EDITAL FAMERP GDG N.º 060/2014
PROCESSO SELETIVO PARA PROVIMENTO DE VAGA POR
TRANSFERÊNCIA DO CURSO DE ENFERMAGEM
O Professor Doutor Dulcimar Donizeti de Souza, Diretor Geral da
Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto ­ FAMERP, Autarquia
Estadual de Regime Especial, faz saber que se encontram abertas as
inscrições para o Processo Seletivo para preenchimento de vagas por
Transferência de outras Instituições Públicas ou Privadas.
1. DO CURSO E DAS VAGAS:
1.1 Curso de Enfermagem:
1.1.1 34 vagas para 2ª série.
2. DAS INSCRIÇÕES
2.1 As inscrições para o processo seletivo de transferência para a FAMERP
2014 serão feitas exclusivamente pela Internet através do Portal da
Fundação Vunesp - www.vunesp.com.br, das 10 horas de 03 de
dezembro de 2014 até às 16 horas de 07 de janeiro de 2015, mediante
o preenchimento da ficha de inscrição e o pagamento da taxa de R$
635,00 (seiscentos e trinta e cinco reais), por meio de boleto bancário.
3. DAS ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO
O Processo Seletivo para Provimento de Vaga por Transferência terá as
seguintes estapas:
3.1. Da solicitação de redução de Taxa:
Nos dias 03 a 08 de dezembro de 2014, exclusivamente pela Internet,
através do Portal da Fundação Vunesp - www.vunesp.com.br, das 10
horas de 03 até às 16 horas de 08 de dezembro de 2014 a solicitação de
pedido de redução de 50% (cinquenta por cento) do valor da taxa, em
cumprimento à Lei Estadual nº 12.782 de 20/12/2007, o que será
deferido àqueles que preencham o perfil estipulado pela mencionada Lei;
3.1.1 No caso de emprego de fraude, pelo candidato beneficiário da
redução, serão adotados os procedimentos indicados no art. 4º, da Lei
Estadual nº 12.782, de 20/12/2007 e, se confirmada a presença de ilícito,
ficará o candidato imediatamente excluído do processo seletivo e o
Ministério Público será comunicado sobre o fato;
3.1.2. Nos termos dos dispostos na Lei Estadual nº 12.782, de
20/12/2007, terá direito à redução de 50% no valor da taxa de inscrição o
candidato que comprovar cumulativamente:
3.1.3 ser estudante regularmente matriculado em curso superior, em
nível de graduação ou pós-graduação; e
3.1.4 perceber remuneração mensal inferior a 2 (dois) salários mínimos
ou esteja desempregado.
3.1.5 Será considerado desempregado o candidato que, tendo estado
empregado, estiver sem trabalho no momento e no período de até 12
meses anteriores à data da solicitação da redução do valor da taxa de
inscrição.
3.1.6 O candidato que desejar solicitar o referido direito deverá:
3.1.7. preencher, imprimir e assinar durante o período das 10 horas de
03 até às 16 horas de 08 de dezembro de 2014, o requerimento de
solicitação de redução do valor da taxa de inscrição, disponível,
exclusivamente, no endereço eletrônico www.vunesp.com.br.

1

3.1.8 remeter, pelo correio, correspondência com Aviso de Recebimento
(AR), até 09 de dezembro de 2014, juntamente com a cópia do
requerimento referido no subitem anterior, os documentos comprobatórios
relacionados no subitem 3.1.9, conforme o caso, fazendo constar no
envelope o que segue: PROCESSO SELETIVO PARA PROVIMENTOS DE
VAGAS POR TRANSFERÊNCIA FAMERP 2015 ­ REDUÇÃO DE TAXA /
Rua Dona Germaine Burchard, 515 ­ Perdizes ­ 05002-062 ­ São Paulo ­
SP. Não serão considerados os documentos postados após 09 de dezembro
de 2014.
3.1.9 O requerimento de solicitação de redução do valor da taxa de
inscrição deverá ser acompanhado dos seguintes documentos em nome do
solicitante:
3.1.10 Quanto à comprovação da condição de estudante regularmente
matriculado, será aceito um dos documentos:
3.1.10.1 Certidão ou declaração expedida por instituição de ensino
pública ou privada;
3.1.10.2 Carteira de identidade estudantil ou documento similar,
expedido por instituição de ensino pública ou privada, ou por entidade de
representação estudantil. Para quaisquer dos casos deverá constar no
documento a data de validade.
3.1.11 Quanto à comprovação de renda, será aceito um dos documentos:
3.1.11.1 Contracheque ou recibo de pagamento por serviços prestados ou
envelope de pagamento ou declaração do empregador, firmada em papel
timbrado, com o nome completo do empregador e carimbo do CNPJ;
3.1.11.2 Extrato de rendimentos fornecido pelo INSS ou outras fontes,
referente à aposentadoria, auxílio-doença, pensão, pecúlio, auxílioreclusão e previdência privada. Na falta de um desses, extrato bancário
identificado, com o valor do crédito do benefício;
3.1.11.3 Recibos de comissões, aluguéis, pró-labores e outros;
3.1.11.4. Comprovante de recebimento de pensão alimentícia. Na falta
deste, extrato ou declaração de quem a concede, especificando o valor;
3.1.11.5 Comprovantes de benefícios concedidos por Programas Sociais,
como por exemplo, bolsa-escola, bolsa-família e cheque-cidadão;
3.1.11.6 Declaração original, assinada pelo próprio interessado, para
autônomos e trabalhadores em atividades informais, contendo as
seguintes informações: nome, atividade que desenvolve, local onde a
executa, telefones, há quanto tempo a exerce e renda bruta mensal em
reais.
3.1.12 Quanto à comprovação da condição de desempregado, será aceito
um dos seguintes documentos:
3.1.12.1 Recibos de seguro-desemprego e do FGTS;
3.1.12.2 Documentos de rescisão do último contrato de trabalho, mesmo
que temporário. No caso de contrato em Carteira de Trabalho e
Previdência Social - CTPS, anexar ainda as cópias das páginas de
identificação;
3.1.12.3 Declaração original, assinada pelo próprio interessado, contendo
as seguintes informações: nome completo e nº do RG, a última atividade
exercida, local em que era executada; por quanto tempo tal atividade foi
exercida e data do desligamento.
3.1.13 No dia 16 de dezembro de 2014, a partir das 10 horas, o candidato
deverá acessar o mesmo site, para verificar se a sua solicitação de redução
de 50% (cinquenta por cento) foi deferida;
3.1.14. A interposição de eventuais recursos contra o ato que indeferiu a
solicitação de redução de 50% (cinquenta por cento), deverá ser feita pelo

2

site da VUNESP www.vunesp.com.br nos dias 17
2014;
3.1.15. No dia 05 de janeiro de 2015, a partir
publicados
os
resultados
dos
recursos
www.vunesp.com.br;
3.1.16. Os interessados, cujo pedido de redução
tenha sido deferido, deverão efetuar o pagamento
item 2.1.

e 18 de dezembro de
das 10 horas, serão
através
do
site:
da taxa de inscrição
na forma descrita no

3.1.17. Os interessados, cujo pedido de redução da taxa de
inscrição tenha sido deferido, deverão efetuar o pagamento na
forma descrita no item 2.1.
4. Das Inscrições definitivas com ou sem redução da Taxa:
4.1. As inscrições definitivas deverão ser efetivadas até às 16 horas de 07
de janeiro de 2015.
4.2. Uma vez efetivada a inscrição, a taxa não será devolvida em nenhuma
hipótese.
5. Da Avaliação de Conhecimentos - PROVAS:
A prova será realizada a cidade de São José do Rio Preto, com data
prevista para ocorrer em 25 de janeiro de 2015, nos horários das 13h às
18h30 (duração de 5 horas e 30 minutos). O local de realização das provas
será divulgado no site da Vunesp a partir de 14 de janeiro de 2014.
5.1. O rol de disciplinas cujo conteúdo será aferido na Avaliação de
Conhecimentos, para cada curso e para cada série, encontra-se no Anexo
I;
5.2. Os planos de ensino, bem como outras orientações pertinentes às
disciplinas a serem aferidas na Avaliação de Conhecimentos, para cada
curso e para cada série, encontram-se disponíveis no site www.famerp.br.
5.3. A distribuição das questões de múltipla escolha, por disciplina e por
série, de acordo com a carga horária, por curso, para a Avaliação do
Conhecimento encontra-se no Anexo III.
5.4. A nota final será determinada pela nota obtida na Avaliação de
Conhecimentos, com valor de 0 (zero) a 10 (dez) inteiros incluindo a
primeira casa decimal;
5.5. Para fins de classificação, somente serão consideradas as notas finais
dos candidatos que tenham: realizado toda a prova; obtido nota igual ou
superior a 5,0 (cinco inteiros);
5.6. Se ocorrer empate na classificação final, prevalecerão,
sucessivamente, as notas atribuídas às disciplinas de Anatomia,
Metodologia Científica, Enfermagem e Saúde. Persistindo o empate,
prevalecerá como critério de desempate, a ordem decrescente de idade.
5.7. O resultado da classificação do candidato não será fornecido por
telefone.

3

5.8. O candidato aprovado, em consonância com as normas
regulamentares para o preenchimento de vagas por transferência sujeitarse-á às adaptações curriculares que se fizerem necessárias;
4

5.9. Não será concedida vista ou revisão de prova.
6. Da Aplicação da Avaliação de Conhecimentos:
6.1 Os candidatos deverão comparecer com antecedência mínima de uma
hora em relação ao horário de início de aplicação e exibir, em todas as
provas, original de um dos seguintes documentos de identificação: Cédula
de Identidade (RG), Carteira de Órgão ou Conselho de Classe, Carteira de
Trabalho e Previdência Social (CTPS), Certificado Militar, Carteira Nacional
de Habilitação, expedida nos termos da Lei Federal nº 9.503/97,
Passaporte, Carteiras de Identidade expedidas pelas Forças Armadas,
Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.
6.1.1 Somente serão admitidos na sala ou local de prova os candidatos
que apresentarem um dos documentos citados desde que permita, com
clareza, a sua identificação.
6.1.2 Será considerado ausente e eliminado o candidato que apresentar
protocolo, cópia dos documentos, ainda que autenticada, ou quaisquer
outros documentos não citados, inclusive carteira funcional de ordem
pública ou privada.
6.2 Os portões serão fechados às 13 horas e não será permitido o ingresso
de candidatos após o fechamento.
6.3 Serão automaticamente desclassificados, sem possibilidade de
recursos, os candidatos que não comparecerem a umas das provas, no
dia, horário e local, determinados pela convocação.
6.4 O tempo mínimo de permanência na sala de provas será de 3 (três)
horas contados a partir do início da mesma. Os candidatos não poderão se
ausentar das salas de prova portando os cadernos de questões e as folhas
de respostas.
6.5 Não haverá substituição da folha de respostas, mesmo em casos de
erros de transcrição e/ou rasuras pelos candidatos.
6.5.1 Será eliminado do processo seletivo candidato que durante a
realização das provas:
6.5.1.1 Incorrerem em comportamento indevido, desrespeito verbal ou
agressões contra fiscais de sala ou pessoal de apoio.
6.5.1.2 For surpreendido em qualquer tipo de comunicação e/ou
realizarem trocas ou empréstimos de materiais de qualquer natureza com
outros candidatos.
6.5.1.3 For surpreendido durante a prova, fora das embalagens plásticas
distribuídas pelos fiscais, com telefones celulares, pagers ou quaisquer
outros meios de comunicação, tablets, calculadoras, livros, impressos e
anotações, tanto nas salas de prova quanto em corredores e sanitários.
7. Divulgação do Resultado:
Dia 07 de fevereiro
www.vunesp.com.br

de

2015,

após

às

10h

através

do

site:

8. Os candidatos aprovados:
8.1 Os candidatos aprovados, conforme relação publicada pela VUNESP e
dentro do número de vagas deverão comparecer à Secretaria Geral da
FAMERP no período de 09 a 11 de fevereiro de 2015 para efetivação da
matrícula no Curso de Enfermagem.
9. Instruções e Documentação para Efetivação da Matrícula
9.1. As matrículas dos candidatos aprovados serão realizadas nos dias
09 a 11 de fevereiro de 2014, das 8h às 17h na Secretaria Geral, desta
IES de acordo com o disposto na Portaria MEC nº 370/2007;
9.2. O não cumprimento do prazo implicará na desclassificação do
candidato e será convocado o próximo da lista, observada a respectiva
ordem de classificação;
9.3. Ainda no ato da matrícula o candidato classificado deverá apresentar
os documentos abaixo relacionados, sob pena de não o fazendo ser
indeferida a matrícula, com a imediata convocação do próximo
classificado.
a) 01 foto 3x4 recente;
b) Histórico Escolar do Ensino Médio (2º grau) ou equivalente;
c) Certidão de Nascimento ou Casamento;
d) Cédula de Identidade;
e) Cadastro de Pessoa Física ­ CPF/MF;
f) Título de Eleitor e comprovante de quitação eleitoral;
g) Certificado de Reservista para candidato do sexo masculino;
Os documentos acima deverão ser apresentados em via original,
ou cópia autenticada em cartório.
h) Comprovante de regularidade de matrícula na instituição de
origem;
i) Histórico escolar do curso de origem, contendo a carga horária
de cada disciplina cursada, inclusive de estágio ou outras
atividades curriculares, com as respectivas frequências e notas
obtidas;
j) Programas das disciplinas cursadas, fornecidas e assinados
pela instituição de origem.
9.4. O candidato procedente de Instituição Estrangeira deverá apresentar
os documentos constantes no item 9.3, bem como ainda os abaixo
relacionados:
a) Prova de conclusão do nível médio e respectivo Histórico Escolar;
b) Parecer de equivalência de estudos do Ensino Médio, emitido pela
Secretaria de Educação, para candidato que tenha cursado os
estudos no exterior.
9.5. Os documentos escolares redigidos em Língua Estrangeira deverão
estar traduzidos para o Português para ter efeitos legais no País (art. 224
do Código Civil);
9.6. A não apresentação dos documentos, a irregularidade dos mesmos ou
a inexatidão das afirmativas implicarão no indeferimento da inscrição e de
todos os atos decorrentes do Processo Seletivo, bem como na perda dos

5

direitos subsequentes, sem prejuízo das sanções penais aplicáveis à
falsidade das declarações.
10. Das Disposições Finais e Transitórias
10.1. O processo seletivo terá seu termo final com as respectivas
matrículas dos alunos aprovados, seguindo a ordem de classificação;
10.2. Dê-se ciência aos interessados e a quem de direito para que o
presente produza seus efeitos. Publique-se.

PROF. DR. DULCIMAR DONIZETI DE SOUZA
Diretor Geral

6

RELAÇÃO DE ANEXOS
ANEXO I: Rol de disciplinas cujo conteúdo será aferido na Avaliação de
Conhecimentos, para cada série (disponível neste edital);
ANEXO II: Planos de Ensino das disciplinas a serem aferidas na Avaliação
de Conhecimentos (disponível neste edital);
ANEXO III: Distribuição das questões de múltipla escolha, por disciplina e
por série, de acordo com a carga horária, para a Avaliação do
Conhecimento (disponível neste edital);
ANEXO IV: Cronograma do Processo Seletivo para Provimento de Vaga por
Transferência 2015 (disponível neste edital).

7

ANEXO I: Rol de disciplinas cujo conteúdo será aferido na Avaliação
de Conhecimentos.
8

ENFERMAGEM
Candidatos à 2ª. SÉRIE:
a)
b)
c)
d)
e)
f)
g)
h)
i)

Anatomia;
Bioestatística;
Biologia Celular;
Bioquímica;
Embriologia
Enfermagem e Ciências Sociais;
Enfermagem e Saúde;
Fisiologia I;
Fundamentos da Psicologia e Semiologia Humana em
Enfermagem;
j) Histologia;
k) Metodologia Científica;
l) Nutrição;
m) Vivências Éticas, Legais e Humanísticas em
Enfermagem.

ANEXO II: Planos de Ensino das disciplinas a serem aferidas na
Avaliação de Conhecimentos.
9

PRINCIPAIS INFORMAÇÕES SOBRE OS PLANOS DE ENSINO DO
CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DA FAMERP 2014

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM DA FAMERP
EMENTÁRIOS E BIBLIOGRAFIAS DAS DISCIPLINAS

1ª Série

ANATOMIA - CHT: 105h
Docente Responsável pela Disciplina: Prof. Dr. Fernando Batigalia
Ementa: os sistemas do corpo humano - aspectos teóricos e práticos,
reconhecimento das estruturas principais aplicadas em peças anatômicas
preparadas e modelos anatômicos.
Conteúdo Programático: Introdução à Anatomia Humana
Terminologia Anatômica
Sistema Tegumentar
Sistema Neural
Sistema Esquelético
Sistema Articular
Sistema Muscular
Sistema Circulatório ­ Conceito de Artérias e Veias
Anatomia do Membro Superior
Anatomia do Membro Inferior
Anatomia do Coração
Sistema Respiratório
Sistema Digestório
Sistema Urinário
Sistema Genital Masculino
Sistema Genital Feminino
Neuroanatomia
Sistemas Esquelético/Articular/Muscular
Membro Superior e Membro Inferior
Coração e Sistema Respiratório
Sistema Digestório
Sistemas Urinário, Genital Masculino e Feminino
Bibliografia Básica:
DANGELO JG, Fattini CA. Anatomia Humana Sistêmica e Segmentar. 3. ed. Rio
de Janeiro: Atheneu, 2011.
NETTER FH. Atlas de Anatomia Humana. 5. ed. Rio de Janeiro: Campos, 2011.

Bibliografia Complementar:
HEIDEGGER W. Atlas de Anatomia Humana. 2 v. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2006.
COHEN BJM. O Corpo Humano na Saúde e na Doença. 9. ed. São Paulo: Manole,
2002.
Sociedade Brasileira de Anatomia. Terminologia Anatômica Internacional. São Paulo:
Manole, 2001.

BIOESTATÍSTICA - CHT: 45h
Docente Responsável pela Disciplina: Profa. Dra. Lilian Castiglioni
Ementa: Os conhecimentos básicos sobre estatística descritiva, estatística inferencial e
representação gráfica.

Conteúdo Programático: Dados, população, censo, amostras, variáveis e seus tipos;
Conceito de teste de hipóteses;
Erros tipo I e II, Níveis de significância, Poder do teste, valor-P, Representação
gráfica;
Medidas de centralidade (média, desvio-padrão, moda e mediana);
Medidas de partição (tercil, quartil, percentil) Box-Plot;
Medidas de dispersão (variância, desvio padrão, erro padrão, coeficiente de
variação)
Testes pareados e não pareados, testes paramétricos (teste T de Student, teste t
pareado)
Análise de variância;
Teste não paramétricos (Testes Mann-Whitney, Wilcoxon, Kruskal-Wallis, Fridman),
Qui-Quadrado, Fisher;
Sensibilidade, Especificidade, Valor Preditivo, Acurácia;
Risco absoluto, risco relativo, ODDS;
Bibliografia Básica:
ARANGO, HG. Bioestatística Teórica e Computacional. Rio de Janeiro:
Guanabara-Koogan, 2001.
VIEIRA, Sônia. Elementos de estatística. 4. ed. reimpr. São Paulo: Atlas, 2009.
Bibliografia Complementar:
BASSETTI, E.S. Bioestatística descomplicada. São Paulo: Artes & Textos, 2011.
BUSSAB, W.O. Estatística Básica. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 2007.
VIEIRA, S. Introdução à Bioestatística. 4. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2008.

BIOLOGIA CELULAR - CHT: 45h
Docente Responsável pela Disciplina: Prof. Dr. Júlio César André
Ementa: Noções básicas sobre a utilização de um microscópio de luz, as
estruturas celulares e seu funcionamento.

10

Conteúdo Programático: Bases Macromoleculares da Constituição Celular
Métodos de Estudo
Membrana Plasmática
Transporte Através da Membrana
Matriz Intracelular: Citoesqueleto
Especializações de Membrana
Núcleo e Ciclo Celular
Citoplasma
Interação Entre Organelas: Secreção Celular
Metabolismo Celular: Geração de Energia
Digestão Intracelular
Aulas Práticas: o Uso do Microscópio, Visita Dirigida ao Laboratório de
Histotecnologia, Membrana Plasmática, Glicocálix, Citoesqueleto e Especializações
de Membrana, Núcleo Interfásico e Divisão Celular, Mitocôndrias e Peroxissomos,
Organelas de Síntese e Inclusões Citoplasmáticas.
Bibliografia Básica:
DE ROBERTIS, E.M.F.; HIB, J. Bases da Biologia Celular e Molecular. 4. ed. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.
KIERSZENBAUM, A.L. Histologia e Biologia Celular. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier,
2012.
Bibliografia Complementar:
ALBERTS, B.; BRAY, D.; LEWIS, J.; JOHNSON, A.; RAFF, M.; ROBERTS, K.;
WALTER, P.; HOPKIN, K. Fundamentos da Biologia Celular. 3. ed. Porto Alegre:
ARTMED, 2011.
CARVALHO, H.F.; RECCO-PIMENTEL, S.M. A Célula. 3. ed. São Paulo: Manole,
2013.

BIOQUÍMICA - CHT: 45h
Docente Responsável pela Disciplina: Profa.Dra. Débora A. Pires de Campos
Zuccari
Ementa: O metabolismo intermediário do ser humano, a apresentação dos
nutrientes como componentes dos diferentes alimentos, sua transformação e
aproveitamento como componentes celulares. São enfocados alguns aspectos
patológicos relacionados com os diferentes processos metabólicos.
Conteúdo Programático:
Princípios Biomoleculares
Aminoácidos e Peptídeos - Características, propriedades físico, químicas, estruturais e
atividade biológica
Proteínas ­ Classificação, estrutura, função biológica, digestão e absorção
Proteínas Fibrosas e Globulares
Metabolismo oxidativo
Bioquímica do Sangue ­Bioenergética e Coagulação Sanguínea.
Proteínas plasmáticas ­ Conceito de diluições e preparo soluções ­ eletroforese
Método de Caracterização e purificação das proteínas material biológico
Estudo Hemoglobina
Metabolismo do ferro
Estudo das enzimas
Metabolismo das proteínas - biosíntese da uréia e creatinina
Carboidratos
Metabolismo dos carboidratos.
Estudo dos Lipídios

11

Aspecto genético das dislipidemias
Integração metabólica ­ vias metabólicas que integram proteínas, carboidratos e lipídios.

Bibliografia Básica:
SMITH, C.; LIEBERMAN, M.; MARKS, A. D. Bíoquimica médica básica de Marks. 2 ed.
Porto Alegre: Artmed, 2007.
CHAMPE, P.C.; HARVEY, R.A.; FERRIER, D.R. Bioquímica Ilustrada. 5. ed. Porto Alegre: Artmed,
2012.
BAYNES, J.; DOMINICZAK, M.H. Bioquímica Médica. 3. ed. São Paulo: Elsevier, 2010.
LEHNINGER,A.L.; NELSON,K.Y. Princípios de Bioquímica. 4. ed. São Paulo: Sarvier,
2011.

Bibliografia Complementar:
MURRAY, R.K.; GRANNER, D.K.; MAYES, P.A.; HARPER,V.W.. Bioquímica. 27. ed. São
Paulo: McGraw-Hill, 2007.
DELVIN, T.M. Manual de Bioquímica com correlações clínicas. São Paulo: Edgard
Blücher, 2008.
KOOLMAN, J.; RÖHM, K.H. Bioquímica. Texto e atlas. 3. ed. Porto Alegre: Artmed,
2005.

EMBRIOLOGIA - CHT: 45h
Docente Responsável pela Disciplina: Profa.Dra. Alba Regina de Abreu Lima
Ementa: O estudo dos ciclos reprodutivos do homem e da mulher, os principais
eventos ocorridos durante o desenvolvimento do embrião, do feto, dos anexos
embrionários e da placenta. A origem e a formação dos sistemas tegumentar,
esquelético, muscular, circulatório, respiratório, digestório e urogenital.
Compreensão das principais malformações congênitas.
Conteúdo Programático:
Introdução a Embriologia
Gametogênese
Fertilização
1ª Semana do Desenvolvimento Embrionário
2ª Semana do Desenvolvimento Embrionário
3ª Semana do Desenvolvimento Embrionário: Gastrulação e Neurulação
4ª Semana do Desenvolvimento Embrionário: Dobramento do embrião.
4ª a 8ª Semana do Desenvolvimento Embrionário: aspectos morfológicos e
clínicos.
Período Fetal. O Feto como Paciente.
Placenta e Membranas Fetais
Teratogênese
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
MOORE, K.L.; PERSAUD, T.V.N. Embriologia Básica. 7. ed. Rio de Janeiro:
Elsevier, 2008.
MOORE, K.L.; PERSAUD, T.V.N. Embriologia Clínica. 8. ed. Rio de Janeiro:
Elsevier, 2008.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
SADLER, T.W. Embriologia Médica, Langman. 11. ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2010.
SCHOENWOLF, G.C.; BLEYL, S.B.; BRAUER, P.R.; FRANCIS-WEST, P.H. Larsen.
Embriologia Humana. 4.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

12

13

ENFERMAGEM E CIÊNCIAS SOCIAIS - CHT: 60h
Docente Responsável pela Disciplina: Prof. Dra. Maria de Lourdes Sperli
Geraldes Santos
Ementa: Os aspectos teóricos das Ciências Sociais aplicados à Saúde para a
compreensão do processo saúde-doença, com enfoque na realidade cultural e a
organização da família e da sociedade, considerando a forma como estas
penetram nos diversos tipos de estruturas sociais e seus reflexos sobre a
formação psicossocial coletiva e individual. Investigações em: identidades,
gênero, subjetividades, corpo, vulnerabilidade e riscos e condições socioculturais
na sociedade contemporânea.
Conteúdo Programático:
Sujeito, Família e Comunidade
Cultura e Sociedade
Modelos conceituais de saúde e doença
Determinantes sociais da saúde
A organização da sociedade e o processo saúde doença
Participação popular e controle social na saúde.
Bibliografia Básica:
COSTA, C. Sociologia - introdução à ciência da sociedade. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2002.
GUERRIERO, J.; RIBAS. Antropos e Psique (o outro e sua subjetividade). São
Paulo: Olho d' água, 2003.
Bibliografia Complementar:
CAMPOS, R.H.F. Psicologia social comunitária: da soliedariedade à autonomia.
Petrópolis: Vozes, 2003.
CIANCIARULLO TI et al. Saúde na Família e na Comunidade. São Paulo: Robe
Editorial, 2002.
NOGUEIRA M.M.C.F. Humanização das Relações Assistenciais: a formação do
Profissional de Saúde. 1. ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2001.
ENFERMAGEM E SAÚDE - CHT: 75h
Docente Responsável pela Disciplina: Profa. Dra. Cláudia Eli Gazetta
Ementa: A abordagem histórica da política de saúde brasileira e da situação atual
de saúde no Brasil relacionando com a Enfermagem; o processo saúde-doença, o
processo histórico das políticas de saúde no Brasil, o Sistema Único de Saúde e
Redes de Atenção a saúde.
Conteúdo Programático:
O processo saúde-doença.
Abordagem histórica das políticas de saúde e da situação atual de saúde mundial
e brasileira.
Sistema Único de Saúde: princípios, diretrizes e financiamento, formas de
organização social (forças sociais) que determinam o controle e o funcionamento
dos serviços de saúde.
A Estratégia Saúde da Família.
Processo de Trabalho em Saúde (inclui Trabalho em equipe).
Bibliografia Básica:
Bertoli Filho, C. História da saúde pública no Brasil. 5. ed. São Paulo: Ática. 2011.
SOUZA, Dayse Maria Morais de. A prática diária na estratégia saúde da família.
Juiz de Fora: Universidade Federal de Juiz de Fora, 2011. 462 p., il.
Bibliografia Complementar:
ROUQUAYROL, M. Z.; ALMEIDA FILHO, N. de. Epidemiologia e saúde. Rio de
Janeiro: Medsi, 2003.

ASEN, Eia; SOUZA, Sabrina de Mello. Dez minutos para a família: intervenções
sistêmicas em atenção primária. Porto Alegre: Artmed, 2012. 263 p., il.
14

FISIOLOGIA I - CHT: 75h
Docente Responsável pela Disciplina: Profª. MSc. Cleuzenir Toschi Gomes
Barbieri
Ementa: Estudo dos princípios fisiológicos gerais a partir do conceito
central de homeostasia. Em cada um dos sistemas serão abordados a
dinâmica de funcionamento, o controle da função e os aspectos integrativos
na manutenção da homeostase.
Conteúdo Programático:
Introdução ao curso de fisiologia
Bioeletrogênese - Sinapse - Contração muscular
Neurovegetativo ­ Somestesia - Fisiologia da dor - Reflexos medulares
Sistema Motor - Visão - Audição / Equilíbrio - Olfato /paladar
Emoção e memória e plasticidade neural
Excitação cardíaca - Ciclo cardíaco
Hemodinâmica ­ Controle local do fluxo sanguíneo - Controle da PA - Coagulação
- Choque circulatório - Mecânica respiratória - Circulação pulmonar e trocas
gasosas - Regulação da respiração
Bibliografia Básica:
BERNE, M.R.; LEVY, M.N. Fundamentos de Fisiologia. 4. ed. Rio Janeiro: Elsevier, 2006.
CONSTANZO, L.S. Fisiologia. 4. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.
Bibliografia Complementar:
AIRES, M.M. Fisiologia. Rio Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.
GUYTON, A. C.; HALL, J. E. Fisiologia humana e mecanismos das doenças. 6. ed.
Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.
LENT, R. Cem bilhões de neurônios: conceitos fundamentais de neurociência. 2. ed.
São Paulo: Atheneu, 2010.

FUNDAMENTOS DE PSICOLOGIA E SEMIOLOGIA HUMANA EM ENFERMAGEM -

CHT: 90h
Docente Responsável pela Disciplina: Profa. Dra. Maria da Graça Giraldes
Souza
Ementa: Enfoque sobre o desenvolvimento de concepções e habilidades que
promovam a percepção do outro e do contexto que o envolve, partindo do
autoconhecimento para que o próprio aluno possa construir-se como profissional
da saúde, que descubra suas potencialidades e habilidades para a prática
profissional da enfermagem, desenvolva competências de compreensão dos
fenômenos e processos psicológicos do desenvolvimento humano ao longo do
ciclo vital (do período pré-natal até a morte), e dos inter-relacionamentos entre as
esferas física, cognitiva, psicossocial e em diferentes contextos socioculturais.
Conteúdo Programático:
Janela de Johari

O papel da psicologia na formação do enfermeiro
A influência da cognição nas emoções e comportamento
Compreendendo saúde e doença
Manejo da ansiedade e depressão
Psicologia do desenvolvimento: período pré-natal e criança
Psicologia do desenvolvimento: puberdade e adolescência
Psicologia do desenvolvimento: idade adulta
Psicologia do desenvolvimento: velhice
Autoconhecimento e o cuidar em enfermagem
Empatia e habilidades sociais
Estresse e estratégias de enfrentamento
Vivência e exploração dos sentidos e da percepção humana
Conceitos de comunicação verbal e não-verbal
Utilização da comunicação como instrumento de trabalho do enfermeiro em
relação ao paciente, família e à equipe
Comunicação intra e interpessoal na enfermagem
O corpo como forma de expressão da linguagem
Relação entre tecnologia e ciências da saúde
Introdução ao relacionamento terapêutico
Visão psicossocial do homem
Psicossomática
Percepção das reações humanas diante da morte
Bibliografia Básica:
STEFANELLI, M. C.; FUKUDA, I. M. K.; ARANTES, E. C. Enfermagem
psiquiátrica em suas dimensões assistências. Barueri: Manole, 2011.
STEFANELLI, M. C.; CARVALHO, E. C. A comunicação nos diferentes contextos
da enfermagem. Barueri: Manole, 2005.
STRAUB, R.O. Psicologia da saúde. Porto Alegre: Artmed. 2007.
Bibliografia Complementar:
ATKINSON, R. L; ATKINSON, R. C; SMITH, E. E; BEM, D. J.; NOLENHOEKSEMA, S. Introdução à psicologia de Hilgard. Porto Alegre: Artes Médicas,
2002.
ÁVILA, L. A. Doenças do corpo e doenças da alma: investigação psicossomática
psicanalítica. 3. ed. São Paulo: Escuta, 2002.
CALLIGARIS, C. A adolescência. São Paulo: PubliFolha, 2000.
HALL, C.S.; LINDZEY, G; CAMPBELL, J.B. Teorias da personalidade. 4. ed. Porto
Alegre: Artmed, 2000.
KUBLER-ROSS, E. Sobre a morte e o morrer. 8. ed. São Paulo: Martins Fonte,
2005.
POTTER, A.; PERRY, A. G. Fundamentos de enfermagem. 6. ed. v.1. Rio de
Janeiro: Elsevier, 2006.
SILVA, M. J. P. A comunicação tem remédio: a comunicação nas relações
Interpessoais em saúde. São Paulo: Loyola , 2008.
TIMBY, B. k. Conceitos e habilidades fundamentais na enfermagem. 8. ed. Porto
Alegre: Artmed, 2007.
WEIL, P.; TOMPAKOW, R. O corpo fala. 63. ed. Petrópolis: Vozes, 2007.

HISTOLOGIA - CHT: 60h
Docente Responsável pela Disciplina: Prof. Dr. Júlio César André
Ementa: Tecidos básicos (epitelial, conectivo, muscular e nervoso), variações dos
mesmos e sua organização para constituir um órgão.
Conteúdo Programático:

15

Tecidos Epiteliais de Revestimento
Tecidos Epiteliais Glandulares
Tecidos Conectivos: Células
Tecidos Conectivos: Matriz e Classificação
Tecidos Cartilagíneos
Tecidos Ósseos e Ossificação
Tecidos Musculares
Tecido Neural
Bibliografia Básica:
GARTNER, L. P.; HIATT, J. L. Histologia essencial. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.
JUNQUEIRA, L. C. U.; CARNEIRO, J. Histologia básica. 12. ed. Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan, 2013.
PIEZZI, R.; FORNÉS, M. W. Novo atlas de histologia normal de Di Fiori. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.
Bibliografia Complementar:
LEBOFFE, M.J. Atlas Fotográfico de Histologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,
2005.

METODOLOGIA CIENTÍFICA - CHT: 105h
Docente Responsável pela Disciplina: Profa Dra Zaida Aurora Sperli Geraldes
Soler
Ementa: Estudo dos fundamentos do conhecimento e do trabalho científico sobre
pesquisa em Saúde (alternativas metodológicas e preceitos éticos). Bases para a
realização de um projeto de pesquisa e para o preparo de um trabalho para
apresentação em evento científico e para publicação. Abordagem sobre o
desenvolvimento da habilidade de leitura em Língua Inglesa e uso da informática
com finalidade científica de pesquisa.
Conteúdo Programático:
Conhecimento e saber - Ciência e Pesquisa
O Trabalho Científico ­ pré-requisitos
Busca bibliográfica ­ fontes de pesquisa
Considerações gerais sobre o processo de leitura na língua inglesa: conceituação;
Razões para se ler em língua estrangeira, diversas leitura e maneiras de ler;
abordagem intensiva e extensiva da leitura.
Predição no texto (exercícios de pré-leitura).
Níveis de compreensão e as primeiras estratégias de leitura.
Compreensão geral;
Compreensão de pontos principais;
Compreensão de detalhes:
Cognatos, Palavras Repetidas, Palavras Chaves, Pistas Tipográficas;
Palavras Chaves: Verbos, Substantivos e Adjetivos.
Praticando "Skimming e Scanning":
Praticando o uso do Dicionário inglês/português com eficiência e rapidez.
Competências necessárias para pesquisar na Internet.
Competências necessárias para produção de textos utilizando o MS-Word.
Competências necessárias para produção de planilhas utilizando o MS-Excel.
Competências necessárias para produção de apresentações utilizando o MSPower Point
O processo de orientação do trabalho científico
Alternativas metodológicas de pesquisa em saúde
Leitura ­ análise e relação científica
Aspectos Éticos Legais da Pesquisa em Saúde
Elaboração de Projeto de Pesquisa
Fases do trabalho científico

16

Bibliografia Básica:
CERVO, A. L.; BERVIAN, P A; SILVA, R. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo:
Prentice Hall Brasil, 2007.
SILVA, M. G. Informática: terminologia básica, Windows 2000 e Word XP. 8. ed. São
Paulo: Érica, 2006.
SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. São Paulo: Cortez,
2007.
Bibliografia Complementar:
ANDRADE, M. M. Como preparar trabalhos para cursos de pós-graduação:
noções práticas. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2004.
ECO, U. Como se faz uma tese. 21. ed. São Paulo: Perspectiva, 2007.
FACHIN, O. Fundamentos de metodologia. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 2008.
MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 11.
ed. São Paulo: Hucitec, 2008.
PARRA FILHO, D; SANTOS, J. A. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo:
Futuro, 2003
POLIT, D. F.; HUNGLER, B. F. Fundamentos de pesquisa em enfermagem. 5. ed.
Porto Alegre: Artes Médicas, 2004.
SALOMON, D. V. Como fazer uma monografia. 11. ed. São Paulo: Martins
Fontes, 2008.
SECAF, V. Artigo científico: do desafio à conquista. 4. ed. São Paulo: Reis
Editorial, 2007.

NUTRIÇÃO - CHT: 30h
Docente Responsável pela Disciplina: Profª MSc. Silvia Maria Albertini
Ementa: os conhecimentos báscos sobre nutrição e alimentação, sua influência
na
promoção da saúde do aluno. A educação nutricional, cuidados com a alimentação
na prevenção de doenças crônicas, o papel dos alimentos funcionais e a
importância da alimentação balanceada na saúde e melhora na qualidade de vida,
desde o nascimento até o adulto idoso.
Conteúdo Programático:
Importância da Nutrição na promoção da saúde
Importância da alimentação e nutrição nos diversos ciclos de vida
Avaliação e requerimentos nutricionais de indivíduos saudáveis
Nutrição e atividade física
Alimentos funcionais
Nutrição na prevenção de doenças crônicas
Nutrição na prevenção do câncer
Bibliografia Básica:
DOVERA, T.M.D.S. Nutrição Aplicada ao Curso de Enfermagem. Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan, 2007.
FARRELL, M.L; NICOTERI, J.A.L. Nutrição em Enfermagem: Fundamentos para
uma dieta adequada. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.
MAHAN,L.K.; ESCOTT- STUMP, S.; KRAUSE. Alimentos, Nutrição & Dietoterapia.
10. ed. São Paulo: Roca, 2005.
Bibliografia Complementar:
BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia Alimentar para População Brasileira:
promovendo a alimentação saudável. Série A. Normas e manuais técnicos: Brasília,
2005.

17

VIVÊNCIAS ÉTICAS, LEGAIS E HUMANÍSTICAS EM ENFERMAGEM - CHT:
60h
Docente Responsável pela Disciplina: Profa Dra Zaida Aurora Sperli Geraldes
Soler
Ementa: A evolução histórica dos aspectos éticos, legais e humanísticos em
Enfermagem voltada à formação humanística e qualificação profissional do
estudante de Enfermagem; a história do desenvolvimento da Enfermagem no
mundo e no Brasil e o engoque multi e interprofissional na atuação do profissional
da saúde na atenção integral à saúde para a sociedade.
Conteúdo Programático:
A evolução da assistência à saúde no Brasil e no mundo. História da enfermagem
tradicional e científica ­ divisão global.
Divisão do trabalho em enfermagem no Brasil ­ visão histórica. Entidades de classe
na enfermagem.
Ensino e Exercício da enfermagem no Brasil.
Símbolos da enfermagem. Mitos e estereótipos.
Fundamentos da ética tradicional e da ética profissional e do comportamento ético
na área da saúde e Responsabilidade Profissional.
Código de ética e Legislação Profissional de Enfermagem no Brasil.
Infração ética e legal em enfermagem. Penalidades. Código de processo ético em
enfermagem.
Caracterização de vivências: pessoais, interpessoais, institucionais.
Perfectibilidade humana e interiorização de mediações nos domínios cognitivo, das
habilidades e das atitudes.
Vivência operacional com instrumentos de identificação e caracterização dos sujeitos
de vivências em enfermagem do ponto de vista biopsicossocial. Auto e heteroanamnese.
Bibliografia Básica:
ANDREOLA, B. A. Dinâmica de grupo: jogo da vida e didática do futuro. 23. ed.
Petrópolis: Vozes, 2003.
GEOVANINI, T. et al. História da enfermagem: versões e interpretações. 2. ed. Rio
de Janeiro: Revinter, 2005.
OGUISSO, T.; SCHMIDT, M. J. Exercício da enfermagem: uma abordagem éticolegal. 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010
Bibliografia Complementar:
ATKINSON RL et al. Introdução à Psicologia. 13. ed. Porto Alegre: Artes Médicas,
2002.
FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 32. ed. Rio de Janeiro: Paz e
Terra, 2009.
SÁ AL. Ética Profissional. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2007.
VISCOTT, D. A linguagem dos sentimentos. 17. ed. São Paulo: Summus, 2003.

18

19

ANEXO III: Distribuição das questões de múltipla escolha, por
disciplina, de acordo com a carga horária, para a Avaliação do
Conhecimento.
ENFERMAGEM

Componente
curriculares/Disciplinas
1ª série
Anatomia
Bioestatística
Biologia Celular
Bioquímica
Embriologia
Enfermagem e Ciências Sociais
Enfermagem e Saúde
Fisiologia I
Fundamentos da Psicologia e
Semiologia Humana
Histologia
Metodologia Científica
Nutrição
Vivência
Éticas,
Legais
e
Humanísticas em Enfermagem

CH

105
45
45
45
45
60
75
75
90
60
105
30
60

Percentual
Nº de
de CH total questões
da série
13%
10
5%
4
5%
5
5%
4
5%
4
7%
6
9%
7
9%
7
10%
8
7%
13%
4%
7%

6
10
3
6

ANEXO IV: Cronograma do Processo Seletivo para Provimento de Vaga
por Transferência 2015
20

Divulgação do Edital
Solicitação de Redução de Taxa
Publicação do Resultado das
Solicitações de Redução de Taxa
Interposição de Recursos para o
Resultado das Solicitações de
Redução de Taxa
Divulgação do Resultado da
Interposição de Recursos para o
Resultado das Solicitações de
Redução de Taxa
Inscrições Definitivas com ou sem
Redução da Taxa
Avaliação de Conhecimentos
Divulgação dos Resultados
Entrega da Documentação Definida
no item 9 deste Edital e Efetivação
da Matrícula
Início do Período Letivo
Convocação para Efetivação de
Matrículas para Vagas
Remanescentes do Processo de
Matrícula

29 de novembro de 2014
03 a 08 de dezembro de 2014
16 de dezembro de 2014
17 e 18 de dezembro de 2014

05 de janeiro de 2015

03 de dezembro de 2014 a 07 de janeiro
de 2015
25 de janeiro de 2015
07 de fevereiro de 2015
09 a 11 de fevereiro de 2015
12 de fevereiro de 2015
13 de fevereiro de 2015