PROGRESSO E DESENVOLVIMENTO DE GUARULHOS S/A ­ PROGUARU
CONCURSO PÚBLICO 01/2010
RESULTADO DA PROVA PRÁTICA
A Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A - PROGUARU torna público, para o conhecimento dos interessados,
o Resultado da Prova Prática do Concurso Público nº. 01/2010, para o cargo de Programador.
Cargo: Programador

Inscrição

Nome

Documento

01022989

Altamir Goncalves Filgueiras

166867214

01057910

Andrezza Odone Santiago

293458467

01007220

Antonio Marcos De Campos

248713656

01052284

Diego Kian

274653175

01057871

Edilson Jesus De Oliveira

322994366

01040600

Eric Rodrigues Moya

340194145

01054945

Jessica Brabara Da Silva Ribas

450230971

01050540

Leandro Piqueira

447521329

01075667

Leonardo Ono Fernandes

477695668

01055534

Marciano Antonio Da Rocha Canuto

11938068

01053205

Marco Antonio Moreira Da Rocha

455831762

01059149

Nathan Romao Gonzales

36341387X

01002414

Ricardo Ferreira

454737423

01064576

Ricardo Honorato Lopes

444390765

01023535

Rondinele Santos De Morais

412718364

Resultado da
Prova Prática
8,250
31,625
31,500
10,175
33,250
21,625
40,875
35,125
39,500
10,225
10,200
10,175
15,200
10,150
39,000

3. DA PROVA PRÁTICA
3.1.
3.2.
3.3.
3.4.
3.5.
3.6.

A prova prática será realizada em dia, local e horário a serem comunicados oportunamente, por meio de
Edital de Convocação, publicado no Diário Oficial do Município de Guarulhos.
A avaliação incidirá sobre a demonstração prática dos conhecimentos, habilidades e adequação de atitudes
na execução das atividades relativas ao cargo.
Recomenda-se a presença do candidato no local da prova com antecedência de 60 (sessenta) minutos do
horário estabelecido para o seu início.
Não será permitido ao candidato, sob qualquer pretexto, realizar a prova após o horário estabelecido no
Edital de Convocação.
Somente será permitida a realização da prova no local previamente determinado no Edital específico,
implicando em reprovação automática a ausência do candidato.
Não haverá segunda chamada, sob hipótese alguma.

3.7.

Será exigida a apresentação de um documento original de identificação oficial com foto (RG, CNH, etc) por
ocasião da realização da prova.
3.8. Para os cargos de Jardineiro, Programador, Operador de Retroescavadeira/Pá-Carregadeira, Soldador,
Topógrafo, somente serão avaliados os candidatos aprovados na 1ª fase ­ Prova Objetiva, e classificados
até ao limite estabelecido pela TABELA 4, mais os empatados nesse limite.
3.8.1.
Os candidatos excedentes estarão definitivamente excluídos do Concurso.
3.9. Para o cargo de Operador de Retroescavadeira/ Pá-carregadeira deverá ser apresentada a Carteira
Nacional de Habilitação com categoria "D" (dentro da validade) para poder efetuar a Prova Prática.
3.10. A prova prática valerá 50 pontos, sendo que será considerado habilitado o candidato que obtiver nota igual
ou superior a 25 pontos.
TABELA 4 ­ CONVOCAÇÃO PARA A PROVA PRÁTICA
Número de candidatos
Cargo
convocados para a Prova
Prática
Jardineiro
20
Programador
15
Operador de Retroescavadeira/Pá30
Carregadeira
Soldador
15
Topógrafo
20

3.11. Não haverá prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em virtude de afastamento, por
qualquer motivo, de candidato da sala ou local de prova.
3.12. Não será permitida a permanência de qualquer acompanhante nas dependências do local de realização de
qualquer prova, podendo ocasionar inclusive a não participação do(a) candidato(a) no Concurso Público.
3.13. Durante as provas, não será permitida qualquer espécie de consulta a códigos, livros, manuais, impressos,
anotações ou outro tipo de pesquisa, utilização de outro material não fornecido pela Fundação VUNESP,
máquina e relógio com calculadora, agenda eletrônica ou similar, aparelhos sonoros, telefone celular, BIP,
pager, walkman, gravador ou qualquer outro tipo de receptor e emissor de mensagens, assim como uso de
boné, gorro, chapéu e óculos de sol.
3.14. Durante a aplicação das provas, poderá ser colhida a impressão digital do candidato, sendo que, na
impossibilidade de o candidato realizar o procedimento, esse deverá registrar sua assinatura, em campo
predeterminado, por três vezes.
VII.

DOS CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO
TABELA 5- PONTUAÇÃO

Cargos
L.Port.
Pontuação
Ajudante Geral
Analista de
Custos
Analista de
Sistemas
Analista de
Recursos
Humanos
Assistente Social
Auxiliar

Máx.

Prova Objetiva
Eliminatória e Classificatória
A
Rac.
Conh.
Mat.
Lóg.
Esp.
Máx.
Máx.
Máx.

Noções.
Inf.
Máx.

Prova
Dissertativa
B
Eliminatória e
Classificatória
Máxima

C
Eliminatória e
Classificatória
Máxima

Prova Prática

Total
A+B+C

15

15

-

-

-

-

-

30

10

10

-

20

10

-

-

50

10

-

10

30

-

50

10

10

-

30

-

-

-

50

10
20

20

-

40
-

10

-

-

50
50

100

Administrativo
Auxiliar de
Enfermagem do
Trabalho
Enfermeiro do
Trabalho
Jardineiro
Médico do
Trabalho
Operador de
Retroescavadeira
Pá-Carregadeira
Programador

10

10

10

-

20

-

-

-

40

-

40

-

-

-

50

50

80

15

15

-

-

-

-

-

-

-

40

-

-

10

10

-

10

-

-

40
50

80

10

-

10

30

-

-

50

100

Soldador
Técnico de
Segurança
doTrabalho

15

15

-

10

-

-

50

90

10

10

-

30

-

-

-

50

Topógrafo

10

10

-

30

-

-

50

100

1.

VIII.
1.
2.

3.
4.
5.
6.

Para fins de classificação final, havendo empate, terá preferência sucessivamente, o candidato com:
a. idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, nos termos da Lei Federal nº. 11.741/2003, entre si e
frente aos demais, sendo que será dada preferência ao de idade mais elevada;
b. maior pontuação na prova prática, quando houver;
c. maior pontuação nas questões de conhecimentos específicos; quando houver;
d. maior pontuação nas questões de Língua Portuguesa;
e. idade mais elevada, sendo esta inferior a 60 anos;
1.1. Persistindo o empate entre os candidatos, depois de aplicados todos os critérios anteriores, o desempate se
dará por sorteio.
DOS RECURSOS
Será admitido recurso quanto ao pedido de inscrição, resultado do Gabarito, Prova Objetiva, Prova Dissertativa,
Prova Prática e Resultado Final do concurso. Não haverá recursos contra os critérios usados pela Comissão
Organizadora na pontuação das provas.
O candidato que interpuser recurso contra a aplicação, o gabarito, resultado da Prova Objetiva e Prova
Dissertativa deverá utilizar o campo próprio para interposição de recursos, no endereço www.vunesp.com.br, na
página específica do Concurso Público, e seguir as instruções ali contidas.
2.1. Recursos contra a aplicação, o gabarito, resultados da Prova Objetiva e da Prova Dissertativa serão avaliados
pela Fundação VUNESP.
2.1.1.
No caso de recurso contra o gabarito, o candidato deverá entregar um recurso para cada questão,
Caso contrário, o recurso não será conhecido.
2.1.2.
A pontuação relativa à(s) questão(ões) anulada(s) será atribuída a todos os candidatos presentes
na prova objetiva.
2.2. No caso de recurso em pendência à época da realização de alguma das etapas do Concurso Público, o
candidato poderá participar condicionalmente da etapa seguinte.
2.3. No caso de provimento do recurso interposto dentro das especificações, esse poderá, eventualmente, alterar
a nota/classificação inicial obtida pelo candidato para uma nota/classificação superior ou inferior, ou ainda
poderá ocorrer a desclassificação do candidato que não obtiver a nota mínima exigida para habilitação.
O(s) Recurso(s) referentes à Prova Prática deverá(ão) ser protocolado(s) na PROGUARU - Progresso e
Desenvolvimento de Guarulhos, na Av. Arminda de Lima, 788 ­ Vila Progresso ­ Guarulhos, das 9h às 16, em
dias úteis, de acordo com o modelo constante no Anexo II deste Edital.
Os recursos contra o indeferimento da inscrição e ao resultado final do Concurso serão julgados pela Comissão
Organizadora criada especificamente para este Concurso.
O prazo para interposição de recurso será de 2 (dois) dias úteis após a publicação dos resultados do evento que
lhes disser respeito, tendo como termo inicial o 1º dia útil subsequente ao da publicação.
Será indeferido o recurso interposto fora da forma e dos prazos estipulados neste Edital, aquele que não
apresentar fundamentação e embasamento, ou aquele que não atender às instruções constantes neste Capítulo.

7.
8.

Não será aceito recurso interposto por fax, e-mail ou por qualquer outro meio, além do previsto neste Capítulo.
O recurso interposto fora do respectivo prazo não será aceito. Para tanto, será considerada a data do protocolo do
documento.
9. Não serão aceitos recursos aos quais faltarem motivação cabal.
10. Não será aceito pedido de revisão de recurso e/ou recurso de recurso.
11. A decisão dos recursos será divulgada no Diário Oficial do Município de Guarulhos.
12. Em hipótese alguma, haverá vista das provas.
Guarulhos, 15 de junho de 2010

JOSÉ MAURÍCIO DE SOUZA
Presidente - Comissão Organizadora