3

ASSISTENTE SOCIAL
NOME:
Nº INSCR.:

Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas
Universidade Federal de Santa Maria

CP 2013

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
01
O Serviço Social, até a década de 1980, posiciona-se, quer do ponto de vista explicativo, quer do ponto de vista
interventivo, à luz de tendências teóricas e metodológicas, que são:
I - Matriz teórico-metodológica doutrinária do pensamento social da Igreja Católica, em especial no processo de
institucionalização da profissão no Brasil marcadamente pelo ideário franco-belga de ação social, e no pensamento de
São Tomás de Aquino (Séc. XII).
II - Matriz teórico-metodológica marxiana, a partir do estudo profundo das principais obras do autor Karl Marx, como
O Capital, Manifesto Comunista e A Ideologia Alemã.
III - Matrizes teórico-metodológicas constituídas pelas vertentes modernizadoras, pela vertente inspirada na
fenomenologia e pela vertente inspirada no marxismo.
IV - Matriz do pensamento pós-moderno, tendo como expoentes Edgar Morin, Humberto Maturana, Michel Foucault,
entre outros.
Estão corretas
A

apenas I e III.

B

apenas I e IV.

C

apenas I, II e III.

D

apenas II, III e IV.

E

apenas II e IV.

02
Segundo a autora Mioto (2009), o assistente social,

[...] ao reconhecer o terreno ____________ no qual se movimenta a profissão, adota a categoria dos
____________ e da ____________ como direção no encaminhamento das ____________ profissionais.

Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas.
A

político ­ deveres ­ cidadania ­ ações

B

político ­ direitos ­ ideologia ­ atitudes

C

cultural ­ deveres ­ cidadania ­ ações

D

sócio-histórico ­ direitos ­ cidadania ­ ações

E

sócio-histórico ­ direitos ­ ideologia ­ atitudes

02

CP 2013

03
O Serviço Social na década de 1990 vê-se confrontado com um conjunto de transformações societárias e é desafiado
a compreender e intervir nas novas configurações e manifestações da "questão social". A respeito dessas
transformações, a profissão é desafiada de que forma? Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada uma das
afirmativas a seguir.
(

) Nesse período, cresce o denominado terceiro setor, organizações de iniciativa privada não lucrativa nas quais o
assistente social é chamado para atuar como voluntário ou empregado de forma precária.

(

) Há um processo de refilantropização do atendimento à pobreza e à exclusão social, impactando com isso a não
estruturação ou desestruturação das políticas sociais. O Serviço Social apoiou esse processo como forma de
assegurar seus postos de trabalho.

(

) O Serviço Social debate a qualidade da Assistência Social enquanto política pública de proteção social, inserindose como uma profissão no cenário nacional que a defende de forma intransigente.

(

) Do ponto de vista das referências teórico-metodológicas, percebeu-se uma crise dos modelos analíticos e
explicativos das ciências sociais; no entanto, o Serviço Social vem mantendo a hegemonia do projeto profissional
caracterizado pela ruptura do conservadorismo, apoiando-se ao referencial marxiano.

A sequência correta é
A

V ­ V ­ F ­ F.

B

F ­ F ­ V ­ V.

C

F ­ V ­ F ­ V.

D

V ­ F ­ V ­ F.

E

V ­ F ­ V ­ V.

04
De acordo com Mioto (2009), assinale a alternativa correta.
A

Os estudos brasileiros na trajetória do Serviço Social tiveram um grande desenvolvimento conceitual no período
da consolidação da profissão, através da apropriação do marco do Serviço Social europeu e, particularmente, do
[...] Serviço Social de caso.

B

Os estudos socioeconômicos na trajetória do Serviço Social brasileiro tiveram um grande desenvolvimento
conceitual no período da consolidação da profissão, através da apropriação do marco do Serviço Social europeu
e, particularmente, do [...] Serviço Social de caso.

C

Os estudos socioeconômicos na trajetória do Serviço Social brasileiro tiveram um grande desenvolvimento
técnico no período da consolidação da profissão, através da apropriação do marco conceitual do Serviço Social
americano e, particularmente, do [...] Serviço Social de caso.

D

Os estudos de caso na trajetória do Serviço Social brasileiro tiveram um grande desenvolvimento técnico no
período da consolidação da profissão, através da apropriação do marco conceitual do Serviço Social americano
e, particularmente, através de estudos socioeconômicos.

E

Os estudos brasileiros na trajetória do Serviço Social tiveram um grande desenvolvimento técnico no período da
consolidação da profissão, através da apropriação do marco do Serviço Social americano e, particularmente,
através dos estudos socioeconômicos.
03

CP 2013

05
A avaliação de políticas públicas diferencia-se de outras modalidades de avaliação, pois ela dedica-se a analisar todo
o processo que a compõe. De acordo com Boschetti (2009), no que diz respeito à avaliação de uma política social, é
central perceber os motivos ou razões que levaram os governos a adotarem determinados tipos de políticas. A
avaliação deve explicar o processo ______________ e os fundamentos políticos de uma política social que implica
explicar sua dimensão, abrangência, funções e efeitos. Além disso, reconstitui a relação entre ______________ e
______________, as formas de ______________ e prestação de serviço. Avaliar significa estabelecer uma relação
entre ______________ e ______________.
Assinale a alternativa que completa, corretamente, as lacunas.

A

decisório ­ financiamento ­ prestação de serviço ­ público ­ desempenho ­ alcance dos objetivos

B

decisório ­ público ­ privado ­ financiamento ­ desempenho ­ alcance dos objetivos.

C

criativo ­ sucesso ­ fracasso ­ financiamento ­ público ­ privado

D

decisório ­ financiamento ­ prestação de serviço ­ público ­ sucesso ­ fracasso

E

criativo ­ público ­ privado ­ financiamento ­ sucesso ­ fracasso

06
Segundo a autora Mioto (2009), é correto afirmar:

A

As visitas domiciliares acontecem na residência dos sujeitos envolvidos numa situação, pois visam a conhecer as
condições de vida (residência, bairro) e os aspectos do cotidiano das relações desses sujeitos que geralmente
escapam às entrevistas de gabinete.

B

As entrevistas que são realizadas na residência dos sujeitos envolvidos numa determinada situação visam a
conhecer as condições de vida (residência, bairro) e os aspectos do cotidiano das relações desses sujeitos que
geralmente escapam às visitas domiciliares.

C

As aplicações de questionários que acontecem na residência dos sujeitos envolvidos numa situação visam a
conhecer as condições de vida (residência, bairro) e os aspectos do cotidiano das relações desses sujeitos que
geralmente escapam às visitas domiciliares.

D

As visitas profissionais acontecem somente em centros comunitários em que estão presentes os sujeitos
envolvidos numa determinada situação e visam a conhecer as condições de vida (residência, bairro) e os
aspectos do cotidiano das relações desses sujeitos que geralmente escapam às entrevistas de gabinete.

E

As visitas domiciliares não são necessárias, pois as entrevistas de gabinetes realizadas com os sujeitos
envolvidos numa situação visam a conhecer as condições de vida e os aspectos do cotidiano das relações desses
sujeitos, não havendo necessidade de um contato direto com a realidade.

04

CP 2013

07
Na perspectiva teórico-metodológica crítica, atualmente, no contexto brasileiro, pode-se definir as Políticas Sociais
como
A

resultados de relações complexas, como o dispositivo que vem desde os primeiros tempos do Brasil República
produzindo bem-estar nas sociedades.

B

dispositivos de controle social, criadas pelos governos exclusivamente para manter as populações apaziguadas.

C

dispositivos para resolução de problemas individuais, visto que os fatores históricos impossibilitam a superação
das desigualdades econômicas e sociais.

D

os únicos dispositivos que podem incidir no enfrentamento das desigualdades sociais bem como na superação
completa da pobreza.

E

uma arena tensa onde estão implicados fatores econômicos e políticos.

08
De acordo com a autora Mioto (2009), os estudos socioeconômicos são entendidos como ações significativas no
processo de efetivação, garantia e ampliação de direitos fundamentais e no enfrentamento das expressões da
questão social. Considerando essa afirmativa, assinale a alternativa correta.
A

Assim, limita-se a ação profissional que serve de subsídio para as respostas coletivas às demandas que são
singulares.

B

Assim, exige-se a ampliação da ação profissional para além dos sujeitos singulares, o que não serve de subsídio
para as respostas coletivas às demandas que são singulares.

C

Assim, exige-se a ampliação da ação profissional para além dos sujeitos singulares, o que serve de subsídio para
as respostas individuais.

D

Assim, exige-se a ampliação da ação profissional para além dos sujeitos singulares, o que serve de subsídio para
as respostas coletivas às demandas que são singulares.

E

Assim, não se exige a ampliação da ação profissional, pois essa ação serve de subsídio para as respostas
coletivas às demandas que são singulares.

09
De acordo com Bhering e Boschetti (2009), a resposta dada à questão social no final do século XIX pelo Estado
europeu liberal foi, sobretudo, repressiva e incorporou as reivindicações, estabelecendo tímidas melhorias nas
condições de vida dos trabalhadores. Em relação ao Brasil, pode-se afirmar:
A

O surgimento e o desenvolvimento da política social ocorreram de forma similar à Europa, dado o contexto de
existirem relações sociais tipicamente capitalistas, o que gerou por parte do Estado uma ausência de
compromisso com a defesa dos direitos dos cidadãos.

B

O surgimento e o desenvolvimento da política social ocorreram de forma particular, dado o contexto de não
existirem relações sociais tipicamente capitalistas, o que gerou por parte do Estado um compromisso com a
defesa dos direitos dos cidadãos.

05

CP 2013

C

O surgimento e o desenvolvimento da política social ocorreram de forma particular, dado o contexto de não
existirem relações sociais tipicamente capitalistas, o que gerou por parte do Estado uma ausência de
compromisso com a defesa dos direitos dos cidadãos, marcando historicamente sua constituição.

D

O surgimento e o desenvolvimento da política social ocorreram de forma similar à Europa, embora não existissem
relações sociais tipicamente capitalistas, o que gerou por parte do Estado um compromisso permanente com a
defesa dos direitos dos cidadãos.

E

O surgimento e o desenvolvimento da política social ocorreram de forma revolucionária, o que gerou por parte do
Estado investimento e defesa intransigente dos direitos dos cidadãos.

10
Por meio de qual categoria dialética pode-se apreender a realidade do sujeito, quando atendido pelo assistente social,
de forma que se possa relacioná-lo com a coletividade social?
A

Historicidade.

B

Totalidade.

C

Contradição.

D

Mediação.

E

Materialismo.

11
Para o Serviço Social, é fundamental que, além de compreender a contraditória relação entre política social, Estado e
sociedade, o profissional reconheça diferentes abordagens teóricas sobre o Estado e sua relação com a sociedade e
com a política social. A partir de alguns expoentes teóricos, numere a 2ª coluna de acordo com a 1ª.

1. Emile Durkheim

(

) Em sua concepção, o Estado tem o mesmo efeito dominador em qualquer regime.
Portanto, as políticas sociais advindas de uma instituição com tais características
não poderiam gerar igualdade.

(

) Sua teoria tem um cunho mais conceitual e analítico, não privilegiou nos seus
estudos a intervenção social do Estado. Contudo contribuiu com o entendimento
do Estado como um aparelho burocrático e de organização política repressora.

(

) Não admitia a importância da presença de uma organização estatal forte nas
sociedades industriais modernas. Aliás, foi quem mais escreveu contra o
intervencionismo estatal, defendendo uma espécie de política social laissez-faire.

(

) Acreditava que a legislação por si só não traria a justiça almejada pelos
trabalhadores, já que no interior do Estado sempre haverá interesses
contraditórios.

2. Max Weber
3. Karl Marx

A sequência correta é
A

3 ­ 3 ­ 2 ­ 1.

C

1 ­ 2 ­ 3 ­ 1.

B

2 ­ 1 ­ 2 ­ 3.

D

3 ­ 2 ­ 1 ­ 3.

06

E

2 ­ 3 ­ 1 ­ 2.

CP 2013

12
Quando o assistente social elabora um estudo social sobre uma determinada situação/realidade que envolve um
usuário atendido, torna-se fundamental, por meio do método dialético, compreender as categorias de
A

amizades do usuário.

B

forma com que o usuário percebe o mundo.

C

historicidade, totalidade e demais elementos que podem ser necessários.

D

discernimento entre o correto e o equivocado.

E

intervenção na realidade de forma descabida.

13
Com vistas a definir estratégias e procedimentos no exercício do trabalho do assistente social, foram definidos, pelo
CFESS, Parâmetros para Atuação de Assistentes Sociais na Política de Assistência Social. Acerca dos referidos
Parâmetros, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) nas afirmativas a seguir.
(

) A intervenção profissional na política de Assistência Social não pode ter como horizonte somente a execução das
atividades arroladas nos documentos institucionais, sob o risco de limitar suas atividades à "gestão da pobreza"
na ótica da individualização das situações sociais e de abordar a questão social a partir de um viés moralizante.

(

) As demandas por política de Assistência Social têm a raiz na capacidade individual, expressas pela ausência e
precariedade de emprego, saúde, educação, moradia, transporte, entre outros.

(

) A Assistência Social possui interface com todas as políticas públicas e envolve, em seus processos operativos,
diversificadas entidades públicas e privadas, todas têm em seus quadros, obrigatoriamente, assistentes sociais.

(

) A concepção presente no projeto ético-político profissional do Serviço Social brasileiro articula direitos amplos,
universais e equânimes, orientados pela perspectiva de superação das desigualdades sociais e pela igualdade
de condições e não apenas pela instituição da parca, insuficiente e abstrata igualdade de oportunidades, que
constitui a fonte do pensamento liberal.

A sequência correta é
A

F ­ V ­ V ­ V.

C

V ­ F ­ V ­ F.

B

V ­ F ­ F ­ V.

D

F ­ V ­ F ­ V.

E

F ­ F ­ V ­ F.

14
Segundo Iamamoto (1999), as expressões da questão social podem ser apreendidas por meio de
A

injustiças e punições sociais.

B

justiça e equidade social.

C

pobreza econômica.

D

lucro e a mais-valia.

E

desigualdades e rebeldias sociais.

07

CP 2013

15
As competências específicas do assistente social, no âmbito da política de Assistência Social, abrangem diversas
dimensões interventivas, complementares e indissociáveis. Assinale as alternativas que apresentam tais dimensões.
I - Dimensão que engloba as abordagens individuais, familiares ou grupais na perspectiva de atendimento às
necessidades básicas e acesso aos direitos, bens e equipamentos públicos.
II - Dimensão contábil, voltada a monitorar e avaliar o investimento dos recursos, conforme planejamento. Exige do
profissional capacidade de lidar com ferramentas adminitrativas para aquisição de bens e serviços conforme
legislação específica.
III - Dimensão de intervenção profissional voltada para inserção nos espaços democráticos de controle social e
construção de estratégias para fomentar a participação, reivindicação e defesa dos direitos.
IV - Dimensão que se materializa na realização sistemática de estudos e pesquisas que revelem as reais condições de
vida e demandas da classe trabalhadora, e possam alimentar o processo de formulação, implementação e
monitoramento da política de Assistência Social.
Está(ão) correta(s)
A

apenas I.

C

apenas I, III e IV.

B

apenas I, II e III.

D

apenas II e IV.

E

apenas II, III e IV.

16
Os três eixos que são tidos como indissociáveis entre si, fundamentais para a formação de assistentes sociais, e que
constam nas diretrizes curriculares e no projeto profissional do Serviço Social, segundo Iamamoto (1999), são:
A

Totalidade ­ Historicidade ­ Contradição.

B

Teórico-metodológico ­ Ético-político ­ Técnico-operativo.

C

Código de Ética ­ Lei Orgânica de Assistência Social ­ Lei de Regulamentação da Profissão.

D

Teórico-metodológico ­ Método Dialético ­ Materialismo Histórico.

E

Código de Ética ­ Ético-político ­ Técnico-operativo.

17
Considerando as competências a serem desenvolvidas pelo assistente social, no âmbito da política de Assistência
Social, assinale a alternativa INCORRETA.
A
A

Supervisionar, exclusivamente, direta ou indiretamente o estagiário de serviço social e áreas afins no âmbito da
política de Assistência Social, dada a particularidade do fazer profissional.

B

Elaborar, executar e avaliar os planos municipais, estaduais e nacionais de Assistência Social, buscando
interlocução com as diversas áreas e políticas públicas, com especial destaque para as políticas de Seguridade
Social.

08

CP 2013

C

Formular e executar os programas, projetos, benefícios e serviços próprios da Assistência Social, em órgãos da
Administração Pública, empresas e organizações da sociedade civil.

D

Participar na organização, coordenação e realização de conferências municipais, estaduais e nacionais de
Assistência Social e afins.

E

Elaborar projetos coletivos e individuais de fortalecimento do protagonismo dos usuários.

18
Considerando os estudos de Iamamoto (2000) quanto à questão social, assinale a alternativa correta.
A

[...] visualizar a questão social é também captar as múltiplas formas dos movimentos sociais, de invenção e de
reinvenção da vida construídas no cotidiano, pois é no presente que estão sendo recriadas formas novas de viver,
que apontam um futuro que está sendo germinado.

B

[...] apreender a política social é também captar as múltiplas formas de organização da sociedade civil, de
invenção e de reinvenção da vida construídas no cotidiano, pois é no presente que estão sendo recriadas formas
novas de viver, que apontam um futuro que está sendo germinado.

C

[...] apreender a questão social é também captar as múltiplas formas de pressão social, de invenção e de reinvenção da vida construídas no cotidiano, pois é no presente que estão sendo recriadas formas novas de viver,
que apontam um futuro que está sendo germinado.

D

[...] visualizar a política social é também captar as múltiplas formas de pressão social, de invenção e de reinvenção da vida construídas no cotidiano, pois é no presente que estão sendo recriados novos projetos e
programas sociais, que apontam um futuro que está sendo germinado.

E

[...] apreender a questão social é também captar as múltiplas formas de pressão social, de invenção e de reinvenção da vida construídas no cotidiano, pois é no presente que estão sendo recriados novos projetos e
programas sociais, que apontam um futuro que está sendo germinado.

19
O Movimento de Reconceituação foi um marco na profissão, impactando tanto na formação dos profissionais como
nos seus respectivos processos de trabalho. Acerca desse Movimento, é correto afirmar:
I - O conjunto de tendência teórico-metodológico e as posições ideopolíticas se confrontaram nesse período, sendo
inegável a centralidade na teoria marxista expressa nas diretrizes curriculares e nos Códigos de Ética a partir da
década de 1980.
II - A partir desse Movimento, a produção teórica do Serviço Social brasileiro passa a gerar bibliografia própria e tem
criação e expansão da pós-graduação, com cursos de mestrado e doutorado, bem como convênios internacionais
para estudos e formação.
III - O avanço na compreensão do Estado capitalista, das políticas, dos movimentos sociais, dos direitos sociais, da
cidadania, da democracia, do processo de trabalho, entre outros temas, foi marcante, contudo não garantiu que o
Assistente Social ultrapassasse a condição de executor das políticas sociais para assumir posições de planejamento e
gestão.
Está(ão) correta(s)
A

apenas I.

C

apenas III.

B

apenas II.

D

apenas I e II.

E

apenas I e III.

09

CP 2013

20
Segundo Iamamoto (2009), o trabalhador polivalente deixa de ser um trabalhador especializado e passa a ser
solicitado a desenvolver diversas atividades que não necessariamente estão envolvidas em suas tradicionais
atribuições. Com base nessa afirmação, assinale a alternativa correta.
A

Essa realidade não afeta diretamente os assistentes sociais.

B

A polivalência ainda não chegou aos assistentes sociais que trabalham em órgãos públicos.

C

O trabalho polivalente não vem ocorrendo no Brasil.

D

A polivalência é um plus para o trabalho dos assistentes sociais, pois esses profissionais podem desenvolver
outras atividades que extrapolam a sua formação profissional.

E

Os assistentes sociais, assim como os trabalhadores de outras categorias profissionais, estão implicados nas
transformações que ocorrem no processo de trabalho e no sistema capitalista.

21
Considerando a política social brasileira, observou-se significativo avanço com a promulgação da Constituição de
1988, especialmente no que concerne ao tripé da Seguridade Social que é composto pelas políticas de saúde,
assistência social e previdência social, cada qual com um rol de princípios. Observando tais princípios, numere a
2ª coluna de acordo com a 1ª.

1. Saúde

(

) Universalidade de participação mediante contribuição.

2. Assistência Social

(

) Supremacia do atendimento às necessidades sociais sobre as exigências de
rentabilidade econômica.

(

) Integralidade de assistência, entendida como um conjunto articulado e
contínuo às ações e aos serviços.

(

) Irredutibilidade dos benefícios de modo a preservar o poder aquisitivo do
sujeito.

(

) Respeito à dignidade do cidadão, à sua autonomia e ao seu direito a benefícios
e serviços de qualidade, bem como à convivência familiar e comunitária,
vedando-se qualquer comprovação vexatória de necessidade.

3. Previdência Social

A sequência correta é
A

1 ­ 1 ­ 3 ­ 3 ­ 2.

B

1 ­ 2 ­ 3 ­ 2 ­ 3.

C

3 ­ 1 ­ 1 ­ 2 ­ 1.

D

3 ­ 2 ­ 1 ­ 3 ­ 2.

E

2 ­ 3 ­ 1 ­ 2 ­ 1.

10

CP 2013

22
Considerando os estudos de Iamamoto (2009), assinale a alternativa correta.
A

O projeto profissional e societário que perpassa o Serviço Social busca romper com as bases tradicionais
conservadoras da sociedade brasileira, colocando-se em oposição à opressão social.

B

O projeto profissional e societário que perpassa o Serviço Social não busca romper com as bases tradicionais
conservadoras da sociedade brasileira, colocando-se em oposição à opressão social.

C

O projeto profissional do Serviço Social não necessariamente está atrelado ao projeto societário, que busca
romper com as bases tradicionais conservadoras da sociedade brasileira.

D

O projeto profissional e societário que perpassa o Serviço Social busca consolidar as bases tradicionais
conservadoras da sociedade brasileira, colocando-se em prol da harmonia social.

E

O projeto profissional e societário que perpassa o Serviço Social busca romper com as bases tradicionais
conservadoras da sociedade brasileira, mas não apoia os movimentos sociais.

23
O planejamento estratégico é uma ferramenta do qual, historicamente, o Serviço Social tomou conhecimento e passou
a operacionalizá-lo. Inclui especialmente a participação de todos os sujeitos envolvidos. A partir dessa afirmação,
assinale as alternativas corretas.
I - A participação orgânica é assegurada por um intenso militantismo pessoal,
conselhos, colegiados, entre outros.

consolidada pela atuação em

II - Avaliando a participação em graus, do mais elementar ao mais complexo, a mera presença seria o primeiro grau e a
decisão e ação seriam graus superiores.
III - A participação no planejamento tem o objetivo de compartilhar decisões, quer sejam econômicas, quer sejam
políticas, quer sejam sociais ou culturais.
IV - Uma participação qualificada ocorre por meio da indicação de representantes de grandes instituições/organismos.
Estão corretas
A

apenas I e II.

C

apenas I e IV.

B

apenas II, III e IV.

D

apenas III e IV.

E

apenas II e III.

24
A questão social, segundo Iamamoto (2009), é indissociável da sociabilidade capitalista e envolve uma arena de lutas
______________ e culturais contra as ______________ socialmente produzidas. Suas expressões condensam
múltiplas desigualdades ______________ por disparidades nas relações de gênero, características étnico-raciais,
relações com o meio ambiente e formações regionais, colocando em causa amplos segmentos da sociedade civil no
acesso aos bens da civilização. [...] Esse processo é denso de ______________ e ______________ expressando
consciência e luta que acumulem forças para o reconhecimento das necessidades de cada um e de todos os
indivíduos sociais.

11

CP 2013

Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas.
A

econômicas ­ políticas ­ atenuadas ­ conformismos ­ rebeldias

B

políticas ­ desigualdades ­ mediadas ­ conformismos ­ rebeldias

C

políticas ­ desigualdades ­ atenuadas ­ conflitos ­ rebeldias

D

políticas ­ desigualdades ­ atenuadas ­ conformismos ­ conflitos

E

econômicas ­ disparidades ­ mediadas ­ conflitos ­ conformismos

25
O orçamento é fundamental no processo de planejamento no âmbito do Serviço Social, pois, a partir da informação do
quantitativo de recurso disponível, pode-se definir o que será implementado. No que se refere ao orçamento público,
há algumas particularidades. Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada uma das afirmativas a seguir.
(

) O controle da execução orçamentária compreenderá a legalidade dos atos de que resultam a arrecadação da
receita ou a realização da despesa, o nascimento ou a extinção de direitos e obrigações.

(

) É necessária a elaboração de um plano de receitas e despesas esperadas, e o desembolso financeiro deverá
ocorrer conforme tal plano; qualquer alteração deverá ser justificada no relatório final de prestação de contas.

(

) O orçamento público para projetos sociais tem sua principal fonte em doações, portanto o ente que doa tais
recursos decide como o recurso será investido.

(

) O orçamento público sofre controle social em diferentes etapas, e a participação popular brasileira nas decisões
dos orçamentos federais, estaduais e municipais é preponderante.

A sequência correta é
A

V ­ V ­ F ­ V.

C

V ­ V ­ F ­ F.

B

V ­ F ­ V ­ F.

D

F ­ V ­ V ­ V.

E

F ­ F ­ F ­ V.

26
De acordo com os estudos de Iamamoto (1999), complete as lacunas.
[...] ______________ que, sendo ______________ é também ______________ por envolver sujeitos
que vivenciam as desigualdades e a ela ______________ e se opõem. É nessa tensão entre produção
da desigualdade e produção da rebeldia e da resistência que trabalham os assistentes sociais [...] (p.28).
Assinale a alternativa correta.
A

questão social ­ desigualdade ­ injustiça ­ resistem

B

política Social ­ desigualdade ­ rebeldia ­ sucumbem

C

questão social ­ rebeldia ­ desigualdade ­ sucumbem

D

política Social ­ rebeldia ­ desigualdade ­ resistem

E

questão social ­ desigualdade ­ rebeldia ­ resistem

12

CP 2013

27
As principais fases de um projeto social são:
A

diagnóstico, elaboração, aprovação, orçamento e monitoramento.

B

identificação, diagnóstico, justificativa, avaliação e encerramento.

C

identificação, elaboração, aprovação, implementação, avaliação e replanejamento.

D

orçamento, identificação, elaboração, implementação, avaliação e encerramento.

E

identificação, elaboração, implementação, avaliação, encerramento e replanejamento.

28
O Serviço Social é compreendido pela categoria profissional como um(a)
A

especialização do trabalho coletivo.

B

trabalho difícil e raro.

C

trabalho de auxílio à sociedade.

D

filantropia social.

E

profissão que mescla suas atividades entre caridade e trabalho técnico.

29
É recomendado que o assistente social, ao ingressar em um novo espaço sócio-ocupacional, elabore um plano de
trabalho profissional. Qual é o principal objetivo do referido plano?

A

Identificar claramente o que requer sua intervenção profissional e, como tal, reproduzir o que os profissionais
anteriores já vinham desenvolvendo. Em sendo o primeiro profissinal a ser contratado, atender ao que a
instituição exigiu no ato da contratação.

B

Identificar claramente o que requer sua intervenção profissional, bem como verificar de que forma essa
intervenção irá responder às necessidades sociais que, transformadas em demandas, serão privilegiadas nos
processos de trabalho.

C

Identificar claramente o que requer sua intervenção profissional e exigir da instituição que o contrata as imeditas
condições objetivas para a realização do seu trabalho, sob pena de não o realizar.

D

Identificar claramente o que requer sua intervenção profissional e deixar claro para o empregador o Código de
Ética Profissional, para que a instituição saiba quais demandas o assistente social não irá atender.

E

Cumprir a tarefa de elaborar o plano, se exigido pela instituição; caso contrário, não tem por que realizar essa
tarefa.

13

CP 2013

30
De acordo com Iamamoto (1999), o objeto e a matéria-prima de trabalho no cotidiano profissional do assistente social
são a(s)
A

questões sociais brasileiras.

B

nova questão social que não é mais a mesma da origem do capitalismo.

C

questão social e suas expressões.

D

políticas e programas sociais.

E

gestão pública e social.

31
Numere a 2ª coluna de acordo com a 1ª.

1. Plano

(

) É o documento que indica um conjunto de projetos cujos resultados permitem
alcançar o objetivo maior de uma política pública.

(

) É a menor unidade do processo de planejamento.

(

) É um instrumento técnico-administrativo de execução de empreendimentos
específicos.

(

) É o documento mais abrangente e geral que contém estudos, análises
situacionais ou diagnósticos necessários à identificação dos pontos a serem
destacados.

2. Programa
3. Projeto

A sequência correta é
A

2 ­ 3 ­ 3 ­ 1.

C

2 ­ 2 ­ 1 ­ 3.

B

2 ­ 1 ­ 2 ­ 1.

D

1 ­ 3 ­ 3 ­ 2.

E

1 ­ 1 ­ 2 ­ 2.

32
Consta no Código de Ética do Assistente Social de 1993 o reconhecimento da ______________ como valor ético
central e das demandas políticas a elas inerentes : ______________, ______________ e plena ______________ dos
indivíduos sociais.
Assinale a alternativa correta que completa as lacunas.
A

liberdade ­ autonomia ­ cidadania ­ expansão

B

liberdade ­ autonomia ­ expansão ­ representatividade

C

autonomia ­ liberdade ­ emancipação ­ cidadania

D

liberdade ­ autonomia ­ emancipação ­ expansão

E

autonomia ­ liberdade ­ cidadania ­ emancipação

14

CP 2013

33
No que diz respeito ao processo de Supervisão de Estágio em Serviço Social, é correto afirmar:
A

Historicamente, a supervisão de estágio em serviço social foi atribuida ao profissional mais antigo da instituição,
visto que ele concentra maior número de informações sobre a instituição.

B

A supervisão é uma prática pedagógica, refere-se à inserção de sujeitos sociais (estudantes/profissionais) numa
relação dialética a partir do engajamento em situações concretas no exercício profissional.

C

A formação do assistente social começa nas aulas teóricas, contudo vivenciar o cotidiano profissional é algo
completamente distinto, por isso, durante o estágio, a supervisão é o fator mais importante na formação de um
profissional.

D

A supervisão é dividida em acadêmica e de campo. Considerando que o estágio é uma experiência exclusivamente prática, a supervisão de campo é que fornecerá os elementos para a formação profissional.

E

Para tornar-se um bom supervisor de campo, basta ter boa vontade e desenvolver um bom trabalho na instituição
na qual o profissional está inserido, não são necessários aprimoramentos.

34
Quanto aos Princípios Fundamentais do Código de Ética do Assistente Social de 1993, considere as seguintes
afirmações:
I - Defesa do aprofundamento da autonomia, enquanto socialização da participação política e da riqueza socialmente
produzida.
II - Empenho na eliminação de todas as formas de preconceito, incentivando o respeito à diversidade, à participação
de grupos socialmente discriminados e à discussão das diferenças.
III - Opção por um projeto profissional vinculado ao processo de construção de uma nova ordem societária, com
dominação-exploração de classe, etnia e gênero.
IV - Compromisso com a qualidade dos serviços prestados à população e com o aprimoramento intelectual, na
perspectiva da competência profissional.
V - Exercício do Serviço Social sem ser discriminado, nem discriminar, por questões de inserção de classe social,
gênero, etnia, religião, nacionalidade [...] idade e condição física.
Estão corretas
A

apenas I, II e III.

B

apenas II e III.

C

apenas III, IV e V.

D

apenas II, IV e V.

E

apenas I, IV e V.

15

CP 2013

35
O Serviço Social tem como uma das suas atribuições profissionais supervisionar políticas, projetos e programas
sociais. Tal atividade foi configurando-se de diferentes formas ao longo da consolidação da profissão. A partir dessa
assertiva, pode-se dizer:
I - Na década de 1930, a prática de supervisão técnica tinha por objetivo orientar entidades privadas, filantrópicas e
obras sociais, bem como exercer controle e fiscalização sobre elas.
II - A prática de supervisionar políticas, projetos e programas sociais é ampliada no período da década de 1960. A
tendência de modernização conservadora da profissão se valeu desse expediente para oferecer ao projeto societário
hegemônico, à época, o arsenal técnico-operativo necessário para assegurar os objetivos e metas do projeto
autocrático burguês.
III - A supervisão técnica atualmente tem foco único no controle e fiscalização das políticas, projetos e programas
sociais, tendo como um dos objetivos observar gastos indevidos.
IV - Na atualidade, o projeto profissional prevê que o assistente social realize supervisão técnica com foco na avaliação
de políticas, projetos e programas sociais, tendo como um dos objetivos qualificar a prestação de serviços.
Estão corretas
A

apenas I, II e IV.

B

apenas II e III.

C

apenas I e IV.

D

apenas I, II e III.

E

apenas III e IV.

36
Assinale a alternativa INCORRETA quanto aos direitos do assistente social, constantes do Código de Ética do
Assistente Social de 1993.
A
A

Assinar ou publicar em seu nome ou de outrem trabalhos de terceiros, mesmo que executados sob sua
orientação.

B

Inviolabilidade do local de trabalho e respectivos arquivos e documentação, garantindo o sigilo profissional.

C

Desagravo público por ofensa que atinja a sua honra profissional.

D

Aprimoramento profissional de forma contínua, colocando-a a serviço dos princípios desse código.

E

Liberdade na realização de seus estudos e pesquisas, resguardando os direitos de participação de indivíduos ou
grupos envolvidos em seus trabalhos.

16

CP 2013

37
Numere a 2ª coluna de acordo com a 1ª.

1. Centro de
Atendimento de
Referência de
Assistência Social
(CRAS).
2. Centro de
Referência
Especializado de
Assistência Social
(CREAS).

(

) Desenvolve atividades de atendimento a adolescentes autores de ato
infracional em Liberdade Assistida (LA) e/ou em Prestação de Serviço à
Comunidade (PSC).

(

) É uma unidade de referência da Proteção Básica.

(

) Aglutina serviços especializados de média e alta complexidade.

(

) Desenvolve atividades de plantão social, visitas domiciliares, cursos, projetos
de capacitação e geração de trabalho e renda, administra benefícios, entre
outras.

(

) Atende situações de negligência, abandono, ameaça, maus tratos, violências
e outras formas de violação dos direitos da criança e do adolescente.

A sequência correta é
A

1 ­ 2 ­ 1 ­ 2 ­ 2.

B

1 ­ 1 ­ 2 ­ 1 ­ 2.

C

1 ­ 1 ­ 2 ­ 2 ­ 1.

D

2 ­ 2 ­ 1 ­ 1 ­ 1.

E

2 ­ 1 ­ 2 ­ 1 ­ 2.

38
Em relação ao Sigilo Profissional, conforme consta no Código de Ética do Assistente Social de 1993, é correto afirmar:

A
A

A quebra do sigilo só é admissível quando se tratar de situações que envolvam somente fato delituoso, de forma
que possa trazer prejuízo aos interesses do usuário, de terceiros e da coletividade.

B

A quebra do sigilo não é admissível, exceto em situações cuja gravidade possa trazer danos à vida e à saúde do
usuário.

C

A quebra do sigilo só é admissível quando se tratar de situações que não envolvam fato delituoso, de forma que
possa trazer prejuízo aos interesses do usuário, de terceiros e da coletividade.

D

A quebra do sigilo não é admissível em hipótese alguma.

E

A quebra do sigilo só é admissível quando se tratar de situações cuja gravidade possa, envolvendo ou não fato
delituoso, trazer prejuízo aos interesses do usuário, de terceiros e da coletividade.

17

CP 2013

39
Considerando a regulamentação para o exercício profissional, é correto afirmar:
I - O Registro no Consellho Regional de Serviço Social (CRESS)é uma exigência legal para o exercício da profissão
instituída pela Lei de Regulamentação de Profissão.
II - A Carteira de Identificação Profissional é um documento expedido pelo CRESS e serve como Carteira de Identidade
Pessoal no Território Nacional.
III - A Carteira de Identificação Profissional é um documento expedido pelo CRESS e serve como Carteira de
Identidade Pessoal no Território Nacional e Internacional.
IV - O Curso de Graduação completo em Serviço Social, devidamente reconhecido pelo MEC, é a escolaridade exigida
para obtenção da Carteira de Identidade Profissional.
Estão corretas
A

apenas I e IV.

B

apenas II e III.

C

apenas I, II e IV.

D

apenas III e IV.

E

apenas I, II e III.

40
Conforme consta no Código de Ética do Assistente Social de 1993, é INCORRETO afirmar a existência da seguinte
penalidade legal destinada ao assistente social:
A

Multa.

B

Humilhação pública.

C

Advertência pública.

D

Suspensão do exercício profissional.

E

Cassação do registro profissional.

18

CP 2013

LÍNGUA PORTUGUESA
TEXTO

Para responder às questões de números 41 a 50, leia parte de um artigo publicado na revista Diversa, edição de
número 17, de autoria de Ana Rita Araújo.

A onipresença do urbano

5

10

15

20

25

30

Final de semana de sol. O homem resolve
fugir da agitação da cidade e dirige por estradas de
terra, vê árvores, casas esparsas ao longe, horizonte
sem prédios. Finalmente chega ao hotel-fazenda,
onde poderá andar a cavalo, tomar banho de
cachoeira e, de quebra, checar seus e-mails sob as
árvores, ouvindo o canto dos pássaros. Ele saiu da
cidade, mas não se dá conta de que está mergulhado
no urbano, ambiente que perpassa todo o espaço
social contemporâneo, no dizer do pesquisador
Roberto Luís de Melo Monte-Mór, também professor
do Núcleo de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Escola de Arquitetura da UFMG. Para
Monte-Mór, o urbano não é adjetivo de cidade, mas
um novo substantivo que surgiu com características
próprias. É esse "tecido" que nasce nas cidades e se
estende para além delas. "O urbano aparece como um
terceiro elemento que engloba cidade e campo, mas
não se confunde com nenhum dos dois, porque possui
características que ambos, isoladamente, não têm",
afirma. Inclui, por exemplo, condomínios fechados,
hotéis-fazenda, luz elétrica, sistema viário e telefonia,
além de condições de produção e de consumo que
eram próprias da cidade.
Pressionado por essa configuração social, o
que restou do campo está diante de duas opções: "Ou
se industrializa ou se urbaniza", decreta Monte-Mór.
Na primeira hipótese, passa a se subordinar a uma
lógica típica da produção industrial e do agronegócio,
regida pelo grande capital. A segunda opção inclui os
sítios de lazer e as atividades do pequeno produtor
que trabalha sem a perspectiva de enriquecer, mas
quer garantir aos filhos aquilo que já possui. "Fazem
parte do que se tem chamado do 'novo rural' as

35

pousadas, casas de campo, segunda residência ou
até aqueles que se mudam para regiões ditas rurais,
mas que na verdade são uma clara extensão do
urbano", enumera Monte-Mór.
Coexistência

40

45

50

55

60

65

Os dois caminhos ­ urbanização e industrialização ­, no entanto, não são antagônicos. "Em
muitas situações eles coexistem, até porque na
grande produção agrícola muitas vezes a mão de
obra vem desses bolsões de pequenos produtores.
Mas tende a haver sempre um embate, posto com
muita força pela questão ambiental", alerta o
pesquisador. Se as atividades classificadas como
urbanização têm compromisso com as condições de
vida, já que dependem da preservação do meio
ambiente, a industrialização utiliza os recursos
naturais apenas para viabilizar a produção.
A entrada do urbano em cena, na década de
1970, também redefine as cidades, pois permite a
emergência de uma metrópole diferente daquela
moderna e industrial que conhecemos. "É uma
metrópole muito mais fragmentada e estendida, onde
a necessidade de outras centralidades se faz
necessária", explica o professor. Belo Horizonte vive
hoje um processo que bem exemplifica as reflexões
de Monte-Mór. A transferência do centro administrativo do governo estadual para uma das regiões
mais pobres da cidade e, no outro extremo, a
expansão de espaços de galerias de arte e a
instalação do Instituto Cultural Inhotim abrem novas
fronteiras e permitem à população deslocamentos
diferenciados, para atividades específicas.

Fonte: Disponível em . Acesso em: 04 mar. 2013. (adaptado)

19

CP 2013

41
De acordo com o texto,
A

o espaço social contemporâneo ratifica a dicotomia campo - cidade.

B

a onipresença do urbano é consequência de um novo ordenamento do espaço social contemporâneo.

C

o emprego da metáfora tecido (.16) auxilia no esclarecimento do conceito de Monte-Mór de que o urbano recobre
um ambiente intermediário entre a cidade e o campo.

D

a existência do `novo rural' (.34) vai de encontro à ideia de que a presença do urbano no campo implica um
reordenamento do espaço social.

E

a coexistência pacífica entre a urbanização e a industrialização do campo está atrelada à questão ambiental.

42
No parágrafo de abertura do texto, o agente que transita entre a agitação da cidade e o ambiente escolhido para seu
lazer é apresentado como O homem (.1), uma referência genérica ao ser humano. Uma referência mais específica
desse agente e coerente com o tema desenvolvido ao longo do texto é
A

o cidadão.

B

o consumidor.

C

o urbanista.

D

o contribuinte.

E

o trabalhador.

43
Em algumas passagens do texto, a noção de espaço se concretiza pelos substantivos cidade e campo, os quais
constroem uma dicotomia, pois se referem a espaços distintos, opostos. Essa oposição se estende também aos
adjetivos relativos a eles: citadino e rural, respectivamente. Tendo essa informação em mente e as considerações
apresentadas nas linhas 13 a 24, passa-se a entender urbano como
I - um sinônimo de citadino.
II - um antônimo de rural.
III - um substantivo referindo uma categoria distinta de cidade e de campo.
Está(ão) correta(s)
A

apenas I.

B

apenas III.

C

apenas I e II.

D

apenas II e III.

E

I, II e III.

20

CP 2013

Leia atentamente o parágrafo destacado a seguir, para responder às questões de números 44 e 45.

44
25

30

35

Pressionado por essa configuração social, o
que restou do campo está diante de duas opções: "Ou
se industrializa ou se urbaniza", decreta Monte-Mór.
Na primeira hipótese, passa a se subordinar a uma
lógica típica da produção industrial e do agronegócio,
regida pelo grande capital. A segunda opção inclui os
sítios de lazer e as atividades do pequeno produtor
que trabalha sem a perspectiva de enriquecer, mas
quer garantir aos filhos aquilo que já possui. "Fazem
parte do que se tem chamado do 'novo rural' as
pousadas, casas de campo, segunda residência ou
até aqueles que se mudam para regiões ditas rurais,
mas que na verdade são uma clara extensão do
urbano", enumera Monte-Mór.

Qual afirmativa apresenta uma análise correta das
ideias e da organização linguística exploradas no
parágrafo?
A

O segmento duas opções (.26) pode, sem
prejuízo da coesão e da coerência, ser susbtituído
pela expressão dois dilemas.

B

O emprego de Na primeira hipótese (.28) possibilita que seja feita a retomada do segmento
se urbaniza na linha anterior.

C

O emprego de mas (.32) evidencia a contradição
entre o trabalho sem perspectivas de enriquecimento para o pequeno produtor e o seu desejo de
deixar o que já possui aos filhos.

D

A expressão no entanto pode, sem alteração da
relação de sentido, substituir a conjunção
adversativa da linha 32.

E

Se o segmento aos filhos (.33) for substituído por
a seus descendentes, haverá condições para o
emprego da crase.

45
Se parte do parágrafo (.31-33) fosse reescrita como
[...] do pequeno produtor que mesmo sem a perspectiva de enriquecer com o seu trabalho quer garantir
aos filhos aquilo que já possui,
haveria necessidade de empregar, segundo as normas gramaticais,
A

um travessão e uma vírgula para marcar, respectivamente, o início e o final do segmento adverbial destacado.

B

uma vírgula para marcar o início do segmento adverbial destacado e outra para marcar o seu final.

C

um travessão e um ponto e vírgula para marcar, respectivamente, o início e o final do segmento adverbial
destacado.

D

um ponto e vírgula para marcar o início do segmento adverbial destacado e outro para marcar o seu final.

E

uma vírgula e um ponto e vírgula para marcar, respectivamente, o início e o final do segmento adverbial destacado.

21

CP 2013

46
Para compor o artigo, a autora integra a seu texto ideias de outrem. Nesse contexto,
I - as aspas são usadas na demarcação das falas atribuídas ao especialista consultado.
II - os verbos afirma (.21) e decreta (.27) indiciam o grau de certeza com que Monte-Mór se posiciona em relação ao
que declara.
III - o verbo alerta (.46) deixa evidente que, nesta parte do texto, registra-se uma discordância entre a autora e o
especialista quanto à urbanização do campo.
Está(ão) correta(s)
A

apenas I.

C

apenas I e II.

B

apenas III.

D

apenas II e III.

E

I, II e III.

47
Se as atividades classificadas como urbanização têm compromisso com as condições de vida, já que
dependem da preservação do meio ambiente, a industrialização utiliza os recursos naturais apenas para
viabilizar a produção. (.47-51)
Em relação à organização e às escolhas linguísticas do período, é correto afirmar que
A

a conjunção Se permite que, no período, a semelhança entre urbanização e industrialização seja ressaltada.

B

a locução já que encadeia, no período composto, uma oração expressando um raciocínio hipotético.

C

o sufixo ­ção permite agregar a ideia de finalidade ao sentido dos substantivos urbanização, preservação e
industrialização.

D

a preposição para contribui com o sentido da oração que introduz, expressando a noção semântica de direção.

E

a palavra apenas, significando exclusivamente, conota no contexto uma avaliação negativa da industrialização.

48
Caso a oração que inicia o último parágrafo (.52-55) fosse redigida na voz passiva, teria a seguinte expressão:
A

As cidades também são redefinidas pela entrada em cena do urbano, na década de 1970.

B

Na década de 1970, a entrada do urbano em cena deixa redefinidas também as cidades.

C

A entrada do urbano em cena também provoca, na década de 1970, a redefinição das cidades.

D

As cidades, na década de 1970, também parecem redefinidas pela entrada do urbano em cena.

E

Pela entrada do urbano em cena, a redefinição das cidades ocorre também na década de 1970.

22

CP 2013

49
Considere que qualquer uma das versões destacadas a seguir poderia ser a frase que, coesa e coerentemente,
encerraria o texto, numa espécie de síntese do que defende o Prof. Monte-Mór.
Desse modo, em função da onipresença do urbano, ____________________ o campo e a cidade.
Desse modo, em função da onipresença do urbano, não só o campo mas também a cidade são
____________________.
Desse modo, em função da onipresença do urbano, tanto o campo quanto a cidade
____________________.

Levando em conta a coerência do texto e as normas gramaticais, a sequência correta é
A

reconfigura-se ­ reconfigurados ­ se reconfigura.

B

reconfigura-se ­ reconfiguradas ­ se reconfiguram.

C

reconfiguram-se ­ reconfigurados ­ se reconfiguram.

D

reconfiguram-se ­ reconfiguradas ­ se reconfigura.

E

reconfigura-se ­ reconfiguradas ­ se reconfigura.

50
O texto é parte de um artigo publicado em uma revista de circulação no âmbito acadêmico, porém busca-se atrair
também leitores fora desse domínio, razão de serem empregadas algumas estratégias para melhor compreensão e
articulação dos conceitos discutidos. Tendo essas informações em mente, associe as colunas relacionando a
estratégia com o parágrafo que a desenvolve.
1. Descrição de detalhes, possibilitando um contraste entre a
cidade e o campo.
2. Pequena narrativa, permitindo a retomada do que foi antecipado pelo título.

(

) Primeiro Parágrafo

(

) Segundo Parágrafo

(

) Quarto Parágrafo

3. Apresentação de um exemplo concreto como ilustração do que
se afirma na frase inicial do parágrafo.
4. Enumeração das possibilidades diante das quais se encontra
um dos espaços analisados.
A sequência correta é
A

2 ­ 1 ­ 3.

B

3 ­ 2 ­ 4.

C

1 ­ 2 ­ 4.

D

2 ­ 4 ­ 3.

E

1 ­ 4 ­ 3.

23