VESTIBULAR 2016

Universidade Pública gratuita mais próxima de você

MANUAL DO CANDIDATO

MENSAGEM AO CANDIDATO
Ensino de Qualidade

A Unesp terá grande satisfação em recebê-lo (a) como aluno (a). Sabemos que prestar vestibular é
um grande desafio não só para o (a) estudante, mas também para seus pais e familiares, que atuam
muito neste período pré-vestibular para que a sonhada faculdade pública seja uma realidade.
Nossa Universidade, além de pública, com excelente qualidade e gratuita, tem características
diferentes, pois está distribuída em todo Estado de São Paulo. Presente em 24 municípios, com
34 Unidades, somando 942.019,90 metros quadrados de área construída. São 50.594 alunos (as)
matriculados (as), sendo 37.388 na graduação e 13.206 na pós-graduação (mestrado e doutorado).
Temos ainda 992 vinculados a atividades da Unesp/Univesp (Ensino semi-presencial).
Oferecemos 134 cursos de graduação nas áreas de Ciências Biológicas, Ciências Exatas e
Humanidades e temos 141 programas de pós-graduação, que oferecem 110 doutorados e 123
mestrados acadêmicos, alem de 16 mestrados profissionais. Somos uma universidade reconhecida
nacionalmente. No plano internacional, a Unesp ocupa o 8º lugar na América Latina e está em 30º
entre as instituições de ensino dos BRICS.
Estamos muito focados na manutenção do (a) aluno (a) dentro da instituição. Para isso, temos um
Programa de Permanência Estudantil. Trabalhamos muito dando condições para que o (a) aluno (a)
financeiramente carente não apenas entre na universidade, mas nela se mantenha durante todo o
curso. Para isso, oferecemos bolsas por meio das diferentes pró-reitorias, de Graduação, Pesquisa
e Extensão.
Também existem as bolsas oferecidas em parceria com órgãos externos de fomento, como a
Fapesp ­ Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo ­ e o CNPq ­ Conselho Nacional
de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Há também a bolsa de mobilidade estudantil, que
facilita a ida e manutenção do (a) estudante no exterior.
Esperamos que você tenha sucesso em nosso vestibular e possa aproveitar tudo o que a Unesp
tem de melhor para oferecer, pois, com certeza, a vida universitária é uma das melhores fases de
nossa vida.

Julio Cezar Durigan
Reitor da Unesp, é Professor Titular do Departamento de Fitossanidade da Faculdade de
Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV) da Unesp de Jaboticabal.

CALENDÁRIO
2015 ­ INSCRIÇÕES E PROVAS
SOLICITAÇÃO DE REDUÇÃO DE TAXA (LEI ESTADUAL Nº 12.782/07)
01 a 08.09 ­ Exclusivamente pela internet (www.vunesp.com.br).
SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DE TAXA (CANDIDATOS SOCIOECONOMICAMENTE CARENTES)
01 a 08.09 ­ Exclusivamente pela internet (www.vunesp.com.br).
INSCRIÇÕES PARA ALUNOS DA REDE PÚBLICA ESTADUAL DE SÃO PAULO (SECRETARIA DA
EDUCAÇÃO E CENTRO PAULA SOUZA)
14.09 a 13.10 - Exclusivamente pela internet.
INSCRIÇÕES SEM SUBSÍDIO DE TAXA
14.09 a 13.10 - Exclusivamente pela internet.
PROVA DA 1ª FASE
A partir de 26.10 ­ Divulgação dos locais de exame.
15.11 - Prova de Conhecimentos Gerais.
02.12 - Divulgação do resultado e da lista de convocados para a segunda fase.
PROVAS DE HABILIDADES
02.12 - Divulgação dos locais de exame.
06 a 12.12 - Provas (Cursos do Instituto de Artes de São Paulo).
06.12 - Provas (Cursos da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação de Bauru).
PROVAS DA 2ª FASE
02.12 - Divulgação dos locais de exame.
13.12 - Prova de Conhecimentos Específicos (Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática).
14.12 - Prova de Conhecimentos Específicos (Linguagens e Códigos) e Redação.

2016 ­ RESULTADOS, CONVOCAÇÕES E MATRÍCULAS
RESULTADOS
05.02 (sexta-feira) ­ Divulgação da lista geral de classificação.
CONFIRMAÇÃO DE INTERESSE POR VAGAS

13 e 14.02 (sábado e domingo) ­ Exclusivamente pela internet no site www.vunesp.com.br. Para todos os
candidatos que obtiveram classificação na 2ª fase.
ATENÇÃO: As chamadas serão processadas exclusivamente com os candidatos que confirmaram o interesse
pelas vagas.
PRIMEIRA CHAMADA
16.02 (terça-feira) ­ Divulgação da 1ª lista de convocados.
18 e 19.02 (quinta e sexta-feira) ­ Matrícula.
SEGUNDA CHAMADA
23.02 (terça-feira) ­ Divulgação da 2ª lista de convocados.
25 e 26.02 (quinta e sexta-feira) ­ Matrícula.
TERCEIRA CHAMADA
01.03 (terça-feira) ­ Divulgação da 3ª lista de convocados.
03 e 04.03 (quinta e sexta-feira) ­ Matrícula.
CONFIRMAÇÃO OBRIGATÓRIA DE MATRÍCULA
17 e 18.03 (quinta e sexta-feira) ­ Para todos os alunos matriculados.

3

CIDADES, VAGAS E CURSOS DE GRADUAÇÃO DESTE VESTIBULAR

CIDADES

VAGAS

CURSOS

Araçatuba

170

Medicina Veterinária e Odontologia.

Araraquara

855

Administração Pública, Ciências Econômicas, Ciências Sociais, Engenharia de
Bioprocessos e Biotecnologia, Engenharia Química, Farmácia-Bioquímica, Letras,
Odontologia, Pedagogia e Química.

Assis

405

Ciências Biológicas, Engenharia Biotecnológica, História, Letras e Psicologia.

1.045

Arquitetura e Urbanismo, Artes Visuais, Ciência da Computação, Ciências Biológicas,
Comunicação Social (Jornalismo, Radialismo e Relações Públicas), Design, Educação
Física, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Física, Matemática,
Meteorologia, Pedagogia, Psicologia, Química e Sistemas de Informação.

Botucatu

600

Agronomia, Ciências Biológicas, Ciências Biomédicas, Enfermagem, Engenharia de
Bioprocessos e Biotecnologia, Engenharia Florestal, Física Médica, Medicina, Medicina
Veterinária, Nutrição e Zootecnia.

Dracena

80

Engenharia Agronômica e Zootecnia.

Franca

400

Direito, História, Relações Internacionais e Serviço Social.

Guaratinguetá

310

Engenharia Civil, Engenharia de Materiais, Engenharia de Produção Mecânica, Engenharia
Elétrica, Engenharia Mecânica, Física e Matemática.

Ilha Solteira

310

Agronomia, Ciências Biológicas, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia
Mecânica, Física, Matemática e Zootecnia.

Itapeva

80

Engenharia de Produção e Engenharia Industrial Madeireira.

Jaboticabal

280

Administração, Agronomia, Ciências Biológicas, Medicina Veterinária e Zootecnia.

Marília

475

Arquivologia, Biblioteconomia, Ciências Sociais, Filosofia, Fisioterapia, Fonoaudiologia,
Pedagogia, Relações Internacionais e Terapia Ocupacional.

Ourinhos

90

Geografia.

Presidente Prudente

640

Arquitetura e Urbanismo, Ciência da Computação, Educação Física, Engenharia
Ambiental, Engenharia Cartográfica, Estatística, Física, Fisioterapia, Geografia,
Matemática, Pedagogia e Química.

Registro

40

Engenharia de Pesca.

Rio Claro

490

Ciências Biológicas, Ciências da Computação, Ecologia, Educação Física, Engenharia
Ambiental, Física, Geografia, Geologia, Matemática e Pedagogia.

Rosana

80

Engenharia de Energia e Turismo.

São João da Boa Vista

40

Engenharia de Telecomunicações.

São José do Rio Preto

460

Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Engenharia de Alimentos, Física, Letras,
Letras (Tradutor), Matemática, Pedagogia e Química.

São José dos Campos

120

Engenharia Ambiental e Odontologia.

São Paulo

185

Artes Cênicas, Arte-Teatro, Artes Visuais, Educação Musical e Música (Canto,
Composição ou Regência e Instrumento).

São Vicente

80

Ciências Biológicas.

Tupã

120

Administração e Engenharia de Biossistemas.

Bauru

TOTAL

7.355

4

REGRAS PARA DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS
O Vestibular será realizado por dois sistemas de inscrição: Sistema Universal (SU) e o Sistema de Reserva de
Vagas para Educação Básica Pública (SRVEBP).
1. Sistema Universal (SU): serão oferecidas 4.752 vagas.
Todos os candidatos que se inscreverem estarão concorrendo pelo Sistema Universal, independentemente de
atenderem as condições de inscrição no Sistema de Reservas de Vagas para Educação Básica Pública.
2. Sistema de Reserva de Vagas para Educação Básica Pública (SRVEBP): serão oferecidas 2.603 vagas.
Em cada curso de Graduação serão destinadas, no mínimo, 35% das vagas oferecidas aos estudantes que tenham
cursado integralmente o Ensino Médio em escolas públicas ou a Educação de Jovens e Adultos em escolas públicas.
Das vagas destinadas ao Sistema de Reserva de Vagas para Educação Básica Pública, 910 vagas (35%) serão
destinadas aos candidatos que se autodeclararem Pretos, Pardos ou Indígenas, denominado Sistema de
Reservas de Vagas para Educação Básica Pública mais autodeclarados Pretos, Pardos ou Indígenas (SRVEBP+PPI).
Na inexistência de candidatos autodeclarados Pretos, Pardos ou Indígenas classificados, as vagas por eles não
ocupadas serão preenchidas, inicialmente, por candidatos que tenham cursado o Ensino Médio integralmente em
Escolas Públicas.
As vagas não preenchidas pelo Sistema de Reservas de Vagas para Educação Básica Pública, por inexistência de
classificados serão destinadas aos demais candidatos, ainda não convocados, do Sistema Universal, obedecendose à ordem decrescente da nota final.
Sistema

A quem se destina

Forma de comprovação no ato da matrícula

SU
Sistema Universal

A todos os candidatos que se inscreverem,
independentemente de atenderem as
condições de inscrição no Sistema de
Reservas de Vagas para Educação Básica
Pública.

-

SRVEBP
Sistema de Reserva de Vagas para
Educação Básica Pública

Histórico Escolar completo do curso de Ensino
A todos os candidatos que declararem ter
Médio ou equivalente constando ter cursado
cursado integralmente o Ensino Médio em
todo o ensino médio em escolas públicas (1).
escolas públicas (1) ou a Educação de JoObservação: A falta da comprovação elimina o
vens e Adultos em escolas públicas.
candidato no Vestibular.

Preto
SRVEBP + PPI
Sistema de Reserva de
Vagas para Educação
Básica Pública mais
autodeclarados Pretos,
Pardos ou Indígenas

Pardo

Indígena

A todos os candidatos que declararem ter
cursado integralmente o Ensino Médio em
escolas públicas (1) ou a Educação de Jovens e Adultos em escolas públicas e se
autodeclararem Pretos ou Pardos.

Histórico Escolar completo do curso de Ensino
Médio ou equivalente constando ter cursado
todo o ensino médio em escolas públicas (1) e
declaração devidamente assinada, conforme
modelo integrante do Anexo IV da Resolução
Unesp nº 43.
Observação: A falta das comprovações elimina
o candidato no Vestibular.

A todos os candidatos que declararem ter
cursado integralmente o Ensino Médio em
escolas públicas (1) ou a Educação de Jovens e Adultos em escolas públicas e se
autodeclararem Indígenas.

Histórico Escolar completo do curso de Ensino
Médio ou equivalente constando ter cursado
todo o ensino médio em escolas públicas (1) e
certidão de registro administrativo expedida
pela FUNAI.
Observação: A falta das comprovações elimina
o candidato no Vestibular.

(1)
- Considera-se escola pública a instituição de ensino criada ou incorporada, mantida e administrada pelo Poder Público, nos termos do inciso
I, do art. 19, da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. A gratuidade do ensino não indica, necessariamente, que a escola seja pública. Escolas
vinculadas a fundações, cooperativas, Sistema S (SESI, SENAI, SESC, SENAC) etc., embora gratuitas, são consideradas particulares em função de
sua dependência administrativa junto ao setor privado. Também NÃO participam do SRVEBP, estudantes bolsistas de instituições privadas.

IMPORTANTE: A certificação pelo ENEM (portaria MEC nº de 10, de 20.05.2012 e portaria INEP nº 179, de 28.04.2014)
não pressupõe a frequência em escola pública e, desta forma, não poderá ser utilizada como documento válido para
concorrência pelo SRVEBP e SRVEBP + PPI.

PROTALENTOS UNESP
A Unesp desenvolverá, a partir do início do ano letivo de 2016, o PROGRAMA DE CAPTAÇÃO DE TALENTOS DA
EDUCAÇÃO BÁSICA PÚBLICA - Pro Talentos Unesp, que visa estimular jovens, que cursaram todo o ensino médio
em escolas públicas e com alto desempenho acadêmico, a ingressar, mediante vestibular, na Unesp. Por meio desse
Programa, a Unesp oferece uma bolsa de iniciação à pesquisa ao estudante aprovado e matriculado em cada curso,
que atender a ambos os critérios: a) maior classificação dentre os matriculados pelo Sistema de Reserva de Vagas
para Educação Básica Pública (SRVEBP), b) figurar entre os cinco primeiros colocados da lista geral do Vestibular.
Além disso, a Universidade dará apoio especial para realização de estágio de intercâmbio no exterior.
5

TABELAS DE CURSOS E DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS POR SISTEMA
Área de Ciências Biológicas - Ver informações sobre as escolas e cursos deste vestibular - pág. 21.
CURSO

CIDADE

SU

SRVEBP

SRVEBP
+ PPI

TOTAL

Agronomia - integral

Botucatu

Agronomia - integral

Ilha Solteira

Agronomia - integral

Jaboticabal

Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - integral

Assis

52
26
65
26
26
26
26
26
32
26
26
16
32

18
09
23
9
9
9
9
9
12
9
9
6
12

10
05
12
5
5
5
5
5
6
5
5
3
6

80
40
100
40
40
40
40
40
50
40
40
25
50

Ciências Biológicas - Bacharelado: Gerenciamento Costeiro ou Biologia Marinha
São Vicente
- integral

26

9

5

40

Ciências Biológicas - Licenciatura - noturno

São Vicente

Ciências Biomédicas ­ integral

Botucatu

Ecologia - integral

Rio Claro

Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura - integral

Bauru

26
26
19
26
26
29
29
39
19
26
26
26
45
19
26
29
23
58
39
39
32
19
52
19
49
32
19
26
39
26
26
32

9
9
7
9
9
10
10
14
7
9
9
9
16
7
9
10
8
21
14
14
12
7
18
7
17
12
7
9
14
9
9
12

5
5
4
5
5
6
6
7
4
5
5
5
9
4
5
6
4
11
7
7
6
4
10
4
9
6
4
5
7
5
5
6

40
40
30
40
40
45
45
60
30
40
40
40
70
30
40
45
35
90
60
60
50
30
80
30
75
50
30
40
60
40
40
50

Ciências Biológicas ­ Bacharelado e Licenciatura - integral

Bauru

Ciências Biológicas - Licenciatura - noturno

Bauru

Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - integral

Botucatu

Ciências Biológicas - Licenciatura - noturno

Botucatu

Ciências Biológicas ­ Bacharelado ­ vespertino/noturno e Licenciatura - noturno Ilha Solteira
Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - noturno

Jaboticabal

Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - integral

Rio Claro

Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - noturno

Rio Claro

Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - integral

São José do Rio Preto

Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura - noturno

Bauru

Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura - diurno

Presidente Prudente

Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura ­ vespertino/noturno

Presidente Prudente

Educação Física - Bacharelado e Licenciatura - integral

Rio Claro

Enfermagem ­ integral

Botucatu

Engenharia Agronômica ­ integral

Dracena

Engenharia de Pesca ­ integral

Registro

Engenharia Florestal - integral

Botucatu

Farmácia-Bioquímica - integral

Araraquara

Farmácia-Bioquímica - noturno

Araraquara

Fisioterapia - integral

Marília

Fisioterapia - integral

Presidente Prudente

Fonoaudiologia - integral

Marília

Medicina - integral

Botucatu

Medicina Veterinária - integral

Araçatuba

Medicina Veterinária - integral

Botucatu

Medicina Veterinária - integral

Jaboticabal

Nutrição - noturno

Botucatu

Odontologia - integral

Araçatuba

Odontologia - noturno

Araçatuba

Odontologia - integral

Araraquara

Odontologia - integral

São José dos Campos

Odontologia - noturno

São José dos Campos

Terapia Ocupacional - integral

Marília

Zootecnia - integral

Botucatu

Zootecnia - integral

Dracena

Zootecnia - integral

Ilha Solteira

Zootecnia - integral

Jaboticabal

6

Área de Ciências Exatas - Ver informações sobre as escolas e cursos deste vestibular - pág. 21.
CURSO

CIDADE

SU

SRVEBP

SRVEBP
+ PPI

TOTAL

Ciência da Computação - Bacharelado ­ integral

Bauru

Ciência da Computação - Bacharelado ­ vespertino/noturno

Presidente Prudente

Ciência da Computação - Bacharelado - integral

São José do Rio Preto

Ciências da Computação - Bacharelado - integral

Rio Claro

Ciências da Computação - Bacharelado - noturno

Rio Claro

Engenharia Ambiental - integral

Presidente Prudente

Engenharia Ambiental - integral

Rio Claro

Engenharia Ambiental - integral

São José dos Campos

Engenharia Biotecnológica ­ integral

Assis

19
23
23
19
19
23
19
26
29
26
39
26
26
19
26
32
26
26
26
26
19
26
39
26
26
26
39
39
19
26
26
19

7
8
8
7
7
8
7
9
10
9
14
9
9
7
9
12
9
9
9
9
7
9
14
9
9
9
14
14
7
9
9
7

4
4
4
4
4
4
4
5
6
5
7
5
5
4
5
6
5
5
5
5
4
5
7
5
5
5
7
7
4
5
5
4

30
35
35
30
30
35
30
40
45
40
60
40
40
30
40
50
40
40
40
40
30
40
60
40
40
40
60
60
30
40
40
30

39

14

7

60

9
7
7
9
12
9
8
9
7
7
9
12
10
12
10
9
12
7

5
4
4
5
6
5
4
5
4
4
5
6
6
7
6
5
6
4

40
30
30
40
50
40
35
40
30
30
40
50
45
55
45
40
50
30

Engenharia Cartográfica - integral

Presidente Prudente

Engenharia Civil - integral

Bauru

Engenharia Civil - integral

Guaratinguetá

Engenharia Civil - integral

Ilha Solteira

Engenharia de Alimentos - integral

São José do Rio Preto

Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia ­ integral

Araraquara

Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia - integral

Botucatu

Engenharia de Biossistemas ­ integral

Tupã

Engenharia de Energia ­ integral

Rosana

Engenharia de Materiais - integral

Guaratinguetá

Engenharia de Produção ­ noturno

Itapeva

Engenharia de Produção Mecânica - integral

Guaratinguetá

Engenharia de Telecomunicações ­ integral

São João da Boa Vista

Engenharia Elétrica - integral

Bauru

Engenharia Elétrica - integral

Guaratinguetá

Engenharia Elétrica - integral

Ilha Solteira

Engenharia Industrial Madeireira - integral

Itapeva

Engenharia Mecânica - integral

Bauru

Engenharia Mecânica - integral

Guaratinguetá

Engenharia Mecânica - noturno

Guaratinguetá

Engenharia Mecânica - integral

Ilha Solteira

Engenharia Química ­ integral

Araraquara

Estatística - diurno
Presidente Prudente
Física - Bacharelado em Física dos Materiais ­ vespertino/noturno e Licenciatura
Bauru
em Física - noturno
Física - Bacharelado e Licenciatura - noturno
Guaratinguetá

Matemática ­ Licenciatura - noturno

São José do Rio Preto

Meteorologia ­ Bacharelado ­ integral

Bauru

Química - Bacharelado em Química e em Química Tecnológica - integral

Araraquara

Química - Licenciatura - noturno
Química - Bacharelado em Química Ambiental Tecnológica e Licenciatura em
Química - noturno
Química ­ Licenciatura - noturno
Química ­ Bacharelado em Química Ambiental e Licenciatura em Química integral
Sistemas de Informação - Bacharelado - noturno

Araraquara

26
19
19
26
32
26
23
26
19
19
26
32
29
36
29
26
32
19

Bauru

26

9

5

40

Presidente Prudente

26

9

5

40

São José do Rio Preto

32

12

6

50

Bauru

26

9

5

40

Física - Licenciatura - noturno

Ilha Solteira

Física - Licenciatura - noturno

Presidente Prudente

Física - Bacharelado e Licenciatura - integral

Rio Claro

Física - Bacharelado em Física Biológica e Licenciatura em Física - integral

São José do Rio Preto

Física Médica - integral

Botucatu

Geologia - integral

Rio Claro

Matemática - Licenciatura - noturno

Bauru

Matemática ­ Licenciatura -noturno

Guaratinguetá

Matemática ­ Licenciatura - noturno

Ilha Solteira

Matemática ­ Licenciatura - matutino

Presidente Prudente

Matemática - Licenciatura - noturno

Presidente Prudente

Matemática - Bacharelado e Licenciatura - integral

Rio Claro

Matemática - Bacharelado e Licenciatura - diurno

São José do Rio Preto

7

Área de Humanidades - Ver informações sobre as escolas e cursos deste vestibular - pág. 21.
CURSO

CIDADE

SU

SRVEBP

SRVEBP
+ PPI

TOTAL

Administração ­ Bacharelado ­ noturno

Jaboticabal

Administração ­ Bacharelado ­ diurno

Tupã

Administração ­ Bacharelado ­ noturno

Tupã

Administração Pública - Bacharelado - diurno

Araraquara

9
9
9
12
12
10
9
7
7
7
9
9
8
12
12
12
12
12
12
9
12
7
12
7
14
12
14
5
8
10
10
9
10
9
9
10
10
12
12
14
14
16
16
8
9
7
1
5

5
5
5
6
6
6
5
4
4
4
5
5
4
6
6
6
6
6
6
5
6
4
6
4
7
6
7
2
4
6
6
5
6
5
5
6
6
6
6
7
7
9
9
4
5
4
1
2

40
40
40
50
50
45
40
30
30
30
40
40
35
50
50
50
50
50
50
40
50
30
50
30
60
50
60
20
35
45
45
40
45
40
40
45
45
50
50
60
60
70
70
34
39
32
5
20

Letras - Licenciatura - noturno

São José do Rio Preto

Letras - Tradutor - Bacharelado - integral

São José do Rio Preto

Música 1 - Bacharelado - Habilitação em Canto - diurno

São Paulo

Música 1 - Bacharelado - Habilitações em Composição ou Regência - diurno
Música 1 - Bacharelado - Habilitação em Instrumento: Cordas (Contrabaixo
Acústico, Viola, Violino, Violoncelo) - diurno
Música 1 - Bacharelado - Habilitação em Instrumento: Percussão - diurno

São Paulo

26
26
26
32
32
29
26
19
19
19
26
26
23
32
32
32
32
32
32
26
32
19
32
19
39
32
39
13
23
29
29
26
29
26
26
29
29
32
32
39
39
45
45
22
25
21
3
13

São Paulo

8

3

1

12

São Paulo

1
1
1

-

4
3
3

Administração Pública - Bacharelado - noturno

Araraquara

Arquitetura e Urbanismo 1 - integral

Bauru

Arquitetura e Urbanismo - integral

Presidente Prudente

Arquivologia - diurno

Marília

Artes Cênicas 1 ­ Bacharelado ­ Habilitação e Interpretação Teatral ­ diurno

São Paulo

Arte-Teatro 1 - Licenciatura - noturno

São Paulo

Artes Visuais 1 ­ Bacharelado e Licenciatura ­ vespertino/noturno

Bauru

Artes Visuais 1 - Bacharelado e Licenciatura - diurno

São Paulo

Biblioteconomia - diurno

Marília

Ciências Econômicas - Bacharelado - diurno

Araraquara

Ciências Econômicas - Bacharelado - noturno

Araraquara

Ciências Sociais - Bacharelado e Licenciatura - diurno

Araraquara

Ciências Sociais - Bacharelado e Licenciatura - noturno

Araraquara

Ciências Sociais - Bacharelado e Licenciatura - matutino

Marília

Ciências Sociais - Bacharelado e Licenciatura - noturno

Marília

Comunicação Social - Jornalismo - diurno

Bauru

Comunicação Social ­ Jornalismo - noturno

Bauru

Comunicação Social - Radialismo - diurno

Bauru

Comunicação Social - Relações Públicas - noturno

Bauru

Design (Design Gráfico) 1 - diurno

Bauru

Design (Design Gráfico ou Design de Produto)1 - noturno

Bauru

Direito - matutino

Franca

Direito - noturno

Franca

Educação Musical 1 - Licenciatura - diurno

São Paulo

Filosofia - Bacharelado e Licenciatura - noturno

Marília

Geografia ­ Bacharelado e Licenciatura - diurno

Ourinhos

Geografia ­ Bacharelado e Licenciatura - noturno

Ourinhos

Geografia - Bacharelado e Licenciatura - matutino

Presidente Prudente

Geografia - Bacharelado e Licenciatura - noturno

Presidente Prudente

Geografia - Bacharelado e Licenciatura - integral

Rio Claro

Geografia - Licenciatura - noturno

Rio Claro

História - Licenciatura - matutino

Assis

História - Licenciatura - noturno

Assis

História - Bacharelado e Licenciatura ­ matutino

Franca

História - Bacharelado e Licenciatura - noturno

Franca

Letras - Bacharelado e Licenciatura - diurno

Araraquara

Letras - Bacharelado e Licenciatura - noturno

Araraquara

Letras - Licenciatura - matutino

Assis

Letras - Licenciatura - noturno

Assis

Letras - Licenciatura - diurno

São José do Rio Preto

Música 1 - Bacharelado ­ Habilitação em Instrumento: Sopros (Flauta) - diurno
Música 1 - Bacharelado ­ Habilitação em Instrumento: Sopros (Instrumento
Antigo - Flauta Doce) - diurno
Música 1 - Bacharelado ­ Habilitação em Instrumento: Sopros (Oboé) - diurno

São Paulo

3
2
2

São Paulo

2

1

-

3

São Paulo

Música 1 - Bacharelado - Habilitação em Instrumento: Teclados ­ diurno

São Paulo

Música 1 - Bacharelado - Habilitação em Instrumento: Violão - diurno

São Paulo

1
6
3

1
2
1

1
-

2
9
4

Música 1 - Bacharelado ­ Habilitação em Instrumento: Sopros (Clarineta) - diurno São Paulo

1 - Cursos que exigem provas de habilidades. As provas serão realizadas na cidade onde o curso é oferecido, exceto para os cursos oferecidos pela
Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação de Bauru, quando o candidato poderá fazer a opção, no ato da inscrição, pelas cidades de Bauru
ou de São Paulo.

8

Continua...

Continuação...
CURSO

CIDADE

SU

SRVEBP

SRVEBP
+ PPI

TOTAL

Pedagogia - Licenciatura - diurno

Araraquara

Pedagogia - Licenciatura - noturno

Araraquara

Pedagogia - Licenciatura - noturno

Bauru

Pedagogia - Licenciatura - matutino

Marília

32
32
26
26
52
23
29
29
26
29
29
23
23
32
32
26
26
32
26

12
12
9
9
18
8
10
10
9
10
10
8
8
12
12
9
9
12
9

6
6
5
5
10
4
6
6
5
6
6
4
4
6
6
5
5
6
5

50
50
40
40
80
35
45
45
40
45
45
35
35
50
50
40
40
50
40

Pedagogia - Licenciatura - noturno

Marília

Pedagogia - Licenciatura - vespertino

Presidente Prudente

Pedagogia - Licenciatura - noturno

Presidente Prudente

Pedagogia - Licenciatura ­ noturno

Rio Claro

Pedagogia - Licenciatura - noturno

São José do Rio Preto

Psicologia - matutino/vespertino

Assis

Psicologia - vespertino/noturno

Assis

Psicologia - integral

Bauru

Psicologia - noturno

Bauru

Relações Internacionais - vespertino

Franca

Relações Internacionais - noturno

Franca

Relações Internacionais - noturno

Marília

Serviço Social ­ matutino

Franca

Serviço Social - noturno

Franca

Turismo - diurno

Rosana

9

PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO

Dracena
Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP
294), km 651

PERÍODO E HORÁRIO
As inscrições para o Vestibular serão realizadas
exclusivamente pela internet, das 10h de 14 de setembro
às 16h de 13 de outubro de 2015 (horários de Brasília), no
endereço www.vunesp.com.br, com o preenchimento e
envio da ficha de inscrição e o pagamento da taxa de R$
155,00 por meio de boleto, em qualquer agência bancária
ou pela própria internet.

Franca
Faculdade de Ciências Humanas e Sociais
Av. Eufrásio Monteiro Petráglio, 900
Guaratinguetá
Faculdade de Engenharia
Av. Dr. Ariberto Pereira da Cunha, 333

Modalidades de inscrição com subsídio de taxa:
1. Com isenção total do valor da taxa de inscrição
Preenchimento da ficha exclusivamente pela internet,
no período de 01 a 08 de setembro de 2015 (Ver
normas em www.vunesp.com.br).
2. Com redução de 50% do valor da taxa de inscrição
(Lei Estadual nº 12.782/07)
Exclusivamente pela internet, no período de 01 a 08 de
setembro de 2015 (ver normas em www.vunesp.com.br).
3. Com redução de 75% do valor da taxa de inscrição
Exclusivamente para alunos de último ano da rede
estadual de Ensino Médio e do Centro Paula Souza ou
da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de São Paulo, no
período das 10h de 14 de setembro às 16h de 13 de outubro
de 2015 (Consulte a secretaria da sua escola).
4. Com redução de 50% do valor da taxa de inscrição
para candidato que se autodeclarar TREINEIRO
O candidato que objetiva adquirir experiência, sem
intenção de matrícula, deverá selecionar a opção de
treineiro na relação de cursos disponíveis e declarar a
área de interesse na ficha de inscrição.
É expressamente proibido ao candidato efetivar mais de
uma inscrição ao Vestibular, sob pena de anulação de
todas que fizer.
Não haverá devolução da taxa de inscrição.
Os candidatos que não dispuserem de internet poderão
utilizar os seguintes locais públicos de acesso:

Ilha Solteira
Faculdade de Engenharia
Av. Brasil, 56
Itapeva
Rua Geraldo Alckmin, 519
Jaboticabal
Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias
Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane, s/nº
Marília
Faculdade de Filosofia e Ciências
Av. Hygino Muzzi Filho, 737
Ourinhos
Av. Vitalina Marcusso, 1500
Presidente Prudente
Faculdade de Ciências e Tecnologia
Rua Roberto Simonsen, 305
Registro
Rua Nelson Brihi Badur, 430
Rio Claro
Instituto de Geociências e Ciências Exatas
Rua 24-A, 1515

- Infocentros do Programa Acessa São Paulo:
Consulte o catálogo de postos em www.
acessasaopaulo.sp.gov.br.

Rosana
Av. dos Barrageiros, s/nº, Distrito Primavera
São João da Boa Vista
Avenida Professora Isette Corrêa Fontão, s/n,
Jardim Santa Rita das Areias

- Câmpus da Unesp, dias úteis, das 9 às 18h:
Araçatuba
Faculdade de Odontologia
Rua José Bonifácio, 1193

São José do Rio Preto
Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas
Rua Cristóvão Colombo, 2265

Araraquara
Faculdade de Odontologia
Rua Humaitá, 1680

São José dos Campos
Instituto de Ciências e Tecnologia
Av. Eng. Francisco José Longo, 777

Assis
Faculdade de Ciências e Letras
Av. Dom Antonio, 2100

São Vicente
Câmpus do Litoral Paulista
Praça Infante Dom Henrique, s/nº

Bauru
Faculdade de Engenharia
Av. Eng. Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01

Sorocaba
Av. Três de Março, 511

Botucatu
Instituto de Biociências
Distrito de Rubião Júnior, s/nº

Tupã
Av. Domingos da Costa Lopes, 780
10

INSCRIÇÃO PARA CANDIDATO COM DEFICIÊNCIA

Endereço
O endereço deve ser completo, incluindo-se o número da
casa e o CEP.

Candidato que necessite de condições especiais para
realização das provas deverá, além de se inscrever
pela internet e declarar a sua necessidade na ficha de
inscrição, enviar pelo correio, em um único envelope
postado até 13 de outubro de 2015, laudo emitido por
médico identificado pelo nome e o seu número de registro
profissional, que descreva com precisão a natureza, o
tipo e o grau da deficiência, bem como as condições
necessárias para a realização das provas.
Havendo necessidade de provas em tamanho ampliado,
o candidato deverá indicar o grau de ampliação.
As provas são impressas em cores, portanto, o candidato
Daltônico, ou seja, que tenha falta de sensibilidade de
percepção de determinadas cores deverá, também,
seguir os mesmos procedimentos iniciais.
O atendimento ficará sujeito à razoabilidade do pedido e
à análise de viabilidade operacional.

Telefone
Preencher o DDD e o número do telefone da residência ou
um número para recados. O campo referente ao telefone
celular não é obrigatório.
Curso
Selecionar a opção de curso.

CANDIDATO TREINEIRO
O candidato que objetiva adquirir experiência, porque
não concluiu o Ensino Médio ou não concluirá durante a
vigência deste Edital, portanto sem intenção de matrícula,
deverá selecionar a opção de treineiro na relação de
cursos disponíveis e declarar a área de interesse na ficha
de inscrição, conforme correspondência a seguir:
· Medicina e demais Áreas da Saúde: Ciências
Biomédicas,
Educação
Física,
Enfermagem,
Farmácia-Bioquímica, Física Médica, Fisioterapia,
Fonoaudiologia, Medicina, Nutrição, Odontologia,
Psicologia e Terapia Ocupacional.
· Engenharias:
Agronômica,
Ambiental,
Biotecnológica, Cartográfica, Civil, de Alimentos,
de Bioprocessos e Biotecnologia, de Biossistemas,
de Controle e Automação, de Energia, de Materiais,
de Pesca, de Produção, de Produção Mecânica,
de Telecomunicações, Elétrica, Florestal, Industrial
Madeireira, Mecânica e Química.
· Direito e Relações Internacionais: Direito e Relações
Internacionais.
· Licenciaturas e Bacharelados em Ciências
Humanas: Administração, Administração Pública,
Arquivologia, Biblioteconomia, Ciências Econômicas,
Ciências Sociais, Design, Educação Musical, Filosofia,
Geografia, História, Letras, Letras ­ Tradutor, Música,
Pedagogia, Serviço Social e Turismo.
· Licenciaturas e Bacharelados em Ciências Exatas
e Biológicas: Ciência da Computação, Ciências
Biológicas, Educação Física, Estatística, Física,
Matemática, Meteorologia, Química e Sistemas de
Informação.
· Arquitetura, Artes e Comunicação: Arquitetura e
Urbanismo, Arte-Teatro, Artes Cênicas, Artes Visuais,
Comunicação Social (Jornalismo, Radialismo e
Relações Públicas).
· Ciências Agrárias e Veterinárias: Agronomia, Ecologia, Geologia, Medicina Veterinária e Zootecnia.

Escrever no envelope:
Vestibular Unesp 2016 - Provas Especiais
Rua Dona Germaine Burchard, 515 - Água Branca
05002-062 - São Paulo, SP
A ausência dessas informações implica aceitação pelo
candidato de realizar as provas em condições idênticas
às dos demais candidatos.

PREENCHIMENTO DA FICHA DE INSCRIÇÃO
O preenchimento da ficha de inscrição é de
responsabilidade exclusiva do candidato, que deverá:
· Indicar a opção de curso;
· Indicar a cidade onde deseja realizar as provas;
· Indicar se cursou todo o Ensino Médio em Escola Pública
e se atende as exigências do Sistema de Reservas de
Vagas para Educação Básica Pública - SRVEBP;
IMPORTANTE: A certificação pelo ENEM (portaria MEC nº
de 10, de 20.05.2012 e portaria INEP nº 179, de 28.04.2014)
não pressupõe a frequência em escola pública e, desta
forma, não poderá ser utilizada como documento válido
para concorrência pelo SRVEBP e SRVEBP + PPI.
· Autodeclarar a sua cor ou raça (Preto ou Pardo ou
Indígena);
· Fornecer seus dados pessoais;
· Fornecer endereço para correspondência;
· Responder o questionário socioeconômico.
Nome do candidato
Digitar o nome completo. Se o espaço não for suficiente,
abreviar uma palavra de meio, sem usar ponto.
Documento de identidade
Preencher com o número da identidade.
Se a identificação foi expedida pelas Forças Armadas,
substituir a sigla do Estado pelos códigos EX (Exército),
AE (Aeronáutica) ou MM (Marinha). Se estrangeiro não
naturalizado, indicar o número do passaporte e preencher
TT no campo correspondente à sigla do Estado.

O candidato que, no ato da inscrição, não tiver concluído
o ensino médio ou não o concluir durante a vigência deste
edital e se declarar como candidato regular e não como
treineiro, estará sujeito à responsabilização nos termos
da legislação vigente.

LOCAL DE FORMAÇÃO DO ENSINO MÉDIO E
AUTODECLARAÇÃO DE COR OU RAÇA

CPF (Cadastro de Pessoas Físicas)
O candidato deverá indicar o seu próprio número.
Aquele que ainda não o possui deverá consultar o
site www.receita.fazenda.gov.br onde constam
informações sobre como obtê-lo.

- O candidato que declarar, no ato da inscrição, ter cursado
integralmente o Ensino Médio em Escolas Públicas
deverá manifestar, na mesma ocasião, interesse pelo
Sistema de Reserva de Vagas para Educação Básica
Pública (SRVEBP) e indicar o nome da(s) escola(s) que
cursou cada série do Ensino Médio.

Data de nascimento
Preencher com o dia, o mês e o ano de nascimento.
11

- O candidato, inscrito no Sistema de Reserva de Vagas
para Educação Básica Pública, que se autodeclarar
Preto, Pardo ou Indígena estará automaticamente
inscrito no Sistema de Reserva de Vagas para Educação
Básica Pública mais autodeclarados Pretos, Pardos e
Indígenas (SRVEBP+PPI).

São José do Rio Preto, São José dos Campos, São
Paulo, São Vicente, Sorocaba e Tupã.
- Em outros Estados e no Distrito Federal: Brasília ­ DF,
Campo Grande - MS e Uberlândia ­ MG.

Atenção: As informações prestadas na ficha de inscrição
serão de inteira responsabilidade do candidato, e as
condições a seguir deverão ser comprovadas no ato da
matrícula sob pena da perda da vaga:

O candidato que fizer opção pelos cursos do Instituto de
Artes de São Paulo deverá realizar as provas na cidade de
São Paulo. Para os cursos da Faculdade de Arquitetura, Artes
e Comunicação de Bauru o candidato poderá fazer a opção,
no ato da inscrição, pelas cidades de Bauru ou São Paulo.

CIDADES DE APLICAÇÃO DAS PROVAS DE HABILIDADES

a) Ter cursado integramente o ensino médio em
escolas públicas: A comprovação se dará por meio
do histórico escolar completo do Ensino Médio ou
equivalente.
IMPORTANTE: A certificação pelo ENEM (portaria MEC
nº de 10, de 20.05.2012 e portaria INEP nº 179, de
28.04.2014) não pressupõe a frequência em escola
pública e, desta forma, não poderá ser utilizada como
documento válido para concorrência pelo SRVEBP e
SRVEBP + PPI.
b) Autodeclarados Preto ou Pardo: Além da
comprovação de ter cursado todo o ensino médio em
escolas públicas, apresentar declaração devidamente
assinada, conforme modelo integrante do Anexo IV da
Resolução Unesp nº 43.
c) Autodeclarados Indígenas: Além da comprovação
de ter cursado todo o ensino médio em escolas públicas,
apresentar a certidão do registro administrativo
expedida pela FUNAI. O número do documento deverá
ser indicado no momento da inscrição.

ENEM 2015
Para que seja utilizada a nota da parte objetiva da prova
do Enem na nota da Prova de Conhecimentos Gerais da
Unesp, indicar na ficha de inscrição se realizou o exame. Ver
regras no Artigo 13, § 5º e 6º da Resolução Unesp 43/2015.
A consulta para obtenção das notas do ENEM na base de
dados do INEP/MEC será realizada exclusivamente pelo
número do CPF (Cadastro de Pessoa Física) indicado no ato
da inscrição. Na hipótese de o número do CPF cadastrado
no ato da inscrição não ser localizado na base de dados
do INEP/MEC, a nota do Enem não será considerada.
Atenção: Caso o INEP/MEC não disponibilize o percentual
de acertos das provas objetivas do ENEM 2015 até 22 de
janeiro de 2016, serão consideradas apenas as notas
obtidas pelo candidato nas provas do Vestibular.

EFETIVAÇÃO DA INSCRIÇÃO
A inscrição para o Vestibular somente será efetivada após
o candidato:
· Preencher a ficha de inscrição pela internet e enviá-la.
· Efetuar o pagamento da taxa de inscrição utilizando o
Boleto Bancário impresso no ato da inscrição.
O boleto bancário tem a finalidade de dirimir dúvidas
quanto ao curso, local de prova, sistema de ingresso e
a autodeclaração de cor e raça, todos indicados no ato
da inscrição, além da comprovação da efetivação do
pagamento, portanto, é de vital importância que seja
guardado o documento original até o final do processo.

CIDADES DE APLICAÇÃO DAS PROVAS COMUNS
As provas do Vestibular serão aplicadas nas seguintes
cidades:
- No Estado de São Paulo: Americana, Araçatuba,
Araraquara, Assis, Bauru, Botucatu, Campinas, Dracena,
Franca, Guaratinguetá, Guarulhos, Ilha Solteira, Itapeva,
Jaboticabal, Jundiaí, Marília, Ourinhos, Piracicaba,
Presidente Prudente, Registro, Ribeirão Preto, Rio
Claro, Rosana, Santo André, São João da Boa Vista,

PRINCIPAIS MOTIVOS QUE CAUSAM A ANULAÇÃO OU A NÃO EFETIVAÇÃO DA INSCRIÇÃO
MOTIVO

FORMA DE EVITAR

Pagamentos efetuados:
- por meio de cheque sem provimento de fundos.

Checar o saldo bancário antes da emissão do cheque ou fazer o pagamento em dinheiro ou débito direto em conta.

- fora do prazo.

Fazer o pagamento até a data limite especificada no boleto
bancário. No caso de feriados regionais o pagamento deve
ocorrer no dia útil anterior ao vencimento.

- por ordens de pagamento eletrônico, depósito em conta correnSempre fazer o pagamento utilizando o código de barra ou
te, DOC ou por qualquer outro meio que não o código de barra
a sua representação numérica impressa no boleto bancário.
ou a sua representação numérica impressa no boleto bancário.
- por agendamento de pagamento não efetivado por falta de sal- Dar preferência para o pagamento em dinheiro ou débito dido suficiente ou por falhas diversas no sistema bancário.
reto em conta.
- em valores inferiores ao especificado no boleto bancário.

Fazer o pagamento no valor exato impresso no boleto bancário.

Falta de informação de pagamento pelo sistema Bancário.

Aguardar até 3 dias úteis após o pagamento do boleto bancário e verificar o link "status das inscrições pela internet" no
site da Vunesp. No caso de constar "Inscrição não efetivada"
contatar o Disque Vunesp, no telefone (11) 3874-6300, em
dias úteis, das 08 às 20 horas.
12

09. Onde você cursou o ensino médio?
(1) Todo em escola pública.
(2) Todo em escola particular.
(3) Maior parte em escola pública.
(4) Maior parte em escola particular.

QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO
Se alguma pergunta possibilitar mais de uma alternativa,
indicar a mais adequada.
Não deixar nenhuma resposta em branco.
As informações são confidenciais e não terão influência
na classificação do candidato.

10. Em que turno você cursou o ensino médio?
(1) Todo no diurno.
(2) Todo no noturno.
(3) Maior parte no diurno.
(4) Maior parte no noturno.

01. Qual é o seu sexo?
(1) Masculino.
(2) Feminino.
02. Qual será sua idade em 31 de dezembro de 2015?
(1) 17 anos ou menos.
(2) 18 anos.
(3) 19 anos.
(4) 20 anos.
(5) 21 a 24 anos.
(6) 25 anos ou mais.

11. Em que ano você concluiu ou concluirá o ensino
médio?
(1) 2011 ou antes.
(2) 2012.
(3) 2013.
(4) 2014.
(5) 2015.
(6) 2016 ou após.

03. Qual é seu estado civil legal?
(1) Solteiro.
(2) Casado.
(3) Separado ou divorciado.
(4) Viúvo.

12. Onde você estudou a língua inglesa?
(1) Nunca estudei essa língua.
(2) Estudei apenas no curso de ensino médio ou
equivalente.
(3) Estudei no ensino médio e também em cursos de
línguas.
(4) Estudei apenas em cursos de línguas.

04. Em que estado mora sua família?
(Não indique sua residência temporária.)
(1) São Paulo.
(2) Minas Gerais.
(3) Paraná.
(4) Rio de Janeiro.
(5) Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Distrito
Federal.
(6) Demais estados ou outros países.

13. Você frequenta ou frequentou cursinho?
(1) Não.
(2) Sim, menos de um semestre.
(3) Sim, um semestre.
(4) Sim, um ano.
(5) Sim, mais de um ano.

05. Onde se localiza a residência de sua família?
(1) Na região metropolitana de São Paulo.
(2) No interior do estado de São Paulo.
(3) No litoral do estado de São Paulo.
(4) Na capital de outro estado.
(5) No interior de outro estado.

14. Qual o tipo de cursinho que você frequenta ou
frequentou?
(1) Nunca frequentei cursinho.
(2) Cursinho particular.
(3) Cursinho comunitário apoiado pela Unesp.
(4) Cursinho comunitário ou popular organizado por outra
instituição.
(5) Outro.

06. Onde você cursou o ensino fundamental?
(1) Todo em escola pública.
(2) Todo em escola particular.
(3) Maior parte em escola pública.
(4) Maior parte em escola particular.

15. Quantas vezes você já prestou vestibular?
(1) Nenhuma.
(2) Uma.
(3) Duas.
(4) Três.
(5) Quatro ou mais.

07. Que tipo de curso de ensino médio você concluiu ou
concluirá?
(1) Ensino médio comum.
(2) Ensino profissionalizante.
(3) Magistério.
(4) Educação de jovens e adultos (EJA).
(5) Outro.

16. Você já iniciou algum curso superior?
(1) Não.
(2) Sim, mas o abandonei.
(3) Sim, estou cursando.
(4) Sim, e já o concluí.

08. Em que estado você concluiu ou concluirá o ensino
médio?
(1) São Paulo.
(2) Minas Gerais.
(3) Paraná.
(4) Rio de Janeiro.
(5) Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Distrito
Federal.
(6) Demais estados ou outros países.

17. Qual é o nível de instrução de seu pai?
(1) Analfabeto.
(2) Ensino fundamental incompleto.
(3) Ensino fundamental completo.
(4) Ensino médio completo.
(5) Superior incompleto.
(6) Superior completo.
13

18. Qual é o nível de instrução de sua mãe?
(1) Analfabeta.
(2) Ensino fundamental incompleto.
(3) Ensino fundamental completo.
(4) Ensino médio completo.
(5) Superior incompleto.
(6) Superior completo.

25. Qual é a renda total mensal de sua família?
(Considere a soma de todos os salários dos membros
de sua família. SM = Salário Mínimo Nacional)
(1) Até 1,9 SM ou até R$ 1.575,00.
(2) De 2,0 a 4,9 SM ou de R$ 1.576,00 a R$ 3.939,00.
(3) De 5,0 a 9,9 SM ou de R$ 3.940,00 a R$ 7.879,00.
(4) De 10,0 a 14,9 SM ou de R$ 7.880,00 a R$ 11.819,00.
(5) De 15,0 a 19,9 SM ou de R$ 11.820,00 a R$
15.759,00.
(6) 20,0 SM ou mais: R$ 15.760,00 ou mais.

19. Qual é a profissão de seu pai ou responsável?
(Se ele for falecido ou aposentado, indique aquela que
exerceu na maior parte de sua vida.)
(1) Proprietário ou administrador de grande ou média
empresa.
(2) Proprietário ou administrador de pequeno negócio.
(3) Profissional liberal, professor ou técnico de nível
superior.
(4) Técnico de nível médio.
(5) Operário com pouca qualificação.
(6) Não exerce atividade remunerada.

26. Quantas pessoas vivem da renda familiar indicada
na pergunta anterior?
(1) Uma.
(2) Duas.
(3) Três.
(4) Quatro.
(5) Cinco.
(6) Seis ou mais.

20. Qual é a profissão de sua mãe ou responsável?
(Se ela for falecida ou aposentada, indique aquela que
exerceu na maior parte de sua vida.)
(1) Proprietária ou administradora de grande ou média
empresa.
(2) Proprietária ou administradora de pequeno negócio.
(3) Profissional liberal, professora ou técnica de nível
superior.
(4) Técnica de nível médio.
(5) Operária com pouca qualificação.
(6) Não exerce atividade remunerada.

27. Como você classifica sua cor ou raça?
(Categorias adotadas pelo Censo do IBGE.)
(1) Branca.
(2) Parda.
(3) Preta.
(4) Amarela.
(5) Indígena.
28. Neste ano, que vestibulares você pretende prestar?
(1) Da Unesp, apenas.
(2) Da Unesp e da Fuvest, apenas.
(3) Da Unesp e da Unicamp, apenas.
(4) Da Unesp, da Fuvest e da Unicamp, apenas.
(5) Da Unesp, da Fuvest, da Unicamp e de outra
instituição pública.
(6) Da Unesp e de outra instituição não relacionada
acima.

21. Você exerce atividade remunerada?
(1) Não.
(2) Sim, regularmente, em tempo parcial.
(3) Sim, regularmente, em tempo integral.
(4) Sim, mas é trabalho eventual.
22. Qual é sua participação na vida econômica da
família?
(1) Não trabalho e meus gastos são pagos pela família.
(2) Trabalho e recebo ajuda financeira da família.
(3) Trabalho e sou responsável apenas pelo meu
sustento.
(4) Trabalho e sou o principal responsável pelo sustento
da família.

29. Como soube do vestibular da Unesp?
(1) Informações de meu professor, escola ou cursinho.
(2) Divulgação feita pela Unesp: palestra, folheto ou
cartaz.
(3) Amigos ou parentes.
(4) Internet, jornal ou outros meios de comunicação.
(5) Guia de Profissões da Unesp.

23. Qual é sua profissão?
(1) Proprietário ou administrador de grande ou média
empresa.
(2) Proprietário ou administrador de pequeno negócio.
(3) Profissional liberal, professor ou técnico de nível
superior.
(4) Técnico de nível médio.
(5) Operário com pouca qualificação.
(6) Não exerço atividade remunerada.
24. Em princípio, como pretende se manter durante o
curso universitário?
(1) Com recursos de meus pais ou responsáveis.
(2) Trabalhando.
(3) Com bolsa de estudo.
(4) Com recursos próprios.
(5) De outra maneira.
14

PROVAS
CONVOCAÇÃO PARA AS PROVAS E CALENDÁRIO
1ª Fase
A partir de 26 de outubro de 2015, o cartão de
convocação estará disponível para consulta e impressão
no site da Vunesp, sendo este procedimento de inteira
responsabilidade do candidato. O candidato também
poderá obter informação sobre o local de prova pela
central de atendimento ­ Disque Vunesp (11) 3874-6300,
em dias úteis, das 8 às 20 horas.
Da convocação constarão os seguintes dados do candidato:
nome; número de inscrição; número do documento
de identidade; data de nascimento; telefone; área de
conhecimento, curso e sistema de ingresso escolhido;
autodeclaração de cor ou raça; endereço onde o candidato
deverá realizar a prova; data e horário da prova.
Não haverá envio da convocação pelos correios ou
por quaisquer outros meios.
O candidato é responsável pela conferência de todos os
dados. Se houver dado incorreto, o candidato deverá
corrigi-lo de 26 de outubro a 19 de novembro no site
www.vunesp.com.br, usando a senha informada na
ficha de inscrição.
A correção refere-se a erros nos dados pessoais do
candidato e não à alteração de opção de curso e local de
realização das provas.

Número de Convocados para 2ª Fase
Em cada curso, serão selecionados para a segunda fase
os candidatos mais bem classificados, com base na
nota da primeira fase, sem considerar o aproveitamento
obtido pelo candidato na prova objetiva do Enem. O
número total de candidatos selecionados para a segunda
fase será igual a até 10 vezes o número total de vagas
oferecidas no Vestibular.
A distribuição dos candidatos selecionados por curso
dependerá da necessidade histórica de preenchimento de
vagas, do desempenho dos candidatos inscritos em cada
curso e da distribuição de vagas oferecidas no Sistema
Universal (SU) e no Sistema de Reserva de Vagas para
Educação Básica Pública (SRVEBP), incluindo o Sistema
de Reservas de Vagas para Educação Básica Pública
mais os autodeclarados Pretos Pardos ou Indígenas
(SRVEBP+PPI).
Número de Treineiros Convocados para a 2ª Fase
Serão convocados os 3000 mais bem classificados na
1ª fase, sem considerar o aproveitamento obtido pelo
candidato na prova objetiva do ENEM. Será considerado
treineiro o candidato que objetiva adquirir experiência,
sem intenção de matrícula, e declarou essa situação na
ficha de inscrição.

2ª Fase
A partir de 02 de dezembro de 2015, seguindo os mesmos
procedimentos adotados na 1ª fase.

PROVAS COMUNS
Fase

Data



HORÁRIO

Prova

Comparecimento

Início

15.11.2015 (domingo)

13h

14h

Conhecimentos Gerais

13.12.2015 (domingo)

13h

14h

Conhecimentos Específicos

14.12.2015 (segunda)

13h

14h

Conhecimentos Específicos e Redação



1ª FASE: PROVA DE CONHECIMENTOS GERAIS
Constará de 90 questões objetivas, sob a forma de teste de múltipla escolha, com 5 alternativas cada. Serão 30
questões para cada uma das seguintes áreas especificadas nos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio:
- Linguagens e Códigos: elementos de Língua Portuguesa e Literatura, Língua Inglesa, Educação Física e Arte;
- Ciências Humanas: elementos de História, Geografia e Filosofia;
- Ciências da Natureza e Matemática: elementos de Biologia, Química, Física e Matemática.
Duração: 4 horas e 30 minutos.
2ª FASE: PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS E REDAÇÃO
Constará de 36 questões discursivas e uma redação em gênero dissertativo e será realizada em dois dias:
1º dia: 24 questões, sendo 12 de Ciências Humanas (elementos de História, Geografia e Filosofia) e 12 de Ciências da
Natureza e Matemática (elementos de Biologia, Química, Física e Matemática).
2º dia: 12 questões de Linguagens e Códigos (elementos de Língua Portuguesa e Literatura, Língua Inglesa, Educação
Física e Arte) e Redação.
Duração: 4 horas e 30 minutos.
15

PROGRAMAS

serão preservadas na forma da lei.
4. A Vunesp reserva-se o direito de efetuar procedimentos
adicionais de identificação, a fim de garantir a plena
integridade do processo.

Os programas para as provas encontram-se no Anexo II
da Resolução Unesp 43/2015.

CRITÉRIO DE CORREÇÃO - REDAÇÃO

RESTRIÇÃO A RELÓGIOS, OUTROS APARELHOS E VESTUÁRIO

Os critérios de avaliação das redações encontram na
página 42 deste manual.

Durante as provas não será permitida a utilização de
nenhum aparelho eletrônico, tais como calculadora,
telefone celular, relógio, reprodutor de áudio de qualquer
natureza ou de qualquer material que não seja o fornecido
pela Fundação VUNESP, nem uso de protetor auricular,
boné, gorro, chapéu e óculos de sol.
É expressamente proibido portar armas de qualquer
espécie. O candidato que portar, ainda que tenha porte ou
autorização, será impedido de fazer a prova. Os membros
da comissão de vestibular não estão autorizados a
guardar nenhum material dessa natureza.
Por medida de segurança, os candidatos deverão manter
as suas orelhas visíveis à observação do fiscal de sala.
Portanto, não serão permitidos cabelos longos soltos,
bandanas ou similares.
Caso o candidato esteja portando qualquer material
não permitido na sala de aplicação, estes deverão ser
mantidos em local visível na respectiva sala de prova,
devidamente, embalados e lacrados pelo fiscal de sala.
O candidato deverá manter seus equipamentos
eletrônicos desligados até a saída do prédio onde estiver
realizando as provas, evitando, portanto, o risco de sua
eliminação do Vestibular.
Será excluído do Vestibular o candidato flagrado portando
qualquer equipamento eletrônico nas dependências dos
locais destinados à aplicação das provas.
O não atendimento às orientações constantes deste
manual acarretará a exclusão do candidato no Vestibular.

LOCAL E HORÁRIO
As provas de Conhecimentos Gerais e Conhecimentos
Específicos e Redação serão realizadas na cidade
indicada pelo candidato na ficha de inscrição.
Recomenda-se comparecer ao endereço indicado uma
hora antes do início de cada prova, ou seja, às 13h,
quando terá início o ingresso no prédio.
Os portões do prédio serão fechados às 14h.
Não serão admitidos retardatários.
A saída do prédio será permitida somente depois de
decorridas 3 (três) horas e 30 (trinta) minutos do início de
cada prova.

MATERIAL DE PROVA
Para a realização das provas o candidato deverá levar:
· lápis preto (proibido uso de lapiseira);
· apontador;
· borracha;
· caneta esferográfica com tinta azul ou preta fabricada
em material transparente;
· régua transparente.

IDENTIFICAÇÃO
O candidato deverá exibir, em todas as provas, original
de um dos seguintes documentos de identificação:
- Cédula de Identidade ­ RG (exceto os emitidos na
infância que não permitam identificar a assinatura e a
foto);
- Carteira Nacional de Habilitação, expedida nos termos
da Lei Federal nº 9.503/97;
- Certificado Militar;
- Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS;
- Passaporte;
- Registro Nacional de Estrangeiros - RNE;
- Carteiras de Identidade expedidas pelas Forças Armadas, Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares;
- Carteira de Órgão ou Conselho de Classe.

DETECTORES DE METAIS
Como forma de garantir a lisura do Processo Seletivo,
será utilizado aparelho de detecção de metais durante
toda a realização das provas, em especial na entrada das
salas e no deslocamento dos candidatos ao banheiro.

ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA
Se o candidato se encontrar internado em hospital
localizado na cidade onde realizará as provas, a Vunesp
designará fiscal para aplicação, desde que autorizada
pelo médico e pela administração hospitalar. Para isso,
será necessário contatar a Vunesp com, no mínimo,
quatro horas de antecedência do início de cada prova.
Não serão aplicadas provas a candidatos em residência, nem
em pronto-socorro, nem em ambulatório, nem em hospital
localizado fora da cidade indicada na ficha de inscrição.

Observações:
1. Somente será admitido na sala ou local de prova o
candidato que apresentar um dos documentos citados
desde que permita, com clareza, a sua identificação.
Não serão aceitos documentos expedidos na
infância que não permita identificar a assinatura e
a foto do candidato.
2. Será considerado ausente e eliminado o candidato que
apresentar protocolo, cópia dos documentos, ainda
que autenticada ou quaisquer outros documentos não
citados, inclusive carteira funcional de ordem pública
ou privada.
3. A Vunesp efetuará filmagem nas salas de provas, como
recurso adicional para evitar fraudes. As imagens

PROVAS DE HABILIDADES
Somente farão estas provas os candidatos que tenham
optado pelos cursos: Arquitetura e Urbanismo (Bauru),
Artes Cênicas, Arte-Teatro, Artes Visuais, Design,
Educação Musical e Música.

PROGRAMAS E INSTRUÇÕES
Os programas, as instruções, os materiais necessários e
os critérios para classificação nas provas de habilidades
encontram-se no Artigo 14 e no Anexo III da Resolução
Unesp 43/2015.
16

CONVOCAÇÃO
A partir de 02 de dezembro de 2015, seguindo os mesmos procedimentos adotados na 1ª fase.
O candidato fará a prova de habilidades na cidade, nas datas e nos horários indicados na convocação disponibilizada
no site www.vunesp.com.br.
O candidato deverá se apresentar em todas as provas com o documento de identificação original, uma hora antes do
horário estabelecido nos quadros seguintes.
1. Para os cursos oferecidos pelo Instituto de Artes de São Paulo
CURSO

PROVA

DATA E HORA DO INÍCIO
Grupo 1 - 07.12 (2ª feira) 8h
Grupo 2 - 08.12 (3ª feira) 8h

Teoria

Grupo 3 - 09.12 (4ª feira) 8h

Arte Teatro

Grupo 1 - 07.12 (2ª feira) 10h15 e 14h
Grupo 2 - 08.12 (3ª feira) 10h15 e 14h

Técnico-Interpretativa

Grupo 3 - 09.12 (4ª feira) 10h15 e 14h
Grupo 1 - 10.12 (5ª feira) 8h
Grupo 2 - 11.12 (6ª feira) 8h

Teoria

Grupo 3 - 12.12 (sábado) 8h

Artes Cênicas

Grupo 1 - 10.12 (5ª feira) 10h15 e 14h
Grupo 2 - 11.12 (6ª feira) 10h15 e 14h

Técnico-Interpretativa

Grupo 3 - 12.12 (sábado) 10h15 e 14h
Artes Visuais
Educação Musical
Música - Composição
Música - Regência
Música - Canto

08.12 (3ª feira) 14h
Teoria e Percepção Musical

06.12 (dom) 9h

Técnico-Interpretativa e Leitura a primeira vista
Teoria e Percepção Musical

09.12 (4ª feira) 9h
06.12 (dom) 9h

Composição

06.12 (dom) 14h

Teoria e Percepção Musical

06.12 (dom) 9h

Técnico Interpretativa - Regência

09.12 (4ª feira) 9h

Teoria e Percepção Musical

06.12 (dom) 14h

Técnico-Interpretativa

07.12 (2ª feira) 9h

Música - Instrumentos:
Teoria e Percepção Musical
Cordas, Percussão, Sopros,
Técnico-Interpretativa
Teclados e Violão

06.12 (dom) 14h
07.12 (2ª feira) 9h

Observações:
a) Os candidatos ao curso de Artes Cênicas e Arte-Teatro deverão comparecer no dia e nos horários indicados de acordo com o Grupo a que
pertencem. Prova Teórica das 8 às 10 horas e Prova Técnico-Interpretativa (Parte I das 10h15 às 12 horas e Parte II das 14 às 18 horas).
b) Os candidatos aos cursos de Educação Musical e de Música (habilitações em Canto e em Instrumento) deverão comparecer nos dias indicados
de acordo com a opção feita no ato da inscrição.
c) Os candidatos ao curso de Música (habilitação em Composição ou Regência) deverão comparecer no dia indicado de acordo com a habilitação
informada no ato da inscrição. Os candidatos que optarem pela Habilitação em Composição deverão realizar as provas de Teoria e Percepção
Musical e de Composição. Aqueles que optarem pela Habilitação em Regência deverão realizar as provas de Teoria e Percepção Musical e de
Regência.
d) Candidato que necessite de atendimento especial por motivo religioso para realização da prova de 12.12 (sábado) deverá enviar pelo correio,
em um único envelope, postado até 03 de dezembro de 2015, a declaração da entidade religiosa a que pertence, atestando a sua condição de
membro da igreja.

2. Para os cursos oferecidos pela Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação de Bauru
Curso

Prova - Data e Horários

Arquitetura e Urbanismo
1ª Parte: 06.12 (Dom), das 13 às 15 horas.
2ª Parte: 06.12 (Dom), das 16 às 18 horas.

Artes Visuais
Design

17

NOTAS, CLASSIFICAÇÃO E PREENCHIMENTO DE VAGAS
uma das provas ou que obtiver nota igual ou inferior a 20
na Prova de Conhecimentos Gerais, ou zero na prova de
Conhecimentos Específicos ou zero na Redação.
Para os cursos de exigem provas de Habilidades, além
das condições acima, será desclassificado o candidato
de acordo com o descrito no Anexo III da Resolução
Unesp 43/2015.

CRITÉRIO PARA CÁLCULO DAS NOTAS E DA NOTA FINAL
Prova de Conhecimentos Gerais
A nota da prova será obtida por: (nº de respostas certas
x 100) ÷ 90. Nota máxima da prova: 100,000.
Para o candidato que prestou o ENEM (Exame Nacional
do Ensino Médio) em 2015, o desempenho da parte
objetiva desse exame poderá ser aproveitado na nota da
Prova de Conhecimentos Gerais do Vestibular da Unesp,
de acordo com a seguinte fórmula:

CRITÉRIOS DE DESEMPATE

NF = [(4 x CG) + (1 X ENEM)] ÷ 5 , se ENEM > CG ou
NF = CG, se ENEM CG, onde

Em caso de empate na nota final, os critérios para
desempate serão, pela ordem:
- maior nota na 2ª fase;
- maior nota na Redação;
- maior nota no componente Ciências da Natureza e
Matemática da Prova de Conhecimentos Específicos;
- maior nota no componente Ciências Humanas da Prova
de Conhecimentos Específicos;
- idade mais elevada (considerando-se os anos, meses e
dias a partir do nascimento).
Não haverá revisão, nem vista de provas.

CG: nota da Prova de Conhecimentos Gerais do Vestibular
da Unesp (escala 0-100 pontos).
ENEM: média do percentual de acertos da parte objetiva
da prova.
NF: nota final da Prova de Conhecimentos Gerais da
Unesp (escala 0-100 pontos).
Observações:
1. Para efeito de convocação para 2ª fase somente será
considerada a nota obtida na prova de Conhecimentos
Gerais da Unesp, sem o aproveitamento da nota
obtida no ENEM, quando for o caso.
2. Caso o INEP/MEC não disponibilize o número de
acertos nas provas objetivas do ENEM 2015 até 22
de janeiro de 2016, serão consideradas apenas as
notas obtidas pelo candidato nas provas do Vestibular.

PREENCHIMENTO DE VAGAS
O preenchimento das vagas por curso e por sistema de
inscrição obedecerá à ordem de classificação de todos
os candidatos inscritos para o curso.

INFORMAÇÃO DE DESEMPENHO
No mês de fevereiro de 2016, a Vunesp disponibilizará no
site www.vunesp.com.br, aos candidatos que realizaram
todas as provas, suas notas e a classificação obtida.

Prova de Conhecimentos Específicos e Redação
Para correção das questões discursivas, as bancas
estabelecerão critérios para atribuir a seguinte
pontuação às respostas dadas a cada questão: 0,00,
0,50, 1,00, 1,50 ou 2,00.
A nota da prova será obtida pela adição dos pontos
atribuídos a cada questão. Nota máxima das questões:
72,000.
A prova de redação terá, na sua correção, a atribuição
de nota de 0 a 28 pontos. Os critérios de avaliação
encontram-se na página 42 deste manual.
Nota máxima da prova: 100,000.

DESEMPENHO DOS CANDIDATOS TREINEIROS
Para os candidatos que se declararam nessa condição
e que realizaram todas as provas, será disponibilizada
no site www.vunesp.com.br, as suas notas, a sua
classificação entre os demais treineiros e as notas do
primeiro e último convocado dos demais cursos.

CÁLCULO DA NOTA FINAL
A nota final será a média aritmética simples das notas de
todas as provas, dada por:
[(Prova de Conhecimentos Gerais) + (Prova de
Conhecimentos Específicos e Redação)] ÷ 2.
Para os cursos que exigem prova de habilidades, sua nota
deverá ser computada no cálculo da nota final, conforme
Artigo 18, Resolução Unesp 43/2015.

CLASSIFICAÇÃO
Será desclassificado o candidato que não comparecer a
18

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS, CONVOCAÇÃO E MATRÍCULA

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS E MATRÍCULA

LISTA GERAL DE CLASSIFICAÇÃO

Os candidatos classificados por curso e por sistema de inscrição
serão convocados por meio de chamadas, cujas listagens
serão divulgadas pelos sites http://vestibular.unesp.br e
www.vunesp.com.br e pelas Faculdades, Institutos e
Câmpus da Unesp. A primeira lista constará de convocação
para matrícula e lista de espera dos demais candidatos
classificados que declararam interesse pela vaga.
O candidato deverá procurar o seu nome nas listagens
referentes ao curso pelo qual tenha feito opção, tanto na
convocação para matrícula, quanto na lista de espera.
A divulgação oficial dos resultados consiste na divulgação
das listagens pelos sites http://vestibular.unesp.br e
www.vunesp.com.br e nas Faculdades, Institutos e
Câmpus da Unesp.
Escolas preparatórias (cursinhos) e veículos de
comunicação escrita, falada e eletrônica poderão divulgar
os resultados e os procedimentos para matrícula, no
todo ou em parte, mas nem a Vunesp nem a Unesp se
responsabilizam pela exatidão dessa divulgação.

A lista será composta por todos os candidatos
classificados, obedecendo-se a ordem decrescente da
nota final. O candidato cujo nome constar na lista deverá
confirmar seu interesse pela vaga por meio do site www.
vunesp.com.br, das 10 horas do dia 13, sábado, até as
16 horas de 14 de fevereiro de 2016, domingo (horários
de Brasília).
Os candidatos constantes da lista, que não confirmarem
seu interesse por vaga na data, horário e forma
estabelecidos, serão considerados desistentes do
vestibular, ficando excluídos das convocações.

CONVOCAÇÕES PARA MATRÍCULA
O candidato convocado deverá comparecer à seção de
graduação da Faculdade, Instituto ou Câmpus onde funciona
o curso (ver endereço em informações sobre as escolas e
cursos deste vestibular) nas datas indicadas nas respectivas
chamadas, das 9 às 18h, para efetuar matrícula.

O calendário é o seguinte:

Observação: O candidato menor de idade poderá
cumprir todos os atos da matrícula, portanto, não haverá
necessidade da assinatura dos pais ou responsável.

RESULTADOS

DOCUMENTOS EXIGIDOS

05.02 (sexta-feira) ­ Divulgação da lista geral de
classificação.

A matrícula dos candidatos convocados para os cursos
de graduação e por sistema de inscrição dependerá
da apresentação de duas fotos 3x4, recentes, e de
duas cópias autenticadas em cartório ou duas cópias
acompanhadas dos originais, de cada um dos seguintes
documentos:
- Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou
equivalente;
- Histórico Escolar completo do curso de Ensino Médio
ou equivalente, quando for o caso;
- Certidão de Nascimento ou Casamento;
- Cédula de Identidade ou Registro Nacional de
Estrangeiro - RNE (que comprove sua condição
temporária ou permanente no país) ou protocolo
atualizado do RNE;
- Título de Eleitor, para brasileiros maiores de 18 anos;
- Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);
- Certidão de registro administrativo expedida pela FUNAI,
para os candidatos que se autodeclaram indígenas;
- Declaração devidamente assinada, conforme modelo
do Anexo IV da Resolução Unesp nº 43, para os
candidatos autodeclarados pretos ou pardos;
- Certificado que comprove estar em dia com o Serviço
Militar, para brasileiros maiores de 18 anos, do sexo
masculino.
O candidato que tenha realizado estudos equivalentes
ao Ensino Médio, no todo ou em parte, no exterior,
deverá apresentar parecer de equivalência de estudos da
Secretaria de Educação.
Os documentos em língua estrangeira deverão estar
visados pela autoridade consular brasileira no país de
origem e acompanhados da respectiva tradução oficial,
exceto para as línguas inglesa, francesa, espanhola e
italiana.

CONFIRMAÇÃO DE INTERESSE POR VAGAS
13 e 14.02 (sábado e domingo) ­ Exclusivamente pela
internet no site www.vunesp.com.br. Para todos os
candidatos que obtiveram classificação na 2ª fase.
ATENÇÃO: As chamadas serão processadas
exclusivamente com os candidatos que confirmaram o
interesse pelas vagas.

PRIMEIRA CHAMADA
16.02 (terça-feira) ­ Divulgação da 1ª lista de
convocados.
18 e 19.02 (quinta e sexta-feira) ­ Matrícula.

SEGUNDA CHAMADA
23.02 (terça-feira) ­ Divulgação da 2ª lista de
convocados.
25 e 26.02 (quinta e sexta-feira) ­ Matrícula.

TERCEIRA CHAMADA
01.03 (terça-feira) ­ Divulgação da 3ª lista de
convocados.
03 e 04.03 (quinta e sexta-feira) ­ Matrícula.

CONFIRMAÇÃO OBRIGATÓRIA DE MATRÍCULA
17 e 18.03 (quinta e sexta-feira) ­ Para todos os alunos
matriculados.

19

MATRÍCULA RESERVA DE VAGAS (SRVEBP E SRVEBP+PPI)

3. Em conformidade com o artigo 2º da Lei nº 12.089,
de 11 de novembro de 2009, fica expressamente
proibido uma mesma pessoa ocupar, na condição de
estudante, simultaneamente, no curso de graduação,
duas vagas, no mesmo curso ou em cursos diferentes
em uma ou mais de uma instituição pública de ensino
superior em todo o território nacional.
4. Ingressantes que pretendam solicitar aproveitamento
de estudos superiores já realizados deverão
providenciar histórico escolar e respectivos
programas cumpridos, conforme instruções da Seção
de Graduação da Unesp.
5. ENADE ­ Exame Nacional de Desempenho dos
Estudantes: Conforme disposição do art. 5º, § 5º, da
Lei nº 10.861/2004, o candidato deverá estar ciente
de que o exame é componente curricular obrigatório
dos cursos de Graduação, sendo o registro de
participação condição indispensável para a emissão
do histórico escolar e diploma.

O candidato convocado para matrícula inscrito pelo
Sistema de Reserva de Vagas para Educação Básica
Pública (SRVEBP) deverá apresentar, no ato da matrícula,
o Histórico Escolar completo do curso de Ensino Médio
ou equivalente, com a expressa indicação de ter cursado
todo o Ensino Médio em escola pública ou a Educação
de Jovens e Adultos em escolas públicas. O candidato
que se autodeclarar Preto ou Pardo, deverá, além de
comprovar ter cursado todo o ensino médio em escola
pública, apresentar declaração devidamente assinada,
conforme modelo integrante do Anexo IV da Resolução
Unesp nº 43. O candidato que se autodeclarar indígena,
deverá, além de comprovar ter cursado todo o ensino
médio em escola pública, apresentar a certidão de
registro administrativo expedida pela FUNAI.
O candidato que não comprovar ter cursado todo o
ensino médio em escola pública ou, quando for o caso,
não comprovar ser de etnia indígena não terá a sua
matrícula deferida, ficando excluído do Vestibular.
Atenção: Considera-se escola pública a instituição de
ensino criada ou incorporada, mantida e administrada
pelo Poder Público, nos termos do inciso I, do art. 19, da
Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. A gratuidade
do ensino não indica, necessariamente, que a escola seja
pública. Escolas vinculadas a fundações, cooperativas,
Sistema S (SESI, SENAI, SESC, SENAC) etc., embora
gratuitas, são consideradas particulares em função de
sua dependência administrativa junto ao setor privado.
Também NÃO participam do SRVEBP, estudantes
bolsistas de instituições privadas.
IMPORTANTE: A certificação pelo ENEM (portaria MEC

nº de 10, de 20.05.2012 e portaria INEP nº 179, de
28.04.2014) não pressupõe a frequência em escola
pública e, desta forma, não poderá ser utilizada como
documento válido para concorrência pelo SRVEBP e
SRVEBP + PPI.

MATRÍCULA POR PROCURAÇÃO
A matrícula poderá ser feita por procuração, com firma
reconhecida em cartório, na seguinte conformidade:
- por instrumento particular, se o outorgante for maior de
18 anos;
- por instrumento público e com assistência de um dos
genitores ou do responsável legal, se o outorgante for
menor de 18 anos.
Para os candidatos menores de 18 anos, a presença de
um dos pais ou do responsável legal dispensa procuração.
Atenção:
1. A ausência nas datas e horários fixados para matrícula
e para confirmação de matrícula em qualquer sistema
de inscrição, assim como a não confirmação de
interesse por vaga pelos nomes constantes da lista
de espera, redundará na perda da vaga, ficando o
candidato excluído de qualquer convocação posterior.
2. Os ingressantes nos cursos de graduação da Unesp
que se ausentarem das aulas consecutivamente,
durante os vinte primeiros dias letivos, terão sua
matrícula cancelada.
20

INFORMAÇÕES SOBRE AS ESCOLAS E CURSOS DESTE VESTIBULAR

1. Os cursos superiores ministrados nas Unidades da UNESP, relacionados nas Tabelas de Cursos deste Manual,
conduzem:
· a diplomas profissionais (de cirurgião-dentista, de engenheiro, de fonoaudiólogo, de médico, de zootecnista
etc.) que habilitam para o exercício de uma profissão.
· ao título de Bacharel (Bacharelado) numa área do conhecimento, de modo a preparar profissionais para
diferentes ocupações e, principalmente, para a pesquisa na área específica e para cursos de pós-graduação.
· ao título de Licenciado (Licenciatura), que habilita para a docência no ensino fundamental e médio,
possibilitando também o ingresso em cursos de pós-graduação e a docência em nível superior.
Nos cursos que apresentam as duas modalidades (Bacharelado/Licenciatura), há mecanismos específicos que
permitem ao aluno integralizar ambas.
2. Períodos de aula:
Integral ­ aulas durante todo o dia e, eventualmente, à noite.
Diurno ­ aulas distribuídas ao longo do dia podendo ocorrer maior concentração pela manhã ou à tarde.
Matutino ­ aulas no período da manhã.
Vespertino ­ aulas no período da tarde.
Noturno ­ aulas no período da noite.
Para cumprir a estrutura curricular, alguns cursos poderão programar atividades obrigatórias fora do período de
aulas ou aos sábados.

ENDEREÇO ­ CURSO ­ PERÍODO ­ DURAÇÃO ­ VAGAS PARA 2016 E RELAÇÃO CANDIDATO/VAGA DO VESTIBULAR ANTERIOR.
FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA DE ARAÇATUBA
Rua Clóvis Pestana, 793 ­ tel. (18) 3636-1400/3636-1443
·

Medicina Veterinária ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 60
vagas ­ 20,9 c/v.
·

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE ARAÇATUBA
Rodovia Marechal Rondon, Km 527 ­ tel. (18) 3636-3223.
·
·

Odontologia ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­ 80 vagas ­
10,3 c/v
Odontologia ­ noturno ­ de 6 a 9 anos ­ 30 vagas ­ 8,6 c/v.

A escolha da língua estrangeira, em ambos os períodos,
será feita na matrícula inicial, de acordo com a classificação
obtida no concurso vestibular.
A habilitação nas línguas estrangeiras Latim e Grego será
oferecida apenas na modalidade bacharelado.

FACULDADE DE CIÊNCIAS E LETRAS DE ARARAQUARA
Rodovia Araraquara-Jaú, km 1 ­ tel. (16) 3301-6200/33346231.
·
·
·
·
·
·
·

Francês ou Espanhol ou Alemão ou Italiano) ou
Bacharelado e Licenciatura, com habilitação em
Português e Bacharelado com habilitação em uma
língua estrangeira (Grego ou Latim) ­ diurno ­ de 4 a 7
anos ­ 60 vagas ­ 5,9 c/v.
Letras ­ Bacharelado e Licenciatura, com habilitação
em Português e uma língua estrangeira (Inglês ou
Francês ou Espanhol ou Alemão ou Italiano); ou
Bacharelado e Licenciatura, com habilitação em
Português e Bacharelado com habilitação em uma
língua estrangeira (Grego) ­ noturno ­ de 4 a 7 anos ­
60 vagas ­ 4,9 c/v.

·

Administração Pública ­ Bacharelado ­ diurno ­ de
4 a 7 anos ­ 50 vagas ­ 7,2 c/v.
Administração Pública ­ Bacharelado ­ noturno ­
de 5 a 7 anos ­ 50 vagas ­ 7,0 c/v.
Ciências Econômicas ­ Bacharelado ­ diurno ­ de 4
a 7 anos ­ 50 vagas ­ 16,2 c/v.
Ciências Econômicas ­ Bacharelado ­ noturno ­ de
5 a 7 anos ­ 50 vagas - 11,2 c/v.
Ciências Sociais ­ Bacharelado e Licenciatura ­
diurno ­ de 4 anos e 6 meses a 7 anos ­ 50 vagas
­ 5,0 c/v.
Ciências Sociais ­ Bacharelado e Licenciatura ­
noturno ­ de 4 anos e 6 meses a 7 anos ­ 50 vagas
­ 6,0 c/v.
Letras ­ Bacharelado e Licenciatura, com habilitação
em Português e uma língua estrangeira (Inglês ou

·

Pedagogia ­ Licenciatura ­ diurno ­ de 4 a 7 anos ­
50 vagas ­ 3,0 c/v.
Pedagogia ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos
­ 50 vagas ­ 4,0. c/v.

Os cursos de Pedagogia visam à formação de professores
para atuar na educação infantil e nos anos iniciais do
ensino fundamental e para o exercício de funções de
apoio escolar (gestão, planejamento e coordenação
de sistemas, unidades e experiências educacionais
escolares).O aluno realizará estágios curriculares fora do
período de aulas.

FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS DE
ARARAQUARA
Rodovia Araraquara-Jaú, km 1 ­ tel. (16) 3301-6898/6899.
21

·
·
·

·

Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia ­
integral ­ 5 a 8 anos - 40 vagas ­ 6,4 c/v.
Farmácia-Bioquímica ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 70
vagas ­ 11,4 c/v.
Farmácia-Bioquímica ­ noturno ­ de 6 a 9 anos ­ 30
vagas ­ 11,2 c/v.

·

Oferecimento de duas modalidades a partir do 5º
semestre: bacharelado e licenciatura. Curso de Artes
Visuais - Licenciatura, período noturno. Curso de Artes
Visuais ­ Bacharelado período vespertino/noturno. O
graduando cursará dois anos básicos e optará, ao final
do 4º termo, por uma das modalidades: Bacharelado ou
Licenciatura.

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE ARARAQUARA
Rua Humaitá, 1680 ­ tel. (16) 3301-6440/6300.
·

Odontologia ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 75 vagas ­
16,5 c/v.

·
·

INSTITUTO DE QUÍMICA DE ARARAQUARA

·

Rua Prof. Francisco Degni, s/nº ­ Bairro Quitandinha ­ tel.
(16) 3301-6600/6682.
·
·

Arquitetura e Urbanismo ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­
45 vagas ­ 53,4 c/v.
Artes Visuais ­ Licenciatura e Bacharelado ­ vespertino/
noturno ­ de 4 a 7 anos ­ 40 vagas ­ 5,7 c/v.

·

Engenharia Química ­ integral ­ 5 a 8 anos ­ 40
vagas ­ 47,9 c/v.
Química ­ Bacharelado ­ de 4 a 7 anos e Bacharelado
em Química Tecnológica ­ de 4 anos e 6 meses a 7
anos ­ integral ­ 50 vagas ­ 14,3 c/v.

·
·

Comunicação Social ­ Jornalismo ­ diurno ­ de 4 a
7 anos ­ 40 vagas ­ 19,1 c/v.
Comunicação Social ­ Jornalismo ­ noturno ­ de 4
a 7 anos ­ 50 vagas ­ 13,6 c/v.
Comunicação Social ­ Radialismo ­ diurno ­ de 4 a
7 anos ­ 30 vagas ­ 13,1 c/v
Comunicação Social ­ Relações Públicas ­ noturno
­ de 4 a 7 anos ­ 50 vagas ­ 12,3 c/v.
Design (Design Gráfico) ­ diurno ­ de 4 a 7 anos ­
30 vagas ­ 16,4 c/v.
Design (Design Gráfico ou de Produto) ­ noturno ­
de 4 a 7 anos ­ 60 vagas ­ 12,3 c/v.

Anualmente são oferecidas 25 vagas para o Bacharelado
em Química Tecnológica. Podem se inscrever alunos do
2º ano do curso. O preenchimento das vagas é feito por
processo seletivo interno, dando-se prioridade ao aluno
que tenha integralizado 100% dos créditos da sequência
aconselhada estabelecida para os 1º e 2º anos do curso.

No quarto semestre do curso, os alunos deverão optar por
uma das habilitações: Design Gráfico (diurno e noturno)
ou Design do Produto (noturno), no limite de 30 vagas por
habilitação.

·

FACULDADE DE CIÊNCIAS DE BAURU

Química ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 5 a 7 anos ­ 30
vagas ­ 5,1 c/v.

Av. Eng. Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01 ­ tel. (14)
3103-6000 / 6076.

FACULDADE DE CIÊNCIAS E LETRAS DE ASSIS

·

Av. Dom Antonio, 2100 ­ tel. (18) 3302-5800 / 5806 / 5807.

·

·
·
·
·
·
·

Ciências Biológicas ­ Bacharelado e Licenciatura ­
integral ­ de 4 a 7 anos ­ 40 vagas ­ 6,2 c/v.
Engenharia Biotecnológica ­ integral ­ de 5 a 9
anos ­ 45 vagas ­ 7,0 c/v.
História ­ Licenciatura ­ matutino ­ de 4 a 7 anos ­
45 vagas ­ 3,2 c/v.
História ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos ­ 45
vagas ­ 4,4 c/v.
Letras ­ Licenciatura ­ matutino ­ de 4 a 7 anos ­ 70
vagas ­ 1,8 c/v.
Letras ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos ­ 70
vagas ­ 2,3 c/v.

A informação sobre o momento de opção para cursar
bacharelado ou licenciatura será comunicada até o final
do 1º ano do curso.
·

·

Ciências Biológicas ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 5
a 8 anos ­ 40 vagas ­ 4,4 c/v.

O Curso requer aulas aos sábados, no período da manhã,
do 1º ao 4º ano. O estágio curricular poderá ser realizado
em período diurno.
·

Tanto o matutino como o noturno oferecem habilitação
em Português e em uma língua estrangeira (Alemão,
Espanhol, Francês, Inglês, Italiano ou Japonês).
·

Ciência da Computação ­ Bacharelado ­ integralde 4 a 7 anos ­ 30 vagas ­ 28,0 c/v.
Ciências Biológicas ­ Bacharelado e/ou Licenciatura
­ integral ­ de 4 a 7 anos ­ 40 vagas ­ 8,3 c/v.

·

Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura ­
integral ­ de 4 a 7 anos ­ 40 vagas ­ 6,8 c/v.
Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura ­
noturno ­ de 5 a 9 anos ­ 40 vagas ­ 11,2 c/v.

O curso noturno requer aulas eventuais aos sábados e o
estágio supervisionado será realizado no período diurno.

Psicologia ­ de 5 a 8 anos ­ matutino/vespertino ­
45 vagas ­ 13,6 c/v.
Psicologia ­ de 5 a 8 anos ­ vespertino/noturno ­ 45
vagas ­ 12,5 c/v.

·

Física ­ Bacharelado em Física dos Materiais ­
vespertino/noturno e Licenciatura em Física ­ noturno
­ de 4 a 7 anos ­ 60 vagas ­ 2,6 c/v.

A opção pela modalidade será feita no final do 1º ano do
curso. O aluno que optar pelo Bacharelado deverá realizar
atividades também no período vespertino. O aluno poderá
fazer as disciplinas de ambas as modalidades, obtendo os
dois diplomas.

FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO DE
BAURU
Av. Eng. Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01 ­ Vargem
Limpa ­ tel. (14) 3103-6000 /6056/6353.
22

·
·
·

Matemática ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos
­ 40 vagas ­ 4,2 c/v.
Meteorologia ­ Bacharelado ­ integral ­ 4 a 7 anos ­
40 vagas ­ 1,5 c/v.
Pedagogia ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos
­ 40 vagas ­ 6,3 c/v.

FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DE
BOTUCATU
Distrito de Rubião Júnior, s/nº ­ tel. (14) 3880-2150.
· Medicina Veterinária ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 60
vagas ­ 34,0 c/v.
· Zootecnia ­ integral ­ de 4 anos e 6 meses a 8 anos
­ 60 vagas ­ 7,1 c/v.

O curso de Pedagogia visa à formação de professores para
atuar na educação infantil e nos anos iniciais do ensino
fundamental, bem como para a gestão educacional.

INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DE BOTUCATU

Este curso requer aulas aos sábados, no período da
manhã. O Estágio Supervisionado será realizado no
período diurno.
·

Distrito de Rubião Júnior, s/nº ­ tel. (14) 3811-6000 / 6275.
·

Psicologia ­ de 5 a 8 anos e 6 meses ­ integral - 35
vagas ­ 39,0 c/v.
Psicologia ­ de 5 a 8 anos e 6 meses ­ noturno - 35
vagas ­ 31,9 c/v.

·

O curso requer aulas aos sábado, no período da manhã,
do 1º ao 4º ano, e estágio supervisionado em período
integral, no 5º ano.

·
·

·

·

·

Química ­ Bacharelado em Química Ambiental
Tecnológica ­ noturno ­ 5 a 7 anos e Licenciatura em
Química ­ noturno ­ de 4 anos e 6 meses a 6 anos e
6 meses ­ 40 vagas - 6,2 c/v.

CÂMPUS DE DRACENA
Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP 294),
km 651

Haverá aulas aos sábados no período diurno. A opção por
bacharelado ou licenciatura será feita posteriormente.
·

Ciências Biológicas ­ Bacharelado e Licenciatura ­
integral ­ de 4 a 7 anos ­ 40 vagas ­ 11,3 c/v.
Ciências Biológicas ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 5
a 7 anos ­ 40 vagas ­ 6,0 c/v.
Ciências Biomédicas ­ integral ­ de 4 a 7 anos ­ 40
vagas ­ 28,5 c/v.
Física Médica ­ integral ­ 4 a 7 anos ­ 40 vagas ­ 5,6 c/v.
Nutrição ­ noturno ­ de 5 a 7 anos ­ 30 vagas ­ 29,9 c/v.

·

Sistemas de Informação ­ Bacharelado ­ noturno ­
de 4 a 7 anos- 40 vagas ­ 9,0 c/v.

·

Engenharia Agronômica ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­
40 vagas ­ 6,4 c/v.
Zootecnia ­ Integral ­ de 4 anos e 6 meses a 8 anos
­ 40 vagas ­ 35,8 c/v (meio de ano de 2015).

Eventualmente poderá haver aulas aos sábados.

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DE FRANCA

FACULDADE DE ENGENHARIA DE BAURU

Av. Eufrásia Monteiro Petráglia, 900 ­ tel. (16) 3706-8828
/ 29 / 31 / 32.

Av. Eng. Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01 ­ tel. (14)
3103-6000 / 6106.
·
·
·

·

Engenharia Civil ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­ 60 vagas
­ 44,2 c/v.
Engenharia Elétrica ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­ 60
vagas - 17,4 c/v.
Engenharia Mecânica ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­ 60
vagas ­ 31,6 c/v.

·
·
·

A opção por bacharelado ou licenciatura, em ambos os
períodos, será realizada posteriormente.

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRONÔMICAS DE BOTUCATU
Rua José Barbosa de Barros, 1780 ­ Fazenda Experimental
Lageado ­ tel. (14) 3811-7100 / 7133.
·
·
·

·

Agronomia ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 80 vagas ­ 9,8
c/v.
Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia ­
integral ­ de 5 a 8 anos ­ 50 vagas ­ 8,3 c/v.
Engenharia Florestal ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 40
vagas ­ 6,0 c/v.

·
·
·

FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU

Relações Internacionais ­ noturno ­ de 4 a 7 anos ­
50 vagas ­ 10,2 c/v.
Relações Internacionais ­ vespertino ­ de 4 a 7
anos ­ 50 vagas ­ 15,5 c/v.
Serviço Social ­ matutino ­ de 4 a 7 anos ­ 40 vagas
­ 3,5 c/v.
Serviço Social ­ noturno ­ de 4 a 7 anos ­ 50 vagas ­
4,0 c/v.

FACULDADE DE ENGENHARIA DE GUARATINGUETÁ

Distrito de Rubião Júnior, s/nº ­ tel. (14) 3811-6000 / 6296.
·
·

Direito ­ matutino ­ de 5 a 8 anos ­ 50 vagas ­ 66,4
c/v.
Direito ­ noturno ­ de 5 a 8 anos ­ 60 vagas ­ 39,1
c/v.
História ­ Bacharelado e Licenciatura ­ matutino ­
de 4 a 7 anos ­ 50 vagas ­ 8,5 c/v.
História ­ Bacharelado e Licenciatura ­ noturno ­ de
4 a 7 anos ­ 50 vagas ­ 6,5 c/v.

Av. Dr. Ariberto Pereira da Cunha, 333 ­ tel. (12) 31232800 / 2815.

Enfermagem ­ integral ­ de 4 a 6 anos ­ 30 vagas ­ 19,6 c/v.
Medicina ­ integral ­ de 6 a 9 anos ­ 90 vagas ­
222,6 c/v.

·
23

Engenharia Civil ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­ 40 vagas
­ 34,2 c/v.

·
·
·
·
·
·

·

Engenharia de Materiais ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­
40 vagas ­ 12,2 c/v.
Engenharia de Produção Mecânica ­ integral ­ de 5
a 9 anos ­ 30 vagas ­ 22,0 c/v.
Engenharia Elétrica ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­ 40
vagas ­ 15,6 c/v.
Engenharia Mecânica ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­ 60
vagas ­ 17,0 c/v.
Engenharia Mecânica ­ noturno ­ de 6 a 9 anos ­ 30
vagas ­ 16,9 c/v.
Física ­ Bacharelado - de 5 a 7 anos e Licenciatura de 4 a 7 anos - noturno - 40 vagas ­ 3,4 c/v.

A opção por bacharelado ou licenciatura será feita
posteriormente. Após concluir uma modalidade o aluno
poderá reingressar na outra. As atividades de estágios
curriculares da Licenciatura serão realizadas no período
diurno.
·
·

As respectivas vagas para as modalidades Bacharelado e
Licenciatura serão indicadas posteriormente
·

Matemática ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos
­ 30 vagas ­ 2,8 c/v.

Av. Hygino Muzzi Filho, 737 ­ tel. (14) 3402-1300
/1319/1393.

FACULDADE DE ENGENHARIA DE ILHA SOLTEIRA

·

Av. Brasil, 56 ­ Centro ­ tel. (18) 3743-1000 / 1007.

·

·

Agronomia ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 40 vagas ­ 10,0
c/v.
Ciências Biológicas ­ Bacharelado - vespertino/
noturno e Licenciatura - noturno - de 5 a 7 anos ­50
vagas ­ 4,3 c/v.

·
·

A opção será indicada posteriormente.
·
·
·
·
·
·

Medicina Veterinária ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 50
vagas ­ 25,1 c/v.
Zootecnia ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 50 vagas ­ 6,8 c/v.

FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS DE MARÍLIA

·

·

Ciências Biológicas ­ Bacharelado e Licenciatura ­
noturno ­ de 5 a 7 anos ­ 40 vagas ­ 5,7 c/v.

Arquivologia ­ diurno ­ de 4 a 7 anos ­ 30 vagas ­
1,0 c/v.
Biblioteconomia ­ diurno ­ de 4 a 7 anos ­ 35 vagas
­ 2,5 c/v.
Ciências Sociais ­ Bacharelado e Licenciatura ­
matutino ­ de 4 a 7 anos ­ 50 vagas ­ 3,8 c/v.
Ciências Sociais ­ Bacharelado e Licenciatura ­
noturno ­ de 4 a 7 anos ­ 50 vagas ­ 3,6 c/v.
Filosofia ­ Bacharelado e Licenciatura ­ noturno ­ de
4 a 7 anos ­ 35 vagas ­ 5,7 c/v.

A opção por bacharelado ou licenciatura, nos cursos que
têm as duas modalidades, será realizada no 3º ano.

Engenharia Civil ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­ 40 vagas
­ 25,5 c/v.
Engenharia Elétrica ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 40
vagas ­ 12,4 c/v.
Engenharia Mecânica ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 40
vagas ­ 19,3 c/v.
Física ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos ­ 30
vagas ­ 1,4 c/v.
Matemática ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos
­ 30 vagas ­ 1,0 c/v.
Zootecnia ­ Integral ­ de 4 anos e 6 meses a 8 anos
­ 40 vagas ­ 30,9 c/v (meio de ano de 2014).

·
·
·
·

Fisioterapia ­ integral ­ de 4 a 8 anos ­ 40 vagas ­
17,0 c/v.
Fonoaudiologia ­ integral ­ de 4 a 7 anos ­ 35 vagas
­ 5,9 c/v.
Pedagogia ­ Licenciatura ­ matutino ­ de 4 a 7 anos
­ 40 vagas ­ 1,9 c/v.
Pedagogia ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos
­ 80 vagas ­ 2,6 c/v.

CÂMPUS DE ITAPEVA

Os cursos de Pedagogia visam à formação de professores
para atuar na educação infantil e nos anos iniciais do
ensino fundamental, bem como para a gestão educacional.
Professores para educação especial receberão formação
complementar.

Rua Geraldo Alckmin, 519 ­ tel. (15) 3524-9100 / 9106.

·

·
·

Engenharia de Produção ­ noturno ­ de 5 a 9 anos
­ 40 vagas ­ 25,7 c/v.
Engenharia Industrial Madeireira ­ integral ­ de 5 a
9 anos ­ 40 vagas ­ 1,7 c/v.

·

Relações Internacionais ­ noturno ­ de 4 a 7 anos ­
40 vagas ­ 13,2 c/v.
Terapia Ocupacional ­ integral ­ de 4 a 9 anos ­ 40
vagas ­ 5,4 c/v.

CÂMPUS DE OURINHOS
FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIAS DE
JABOTICABAL

Av. Vitalina Marcusso, 1500. tel. (14) 3302-5704.
·

Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane, s/nº ­ tel.
(16) 3209-2600 / 2693.
·
·

·

Administração ­ Bacharelado - noturno ­ de 4 anos
e 6 meses a 8 anos ­ 40 vagas ­ 14,4 c/v.
Agronomia ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 100 vagas ­ 8,4 c/v.

Geografia ­ Bacharelado e Licenciatura ­ diurno ­ de
4 a 7 anos ­ 45 vagas ­ 1,1 c/v.
Geografia ­ Bacharelado e Licenciatura ­ noturno ­
de 4 a 7 anos ­ 45 vagas ­ 2,2 c/v.

O aluno poderá cursar a Licenciatura e o Bacharelado em
Geografia. Para apenas uma modalidade, a seriação ideal do
curso é de 4 anos, e para as duas modalidades, de 5 anos.

24

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DE PRESIDENTE
PRUDENTE

·

Rua Roberto Simonsen,
5331/5341/5388.

Após o segundo ano, o aluno optará por uma das
modalidades (Licenciatura ou Bacharelado) sendo que
o prazo mínimo de duração possibilita a conclusão de
apenas uma delas.

·
·
·
·
·
·
·
·
·
·
·

305

­

tel.

(18)

3229-

Arquitetura e Urbanismo ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­
40 vagas ­ 26,7 c/v.
Ciência da Computação ­ Bacharelado ­ vespertino/
noturno ­ de 4 anos e 6 meses a 8 anos ­ 35 vagas ­
10,4 c/v.
Educação Física ­Bacharelado e Licenciatura ­
diurno ­ de 4 a 7 anos ­ 45 vagas ­ 6,0 c/v.
Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura ­
vespertino/noturno ­ de 4 a 7 anos ­ 45 vagas ­ 5,4
c/v.
Engenharia Ambiental ­ integral ­ de 5 a 9 anos ­ 35
vagas ­ 9,9 c/v.
Engenharia Cartográfica ­ integral ­ de 5 a 9 anos
­ 40 vagas ­ 2,7 c/v.
Estatística ­ diurno ­ de 4 a 8 anos ­ 30 vagas ­ 3,2
c/v.
Física ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos ­ 30
vagas ­ 1,7 c/v.
Fisioterapia ­ integral ­ de 4 a 8 anos ­ 45 vagas ­ 14,1
c/v.
Geografia ­ Bacharelado e Licenciatura ­ matutino ­
de 4 a 7 anos ­ 40 vagas ­ 2,5 c/v.
Geografia ­ Bacharelado e Licenciatura ­ noturno ­
de 4 a 7 anos ­ 45 vagas ­ 2,7 c/v.

·

·
·
·

INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS E CIÊNCIAS EXATAS DE RIO
CLARO
Av. 24-A, 1515, Bela Vista ­ tel. (19) 3526-9029 / 9030.
·
·
·

Matemática ­ Licenciatura ­ matutino ­ de 4 a 7
anos ­ 40 vagas ­ 1,7 c/v.
Matemática ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos
­ 50 vagas ­ 1,5 c/v.
Pedagogia ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 5 a 7 anos
­ 45 vagas ­ 3,1 c/v.
Pedagogia ­ Licenciatura ­ vespertino ­ de 4 a 7
anos ­ 35 vagas ­ 1,9 c/v.

·
·
·
·

Os cursos de Pedagogia visam à formação de professores
para atuar na educação infantil e nos anos iniciais do ensino
fundamental, bem como para a gestão educacional.
·

Pedagogia ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos
­ 45 vagas ­ 4,6 c/v.

O curso de Pedagogia visa à formação de professores para
atuar na educação infantil e nos anos iniciais do ensino
fundamental, bem como para a gestão educacional. As
atividades de estágios curriculares serão realizadas no
período diurno.
A opção para cursar bacharelado e/ou licenciatura,
nos cursos que têm as duas modalidades, será feita
posteriormente, com possibilidade de cursar ambas as
modalidades. O prazo mínimo de duração possibilita a
conclusão de apenas uma das modalidades (Licenciatura
ou Bacharelado).

A opção por bacharelado ou licenciatura será realizada
posteriormente.
·

Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura ­
integral ­ de 4 a 7 anos ­ 60 vagas ­ 8,1 c/v.

·

Ciências da Computação ­ Bacharelado ­ integral ­
de 4 a 7 anos ­ 30 vagas ­ 14,7 c/v.
Ciências da Computação ­ Bacharelado ­ noturno
­ de 5 a 7 anos ­ 30 vagas ­ 12,2 c/v.
Engenharia Ambiental ­ integral ­ 5 a 9 anos ­ 30
vagas ­ 16,5 c/v.
Física ­ Bacharelado e Licenciatura ­ integral ­ de 4
a 7 anos ­ 40 vagas ­ 6,9 c/v.
Geografia ­ Bacharelado e Licenciatura ­ integral ­
de 4 a 7 anos ­ 40 vagas ­ 6,0 c/v.
Geografia ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos ­
40 vagas ­ 2,2 c/v.
Geologia ­ integral ­ de 5 a 7 anos ­ 35 vagas ­ 20,4
c/v.
Matemática ­ Bacharelado e Licenciatura ­ integral
­ de 4 a 7 anos ­ 45 vagas ­ 3,7 c/v.

Nos cursos que têm as duas modalidades, bacharelado
e licenciatura, a opção será feita posteriormente e o
cumprimento dos créditos de cada modalidade dará o
título correspondente.

Química ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 5 a 9 anos ­ 40
vagas ­ 2,4 c/v.

CÂMPUS DE REGISTRO
Rua Nelson Brihi Badur, 430 - tel. (13) 3828-2900.

CÂMPUS DE ROSANA

·

Av. dos Barrageiros, s/nº, Distrito Primavera ­ tel (18)
3284-9200 / 9208.

Engenharia da Pesca ­integral ­ de 5 a 8 anos ­ 40
vagas ­ 3,3 c/v.

·

INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DE RIO CLARO

·

Engenharia de Energia ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­
40 vagas ­ 5,1 c/v
Turismo ­ diurno ­ de 4 a 7 anos ­ 40 vagas ­ 4,3 c/v

Av. 24-A, 1515, Bela Vista ­ tel. (19) 3526-4100 / 4106.
·
·
·

Ciências Biológicas ­ Bacharelado e Licenciatura ­
integral ­ de 4 a 6 anos ­ 40 vagas ­ 14,4 c/v.
Ciências Biológicas ­ Bacharelado e Licenciatura ­
noturno ­ de 5 a 7 anos ­ 25 vagas ­ 10,8 c/v.
Ecologia ­ integral ­ de 4 a 7 anos ­ 30 vagas ­ 4,4
c/v.

CÂMPUS DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA
Avenida Professora Isette Corrêa Fontão, s/n, Jardim
Santa Rita das Areias ­ tel (19) 3638-2400
·
25

Engenharia de Telecomunicações ­ integral ­ de 5
a 8 anos ­ 40 vagas ­ 4,6 c/v.

para atuar na educação infantil e nos anos iniciais do
ensino fundamental e para o exercício de funções de
apoio escolar (gestão, planejamento e coordenação de
sistemas, unidade e experiências educacionais escolares).
As atividades de estágios curriculares serão realizadas no
período diurno a partir do segundo ano do curso.

INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS
DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO
Rua Cristóvão Colombo, 2265 ­ tel. (17) 3221-2200 /
2434.
·
·

Ciência da Computação ­ Bacharelado ­ integral ­
de 4 a 7 anos ­ 35 vagas ­ 13,5 c/v.
Ciências Biológicas ­ Bacharelado e Licenciatura ­
integral ­ de 4 a 6 anos ­ 50 vagas ­ 7,2 c/v.

·

Ao final do 1º ano do curso, o aluno deve optar entre as
modalidades Bacharelado e Licenciatura.
·
·

O acesso pelo vestibular é único e ao final do 1º ano
do curso o aluno deve optar entre as modalidades
Bacharelado em Química Ambiental ou Licenciatura em
Química. São destinadas 25 vagas para cada modalidade.

Engenharia de Alimentos ­ integral ­ de 5 a 9 anos
­ 30 vagas ­ 19,1 c/v.
Física ­ Bacharelado em Física Biológica e
Licenciatura em Física - integral ­ de 4 a 8 anos ­ 50
vagas ­ 1,9 c/v.

INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - CÂMPUS DE SÃO
JOSÉ DOS CAMPOS

A final do 1º ano do curso, o aluno deve optar entre
as modalidades Bacharelado em Física Biológica ou
Licenciatura em Física, nas quais são atribuídas até 25 e
até 30 vagas, respectivamente.
·

Av. Eng. Francisco José Longo, 777 ­ tel. (12) 39479015/9000.
·

Letras - Licenciatura - habilitação em Português/
Inglês ou Português/Espanhol - diurno - 4 a 7 anos 34 vagas ­ 4,4 c/v.

·
·

São oferecidas 17 vagas para cada habilitação. A opção
pela habilitação se dará no momento da matrícula inicial e
obedecerá a ordem de classificação obtida no concurso vestibular.
As aulas do período diurno são concentradas no período da
manhã e, esporadicamente, no período da tarde.
·

Rua Dr. Bento Teobaldo Ferraz, 271 ­ Barra Funda ­ São
Paulo ­ tel. (11) 3393-8500.

Letras - Licenciatura - habilitação em Português/
Francês ou Português/Inglês ou Português/Italiano noturno - 5 a 8 anos - 39 vagas ­ 4,5 c/v.

·
·
·

Letras - Bacharelado com habilitação de Tradutor em
Língua Inglesa ou Língua Francesa, com Espanhol ou
Italiano como segunda língua estrangeira - integral de 4 a 7 anos - 32 vagas ­ 10,8 c/v.

·
·
·

Matemática ­ Bacharelado e Licenciatura ­ diurno ­
de 4 a 7 anos- 55 vagas ­ 2,9 c/v.

·

A opção para Bacharelado e Licenciatura é feita no início
do 2º ano (3º semestre).

·

·

·

Matemática ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 anos e 6
meses a 7 anos ­ 45 vagas­ 2,3 c/v.

·

No período noturno, a conclusão do curso em 4 anos
está condicionada à realização de estágios curriculares
no período diurno.
·

Artes Cênicas - Bacharelado - habilitação em
Interpretação Teatral - diurno - 4 a 6 anos - 30 vagas
­ 19,5 c/v.
Arte-Teatro ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 6 anos
­ 30 vagas ­ 10,5 c/v.
Artes Visuais ­ Bacharelado e Licenciatura- diurno ­
de 4 a 6 anos ­ 40 vagas­ 19,0 c/v.

A opção por bacharelado ou licenciatura será realizada
posteriormente.

A opção pela língua estrangeira de habilitação (Inglês ou
Francês, 16 vagas cada) e pela segunda língua estrangeira
(Espanhol ou Italiano, 16 vagas cada) deverá ser feita na
matrícula inicial, de acordo com a classificação obtida no
vestibular.
·

Engenharia Ambiental ­ integral ­ de 5 a 8 anos ­ 40
vagas ­ 12,2 c/v.
Odontologia ­ integral ­ de 4 a 9 anos ­ 50 vagas ­
16,1 c/v.
Odontologia ­ noturno ­ de 6 a 9 anos ­ 30 vagas 14,0 c/v.

INSTITUTO DE ARTES DE SÃO PAULO

São oferecidas 13 vagas para cada habilitação. A opção
pela habilitação se dará no momento da matrícula inicial e
obedecerá a ordem de classificação obtida no concurso
vestibular.
·

Química ­ Bacharelado em Química Ambiental ou
Licenciatura em Química - integral ­ de 4 a 7 anos ­
50 vagas ­ 3,9 c/v.

·

Pedagogia ­ Licenciatura ­ noturno ­ de 4 a 7 anos
­ 40 vagas ­ 5,2 c/v.

·

Os cursos de Pedagogia visam à formação de professores

·
26

Educação Musical ­ Licenciatura ­ diurno ­ de 4 a 6
anos ­ 20 vagas ­ 8,6 c/v.
Música ­ Bacharelado ­ Canto ­ diurno ­ de 4 a 6
anos ­ 5 vagas ­ 19,0 c/v.
Música ­ Bacharelado ­ Composição ou Regência ­
diurno ­ de 5 a 7 anos ­ 20 vagas ­ 5,5 c/v.
Música ­ Bacharelado ­ Instrumento: Cordas
(Contrabaixo Acústico, Viola, Violino, Violoncelo) ­
diurno ­ de 4 a 6 anos ­ 12 vagas ­ 8,3 c/v.
Música ­ Bacharelado ­ Instrumento: Percussão ­
diurno - de 4 a 6 anos - 4 vagas ­ 12,8 c/v.
Música ­ Bacharelado ­ Instrumento: Sopros
(Clarineta) ­ diurno ­ de 4 a 6 anos - 3 vagas ­ 5,0 c/v.
Música ­ Bacharelado ­ Instrumento: Sopros (Flauta)
­ diurno ­ de 4 a 6 anos - 3 vagas ­ 8,3 c/v.
Música ­ Bacharelado ­ Instrumento: Sopros
(Instrumento Antigo ­ Flauta Doce) ­ diurno ­ de 4 a 6
anos - 3 vagas ­ 1,3 c/v.
Música ­ Bacharelado ­ Instrumento: Sopros (Oboé)
­ diurno ­ de 4 a 6 anos - 2 vagas ­ 2,5 c/v.
Música ­ Bacharelado ­ Instrumento: Teclados ­

·

diurno ­ de 4 a 6 anos ­ 9 vagas ­ 4,7 c/v.
Música ­ Bacharelado ­ Instrumento: Violão ­ diurno
­ de 4 a 6 anos ­ 4 vagas ­ 22,0 c/v.

O formado receberá diploma com habilitação no
instrumento cursado, e não em determinado naipe.

CÂMPUS DO LITORAL PAULISTA ­ SÃO VICENTE
Praça Infante Dom Henrique, s/nº ­ Parque Bitaru ­ tel.
(13) 3569-9442/9443/9440.
·
·

Ciências Biológicas ­ Licenciatura ­ noturno ­ 5 a 8
anos ­ 40 vagas­ 3,3 c/v.
Ciências Biológicas ­ Bacharelado (Gerenciamento
Costeiro ou Biologia Marinha) ­ integral ­ de 4 a 7
anos ­ 40 vagas ­ 12,5 c/v.

CÂMPUS DE TUPÃ
Av. Domingos da Costa Lopes, 780 ­ tel. (14) (11) 34044200.
·
·
·

Administração ­ Bacharelado ­ Diurno ­ de 4 a 7
anos ­ 40 vagas ­ 5,8 c/v.
Administração ­ Bacharelado ­ noturno ­ de 4 a 7
anos ­ 40 vagas ­ 5,9 c/v.
Engenharia de Biossistemas ­ integral ­ de 5 a 8
anos ­ 40 vagas ­ 3,9 c/v.

REITORIA
Rua Quirino de Andrade, 215, Centro, 01049-010 ­ São
Paulo, SP ­ tel. (11) 5627-0245 / 7036 ­ www.unesp.br.

FUNDAÇÃO VUNESP
Rua Dona Germaine Burchard, 515 - Água Branca - SP 05002-062 ­ Disque Vunesp; tel. (11) 3874-6300, em dias
úteis, das 8 às 20 horas ­ www.vunesp.com.br.

27

RESOLUÇÃO UNESP Nº 43, DE 29-06-2015

Artigo 7º - No Concurso Vestibular Unesp 2016 serão oferecidas
7.355 (sete mil, trezentos e cinquenta e cinco) vagas, distribuídas conforme Anexo I ­ Distribuição de Vagas.
§ 1º - Para o Sistema Universal - SU serão oferecidas 4.752 (quatro
mil, setecentos e cinquenta e duas) vagas.
§ 2º - Para o Sistema de Reserva de Vagas para Educação Básica
Pública (SRVEBP) serão oferecidas 2.603 (dois mil, seiscentos e três)
vagas.
§ 3º - Das vagas destinadas ao Sistema de Reserva de Vagas para
Educação Básica Pública, 910 (novecentos e dez) vagas serão destinadas aos candidatos que se autodeclararem Pretos, Pardos ou Indígenas, denominado Sistema de Reservas de Vagas para Educação
Básica Pública mais autodeclarados Pretos, Pardos ou Indígenas (SRVEBP+PPI).
§ 4º - Na inexistência de candidatos autodeclarados Pretos, Pardos ou Indígenas classificados, as vagas por eles não ocupadas serão
preenchidas, inicialmente, por candidatos que tenham cursado o Ensino Médio integralmente em Escolas Públicas, independente da questão
de cor ou raça.

Estabelece normas para o Concurso Vestibular Unesp 2016 e dá
outras providências.
O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA "Júlio de
Mesquita Filho", a vista do deliberado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária, nos termos do Despacho nº 182/2015CEPE/SG, com fundamento no Artigo 24, inciso VIII, do Estatuto, expede a seguinte Resolução:
OBJETIVOS E CARACTERÍSTICAS
Artigo 1º - O Concurso Vestibular consiste na seleção e classificação
de candidatos à matrícula inicial nos Cursos de Graduação da Universidade e tem por objetivos:
I - selecionar candidatos capazes de:
a) articular ideias de modo coerente;
b) compreender ideias, relacionando-as;
c) expressar-se com clareza;

§ 5º - As vagas não preenchidas pelo Sistema de Reservas de Vagas
para Educação Básica Pública, por inexistência de classificados, no
Concurso Vestibular Unesp 2016, serão destinadas aos demais candidatos, ainda não convocados, do Sistema Universal, obedecendo-se à
ordem decrescente da nota final no Concurso Vestibular Unesp 2016.

d) conhecer o conteúdo do currículo da Educação Básica do Estado
de São Paulo.
II - integrar os objetivos da Universidade àqueles desenvolvidos pelo
Sistema de Ensino Fundamental e Médio;
III - dar condições para o desenvolvimento de potencialidades e aptidões do estudante nas áreas específicas da Universidade.

INSCRIÇÃO

Artigo 2º - O Concurso Vestibular Unesp 2016 está aberto a candidato:

Artigo 8º - A taxa de inscrição será fixada pela Fundação Vunesp,
ouvida a Reitoria da Unesp.

I - portador de Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou equivalente;

§ 1º - O candidato que se enquadrar nos dispositivos da Lei Estadual
nº 12.782, de 20/12/2007, terá redução de 50% no valor da taxa de
inscrição.

II - que estiver cursando o Ensino Médio ou equivalente;

§ 2º - A Fundação Vunesp oferecerá isenção de taxa a candidatos socioeconomicamente carentes, de conformidade com critérios a serem
definidos, ouvida a Reitoria da Unesp.

III - portador de diploma de Curso Superior.
Artigo 3º - A realização do Concurso Vestibular Unesp 2016 estará
a cargo e sob a responsabilidade da Fundação para o Vestibular da
Unesp ­ Fundação Vunesp.

Artigo 9º - As inscrições para o Concurso Vestibular Unesp 2016 serão realizadas exclusivamente pela internet, mediante o preenchimento da ficha de inscrição e o pagamento da taxa por meio de qualquer
agência bancária.

§ 1º - À Fundação Vunesp caberá divulgar, com a necessária antecedência, datas e locais de inscrição e realização das provas, bem como
todas as informações relacionadas com o Concurso Vestibular Unesp
2016.

§ 1º - Para os candidatos que não têm acesso particular à internet,
a Fundação Vunesp informará endereços públicos dessa natureza, na
capital e no interior, tais como o Programa Acessa São Paulo, e os das
Unidades da Unesp.

§ 2º - O Manual do Candidato estará disponível nas páginas eletrônicas da Unesp e da Fundação Vunesp.
Artigo 4º - O ingresso nos Cursos de Graduação por meio do Concurso Vestibular Unesp 2016 será feito, mediante processo classificatório, com aproveitamento dos candidatos até o limite das vagas fixadas
para cada curso, obedecidas as normas da presente Resolução.

§ 2º - As inscrições serão feitas através do site www.vunesp.com.br.
§ 3º - É expressamente vedado ao candidato efetivar mais de uma
inscrição no Concurso Vestibular Unesp 2016, sob pena de se anularem
todas que fizer.

Artigo 5º - O Concurso Vestibular Unesp 2016 será realizado por dois
sistemas de inscrição: o Sistema Universal - SU e o Sistema de Reserva
de Vagas para Educação Básica Pública - SRVEBP.

Artigo 10 - Na ficha de inscrição para o Concurso Vestibular Unesp
2016, o candidato indicará;
I - o curso pretendido;

Parágrafo único - Todos os candidatos que se inscreverem para o
Concurso Vestibular Unesp 2016 estarão concorrendo pelo Sistema
Universal, independentemente de atenderem as condições de inscrição
no Sistema de Reservas de Vagas para Educação Básica Pública.

II - a cidade onde pretende realizar as provas;
III - se atende as exigências do Sistema de Reservas de Vagas para
Educação Básica Pública (SRVEBP);
IV - se autodeclara-se Preto, Pardo ou Indígena.

VAGAS

§ 1º - O candidato é inteiramente responsável pelos dados e pelas
declarações que fornecer na inscrição.

Artigo 6º - Em cada curso de Graduação serão destinadas, no mínimo, 35% das vagas oferecidas aos estudantes que tenham cursado
integralmente o Ensino Médio em escolas públicas ou a Educação de
Jovens e Adultos em escolas públicas.

§ 2º - O candidato que declarar, no ato da inscrição, ter cursado integralmente o Ensino Médio em Escolas Públicas deverá manifestar,
na mesma ocasião, interesse pelo Sistema de Reserva de Vagas para
Educação Básica Pública (SRVEBP).

§ 1º - O Sistema de Reserva de Vagas para Educação Básica Pública
é definido pela destinação de vagas à população específica, que atenda
o caput do Artigo 6º.

§ 3º - O candidato, inscrito no Sistema de Reserva de Vagas para
Educação Básica Pública, que se autodeclarar Preto, Pardo ou Indígena
estará automaticamente inscrito no Sistema de Reserva de Vagas para
Educação Básica Pública mais autodeclarados Pretos, Pardos e Indígenas (SRVEBP+PPI).

§ 2º - Das vagas destinadas ao Sistema de Reservas de Vagas para
Educação Básica Pública, em cada curso, 35% serão destinadas aos
candidatos autodeclarados Pretos, Pardos ou Indígenas.
§ 3º - As frações decorrentes do cálculo do número de vagas, de que
trata o § 2º, só serão arredondadas para o número inteiro subsequente
quando maiores ou iguais a 5 (cinco).

§ 4º - O candidato que, no ato da inscrição, não tiver concluído o
ensino médio ou não o concluir durante a vigência deste edital e se
declarar como candidato regular e não como treineiro, estará sujeito à
responsabilização nos termos da legislação vigente.

28

Previdência Social (CTPS), Certificado Militar, Carteira Nacional de Habilitação, expedida nos termos da Lei Federal nº 9.503/97, Passaporte,
Carteiras de Identidade expedidas pelas Forças Armadas, Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.

Artigo 11 - No ato da inscrição o candidato indicará se realizou o
Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2015, para fins de apuração de classificação, conforme Artigo 12, § 5º desta resolução.

§ 1º - Somente será admitido na sala ou local de prova o candidato
que apresentar um dos documentos citados desde que permita, com
clareza, a sua identificação.

PROVAS
Artigo 12 - As provas serão elaboradas conforme as Diretrizes e
Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio e a Matriz de
Referência Curricular da Secretaria da Educação do Estado de São
Paulo, especificadas no Anexo II.

§ 2º - Será considerado ausente e eliminado do Concurso Vestibular
Unesp 2016 o candidato que apresentar protocolo, cópia dos documentos, ainda que autenticada ou quaisquer outros documentos não
citados, inclusive carteira funcional de ordem pública ou privada.

Artigo 13 - Atendido o disposto no Artigo 12, o Concurso Vestibular
Unesp 2016 será realizado em duas fases, sendo a primeira constituída
de uma prova de Conhecimentos Gerais e a segunda de uma prova de
Conhecimentos Específicos e Redação.

CLASSIFICAÇÃO E PESOS DAS PROVAS
Artigo 17 - Em cada curso, serão selecionados para a segunda fase
os candidatos mais bem classificados, com base na nota da primeira
fase, sem considerar o aproveitamento obtido pelo candidato na prova
objetiva do Enem. O número total de candidatos selecionados para a
segunda fase será igual a até 10 vezes o número de vagas oferecidas
no Concurso Vestibular Unesp 2016.

§1º - A Prova de Conhecimentos Gerais será composta de 90 questões objetivas, sendo 30 de cada uma das seguintes áreas especificadas
nos PCNs do Ensino Médio: Linguagens, Códigos e suas tecnologias
(elementos de língua portuguesa e literatura, língua inglesa, educação
física e arte); Ciências Humanas e suas tecnologias (elementos de história, geografia e filosofia) e Ciências da Natureza, Matemática e suas
tecnologias (elementos de biologia, química, física e matemática).

§ 1º - Todas as questões da Prova de Conhecimentos Gerais terão
o mesmo valor e a nota da primeira fase será atribuída na escala de 0
a 100.

§ 2º - A Prova de Conhecimentos Específicos e Redação será composta de uma redação e de 36 questões discursivas, sendo 12 de cada
uma das seguintes áreas especificadas nos PCNs do Ensino Médio:
Linguagens, Códigos e suas tecnologias (elementos de língua portuguesa e literatura, língua inglesa, educação física e arte); Ciências Humanas e suas tecnologias (elementos de história, geografia e filosofia)
e Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias (elementos de
biologia, química, física e matemática).

§ 2º - A distribuição dos candidatos selecionados por curso dependerá da necessidade histórica de preenchimento de vagas, do desempenho dos candidatos inscritos em cada curso e da distribuição de vagas
oferecidas no Sistema Universal (SU) e no Sistema de Reserva de Vagas
para Educação Básica Pública (SRVEBP), incluindo o Sistema de Reservas de Vagas para Educação Básica Pública mais os autodeclarados
Pretos Pardos ou Indígenas (SRVEBP+PPI).

§ 3º - A redação em língua portuguesa, de gênero dissertativo, avaliará as propriedades de progressão temática, coerência e coesão, privilegiando-se a modalidade escrita culta.

§ 3º - A convocação dos candidatos por curso para a segunda fase
deverá assegurar um número de candidatos suficientes para o atendimento do preenchimento de vagas oferecidas nos dois sistemas de
inscrição: SU e SRVEBP, incluindo SRVEBP+PPI.

§ 4º - A prova da segunda fase, mencionada no § 2º, será realizada
em dois dias, sendo o primeiro dia destinado a questões relativas às
áreas de Ciências Humanas e de Ciências da Natureza e Matemática e
o segundo dia à área de Linguagens e Códigos e a Redação.

§ 4º - A convocação dos candidatos por curso para a segunda fase
obedecerá à ordem decrescente da nota na prova de Conhecimentos
Gerais em cada um dos sistemas de inscrição, SU e SRVEBP, incluindo
SRVEBP+PPI.

§ 5° - O candidato que tiver realizado a prova do Enem em 2015 terá
a sua nota da Prova de Conhecimentos Gerais da Unesp apurada, para
fins de contabilização na nota final do vestibular, a partir da aplicação da
seguinte fórmula: (4xCG+1xEnem)/5, se Enem>CG, onde CG é a nota
obtida na Prova de Conhecimentos Gerais da Unesp e Enem é a nota
obtida na parte objetiva da prova do Enem. Nos casos em que o candidato não tenha realizado o Enem ou em que Enem < CG, será considerada apenas a nota da Prova de Conhecimentos Gerais do Vestibular
da Unesp 2016.

§ 5º - Ocorrendo empate na última classificação da primeira fase
correspondente a cada curso e para cada sistema de inscrição, serão
admitidos para a segunda fase todos os candidatos nessa condição.
§ 6º - Na prova da segunda fase serão atribuídos no máximo 28 pontos à Redação, na escala de 0 a 28, e de 0 a 72 pontos às questões,
devendo todas ter o mesmo valor.
§ 7º- A nota da segunda fase, na escala de 0 a 100, será constituída
pela soma das pontuações obtidas nas questões de Conhecimentos
Específicos e na Redação.

§ 6º - O aproveitamento que trata o § 5º só será possível se o INEP/
MEC disponibilizar a nota obtida pelo candidato na parte objetiva da
prova do Enem até 22/01/2016.

§ 8º - Será desclassificado o candidato que não comparecer a uma
das provas ou que obtiver nota igual ou inferior a 20 na Prova de Conhecimentos Gerais, ou zero na prova de Conhecimentos Específicos
ou zero na Redação.

Artigo 14 - Além das duas fases mencionadas no Artigo 12, os cursos de Arte ­ Teatro (Licenciatura), de Artes Cênicas ­ Habilitação em
Interpretação Teatral (Bacharelado), de Artes Visuais (Bacharelado e Licenciatura), de Educação Musical (Licenciatura) e de Música (Bacharelado) do Instituto de Artes - IA de São Paulo e os cursos de Artes Visuais
(Licenciatura e Bacharelado), de Design (Bacharelado em Design Gráfico ou Bacharelado em Design de Produto) e de Arquitetura e Urbanismo (Bacharelado) da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação
- FAAC de Bauru terão uma prova de Habilidades destinada à avaliação
exploratória do potencial do candidato e de sua aptidão para o curso
escolhido, de conformidade com os programas definidos no Anexo III.

§ 9º - A nota final do vestibular, exceção feita para os cursos que
exigem Prova de Habilidades, será obtida pela média aritmética simples
das notas da primeira e da segunda fase, feito o aproveitamento do
Enem, quando for o caso, na nota de Conhecimentos Gerais da Unesp,
segundo o disposto no Artigo 13, § 5º e § 6º.
§ 10º - Em caso de empate na nota final, os critérios para desempate
serão, pela ordem: maior nota na segunda fase, maior nota na Redação;
maior nota no componente Ciências da Natureza e Matemática da Prova de Conhecimentos Específicos; maior nota no componente Ciências
Humanas da Prova de Conhecimentos Específicos; idade mais elevada
(considerando-se os anos, meses e dias a partir do nascimento).

§ 1º - No caso dos cursos mencionados no caput do artigo, todos os
candidatos convocados para a segunda fase serão submetidos à prova
de Habilidades.
§ 2º - A nota na prova de Habilidades será conferida na escala de 0
a 100, sendo classificados os candidatos de acordo com o descrito no
Anexo III.

§ 11º - A lista dos candidatos classificados por curso e por sistema de
inscrição e que atenderem o Artigo 2º, incisos I e III, será divulgada pela
Fundação Vunesp em calendário específico. Os candidatos constantes
desta lista deverão, obrigatoriamente, confirmar seu interesse por vaga
na data, horário e forma estabelecidos pela Fundação Vunesp.

Artigo 15 - Para os cursos de Educação Física, os ingressantes serão
submetidos a exame médico após a efetivação da matrícula.
Parágrafo único - O exame médico para os cursos de Educação
Física, que contará com o auxílio da Unidade de Atendimento Médico,
Odontológico e Social da Universidade (UNAMOS), tem como finalidade detectar as possibilidades físicas do aluno, alertar para eventuais
limitações e indicar as adaptações físicas e curriculares na Instituição,
caso necessárias.

§ 12º - O candidato que não confirmar interesse por vaga não será
convocado para matrícula.
Artigo 18 - No caso dos cursos mencionados no Artigo 14, que exigem Prova de Habilidades, a nota dessa prova será atribuída numa escala de 0 a 100 e a nota final do vestibular será igual à média aritmética
simples das três notas: a da primeira fase, a da segunda fase e a da
Prova de Habilidades.

Artigo 16 - O candidato deverá exibir, em todas as provas, original de
um dos seguintes documentos de identificação: Cédula de Identidade
(RG), Carteira de Órgão ou Conselho de Classe, Carteira de Trabalho e

29

MATRÍCULA

para brasileiros maiores de 18 anos, do sexo masculino.

Artigo 19 - Os candidatos que confirmaram interesse por vaga serão
convocados para matrícula, por meio de chamada, de acordo com o
calendário estabelecido pela Fundação Vunesp, obedecendo-se o número de vagas oferecidas no Concurso Vestibular Unesp 2016 por curso e por sistema de inscrição (SU e SRVEBP, incluindo SRVEBP+PPI), e
à ordem decrescente da nota final.

§ 1º - A certificação pelo ENEM não pressupõe a frequência em escola pública e, desta forma, não poderá ser utilizada como documento
válido para concorrência pelo SRVEBP e SRVEBP + PPI.
§ 2º - O candidato que tenha realizado estudos equivalentes ao Ensino Médio, no todo ou em parte, no exterior, deverá apresentar parecer
de equivalência de estudos da Secretaria da Educação.

§ 1º - A chamada, por curso e por sistema de inscrição, constará de
convocação para matrícula e respectiva lista de espera.

§ 3º - Os documentos em língua estrangeira deverão estar visados
pela autoridade consular brasileira no país de origem e acompanhados
da respectiva tradução oficial, exceto para as línguas inglesa, francesa,
espanhola e italiana.

§ 2º - A lista de espera de cada curso e por sistema de inscrição,
será composta de todos os candidatos classificados e não convocados
para matrícula e que confirmaram interesse por vaga, obedecendo-se à
ordem decrescente da nota final.

§ 4º - O menor de 18 anos deverá apresentar os documentos mencionados nos incisos V e VIII deste artigo tão logo esteja de posse dos
mesmos.

§ 3º - Caso exista vaga após o período de matrícula, esta será preenchida de acordo com a ordem de classificação dos candidatos constantes da lista de espera, os quais deverão efetivar a matrícula em data,
horário e forma estabelecidos pela Fundação Vunesp.

§ 5º - A matrícula poderá ser feita por procuração, com firma reconhecida em cartório, na seguinte conformidade:
I - por instrumento particular, se o outorgante for maior de 18 anos;

§ 4° - Esgotada a lista de espera especificada no § 2º, as vagas não
preenchidas serão divulgadas pela Fundação Vunesp e abertas à declaração de interesse em reopção.

II - por instrumento público e com assistência de um dos genitores ou
do responsável legal, se o outorgante for menor de 18 anos.
§ 5º - Os candidatos inscritos no Sistema de Reservas de Vagas da
Educação Básica Pública que não atenderem as exigências previstas
no Artigo 6º, se convocados, não terão suas matrículas deferidas.

§ 5º - Poderão declarar interesse em reopção os candidatos que obtiveram classificação em qualquer curso do Concurso Vestibular Unesp
2016, independente do sistema de inscrição, e que não estejam matriculados em escolas públicas de nível superior, de tal modo que:

§ 6º - A confirmação da matrícula será obrigatória para todos os candidatos matriculados, em data a ser estipulada pela Fundação Vunesp,
podendo ser feita por procuração.

I - os cursos que exigem Prova de Habilidades só poderão acolher
candidatos que tenham realizado a respectiva prova;

§ 7º - A não confirmação de interesse por vaga pelos nomes constantes da lista de classificados, assim como o não comparecimento nas
datas e horários fixados para matrícula e para confirmação de matrícula, redundarão na perda da vaga.

II - os candidatos que fizeram Prova de Habilidades e declararem
interesse por cursos que não exigem essa prova terão suas notas recalculadas conforme o § 9º do art. 17.
§ 6º- Os candidatos que declararam interesse por vaga em reopção
serão convocados para matrícula, por meio de chamada, de acordo
com o calendário estabelecido pela Fundação Vunesp, obedecendo-se
o número de vagas remanescentes no Concurso Vestibular Unesp 2016
e a ordem decrescente da nota final.

Artigo 23 - O candidato que, dentro do prazo destinado à matrícula, não apresentar as fotos e os documentos referidos no Artigo 22,
não poderá se matricular na Unesp, e as notas ou a classificação que
lhe houverem sido atribuídas nas provas do Concurso Vestibular Unesp
2016 não terão qualquer valor.

§ 7º - Em caso de empate na nota final, os critérios para desempate,
no processo de aproveitamento das vagas remanescentes em reopção,
serão, pela ordem: maior nota na segunda fase; maior nota na Redação;
maior nota no componente Ciências da Natureza e Matemática da Prova de Conhecimentos Específicos; maior nota no componente Ciências
Humanas da Prova de Conhecimentos Específicos; idade mais elevada,
considerando-se os anos, meses e dias a partir do nascimento.

Artigo 24 - É expressamente vedada a permuta de vagas entre candidatos classificados no Concurso Vestibular Unesp 2016.
DISPOSIÇÕES FINAIS
Artigo 25 - Integram esta Resolução todas as instruções constantes
no Manual do Candidato e na Ficha de Inscrição, bem como os Anexos
I, II, III e IV, que tratam, respectivamente, da Distribuição das Vagas e
dos Programas para as Provas e da declaração a ser entregue devidamente assinada no ato de matrícula pelo candidato que se autodeclarar
preto ou pardo.

Artigo 20 - Para o curso de Bacharelado em Música e de Licenciatura
em Educação Musical do Instituto de Artes do Câmpus de São Paulo,
as vagas remanescentes após a chamada em cursos/habilitações, por
sistema de inscrição, nas quais se tenham esgotado as respectivas listas de espera nos dois sistemas de inscrição serão transferidas para
os cursos/habilitações que ainda dispuserem de candidatos na relação
adicional, utilizando-se o seguinte critério: uma vaga por curso/habilitação será destinada ao candidato que obtiver maior nota final em cada
relação adicional, em ordem decrescente de notas; e assim sucessivamente até o preenchimento de todas as vagas.

Parágrafo único - É de exclusiva responsabilidade do candidato
tomar conhecimento do teor de todas as informações constantes nos
documentos mencionados no caput deste artigo.
Artigo 26 - Os casos omissos nesta Resolução serão decididos pelo
Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária.
Artigo 27 - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação.

Artigo 21 - Os resultados do Concurso Vestibular Unesp 2016 são
válidos apenas para o início do ano letivo de 2016, não sendo necessária a guarda da documentação dos candidatos por prazo superior ao
término do respectivo período letivo.

(Proc. RUNESP nº 214/2015)

Artigo 22 - A matrícula dos candidatos convocados para os cursos
de graduação e por sistema de inscrição, dependerá da apresentação
de duas fotos 3x4, recentes, e de duas cópias autenticadas em cartório
ou duas cópias acompanhadas dos originais, de cada um dos seguintes
documentos.

Republicada por ter saído com incorreções.
JULIO CEZAR DURIGAN
REITOR

I - Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou equivalente;
II - Histórico Escolar completo do curso de Ensino Médio ou equivalente;
III - Certidão de Nascimento ou Casamento;
IV - Cédula de Identidade ou Registro Nacional de Estrangeiro - RNE
(que comprove sua condição temporária ou permanente no país) ou
protocolo atualizado do RNE;
V - Título de Eleitor, para brasileiros maiores de 18 anos;
VI - Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou protocolo de solicitação;
VII - Certidão do registro administrativo expedida pela FUNAI, para
os candidatos autodeclarados indígenas; declaração, conforme modelo
integrante desta Resolução (Anexo IV), devidamente assinada para os
candidatos autodeclarados pretos ou pardos;
VIII - Certificado que comprove estar em dia com o Serviço Militar,

30

ANEXO I
I - Área de Ciências Biológicas
VAGAS DISPONIBILIZADAS PARA O
CONCURSO VESTIBULAR UNESP 2016
CURSO

Sistema
Universal

1

Agronomia - integral - FCA/Botucatu

2

Agronomia - integral - FE/Ilha Solteira

3

Agronomia - integral - FCAV/Jaboticabal

4

Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - integral - FCL/Assis

5

Ciências Biológicas ­ Bacharelado e Licenciatura - integral - FC/Bauru

6

Ciências Biológicas - Licenciatura - noturno - FC/Bauru

7

Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - integral - IB/Botucatu

8

Ciências Biológicas - Licenciatura - noturno - IB/Botucatu
Ciências Biológicas ­ Bacharelado - vespertino/noturno e Licenciatura - noturno - FE/Ilha
9
Solteira
10 Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - noturno - FCAV/Jaboticabal
11 Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - integral - IB/Rio Claro
12 Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - noturno - IB/Rio Claro
13 Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura - integral - IBILCE/São José do Rio Preto
Ciências Biológicas - Bacharelado: Gerenciamento Costeiro ou Biologia Marinha - integral ­
14
Litoral Paulista
15 Ciências Biológicas - Licenciatura - noturno ­ Litoral Paulista
16 Ciências Biomédicas ­ integral - IB/Botucatu
17 Ecologia - integral - IB/Rio Claro
18 Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura - integral - FC/Bauru
19 Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura - noturno - FC/Bauru
20 Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura - diurno - FCT/Presidente Prudente
21 Educação Física ­ Bacharelado e Licenciatura ­ vespertino/noturno - FCT/Presidente Prudente
22 Educação Física - Bacharelado e Licenciatura - integral - IB/Rio Claro
23 Enfermagem - integral - FM/Botucatu
24 Engenharia Agronômica ­ integral ­ Dracena
25 Engenharia de Pesca ­ integral ­ Registro
26 Engenharia Florestal - integral - FCA/Botucatu
27 Farmácia-Bioquímica - integral - FCF/Araraquara
28 Farmácia-Bioquímica - noturno - FCF/Araraquara
29 Fisioterapia - integral - FFC/Marília
30 Fisioterapia - integral - FCT/Presidente Prudente
31 Fonoaudiologia - integral - FFC/Marília
32 Medicina - integral - FM/Botucatu
33 Medicina Veterinária - integral - FMV/Araçatuba
34 Medicina Veterinária - integral - FMVZ/Botucatu
35 Medicina Veterinária - integral - FCAV/Jaboticabal
36 Nutrição - noturno - IB/Botucatu
37 Odontologia - integral - FO/Araçatuba
38 Odontologia - noturno - FO/Araçatuba
39 Odontologia - integral - FO/Araraquara
40 Odontologia - integral - ICT/São José dos Campos
41 Odontologia - noturno - ICT/São José dos Campos
42 Terapia Ocupacional - integral - FFC/Marília
43 Zootecnia - integral - FMVZ/Botucatu
44 Zootecnia - integral - Dracena
45 Zootecnia - integral - FE/Ilha Solteira
46 Zootecnia - integral - FCAV/Jaboticabal
Total de Área de Ciências Biológicas
Percentual de vagas por sistema de inscrição

31

Sistema de Reserva de Vagas
para Educação Básica Pública
SRVEBP

SRVEBP+PPI

TOTAL DE
VAGAS
PARA OS
CURSOS DE
GRADUAÇÃO

52
26
65
26
26
26
26
26

18
9
23
9
9
9
9
9

10
5
12
5
5
5
5
5

80
40
100
40
40
40
40
40

32

12

6

50

26
26
16
32

9
9
6
12

5
5
3
6

40
40
25
50

26

9

5

40

26
26
19
26
26
29
29
39
19
26
26
26
45
19
26
29
23
58
39
39
32
19
52
19
49
32
19
26
39
26
26
32
1397
64,68%

9
5
9
5
7
4
9
5
9
5
10
6
10
6
14
7
7
4
9
5
9
5
9
5
16
9
7
4
9
5
10
6
8
4
21
11
14
7
14
7
12
6
7
4
18
10
7
4
17
9
12
6
7
4
9
5
14
7
9
5
9
5
12
6
495
268
22,92%
12,41%
35,33%

40
40
30
40
40
45
45
60
30
40
40
40
70
30
40
45
35
90
60
60
50
30
80
30
75
50
30
40
60
40
40
50
2160
100,00

II - Área de Ciências Exatas
VAGAS DISPONIBILIZADAS PARA O
CONCURSO VESTIBULAR UNESP 2016
CURSO

Sistema
Universal

1

Ciência da Computação - Bacharelado - integral - FC/Bauru

2

Ciência da Computação - Bacharelado ­ vespertino/noturno - FCT/Presidente Prudente

3

Ciência da Computação - Bacharelado - integral - IBILCE/São José do Rio Preto

4

Ciências da Computação - Bacharelado - integral - IGCE/Rio Claro

5

Ciências da Computação - Bacharelado - noturno - IGCE/Rio Claro

6

Engenharia Ambiental - integral - FCT/Presidente Prudente

7

Engenharia Ambiental - integral - IGCE/Rio Claro

8

Engenharia Ambiental - integral ­ ICT/São José dos Campos

9

Engenharia Biotecnológica - integral - FCL/Assis

10

Engenharia Cartográfica - integral - FCT/Presidente Prudente

11

Engenharia Civil - integral - FE/Bauru

12

Engenharia Civil - integral - FE/Guaratinguetá

13

Engenharia Civil - integral - FE/Ilha Solteira

14

Engenharia de Alimentos - integral - IBILCE/São José do Rio Preto

15

Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia ­ integral ­ FCF/Araraquara

16

Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia ­ integral ­ FCA/Botucatu

17

Engenharia de Biossistemas ­ integral ­ Tupã

18

Engenharia de Energia ­ integral ­ Rosana

19

Engenharia de Materiais - integral - FE/Guaratinguetá

20

Engenharia de Produção ­ noturno ­ Itapeva

21

Engenharia de Produção Mecânica - integral - FE/Guaratinguetá

22

Engenharia de Telecomunicações ­ integral ­ São João da Boa Vista

23

Engenharia Elétrica - integral - FE/Bauru

24

Engenharia Elétrica - integral - FE/Guaratinguetá

25

Engenharia Elétrica - integral - FE/Ilha Solteira

26

Engenharia Industrial Madeireira - integral ­ Itapeva

27

Engenharia Mecânica - integral - FE/Bauru

28

Engenharia Mecânica - integral - FE/Guaratinguetá

29

Engenharia Mecânica - noturno - FE/Guaratinguetá

30

Engenharia Mecânica - integral - FE/Ilha Solteira

31

Engenharia Química ­ integral ­ IQ/Araraquara

32

34

Estatística - diurno - FCT/Presidente Prudente
Física ­ Bacharelado em Física dos Materiais - vespertino/noturno e Licenciatura em Física noturno - FC/Bauru
Física - Bacharelado e Licenciatura - noturno - FE/Guaratinguetá

35

Física - Licenciatura - noturno - FE/Ilha Solteira

36

Física - Licenciatura - noturno - FCT/Presidente Prudente

37

39

Física - Bacharelado e Licenciatura - integral - IGCE/Rio Claro
Física ­ Bacharelado em Física Biológica e Licenciatura em Física - integral - IBILCE/São José
do Rio Preto
Física Médica - integral - IB/Botucatu

40

Geologia - integral - IGCE/Rio Claro

41

Matemática - Licenciatura - noturno - FC/Bauru

42

Matemática - Licenciatura - noturno - FE/Guaratinguetá

43

Matemática - Licenciatura - noturno - FE/Ilha Solteira

44

Matemática - Licenciatura - matutino - FCT/Presidente Prudente

45

Matemática - Licenciatura - noturno - FCT/Presidente Prudente

46

Matemática - Bacharelado e Licenciatura - integral - IGCE/Rio Claro

47

Matemática - Bacharelado e Licenciatura - diurno - IBILCE/São José do Rio Preto

48

Matemática - Licenciatura - noturno - IBILCE/São José do Rio Preto

49

Meteorologia ­ Bacharelado ­ integral ­ FC/Bauru

50

Química - Bacharelado em Química e em Química Tecnológica - integral - IQ/Araraquara

51

Química - Licenciatura - noturno - IQ/Araraquara
Química - Bacharelado em Química Ambiental Tecnológica e Licenciatura em Química - noturno
- FC/Bauru
Química - Licenciatura - noturno - FCT/Presidente Prudente
Química ­ Bacharelado em Química Ambiental e Licenciatura em Química - integral - IBILCE/
SJRP
Sistemas de Informação - Bacharelado - noturno - FC/Bauru

33

38

52
53
54
55

Total de área de Ciências Exatas
Percentual de vagas por sistema de inscrição

32

Sistema de Reserva de Vagas
para Educação Básica Pública
SRVEBP

SRVEBP+PPI

TOTAL DE
VAGAS
PARA OS
CURSOS DE
GRADUAÇÃO

19
23
23
19
19
23
19
26
29
26
39
26
26
19
26
32
26
26
26
26
19
26
39
26
26
26
39
39
19
26
26
19

7
8
8
7
7
8
7
9
10
9
14
9
9
7
9
12
9
9
9
9
7
9
14
9
9
9
14
14
7
9
9
7

4
4
4
4
4
4
4
5
6
5
7
5
5
4
5
6
5
5
5
5
4
5
7
5
5
5
7
7
4
5
5
4

30
35
35
30
30
35
30
40
45
40
60
40
40
30
40
50
40
40
40
40
30
40
60
40
40
40
60
60
30
40
40
30

39

14

7

60

26
19
19
26

9
7
7
9

5
4
4
5

40
30
30
40

32

12

6

50

26
23
26
19
19
26
32
29
36
29
26
32
19

9
8
9
7
7
9
12
10
12
10
9
12
7

5
4
5
4
4
5
6
6
7
6
5
6
4

40
35
40
30
30
40
50
45
55
45
40
50
30

26

9

5

40

26

9

5

40

32

12

6

50

26
1441
64,62%

9
5
511
278
22,91%
12,47%
35,38%

40
2230
100,00%

III - Área de Ciências Humanas
VAGAS DISPONIBILIZADAS PARA O
CONCURSO VESTIBULAR UNESP 2016
CURSO

Sistema
Universal

1

Administração ­ Bacharelado ­ noturno ­ FCAV/Jaboticabal

2

Administração ­ Bacharelado ­ diurno ­ Tupã

3

Administração ­ Bacharelado ­ noturno ­ Tupã

4

Administração Pública - Bacharelado - diurno - FCL/Araraquara

5

Administração Pública - Bacharelado - noturno - FCL/Araraquara

6

Arquitetura e Urbanismo - integral - FAAC/Bauru

7

Arquitetura e Urbanismo - integral - FCT/Presidente Prudente

8

Arquivologia - diurno - FFC/Marília

9

Artes Cênicas ­ Bacharelado - Habilitação em Interpretação Teatral ­ diurno ­ IA/São Paulo

10

Arte-Teatro - Licenciatura - noturno - IA/São Paulo

11

Artes Visuais ­ Bacharelado e Licenciatura ­ Vespertino/Noturno ­ FAAC/Bauru

12

Artes Visuais - Bacharelado e Licenciatura - diurno - IA/São Paulo

13

Biblioteconomia - diurno - FFC/Marília

14

Ciências Econômicas - Bacharelado - diurno - FCL/Araraquara

15

Ciências Econômicas - Bacharelado - noturno - FCL/Araraquara

16

Ciências Sociais - Bacharelado e Licenciatura - diurno - FCL/Araraquara

17

Ciências Sociais - Bacharelado e Licenciatura - noturno - FCL/Araraquara

18

Ciências Sociais - Bacharelado e Licenciatura - matutino - FFC/Marília

19

Ciências Sociais - Bacharelado e Licenciatura - noturno - FFC/Marília

20

Comunicação Social - Jornalismo - diurno - FAAC/Bauru

21

Comunicação Social - Jornalismo - noturno - FAAC/Bauru

22

Comunicação Social - Radialismo - diurno - FAAC/Bauru

23

Comunicação Social - Relações Públicas - noturno - FAAC/Bauru

24

Design (Design Gráfico) - diurno - FAAC/Bauru

25

Design (Design Gráfico ou Design de Produto) - noturno - FAAC/Bauru

26

Direito - matutino - FCHS/Franca

27

Direito - noturno - FCHS/Franca

28

Educação Musical - Licenciatura - diurno - IA/São Paulo

29

Filosofia - Bacharelado e Licenciatura - noturno - FFC/Marília

30

Geografia ­ Bacharelado e Licenciatura - diurno ­ Ourinhos

31

Geografia ­ Bacharelado e Licenciatura - noturno ­ Ourinhos

32

Geografia - Bacharelado e Licenciatura - matutino - FCT/Presidente Prudente

33

Geografia - Bacharelado e Licenciatura - noturno - FCT/Presidente Prudente

34

Geografia - Bacharelado e Licenciatura - integral - IGCE/Rio Claro

35

Geografia - Licenciatura - noturno - IGCE/Rio Claro

36

História - Licenciatura - matutino - FCL/Assis

37

História - Licenciatura - noturno - FCL/Assis

38

História - Bacharelado e Licenciatura ­ matutino - FCHS/Franca

39

História - Bacharelado e Licenciatura - noturno - FCHS/Franca

40

Letras - Bacharelado e Licenciatura - diurno - FCL/Araraquara

41

Letras - Bacharelado e Licenciatura - noturno - FCL/Araraquara

42

Letras - Licenciatura - matutino - FCL/Assis

43

Letras - Licenciatura - noturno - FCL/Assis

44

Letras - Licenciatura - diurno - IBILCE/São José do Rio Preto

45

Letras - Licenciatura - noturno - IBILCE/São José do Rio Preto

46

Letras - Tradutor - Bacharelado - integral - IBILCE/São José do Rio Preto

47

Música - Bacharelado - Habilitação em Canto - diurno - IA/São Paulo

48

50

Música - Bacharelado - Habilitações em Composição ou Regência - diurno - IA/São Paulo
Música­ Bacharelado ­ Habilitação em Instrumento: Cordas (Contrabaixo Acústico, Viola, Violino, Violoncelo) - diurno - IA/São Paulo
Música - Bacharelado - Habilitação em Instrumento: Percussão - diurno - IA/São Paulo

51

Música - Bacharelado - Habilitação em Instrumento: Sopros (Clarineta) - diurno - IA/São Paulo

52

54

Música - Bacharelado - Habilitação em Instrumento: Sopros (Flauta) - diurno - IA/São Paulo
Música - Bacharelado - Habilitação em Instrumento: Sopros (Instrumento Antigo ­ Flauta Doce)
- diurno - IA/São Paulo
Música - Bacharelado - Habilitação em Instrumento: Sopros (Oboé) - diurno - IA/São Paulo

55

Música - Bacharelado - Habilitação em Instrumento: Teclados - diurno - IA/São Paulo

56

Música - Bacharelado - Habilitação em Instrumento: Violão - diurno - IA/São Paulo

57

Pedagogia - Licenciatura - diurno - FCL/Araraquara

58

Pedagogia - Licenciatura - noturno - FCL/Araraquara

59

Pedagogia - Licenciatura - noturno - FC/Bauru

49

53

Sistema de Reserva de Vagas
para Educação Básica Pública
SRVEBP

SRVEBP+PPI

TOTAL DE
VAGAS
PARA OS
CURSOS DE
GRADUAÇÃO

26
26
26
32
32
29
26
19
19
19
26
26
23
32
32
32
32
32
32
26
32
19
32
19
39
32
39
13
23
29
29
26
29
26
26
29
29
32
32
39
39
45
45
22
25
21
3
13

9
9
9
12
12
10
9
7
7
7
9
9
8
12
12
12
12
12
12
9
12
7
12
7
14
12
14
5
8
10
10
9
10
9
9
10
10
12
12
14
14
16
16
8
9
7
1
5

5
5
5
6
6
6
5
4
4
4
5
5
4
6
6
6
6
6
6
5
6
4
6
4
7
6
7
2
4
6
6
5
6
5
5
6
6
6
6
7
7
9
9
4
5
4
1
2

40
40
40
50
50
45
40
30
30
30
40
40
35
50
50
50
50
50
50
40
50
30
50
30
60
50
60
20
35
45
45
40
45
40
40
45
45
50
50
60
60
70
70
34
39
32
5
20

8

3

1

12

3
2
2

1
1
1

0
0
0

4
3
3

2

1

0

3

1
6
3
32
32
26

1
2
1
12
12
9

0
1
0
6
6
5

2
9
4
50
50
40
Continua...

33

Continuação...
60

Pedagogia - Licenciatura - matutino - FFC/Marília

61

Pedagogia - Licenciatura - noturno - FFC/Marília

62

Pedagogia - Licenciatura - vespertino - FCT/Presidente Prudente

63

Pedagogia - Licenciatura - noturno - FCT/Presidente Prudente

64

Pedagogia - Licenciatura - noturno - IB/Rio Claro

65

Pedagogia - Licenciatura - noturno - IBILCE/São José do Rio Preto

66

Psicologia - matutino/vespertino - FCL/Assis

67

Psicologia - vespertino/noturno - FCL/Assis

68

Psicologia - integral - FC/Bauru

69

Psicologia - noturno - FC/Bauru

70

Relações Internacionais - vespertino - FCHS/Franca

71

Relações Internacionais - noturno - FCHS/Franca

72

Relações Internacionais - noturno - FFC/Marília

73

Serviço Social ­ matutino - FCHS/Franca

74

Serviço Social - noturno - FCHS/Franca

75

Turismo - diurno ­ Rosana
Total de área de Ciências Humanas
Percentual de vagas por sistema de inscrição

26
52
23
29
29
26
29
29
23
23
32
32
26
26
32
26

9
18
8
10
10
9
10
10
8
8
12
12
9
9
12
9

5
10
4
6
6
5
6
6
4
4
6
6
5
5
6
5

40
80
35
45
45
40
45
45
35
35
50
50
40
40
50
40

1914

687

364

2965

64,55%

23,17%

12,28%

100,00%

35,45%

VAGAS DISPONIBILIZADAS PARA O
CONCURSO VESTIBULAR UNESP 2016
TOTALIZAÇÃO DAS VAGAS PARA INGRESSO
NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 2016

Sistema
Universal

Sistema de Reserva de
Vagas para a Educação
Básica Pública

Total

SU

SRVEBP

SRVEBP + PPI

Total da Área de Ciências Biológicas

1397

495

268

2160

Total da Área de Ciências Exatas

1441

511

278

2230

Total da Área de Ciências Humanas

1914

687

364

2965

Total

4752

Percentual de vagas

64,61%

1693

910
2603

23,02%

12,37%

7355
100,00%

35,39%
ANEXO II

Munido de caneta, lápis e borracha, o candidato será avaliado acerca
do conhecimento das duas peças indicadas e de uma reflexão acerca
de um tema sobre teatro e educação em que se avaliará a coerência
argumentativa.

PROGRAMAS
As provas serão elaboradas de conformidade com as Diretrizes
Curriculares Nacionais para o Ensino Médio, os Parâmetros Curriculares
Nacionais para o Ensino Médio e as Propostas Curriculares da Secretaria
da Educação do Estado de São Paulo.

1. Teatro universal e brasileiro. ­ leitura obrigatória.
Brecht, Bertolt. A Exceção e a Regra. In Teatro Completo 4. Rio de
Janeiro: Paz e Terra, 1990 ­ (Coleção Teatro; V.2
Souza, Naum Alves de. A Aurora da Minha Vida. São Paulo:
Salamandra, 2003 ­ (Coleção literatura em minha casa, v.4. Peça teatral)

Link de acesso aos documentos mencionados:
www.crmariocovas.sp.gov.br > temas pedagógicos > currículo >
propostas curriculares

2. Teatro e educação. ­ leitura obrigatória.
Os candidatos deverão desenvolver uma reflexão a partir de um tema
que será definido no momento da prova, baseando-se em bibliografia
de fácil acesso e, também, disponível na biblioteca do Instituto de Artes.

ANEXO III
A - PROVA DE HABILIDADES DO CURSO DE LICENCIATURA EM
ARTE - TEATRO (IA/São Paulo)

AGUIRRE, Imanoel. Imaginando um futuro para a educação artística.
In: Martins, Raimundo e Tourinho, Irene. Educação na cultura visual:
narrativa de ensino e pesquisa. Santa Maria: Ed. Da UFSM, 2009. P.
157 ­ 186.

A Prova de Habilidades Específicas de Arte-Teatro terá dois
componentes:
I. Prova Teórica (8h às 10h)

BOAL, Augusto. Prefácio. A belíssima fábula de Xuá-Xuá, a fêmea
pré-humana que descobriu o teatro. In: 200 Jogos Para Atores e Não
Atores. Rio de janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

II. Prova Técnico-interpretativa (10h15min às 12h e das 14h às 18h).
Os candidatos serão divididos em grupos e cada grupo realizará os
dois componentes da prova em um único dia.

KOUDELA, Ingrid D. Brecht: Um Jogo de Aprendizagem. São Paulo:
Perspectiva, 2010.

A nota final da Prova de Habilidades de Arte ­ Teatro será a média
aritmética das notas obtidas na Prova Teórica e na Prova Técnicointerpretativa.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à
prática educativa. 22. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

O candidato que obtiver a nota zero em algum dos componentes, e
inferior a trinta na prova de habilidades será desclassificado.

II - PROVA TÉCNICO-INTERPRETATIVA
A Prova terá duas partes inter-relacionadas:

I - PROVA TEÓRICA

Parte 1: será realizada no período da manhã, no horário das
10h15min às 12h15min.

A Prova será realizada no período da manhã no horário das 8h às 10h.

34

Ao participar dos jogos e atividade de grupo propostas, no sentido de
apreender suas habilidades e comportamentos relacionados às práticas
ligadas ao ensino, os candidatos serão avaliados quanto:

LÁZARO, José Manuel. A dramaturgia contemporânea e a
renovação do corpo em cena na pós-modernidade. In:
GODOY, Kathya M. A. (Org). Experiências compartilhadas em
dança: formação de plateia. São Paulo: Instituto de Artes da
Unesp, 2013. p. 47-72. CD

- Manifestação expressivo-corporal (25 pontos).
- Disponibilidade e potência para o trabalho coletivo (25 pontos).

PICON-VALLIN, Béatrice. O ator treinando: algumas experiências
dignas de nota. In: ______. A cena em ensaios. Tradução de
Fátima Saadi, Cláudia Fares e Eloisa A. Ribeiro. São Paulo:
Perspectiva, 2008. p. 61-77.

- Capacidade para proposição e encaminhamentos de propostas a
serem experienciadas coletivamente (25 pontos).
- Percepção, senso de exploração e utilização quanto ao uso de
espaços e de objetos (25 pontos).

ROMANO, Lúcia. O corpo e a estética do ator no teatro físico: da
atuação para a performação. In: ______. O teatro do corpo
manifesto: teatro físico. São Paulo: Perspectiva, 2005. p. 189201.

Parte 2: será realizada no período da tarde no horário das 14 às
18 horas.
Por meio de atividades intrinsecamente ligadas à improvisação, os
candidatos serão avaliados quanto à capacidade de proposição e de
realização quanto ao que lhes for proposto.

3. Textos dramatúrgicos para as atividades da prova prática e
teórica

- Capacidade de interação, de escuta com os outros (25 pontos).
- Potência e capacidade para proposição e realização de propostas
(25 pontos).

Para o desenvolvimento da prova prática, realizada em um dia de
atividades, além dos textos apontados acima, indica-se, ainda, a leitura
dos seguintes textos:

- Capacidade para expressar (fiscalizar) e experienciar as propostas
e encaminhamentos definidos e acertados pelo coletivo (25 pontos).

BRECHT, Bertolt. A Alma Boa de Setsuan. In ______ Coleção Teatro
Completo, v. 7. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1992.

- Criatividade e desenvoltura quanto ao uso de objetos (25 pontos).

MOLIERE, As Preciosas Ridículas. In ______. Coleção Grandes
Dramaturgos, v. 16, São Paulo: Ed. Peixoto Neto, 2007.
MORENO, Newton. Agreste. In ______. Agreste ­ Body Art ­ A
Refeição, Ed Bilíngue. São Paulo: Imprensa Oficial, 2008.

B - PROVA DE HABILIDADES DO CURSO DE BACHARELADO EM
ARTES CÊNICAS ­ HABILITAÇÃO EM INTERPRETAÇÃO TEATRAL
(IA/São Paulo)

II. PROVA TÉCNICO-INTERPRETATIVA

A Prova de Habilidades Específicas do Curso de Bacharelado
em Artes Cênicas ­ Habilitação em Interpretação Teatral terá dois
componentes:

Esta modalidade do processo terá duas partes:
1. A primeira parte será realizada ainda no período da manhã, no
horário das 10h15min às 12h15min.

I. Prova Teórica (8h às 10h)
II. Prova Técnico-interpretativa (10h15min às 12h e das 14h às 18h)

De acordo com proposta especialmente preparada, o candidato
participará de processo de aquecimento e de jogos improvisacionais, a
partir de temas livres, tanto de modo individual quanto com diferentes
formações numéricas.

Os candidatos serão divididos em grupos e cada sub-grupo realizará
os dois componentes da prova em um único dia.
A nota final da Prova de Habilidades de Artes Cênicas será a média
aritmética das notas obtidas na Prova Teórica e na Prova Técnicointerpretativa.

Ao participar das atividades, no sentido de apreender suas
habilidades, potências e comportamentos relacionados ao processo de
criação, principalmente no concernente à criação de personagens, em
situações dramáticas, os candidatos serão avaliados quanto à sua:

A nota mínima para classificação será 30 pontos em cada avaliação.

- Manifestação expressivo-corporal (25 pontos).

I. PROVA TEÓRICA

- Disponibilidade e generosidade para o trabalho coletivo (25 pontos).

Munido apenas de caneta, lápis e borracha, o candidato deverá
realizar a prova no período da manhã, no horário das 8h às 10h, e
será avaliado acerca do conhecimento e capacidade argumentativa
com relação a determinados aspectos ligados às obras selecionas (e
apresentadas na sequência) tanto no item 1 quanto no item 2.

- Capacidade propositiva para criação de situações e personagens
dramáticas, disponibilidade para os processos experienciais em
consonância ao resultado apresentado (25 pontos).
- Percepção, senso de exploração, de imaginação e utilização quanto
ao uso de espaços e de objetos (25 pontos).

1. Processos e Metodologias da Interpretação

2. A segunda parte: desenvolvida no período da tarde (das 14h às
18h).

ASLAN, Odette. Stanislavski. In: ______. O ator no século XX.
Tradução: Raquel Araújo de Baptista Fuser, Fausto Fuser e J.
Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 1994. p. 67-88.

A segunda parte, em continuidade à primeira, será desenvolvida
por intermédio de jogos improvisacionais, cujos temas decorrerão, em
grande medida, da bibliografia indicada para a parte prática.

BRECHT, Bertolt. A nova técnica da arte de representar. In: ______.
Estudos sobre teatro. Tradução de Fiama de Pais Brandão. 2.
ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005. p. 103-111.

Ao participar das atividades, no sentido de apreender suas
habilidades, potências e comportamentos relacionados ao processo de
criação, principalmente no concernente à criação de personagens, em
situações dramáticas, os candidatos serão avaliados quanto à sua:

MARIA THAIS. O doutor Dapertutto: professor de pequenos
movimentos e grandes polifonias. In: _____. Na cena do Dr.
Dapertutto: poética e pedagogia em V.E. Meierhold: 1911 a
1916. São Paulo: Perspectiva, 2009. p. 143-170.

- Compreensão quanto a tópicos ou metodologias mais significativos
de alguns títulos constantes na bibliografia da parte prática (20 pontos).

LECOQ, Jacques. Os grandes territórios dramáticos. In:______. O
corpo poético: uma pedagogia da criação teatral. Tradução de
Marcelo Gomes. São Paulo: Ed. SENAC: Edições SESC, 2010.
p. 163-225.

- Manifestação expressivo-corporal (20 pontos).
- Disponibilidade e generosidade para o trabalho coletivo (20 pontos).
- Capacidade propositiva para criação de situações e personagens
dramáticas, disponibilidade para os processos experienciais em
consonância ao resultado apresentado (20 pontos).

OIDA, Yoshi. O ator invisível. Tradução Marcelo Gomes. São Paulo:
Via Lettera, 2007.
SCHINO, Mirella. Da dimensão laboratorial. In: ______. Alquimistas
do palco: os laboratórios teatrais na Europa. Tradução Anita
K. Guimarães e Maria Clara Cescato. São Paulo: Editora
Perspectiva. 2012.p. vii-xi.

- Percepção, senso de exploração, de imaginação e utilização quanto
ao uso de espaços e de objetos (20 pontos).
C - PROVA DE HABILIDADES DO CURSO DE ARTES VISUAISLICENCIATURA/BACHARELADO (IA/São Paulo)

2. Abordagens Histórico-teóricas da Interpretação
APRENDIZAGEM. In: BARBA, Eugenio; SAVARESE, Nicola. A arte
secreta do ator: um dicionário de antropologia teatral. Tradução
de Patrícia Furtado de Mendonça. São Paulo: É Realizações,
2012. p. 34-41.

A prova, que exige nota mínima de 30 para classificação, deverá
ser desenvolvida num período máximo de 4 horas e terá as seguintes
características:
I. QUESTÕES ESCRITAS

FERRACINI, Renato. Materialidade: forças invisíveis da atuação. In:
______. Ensaios de atuação. São Paulo: Perspectiva. 2013. p
33-38.

Constarão de perguntas sobre: 1) Teoria da Linguagem Visual e 2)
História da Arte, com ênfase na arte nos séculos XX e XXI.

35

média aritmética das notas dos dois componentes (Provas 1 e 2).

II. QUESTÕES PLÁSTICAS

A nota mínima para classificação será 30 pontos em cada avaliação.

Constarão de propostas para desenvolvimento de expressão visual
nas quais serão avaliados os seguintes aspectos:
DESENHO DE OBSERVAÇÃO

I ­ PROVA DE TEORIA E PERCEPÇÃO MUSICAL

Observação e registro gráfico de algo presente no ambiente, soluções
de enquadramento, uso da valorização da linha, das superfícies e dos
volumes, da proporção e da perspectiva intuitiva.

O candidato deverá comparecer à prova munido de caneta, lápis e
borracha.
A prova será dividida em duas etapas:

PLÁSTICA

Percepção Musical (Caderno 1)

Utilização dos fundamentos básicos da Linguagem Visual, tais como:
composição, expressividade e teoria da cor.

Teoria Musical (Caderno 2)
Duração de cada etapa da prova:

INTERPRETAÇÃO E CRIAÇÃO

Percepção Musical (Caderno 1): 1 hora e quinze minutos;

Interpretação e solução plástica com determinado material solicitado
para uma proposta visual, verbal ou sonora.

Teoria Musical (Caderno 2): 1 hora e trinta minutos.
Haverá um intervalo de 15 minutos entre cada etapa.

Bibliografia:
AMARAL, Aracy. Artes Plásticas na Semana de 22. 5. ed. São
Paulo: Ed. 34, 1998.

O objetivo é avaliar o conhecimento dos tópicos listados no Programa.

ARGAN, G. C. Arte moderna: do iluminismo aos movimentos
contemporâneos. São Paulo:

- identificação e análise áudio-perceptiva de parâmetros e estruturas
musicais básicos;

Serão considerados:

Companhia das Letras, 1992.

- domínio dos elementos fundamentais da escrita musical.

AUMONT, Jacques. A imagem. Campinas, SP: Papirus, 1993.
BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros
Curriculares Nacionais: arte. Secretaria de Educação
Fundamental - Brasília: MEC/SEF, 1997.

Programa:
Parâmetros do som: altura, duração, timbre e intensidade;
Intervalos;

CHIARELLI, Tadeu. Arte internacional brasileira. 2. ed. São Paulo:
Lemos, 2002.

Escalas e tonalidades maiores e menores;

DEMPSEY, Amy. Estilos, escolas e movimentos: guia enciclopédico
da arte moderna. 2. ed. São Paulo: Cosac & Naify, 2010.

Acordes e inversões;

DONDIS, Donis. A sintaxe da linguagem visual. 2. ed. São Paulo:
Martins Fontes, 1997.

Classificação da voz humana;

ARTES VISUAIS. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural. Disponível
em:
.

Texturas;

Compassos;
Formas musicais básicas;
Timbres e naipes instrumentais;
Gêneros, períodos e estilos da história da música ocidental, repertório
e compositores;

GOMBRICH, Ernest Hans. A história da arte. Tradução Álvaro
Cabral. 16. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1999.

Ditados rítmicos (a uma e duas vozes), melódicos (a uma e duas
vozes) e harmônicos;

GOMES FILHO, João. Gestalt do objeto: sistema de leitura visual
da forma. 2. ed. São Paulo: Escrituras, 2000.

Modos eclesiásticos;

JANSON, Horst Woldemar; JANSON, Anthony F. Iniciação à história
da arte. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

Análise harmônica.

MASSIRONI, Manfredo. Ver pelo desenho: aspectos técnicos,
cognitivos, comunicativos. São Paulo: Martins Fontes, 1982.

Bibliografia:

PEDAGOGIA CIDADÃ. Cadernos de formação: Artes. São Paulo:
ED. UNESP, Pró-reitoria de Graduação, 2004.

BENNETT, Roy. Instrumentos da orquestra. Rio de Janeiro: Jorge
Zahar, 1985.

PEDROSA, Israel. Da cor à cor inexistente. 10. ed. Rio de Janeiro:
Senac, 2009.

______.Forma e estrutura na música. Rio de Janeiro: Jorge Zahar,
1986.

WONG, Wucius. Princípios de forma e desenho. São Paulo: Martins
Fontes, 1998.

BENWARD, Bruce; KOLOSICK, J. Timothy. Ear training: a technique
for listening. Boston: Mc Graw Hill, 2005.

Os livros encontram-se disponíveis na biblioteca do Instituto de Artes.

CARR, Maureen; BENWARD, Bruce. Percepção musical 2: leitura
cantada à primeira vista. Tradução de Adriana Lopes da Cunha
Moreira. São Paulo: Edusp/UNICAMP, 2011.

Material

GRIFFITHS, Paul. A música moderna: uma história concisa e
ilustrada de Debussy a Boulez. Rio de Janeiro: Jorge Zahar,
1998.

O candidato deverá comparecer à prova munido de lápis 6B, 3B e
HB, lápis de cor, canetas esferográficas, apontador de lápis, tesoura,
estilete e cola. Outros além destes são opcionais.

GROUT, Donald Jay; PALISCA, Claude V. História da música
ocidental. Tradução de Ana Maria Faria. Lisboa: Gradiva, 1988.

Atenção: Comparecer munido da cédula de identidade.
A VUNESP fornecerá papel Canson A-3.

HINDEMITH, Paul. Treinamento elementar para músicos. São
Paulo: Ricordi, 1988.

Em cada proposta poderá ser solicitada a utilização de um
determinado tipo de material para avaliação de seu uso.

JACCHIERI, Hermes e PINTO, Theophilo. Notas introdutórias:
exercícios de teoria musical. São Paulo: Theophilo A. Pinto,
2007.

Encontram-se no site do Instituto de Artes (www.ia.unesp.br) a
prova de habilidades do curso de Artes Visuais do Vestibular anterior,
bem como informações adicionais para orientação de estudos aos
candidatos.

KIEFER, Bruno. História da música brasileira. Porto Alegre:
Movimento, 1982.
______.História e significado das formas musicais. Porto Alegre:
Movimento, 1981.

D ­ PROVA DE HABILIDADES MUSICAIS DO CURSO DE
LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO MUSICAL (IA-São Paulo)

KRAFT, Leo. A new approach to ear training. 2th ed. New York:
Norton, 1999.

A Prova de Habilidades Musicais terá dois componentes que serão
realizados em dois dias:
II. Prova Técnico-Interpretativa e Leitura à Primeira Vista.

KRAFT, Leo; BERKOWITZ, Sol; FONTRIER, Gabriel; SMALDONE,
Edward; e GOLDSTEIN, Perry. A New Approach to Sight
Singing. 5th ed. New York: Norton, 2010.

A nota final da Prova de Habilidades Musicais será o resultado da

KOSTKA, Stefan; PAYNE, Dorothy. Introduction to triads and

I. Prova de Teoria e Percepção Musical;

36

seventh chords. In: ______. Tonal Harmony. 4th ed. New York:
McGraw Hill, 1999. cap. 3, p. 44-60.

Percepção Musical (Caderno 1): 1 hora e quinze minutos;
Teoria Musical (Caderno 2): 1 hora e trinta minutos.

______, Diatonic chords in major and minor keys. In: ______. Tonal
Harmony. 4th ed. New York: McGraw Hill, 1999. cap. 4, p. 6172.

Haverá um intervalo de 15 minutos entre cada etapa.
O objetivo é avaliar o conhecimento dos tópicos listados no Programa.
Serão considerados:

______. Harmonic progression. In: ______. Tonal Harmony. 4th ed.
New York: McGraw Hill, 1999. cap. 7, p. 105-123.

- identificação e análise áudio-perceptiva de parâmetros e estruturas
musicais básicos;

______, Triads in first inversion. In: ______. Tonal Harmony. 4th ed.
New York: McGraw Hill, 1999. cap. 8, p. 124-143.

- domínio dos elementos fundamentais da escrita musical.

______. Triads in second inversion. In: ______. Tonal Harmony. 4th
ed. New York: McGraw Hill, 1999. cap. 9, p. 144-155.

Programa:

MED, Bohumil. Teoria da música. 4. ed. rev. e ampl. Brasília:
Musimed, 1996.

Parâmetros do som: altura, duração, timbre e intensidade;

NEVES, José Maria. Música contemporânea brasileira, São Paulo:
Ricordi, 1981.

Escalas e tonalidades maiores e menores;

Intervalos;
Acordes e inversões;

SALLES, Paulo de Tarso. Aberturas e impasses: o pós-modernismo
na música e seus reflexos no Brasil 1970-1980. São Paulo:
Edunesp, 2005.

Compassos;
Classificação da voz humana;

Os livros encontram-se disponíveis na biblioteca do Instituto de Artes.

Formas musicais básicas;
Texturas;

II ­ PROVA TÉCNICO-INTERPRETATIVA e LEITURA À PRIMEIRA
VISTA

Timbres e naipes instrumentais;
Gêneros, períodos e estilos da história da música ocidental, repertório
e compositores;

Duração da prova: Máximo de 15 minutos por candidato.
O objetivo é avaliar as habilidades técnicas básicas, a prontidão na
entoação e na leitura musical e o potencial musical do candidato ao
executar o repertório da prova.

Ditados rítmicos (a uma e duas vozes), melódicos (a uma e duas
vozes) e harmônicos;
Modos eclesiásticos;

a) O candidato deverá executar uma peça de livre escolha, do
repertório erudito ou popular. Uma cópia da partitura a ser executada
deverá ser entregue para a Banca Examinadora, no momento da
prova. Se julgar necessário, o candidato deverá providenciar um
acompanhador.

Análise harmônica.
Bibliografia:
BENNETT, Roy. Instrumentos da orquestra. Rio de Janeiro: Jorge
Zahar, 1985.

Um piano e uma bateria estarão à disposição do candidato. Caso
opte por um outro instrumento, o candidato deverá trazê-lo, inclusive
amplificador, se necessário. A Banca Examinadora poderá ouvir
somente trechos do repertório.

______. Forma e estrutura na música. Rio de Janeiro: Jorge Zahar,
1986.
BENWARD, Bruce; KOLOSICK, J. Timothy. Ear training: a technique
for listening. Boston: Mc Graw Hill, 2005.

b) O candidato deverá escolher e cantar, a cappella, uma das 3
canções, de acordo com a transcrição encontrada no livro 500 Canções
Brasileiras, de Ermelinda A. Paz.

CARR, Maureen; BENWARD, Bruce. Percepção musical 2: leitura
cantada à primeira vista. Tradução de Adriana Lopes da Cunha
Moreira. São Paulo: Edusp/UNICAMP, 2011.

1. Folia de Reis (São Paulo), nº 347
2. Correnteza (Maranhão), nº 420

GRIFFITHS, Paul. A música moderna: uma história concisa e
ilustrada de Debussy a Boulez. Rio de Janeiro: Jorge Zahar,
1998.

3. Cantiga do Cego (Bom Jesus da Lapa), nº 452
PAZ, Ermelinda Azevedo. 500 canções brasileiras. Rio de Janeiro :
Luis Bogo Editor, 1989.

GROUT, Donald Jay; PALISCA, Claude V. História da música
ocidental. Lisboa: Gradiva, 1988.

Este livro encontra-se disponível na biblioteca do Instituto de Artes.

HINDEMITH, Paul. Treinamento elementar para músicos. São
Paulo: Ricordi, 1988.

c) O candidato deverá cantar à primeira vista, uma melodia que lhe
será entregue no momento da prova, pela Banca Examinadora.

JACCHIERI, Hermes e PINTO, Theophilo. Notas introdutórias:
exercícios de teoria musical. São Paulo: Theophilo A. Pinto,
2007.

E­ PROVA DE HABILIDADES MUSICAIS DO CURSO DE
BACHARELADO EM MÚSICA ­ HABILITAÇÃO EM COMPOSIÇÃO
OU REGÊNCIA (IA/São Paulo)

KIEFER, Bruno. História da música brasileira. Porto Alegre:
Movimento, 1982.

A Prova de Habilidades Musicais terá dois componentes:

______.História e significado das formas musicais. Porto Alegre:
Movimento, 1981.

I. Prova de Teoria e Percepção Musical;
II. Prova de Composição ou Prova de Regência.

KRAFT, Leo. A new approach to ear training. 2th ed. New York:
Norton, 1999.

Os candidatos que optarem pela Habilitação em Composição deverão
realizar as provas de Teoria e Percepção Musical e de Composição.
Aqueles que optarem pela Habilitação em Regência deverão realizar as
provas de Teoria e Percepção Musical e de Regência.

KRAFT, Leo; BERKOWITZ, Sol; FONTRIER, Gabriel; SMALDONE,
Edward; e GOLDSTEIN, Perry. A New Approach to Sight
Singing. 5th ed. New York: Norton, 2010.

A nota final da Prova de Habilidades Musicais será ponderada, com
peso 1 para a prova de Teoria e Percepção Musical e peso 2 para a
prova de Composição ou Regência.

KOSTKA, Stefan; PAYNE, Dorothy. Introduction to triads and
seventh chords. In: ______. Tonal Harmony. 4th ed. New York:
McGraw Hill, 1999. cap. 3, p. 44-60.

A nota mínima para classificação será 30 pontos em cada avaliação.

______, Diatonic chords in major and minor keys. In: ______. Tonal
Harmony. 4th ed. New York: McGraw Hill, 1999. cap. 4, p. 6172.

I ­ PROVA DE TEORIA E PERCEPÇÃO MUSICAL

______. Harmonic progression. In: ______. Tonal Harmony. 4th ed.
New York: McGraw Hill, 1999. cap. 7, p. 105-123.

O candidato deverá comparecer à prova munido de caneta, lápis e
borracha.

______, Dorothy. Triads in first inversion. In: ______. Tonal Harmony.
4th ed. New York: McGraw Hill, 1999. cap. 8, p. 124-143.

A prova será dividida em duas etapas:
Percepção Musical (Caderno 1)

______. Triads in second inversion. In: ______. Tonal Harmony. 4th
ed. New York: McGraw Hill, 1999. cap. 9, p. 144-155.

Teoria Musical (Caderno 2)
Duração de cada etapa da prova:

MED, Bohumil. Teoria da música. 4. ed. rev. e ampl. Brasília:

37

Musimed, 1996.

1974, p. 197.
b) Des PRÈS, J. Agnus Dei II da Missa de Beata Virgine. In _____, Das
Chorwerk, Volume 42 Josquin des Prés Missa de Beata Virgine.
Editado por Friedrich Blume. Möseler Verlag Wolfenbüttel.
Kiel, 1936, p. 38.

NEVES, José Maria. Música Contemporânea Brasileira, São Paulo:
Ricordi, 1981.
SALLES, Paulo de Tarso. Aberturas e impasses: o pós-modernismo
na música e seus reflexos no Brasil 1970-1980. São Paulo:
Edunesp, 2005.

c) Uma obra coral a cappella, de livre escolha;

Os livros encontram-se disponíveis na biblioteca do Instituto de Artes.

d) Uma peça de livre escolha: solo instrumental ou ária para voz
(original), de curta duração.

II ­ PROVA DE COMPOSIÇÃO

No ato da prova, A Banca Examinadora selecionará e solicitará ao
candidato:

Duração da prova: 2 horas

1. Reger trechos das peças constantes da lista de obras, que serão
executadas ao piano pelo correpetidor;

O candidato deverá comparecer à prova com caneta, lápis e borracha.
O objetivo é avaliar os conhecimentos do candidato em composição
musical mediante prova e proposta de atividades a serem fornecidas no
momento da prova.

2. Cantar uma parte vocal de uma das peças do programa, na língua
original ou solfejando com nomes de notas;
3. Executar a redução de trecho de uma dessas peças, em
instrumento harmônico;

Serão considerados:
1. Conhecimento de formas, estruturas musicais;

4. Executar a peça de livre escolha, em seu próprio instrumento ou
voz, para demonstrar proficiência interpretativa.

2. Conhecimento de procedimentos e técnicas de composição:
noções gerais contraponto, cânones, tema e variação, dodecafonismo;

O candidato deverá apresentar, no ato da prova, duas cópias da peça
de livre escolha. Um piano estará à disposição do candidato e, caso
opte por outro instrumento, o candidato deverá trazê-lo.

3. Conhecimento de instrumentação: tessitura, timbre e transposições;
4. Conhecimento de repertório;

A Banca Examinadora avaliará os seguintes quesitos:

5. Conhecimento de conceitos ligados à história da composição
musical;

1. Técnica de gestos;

6. Potencial criativo.

2. Domínio do repertório estudado, no que concerne a:
a) Tempos e andamentos

Bibliografia

b) Dinâmicas

ADORNO, Theodor Wiesengrund. Filosofia da nova música.
Tradução de Magda França. São Paulo: Perspectiva, 1974.
(Coleção Estudos, 26).

c) Agógica
d) Texto

BARRAUD, Henri. Para compreender as músicas de hoje. 3. ed.
São Paulo: Perspectiva, 1997. (Coleção Signos: Música, 1).

F ­ PROVA DE HABILIDADES MUSICAIS DO CURSO DE
BACHARELADO EM MÚSICA ­ Habilitação em CANTO ERUDITO
e em INSTRUMENTO: Cordas (Contrabaixo Acústico, Viola, Violino e
Violoncelo), Percussão, Sopros (Clarineta, Flauta, Instrumento Antigo e
Oboé), Teclados (Órgão Tubular e Piano) e Violão. (IA/São Paulo)

BERIO, Luciano. Entrevista sobre a música contemporânea.
Realizada por Rossana Dalmonte. Rio de Janeiro: Civilização
Brasileira, 1988. (Coleção Ensaios: Debates: Entrevistas. 5).
BOULEZ, Pierre. A música hoje. São Paulo: Perspectiva, 1972.

A Prova de Habilidades Musicais terá dois componentes e serão
realizadas em 2 dias:

______. Apontamentos de aprendiz. São Paulo: Perspectiva, 1995.
JEPPESEN, Knud. Counterpoint: the polyphonic vocal style of the
sixteenth century. New York: Dover, 1992.

I. Prova de Teoria e Percepção Musical;
II. Prova Técnico-Interpretativa.

LEIBOWITZ, René. Schoenberg. São Paulo: Perspectiva, 1981.

A nota final da Prova de Habilidades Musicais será ponderada, com
peso 1 para a prova de Teoria e Percepção Musical e peso 2 para a
prova Técnico-Interpretativa.

MENEZES, Flo. Música eletroacústica: história e estéticas. 2. ed.
São Paulo: Edusp, 2009.
______. Atualidade estética da música eletroacústica. São Paulo:
UNESP, 1999.

A nota mínima para classificação será 30 pontos em cada avaliação.

______. Apoteose de Schoenberg: tratado sobre as entidades
harmônicas. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Ateliê Editorial, 2002.

I ­ PROVA DE TEORIA E PERCEPÇÃO MUSICAL
O candidato deverá comparecer à prova munido de caneta, lápis e
borracha.

______. A acústica musical em palavras e sons.______. Matemática
dos afetos: Tratado de (Re)composição Musical. São Paulo:
Edusp, 2013.

A prova será dividida em duas etapas:
Percepção Musical (Caderno 1)

PISTON, Walter. Orquestación. Madrid: Real Musical, 1984.

Teoria Musical (Caderno 2)

SCHOENBERG, Arnold. Fundamentos da composição musical.
São Paulo: Edusp, 1991.

Duração de cada etapa da prova:
Percepção Musical (Caderno 1): 1 hora e quinze minutos;

______. Harmonia. São Paulo: UNESP, 2001.

Teoria Musical (Caderno 2): 1 hora e trinta minutos.

STRAUS, Joseph Nathan. Introdução à Teoria Pós-tonal. São
Paulo: UNESP, 2014

Haverá um intervalo de 15 minutos entre cada etapa.

STRAVINSKI, Igor. Poética musical em seis lições. Rio de Janeiro:
Jorge Zahar, 1996.

O objetivo é avaliar o conhecimento dos tópicos listados no Programa.

WEBERN, Anton. O caminho para a música nova. São Paulo: Novas
Metas, 1984.

- identificação e análise áudio-perceptiva de parâmetros e estruturas
musicais básicos;

Serão considerados:

Os livros encontram-se disponíveis na biblioteca do Instituto de Artes.

- domínio dos elementos fundamentais da escrita musical.

III ­ PROVA DE REGÊNCIA

Programa:
Parâmetros do som: altura, duração, timbre e intensidade;

Duração da prova: Máximo de 15 minutos por candidato. A avaliação
será individual. Haverá um piano e um pianista correpetidor à disposição
durante as provas. A Banca Examinadora poderá ouvir as peças na
íntegra ou somente trechos do repertório.

Intervalos;
Escalas e tonalidades maiores e menores;
Acordes e inversões;

O candidato deverá preparar o seguinte repertório na integra:

Compassos;

a) BACH, J. S. Befiehl du deine Wege. Choralin BACH, J .S. MatthäusPassion. BWV 244. Bärenteiter Urtext, Kassel, Basel, London,

Classificação da voz humana;
Formas musicais básicas;

38

Texturas;

c) Uma canção brasileira do repertório erudito;

Timbres e naipes instrumentais;

d) Uma ária de ópera;

Gêneros, períodos e estilos da história da música ocidental, repertório
e compositores;

e) Uma peça moderna do repertório erudito composta nos séculos
XX ou XXI.

Ditados rítmicos (a uma e duas vozes), melódicos (a uma e duas
vozes) e harmônicos;

2. Realizar a leitura à primeira vista de uma peça que será entregue
pela Banca Examinadora no momento da prova.

Modos eclesiásticos;

O candidato deverá entregar 1 cópia das partituras para a Banca
Examinadora e providenciar seu próprio pianista acompanhador.

Análise harmônica.

A Banca Examinadora selecionará, no momento da avaliação, as
peças que deverão ser apresentadas. Levará em consideração o grau
de dificuldade do repertório escolhido pelo candidato e poderá optar
por ouvir trechos do repertório.

Bibliografia:
BENNETT, Roy. Instrumentos da orquestra. Rio de Janeiro: Jorge
Zahar, 1985.

INSTRUMENTO ­ CORDAS: Contrabaixo Acústico, Viola, Violino
e Violoncelo

______. Forma e estrutura na música. Rio de Janeiro: Jorge Zahar,
1986.

O candidato deverá trazer seu próprio instrumento (contrabaixo
acústico, viola, violino, violoncelo) e arco. Deverá executar na íntegra o
seguinte repertório:

BENWARD, Bruce; KOLOSICK, J. Timothy. Ear training: a technique
for listening. Boston: Mc Graw Hill, 2005.
CARR, Maureen; BENWARD, Bruce. Percepção musical 2: leitura
cantada à primeira vista. Tradução de Adriana Lopes da Cunha
Moreira. São Paulo: Edusp/UNICAMP, 2011.

1. Uma escala em 3 oitavas e seu respectivo arpejo em 3 oitavas.
(A banca examinadora escolherá a tonalidade da escala e arpejo e
solicitará arcadas, andamentos e ritmos diversos a serem aplicadas à
escala e ao arpejo no momento da prova).

GRIFFITHS, Paul. A música moderna: uma história concisa e
ilustrada de Debussy a Boulez. Rio de Janeiro: Jorge Zahar,
1998.

2. Um estudo:
Violino: estudo número 8 em Mi Maior de Rodolphe Kreutzer.
Numeração de acordo com a Editora Internacional.

GROUT, Donald Jay; PALISCA, Claude V. História da música
ocidental. Tradução de Ana Maria Faria. Lisboa: Gradiva, 1988.

Viola: estudo número 8 em Lá Maior de Rodolphe Kreutzer. Numeração
de acordo com a Editora Internacional.

HINDEMITH, Paul. Treinamento elementar para músicos. São
Paulo: Ricordi, 1988.

Violoncelo: estudo 34 em Fá Maior, dos 40 Estudos para Violoncelo
de D. Popper.

JACCHIERI, Hermes e PINTO, Theophilo. Notas introdutórias:
exercícios de teoria musical. São Paulo: Theophilo A. Pinto,
2007.

Contrabaixo acústico: Estudo número 5 em Ré Maior (Moderato) da
seção sobre Cordas Duplas "Double Stopping" do New Method for
Double Bass vol. 2 de F. Simandl.

KIEFER, Bruno. História da música brasileira. Porto Alegre:
Movimento, 1982.

3. Um concerto:

______.História e significado das formas musicais. Porto Alegre:
Movimento, 1981.

Violino: dois movimentos contrastantes, a escolher entre W. A. Mozart
Concerto número 5 em Lá Maior; F. Mendelssohn ou Max Bruch.

KRAFT, Leo. A new approach to ear training. 2th ed. New York:
Norton, 1999.

Viola: dois movimentos contrastantes, a escolher entre o Concerto
em dó menor de J. C. Bach, Concerto em Ré Maior de F. A. Hoffmeister
e o Concerto Op. 1 em Ré Maior de C. Stamitz.

KRAFT, Leo; BERKOWITZ, Sol; FONTRIER, Gabriel; SMALDONE,
Edward; e GOLDSTEIN, Perry. A New Approach to Sight
Singing. 5th ed. New York: Norton, 2010.

Violoncelo: dois movimentos contrastantes a escolher entre F. J.
Haydn em Dó Maior, C. Saint-SaensLalo.

KOSTKA, Stefan; PAYNE, Dorothy. Introduction to triads and
seventh chords. In: ______. Tonal Harmony. 4th ed. New York:
McGraw Hill, 1999. cap. 3, p. 44-60.

Contrabaixo acústico: os dois primeiros movimentos do Concerto em
Mi Maior de Dittersdorf, edição Tobias Gloeckler, editora G Henle Verlag,
sem cortes e sem cadências (pode ser executado em Ré Maior).

______, Diatonic chords in major and minor keys. In: ______. Tonal
Harmony. 4th ed. New York: McGraw Hill, 1999. cap. 4, p. 6172.

4. Uma peça para leitura à primeira vista, que será entregue ao
candidato pela Banca Examinadora no momento da prova.
A Banca Examinadora poderá optar por ouvir trechos do repertório.

______. Harmonic progression. In: ______. Tonal Harmony. 4th ed.
New York: McGraw Hill, 1999. cap. 7, p. 105-123.

Não há necessidade de pianista acompanhador.

______, Dorothy. Triads in first inversion. In: ______. Tonal Harmony.
4th ed. New York: McGraw Hill, 1999. cap. 8, p. 124-143.

PERCUSSÃO

______. Triads in second inversion. In: ______. Tonal Harmony. 4th
ed. New York: McGraw Hill, 1999. cap. 9, p. 144-155.

O candidato deverá executar na íntegra o seguinte repertório:
1. Caixa: rulos e o Estudo Nº. 24 de PETERS, Mitchell. Estudo n.
24. In: ______. Advanced Snare Drum Studies. Los Angeles; Califórnia,
Mitchell Peters, 1971.

MED, Bohumil. Teoria da música. 4. ed. rev. e ampl. Brasília:
Musimed, 1996.
NEVES, José Maria. Música contemporânea brasileira, São Paulo:
Ricordi, 1981.

2. Teclado: um solo de livre escolha.
3. Leitura à primeira vista: caixa e teclados.

SALLES, Paulo de Tarso. Aberturas e impasses: o pós-modernismo
na música e seus reflexos no Brasil 1970-1980. São Paulo:
Edunesp, 2005.

O candidato deverá entregar 1 cópia das partituras para a Banca
Examinadora e trazer as baquetas dos respectivos instrumentos. A
Banca Examinadora levará em consideração o grau de dificuldade do
repertório escolhido pelo candidato e poderá optar por ouvir trechos
do repertório.

Os livros encontram-se disponíveis na biblioteca do Instituto de Artes.
II ­ PROVA TÉCNICO-INTERPRETATIVA

SOPROS: Clarineta, Flauta, Instrumento Antigo (flauta doce) e Oboé.

Duração da prova: Máximo de 15 minutos por candidato.

O candidato deverá trazer seu próprio instrumento e executar na
íntegra o seguinte repertório:

O objetivo é avaliar as habilidades técnicas básicas, a musicalidade
e o potencial criativo do candidato ao executar o repertório da prova.

1. Escalas maiores e menores na extensão do instrumento.
(A banca examinadora escolherá a tonalidade das escalas e os
andamentos no momento da prova).

CANTO ERUDITO
O candidato deverá

2. Um estudo técnico a escolha do candidato.

1. Preparar o seguinte repertório, na íntegra e de memória:

3. Uma peça:

a) Uma ária antiga italiana;

Clarineta:

b) Uma canção em alemão ou francês do repertório erudito;

39

2. H. Villa Lobos: Estudo n°. 2, de 12 Estudos, manuscrito de 1928,
disponível em

a) W. A. Mozart ­ Concerto em Lá, KV 622, 1º movimento (não é
necessário o uso da clarineta em Lá);
b) escolher entre a cadência do Concerto para Clarineta e Cordas de
Aaron Copland, compasso 115 até 120 ou o 1º movimento do Concerto
para Clarineta e Orquestra número 1, em Dó Menor, op. 26, de Louis
Spohr.

http://imslp.org/wiki/12_Estudos,_W235_(Villa-Lobos,_Heitor)
O candidato deverá entregar 1 cópia da partitura do movimento
da sonata para a Banca Examinadora. A Banca Examinadora levará
em consideração o grau de dificuldade do repertório escolhido pelo
candidato, o nível de execução e poderá optar por ouvir trechos do
repertório.

Flauta: Bernhard Romberg ­ Concerto para Flauta op. 30 (17). Edição
Kunzelmann.
Instrumento antigo: um Concerto ou uma Sonata do período Barroco;
Oboé - W. A. Mozart ­ Concerto em Dó Maior ou F. J. Haydn Concerto em Dó Maior.

G - PROVA DE HABILIDADES DO CURSO DE ARQUITETURA E
URBANISMO (FAAC/Bauru)

4. Uma peça para leitura à primeira vista, que será entregue ao
candidato pela Banca Examinadora no momento da prova.

A prova de habilidades terá duas partes: Desenho de Observação e
Desenho de Criação. As partes terão duração de duas horas cada uma:

O candidato deverá entregar 1 cópia das partituras para a Banca
Examinadora. Se julgar necessário, o candidato deverá providenciar o
pianista acompanhador. A Banca Examinadora levará em consideração
o grau de dificuldade do repertório escolhido pelo candidato e poderá
optar por ouvir trechos do repertório.

13h00 às 15h00 ­ 1ª parte ­ Desenho de Observação
16h00 às 18h00 ­ 2ª parte ­ Desenho de Criação
Serão classificados os candidatos com nota superior a zero.
1. Desenho de Observação.
Reprodução real de objeto(s). Serão avaliados: composição,
enquadramento no campo, textura, luz e sombra, perspectiva e
proporção.

TECLADOS (Órgão Tubular e Piano)
O candidato deverá executar na íntegra o seguinte repertório:

O material a ser utilizado deverá ser exclusivamente lápis preto e/ou
grafite integral, a ser trazido pelo candidato.

1. J. S. Bach: Um Prelúdio e Fuga; um Prelúdio Coral;
2. Uma peça de livre escolha;

2. Desenho de Criação.

3. Uma peça para leitura à primeira vista, que será entregue ao
candidato pela Banca Examinadora no momento da prova.

Criação de um desenho a partir de objeto(s) distribuído(s) na primeira
parte da prova (desenho de observação). Serão avaliados os aspectos
de criação, a coerência com o tema proposto, assim como a técnica
no manuseio do material. O uso da cor será obrigatório nesta parte da
prova. O material (lápis de cor e canetas hidrográficas coloridas) deverá
ser trazido pelo candidato.

O candidato deverá entregar 1 cópia das partituras para a Banca
Examinadora. A Banca Examinadora levará em consideração o grau de
dificuldade do repertório escolhido pelo candidato e poderá optar por
ouvir trechos do repertório.
Piano

A Vunesp fornecerá papéis específicos para a realização da prova.

O candidato deverá executar, na íntegra e de memória, o seguinte
repertório:

H - PROVA DE HABILIDADES DO CURSO DE DESIGN - Habilitação
em Design Gráfico e Design do Produto (FAAC ­ Bauru)

1. C. Czerny: Estudo op. 740 nº 31, em Lá Menor. Edição Schirmer;
2. J. S. Bach: Um Prelúdio e Fuga do Cravo Bem Temperado;

A prova terá duas partes: Desenho de Observação e Desenho de
Criação.

3. O primeiro movimento de uma Sonata a escolher entre Haydn,
Mozart (exceto KV 282 [189g] e KV 545) e Beethoven (exceto op. 13,
op.27 nº 2, op. 49 nºs. 1 e 2 e op.79);

As partes terão duração de duas horas cada uma:
13h00 às 15h00 ­ 1ª parte ­ Desenho de Observação

4. F. Chopin: uma Mazurca a escolher entre as seguintes: op.7 nº. 2,
op.17 nºs. 2 e 3, op.24 nºs. 1 e 3;

16h00 às 18h00 ­ 2ª parte ­ Desenho de Criação
Serão classificados os candidatos com nota superior a zero.

5. Técnica Pura: será solicitada em uma tonalidade escolhida pela
banca.

1. Desenho de Observação.
Reprodução real de objeto(s). Serão avaliados: composição,
enquadramento no campo, textura, luz e sombra, perspectiva e
proporção.

a) Escalas diatônicas maiores e menores:
- Movimento direto com distância de oitava, terça e sexta entre
as mãos (conforme exercício nº 39 de Hanon publicado pela Ricordi
Brasileira).

2. Desenho de Criação.
Criação de desenho a partir de objeto(s) distribuído(s) na primeira
parte da prova (desenho de observação). Serão avaliados os aspectos
de criação, a coerência com o tema proposto, assim como a técnica no
manuseio do material.

- Movimento contrário com distância de oitava, terça e sexta ao
iniciar a escala (conforme exercício nº 40 de Hanon);
b) Escala cromática (conforme exercício nº 40 de Hanon).
c) Arpejos na tonalidade escolhida pela Banca (maiores e menores):

O candidato deverá comparecer munido dos seguintes materiais:
lápis HB, 2B, 6B, lápis de cores diversas e borracha.

- sobre uma tônica e suas inversões, (conforme exercício nº 41 de
Hanon);

A Vunesp fornecerá papéis específicos para a realização da prova.

- sobre o acorde de sétima de dominante e suas três inversões
(conforme exercício nº 42 de Hanon);

I ­ PROVA DE HABILIDADES DO CURSO DE ARTES VISUAIS
(BACHARELADO/LICENCIATURA)

6. Uma peça para leitura à primeira vista, que será entregue ao
candidato pela Banca Examinadora no momento da prova.

FAAC/Bauru

Não serão aceitas transcrições facilitadas de nenhuma obra do
repertório solicitado.

A Prova de Habilidades constará de duas etapas (teórica e prática),
com duração máxima de 2 horas cada uma.

A Banca Examinadora poderá optar por ouvir trechos do repertório.

A nota final da Prova de Habilidades do Curso de Artes Visuais será
o resultado da média aritmética das notas dos dois componentes
(Provas 1 e 2). O candidato que obtiver nota zero em qualquer um dos
componentes será desclassificado.

Recomenda-se a utilização de edições Urtext (texto original do
compositor) para a preparação das obras solicitadas nos itens 2, 3 e 4.
VIOLÃO
O candidato deverá trazer seu próprio instrumento e executar na
íntegra o seguinte repertório:

1. PROVA TEÓRICA (primeira parte)
Na prova teórica o candidato será avaliado de acordo com seu
conhecimento sobre arte moderna e contemporânea, brasileira e
internacional. Serão avaliados o domínio do candidato quanto a sua
capacidade para desenvolver e interpretar conhecimentos em:

1. Napoléon Coste: Estudo nº. 22, de 25 Estudos op.38, disponível
em
http://imslp.org/wiki/25_Etudes_for_Guitar,_Op.38_(Coste,_
Napoléon)

HISTÓRIA DA ARTE (com ênfase na arte nos séculos XX e XXI)
TEORIA DA LINGUAGEM VISUAL

40

ANEXO IV

2 ­ PROVA PRÁTICA (segunda parte)
Na prova prática o candidato deverá realizar desenhos de observação
e de criação nas quais serão avaliados os seguintes aspectos:
- DESENHO DE OBSERVAÇÃO.

D E C L A R A Ç Ã O

Observação e registro gráfico, soluções de enquadramento, uso da
valorização da linha, das superfícies e dos volumes, da proporção e da
perspectiva intuitiva.

Eu, ___________________________________________________________,

- PLÁSTICA.

abaixo assinado, de nacionalidade ______________________________,

Utilização dos fundamentos básicos da Linguagem Visual, tais como:
composição ritmo, equilíbrio, movimento, centro de atenção, figurafundo e teoria da cor.

nascido(a) em ____/____/______, no município de ________________
_______________________, estado ______________________________,

- INTERPRETAÇÃO E CRIAÇÃO.
Interpretação e solução plástica com determinado material solicitado
para uma proposta visual, verbal ou sonora.

filho(a) de ______________________________________________________
e

Material:

de

______________________________________________________,

estado civil __________________________________________, residente

O candidato deverá comparecer à prova munido de lápis 6B, 3B e
HB, lápis de cor, canetas esferográficas (3 cores + preta), régua (30 cm),
borracha, apontador de lápis.

e domiciliado(a) à ______________________________________________,
CEP: ______________portador(a) da cédula de identidade

A VUNESP fornecerá papel Canson A-3.

(RG)

nº_____________________, expedida em ___/____/______, declaro, sob

Em cada proposta poderá ser solicitada a utilização de um
determinado tipo de material para avaliação de seu uso.

as penas da lei, que sou _________________ (preto ou pardo) e estou

Atenção: Comparecer munido da cédula de identidade.

ciente de que, em caso de falsidade ideológica, ficarei sujeito às

Bibliografia:

sanções prescritas no Código Penal* e às demais cominações legais

AMARAL, Aracy. Artes Plásticas na Semana de 22. 5.ed.ARGAN,
G. C. Arte moderna: do iluminismo aos movimentos contemporâneos.
AUMONT, Jacques. A imagem. 6.ed. Campinas: Papirus, 1993.

aplicáveis.
________________________, ______ de ____________________ de ______.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros
Curriculares Nacionais: arte. Secretaria de Educação
Fundamental ­ Brasília: MEC/SEF, 1997.
CHIARELLI, Tadeu. Arte Internacional Brasileira. São Paulo: Lemos
Editorial, 1999.

___________________________

__________________________________

Assinatura do(a) Candidato(a)

Assinatura do pai ou responsável no
caso de candidato(a) menor de idade

DEMPSEY, Amy. Estilos, escolas e movimentos: guia enciclopédico
da arte moderna. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.
DONDIS, Donis. A sintaxe da linguagem visual. 2.ed. São Paulo:
Martins Fontes, 2000.

*O Decreto Lei nº 2.848, de 07 de dezembro de 1940 Código Penal - Falsidade Ideológica

ENCICLOPÉDIA. Artes Visuais. www.itaucultural.org.br

Art. 299: omitir, em documento público ou particular, declaração que
dele devia constar, ou nele inserir declaração falsa ou diversa da que
devia ser escrita, com fim de prejudicar direito, criar obrigação ou
alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante:

GOMBRICH, Ernest Hans. A história da arte. 16.ed. Rio de Janeiro:
LTC, 1999.
JANSON, Horst Woldemar; JANSON, Anthony F. Iniciação à história
da arte. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

Pena - reclusão, de um a cinco anos, e multa, se o documento é
público, e reclusão de um a três anos, e multa, se o documento é
particular.

PEDROSA, Israel. Da cor à cor inexistente. 8.ed. Rio de Janeiro:
Léo Christiano Editorial Ltda, 2002.
WONG, Wucius. Princípios da forma e desenho. São Paulo: Martins
Fontes, 1998.

41

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA REDAÇÃO

·

·
·

A prova de redação tem o objetivo de avaliar a
capacidade de fundamentação e de conclusão, o
respeito ao tema definido, a clareza da exposição
de ideias e o domínio da norma culta na modalidade
escrita da língua portuguesa na elaboração de uma
dissertação;
A prova de redação terá, na sua correção, a atribuição
de nota de 0 a 28 pontos;
Serão considerados os seguintes critérios de
avaliação:

impõe um grau de formalidade que deve contribuir para
a interlocução definida acima. Em termos de coesão,
avalia-se a capacidade de o candidato utilizar os recursos
coesivos da língua (lexicais, sintáticos e semânticos:
anáforas, catáforas, repetições, substituições, etc.) de
modo a tornar a relação entre frases e períodos e entre
os parágrafos do texto mais clara e precisa.
· cada redação é avaliada por dois examinadores
independentes e, no caso de haver discrepância na
atribuição das notas, o texto é reavaliado por um
terceiro examinador independente. No caso de a
discrepância permanecer, a prova é avaliada pelos
Coordenadores da banca.
· A nota final da redação é calculada da seguinte
forma: nas situações em que a prova não passa por
uma terceira avaliação, a nota final é a média das
duas notas atribuídas; quando há terceira correção,
a nota final é a média das duas notas mais próximas;
quando a prova passa, ainda, pela avaliação da
coordenação da banca de examinadores, a nota final
é a média entre a nota dada pelos coordenadores e
a nota mais próxima dada por um dos três primeiros
examinadores.

A ­ Proposta e Abordagem do Tema: A leitura da
Proposta e da Coletânea deve ser o ponto de partida
para a elaboração do projeto de texto. Nesse critério,
portanto, avalia-se se o candidato cumpre o que está
sendo solicitado, posicionando-se frente à proposta e
levando em consideração os elementos da Coletânea.
Avalia-se, ainda, se o candidato compreende as
ligações de sentido existentes entre Tema e Coletânea,
demonstrando domínio do conjunto total das propostas
(textos de apoio, tema e comando com especificação da
tarefa a ser realizada);
B ­ Gênero/Tipo de Texto e Coerência: Neste critério,
avalia-se o desenvolvimento do tipo de texto dissertativo e
como a argumentação é construída. Isto é, avalia-se como
o candidato sustenta sua tese em termos argumentativos e
como esta argumentação está organizada, considerandose a macroestrutura do texto dissertativo (introdução,
desenvolvimento e conclusão). Assim, avalia-se, neste
critério, a presença de introdução (apresentação do
assunto abordado ou do ponto de vista a ser defendido),
de desenvolvimento (argumentação que sustente a
posição tomada) e de conclusão (término decorrente da
argumentação apresentada). Quando essas partes estão
presentes e efetivamente articuladas, percebe-se, no
texto, uma progressão temática. É importante dizer que
são avaliadas, também, a qualidade e a pertinência dos
argumentos, e a ausência de contradição entre as ideias
apresentadas. Por fim, avalia-se o tipo de interlocução
construída pelo texto: na medida em que se trata de
um tipo de texto em que o autor deve analisar, explicar,
avaliar e interpretar uma questão específica de modo a
convencer seu interlocutor de que o seu ponto de vista é
o melhor ponto de vista possível, faz-se necessária uma
ficcionalização construída a partir da interlocução entre
um enunciador que se mostra como a voz do bom-senso/
da verdade/da razão e um co-enunciador representado
como um auditório universal.

Será atribuída nota zero à redação que:
a) fugir ao tema e/ou gênero propostos;
b) apresentar nome, rubrica, assinatura, sinal, marca ou
informação não pertinente ao solicitado na proposta
da redação que possam permitir a identificação do
candidato;
c) estiver em branco;
d) apresentar textos sob forma não articulada
verbalmente (apenas com desenhos, números e/ou
palavras soltas e/ou em versos);
e) for escrita em outra língua que não a portuguesa;
f) apresentar letra ilegível e/ou incompreensível;
g) apresentar o texto definitivo fora do espaço reservado
para tal;
h) apresentar menos de 7 (sete) linhas (sem contar o título);
i) for composta integralmente por cópia de trechos da
coletânea ou de quaisquer outras partes da proposta.
Observações importantes
· Na aferição do critério de correção gramatical, o
candidato poderá valer-se das normas ortográficas
implementadas pelo Decreto Presidencial nº 6.583,
de 29 de setembro de 2008, alterado pelo Decreto nº
7.875, de 27 de dezembro de 2012: "A implementação
do Acordo obedecerá ao período de transição de 1°
de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2015, durante
o qual coexistirão a norma ortográfica atualmente em
vigor e a nova norma estabelecida."
· O espaço para rascunho no caderno de questões é
de preenchimento facultativo. Em hipótese alguma, o
rascunho elaborado pelo candidato será considerado na
correção da prova de redação pela Banca Examinadora.
· Em hipótese alguma o título da redação será
considerado na avaliação do texto.
· Textos que apresentarem trechos de cópia em meio a
trechos autorais poderão ser penalizados.

C ­ Elementos Linguísticos (Modalidade e Coesão):
Avalia-se, neste critério, o uso dos recursos formais
da língua portuguesa expressos na superfície textual:
as regras do padrão culto escrito da língua (regras
ortográficas,
morfológicas,
sintáticas).
Avalia-se,
também, a escolha lexical (precisão vocabular) e o grau
de formalidade/informalidade expressa em palavras e
expressões. É importante considerar que as propostas
definem que o texto deve ser escrito em norma-padrão
da língua portuguesa e que o gênero/tipo de texto
42