Sumário
Capítulo 1:
Capítulo 2:
Capítulo 3:

O descobrimento

9

As expedições e as capitanias hereditárias 17

vida escrava e movimentos de
independência 27

Capítulo 4: Chegada da Família Real e
Primeiro Império

35

Capítulo 5:

O SEgundo império 45

Capítulo 6:

UMA NOVA REPÚBLICA E A ERA VARGAS

Capítulo 7: Juscelino Kubitschek e os Anos Dourados
Capítulo 8:

53
65

OS ANOS DE CHUMBO 77

Capítulo 9: A ABERTURA E OS PLANOS ECONÔMICOS

85

Capítulo 10: A Era Lula (e a chegada de Dilma)
Créditos das imagens

119

101

Portugueses tomam comunidade
que era dos índios e Cabral
instala a primeira UPP

F

im do sossego para os pa
catos habitantes da comu
nidade do Novo Mundo.
Com centenas de homens fortemente
armados, o bonde dos portugueses
invadiu as terras dos índios e rapi
damente assumiu o controle da re
gião. Os lusitanos se aproveitaram da
fragilidade dos silvícolas que dispu
tavam terras com facções rivais e co
locaram os bons selvagens pra correr.
Alguns moradores reclamaram da
forma truculenta com que os portu
gueses ocuparam a comunidade, mas
infelizmente não foram ouvidos por

que ninguém falava o idioma deles.
Vestindo seus trajes típicos (camisa
de candidato político, short Adidas
e sandália Havaianas), os índios fi
zeram um protesto e acamparam em
frente às futuras instalações do Pa
lácio Guanabara, onde esperam ser
atendidos por Cabral.
Preocupado com a má repercus
são da invasão e numa tentativa de
paci ficar a região, Pedro Álvares
Cabral decidiu instalar a primeira
UPP (Unidade Portuguesa Pani fi
cadora), e nasceu assim a primeira
padaria do Brasil.

Índios planejam vingança

E

xpulsos pelos portugueses da Comunidade da Vera Cruz (antigo Novo
Mundo), os índios prometeram se vingar do "esculacho" que sofreram
no fatídico 22 de abril de 1500. Os silvícolas planejam uma vingança lenta e
dolorosa começando por obrigar os filhos dos brancos a se fantasiarem com
seus trajes pelo menos uma vez por ano e terminando com números musicais e
vendas de CDs em praças e ruas das cidades que vierem a surgir.

A História

Sensacionalista d o B r a s i l

11

E-mail de Pero Vaz de Caminha
vai parar na caixa de spam do Rei
e notícia da descoberta só chega
à metrópole meses depois

U

m malentendido quase

Pero Vaz de Caminha declarou

põe por água abaixo a

que, para evitar novos problemas

operação de descoberta

com a caixa de spam do Rei, se

do Brasil. A famosa carta de Pero

pronti ficou a utilizar as redes

Vaz de Caminha foi parar na cai

sociais para se comunicar com a

xa de spam de elRei e só foi lida

Coroa. O escrivão abriu uma con

meses após o seu envio. O Rei D.

ta no Twitter (@caminhadentro)

Manuel se defendeu alegando que

onde já publicou uma versão da

recebe centenas de emails por dia

sua famosa carta em 140 caracte

entre anúncios de aumento do pê

res: "levou uma cara mas encon

nis real e ofertas do site de compra

tramos o lugar. aki é mó doidera

coletiva Bacalhau Urbano.

geral anda peladaum kkk climao
manero. eh nóis mano abs da ilha
de vera cruz RT pls".

12

A História

Sensacionalista d o B r a s i l

facebook

Pero Vaz de Caminha
Escrivão da Armada de Pedro Álvares Cabral. Estudou Letras na Universidade
Estácio de Sá. Casado com D. Catarina Vaz. De Porto. Nasceu em 1450.

"Em se plantando, tudo dá"

apreciar m meu parecer
Amigos

Pedro Álvares Cabral apreciou isto

Pedro Álvares Cabral
Rei D. Manuel

apreciar m meu parecer

Vasco de Ataíde

Rei D. Manuel apreciou isto

Nicolau Coelho
Bartolomeu Dias

VICE
AMA É O
G
A
D
O
: VASC
DA ÍNDIA
O
loriosa
IN
E
-R
E
ós carrei ra g
O VIC
p
A
N
.
S
E
24
15
Õ
e

d
ELE
da Índia
de to dos
r p ortuguês
ra o ViceRei
o
a
p
ad
g
es
e
õ
ç
av
n
ei
r
el
s nas
p olítica e
ndo m elho
Sem surpresa
eleito o segu
r na carrei ra
a
o
ç
d
n
si
la
o
d
se
n
te
iu
d
de
or,
nal da cruz
a Gama deci
si
d
como navegad
o
m
u
sc
a
z
V
fe
te
o
o.
lha, Vasc
o Comandan
, São Januári
ação da esco
ão
ç
os temp os,
rm
o
fi
n
ev
o
d
c
e
a
d
s
Vice. Ap ó
e seu santo
vice
tos para o
m m ilagre d
foi escolhido
je
u
a
ro
p
ta
s
is
u
u
se
q
n
s
uiu sua co
ria de
re quais o
e que só fala
malta e atrib
resentes sob
a
p
n
s
a
a
m
st
se
li
a
e
d
rn
p elos jo
passar o fi m
Questionado
e ia esp erar
u
q
se
is
d
o
ia, Vasc
reino da Índ
segunda.
trabalho na
A História

Sensacionalista d o B r a s i l

13

TENDÊNCIA:

a moda agora é namorar pelado

Por Manoel Pinto Callado

A

vassaladora a forma como os costumes
indígenas contagiaram os relacionamen
tos da colônia. Diferentemente dos cos

tumes praticados na metrópole, aqui nos trópicos
os casais se relacionam de uma maneira muito par
ticular. E bota particular nisso. Não são poucos
os relatos de leitores que flagraram casais fazendo
cosplay de Adão e Eva pelas matas brasileiras.

O hábito, de gosto questionável, de descobrir

as vergonhas para a prática do coito tem causa
do constrangimento entre as senhoras de origem
portuguesa, já que suas vergonhas não ficam des
cobertas nunca devido à grande quantidade de pelos naquela região. Já entre os
homens tem crescido a procura por nativas, fato que tem causado crises de riso
entre as índias, pois os gajos geralmente se apresentam pelados e de tamanco.

MOTEL CARAMURU
"Onde toda Iracema
vira Paraguaçu"
/

OCAS COM ESPELHO NO TETO
PISTA DE DANÇA DA CHUVA
REDE ERÓTICA

AC EI TA MO S TOD O S O S E SP ELHO S

14

A História

Sensacionalista d o B r a s i l

*

*

Coluna Social

FRAUDE

ses se afeiçoaram à terra e disseram

Aumentam as suspeitas de que houve

que vieram pra ficar.

fraude no concurso para escolher o
novo nome da colônia. O cantor Tico

UVUVUVUV

Santa Cruz, autor do nome derrotado

SANTO PROGRAMA

"Terra de Santa Cruz", acusa os ex

Tudo pronto para a realização da

portadores de paubrasil de pagarem

Primeira Missa no Brasil. Em fase de

propina aos jurados.

ajustes finais, a produção contará com

UVUVUVUV

nomes como Padre Marcelo Rossi, Pa

BOA

A Rede Globo já adquiriu os direitos

Um acordo entre os franceses e a

de transmissão do evento, que na TV

Ambev pretende trazer para o Rio de

será exibido com o nome de "Primeira

Janeiro a França Antárctica. A pre

Missa em seu Lar".

feitura da Ilha de Villegagnon já ofe

UVUVUVUV

receu isenção de impostos para que o

dre Fábio de Mello e Roberto Carlos.

projeto seja instalado lá.

MINHA CASA, MINHA VILA

UVUVUVUV

Graças à verba do projeto "Minha

DAQUI NÃO SAIO

de Souza conseguiu fundar as Vilas

Depois de fumar um "cigarrinho de

de São Vicente e Piratininga. O even

artista" gigante, um grupo de jovens

to de inauguração foi marcado pelas

holandeses viajou tanto que veio parar

chuvas que inundaram as imediações

em Pernambuco. Liderados pelo play

do Pátio do Colégio e causaram o pri

boy Maurício de Nassau, os holande

meiro congestionamento do Brasil.

Casa, Minha Vila", Martim Afonso

A H i s t ó r i a Sensacionalista d o B r a s i l

15

Rapidinhas
Ossos do Santo Ofício: Está mais fácil

tupiguarani. Descontente com o

ser índio no Brasil do que cristão

projeto, Padre Anchieta se exaltou e

novo em Portugal.

mandou os colegas tomarem no "Açu".

Decisão: O clássico da rodada Tupi
nambás x Tupiniquins terminou com
um verdadeiro massacre. Goleada dos
Tupiniquins, que comemoraram a vi
tória em um rodízio de carne humana.
Reforma ortográfica: Tramita no Con

16

DESCE

8

SOBE

8

gresso um projeto de reforma do

Cana-de-açúcar

Pau-brasil

Portugueses

Franceses e holandeses

América

´Indias

Companhia de ­esus

Companhia do Pagode

A H i s t ó r i a Sensacionalista d o B r a s i l