PREFEITURA MUNICIPAL DE REMÍGIO - PB

NÍVEL SUPERIOR
CARGO:

PROFESSOR DE HISTÓRIA DO ENSINO FUNDAMENTAL II T- 40
EXAME GRAFOTÉCNICO:
(Transcreva a frase abaixo no local indicado na sua Folha de Respostas)

«Não basta conquistar a sabedoria, é preciso usá-la.»

INSTRUÇÕES:
01 Verifique se este caderno de provas contém 40 (quarenta) questões de múltipla escolha, sendo Português de 01 a 15,
Raciocínio lógico de 16 a 25 e Conhecimentos Específicos de 26 a 40.

02 Observe se há falhas ou imperfeições gráficas que causem dúvidas. Caso existam, comunique imediatamente ao Fiscal de
Sala.
03 Verifique se os dados existentes na Folha de Respostas conferem com os dados do Cartão de Inscrição e da etiqueta
afixada na sua carteira.
04 Esta Prova tem duração de 4 (quatro) horas. Não é permitida a saída do candidato antes de esgotado o tempo mínimo de 2
(duas) horas.
05 É vetado, durante a prova, o intercâmbio ou empréstimo de material de qualquer natureza entre os candidatos, bem como o
uso de celulares, calculadoras e/ou qualquer outro tipo de equipamento eletrônico. A fraude, ou tentativa, a indisciplina e o
desrespeito às autoridades encarregadas dos trabalhos são faltas que eliminam o candidato.
06 Assine, ao sair da sala, a Lista de Presença e entregue o seu Caderno de Prova e a Folha de Respostas, devidamente
assinados, ao Fiscal de Sala. O Candidato poderá destacar o gabarito rascunho da última folha da prova, e levá-lo para sua
conferência.

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

PORTUGUÊS
Como se sabe, a construção de uma charge envolve a habilidade de combinar recursos visuais (imagens) e linguísticos; logo, a
interpretação do texto implica a percepção da ligação entre as duas linguagens. Observe a frase do outdoor e a reação do personagem para
responder às questões (1) e (2)

Julho/17-https://1.bp.blogspot.com/-2WJ7XKT33vg/WWUIqwh--PI/AAAAAAAAC6E/j86252Axml43MajzMUL4F6ZhRGDVDYEgCLcBGAs/s400/charge_moradia_cidade.jpg

01ª QUESTÃO
Diante da afirmação de que todo brasileiro tem direito à moradia e a uma vida feliz, fato refletido na imagem de uma família exibindo
sorrisos, alegria, o personagem tem uma reação de espanto e reproduz isso na frase "Eu também sou brasileiro e não sei o que é ser feliz! ".
Logo, da relação entre a ilustração e esse enunciado, é possível inferir que
a) brasileiro que não tem moradia não vive feliz.
b) nem todo brasileiro é feliz, mesmo os que têm moradia.
c) o brasileiro, mesmo que não tenha moradia, vive feliz.
d) brasileiros sem moradia vivem felizes.
e) todo brasileiro tem moradia e vive feliz.
02ª QUESTÃO
Do ponto de vista da gramática normativa, existe uma falha de regência na sentença "Todo brasileiro tem direito à moradia e viver feliz",
considerando o substantivo regente "direito" e o complemento regido. Abaixo se apresentam algumas alternativas de reescrita dessa
construção. Assinale a CORRETA:
a) "Todo brasileiro tem direito a moradia e à viver feliz. "
b) "Todo brasileiro tem direito à moradia e de viver feliz. "
c) "Todo brasileiro tem direito a moradia e de viver feliz. "
d) "Todo brasileiro tem direito à moradia e à viver feliz. "
e) "Todo brasileiro tem direito à moradia e a viver feliz. "
PÁGINA 03

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

03ª QUESTÃO
Diz a norma gramatical, em relação à concordância entre verbo e sujeito, que o verbo concorda em número e pessoa com o núcleo do sujeito
da oração. Por outro lado, há usos variáveis da concordância, dentre os quais o do sujeito composto e o de expressões partitivas. Observe as
regras abaixo e responda ao que se pede com relação aos exemplos que seguem:
- O sujeito composto leva o verbo para o plural, independentemente da posição em que apareça o sujeito; mas é possível a concordância
com o núcleo mais próximo, se o sujeito vem após o verbo.
- Se o sujeito é representado por expressões partitivas, a concordância se dá com o núcleo, podendo também ser estabelecida com o
substantivo que denota o conjunto.
I-

A sustentação dos partidos, a exposição de suas ideias no rádio e na televisão e a atuação de seus parlamentares no Congresso vai/vão
custar neste ano aos cofres públicos mais de 11 bilhões de reais. (Quanto custa a democracia -Veja, 04/10/17).

II- Na conta está / estão o fundo partidário, a renúncia de impostos para as emissoras que exibem as propagandas obrigatórias e os
orçamentos da Câmara e do Senado. (Idem)
III- [...] Até os 5, 6 anos, a criança aprende em ritmo espantoso, e isso será valioso para toda a vida. Infelizmente, é uma fase que costuma
ser negligenciada ­ famílias pobres não recebem orientação básica sobre como enfrentar o desafio de criar um bebê, falta/ faltam
boas creches e pré-escolas e, sobretudo, o empurrão certo na hora certa. (Entrevista "Primeiro empurrão", Veja, 27/09/17).
IV- Cerca de 50% dos produtos oncológicos do mundo atualmente são consumidos pelos Estados Unidos. E metade deles
especificamente pelo Medicare, o seguro de saúde gerido pelo governo para pessoas idosas. Quando há um novo produto para câncer
no mundo, portanto, sabe-se de antemão que boa parte das vendas será / serão feita(s) para o governo dos Estados Unidos. (Entrev.
"O médico que vale ouro", Veja, 04/10/17).
Após analisar como se concretizam as regras de concordância nos exemplos acima, NÃO admite (m) a variação da forma verbal apenas
a) IV

d) III e IV

b) I

e) II e III

c) I e III
04ª QUESTÃO
Um dos recursos de coesão textual responsáveis por retomar termos ou expressões precedentes é o emprego de pronomes relativos, alguns
deles vindo antecedidos de preposição necessária. Tendo isso em vista, estabeleça a conexão entre as informações no texto a seguir,
utilizando esse recurso.
! v ÜLÜa ! t wh t h { Ç!
Como a roubalheira __________ assistimos não é uma questão cultural, chegou a hora, no Brasil, de discutir um plano organizado
e amplo para enfrentar a corrupção CAIO MAGRE E JORGE HAGE
Como o Brasil deve enfrentar a corrupção? Essa é a pergunta que todo cidadão faz ao abrir um jornal ou ligar a TV. A resposta
simplista é que se trata de uma questão cultural, diante __________ nada pode ser feito, pois nós, brasileiros, estamos fadados a
essa condição. Isso não é verdade. A corrupção acompanha a humanidade desde seus primórdios. [...]
Entre nós, esse enfrentamento é recente. [...] No campo da prevenção, só na virada do século vieram as primeiras medidas de relevo,
como a Lei de Responsabilidade Fiscal, a Lei de Lavagem de Dinheiro e a instituição do Coaf, órgão encarregado de fiscalizar
movimentações financeiras. Seguindo-se a criação da Controladoria-Geral da União (CGU), com seus sistemas de fiscalização [...]
O momento pode ser desalentador, mas constitui etapa __________ o país teria de passar, até para generalizar-se a consciência da
gravidade do problema, que agora sobe ao topo das preocupações nacionais.
Merece destaque, ainda, a ênfase na implementação da Lei das Estatais, que regula área até então não alcançada pelas medidas já
em uso nos demais setores da administração e __________ se verificaram os principais problemas de corrupção.
[...] Parece certo que a luta contra a corrupção haverá de ser um dos principais temas nas eleições de 2018. E esta é a hora de
preparar-se a sociedade para esse embate. O desafio é construir uma iniciativa única, abrangente, __________ mobilize a todos na
luta pela integridade e contra a corrupção. (Seção Página Aberta, Veja, 04/10/17).

A sequência CORRETA de preenchimento das lacunas com os pronomes relativos é:
a) que, de que, pela qual, no qual, que

d) a que, da qual, pela qual, na qual, que

b) que, do qual, pelo qual, em que, onde

e) a que, do qual, por que, do qual, a que

c) de que, da qual, por que, onde, em que
PÁGINA 04

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

Algumas estruturas e expressões presentes no texto que segue são objeto de análise das questões (5), (6) e (7). Assim, feita a leitura do
texto, atente para o que se pede.
Os efeitos da ira contra os políticos em 2018
Com estilos diferentes, Donald Trump e Emmanuel Macron foram eleitos após capitalizarem a raiva contra o sistema político. Quem
conseguirá essa bandeira no Brasil? Christopher Garman e Cliff Young
Se há uma coisa sobre a qual analistas políticos concordam no Brasil é que os eleitores estão com raiva. As pesquisas mostram que
as principais figuras políticas têm níveis extraordinariamente altos de rejeição. Esse desencantamento começa a se disseminar para
segmentos do judiciário. [...]
É tentador atribuir esse fenômeno a fatores específicos ao Brasil. As investigações da Lava Jato se prolongam há três anos e as
condições econômicas apenas recentemente começaram a melhorar. Acrescente a isso a polêmica sobre a delação premiada acertada entre
Ministério Público e os executivos da JBS, agora anulada. Não chega a surpreender que a confiança nas instituições investigadoras, e nos
que conduzem a Lava Jato, esteja começando a cair.
As raízes da desconfiança, porém, são parte de um fenômeno que se estende bem além do Brasil. As pesquisas de opinião pública
estão mostrando níveis profundos de desconfiança nas instituições e nos establishment político nos Estados Unidos, na Europa e na
América Latina. As causas são várias e provavelmente um pouco diferentes, se compararmos países desenvolvidos e países emergentes.
Mas esse fenômeno global nos leva a uma conclusão sobre a eleição presidencial brasileira em 2018: a economia pode até se recuperar,
mas não vai abalar a desconfiança que vemos hoje. [...]
As mesmas forças estão em jogo nos Estados Unidos, na Europa e na América Latina? Em nossa opinião, não. [...] Na América Latina, a
cólera está focada nas instituições políticas. Ela está mais associada à emergência de uma nova classe média que passou a exigir serviços
públicos de melhor qualidade, justamente quando a capacidade dos políticos de atender a essas demandas está em seu ponto mais baixo.
Nesse contexto, a corrupção é uma questão mais importante no Brasil e em seus vizinhos que na Europa e nos Estados Unidos.
(Observador da política, Época, 25/09/17)
05ª QUESTÃO
O título do texto sinaliza o tema a ser desenvolvido: "Os efeitos da ira contra os políticos" e os fatos relatados em vários trechos são
reveladores da insatisfação das pessoas em relação aos políticos e às instituições. Além disso, as expressões escolhidas pelos autores (ver o
texto) reforçam essa ideia, contribuindo para a coesão e coerência textuais. Nesse sentido, relacione as colunas abaixo, fazendo a
correspondência entre o conteúdo exposto e a expressão responsável por sua retomada, seja para rotulá-lo ou resumi-lo.
(1) Altos níveis de rejeição das figuras políticas
(2) Desaprovação de ministros e de membros do MPF
(3) Queda de confiança nas instituições investigadoras
(4) Níveis profundos de desconfiança nas instituições e no establishment político nos EUA, Europa e América Latina
(5) Cólera dos eleitores devido ao não atendimento, pelos políticos, às demandas solicitadas pela sociedade
(
(
(
(
(

)
)
)
)
)

esse fenômeno global
Nesse contexto
esse fenômeno
a desconfiança
Esse desencantamento

A sequência CORRETA é:
a) 4, 5, 1, 3, 2.
b) 4, 3, 1, 2, 5.
c) 5, 2, 3, 4, 1.
d) 4, 5, 2, 3, 1.
e) 5, 3, 2, 4, 1.
PÁGINA 05

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

06ª QUESTÃO
No enunciado: "Se há uma coisa sobre a qual analistas concordam no Brasil, é ...", a preposição que rege o pronome relativo poderia ser
substituída, promovendo uma melhor estruturação da oração adjetiva.
Relacionamos abaixo algumas paráfrases correspondentes:
I- "Se há uma coisa em que analistas concordam no Brasil, é ..."
II- "Se há uma coisa cujos analistas concordam no Brasil, é ..."
III- "Se há uma coisa que na qual analistas concordam no Brasil, é ..."
IV- "Se há uma coisa com a qual analistas concordam no Brasil, é ..."
V- "Se há uma coisa onde analistas concordam no Brasil, é ..."
Está (ao) CORRETA(s) apenas a(s) paráfrase(s)
a) II e III

d) II

b) I e IV

e) I

c) V
07ª QUESTÃO
Analise os períodos abaixo, com atenção para o processo de combinação das orações
I- É tentador atribuir esse fenômeno a fatores específicos ao Brasil.
II- Não chega a surpreender que a confiança nas instituições investigadoras, e nos que conduzem a Lava Jato, esteja começando a cair.
Nesses períodos, a oração subordinada em destaque assume a função sintática de
a) Sujeito / sujeito.

d) Sujeito / objeto direto.

b) Objeto direto / objeto direto.

e) Predicativo / objeto direto.

c) Predicativo / sujeito.
Leia atentamente o texto a seguir de modo a responder às questões (8) e (9):
Quanto do dia você passa sentado?
Dois estudos recentes jogam por terra a noção de que existe o "gordinho" saudável. Um trabalho da Universidade de Birmingham, no
Reino Unido, avaliou dados de 3,5 milhões de pessoas por cinco anos e mostrou que os obesos têm maior risco de morte por derrames e
infartos. Isso acontece mesmo com os obesos que estão metabolicamente bem, com níveis normais de pressão arterial e de taxas de glicose
e colesterol. [...]
Apesar de todos os participantes do estudo se mostrarem inicialmente saudáveis, os que estavam obesos apresentaram um risco de 96%
maior de desenvolver "falência" cardíaca, 50% maior de apresentar doença nas coronárias e 7% maior de ter um acidente vascular cerebral.
[...]
É importante que os médicos deixem claro para a população que a obesidade aumenta os riscos para a vida das pessoas. Para muitos
especialistas, não adianta apenas monitorar diabetes, colesterol e hipertensão arterial sem buscar reduzir o peso de quem está obeso.
Para tentar controlar a obesidade, ainda não se inventou nada melhor que a combinação de uma alimentação adequada com o aumento da
prática de atividades físicas. Nos casos mais graves, o médico pode optar por tratamentos complementares, mas a mudança de estilo de
vida é central nessa história. [...] (Jairo Bouer, Época, 25/09/17)
08ª QUESTÃO
Nos períodos abaixo listados, todas as orações em destaque são subordinadas. Mas em apenas um deles consta uma oração subordinada
adjetiva, a saber:
a) Para tentar controlar a obesidade, ainda não se inventou nada melhor que a combinação de uma alimentação adequada com o aumento
da prática de atividades físicas.
b) Estudos recentes jogam por terra a noção de que existe o "gordinho" saudável.
c) Trabalho da Universidade de Birmingham mostrou que os obesos têm maior risco de morte por derrames e infartos.
d) É importante que os médicos deixem claro para a população que a obesidade aumenta os riscos para a vida das pessoas.
e) O grande risco de morte acontece mesmo com os obesos que estão metabolicamente bem, com níveis normais de pressão arterial e de
taxas de glicose e colesterol.
PÁGINA 06

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

09ª QUESTÃO
Nos períodos abaixo estão em destaque orações que contribuem para a sequenciação lógica das ideias, promovendo, pois, a coerência
textual:
I- Apesar de todos os participantes do estudo se mostrarem inicialmente saudáveis, os que estavam obesos apresentaram um risco de
96% maior de desenvolver "falência" cardíaca, 50% maior de apresentar doença nas coronárias e 7% maior de ter um acidente
vascular cerebral. [...]
II- Para muitos especialistas, não adianta apenas monitorar diabetes, colesterol e hipertensão arterial sem buscar reduzir o peso de quem
está obeso.
III- Para tentar controlar a obesidade, ainda não se inventou nada melhor que a combinação de uma alimentação adequada com o
aumento da prática de atividades físicas.
IV- O médico pode optar por tratamentos complementares, mas a mudança de estilo de vida é central nessa história.
Marque a alternativa que apresenta o tipo de relação lógico-semântica inferido da combinação das orações:
a) Concessão, condição, modo, adversidade.
b) Concessão, adversidade, consequência, adversidade.
c) Adversidade, modo, causa, conclusão.
d) Causa, condição, finalidade, consequência.
e) Concessão, condição, finalidade, adversidade.
10ª QUESTÃO
O texto abaixo é o parágrafo introdutório de uma entrevista, com o propósito de situar o leitor quanto ao tema e ao personagem
entrevistado. Como a pontuação constitui um importante recurso para a organização textual, leia-o com o objetivo de analisar o uso da
vírgula:
"Trump é o pior ser humano que já ocupou a Casa Branca"

01
02
03
04
05
06
07
08
09

No dia 19, o presidente Donald Trump estreou na tribuna da Assembléia-Geral da Organização das Nações Unidas
(ONU). Era um evento cercado de simbolismo. A criação da ONU foi uma vitória da diplomacia dos Estados Unidos,
após a Segunda Guerra Mundial. Mas em 42 minutos de discurso, Trump massacrou a tradição americana. Na casa
da paz, ameaçou "destruir totalmente a Coreia do Norte", "Trump está encolhendo a liderança que seu país tem no
mundo", afirma o jornalista Jacob Weisberg, diretor da revista on-line Slate e criador do Trumpscast, programa de
comentários sobre o presidente. Autor de livros sobre os presidentes Ronald Reagan e George W. Bush, Weisberg
diz que, passados nove meses, o governo Trump só traz um motivo para otimismo: "Trump é tão incompetente que
pode nem conseguir causar dano". O jornalista estará no Festival Piauí Globo News de Jornalismo, em São Paulo,
nos dias 7 e 8 de outubro. (Época, 25/09/17)

Seguem as explicações quanto à aplicação de algumas regras de pontuação no texto. Analise-as, de modo a marcar "verdadeiro" (V) na
proposição em que há correspondência entre a regra e o uso evidenciado no texto, e "falso" (F) na proposição em que não se verifica tal
correspondência.
( ) Usam-se vírgulas para separar adjuntos adverbiais deslocados, fato evidenciado em: "No dia 19" (linha 1) e "Na casa da paz"; (linhas
3-4) ou em sequência como em "O jornalista estará no Festival Piauí Globo News de Jornalismo, em São Paulo, nos dias 7 e 8 de
outubro" (linhas 8-9).
( ) Usam-se vírgulas para separar orações adjetivas explicativas, como em "Autor de livros sobre os presidentes Ronald Reagan e George
W. Bush, Weisberg diz ..." (linhas 6-7).
( ) Usam-se vírgulas para isolar orações apositivas, a exemplo da oração em destaque em: "Weisberg diz que, passados nove meses, o
governo Trump só traz ..." (linhas 6-7).
( ) Usam-se vírgulas para separar um aposto da expressão nominal a que se refere, caso das sequências: "o jornalista Jacob Weisberg,
diretor da revista on-line Slate e criador do... " e "Trumpscast, programa de comentários sobre o presidente" (linhas 5-6).
( ) Usam-se vírgulas para separar o discurso citado do discurso do enunciador, a exemplo de: "Trump está encolhendo a liderança que seu
país tem no mundo, afirma o jornalista". (linhas 4-5).
A sequência CORRETA é
a) V, F, V, V, F.

d) F, F, V, V, F.

b) V, F, F, V, V.

e)

F, V, V, F, V.

c) F, V, F, V, V.
PÁGINA 07

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

11ª QUESTÃO
No período abaixo exposto, que é o subtítulo do ensaio "A LUTA NAS EMPRESAS", uma estrutura se apresenta na voz passiva analítica:
"Ampliar a presença de negros nas companhias, especialmente em cargos de alto escalão, é um objetivo que não será alcançado sem o
engajamento dos presidentes e demais executivos"
Theo Van Der Loo (Executivo da Bayer do Brasil ­ Seção Página Aberta, Época, 16/08/17)
Indique a alternativa na qual a paráfrase CORRETA correspondente é construída com a passiva sintética.
a) Não se amplia a presença de negros nas companhias, especialmente em cargos de alto escalão, sem o engajamento dos presidentes e
demais executivos.
b) Ampliar a presença de negros nas companhias, especialmente em cargos de alto escalão, é um objetivo que não se alcançará sem que
haja o engajamento dos presidentes e demais executivos.
c) Os negros não alcançarão o objetivo de se ocupar cargos nas companhias, especialmente os de alto escalão, sem o engajamento dos
presidentes e demais executivos.
d) O objetivo de se ampliar a presença de negros nas companhias, especialmente em cargos de alto escalão será alcançado se houver o
engajamento dos presidentes e demais executivos.
e) Um objetivo dos presidentes e demais executivos é ampliar-se a presença de negros nas companhias, especialmente em cargos de alto
escalão, sendo necessário, para alcançá-lo, engajamento.
Abaixo estão relacionados trechos de um artigo de opinião. Feita a leitura, responda às questões (12) e (13):
b 9 a ÇÜ5 h ; Wh Dh 9 [ 9 LÇh w! [
Juízes e promotores de peso não trocariam vocação pela política
A política anda tão desqualificada que uma das armas mais utilizadas por aqueles a quem a aplicação da lei desconforta é espalhar boatos de que
investigadores e juízes querem mesmo é ser políticos. [...]
[...] se pretendem mesmo trocar a estabilidade de sua profissão pela vida incerta da busca constante de votos, qual o interesse em tornar ainda mais
difícil a vida dos eleitores de quem passariam a depender?
Não havendo lógica no raciocínio nem ingenuidade nos argumentos, resta como explicação a má-fé. Tão nefasta que se vale da boa-fé de um
contingente de cidadãos, estes, sim, ingênuos, que consideram iguais atributos, formação, vocação e circunstâncias necessárias ao exercício de atividades
absolutamente diferentes.
Mas o deserto anda tão árido no tocante à correção de condutas que, quando o público (ou parte dele) vê alguém atuando em consonância com seu
interesse, a tendência é imaginar que essa mesma pessoa possa encarnar a salvação. Daí os índices elevados de "intenção de voto" quando o nome dele é
incluído nas pesquisas de opinião.
O mesmo aconteceu, e ainda acontece, com o ministro do Supremo Tribunal aposentado Joaquim Barbosa. O primeiro atende às expectativas na
condução do que lhe chega em relação à Lava-jato e o segundo fez o mesmo na época do julgamento do mensalão.
Naquela ocasião, passados já cinco anos, dizia-se sobre Joaquim o que se diz hoje sobre o procurador Janot. Candidatos, sem dúvida. Joaquim não
foi, [...] Moro não será nem Janot. Primeiro porque não é essa a natureza de nenhum dos três. Segundo, porque em termos populares a vida já lhes sorri de
onde estão.
Por último, mas não menos importante, porque os partidos têm oligarcas que não pretendem substituir tão cedo, e certas normas que não estão
dispostos a submeter ao rigor de ninguém. Muito menos a rigorosos juízes e promotores que tanto apoio recebem da população. (Veja, 06/09/17)

12ª QUESTÃO
No texto, estão em destaque as palavras mesmo e que, itens gramaticais que aparecem repetidas vezes, mas em contextos estruturais que
conduzem à classificação morfológica distinta. Na sequência, expomos a classificação de tais itens, conforme os diferentes usos:
I-

em: "...juízes querem mesmo é.../...pretendem mesmo trocar...", o termo mesmo se classifica como advérbio.

II- em: "...essa mesma pessoa possa encarar...", o item mesmo se classifica como adjetivo.
III- em: "o deserto anda tão árido no tocante à correção de condutas que, quando o público vê alguém atuando em consonância com seu
interesse, a tendência é imaginar que essa mesma pessoa possa encarnar a salvação", o item que destacado se classifica como
pronome relativo.
IV- em: "...a tendência é imaginar que essa mesma pessoa possa encarnar a salvação...", o que se classifica como conjunção integrante.
V-

no último parágrafo, todas as ocorrências do elemento que o identificam como pronome relativo.

É possível afirmar com relação à classificação acima proposta que NÃO estão corretas apenas
a) III e V

d) II e III

b) I e II

e) IV e V

c) II e IV
PÁGINA 08

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

13ª QUESTÃO
Analise as proposições abaixo, que trazem explicações a respeito de algumas estruturas oracionais presentes no artigo acima exposto, e
assinale verdadeiro (V) ou falso (F):
( ) A partícula SE na estrutura: "se (promotores e juízes) pretendem mesmo trocar a estabilidade de sua profissão pela vida incerta da
busca constante de votos, qual o interesse em tornar ainda mais difícil a vida dos eleitores de quem passariam a depender?" imprime à
frase a noção de hipótese.
( ) A oração reduzida de gerúndio, em: "Não havendo lógica no raciocínio nem ingenuidade nos argumentos, resta como explicação
(para os boatos) a má-fé. ", pode ser interpretada como causa ou condição.
( ) No seguinte contexto: "quando o público vê alguém atuando em consonância com seu interesse, a tendência é imaginar que essa
mesma pessoa possa encarnar a salvação. ", o conector QUANDO, que originariamente denota "tempo", imprime noção de condição
à oração adverbial.
( ) Os numerais ordinais "primeiro" e "segundo" em: O primeiro atende... / o segundo fez... e em: Primeiro, porque... / Segundo,
porque..., são conectores referenciais.
( ) A partícula SE na estrutura: "passados já cinco anos, dizia-se sobre Joaquim o que se diz hoje sobre o procurador Janot.", funciona
como índice de indeterminação de sujeito na primeira ocorrência e como partícula apassivadora na segunda.
A sequência CORRETA é:
a) V, V, F, F, F.

d) V, F, V, F, F.

b) F, V, V, F, F.

e) V, F, V, V, F.

c) V, V, V, F, F.
14ª QUESTÃO
O título de um texto anuncia o tema a ser abordado, marca o posicionamento do autor e também o tom (se crítico, irônico, humorístico,
objetivo) do texto; sendo, portanto, um fator de coerência textual. Observe os títulos a seguir, de modo a avaliar a sua adequação ao
conteúdo do texto:
1. Homem de valores
Eduardo Cunha revela na prévia de sua delação que comprou votos de colegas durante disputas pela liderança do PMDB. Um deputado diz
que ele pagava de 150 000 a 3000 000 reais. (Veja, 16/08/17)
2. Fina Ironia
Não é segredo para ninguém em Brasília que Henrique Meireles implica com Paulo Rabelo de Castro, presidente do BNDES. Mas sempre
que o encontra, o ministro exclama, bem alto: "Poderoso Paulo Rabelo!". (idem)
3. Saúde frágil
Uma delação, à espera de homologação, vai complicar Ricardo Barros. Dono da Construtora Valor, Eduardo de Souza conta que ­ por
exigência de Barros ­ pagou propina a Juliano Borghetti, cunhado do ministro. (idem)
A respeito da combinação das palavras, deduz-se que
I-

o vocábulo "valores", em Homem de valores, produz o efeito de ambiguidade; ao fazer tal escolha, o autor não só se refere
diretamente à quantia paga por votos pelo deputado Eduardo Cunha; como, sutilmente, alude à desqualificação de caráter desse
deputado.

II-

o mesmo efeito irônico provocado pela anteposição do adjetivo em "Poderoso Paulo Rabelo!" é reproduzido na expressão que dá
título à nota jornalística Fina Ironia; desta vez, por meio da anteposição do adjetivo, o autor denuncia o tom crítico do texto.

III- tendo em vista a função denotativa do texto jornalístico, o título Saúde Frágil, ao contrário dos títulos 1 e 2, anuncia, sem qualquer
nuance de dubiedade semântica, o tema da matéria ­ as implicações aos envolvidos em ilícitos, ou seja, os malefícios à sua saúde,
sequela provocada em virtude das delações divulgadas.
É(são) falsa(s) apenas a(s) afirmação(ões):
a) III

d) II e III

b) I

e) II

c) I e II
PÁGINA 09

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

15ª QUESTÃO
A charge a seguir, publicada no período em que foi divulgado o preço cobrado nas clínicas particulares pela vacina da dengue, denuncia,
através do diálogo entre os personagens, a dificuldade de quem precisa de tratamento, mas não tem condição de custeá-lo.

http://s2.glbimg.com/kqP1UlqSWesrmG6Kj5wS3x1rgOI=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2016/08/04/cacando-pokemon.jpg

Com base na análise do segundo enunciado presente na charge, deduzimos que
I-

existe uma falha estrutural no segundo enunciado, em virtude de a vírgula ter sido usada para separar o sujeito do predicado.

II- a vírgula presente no segundo enunciado é usada para marcar a supressão da forma verbal.
III- a opção pelo uso do verbo "cobrar" no subjuntivo sinaliza a possibilidade da existência de clínicas em que a vacina é vendida por um
valor inferior a 300 reais, mesmo que ela não seja encontrada.
IV- o uso do verbo "cobrar" no presente do indicativo seria também adequado ao contexto, dada a existência de uma só clínica em que a
vacina é vendida por um valor inferior a 300 reais.
Dentre as proposições acima podemos afirmar que está(ão) CORRETAS apenas as proposições:
a) II e IV
b) II
c) II e III
d) III e IV
e) I

PÁGINA 10

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

RACIOCÍNIO LÓGICO
16ª QUESTÃO
Bruna deseja pintar seu quarto com uma tonalidade de rosa que é obtida ao misturar-se 180 ml de tinta rosa com 300 ml de tinta branca. Ao
tentar obter a cor desejada, Bruna misturou 3L de tinta rosa com 4L de tinta branca, obtendo uma tonalidade muito escura de rosa, diferente
daquela com que ela deseja pintar o quarto. Para corrigir essa mistura e conseguir o tom almejado, ela deve acrescentar
a)
b)
c)
d)
e)

3L de tinta branca.
2L de tinta rosa e 5L de tinta branca.
1L de tinta rosa e 7L de tinta branca.
1L de tinta branca.
meio litro de tinta rosa e 4L de tinta branca.

17ª QUESTÃO
Sem perspectiva de chuvas que possam recuperar minimamente o volume de um açude que abastece uma grande região do Nordeste
brasileiro, especialistas em recursos hídricos mandaram um alerta para a equipe de monitoramento e manutenção daquele açude:
"Se não chover ou o açude secar, todas as comportas e todas as bombas de captação de água deverão ser desativadas."
Preocupados com a situação do açude, a equipe de monitoramento e manutenção acatou fielmente o alerta dos especialistas em recursos
hídricos. Sabendo que alguma comporta ou alguma bomba de captação não foi desativada, é CORRETO afirmar que
a)
b)
c)
d)
e)

não choveu ou o açude secou.
choveu ou o açude não secou.
não choveu e o açude não secou.
choveu e o açude secou.
choveu e o açude não secou.

18ª QUESTÃO
Maria, Júlia e Clara fizeram o mesmo concurso, porém para cargos distintos (cargo A, cargo B e cargo C, não necessariamente nessa
ordem). No dia da prova, elas foram com vestidos de cores diferentes (cinza, laranja e rosa) e cada uma levou uma bebida para tomar
enquanto fazia a prova (água, refrigerante e suco).
Sabe-se que:
-

A menina que fez o concurso para o cargo B levou suco.
O vestido de Clara não é laranja.
A garota do vestido cinza levou água.
Maria, que prestou concurso para o cargo A, não levou refrigerante.
Júlia não prestou concurso para o cargo C.

É CORRETO afirmar que:
a)
b)
c)
d)
e)

Clara, que estava de vestido rosa, levou água.
Maria está de vestido laranja.
Júlia fez concurso para o cargo B.
Maria levou suco.
Júlia foi de vestido rosa.

19ª QUESTÃO
Gabriel, Pedro e Marina são médicos e atendem ao todo 48 pacientes por dia. A quantidade de pacientes atendidos por Gabriel é a quarta
parte da quantidade de pacientes atendidos por Marina. A partir dessas informações, classifique, logicamente, cada uma das afirmativas
abaixo como verdadeira (V) ou falsa (F).
(
(
(
(
(

)
)
)
)
)

Gabriel atende menos de 10 pacientes por dia.
Pedro atende pelo menos 2 pacientes por dia.
Marina pode não atender pacientes.
Pedro pode atender todos os pacientes.
Gabriel e Pedro podem atender ao todo 15 pacientes por dia.

A sequência CORRETA dessa classificação, feita de cima para baixo, é
a)
b)
c)
d)
e)

V-F-V-V-F
V-V-V-V-F
F-V-F-F-V
F-F-F-F-V
V-F-V-V-V
PÁGINA 11

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

20ª QUESTÃO
Elisa e Carol vão promover juntas um evento de moda. As peças que comporão o desfile serão de duas lojas, uma de Elisa e outra de Carol.
Elas observam que há 5 vestidos da loja de Elisa para cada 3 vestidos da loja de Carol. Sabendo que há 18 vestidos a mais da loja de Elisa, a
quantidade total de vestidos que irão ser expostos nesse evento é
a)
b)
c)
d)
e)

68
72
70
74
75

21ª QUESTÃO
Em uma festa de casamento, o buffet era composto por entrada, prato principal e sobremesa. Após a festa, percebeu-se que todos os
convidados comeram pelo menos um prato. Observou-se que 200 convidados comeram a entrada, 184 convidados comeram o prato
principal e 192 comeram a sobremesa. Sabe-se ainda que 98 convidados comeram os três pratos, 119 convidados comeram entrada e prato
principal, 152 convidados comeram entrada e sobremesa e 5 convidados comeram exclusivamente a sobremesa. Quantos convidados
havia na festa?
a)
b)
c)
d)
e)

270
368
172
320
345

22ª QUESTÃO
Devido às fortes tempestades que atingem Nova York, a equipe de meteorologistas de um aeroporto da cidade determinou:
"Se a tempestade não parar, então todos os voos deverão ser cancelados."
Sabendo que os controladores de voos seguem rigorosamente esta regulamentação, é CORRETO afirmar que
a)
b)
c)
d)
e)

se a tempestade parou, então todos os voos foram cancelados.
se nenhum voo foi cancelado, então a tempestade parou.
se a tempestade parou, algum voo não foi cancelado.
se pelo menos um voo não foi cancelado, então a tempestade parou.
se a tempestade parou, nenhum voo foi cancelado.

23ª QUESTÃO
Em um zoológico em Singapura, uma leoa deu cria. Sabendo que cada filhote fêmea tem a mesma quantidade de irmãs fêmeas e de irmãos
machos e que cada filhote macho tem duas vezes mais irmãs fêmeas do que irmãos machos, a quantidade de filhotes fêmeas e machos a que
a leoa deu cria foi, respectivamente:
a)
b)
c)
d)
e)

3e1
5e3
4e3
3e2
5e4

24ª QUESTÃO
Augusto, Daniel e Maurício foram os únicos finalistas de um campeonato de natação. Após a final, observou-se que o atleta que ficou em
segundo lugar, que treina com Daniel, é o mais baixo. Sabendo que o atleta que foi campeão é mais baixo do que Maurício, é
necessariamente CORRETO afirmar que
a)
b)
c)
d)
e)

Daniel ficou em terceiro lugar.
Augusto ficou em segundo lugar.
Maurício é mais baixo do que o atleta que ficou em terceiro lugar.
Maurício foi campeão.
Daniel ficou em segundo lugar.

25ª QUESTÃO
Em uma sala de aula há 95 alunos. Dentre esses alunos, sabe-se que o dobro do número de mulheres é igual ao triplo do número de homens.
Quantas mulheres há a mais do que homens nessa sala de aula?
a)
b)
c)
d)
e)

95
23
38
57
19
PÁGINA 12

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
26ª QUESTÃO
"O que fabrica o historiador quando faz história? Para quem trabalha? Que produz? "
(CERTEAU, Michel. A Escrita da História. 2ª edição. Forense Universitária. 2007 p.65)
Analise as proposições do exposto, a seguir:
I- Toda pesquisa historiográfica se articula com um lugar de produção sócio-econômico, político e cultural.
II- Ao pensar o estabelecimento das fontes, Certeau afirma que, em história, tudo começa com o gesto de separar, de reunir, de
transformar em documentos certos objetos distribuídos de outra maneira.
III- Para Certeau, a escrita histórica se constrói em função de uma instituição cuja organização parece inverter: obedece a regras próprias
que exigem ser examinadas por elas mesmas.
Está(ão) CORRETA(S)
a)
b)
c)
d)
e)

apenas I e II.
apenas II e III.
todas.
apenas I.
apenas II.

27ª QUESTÃO
"Com a independência do Brasil, após 1822 as elites à frente daquele movimento iniciaram a construção das bases de um Estado Nacional.
" (SILVA, Édson; SILVA, Mª Penha da (Orgs.). A temática indígena na sala de aula: reflexões para o ensino a partir da Lei 11.645. Recife. Ed.
Universitária da UFPE. 2013. P13).
Com relação a esse período histórico, assinale a alternativa CORRETA:
a) O realismo dedicou-se a rever em tom épico o passado histórico do Brasil, exaltando a bravura indígena, a resistência e a morte heroica,
como expressou Gonçalves Dias em seus poemas.
b) O negro passou a ser prestigiado, apesar da condição de escravizados, sendo eleito como representação da nacionalidade.
c) Eleito como símbolo da nacionalidade, expressão do patriotismo, o branco foi representado nas artes plásticas, nos discursos políticos e
de intelectuais, e no realismo, tendo como principal expoente o cearense José de Alencar.
d) Esse momento foi marcado pelo nacionalismo e pela afirmação da soberania política, com o jovem país espelhando-se nas consideradas
grandes nações civilizadas da Europa.
e) Com o Realismo/Naturalismo nas últimas décadas do século XIX, a ideia de mestiçagem foi extirpada como explicação da identidade
do povo brasileiro e exaltada a figura do índio, como podemos perceber na obra ``O Mulato'' (1888) de Aluísio Azevedo.
28ª QUESTÃO
Considerando o atual cenário da sociedade brasileira, analise as proposições a seguir:
Nos últimos trinta anos, em novos cenários políticos, movimentos sociais com diferentes atores conquistaram e ocuparam espaços,
reivindicando o reconhecimento e o respeito às socio diversidades.
II- Identidades foram afirmadas, diferentes expressões sócioculturais passaram a ser reconhecidas, respeitadas, e ocorreram mudanças
de atitudes que exigiram discussões, formulações e fiscalizações de políticas públicas que responderam às demandas de direitos
sociais específicos.
III- Se a Escola de Educação Básica é pensada hoje também com espaço de formação dos valores humanísticos, éticos, sociais e políticos,
é seu dever contribuir para o fim de qualquer tipo de preconceito e discriminação de ordem étnica ou racial, privilegiando o debate da
inclusão.
I-

Está(ão) CORRETA(S):
a)
b)
c)
d)
e)

apenas I e III.
Todas.
apenas I e II.
apenas II.
apenas III.
PÁGINA 13

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

29ª QUESTÃO
O historiador Carlo Ginzburg, em sua obra "O queijo e os vermes ­ o cotidiano e as ideias de um moleiro perseguido pela inquisição", conta
a história de Domenico Scandella, mais conhecido como Menocchio, que nasceu em 1532 em uma pequena aldeia de Friuzi e que "em uma
época marcada pelo enrijecimento hierárquico, pela doutrinação paternalista das massas, pela extinção da cultura popular, pela
marginalização mais ou menos violenta das minorias e dos grupos dissidentes, acabou queimado. " (GINZBURG, Carlo. O queijo e os
vermes ­ o cotidiano e as ideias de um moleiro perseguido pela inquisição. SP. Companhia das Letras. 1987. pp. 34/35).
Segundo esse historiador, dois grandes eventos históricos tornam possível um caso como o de Menocchio:
a)
b)
c)
d)
e)

a Invenção da Imprensa e a Reforma.
a Guerra dos Cem Anos e a Inquisição.
a Inquisição e as Grandes Navegações.
o Renascimento Cultural e o Iluminismo.
o Concílio de Trento e o Jansenismo.

30ª QUESTÃO
Ao considerar como fundamentação para o seu trabalho o pensamento Rankeano o historiador poderá selecionar:
a)
b)
c)
d)
e)

Fotos, vestimentas e bilhetes.
Literatura de Cordel e artefatos populares.
Artefatos de civilizações "pré-históricas".
Depoimentos e entrevistas.
Documentos escritos e oficiais de eventos políticos.

31ª QUESTÃO
O ano de 1850 é marcado por duas leis que foram implementadas no Brasil. A primeira proibiu o tráfico negreiro e forçou o governo
imperial a criar estratégias para suprir a carência de mão-de-obra nos cafezais do Sudeste brasileiro, enquanto a segunda pretendeu impor o
princípio da política de intervenção no processo de apropriação territorial. Estamos falando respectivamente das leis:
a)
b)
c)
d)
e)

Eusébio de Queirós e Sesmarias.
Eusébio de Queirós e de Terras.
Bill Aberdeen e de Terras.
Ventre Livre e Estatuto da Terra.
Saraiva Cotegipe e Sesmarias.

32ª QUESTÃO
A reforma da Igreja do século XI, mais conhecida como Reforma Gregoriana, que proveio da reforma monástica do século X, perseguia
principalmente três objetivos, entre os quais podemos destacar:
a)
b)
c)
d)
e)

Erradicar as indulgências.
Extinguir o celibato.
Fortalecer a influência dos leigos na Igreja.
Combater o calvinismo.
Lutar contra a simonia.

33ª QUESTÃO
A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) envolveu as principais potências mundiais, que atuaram diretamente com enormes contingentes
militares.
Analise as proposições a seguir:
O nacionalismo, presente na maior parte da Europa desde o século XIX, foi um importante elemento para o desencadeamento deste
conflito.
II- O Império Austro-Húngaro era composto por um grande número de nacionalidades que reivindicavam autonomia, principalmente
tchecos, eslovacos, eslovenos, croatas e sérvios.
III- Na Primeira Guerra Mundial, a tecnologia mudou as estratégias militares de ataque e defesa. Novas e mais mortíferas armas foram
postas em prática, como aviões, submarinos e metralhadoras potentes.
I-

Está(ão) CORRETA(S):
a) apenas III.
b) apenas I e II.
c) apenas I.

d)
e)

todas.
apenas II.

PÁGINA 14

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

34ª QUESTÃO
Modalidade de produção que foi criada na década de 20 do século passado. Sua ideia foi elaborada em uma indústria de automóvel,
baseado na especialização da função e na instalação de esteiras sem fim na linha de montagem. À medida que o produto deslocava na
esteira o trabalhador desenvolvia sua função. Com isso, visava diminuir o tempo gasto no trabalho, aumentar a produtividade, diminuir o
custo de produção e, principalmente, realizar a produção em massa para o consumo ocorrer no mesmo passo. Estamos nos referindo ao
a)
b)
c)
d)
e)

Fordismo.
Taylorismo.
Serialismo.
Volvismo.
Tayotismo.

35ª QUESTÃO
Sobre o governo Juscelino Kubitscheck é CORRETO afirmar:
a) A indústria se expandiu e diversificou, enquanto o presidente tinha o apoio da população devido a distribuição da riqueza que ocorria
em seu governo de forma igualitária.
b) O lema do seu governo foi "cinquenta anos em cinco" que tinha como meta o desenvolvimento do Plano SALTE, plano econômico que
priorizava impulsionar o transporte e a energia.
c) O Estado investiu em obras de infraestrutura aliado ao setor privado, gerando um alto crescimento econômico exclusivamente com o
capital nacional.
d) Uma importante contribuição para a criação de projetos desenvolvimentistas vinha da CEPAL (Comissão Econômica para a América
Latina) - uma comissão criada pela ONU (Organização das Nações Unidas).
e) Não foi um período de inflação, terminando o seu governo sem déficit público, principalmente a nível internacional.
36ª QUESTÃO
Coloque V para verdadeira e F para falso, considerando as assertivas abaixo:
( ) No Convênio de Taubaté os governos estaduais assumiram a responsabilidade de comprar os estoques excedentes de café como
forma de retirá-los do mercado.
( ) O Brasil, na década de 20 do século passado, apesar de ter uma população essencialmente rural, apresentava um crescimento urbano
considerável.
( ) A Semana de Arte Moderna, que ocorre ao fim da década de vinte do século passado, teve forte impacto na sociedade e é considerada
um marco do Modernismo.
( ) O assassinato de João Pessoa, que teve exclusivamente razões políticas, foi um dos pilares da Revolução de 1930.
Assinale a alternativa CORRETA:
a)
b)
c)
d)
e)

V, F, V, F.
V, V, F, F.
F, F, F, F.
V, F, F, F.
V, V, V, F.

37ª QUESTÃO
O Segundo Império Babilônico, também conhecido como Neobabilônico, herdou as estruturas de arrecadação e a grandeza dos
a)
b)
c)
d)
e)

Romanos.
Persas.
Assírios.
Fenícios.
Sumérios.

38ªQUESTÃO
O apogeu da democracia ateniense ocorreu no governo de Péricles, iniciando o período clássico. Assinale a alternativa CORRETA:
Clístenes foi o autor das primeiras leis escritas, organizou e as tornou públicas, favorecendo o processo democrático.
Os estrangeiros tinham direito à ampla participação política, bem como os eupátridas
Apesar da ampla liberdade e do voto, eram excluídos da democracia grega as mulheres, as crianças, os metecos e os escravos.
A Eclésia de cidadãos tinha poder imediato devido ao grande número de cidadãos, que se pode comparar com as noções de eleitorado
moderno.
e) Os metecos eram considerados cidadãos por terem pais atenienses, de condição livre, e por serem maiores de 18 anos.
a)
b)
c)
d)

PÁGINA 15

MR 2 0 1 7 P R O F E S S O R

DE

HI S T OR I A

39ª QUESTÃO
Sobre a Baixa Idade Média é CORRETO afirmar:
a)
b)
c)
d)
e)

A estrutura feudal foi estimulada e fortalecida, sendo erradicada no século XVIII como advento da Revolução Francesa.
Neste período não houve grandes avanços técnicos, exceção feita à técnica do rodízio na produção agrícola e ao uso da ferradura.
O comércio não se desenvolveu nesse período devido à interferência por parte da Igreja, que proibia o lucro e a usura.
As cidades já possuíam uma adequada infraestrutura de saneamento básico inibindo o desenvolvimento de epidemias.
Os moinhos, usados para moer grãos, que já eram conhecidos desde a Antiguidade, foram aperfeiçoados e difundidos.

40ªQUESTÃO
A década de 1990, com o fim da "era soviética", na expressão do historiador Eric Hobsbawm, encerrou o "breve século XX". Sobre este
período é CORRETO afirmar:
a) A geração e a detenção de tecnologia de ponta tornaram-se a principal forma de dominação econômica e política, sendo restritas a
poucos países ricos do mundo.
b) Apesar do boom do desenvolvimento tecnológico, os fatos e acontecimentos não ganharam dimensão mundial nesse período.
c) O fim da União Soviética em 1989 acelerou a nova ordem mundial caraterizada pela bipolarização econômica e política liderada pelos
Estados Unidos da América.
d) A política intervencionista dos Estado Unidos dominou os países do mundo ocidental, recomendando a estes que estatizassem ao
máximo as empresas de energia e telecomunicações.
e) Nesse período, devido ao processo de globalização, houve inibição do terrorismo e uma certa paz no Oriente Médio, sem a presença de
conflitos armados.

PÁGINA 16