D) Bangladesh.
E) Indonésia.
112) (VUNESP-2006) Quanto mais a globalização
econômica avança, mais o mundo é marcado pela
fragmentação do espaço geográfico por meio de
megablocos regionais, como mostra a figura. Em
contrapartida, quanto mais abrangente for a integração do
bloco, maior a perda de soberania dos Estados
participantes.
MEGABLOCOS REGIONAIS

Os blocos I, II, III e IV, representados na figura, são,
respectivamente:
A) Nafta, Comunidade Econômica Européia, Alca e
Mercosul.
B) União Européia, Apec, Aladi e Alca.
C) CEI, União Européia, Mercosul e Nafta.
D) Pacto Andino, Comunidade Econômica Européia, CEI e
Nafta.
E) Nafta, Mercosul, União Européia e CEI.

114) (VUNESP-2006) Observe o mapa.
REGIÕES GEOECONÔMICAS BRASILEIRAS

113) (VUNESP-2006) Tratar a questão populacional
significa também analisar como diferentes povos resolvem
os problemas relacionados à ocupação do seu espaço. Em
muitos países, a população se locomove principalmente
em função da ocorrência de guerras, de dificuldades
econômicas e da própria mobilidade no trabalho.
Observe a figura, que traz informações referentes aos
fluxos migratórios do continente americano
no ano de 1997.
a) Quais são os fluxos das migrações legais e clandestinas
(de onde partem e para onde se dirigem os imigrantes) nos
países apontados na figura?
b) Cite duas conseqüências desses fluxos migratórios nos
países receptores.
a) Identifique as regiões brasileiras representadas pelos
números 1, 2 e 3.
b) Apresente as principais características econômicas,
sociais e naturais que diferenciam as três regiões
geoeconômicas brasileiras.

40 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

115) (VUNESP-2007) As considerações a seguir dizem
respeito à cidade localizada no mapa.

I.
Seu pólo industrial é fruto de um Decreto-lei da
época do regime militar, portanto, imposto à sociedade
brasileira.
II.
Suas empresas realizam operações básicas de
montagem incorporando, gradativamente, componentes
de fabricação nacional.
III.
A produção industrial é altamente subsidiada.
IV.
O regime tributário estabelece concorrência
desleal com os produtores de outras regiões do país.
Assinale a alternativa correta.
a) Pólo Têxtil de Belém.
b) Distrito Industrial de Santarém.
c) Zona Franca de Manaus.
d) Pólo Siderúrgico de Porto Velho.
e) Zona Petroquímica de Palmas.

116) (VUNESP-2007) A área assinalada no mapa e
identificada com o número 1 caracteriza-se pela ocorrência
de grandes terremotos.

(Oxfan, 2005.)
Assinale a alternativa que contém a identificação dos três
países assinalados, respectivamente, com os números 1, 2
e 3 e as causas que provocaram acentuada queda na
produção de alimentos.
a) Marrocos, Angola, Sudão; enchentes, AIDS, queimadas.
b) Camarões, Costa do Marfim, Serra Leoa; seca,
terremotos, doenças.
c) Senegal, Guiné, Argélia; pragas, tsunamis, furacões.
d) Gabão, Congo, Zaire; erosão, chuvas, desnutrição.
e) Mauritânia, Mali, Níger; seca, pragas, guerras.

118) (VUNESP-2007) Analise o mapa, que ilustra a
distribuição mundial da diversidade de espécies de aves
terrestres.

(Y.Lacoste, Atlas 2000: la France et le monde. Paris:
Nathan, 1996. Adaptado.)
Assinale a alternativa que identifica as placas tectônicas
envolvidas e a cordilheira que se formou na área, há
milhões de anos, em função dos choques entre elas.
a) das Filipinas e Antártica; Alpes.
b) Pacífica e Africana: Atlas.
c) Caribe e Sul-Americana; Andes.
d) Indo-Australiana e Euro-Asiática; Himalaia.
e) Arábica e de Nazca; Pirineus.

117) (VUNESP-2007) No mapa, destaca-se uma região da
África Ocidental ameaçada pela fome.

Assinale a alternativa que identifica, geograficamente, as
áreas numeradas com 1 e 2, a respectiva intensidade do
fenômeno e o tipo de clima que explica tal intensidade.
a) Norte da África e Oriente Médio; baixa diversidade;
clima desértico.
b) Norte da Ásia e Oriente Médio; alta diversidade; clima
úmido.
c) Norte da África e Oriente Próximo; alta diversidade;
clima desértico.

41 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

d) Norte da Europa e Oriente Médio; baixa diversidade;
clima temperado.
e) Norte da Ásia e Extremo Oriente; baixa diversidade;
clima semidesértico.

119) (VUNESP-2007) As expressões "selvagens",
"bárbaros" ou "inferiores", em um mundo interligado por
comunicações instantâneas e pela intensificação do
comércio global, têm sido utilizadas para justificar a
intolerância étnico-cultural e religiosa e como pretexto
para intervenções bélicas dominadoras. Observe o mapa.

b) América Platina, Ásia Européia, África e Oriente Médio;
rios intermitentes, chuvas litorâneas, represamentos.
c) América do Norte, Ásia Oriental e de Sudeste, Costa
Oeste da África Mediterrânea; chuvas de inverno, rios que
secaram, desertificação.
d) Centro-Norte da América Andina, Centro-Sul da Ásia,
Indonésia, grande parte da África; seca prolongada,
desertificação, diminuição da água de degelo.
e) América Anglo-Saxônica, Ásia Ocidental, África e Sri
Lanka; rebaixamento do aqüífero, desmatamento, seca
prolongada.
121) (VUNESP-2009) O mapa contém o sentido da
migração entre vários países latino-americanos e a renda
per capita de cada um deles.

Identifique a questão geopolítica que perdura por seis
décadas, discorrendo sobre suas causas.

120) (VUNESP-2009) De acordo com a ONU (Organização
das Nações Unidas), a água será um dos principais motivos
de conflitos entre países nos próximos 25 anos. Observe o
mapa.

Assinale a alternativa que contém o sentido geral das
migrações, um destino na América do Norte, um na
América do Sul e outro no Caribe, nesta ordem.
a) Para países ricos: Nicarágua para El Salvador; Panamá
para Colômbia; Costa Rica para Nicarágua.
b) Para países mais pobres: Haiti para República
Dominicana; Costa Rica para Panamá; Nicarágua para
Costa Rica.
c) Para países menos pobres: Guatemala para México
Colômbia para Venezuela; Haiti para República
Dominicana.
d) Para países pobres e ricos: Nicarágua para Costa Rica
Venezuela para Colômbia; República Dominicana par Haiti.
e) Para países com mesma renda per capita: Panamá par
Costa Rica; Colômbia para Venezuela; El Salvador par
Guatemala.
122) (VUNESP-2009) Observe a imagem de satélite e o
mapa.

Assinale a alternativa que identifica a localização desses
países destacados no mapa e três possíveis causas dos
litígios nestas diferentes áreas do globo.
a) América Central, Ásia do Norte, Extremo Sul Africano;
rios semi-perenes, chuvas concentradas, ciclo longo das
águas.

42 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

Assinale a alternativa que contém o estado da Região
Norte onde esse fato está ocorrendo, os rios mencionados
e três causas do desmatamento naquela área.
a) Roraima; Mamoré e Negro; fronteira agrícola,
especulação imobiliária e criação de gado leiteiro.
b) Acre; Tapajós e Xingu; invasões de terra, formação de
pastagens e de campos de soja.
c) Rondônia; Madeira e Mamoré; especulação imobiliária,
corte de madeiras nobres, formação de pastagens.
d) Amazonas; Solimões e Madeira; especulação imobiliária,
corte de madeiras de lei, criação de gado estabulado.
e) Pará; Solimões e Negro; assentamentos rurais, corte de
madeiras nobres, criação extensiva de bovinos.
124) (VUNESP-2009) Observe o mapa.

Assinale a alternativa que identifica o fenômeno climático
representado, a área de ocorrência e a causa principal que
favorece sua formação.
a) Ciclone; Mar das Caraíbas; áreas oceânicas com
predominância de ventos fracos, mas constantes,
fenômeno típico de áreas tropicais.
b) Tufão; Antilhas; formação de frentes frias em áreas
oceânicas, fenômeno típico de altas latitudes.
c) Tornado; América do Norte; formação de ciclones extratropicais nos oceanos, fenômeno típico de áreas polares.
d) Furacão; Caribe; áreas oceânicas onde a temperatura da
água é mais elevada, fenômeno típico de áreas tropicais.
e) Tromba d'água; América Central; formação de frentes
frias e úmidas nas áreas oceânicas, fenômeno típico de
áreas temperadas.
123) (VUNESP-2009) Segundo o INPE (Instituto Nacional de
Pesquisas Espaciais), o desmatamento em regiões na
fronteira Brasil-Bolívia formou um grande arco ao longo de
dois importantes rios. Observe os mapas.

Utilizando seus conhecimentos geográficos, assinale a
alternativa que indica o estado destacado no mapa e o tipo
de clima que favorece a grande ocorrência de incêndios
florestais em determinada época do ano.
a) Flórida; clima subtropical, com verões quentes e secos e
invernos amenos.
b) Texas; clima tropical, com invernos secos e verões
quentes e chuvosos.
c) Oregon; clima mediterrâneo, com invernos secos e
verões chuvosos.
d) Nevada; clima temperado, com invernos rigorosos e
verões extremamente secos e quentes.
e) Califórnia; clima mediterrâneo, com verões quentes e
secos e invernos chuvosos.
125) (Vunesp-2008) No mapa está representada a
dinâmica locacional de uma atividade econômica brasileira
que teve sua origem vinculada a acumulação de capitais,
disponibilidade de mão-de-obra e mercado consumidor
interno e desenvolvimento de infra-estrutura, e que revela
ao longo de sua história um processo de concentração
territorial.

43 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

Assinale a alternativa que indica corretamente o título
adequado ao mapa.
a) Brasil: Regiões Petrolíferas
b) Brasil: Principais Áreas da Agropecuária no Brasil
c) Brasil: Distribuição Espacial da Indústria
d) Brasil: Atividade Canavieira
e) Brasil: Recursos Minerais
126) (Vunesp-2008) Observe a tabela e o mapa. A seguir,
vincule as cidades e seus respectivos estados às regiões
brasileiras.
BRASIL: CIDADES COM MAIS DE 1 MILHÃO DE HABITANTES
­ 2000
Cidades
N.º habitantes
São Paulo (SP)

10,8 milhões

Rio de Janeiro (RJ)

6,1 milhões

Salvador (BA)

2,8 milhões

Brasília (DF)

2,45 milhões

Fortaleza (CE)

2,43 milhões

Belo Horizonte (MG)

2,41 milhões

Curitiba (PR)

1,7 milhão

Manaus (AM)

1,6 milhão

Recife (PE)

1,5 milhão

Porto Alegre (RS)

1,42 milhão

Belém (PA)

1,4 milhão

Goiânia (GO)

1,24 milhão

Guarulhos (SP)

1,23 milhão

Campinas (SP)

1,03 milhão

Das 14 cidades indicadas na tabela,
a) 4 estão na região Norte, 6 na região Sudeste e 4 na
região Sul.
b) 2 estão na região Centro-Oeste, 3 na região Nordeste, 2
na região Norte, 3 na região Sudeste e 4 na região Sul.
c) 4 estão na região Centro-Oeste, 2 na região Nordeste, 4
na região Sudeste e 4 na região Sul.
d) 2 estão na região Centro-Oeste, 3 na região Nordeste, 2
na região Norte, 5 na região Sudeste e 2 na região Sul.
e) 2 estão na região Centro-Oeste, 3 na região Nordeste, 5
na região Sudeste e 4 na região Sul.
127) (Vunesp-2008) Observe, na figura, a delimitação do
"cinturão do fogo" e dos limites das placas tectônicas.

Qual a dinâmica natural que leva à ocorrência de zonas de
instabilidade nessas áreas e quais os fenômenos tectônicos
que podem ocorrer nessas regiões?
128) (Vunesp-2008) Desde a década de 1960, a Petrobras
tem realizado estudos sísmicos para identificar a

44 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

capacidade de produção de petróleo e gás de uma
determinada bacia do litoral brasileiro.
Em 2006, 2007 e 2008, foi noticiada a descoberta de novas
jazidas, o que possibilitaria a manutenção da autosuficiência brasileira no abastecimento de petróleo e na
consolidação do mercado de gás natural.

Com base na observação do mapa, indique qual o nome da
Bacia recém-descoberta e os estados que fazem parte
dela.

45 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

GABARITO
1) Alternativa: D
2) Alternativa: A
A questão pedia ao aluno uma análise sobre dois mapas do
território brasileiro onde se mostrava a evolução dos casos
de leishmaniose tegumentar. A partir desta observação,
fica claro que no estado de Minas Gerais houve uma
elevação no número de casos.

3) Alternativa: D

sobretudo a partir de 1990, dos países europeus
localizados no Leste Europeu para essa região, depois do
fim da ordem mundial bipolar e, portanto, da
desarticulação do bloco socialista europeu.
c) Os fluxos migratórios da África que são mostrados no
mapa 1 ocorrem por fatores de ordem econômica, pois
mostram a saída de pessoas de países que apresentam
grande estagnação econômica rumo a países que
apresentam grande prosperidade econômica e, portanto,
oportunidades de trabalho. Os fluxos migratórios da África
que são mostrados no mapa 2 são decorrentes de conflitos
armados que levam seus habitantes a abandonar seus
territórios para viver como refugiados em outros países.

4) Alternativa: E

15) Alternativa: E

5) Alternativa: A

16) Alternativa: E

6) Alternativa: C

17) Alternativa: E

7) Alternativa: D
8) Alternativa: B
9) Alternativa: A
10) Alternativa: D
11) Alternativa: C
12) Alternativa: B
13) Alternativa: E
14) a) O mapa 1 ilustra fluxos migratórios que saem dos
Países do Sul (pobres ou subdesenvolvidos) para os Países
do Norte (ricos ou desenvolvidos). A causa principal desse
fluxo é a falta de trabalho nos Países do Sul, que ocorre
paralelamente à grande prosperidade econômica nos
Países do Norte.
O mapa 2 ilustra fluxos migratórios causados
principalmente por conflitos armados de ordem Ètnicoseparatista ou religiosos que se intensificaram em vários
países da África e da Ásia após o fim da Guerra Fria.
b) Após o término da Segunda Guerra Mundial os fluxos
migratórios que se direcionaram para a Europa Ocidental
ocorreram em três fases distintas: a primeira fase ocorreu,
sobretudo a partir de 1950, dos países mediterrâneos que
apresentavam uma grande estagnação econômica, como
Portugal, Espanha, Itália, Grécia e Turquia, para os países
europeus que apresentavam grande prosperidade
econômica, como Alemanha, França e Reino Unido; a
segunda fase, que ocorreu, sobretudo a partir de 1960, de
antigas colônias para suas antigas metrópoles, como por
exemplo, da Argélia para França e da Índia e o Paquistão
para o Reino Unido; a terceira fase, que ocorreu,

18) Alternativa: E
19) a) No continente africano, observam-se elevados
índices de subnutrição (acima de 30% da população),
concentrados, principelmente, na porção denominada
África subsaariana, localizada ao sul do deserto do Saara.
Os países com menores índices de subnutrição do
continente concentram-se em três regiões: Meridional,
Ocidental (também conhecida como Golfo da Guiné) e
Setentrional.
b) As três regiões com menores índices de subnutrição
destacam-se por apresentar países com a melhor estrutura
econômica do continente, baseada, principalmente, na
agricultura de plantation e na exportação de minérios e
petróleo. Os índices econômicos mais expressivos facilitam
os investimentos sociais e o combate mais eficaz de
problemas como a subnutrição. Os países com os mais
elevados índices de subnutrição do continente apresentam
economias extremamente frágeis, amplamente ligadas à
agricultura de subsistência. Outro flagelo que assola vários
países desse grupo são as guerras civis que opõem
diferentes grupos étnicos, somadas, muitas vezes, à
deficiente estrutura política. Tudo isso resulta em ciclos
aparentemente intermináveis de golpes e contra-golpes de
Estado.

20) Alternativa: E
21) Alternativa: E
22) Alternativa: A
23) Alternativa: E
24) Alternativa: B

46 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

25) a) O avanço do desmatamento na região amazônica no
período 1950 a 2000, foi consequencia, dentre outros
aspectos: do avanço das frentes agropecuárias,
especialmente em direção aos estados de Rondônia, Mato
Grosso e Tocantins; do crescimento das atividades
extrativas vinculadas à produção de madeira e mineral,
especialmente no sul do Pará.
b) A participação do Estado nesse processo verificou-sepor
meio da concessão de incentivos fiscais, como os da
SUDAM, que estimularam a ocupação econômica da área e
por meio da implantação de importantes projetos
regionais relacionados à produção mineral e metalúrgica,
como o de Carajás e Trombetas.

26) Alternativa: C
27) Alternativa: A
28) Alternativa: C
29) Alternativa: A
30) a) Não. A divisão do mundo segundo as massas
continentais é baseada em uma idéia simplista: a
separação das terras emersas e dos oceanos. Essa
simplificação é inadequada para representar a
complexidade do mundo atual, marcado por grandes
diferenças entre as nações. Não serve também para
representar a complexa regionalidade mundial, que pode
ser realizada de múltiplas formas, segundo o que se queira
analisar, destacando para isso aspectos naturais, sociais,
culturais, econômicos, geopolíticos, entre outros.
b) Atualmente, uma das formas de divisão regional do
mundo mais utilizadas é a que o separa em duas porções: a
Norte, formada pelos países desenvolvidos ou
industrializados, que agregam 15% da população mundial e
produzem cerca de 80% do PIB do planeta, e a Sul,
formada pelos países subdesenvolvidos, onde vivem 85%
da população mundial, obrigados a sobreviver com apenas
20% do PIB planetário. Cabe destacar que a linha divisória
dessa regionalização não usa o paralelo Equador, mas sim
as fronteiras políticas entre as nações ricas e pobres.

priorizou a instalação das multinacionais nas áreas
próximas do litoral.
No entanto, o crescimento industrial gera problemas
ambientais, devido ao elevado consumo de fontes
energéticas (carvão e petróleo) e à elevada emissão de
dióxido de carbono -- um dos gases que mais colaboram
para o efeito estufa. Além disso, as fracas leis de proteção
ambiental chinesas permitem que as indústrias lancem na
natureza grande quantidade de outros gases nocivos aos
seres humanos.

32) a) A área 1 do mapa, indica a porção da Mata Atlântica
original. A área 2, a de menor extensão, mostra as regiões
remanescentes dessa paisagem vegetal.
b) Diversos ecologistas defendem os corredores ecológicos
como essenciais para a preservação da biodiversidade dos
biomas sob risco de destruição, já que, por um lado eles
servem como forma de contato entre as "ilhas" de
florestas naturais que se formam quando a devastação
avança sobre essas paisagens, permitindo a migração de
espécies entre porções isoladas, e, por outro, representam
uma possibilidade de reconstituição da mata original.
Quanto à Mata Atlântica, a colocação em prática dessa
idéia é bastante difícil: como se evidencia no mapa, as
poucas áreas que restaram dessa paisagem estão muito
distantes entre si, separadas por locais densamente
povoados ou ocupados por atividades agropecuaristas, o
que impede a criação de corredores ecológicos. A exceção
seria a estreita faixa paralela ao litoral sudeste-sul, que se
estende desde São Paulo até o Rio Grande do Sul,
apresentando, assim, certa continuidade, especialmente
nas áreas mais serranas.

33) Alternativa: A
34) Alternativa: B
35) Alternativa: C
36) Alternativa: C
37) Alternativa: B
38) Alternativa: A

31) a) O problema ambiental representado pela letra C é a
poluição atmosférica.
O que nos leva a essa conclusão é o fato de as áreas
hachuradas abrangerem grandes centros industriais, onde
se destacam cidades como Pequim, Xangai e Hong Kong.
b) Nas duas últimas décadas, a economia chinesa
alavancada sobretudo pelo desenvolvimento industrial,
apresentou resultados de destaque.
A partir dos anos de 1980, o país adotou uma política de
abertura econômica, atraindo investidores externos, e

39) Alternativa: E
40) Alternativa: B
41) Alternativa: D
42) Alternativa: C
43) Alternativa: A

47 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

44) Alternativa: B

genética, como células-tronco; 3 - a influência sobre o
ensino e formação cultural; 4 - a resistência ao
reconhecimento dos direitos das minorias.

45) Alternativa: C
46) Alternativa: A

71) Resposta: 80
Alternativas Corretas: 16 e 64

47) Alternativa: B
48) Alternativa: A
49) Alternativa: B

72) Resposta: 12
Alternativas Corretas: 04 e 08
73) Resposta: 51
Alternativas Corretas: 01, 02, 16 e 32

50) Alternativa: B
74) Alternativa: C
51) Alternativa: E
75) Alternativa: A
52) Alternativa: A
76) Alternativa: C
53) Alternativa: D
77) Alternativa: D
54) Alternativa: A
78) Alternativa: A
55) Alternativa: B
56) Alternativa: D
57) Alternativa: D
58) Alternativa: E
59) Alternativa: B
60) Alternativa: B
61) Alternativa: B

79) a) A paisagem destacada no mapa é o deserto de
Atacama.
b) A região do deserto de Atacama está entre as mais secas
do mundo, com baixa pluviosidade, quase sempre inferior
a 100 mm/ano. Há pontos da região onde não chove
hávárias décadas. Esse deserto é considerado, por muitos
estudiosos, o mais seco do mundo, fato determinado pela
passagem de uma corrente marítima fria pelo oceano
Pacífico, que esfria a atmosfera em alto mar e provoca
precipitações na região oceãnica. Além disso, a leste da
região encontra-se a cordilheira dos Andes, onde elevadas
altitudes e baixas temperaturas retêm as massas de ar
úmidas provenientes do Brasil, da Argentina e da Bolívia.

62) Alternativa: A
63) Alternativa: B

80) Alternativa: B

64) Alternativa: C

81) a) As quatro cidades estão sob influência,
principalmente, da latitude, da
continentalidade/maritimidade e das correntes marítimas.
A diferença de altitude entre elas é muito pequena e não
tem influência significativa nos seus climas.
b) As duas cidades norte-americanas (Los Angeles e Little
Rock), com latitude semelhante, têm invernos
diferenciados pela ação, respectivamente, da maritimidade
(que ameniza o clima) e da continentalidade (que provoca
frio mais intenso). A média térmica do verão de Los
Angeles é menor que a de Little Rock devido à passagem
de uma corrente marítima fria, que ameniza as
temperaturas. As duas cidades européias estão em
latitudes semelhantes, e bem mais elevadas que as norteamericanas, o que explica seus invernos mais frios. Nelas

65) Alternativa: B
66) Alternativa: B
67) Alternativa: C
68) Alternativa: C
69) Alternativa: A
70) Entre essas situações destacam-se: 1 - a resistência às
políticas de liberação do aborto e de controle da
natalidade; 2 - a resistência às pesquisas de engenharia

48 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

também atuam as influências marítimas, no caso de
Belfast (com invernos mais amenos e verão bem mais
quente que Moscou), e a continentalidade, no caso de
Moscou, com invernos rigorosos e verão ameno.
82) Resposta: 1V
2V
3F
4F
83) Resposta: 1F
2F
3V
4F
84) a) No inverno, a inexistência do centro de baixa
pressão no Chaco permite que o anticiclone do Atlântico
Sul e da Argentina avance sobre o continente. Dominam as
massas de ar procedentes dessas áreas de alta pressão,
que percorrem os corredores formados pelas bacias do
Paraná e Paraguai, atingindo a Amazônia Ocidental,
causando as friagens (queda brusca da temperatura).
b) No verão l, forma-se, no centro-sul do Mato Grosso do
Sul (Baixa do Chaco), uma área ciclonal, de baixas pressões
atmosféricas, devido à alta temperatura que envolve o
continente nessa época. Para essa área convergem as
massas de ar procedentes de duas áreas anticiclonais, de
altas pressões. A mTc é quente e seca e atua na região do
Pantanal Mato- Grossense.
c) A Zona da Mata Nordestina (Litoral Oriental), durante o
inverno, recebe a influência da mPa (massa Polar atlântica)
em um dos seus ramos de atuação, provocando chuvas
frontais.
85) a) O Rio São Francisco recebe essa denominação pelo
fato de passar por cinco estados brasileiros: Minas Gerais,
Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe servindo para
promover a integração entre eles e entre as regiões
Sudeste e Nordeste.
b) O principal argumento a favor da transposição das águas
do Rio São Francisco vem do Governo Federal, que afirma
que essa obra irá favorecer cerca de 12 milhões de pessoas
que vivem em áreas de semi aridez.
Contra a transposição, temos os argumentos de vários
estudiosos da dinâmica hídrica da região que apontam o
déficit hídrico, o grave assoreamento, especialmente em
seu trecho terminal, o processo erosivo junto as suas
margens, em razão do intenso desmatamento verificado
em todo o seu curso
c) Entre os problemas de ordem natural, podem-se citar: a
distribuição irregular das chuvas ao longo do ano; o
presença de solos permeáveis, o que aumenta a
evaporação.

86) a) O Aqüífero Guarani se estende pelo subsolo de
Argentina,Brasil, Paraguai e Uruguai.
b) As rochas do Aqüífero Guarani foram formadas por
derrames basálticos, entremeados por camadas de
sedimentos arenosos na base e arenitos Botucatu no topo,
bastante porosos e, portanto, com alta capacidade de
armazenamento hídrico.
c) A exploração desse aqüífero pode gerar os seguintes
problemas internacionais:
· conflitos diplomáticos e econômicos devido à exploração
inadequada e exagerada dos seus recursos, o que poderá
reduzir a quantidade de água;
· atritos e ampliação dos desentendimentos entre os
países da região, motivados pela poluição do depósito
gerada pelo lançamento de lixo em terrenos abertos, ou
pela infiltração de poluentes químicos provenientes do uso
de fertilizantes e inseticidas, bem como de dejetos
industriais e esgoto.

87) a) A compartimentação da Oceania é determinada por
três grandes arquipélagos: A Polinésia, a Micronésia e a
Melanésia.
b)Três compartimentos são destaques: um deles a oeste,
dominado pelos maciços antigos, com um grande planalto
cristalino; no centro-leste temos uma área de bacias
sedimentares, com planícies e no extremo leste, os Alpes
Australianos, originados de dobramentos antigos.
c) A inversão sazonal da precipitação pluviométrica
australiana é determinada pela intertropicalidade da área
norte, com chuvas concentradas no verão, oriundas do
aumento da temperatura e da maior convecção
proporcionada pelo deslocamento do centro de baixa
pressão. Na área sul, por sua vez, as chuvas frontais
concentram-se no inverno, como resultado do encontro de
uma frente fria polar com uma frente quente subtropical.

88) Resposta:
a) Continentalidade; correntes marítimas frias na costa;
áreas de alta pressão associadas à dinâmica atmosférica.
b) Construção de diques e represamento de água da
chuva; desvio de rios; dessalinização da água do mar;
transposição de bacias hidrográficas; construções
adequadas às condições climáticas.
89) Resposta:
a) A regionalização do território brasileiro fundamentou-se
no critério fisiográfico, sendo a vegetação o principal
parâmetro. A regionalização foi realizada para que o
Estado pudesse desenvolver e operacionalizar políticas
públicas com o objetivo de integrar o território e pudesse,
ao mesmo tempo, interferir no processo de
desenvolvimento capitalista do Brasil e atenuar
desigualdades regionais.

49 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

b) Tocantins foi desmembrado do Estado de Goiás. A
justificativa para tanto foi o fato de esse Estado ter maior
articulação econômica com o Estado do Pará e com o sul
do Maranhão, além de similaridades fisiográficas.

98) Alternativa: C
99) Alternativa: C
100) Alternativa: B

90) Resposta:
a) Observando-se a legenda do mapa de distribuição da
população verifica-se que a China possui uma população
maior que 500 milhões de habitantes. Trata-se do país de
maior população no mundo (1.315.844.000 hab. em 2005),
enquanto a Coréia do Sul apresenta uma população menor
que 50 milhões de habitantes (47.817.000 hab. em 2005).
Já no mapa de densidade demográfica, observa-se que a
China apresenta densidade entre 101 e 200 habitantes por
2
2
km (137 hab./km ). No caso da Coréia do Sul, a densidade
2
demográfica (482 hab./km ) verificada é acima de 400
2
habitantes por km .
b) No caso do mapa de distribuição da população,
considera-se a população absoluta, ou seja, o número total
de habitantes do país. Já na densidade demográfica,
considera-se a divisão do valor de população absoluta pela
área do país, o que significa que, embora a China
apresente uma expressiva população absoluta, sua
dimensão territorial (9.596.961 km2) também é
significativa, fazendo com que a densidade demográfica
não seja comparativamente tão alta. A Coréia do Sul,
embora não apresente uma população absoluta tão
elevada, tem um território relativamente pequeno (99.016
km2), o que faz com que a densidade demográfica
registrada seja elevada.
91) Resposta:
a) Por que Ubatuba encontra-se no nível do mar e São
Paulo está em uma altitude mais elevada, e quanto maior a
altitude, menor a temperatura.
b) As chuvas orográficas são formadas quando o ar úmido
encontra uma barreira topográfica e é obrigado a subir
essa barreira. A elevação da altitude diminui a
temperatura e o ar, o que reduz sua capacidade de
retenção de umidade e leva ao aumento da umidade
relativa. Dessa forma, ocorre a precipitação nesses pontos.
92) Alternativa: C
93) Alternativa: C
94) Alternativa: B

101) Alternativa: D
102) Alternativa: D
103) Alternativa: C
104) Alternativa: B
105) a) Os três Estados pertencentes à Amazônia Legal
onde o desmatamento foi maior em 2002 são, na ordem
crescente dos números do mapa: 1 ­ Pará, 2 ­ Mato
Grosso, 3 ­ Rondônia.
b) Os Estados que possuem área na Amazônia Legal mas
não fazem parte da região Norte são: Mato Grosso (região
Centro-Oeste) e Maranhão (região Nordeste).

106) a) O número de países do hemisfério Norte que
cultivam transgênicos é superior ao do hemisfério Sul.
Dentre os produtos agrícolas nos quais já ocorre aplicação
de engenharia genética, podem ser destacados: arroz,
algodão,batata, milho, trigo, tomate e soja.
b) Argumentos favoráveis à produção transgênica,
relativos à:
· segurança alimentar: maior produção e maior
produtividade agrícola, o que pode reduzir preços e elevar
os estoques mundiais de alimentos.
· segurança ambiental: algumas das sementes
desenvolvidas têm proteção natural contra certos tipos de
pragas, o que reduziria o uso de agrotóxicos e,
conseqüentemente, contribuiria para diminuir a poluição
mundial.

107) a) As maiores reservas estimadas de gás natural estão
na Venezuela, Bolívia, Argentina, Brasil e Peru.
b) O Brasil tem grande possibilidade tornar-se autosuficiente em gás natural graças à recente descoberta,
divulgada pela Petrobrás, de importantes jazidas na
plataforma continental da Baixada Santista (SP).
Atualmente o país ainda é grande importador da Bolívia,
fato evidenciado no mapa pelo gasoduto que interliga
Santa Cruz de La Sierra a Porto Alegre (RS).

95) Alternativa: D
108) Alternativa: B
96) Alternativa: D
97) Alternativa: C

50 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

109) a) As duas unidades federativas com os melhores
IDHs do Brasil correspondem a SP e ao DF. Já as duas com
os piores IDHs são MA e AL.
b) O IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) analisa as
condições socioeconômicas de um lugar. Os três
componentes levados em consideração são: a educação, a
expectativa de vida e a renda.

110) a) As duas unidades federativas com os melhores
IDHs do Brasil correspondem a SP e ao DF. Já as duas com
os piores IDHs são MA e AL.
b) O IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) analisa as
condições socioeconômicas de um lugar. Os três
componentes levados em consideração são: a educação, a
expectativa de vida e a renda.

Nordeste, diferencia-se pelo baixo padrão de vida de sua
população em geral, ocasionado pelo pequeno
desenvolvimento industrial e urbano. Caracteriza- se por
conter uma grande área semi-árida, com sérios problemas
sócio-econômicos, em que se verificam problemas ligados
à falta de educação, à fome e à saúde. O Complexo
Amazônico, tem sua economia pouco desenvolvida
(extrativismo mineral e vegetal). Caracteriza-se por ser
uma região de vazios demográficos e possuir baixo nível de
industrialização e urbanização.

115) Alternativa: C
116) Alternativa: D
117) Alternativa: E

111) Alternativa: C
112) Alternativa: E
113) a) Na figura, destacam-se os seguintes fluxos
migratórios legais: de Porto Rico e Jamaica para os Estados
Unidos; do Peru para a Venezuela; paraguaios e uruguaios,
para o Brasil; bolivianos, paraguaios, chilenos e uruguaios
para a Argentina.
Já as imigrações ilegais são de mexicanos e cubanos para
os Estados Unidos; de bolivianos para o Brasil.
b) Dentre as conseqüências desses fluxos migratórios nos
países receptores temos:
· formação bairros residenciais onde se concentram certos
grupos sociais, como os imigrantes;ou seja, a formação de
guetos
· aumento do setor informal da economia, pois a maioria
dos imigrantes não conseguem se inserir nas formas legais
de trabalho.
· aumento da oferta de mão-de-obra barata, geralmente
empregada em serviços de baixa qualificação e
remuneração;
· aumento do número de beneficiados pela assistência
social, em razão dos imigrantes legais.

114) a) As regiões geoeconômicas representadas no mapa
são respectivamente: 1 -- Complexo do Centro-Sul; 2 --
Complexo do Nordeste; 3 -- Complexo Amazônico. Suas
fronteiras não coincidem com as regiões administrativas
criadas pelo IBGE. Portanto não é considerada como
divisão oficial brasileira.
b) O Complexo Centro-Sul, diferencia-se de todos os outros
pelo seu alto desenvolvimento industrial e urbano, além
de seu intenso crescimento econômico e financeiro. Além
disso, apresenta também a maior concentração
populacional, melhor padrão de vida, com bons
indicadores de educação e de saúde. O Complexo do

118) Alternativa: A
119) A QUESTÃO PALESTINA, consiste na disputa iniciada
há décadas entre judeus e palestinos pelo mesmo
território, no Oriente Médio.
Entre as principais causas desse conflito estão:
EXPANSÃO TERRITORIAL -- em 1967, durante a Guerra dos
Seis dias, Israel ocupou terras sírias (Colinas do Golã),
egípcias (Faixa de Gaza e Península do Sinai) e jordanianas
(Cisjordânia). Essa expansão territorial aumentou as
rivalidades entre Israel e os povos circunvizinhos;
ATENTADOS TERRORISTAS -- palestinos participaram da
criação de organizações consideradas terroristas, como
Hamas e Hezbollah, que promovem ataques contra alvos
israelenses
DIVISÃO TERRITORIAL -- em 1947, a ONU dividiu a
Palestina em dois novos países: Israel e Palestina. Essa
divisão, rejeitada pelos palestinos, resultou numa guerra
que terminou com a vitória israelense e a ocupação total
do território palestino por Israel, Egito e Jordânia;
OPRESSÃO CONTRA OS PALESTINOS -- reagindo aos
ataques terroristas, o governo israelense aumenta a
opressão contra palestinos que habitam seu território,
submetendo-os a toque de recolher e diminuindo seus
direitos civis;

120) Alternativa: D
121) Alternativa: C
122) Alternativa: D
123) Alternativa: C
124) Alternativa: E

51 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br

125) Alternativa: C
126) Alternativa: D
127) A dinâmica natural que leva à ocorrência de zonas de
instabilidade é o tectonismo. Essas zonas, que são áreas de
contato de placas tectônicas, estão sujeitas mais
intensamente à formação de dobramentos, vulcanismo,
abalos sísmicos (terremotos) e maremotos.
128) Trata-se da bacia de Santos em mares próximos aos
estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa
Catarina.

52 | Projeto Medicina ­ www.projetomedicina.com.br