CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VÁRZEA GRANDE - UNIVAG
EDITAL DE 23 DE MARÇO DE 2016
PROCESSO SELETIVO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DO CURSO DE MEDICINA
O Reitor do Centro Universitário de Várzea Grande ­ Univag, no uso de suas atribuições legais e de
acordo com a legislação em vigor, torna público o presente Edital, com as normas e regulamentos para o Processo
Seletivo para preenchimento de vagas do curso de Medicina, para o segundo semestre de 2016.
1.

Autorização do Curso: O curso de Medicina do Centro Universitário de Várzea Grande ­ Univag foi autorizado
pela Portaria n° 158, de 04 de abril de 2013, publicada no DOU de 05 de abril de 2013.

2.

Número de vagas e turmas: 60 (sessenta) vagas em período integral, correspondendo à entrada para o
segundo semestre de 2016, das quais 40 (quarenta) vagas serão preenchidas pelos aprovados neste Processo
Seletivo e 20 (vinte) vagas serão preenchidas pelos selecionados pelo Processo Seletivo do FIES.
2.1. Caso o Processo Seletivo do FIES não preencha as 20 (vinte) vagas, elas serão destinadas aos classificados
no Processo Seletivo objeto deste Edital.
3.

Quadro resumo da verificação/autorização: Na avaliação realizada pelo MEC/ INEP para fins de
autorização, o curso de Medicina do Centro Universitário de Várzea Grande - UNIVAG aferiu os seguintes
resultados:
CONCEITO
DIMENSÃO
(em escala de 01 a 05)
Dimensão 1 ­ Organização Didático-Pedagógica
04
Dimensão 2 ­ Corpo Docente
05
Dimensão 3 ­ Instalações
05

4.

Do Local de Funcionamento do Curso: O curso de Medicina será desenvolvido nas dependências do Centro
Universitário de Várzea Grande ­ Univag, situado na Av. Dom Orlando Chaves, nº 2655 ­ bairro Cristo Rei, em
Várzea Grande/MT, Campus do UNIVAG, CEP 78.118-900, em Hospitais e Unidades Básicas de Saúde,
conveniados com o Univag.

5.

Do Processo Seletivo: O Processo Seletivo será constituído de 01 (uma) prova com 60 (sessenta) questões
de múltipla escolha e 01 (uma) Redação. A prova possui caráter eliminatório, sendo considerados
automaticamente eliminados os candidatos que não alcançarem a nota mínima, descrita no item 10 deste
Edital. Os candidatos que prestarem este processo seletivo concorrem exclusivamente às vagas do curso de
Medicina, nos termos deste Edital.

6.

Das Inscrições: As inscrições para o Processo Seletivo de que trata este Edital serão realizadas
exclusivamente pela internet, no período das 10 horas de 04 de abril às 16 horas de 09 de maio de 2016, nos
sites da VUNESP (www.vunesp.com.br) e do UNIVAG (www.medicinaunivag.com.br), mediante o
preenchimento da ficha de inscrição e o pagamento da taxa, por meio de boleto bancário, em qualquer agência
bancária, sendo que a efetivação da inscrição se dará somente com o pagamento do boleto bancário. O
candidato poderá utilizar os equipamentos de informática do Campus do UNIVAG, de 2ª a 6ª feira, no horário
das 8 às 21h, e aos sábados, das 8 às 12h, para realizar a inscrição.
6.1. Candidato que necessite de condições especiais para realização das provas deverá, além de se inscrever
pela internet e declarar a sua necessidade na ficha de inscrição, enviar pelo correio, em um único envelope
postado até 09 de maio de 2016, laudo emitido por médico identificado pelo nome e o seu número de registro
1

profissional, que descreva com precisão a natureza, o tipo e o grau da deficiência, bem como as condições
necessárias para a realização das provas.
6.1.1. Havendo necessidade de provas em tamanho ampliado, o candidato deverá indicar o grau de ampliação.
6.1.2. As provas são impressas em cores, portanto, o candidato Daltônico, ou seja, que tenha falta de
sensibilidade de percepção de determinadas cores deverá, também, seguir os mesmos procedimentos iniciais.
6.1.3. O atendimento ficará sujeito à razoabilidade do pedido e à análise de viabilidade operacional.
6.1.4 O endereço da VUNESP para o envio é Rua Dona Germaine Burchard, 515, Água Branca, São Paulo,
SP, CEP 05002-062, devendo estar anotados, no envelope, os dizeres: Processo Seletivo ­ UNIVAG Medicina
(Provas Especiais).
6.2. O valor da taxa de inscrição é de R$ 280,00 (duzentos e oitenta reais).
6.3. A taxa de inscrição não será devolvida em nenhuma hipótese.
7.

Da Prova: A prova do Processo Seletivo para ingresso no curso de Medicina será realizada em 28/05/2016
(sábado), em fase única, no horário das 13h30 às 18h, horário local de Várzea Grande ­ MT (uma hora a
menos do que o horário de Brasília). A prova será constituída pelas seguintes matérias e respectivos números
de questões: Língua Portuguesa - 10 questões; Língua Inglesa - 06 questões; História - 05 questões; Geografia
- 05 questões; Física - 07 questões; Matemática - 07 questões; Biologia ­ 10 questões; Química - 10 questões
e uma Redação. As questões serão em forma de múltipla escolha, com cinco alternativas cada, sendo que
apenas uma única resposta será a correta.
7.1. As provas serão elaboradas conforme ANEXO e seguirão as orientações da Base Nacional Comum do
Ensino Médio.

8.

Do Local e da Realização da Prova: A prova será realizada no Campus do Centro Universitário de Várzea
Grande ­ Univag, localizado à Av. Dom Orlando Chaves, nº 2655 ­ bairro Cristo Rei, Várzea Grande/MT, CEP
78118-900.
8.1. Os candidatos deverão confirmar a data e a hora e o local e a sala de realização das provas, no site da
VUNESP (www.vunesp.com.br) no link "Local de prova", a partir de 20.05.2016.
8.1.1. Somente será permitido o acesso ao local das provas ao candidato que estiver munido do original da
cédula de identidade (RG), sendo que, em caso de extravio, em substituição ao RG, serão aceitos tão somente
documentos originais com foto, a saber: Carteira de Trabalho, Carteira Nacional de Habilitação, Certificado
Militar, Carteira de Ordem ou de Classe, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiro (RNE).
8.1.2. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização das provas, documento de
identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o
registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, 90 (noventa) dias.
8.2. Será excluído do Processo Seletivo, a qualquer tempo, o candidato que: prestar informações falsas na
ficha de inscrição; não integralizar os procedimentos de inscrição; incorrer em comportamento indevido ou
descortês para com qualquer dos aplicadores, auxiliares ou autoridades; não cumprir as instruções constantes
na capa da prova; for surpreendido, durante a prova, em qualquer tipo de comunicação com outro candidato;
usar de meio fraudulento ou meio ilícito de auxílio ou acesso às questões e ao gabarito, os quais poderão ser
constatados antes, durante ou após a realização da prova; utilizar, durante a prova, chapéus, bonés, telefones
celulares, pagers ou similares, máquinas de calcular, livros impressos ou anotações; ou se, após a prova, for
constatado, por meio eletrônico, visual, grafológico ou papiloscópico que o candidato se valeu de meios ilícitos.
8.2.1. Por medida de segurança, os candidatos deverão manter as suas orelhas visíveis à observação do fiscal
da sala da prova. Portanto, não serão permitidos cabelos longos soltos, bandanas ou similares.
8.2.2. O candidato que se recusar a passar pelos procedimentos de segurança descritos neste edital será
desclassificado.
8.3. Com a finalidade de garantir a lisura do Processo Seletivo, é reservado ao UNIVAG/VUNESP, caso julgue
necessário, adotar, durante a realização das provas, procedimentos com o objetivo de identificar o porte de
aparelhos eletrônicos pelos candidatos, bem como medidas adicionais de segurança e identificação, tais como:
detector de metais, gravação em áudio, proceder à identificação especial por meio de coleta de impressão
digital e/ou filmagem e/ou fotografia, uso de otoscópio e outros.
2

8.3.1. Considerando as medidas de segurança previstas no item 8.3, solicita-se que os candidatos cheguem ao
local de prova com pelo menos 1hora e 30 minutos de antecedência.
8.3.2. Para os candidatos aprovados, a coleta de impressão digital também poderá ser feita no dia da matrícula
e/ou durante as aulas, em qualquer período letivo.
8.4. Os portões dos prédios onde será realizada a prova serão fechados, impreterivelmente, quando do início
da mesma. O candidato que chegar após o fechamento dos portões, não se levando em conta o motivo do
atraso, terá vedada sua entrada no prédio e será automaticamente eliminado do Processo Seletivo.
8.5. Recomenda-se que o candidato não traga para a sala de prova qualquer um dos equipamentos citados no
subitem 8.2, devendo trazer somente o estritamente necessário para a realização da prova. Objetos pessoais,
inclusive aparelho celular, que o candidato estiver portando, deverão ser mantidos em local visível na
respectiva sala de prova, devidamente lacrados pelo fiscal de sala. O UNIVAG/VUNESP não se
responsabilizará por perdas ou extravios ocorridos durante a realização da prova, nem por danos neles
surgidos.
8.6. A Prova terá a duração de 4 (quatro) horas e 30 (trinta) minutos. O candidato somente poderá retirar-se
do local de aplicação das provas ao final do tempo previsto, ou seja, depois de decorridas as 4 (quatro) horas e
30 (trinta) minutos, não podendo levar o caderno de questões e as folhas de respostas e de redação.
8.6.1 O candidato que, por qualquer motivo, sair antes de decorridas 4 (quatro) horas e 30 (trinta) minutos de
prova, deverá assinar termo de eliminação frente ao coordenador e não poderá levar o rascunho do gabarito e
nenhum outro material com as marcações das respostas.
8.7. O candidato não poderá fazer marcações ou anotações na prova de Redação ou em qualquer outro local,
exceto no formulário de identificação de carteira/rascunho do gabarito afixado em sua carteira.
9.

Da Pontuação: Considerando o desempenho do candidato, as notas serão atribuídas conforme segue - Prova:
A Prova será constituída por 40 questões com Peso 1 e 20 questões com Peso 2. A nota da prova será obtida
pelo total de acertos aferidos, sendo a nota máxima: 80. À Redação será atribuída a pontuação de 0 a 10 e terá
peso 2, sendo a nota máxima possível 20. A Nota Final será a soma das notas obtidas na Prova e na Redação,
sendo a nota máxima 100, conforme especificado no quadro a seguir.
Quadro Demonstrativo da Composição da Nota Final
Matéria
Total de questões objetivas
Língua Portuguesa
10
Língua Inglesa
06
História
05
Geografia
05
Física
07
Matemática
07
Biologia
10
Química
10
60

Peso
01
01
01
01
01
01
02
02

Nota máxima
10
06
05
05
07
07
20
20
80
Nota máxima
20

Redação
Nota Final = Prova (80) + Redação (20) -->Nota máxima 100
9.1. Não haverá revisão de prova, nem vista de provas.

10. Da Classificação: A classificação ocorrerá em ordem decrescente da nota final, considerando-se eliminado o
candidato que não comparecer à prova, obtiver nota 0 (zero) em qualquer uma das matérias, o resultado da
soma das notas das questões objetivas for inferior a 32 (trinta e dois) e nota inferior a 8 (oito) na Redação.
3

10.1. Em caso de empate, prevalecerá o candidato que obtiver o melhor resultado considerando a média
aritmética obtida no desempenho das matérias Biologia e Química. Persistindo o empate, prevalecerá o melhor
desempenho na Redação, e, na persistência do empate prevalecerá o candidato mais idoso.
11. Da Publicação dos Resultados: Os resultados do Processo Seletivo serão divulgados em Lista de Chamada
e em Lista de Espera, no dia 20/06/2016, a partir das 15h, nos quadros de aviso do UNIVAG e no site
www.medicinaunivag.com.br.
12. Da Matrícula: As matrículas ocorrerão nos dias 21 a 24/06/2016, das 9h às 21h, para os convocados. Os
contemplados na lista de espera deverão preencher, presencialmente, a confirmação de interesse de vaga nos
dias 22 e 23/06/2016, das 9h às 21h, na Central de Vestibulares (CEV) do Univag. Caso haja vaga a ser
preenchida, a divulgação será no dia 25/06/2016, às 09h, nos quadros de aviso do UNIVAG e no site
www.medicinaunivag.com.br. A efetivação da matrícula para as vagas remanescentes, somente para aqueles
que preencheram a declaração de interesse de vaga e seguindo a classificação obtida por eles, acontecerá nos
dias 27 e 28/06/2016, das 09 h às 21 h, ou até quando ainda houver vagas, sem prejuízo do calendário
acadêmico. A matrícula por procuração é proibida. A matrícula e preenchimento de declaração de interesse de
vaga deverão ser realizados na Central de Atendimento ao Estudante - CAE, no campus do Univag, localizado
na Av. Dom Orlando Chaves, nº 2655 ­ bairro Cristo Rei, em Várzea Grande/MT.
12.1. O UNIVAG não está obrigado a dispensar a frequência dos alunos que, por convicção religiosa, não
queiram frequentar as aulas às sextas-feiras, após as 18h, e aos sábados.
13. Das Aulas: As aulas do curso de Medicina terão início no dia 08/8/2016. O funcionamento do curso de
Medicina é de segunda a sexta-feira, em período integral, podendo ter atividades acadêmicas e pedagógicas
aos sábados.
14. Das Mensalidades: A primeira parcela deverá ser paga por ocasião da matrícula, ficando o aluno/candidato
ciente de que havendo cancelamento expresso da matrícula, antes do início das aulas, o UNIVAG devolverá o
valor correspondente a 80% (oitenta por cento) da importância paga, sendo que os 20% (vinte por cento)
restantes serão retidos a título de custo administrativo. Ocorrendo o cancelamento a partir do início das aulas
(considerando-se inclusive o 1º primeiro dia de aula, conforme calendário acadêmico), reserva-se o UNIVAG o
direito de não devolver a importância paga.
15. Dos Documentos Exigidos para a Matrícula: A matrícula somente se efetivará mediante a apresentação de
02 (duas) fotos 3x4 iguais e recentes e dos seguintes documentos: Comprovante de Residência (duas cópias);
Histórico Escolar do Ensino Médio (duas cópias), se concluído no exterior, com tradução por tradutor
juramentado; Certificado de Conclusão de Ensino Médio concluído em território nacional ou Certificado de
Conclusão de Ensino Médio realizado no exterior, com revalidação dos estudos no Brasil. Cédula de Identidade
(duas cópias); Título de Eleitor (duas cópias); CPF do candidato e do responsável (para menores de 18 anos ­
duas cópias); Certificado Militar ou Reservista, para os candidatos do sexo masculino (duas cópias); Certidão
de Nascimento ou de Casamento (duas cópias);
15.1. Toda a documentação referente a estudos realizados no exterior deve ser chancelada pelo Consulado
Brasileiro no país de origem e ser acompanhada de tradução juramentada para o português.
15.2. Os candidatos convocados que forem portadores de Certificado de Conclusão de Ensino Médio concluído
em nível de suplência (Supletivo), além dos documentos mencionados, apresentar o Certificado com o
respectivo Histórico Escolar (duas cópias) e, quando for o caso, com "visto confere" da Diretoria de Ensino e/ou
cópia da lauda de concluintes publicada no DOE (Diário Oficial do Estado) assinada pelo responsável da
Diretoria de Ensino, com firma reconhecida.
15.3. Assinatura de Contrato de Prestação de Serviços Educacionais, no ato da matrícula (no caso de
candidatos menores de 18 anos, o contrato deverá ser assinado pelo pai ou responsável).
15.4. Todos os originais e cópias deverão ser apresentados no ato da matrícula. As cópias autenticadas em
Cartório dispensam a apresentação dos originais.
4

15.5. O uso de documentos falsos como meio comprobatório de conclusão do curso do Ensino Médio terá
como consequência a nulidade e o cancelamento de todos os atos acadêmicos e pedagógicos praticados pelo
interessado.
16. Das Disposições Finais: As matrículas que se façam por força de liminares concedidas por meio de
mandados de segurança, em virtude de sentenças concessivas prolatadas em primeira instância, ficarão na
dependência do que venha a ser decidido pelo Poder Judiciário, e, cassada a liminar ou denegado o mandado,
serão cancelados todos os atos acadêmicos e pedagógicos praticados pelo candidato, assumindo este todas
as consequências dos atos praticados.
16.1. O aluno que não integralizar o curso no tempo regulamentar ou perder o vínculo com a IES terá que
realizar um novo Processo Seletivo, de acordo com as definições do UNIVAG e adaptar-se à nova grade
curricular.
16.2. O presente Edital foi elaborado nos termos do Parecer CNE/CP nº 98/99, Portaria Normativa nº 40, de 12
de dezembro de 2007 e da Portaria n.º 391, de 07/02/2002.
16.3. Para os efeitos de direito, assina o presente Edital, mandando publicá-lo nos locais públicos e de fácil
acesso do Centro Universitário de Várzea Grande - Univag, para que ninguém possa alegar o seu
desconhecimento.
Várzea Grande, em 23 de março de 2016.

Drauzio Antonio Medeiros
REITOR

5

ANEXO - PROGRAMA DAS PROVAS

As provas serão elaboradas conforme o programa adiante e seguirão as orientações da Base Nacional Comum do
Ensino Médio.
LÍNGUA PORTUGUESA
1. Língua Falada e Língua Escrita.
1.1. Norma ortográfica.
1.2. Variação linguística: fatores geográficos, sociais
e históricos.
1.3. Variação estilística: adequação da forma à
situação de uso e aos propósitos do texto.
2. Morfossintaxe.
2.1. Classes de palavras.
2.2. Processos de derivação.
2.3. Processos de flexão: verbal e nominal.
2.4. Concordância nominal e verbal.
2.5. Regência nominal e verbal.
3. Processos Sintático-Semânticos.
3.1. Conectivos: função sintática e semântica.
3.2. Coordenação e subordinação.
3.3. Sentido literal e não literal.
3.4. Figuras de linguagem.
4. Textualidade, Produção e Interpretação de Texto.
4.1. Organização textual: mecanismos de coesão e
coerência.
4.2. Argumentação.
4.3. Relação entre textos.
4.4. Relação do texto com seu contexto histórico e
cultural.
4.5. Dissertação.
4.6. Narração.
4.7. Descrição.
5. Literatura Portuguesa.
5.1. Trovadorismo.
5.2. Humanismo.
5.3. Classicismo.
5.4. Barroco.
5.5. Arcadismo.
5.6. Romantismo.
5.7. Realismo/Naturalismo.
5.8. Parnasianismo.
5.9. Simbolismo.
5.10. Modernismo.
5.11. Pós-Modernismo.
6. Literatura Brasileira.
6.1. "Literatura" de informação/ "Literatura" dos
jesuítas.
6.2. Barroco.
6.3. Arcadismo.
6.4. Romantismo.
6.5. Realismo/Naturalismo.
6.6. Parnasianismo.
6.7. Simbolismo.
6.8. Pré-modernismo.
6.9. Modernismo.
6.10. Pós-modernismo.

MATEMÁTICA
1. Conjuntos Numéricos.
1.1. Números naturais e números inteiros:
divisibilidade, máximo divisor comum e mínimo
múltiplo comum, decomposição em fatores primos.
1.2. Números racionais e noção elementar de
números reais: operações e propriedades, ordem,
valor absoluto, desigualdades.
1.3. Múltiplos, divisores, razões, proporcionalidade e
porcentagem.
1.4. Números complexos:
representação e
operações na forma algébrica, raízes da unidade.
1.5. Sequências: noção de sequência, progressões
aritméticas e geométricas, representação decimal de
um número real.
2. Polinômios.
2.1. Polinômios: conceito, grau e propriedades
fundamentais, operações, divisão de um polinômio
por um binômio de forma x-a.
3. Equações Algébricas.
3.1. Equações algébricas: definição, conceito de raiz,
multiplicidade de raízes, enunciado do Teorema
Fundamental da Álgebra.
3.2. Relações entre coeficientes e raízes. Pesquisa
de raízes múltiplas. Raízes: racionais reais.
4. Análise Combinatória.
4.1. Arranjos, permutações e combinações simples.
4.2. Binômio de Newton.
5. Probabilidade.
5.1. Eventos, conjunto universo. Conceituação de
probabilidade.
5.2. Eventos mutuamente exclusivos. Probabilidade
da união e da intersecção de dois ou mais eventos.
5.3.
Probabilidade
condicional.
Eventos
independentes.
6. Matrizes, Determinantes e Sistemas Lineares.
6.1. Matrizes: operações, inverso de uma matriz.
6.2. Sistemas lineares. Matriz associada a um
sistema. Resolução e discussão de um sistema
linear.
6.3. Determinante de uma matriz quadrada:
propriedades e aplicações, regras de Cramer.
7. Geometria Analítica.
7.1. Coordenadas cartesianas na reta e no plano.
Distância entre dois pontos.
7.2. Equação da reta: formas reduzida, geral e
segmentária; coeficiente angular. Intersecção de
retas, retas paralelas e perpendiculares. Feixe de
retas. Distância de um ponto a uma reta. Área de um
triângulo.
7.3. Equação da circunferência: tangentes a uma
circunferência; intersecção de uma reta a uma
circunferência.

6

7.4. Elipse, hipérbole e parábola: equações
reduzidas.
8. Funções.
8.1. Gráficos de funções injetoras, sobrejetoras e
bijetoras; função composta; função inversa.
8.2. Função polinomial do 1º grau; função constante.
8.3. Função quadrática.
8.4. Função exponencial e função logarítmica. Teoria
dos logaritmos; uso de logaritmos em cálculos.
8.5. Equações e inequações: lineares, quadráticas,
exponenciais e logarítmicas.
9. Trigonometria.
9.1. Arcos e ângulos: medidas, relações entre arcos.
9.2. Funções trigonométricas: periodicidade, cálculo
dos valores /6, /4, /3, em gráficos.
9.3. Fórmulas de adição, subtração, duplicação e
bissecção de arcos. Transformações de somas de
funções trigonométricas em produtos.
9.4. Equações e inequações trigonométricas.
9.5. Resoluções de triângulos retângulos. Teorema
dos senos. Teorema dos cossenos. Resolução de
triângulos obliquângulos.
10. Geometria Plana.
10.1. Figuras geométricas simples: reta, semirreta,
segmento, ângulo plano, polígonos planos,
circunferência e círculo.
10.2. Congruência de figuras planas.
10.3. Semelhança de triângulos.
10.4. Relações métricas nos triângulos, polígonos
regulares e círculos.
10.5. Áreas de polígonos, círculos, coroa e sector
circular.
11. Geometria Espacial.
11.1. Retas e planos no espaço. Paralelismo e
perpendicularismo.
11.2. Ângulos diedros e ângulos poliédricos.
Poliedros: poliedros regulares.
11.3. Prisma, pirâmides e respectivos troncos.
Cálculo de áreas e volumes.
11.4. Cilindro, cone e esfera: cálculo de área e
volumes.
12.Tratamento da Informação
12.1. Gráficos e tabelas.
12.2. Medidas de centralidade (moda, mediana e
média) e de dispersão (desvio padrão e variância).

industrialização, de urbanização/metropolização, de
transformação da produção agropecuária e das
fontes de energia.
1.4. Os organismos financeiros, o comércio
internacional e regional e a concentração espacial da
riqueza.
2. A regionalização do espaço brasileiro: o processo
de transformação recente, a valorização econômicosocial do espaço brasileiro e a divisão territorial do
trabalho; as regiões brasileiras; o Estado e o
planejamento territorial.
2.1. As diferenças geográficas do processo recente
de produção do espaço brasileiro e os mecanismos
de dependência e dominação em nível internacional,
nacional, regional e local.
2.2. A distribuição territorial das atividades
econômicas e a importância dos processos de
industrialização, de urbanização/metropolização, de
transformação da produção agropecuária e da
estrutura agrária; o desenvolvimento da circulação e
das fontes de energia.
2.3. A análise geográfica da população brasileira:
estrutura, movimentos migratórios, condições de vida
e de trabalho nas regiões metropolitanas, urbanas e
agropastoris e os movimentos sociais urbanos e
rurais.
2.4. A relação entre produção e consumo: o
comércio interno e externo e a concentração
espacial da riqueza.
3. Os grandes domínios geoecológicos: gênese,
evolução, transformação; características físicas e
biológicas e o aproveitamento de seus recursos.
3.1. O espaço terrestre global e brasileiro, em
particular: configuração e diferenças naturais.
3.2.
As
grandes
unidades
geológicas
e
geomorfológicas do globo e do Brasil: caracterização
geral e aproveitamento econômico.
3.3. A dinâmica climática e a distribuição
climatobotânica no mundo e no Brasil.
3.4. A dinâmica da água na superfície da Terra.
3.5. A especificidade dos ambientes tropicais do
globo terrestre: unidade e diversidade.
3.6. O meio ambiente no Brasil e os domínios
geoecológicos.
4. A questão ambiental: conservação, preservação e
degradação.
4.1. A degradação da natureza e suas relações com
os principais processos de produção do espaço.
4.2. A questão ambiental no Brasil e as políticas
governamentais.
4.3. A poluição nas grandes metrópoles do Brasil e
do mundo.
4.4. Os processos naturais e antropogênicos de
erosão e de desertificação; a devastação da
vegetação natural e da fauna.
4.5. A poluição das águas continentais e marinhas.
4.6. As mudanças climáticas, o efeito estufa e as
consequências nas atividades humanas.

GEOGRAFIA
1. A regionalização do espaço mundial: os sistemas
socioeconômicos e a divisão territorial do trabalho;
os espaços supranacionais, países e regiões
geográficas
(suas
organizações
geopolíticas,
geoeconômicas e culturais).
1.1. As diferenças geográficas da produção do
espaço mundial e a divisão territorial do trabalho.
1.2. Os mecanismos de dependência e dominação
em nível internacional, nacional e regional.
1.3. A distribuição territorial das atividades
econômicas e a importância dos processos de

7

4.7. Os agrotóxicos e a poluição dos solos e dos
alimentos.
5. A cartografia como disciplina auxiliar da Geografia,
subsidiando a observação, análise, correlação e
interpretação dos fenômenos geográficos.
5.1. A cartografia como instrumento de compreensão
do elo existente entre natureza e sociedade.
5.2. A cartografia como recurso para a compreensão
espacial dos fenômenos geográficos da superfície
terrestre, em diferentes escalas de representação:
local, regional e mundial.
5.3. Tratamento da informação e representação dos
fenômenos físicos, sociais, econômicos, geopolíticos,
etc., permitindo a visualização espacial dos
fenômenos e suas possíveis correlação e
interpretação.

4.2. Capitalismo e processos industriais nos séculos
XIX e XX.
4.3. O mundo do trabalho: movimentos e ideias
sociais.
4.4. O Imperialismo e Neocolonialismo.
4.5. As duas grandes guerras mundiais.
4.6. A Revolução Russa.
4.7. Os regimes totalitários: fascismo, nazismo,
stalinismo e franquismo.
4.8. Arte e Estética Modernista.
4.9. Descolonização, Revolução e Libertação
Nacional (China, Argélia, Egito e Vietnã).
4.10. Movimentos sociais, políticos e culturais nas
décadas de 60, 70 e 80.
4.11. As grandes transformações políticas ocorridas
na Europa, no início da década de 90, e suas
consequências em escala mundial.
5. História da América.
5.1. Formas de organização social no Novo Mundo.
5.2. Formas de colonização europeia na América
(espanhola, inglesa e francesa).
5.3. Economia, trabalho, cultura e religião nas
colônias americanas.
5.4. Ideias e Movimentos de Independência nas
Américas.
5.5. Estados Unidos nos séculos XIX e XX
(expansão para o Oeste, Guerra de Secessão, Crise
de 29 e New Deal e a Hegemonia do pós-guerra).
5.6. Estados Nacionais, Oligarquias e Caudilhismo
na América Espanhola.
5.7. As Revoluções Mexicana e Cubana.
5.8. Industrialização, Urbanização e Populismo na
América Latina.
5.9. Militarismo, Ditadura e Democracia na América
Latina.
6. História do Brasil.
6.1. As populações indígenas do Brasil: organização
e resistência.
6.2. O sistema colonial: engenho e escravidão.
6.3. A atuação dos jesuítas na Colônia.
6.4. A interiorização: bandeirismo, extrativismo,
pecuária e mineração.
6.5. Vida urbana: cultura e sociedade.
6.6. Apogeu e crise do sistema colonial. Reformismo
ilustrado, rebeliões locais e tentativas de
emancipação.
6.7. O período joanino e o movimento de
independência.
6.8. A consolidação do Estado Nacional:
centralização e resistências.
6.9. O 2º império: economia, urbanização,
instituições políticas e vida cultural.
6.10. A crise do sistema escravista e a imigração.
6.11. O advento e consolidação da República. As
oligarquias e os interesses regionais.
6.12. Industrialização, movimento operário e crises
políticas na Primeira República.
6.13. O movimento modernista.

HISTÓRIA
1. Civilizações antigas.
1.1. Da Pré-História à História: a Revolução Agrícola
e a Revolução Urbana no Oriente Médio.
1.2. O mundo grego e a pólis: do período homérico
ao helenístico (aspectos socioeconômicos e políticoculturais).
1.3. Roma: da monarquia ao império (economia,
política e sociedade).
2. A Europa Medieval.
2.1. Os elementos formadores do mundo feudal.
2.1.1. A crise do império romano.
2.1.2. O cristianismo e a Igreja Católica.
2.1.3. Os reinos germânicos.
2.1.4. O islamismo.
2.2. O sistema feudal e sua dinâmica.
2.2.1. O desenvolvimento do comércio, o
crescimento urbano e a vida cultural.
2.2.2. As monarquias feudais e os poderes locais
(senhorios e cidades) e universais (império e
papado).
2.2.3. A crise do século XIV e da civilização
medieval.
3. O Ocidente Moderno.
3.1. O Renascimento.
3.2. A expansão mercantil europeia.
3.3. As reformas religiosas e a Inquisição.
3.4. O Estado Moderno e o Absolutismo Monárquico
(Portugal, Espanha, França e Inglaterra).
3.5. Mercantilismo e Sistema Colonial.
3.6. Guerras e revoluções na Europa nos séculos
XVI e XVII.
3.7. Ilustração e Despotismo Esclarecido.
3.8. Capitalismo e Revolução Industrial na Inglaterra
do século XVIII.
3.9. A Revolução Francesa do século XVIII.
4. O Mundo Contemporâneo.
4.1. Conservadorismo, Liberalismo, Nacionalismo e
Revolução na Europa da primeira metade do século
XIX.

8

6.14. A Revolução de 30 e o Estado Novo (19301945).
6.15. A democracia populista (1945-1964).
6.16. O Estado Autoritário (1964-1985): repressão e
desenvolvimento excludente.
6.17. Movimentos culturais e artísticos nos anos
sessenta e setenta do século XX.
6.18. O sistema político atual.

2.1.5. Movimentos uniformes e uniformemente
variados; suas equações.
2.1.6. Movimento circular uniforme, sua velocidade
angular, período, frequência, sua aceleração normal
e correspondente relação com a velocidade e o raio;
suas equações.
2.1.7. Movimento harmônico simples, sua velocidade
e aceleração, relação entre seu deslocamento e
aceleração; suas equações.
2.2. Movimento e as Leis de Newton.
2.2.1. 1ª Lei de Newton. Referencial inercial.
2.2.2. 2ª Lei de Newton. Massa inercial.
2.2.3. Composição vetorial das forças que atuam
sobre um corpo.
2.2.4. Momento ou torque de uma força; condições
de equilíbrio.
2.2.5. 3ª Lei de Newton (Lei da Ação e Reação).
2.2.6. Força de Atrito.
2.3. Gravitação.
2.3.1. Peso de um corpo.
2.3.2. Aceleração da gravidade.
2.3.3. Equação do movimento de um projétil a partir
de seus deslocamentos horizontais e verticais.
2.3.4. Lei da atração gravitacional de Newton e sua
verificação experimental ­ Sistema Solar. Leis de
Kepler do movimento planetário.
2.4. Quantidade de movimento e sua conservação.
2.4.1. Impulso de uma força.
2.4.2. Quantidade de movimento de um corpo ou
sistema.
2.4.3. Conceitos vetoriais de impulso de uma força e
quantidade de movimento de um corpo.
2.4.4. Lei da conservação da quantidade de
movimento de um sistema isolado de partículas.
2.4.5. Centro de massa de um sistema; colisões
elásticas e inelásticas.
2.4.6. O teorema da aceleração do centro de massa.
2.5. Trabalho e energia.
2.5.1. Trabalho de uma força constante.
Interpretação do gráfico força versus deslocamento.
Trabalho de uma força variável como uma soma de
trabalhos elementares.
2.5.2. Trabalho da força peso; trabalho da força de
reação normal.
2.5.3. O teorema do trabalho e energia cinética.
2.5.4. Noção de campo de forças; forças
conservativas; trabalho de forças conservativas;
energia potencial.
2.5.5. Condições para conservação da energia
mecânica e seu teorema; princípio geral da
conservação da energia.
2.5.6. Trabalho da força elástica e seu cálculo
através da interpretação do gráfico força versus
deslocamento.
2.5.7. Trabalho da força de atrito.
2.5.8. Potência.
2.6. Fluidos.
2.6.1. Pressão num gás ou num líquido.

LÍNGUA INGLESA
A prova de Língua Inglesa, considerando a
relevância da leitura em língua estrangeira nos
cursos superiores, tem por objetivo avaliar a
capacidade de compreensão de textos autênticos
cujo grau de dificuldade seja compatível com o
ensino médio. A seleção dos textos será
fundamentada em critérios de diversidade temática
(temas contemporâneos variados da realidade
política, econômica, científica e cultural) e
diversidade de gênero (textos científicos, literários,
jornalísticos, publicitários, etc.).
O candidato será avaliado pela habilidade que
possui para reconhecer, localizar, selecionar,
parafrasear, analisar, deduzir ou sintetizar as ideias
do texto, estabelecendo relações de sentido. Serão
tratados aspectos gerais relacionados ao tema,
estrutura e propriedade dos textos, podendo ser
avaliados elementos linguísticos e lexicais relevantes
para a interpretação de sentidos gerais e/ou
específicos possibilitados pelos textos.
FÍSICA
1. Fundamentos da Física.
1.1. Grandezas físicas e suas medidas.
1.1.1. Grandezas físicas. Grandezas fundamentais e
derivadas.
1.1.2. Sistemas de unidade. Sistema Internacional
(SI).
1.2. Relações matemáticas entre grandezas.
1.2.1.
Grandezas
direta
e
inversamente
proporcionais.
1.2.2. A representação gráfica de uma relação
funcional entre duas grandezas. Interpretação do
significado da inclinação da tangente à curva e da
área sob a curva representativa.
1.2.3. Grandezas vetoriais e escalares. Soma e
decomposição de vetores: método geométrico e
analítico.
2. Mecânica.
2.1. Cinemática.
2.1.1. Velocidade escalar média e instantânea.
2.1.2. Aceleração escalar média e instantânea.
2.1.3. Representação gráfica, em função do tempo,
do deslocamento, velocidade e aceleração de um
corpo.
2.1.4. Velocidade e aceleração vetoriais instantâneas
e suas representações gráficas.

9

2.6.2. Pressão em diferentes pontos de um líquido
em repouso.
2.6.3. Princípio de Pascal e Arquimedes.
3. Física Térmica.
3.1. Temperatura e equilíbrio térmico, termômetros e
escalas.
3.2. Calor como forma de energia em trânsito e suas
unidades de medida.
3.3. Dilatação térmica, condução de calor, calor
específico (sensível).
3.4. Mudança de fase e calor latente.
3.5. Gases; gases ideais e suas leis.
3.6. Trabalho de um gás em expansão.
3.7. A experiência de Joule e a conservação da
energia; calor e trabalho em máquinas e motores.
4. Óptica e Ondas.
4.1. Reflexão e formação de imagem.
4.1.1. Trajetória de um raio de luz em meio
homogêneo.
4.1.2. Leis da reflexão da luz e sua verificação
experimental.
4.1.3. Espelhos planos e esféricos.
4.1.4. Imagens reais e virtuais.
4.2. Refração e dispersão da luz.
4.2.1. Fenômeno da refração.
4.2.2. Lei de Snell e índices de refração.
4.2.3. Reversibilidade de percurso.
4.2.4. Lâmina de faces paralelas.
4.2.5. Prismas.
4.3. Lentes e instrumentos ópticos.
4.3.1. Lentes delgadas.
4.3.2. Imagens reais e virtuais.
4.3.3. Equação das lentes delgadas.
4.3.4. Convergência de uma lente; dioptria.
4.3.5. Olho humano.
4.3.6. Instrumentos ópticos: microscópio, telescópio
de reflexão, lunetas terrestres e astronômicas,
projetores de imagens e máquina fotográfica.
4.4. Pulsos e ondas: luz e som.
4.4.1. Propagação de um pulso em meios
unidimensionais, velocidade de propagação.
4.4.2. Superposição de pulsos.
4.4.3. Reflexão e transmissão.
4.4.4. Ondas planas e esféricas: absorção, reflexão,
refração, difração, interferência, polarização e
ressonância.
4.4.5. Ondas estacionárias.
4.4.6. Caráter ondulatório da luz: cores e frequência;
difração num prisma; natureza eletromagnética da
luz.
4.4.7. Caráter ondulatório do som: frequência e
timbre.
5. Eletricidade.
5.1. Eletrostática.
5.1.1. Carga elétrica, sua conservação e
quantização.
5.1.2. Lei de Coulomb. Indução eletrostática. Campo
eletrostático.

5.1.3. Potencial eletrostático e diferença de
potencial.
5.2. Corrente elétrica.
5.2.1. Corrente elétrica. Condutores e isolantes.
5.2.2. Resistência e resistividade.
5.2.3. Relação entre corrente elétrica e diferença de
potencial. Lei de Ohm. Condutores ôhmicos e não
ôhmicos.
5.2.4. Circuitos e dissipação de energia em
resistores. Potência elétrica.
5.2.5. Conservação da energia, força eletromotriz e
força contra-eletromotriz.
5.2.6. Consumo de energia elétrica.
5.3. Eletromagnetismo.
5.3.1. Campo magnético de correntes e imãs.
Indução magnética. Lei de Ampère.
5.3.2. Campo magnético de uma corrente num
condutor retilíneo e num solenoide.
5.3.3. Forças sobre condutores elétricos com
corrente.
5.3.4. Propriedades magnéticas dos materiais.
5.3.5. Corrente induzida devido ao movimento
relativo do condutor em campo magnético.
5.3.6. Fluxo magnético, indução magnética. Sentido
da corrente induzida. Lei de Lenz. Campos
magnéticos e variação de fluxo magnético.
5.3.7. Princípio de funcionamento de motores
elétricos e de medidores de corrente, de diferença de
potencial (tensão) e de resistência.
5.3.8. Noção de onda eletromagnética.
QUÍMICA
1. Transformações Químicas.
1.1. Evidências e transformações químicas.
1.1.1. Alteração de cor, desprendimento de gás,
formação/desaparecimento
de
sólidos,
absorção/liberação de energia.
1.2. Interpretando as transformações químicas.
1.2.1. Gases: propriedades físicas: lei dos gases,
Equação de Clapeyron; Princípio de Avogadro,
conceito de molécula; massa molar, volume molar
dos gases; Teoria cinética dos gases.
1.2.2. Modelo corpuscular da matéria. Modelo
atômico de Dalton.
1.2.3. Natureza elétrica da matéria: Modelo Atômico
de Thomson, Rutherford, Rutherford-Bohr.
1.2.4. Átomos e sua estrutura.
1.2.5. Número atômico, número de massa, isótopos,
massa atômica.
1.2.6. Elementos químicos e Tabela Periódica:
propriedades periódicas.
1.2.7. Reações químicas.
1.3. Representando as transformações químicas.
1.3.1. Fórmulas químicas: fórmula mínima, fórmula
centesimal, fórmula molecular.
1.3.2. Equações químicas e balanceamento.
1.4. Aspectos quantitativos das transformações
químicas.

10

1.4.1. Lei de Lavoisier e Lei de Proust.
1.4.2. Cálculos estequiométricos: massa, volume,
mol, massa molar, constante de Avogadro.
2. Uso de Materiais.
2.1. Propriedades da matéria.
2.1.1. Gerais e específicas.
2.1.2. Estados da matéria e mudanças de estado.
2.1.3. Misturas: tipos e métodos de separação.
2.1.4. Substâncias químicas: classificação.
2.2. Substâncias metálicas.
2.2.1. Metais: características gerais.
2.2.2. Estudo de alguns metais: ferro, cobre,
alumínio (ocorrência, obtenção, propriedades e
aplicação).
2.2.3. Ligas metálicas.
2.2.4. Ligação metálica.
2.3. Substâncias iônicas.
2.3.1. Compostos iônicos: características gerais.
2.3.2. Estudo das principais substâncias iônicas do
grupo: cloreto, carbonato, nitrato e sulfato
(ocorrência, obtenção, propriedades e aplicação).
2.3.3. Ligação iônica.
2.4. Substâncias moleculares.
2.4.1. Características gerais.
2.4.2.
Estudo
das
principais
substâncias
moleculares: H2, O2, N2, Cl2, NH3, H2O, HCl, CH4
(ocorrência, obtenção, propriedades e aplicação).
2.4.3. Ligações covalentes.
2.4.4. Polaridade das ligações.
2.4.5. Forças intermoleculares.
2.5. Substâncias químicas: seus aspectos científicotecnológicos, socioeconômicos e ambientais.
3. Água na Natureza.
3.1. Ligação, estrutura, propriedades físicas e
químicas da água; ocorrência e importância na vida
animal e vegetal.
3.2. Interação da água com outras substâncias.
3.2.1. Soluções aquosas: conceito e classificação.
3.2.2. Solubilidade e concentrações (percentagem,
g/L, mol/L).
3.2.3.
Propriedades
coligativas:
aspectos
qualitativos.
3.3. Estado coloidal.
3.3.1. Tipos e propriedades coloidais.
3.3.2. Coloides e a vida.
3.4. Ácidos, bases, sais e óxidos.
3.4.1. Ácidos e bases.
3.4.2. Principais propriedades dos ácidos e bases:
indicadores, condutibilidade elétrica, reação com
metais, reação de neutralização.
3.4.3. Óxidos: propriedades e classificação.
3.4.4. Estudo dos principais ácidos e bases: ácido
clorídrico, ácido sulfúrico, ácido nítrico, hidróxido de
sódio e hidróxido de amônio.
3.5. Água potável e poluição da água.
4. Transformações Químicas: Um Processo
Dinâmico.
4.1. Transformações químicas e velocidade.

4.1.1. Velocidade de reação e teoria das colisões
efetivas.
4.1.2. Energia de ativação.
4.1.3. Fatores que alteram a velocidade de reação:
concentração, pressão, temperatura e catalisador.
4.2. Transformação química e equilíbrio.
4.2.1. Caracterização do sistema em equilíbrio.
4.2.2. Equilíbrio em sistemas homogêneos e
heterogêneos.
4.2.3. Constante de equilíbrio.
4.2.4. Produtos iônicos da água, equilíbrio ácidobase e pH.
4.2.5. Solubilidade dos sais e hidrólise.
4.2.6. Fatores que alteram o sistema em equilíbrio.
4.2.7. Princípio de Le Chatelier.
4.3. Aplicação da velocidade e do equilíbrio químico
no cotidiano.
5. Transformações Químicas e Energia.
5.1. Transformações químicas e energia calorífica.
5.1.1. Calor de reação: reação exotérmica e
endotérmica.
5.1.2. Entalpia.
5.1.3. Equações termoquímicas.
5.1.4. Lei de Hess.
5.1.5. Tipos de entalpia de reação.
5.2. Transformações químicas e energia elétrica.
5.2.1. Reação de oxirredução.
5.2.2. Potenciais-padrão de redução.
5.2.3. Transformação química e produção de energia
elétrica: pilha.
5.2.4. Transformação química e consumo de energia
elétrica: eletrólise.
5.2.5. Leis de Faraday.
5.3. Transformações nucleares.
5.3.1. Conceitos fundamentais da radioatividade.
5.3.2. Reações nucleares: fissão e fusão nucleares.
5.3.3. Desintegração radioativa e radioisótopos.
5.4. Energias químicas no cotidiano.
6. Estudo dos Compostos de Carbono.
6.1. As características gerais dos compostos
orgânicos.
6.1.1. Elementos químicos constituintes, ligações,
temperaturas de fusão e de ebulição, combustão,
solubilidade, isomeria.
6.2. Principais funções orgânicas.
6.2.1. Radicais funcionais.
6.3. Hidrocarbonetos.
6.3.1. Generalidades: estruturas e propriedades.
6.3.2. Estudo do metano, etileno, acetileno, tolueno e
benzeno.
6.3.3. Petróleo: origem, composição e derivados.
6.4. Compostos orgânicos oxigenados.
6.4.1. Generalidades: estruturas e propriedades.
6.4.2. Estudo do álcool metílico e etílico, éter
dietílico, formol, acetona, ácido acético, fenol.
6.4.3. Fermentação.
6.4.4. Destilação da madeira e da hulha.
6.5. Compostos orgânicos nitrogenados.

11

6.5.1. Generalidades: estruturas e propriedades.
6.5.2. Estudo de anilina, ureia, aminoácidos.
6.6. Macromoléculas naturais e sintéticas.
6.6.1. Noção de polímeros.
6.6.2. Glicídios: amido, glicogênio, celulose.
6.6.3. Borracha natural e sintética.
6.6.4. Polietileno, poliestireno, PVC, teflon, náilon.
6.6.5. Glicerídios: óleos e gorduras, sabões e
detergentes sintéticos.
6.6.6. Proteínas e enzimas.
6.7. Compostos orgânicos no cotidiano.

2.3.4. Relação estrutura-função em plantas:
crescimento e desenvolvimento; transpiração;
nutrição; transporte; ação hormonal; movimentos
vegetais e fotoperiodismo.
2.4. A Biologia dos animais.
2.4.1. Os animais invertebrados: características
gerais; comparação da organização corporal entre os
diversos grupos; aspectos básicos de reprodução;
local onde vivem; diversidade e importância
ecológica e econômica.
2.4.2. Doenças causadas por platelmintos e
nematódeos parasitas (teníase, esquistossomose,
ascaridíase e ancilostomíase, filariose, bicho
geográfico), ciclo de vida e prevenção.
2.4.3. Colonização do ambiente terrestre pelos
vertebrados: características gerais; aspectos da
morfologia, fisiologia e ecologia relacionados entre
si; local onde vivem peixes, anfíbios, répteis, aves e
mamíferos.
2.4.4. Comparação dos vertebrados em relação à
reprodução, embriologia, crescimento, revestimento,
sustentação e movimentação, digestão, respiração,
circulação, excreção, sistema nervoso e endócrino.
2.4.5. Relação estrutura-função no homem: digestão,
circulação, respiração e excreção; controle do meio
interno e integração (sistema nervoso e endócrino);
movimentação (sistema muscular e esquelético);
imunologia e diferença entre soro terapêutico e
vacina; órgãos do sentido; reprodução e
desenvolvimento.
2.4.6. Sexualidade humana, gravidez e métodos
contraceptivos, doenças sexualmente transmissíveis
e AIDS.
3. Hereditariedade e Evolução.
3.1. As concepções da hereditariedade.
3.1.1. Ideias pré-mendelianas sobre a herança.
3.1.2. Mendelismo: 1ª e 2ª leis; alelos múltiplos;
grupos sanguíneos (sistema ABO e MN, fator Rh);
interação gênica; herança quantitativa.
3.2. Teoria cromossômica da herança.
3.2.1. Meiose e sua relação com os princípios
mendelianos.
3.2.2. Ligação gênica e permutação.
3.2.3. Citogenética humana.
3.2.4. A determinação do sexo: influências genéticas,
cromossômicas e hormonais.
3.3. Bases moleculares da hereditariedade.
3.3.1. DNA e RNA como material genético.
3.3.2. O modelo da dupla-hélice, replicação do DNA
e transcrição.
3.3.3. Código genético e síntese de proteínas.
3.3.4. O conceito de mutação gênica; mutações
numéricas e estruturais.
3.3.5. Biotecnologia: conceito de DNA recombinante,
transgenia,
clonagem,
processos
biológicos
envolvidos em produtos biotecnológicos, terapia
gênica, identificação de pessoas; descoberta de

BIOLOGIA
1. Biologia Celular.
1.1. Estrutura e função das principais substâncias
inorgânicas (água e nutrientes minerais essenciais) e
orgânicas (proteínas; açúcares; lipídios; ácidos
nucleicos; vitaminas) que constituem os seres vivos.
1.2. Estrutura, função e variedade celular (célula
bacteriana, animal e vegetal).
1.2.1. Estrutura celular básica e interação entre os
componentes celulares.
1.2.2. Células procariotas.
1.2.3. Células eucariotas e suas organelas. Funções
e interações entre as principais organelas.
1.2.4. Fisiologia celular: troca com o meio (difusão,
difusão facilitada, osmose, transporte ativo,
fagocitose, pinocitose e exocitose); processo de
obtenção e transformação de energia (fotossíntese,
quimiossíntese,
respiração
e
fermentação);
movimento celular (cílios, flagelos e microfilamentos);
ciclo celular e divisões celulares.
1.2.5. Diferenciação celular.
2. Diversidade dos Seres Vivos.
2.1. Alguns sistemas de classificação: os princípios
de classificação e nomenclatura de Lineu; critérios
modernos de classificação biológica; cladogramas.
2.1.1. Caracterização geral dos vírus, moneras,
protistas, fungos, plantas e animais.
2.1.2. As grandes linhas de evolução: possíveis
relações evolutivas entre os grandes reinos.
2.2. Vírus, bactérias, arqueas, fungos, algas e
protozoários: características gerais.
2.2.1. Doenças causadas por vírus, bactérias, fungos
e protozoários: patogenia, etiologia, transmissão e
prevenção.
2.2.2. Fungos e algas: papel ecológico (teias
alimentares) e importância na produção de
alimentos.
2.3. A Biologia das plantas.
2.3.1. Origem das plantas e colonização do ambiente
terrestre.
2.3.2. Caracterização geral e comparação dos ciclos
de vida das briófitas, pteridófitas, gimnospermas e
angiospermas.
2.3.3. A adaptação das angiospermas: histologia,
morfologia (órgãos vegetais) e fisiologia vegetal.

12

genomas; aconselhamento genético; recuperação de
espécies em extinção; células-tronco.
3.4. Evolução biológica.
3.4.1. Aspectos históricos: lamarquismo, darwinismo
e neodarwinismo.
3.4.2. Teoria sintética da evolução.
3.4.3. Evidências evolutivas.
3.4.4. Genética de populações.
3.4.5. Conceitos de população, raça e subespécie.
3.4.6. Especiação: formação de novas espécies e
isolamento reprodutivo.
4. Seres Vivos, Ambientes e suas Interações.
4.1. Fluxo de energia e matéria nos ecossistemas.
4.1.1. Níveis tróficos, cadeias e teias alimentares.
4.1.2. Pirâmides de números, de biomassa e de
energia.
4.1.3. Ciclos biogeoquímicos: água, carbono,
oxigênio e nitrogênio.
4.2. Dinâmica das comunidades biológicas.
4.2.1. População e comunidade ­ aspectos
conceituais.
4.2.2. Densidade de populações.
4.2.3. Equilíbrio dinâmico das populações.
4.2.4. Relações entre os seres vivos intra e
interespecíficas.
4.2.5. Habitat e nicho ecológico ­ aspectos
conceituais.
4.2.6. Sucessão ecológica.
4.2.7. Ecossistemas terrestres e aquáticos.
4.3. O homem como parte da biosfera.
4.3.1. O crescimento da população humana.
4.3.2. A utilização dos recursos naturais.
4.3.3. Alterações nos ecossistemas: erosão e
desmatamento; poluição do ar da água e do solo;
concentração de poluentes ao longo de cadeias
alimentares; o problema do lixo; extinção de
espécies; fragmentação de habitat; introdução de
espécies exóticas.
4.3.4. Possíveis soluções para reduzir ou evitar a
poluição da água, do ar e solo.
4.4. Saúde, higiene e saneamento.
4.4.1. O processo saúde-doença ­ determinantes
sociais.
4.4.2. Endemias e epidemias ­ aspectos conceituais.
4.4.3. Aspectos
epidemiológicos,
ambientais,
econômicos e sanitários.
4.4.4. Medidas de controle.

considerando a importância de apresentar um texto
bem articulado.
A prova de redação será corrigida conforme os
critérios a seguir:
A) Tema: considera-se se o texto do candidato
atende ao tema proposto. A fuga completa ao
tema proposto é motivo suficiente para que a
redação não seja corrigida em qualquer outro de
seus aspectos, recebendo nota 0 (zero) total.
B) Estrutura (gênero/tipo de texto e coerência):
consideram-se aqui, conjuntamente, os aspectos
referentes ao gênero/tipo de texto proposto e à
coerência das ideias. A fuga completa ao
gênero/tipo de texto é motivo suficiente para que
a redação não seja corrigida em qualquer outro
de seus aspectos, recebendo nota 0 (zero) total.
Avalia-se aqui como o candidato sustenta sua
tese em termos argumentativos e como esta
argumentação está organizada, considerando-se
a macroestrutura do texto dissertativo (introdução,
desenvolvimento e conclusão). No gênero/tipo de
texto, avalia-se também o tipo de interlocução
construída: por se tratar de uma dissertação,
deve-se prezar pela objetividade, sendo assim, o
uso de primeira pessoa do singular e de segunda
pessoa (singular e plural) poderá ser penalizado.
Será considerada aspecto negativo a referência
direta à situação imediata de produção textual
(ex.: como afirma o autor do primeiro texto/da
coletânea/do texto I; como solicitado nesta
prova/proposta de redação). Na coerência, será
observada, além da pertinência dos argumentos
mobilizados para a defesa do ponto de vista, a
capacidade do candidato de encadear as ideias
de forma lógica e coerente (progressão textual).
Serão considerados aspectos negativos a
presença de contradições entre as ideias, a falta
de partes da macroestrutura dissertativa, a falta
de desenvolvimento das ideias ou a presença de
conclusões não decorrentes do que foi
previamente exposto.
C) Expressão (coesão e modalidade): consideram-se
nesse item os aspectos referentes à coesão
textual e ao domínio da norma-padrão da língua
portuguesa. Na coesão, avalia-se a utilização dos
recursos coesivos da língua (anáforas, catáforas,
repetições, substituições, conjunções etc.) de
modo a tornar a relação entre frases e períodos e
entre os parágrafos do texto mais clara e precisa.
Serão considerados aspectos negativos as
quebras entre frases ou parágrafos e o emprego
inadequado
de
recursos
coesivos.
Na
modalidade, serão examinados os aspectos
gramaticais como ortografia, morfologia, sintaxe e
pontuação, bem como a escolha lexical (precisão

REDAÇÃO
Na prova de redação, espera-se que o candidato
produza uma dissertação em prosa na norma-padrão
da língua portuguesa, a partir da leitura de textos
auxiliares, que servem como um referencial para
ampliar os argumentos produzidos pelo próprio
candidato. Ele deverá demonstrar domínio dos
mecanismos de coesão e coerência textual,

13

vocabular) e o grau de formalidade/informalidade
expressa em palavras e expressões.

proposta pode implicar zero total ou diminuir
drasticamente a nota final do candidato.

Será atribuída nota zero à redação que:
a) fugir ao tema e/ou gênero propostos;
b) apresentar nome, rubrica, assinatura, sinal,
iniciais ou marcas que permitam a
identificação do candidato;
c) estiver em branco;
d) apresentar textos sob forma não articulada
verbalmente
(apenas
com
desenhos,
números e/ou palavras soltas);
e) for escrita em outra língua que não a
portuguesa;
f) apresentar
letra
ilegível
e/ou
incompreensível;
g) apresentar o texto definitivo fora do espaço
reservado para tal;
h) apresentar 7 (sete) linhas ou menos (sem
contar o título);
i) for composta integralmente por cópia de
trechos da coletânea ou de quaisquer outras
partes da proposta.
Observações importantes
Cada redação é avaliada por dois examinadores
independentes e, quando há discrepância na
atribuição das notas, o texto é reavaliado por um
terceiro examinador independente. Quando a
discrepância permanece, a prova é avaliada pelos
coordenadores da banca.
O espaço para rascunho no caderno de questões
é de preenchimento facultativo. Em hipótese
alguma, o rascunho elaborado pelo candidato
será considerado na correção da prova de
redação pela Banca Examinadora.
Em hipótese alguma o título da redação será
considerado na avaliação do texto. Ainda que o
título contenha elementos relacionados à
abordagem temática, a nota do critério que avalia
o tema só será atribuída a partir do que estiver
escrito no corpo do texto.
Textos curtos, com apenas 15 linhas ou menos,
poderão ser penalizados no critério que avalia a
expressão.
Textos que apresentarem trechos autorais em
meio a trechos de cópia poderão ser penalizados.
As propostas de redação da Fundação Vunesp
geralmente apresentam uma coletânea de textos
motivadores que servem como ponto de partida
para a reflexão sobre o tema que deverá ser
abordado. Esses textos não devem ser copiados
de forma parcial ou integral. A cópia dos textos
motivadores ou de qualquer outra parte da

14