Página 1
!

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere

Lei Complementar nº 840/2011
Sobre a Teoria Geral do Regime Jurídico Estatutário do Direito Administrativo, marque
Certo ou Errado nas afirmações adiante.
1. Servidores públicos devem se submeter a regime jurídico híbrido, parcialmente instituído pela
Consolidação das Leis Trabalhistas.
2. Caberá a União editar lei geral para instituir o regime jurídico único dos servidores públicos civis
federais, estaduais, municipais e do Distrito Federal.
3. Segundo a Lei Complementar 840/2011, será entendido como servidor público exclusivamente
o agente público que possui cargo público efetivo.
4. Servidores públicos militares se submeterão ao mesmo regime jurídico aplicado aos civis.
5. Cargos públicos são criados por meio de lei junto aos órgãos, autarquias e fundações públicas
e poderão ser extintos por meio de decreto do Chefe do Poder Executivo, acaso encontrem-se
desocupados.
Acerca das regras jurídicas da Lei Complementar 840/2011 sobre o concurso público,
marque a assertiva correta.
6. Cargos públicos efetivos devem ser providos por meio de concurso público de provas ou provas
e títulos, cabendo em casos especiais, concurso apenas de títulos, em face o princípio da
eficiência.
7. O concurso público terá validade de até 2 anos, prorrogável uma única vez, a critério da
Administração. Uma vez prorrogado, o prazo da prorrogação será exatamente como o primeiro.
8. Até 20% das vagas dos concursos públicos do Distrito Federal serão reservadas a deficientes,
independente da compatibilidade das atribuições do cargo com as limitações que tais candidatos
possam apresentar.
9. O candidato aprovado em concurso público terá 5 dias, contados da publicação da nomeação,
para pedir seu reposicionamento para o final da lista de classificação.
10. Como regra, os candidatos em concurso público apenas terão expectativa de serem
nomeados pela Administração, ainda que tenham sido aprovados dentro do número de vagas
previstas no edital de convocação.
Cargos públicos são a menor parcela de atribuições e responsabilidades de órgãos,
autarquias e fundações autárquicas. Criados e extintos por lei, são divididos em cargos de
provimento efetivo e em comissão. Sobre os cargos em comissão, analise as assertivas a
seguir.
11. Os cargos em comissão são reservados exclusivamente a servidores efetivos, não havendo
concurso público para fins de provimento.
12. Percentual mínimo dos cargos em comissão serão reservados a servidores concursados, o
que no Distrito Federal corresponde a 50%.
13. Funções de confiança serão exercidas exclusivamente por servidores concursados que, sem
prejuízo da remuneração, deverão receber 80% de gratificação pela chefia, direção ou
assessoramento.
A respeito das funções de confiança, julgue os itens adiante, tendo como referência o
Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Distrito Federal.
www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 2
!

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere
14. As funções de confiança são atribuições de chefia, direção ou assessoramento reservadas
exclusivamente a servidores efetivos. A eles será assegurado, sem prejuízo da remuneração do
cargo efetivo, 100% de gratificação, espécie de vantagem pecuniária em face da natureza das
atividades exercidas.
15. Uma vez designado para uma função de confiança, o servidor público deverá entrar em
exercício na data em que o referido ato for publicado no Diário Oficial do Distrito Federal.
Sobre a nomeação, a posse e o exercício, avalie as assertivas a seguir, julgando como
Certa ou Errada.
16. A posse é a investidura no cargo público. Portanto, é correto afirmar que qualquer modalidade
de provimento, deverá ser sucedido de posse, como condição de validade.
17. Publicada a nomeação no Diário Oficial do Distrito Federal, a posse no cargo público deverá
ser realizada no prazo máximo de 30 dias, seja pessoalmente ou por meio de procuração com
poderes especiais, sob pena, do contrário, a nomeação perder seus efeitos jurídicos.
18. O servidor público do Distrito Federal que estiver usufruindo de férias, em caso de nomeação
para novo cargo efetivo, terá o prazo para posse contado a partir do término do referido
impedimento.
19. A despeito da nomeação para cargo efetivo não constituir um direito, caso a Administração
realize a nomeação do candidato, este terá direito a posse.
20. O candidato empossado em cargo público, pressupõe ter 18 anos completos, nível de
escolaridade exigido em lei, bem como o gozo dos direitos políticos.
21. No ato da posse, o candidato deverá apresentar declaração de acúmulo de cargos, empregos
ou funções públicas. Caso esteja provendo outro cargo na Administração Públicos do DF, tal
condição não o impedirá de tomar posse. Contudo, nos 5 dias úteis posteriores a posse, será
exigido o termo de vacância/exoneração ou de compatibilidade de horário, conforme o caso, como
"conditio" de entrada em exercício.
São impedimentos para entrar em exercício em cargo efetivo:
22. Ocupar cargo inacumulável sem comprovar a respectiva exoneração ou vacância ou ainda,
ocupar cargo acumulável sem comprovar a respectiva compatibilidade de horários.
23. Receber proventos de aposentadoria junto ao INSS sem comprovar opção por continuar
recebendo-o.
O estágio probatório corresponde ao período de 3 anos em que o servidor público efetivo
estará sendo avaliado no exercício das atribuições do seu cargo quanto a aptidão,
capacidade e eficiência. Sobre esse instituto, julgue as assertivas a seguir como Certas ou
Erradas.
24. (IADES/SES-DF/Técnico de Laboratório - Patologia/2014 - adequada) Durante o estágio
probatório, contados do efetivo exercício, serão avaliados os seguintes elementos de
desempenho: assiduidade, pontualidade, responsabilidade, disciplina, produtividade, iniciativa,
entre outros, a critério da Administração.
25. O servidor público estável, durante o estágio probatório, não poderá requerer sua recondução
ao cargo anteriormente ocupado. Assim, caso não deseje continuar no respectivo cargo público,
deverá pedir a respectiva exoneração.
26. O servidor público que enfrentar estágio probatório poderá ser nomeado ou designado,
conforme o caso, para qualquer cargo em comissão ou função de confiança dentro do quadro em
que é efetivo.

www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 3
!

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere
27. O estágio probatório não proíbe a cessão do servidor para outros quadros, desde que para
ocupar comissão de natureza especial ou de equivalente nível hierárquico, bem como haja a
suspensão do processo de avaliação.
28. Será defeso ao servidor em estágio probatório usufruir de licenças ou afastamentos não
remunerados durante o interstício, ressalvado serviço militar e mandato eletivo.
Sobre o processo de avaliação do estágio probatório do servidor público do Distrito
Federal, julgue.
29. Em caso de reprovação no estágio probatório, não será assegurado ao servidor público o
direito de se manifestar, na medida em que há prevalência do interesse público sobre o interesse
privado, bem como presunção de legitimidade das decisões administrativas.
30. Até o trigésimo mês do estágio probatório, a avaliação dos elementos de desempenho será
feita semestralmente, pela chefia imediata, com pontuação de zero a dez. Fica assegurado ao
servidor público o direito de ter as decisões administrativas devidamente motivadas, com o
propósito de ter viabilizado o exercício do contraditório e ampla defesa pela via de recurso
administrativo.
31. Como se trata de um processo administrativo que poderá instituir eventual litígio entre a
Administração e o servidor público, em todas as avaliações será assegurada a motivação das
decisões, o contraditório e a ampla defesa. Como direitos fundamentais decorrentes diretamente
do devido processo legal a ser preservado, é exigido do servidor público se fazer representar no
estágio probatório por advogado devidamente constituído.
32. A avaliação especial para aquisição da estabilidade será realizada por comissão especial 4
meses antes do término do estágio probatório. Uma vez reprovado, observados o contraditório e a
ampla defesa, o servidor público poderá ser reconduzido ao cargo anteriormente ocupado, desde
que possua estabilidade na Administração do Distrito Federal.
Provimento é o preenchimento de cargo públicos. Doutrinariamente são considerados
originários ou derivados, a depender de terem ou não como requisito de realização o
vínculo estatutário por meio de um cargo público efetivo. Sobre os provimentos, julgue os
itens a seguir, conforme as regras da Lei Complementar nº 840/2011.
33. Reintegração é a reinvestidura de servidores públicos, necessariamente estáveis, que tenham
sido demitidos ilicitamente. Ocorrerá no cargo anteriormente ocupado ou no resultante de sua
transformação, em face de anulação administrativa ou judicial, sem direito a indenização.
34. Reversão é o retorno do servidor aposentado ao cargo anteriormente ocupado ou no
resultante de sua transformação em decorrência da reabilitação do aposentado por invalidez,
insubsistência dos fundamentos da aposentadoria ou ainda, a pedido do próprio inativo, sendo
vedada em qualquer caso, quando alcançada a idade de 70 anos.
35. Recondução é o retorno do servidor necessariamente estável ao cargo anteriormente ocupado
em virtude de desistência ou reprovação no estágio probatório, devendo neste último caso ser
paga indenização ao agente público.
36. Aproveitamento é o retorno à atividade de servidor em disponibilidade assim que houver vaga,
necessariamente no cargo anteriormente ocupado ou no resultante da sua transformação, sendo
proibido o aproveitamento em outro cargo efetivo, ainda com atribuições e vencimentos
compatíveis ao anteriormente ocupado.
37. Extinto por lei um órgão e seus respectivos cargos, os servidores públicos estáveis deverão
ser colocados em disponibilidade com remuneração proporcional ao tempo de serviço, cujo valor
não será inferior a 1/3 da última remuneração percebida.

www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 4
!

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere
A remoção, a redistribuição e a substituição são atos administrativos tipificados na Lei
Complementar nº 840/2011 para viabilizar à Administração do DF gerir seus servidores para
atender determinadas demandas de serviço público. Sobre o tema, julgue as assertivas a
seguir.
38. Adrilles é servidor público na SEFAZ-DF. Foi definido como substituto de Fernando, titular de
um cargo em comissão desse órgão livremente nomeado como chefe de um determinado
departamento. Nesse caso, é correto afirmar que Adrilles foi regimentalmente escolhido como
interino de Fernando e, em caso de impedimentos deste, deverá substitui-lo, sem prejuízo das
funções de seu cargo efetivo.
39. Amanda é servidor pública efetiva no TC-DF. Por força de uma necessidade de interesse
público, o referido órgão está removendo de ofício Amanda, dentro do respectivo quadro, para
outro setor. Fica configurada, então, a ilicitude do deslocamento de Amanda, na medida em que a
remoção somente poderá ocorrer por meio de concurso, com a participação do sindicato em todas
as fases.
40. Cézar é servidor público da Secretaria de Estado de Justiça. Graças ao direito de petição, está
solicitando sua redistribuição para a Secretaria de Segurança Pública. Nessa hipótese, o pleito
deverá ser indeferido pelo Poder Público, na medida em que a redistribuição é do cargo e
somente poderá ocorrer de ofício, no exclusivo interesse da Administração, sempre no mesmo
Poder Estatal.
A CF/1988 proibiu o acúmulo de cargos, empregos e funções públicas em seu artigo 37,
incisos XVI e XVII. Entretanto, o constituinte fez determinadas ressalvas em que, uma vez
havendo compatibilidade de horários, o referido acúmulo torna-se legítimo. Sobre o tema,
marque a alternativa correta, consoante as regras da Lei Complementar nº 840/2011.
41. Será admissível o acúmulo de 2 cargos de professor na Administração Pública, mas não seus
respectivos proventos de aposentadoria.
42. É defeso o acúmulo de mais de um cargo, emprego ou função pública privativos de
profissionais de saúde, já que tais atribuições devem ser exercidas em regime de total dedicação
para não ocorrer eventual prejuízo aos interesses públicos.
43. Não será admissível o acúmulo de mais de um cargo em comissão ou função de confiança,
bem como um cargo em comissão com uma função de confiança, ressalva a situação de
interinidade.
44. Mariza atualmente encontra-se ocupando dois cargos públicos incalculáveis na Administração
Distrital. Um dos órgãos em que é servidora a notificou para que no prazo de 10 dias optasse em
qual dos cargos continuaria a dar provimento. Nesse caso, se Mariza não se manifestar nesse
prazo, será instaurado Processo Administrativo Disciplinar - PAD, hipótese em que no prazo da
defesa, ainda poderá se manifestar escolhendo qual cargo gostaria de continuar provendo.
De acordo com a Lei Complementar nº 840/2011, atribua Certo ou Errado aos conceitos a
seguir:
45. Vacância é entendida pela doutrina como o esvaziamento de cargos públicos, efetivos ou em
comissão. A gestante que ocupar cargo em comissão sem ter cargo efetivo, não poderá, em
qualquer hipótese, ser exonerada ad nutum, a contar da confirmação da gravidez até 5 meses
após o nascimento.
46. A promoção é a movimentação do servidor efetivo, dentro de uma carreira, do último padrão
de uma classe para o primeiro padrão de uma classe subsequente, podendo ocorrer por critério
de merecimento ou de antiguidade, na forma da lei.
47. (IADES/Secult/Agente Administrativo/2014) Salvo disposição legal em contrário, conforme
disposições do próprio regime jurídico único, os servidores públicos efetivos do governo do Distrito
Federal têm regime de trabalho semanal de 30 horas.
www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 5
!

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere
A respeito do regime de trabalho semanal do servidor público do Distrito Federal, bem
como as vantagens de caráter pecuniário previstas em lei, marque Certo ou Errado nas
assertivas a seguir.
48. No interesse da Administração e anuência do servidor a carga horária poderá ser aumentada
para 40 horas semanais, devendo ser preservada a proporcionalidade salarial.
49. Cargos em comissão e funções de confiança possuem regime semanal de 40 horas, em
regime de total dedicação.
50. A hora-noturna se inicia as 22 horas e se estende até as 5 horas do dia seguinte,
considerando-se como de 52 minutos.
51. Para atender a situações excepcionais e temporárias do serviço, a jornada de trabalho pode
ser ampliada, a título de serviço extraordinário, em até duas horas.
52. Quando houver comprometimento da ordem e da saúde pública, o Governador pode autorizar
serviço extraordinário além de 2 horas para os servidores envolvidos nas áreas assoladas pela
eventualidade.
53. O 13º Salário será pago até o dia 20 (vinte) do mês de dezembro de cada ano ao servidor
comissionado, sendo correspondente a 1/12 (um doze avos) da remuneração a que o servidor
fizer jus no mês de dezembro, considerando a fração igual ou superior a 15 (quinze) como mês
integral, não sendo considerada para cálculo de qualquer vantagem pecuniária.
54. Os adicionais de insalubridade ou periculosidade devem ser incorporados ao vencimento do
servidor após 5 (cinco) anos de efetivo serviço.
55. Adicional de periculosidade será pago aos servidores em exercício em zonas de fronteira ou
em localidades cujas condições de vida o justifiquem.
56. Servidores que operam Raios X serão submetidos a exames médicos a cada 6 (seis) meses,
sendo que os locais de trabalho serão mantidos sob controle permanente com relação as doses
de radiação.
57. O serviço extraordinário deverá ser remunerado com acréscimo de 50% da hora normal,
enquanto o adicional por trabalho noturno será acrescido em 25% em relação ao valor da hora
normal, a partir das 22 horas até as 5 horas do dia seguinte. Tais adicionais podem ser
acumulados.
58. Independentemente de solicitação, será pago ao servidor, por ocasião das férias um adicional
correspondente a 1/3 da remuneração do período de férias.
Vacância é entendida pela doutrina como o esvaziamento de cargos públicos, efetivos ou
em comissão. Sobre o referido tema, julgue os próximos itens.
59. O servidor estável reprovado em estágio probatório deverá ser exonerado do cargo efetivo,
sem direito de defesa.
60. São formas de provimento que simultaneamente geram a vacância a remoção e a
readaptação do servidor público.
61. A promoção é a movimentação do servidor, em uma carreira estatuída legalmente, dentro de
uma mesma classe.
62. (IADES/Secult/Agente Administrativo/2014) Salvo disposição legal em contrário,
conforme disposições do próprio regime jurídico único, os servidores públicos efetivos do
governo do Distrito Federal têm regime de trabalho semanal de
(A) 20 horas.
www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 6
!
(B)
(C)
(D)
(E)

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere

30 horas.
36 horas.
40 horas.
44 horas.

A respeito da retribuição e vantagens pecuniárias devidas aos servidores públicos da
Administração Direta, autárquica e fundacional do Distrito Federal, julgue as assertivas a
seguir.
63. O 13º Salário dos servidores efetivos do DF será pago no mês do aniversário do agente,
enquanto para meros comissionados será pago até o dia 20 (vinte) do mês de dezembro de cada
ano.
64. Os vencimentos, nunca inferiores ao salário mínimo, são compostos de duas parcelas
pecuniárias, a saber, o vencimento básico e as vantagens permanentes do cargo devidamente
previstas em lei.
65. Os adicionais de insalubridade e periculosidade devem ser incorporados ao vencimento do
servidor após 5 (cinco) anos de efetivo serviço, na medida em que possuem natureza
indenizatória.
66. O servidor público perde a remuneração do dia em que faltar injustificadamente o serviço, sem
direito, nesse caso, a compensação de horário.
67. Sem prejuízo da remuneração ou subsídio do cargo efetivo, o servidor faz jus a totalidade do
valor do cargo em comissão e 80% do valor da função de confiança, sendo que, nesse último
caso, poderá optar por 100% da função, abrindo mão da remuneração como efetivo.
No tocante as vantagens relativas as características do trabalho, assinale Certo ou Errado
nos itens 68 a 72.
68. O serviço noturno, compreendido entre as 22 e as 5 horas da manhã do dia seguinte, é
remunerado com adicional de vinte e cinco por cento sobre o valor da remuneração ou subsídio
da hora trabalhada, não podendo incidir sobre o adicional de serviço extraordinário.
69. O serviço extraordinário é remunerado com adicional correspondente a cinquenta por cento
em relação ao valor da remuneração ou subsídio da hora normal de trabalho.
70. Será devido ao servidor que trabalhar habitualmente em locais insalubres ou em contato
permanente com substâncias tóxicas, radioativas ou com risco de vida o adicional de
insalubridade ou de periculosidade, conforme o caso, sendo vedado o acúmulo quando, pela
natureza das atividades, o servidor for compreendido juridicamente pelos dois benefícios.
71. Gestantes e lactantes não podem trabalhar em local insalubre ou atividade perigosa, devendo
ser alocadas em outras funções compatíveis com suas condições.
72. Será devido 5% de adicional de insalubridade sobre o vencimento básico, ao servidor que
atuar em condições insalubre mínimas, enquanto que, para qualquer grau de periculosidade, será
devido 10 % sobre o vencimento básico.
73. O adicional por tempo de serviço, atualmente revogado na Administração Federal, na medida
em que não está compatível com o princípio da eficiência administrativa previsto na Constituição
Federal, é assegurado aos servidores públicos civis do DF, em razão de um 1% sobre o
vencimento básico do cargo efetivo, por ano de efetivo serviço.
CF/1988, Art. 7º: São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem
à melhoria de sua condição social (...) XVII - gozo de férias anuais remuneradas com, pelo
menos, um terço a mais do que o salário normal. Sobre esse importante direito social e a
Lei Complementar 840/2011, julgue os itens a seguir.
www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 7
!

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere
74. O servidor poderá usufruir de férias de 30 dias, sendo que, o primeiro período do benefício,
somente será obtido, após 12 meses de efetivo exercício.
75. As férias serão remuneradas mas, pelo princípio da supremacia do interesse público, não
serão computadas como de efetivo exercício.
76. O servidor público que faltar injustificadamente não poderá solicitar ao setor responsável no
órgão em que trabalha a compensação dos respectivos dias nas férias a que fizer jus.
77. Até 2 dias antes do início das férias serão pagos ao servidor adicional de férias e abono
pecuniário, caso este tenha sido deferido.
78. As férias podem ser acumuladas por até 3 períodos em face de necessidade de serviço e
parceladas em até 2 períodos, desde que cada parcela não seja inferior a 10 dias.
No tocante as vantagens periódicas e eventuais, julgue CERTO ou ERRADO.
79. Será pago ao servidor, em virtude das férias, adicional na proporção de um terço da
remuneração ou subsídio do mês em que ela for usufruída, incidindo sobre o abono pecuniário,
caso este tenha sido deferido pelo Poder Público.
80. Décimo terceiro salário corresponde a razão de um doze avos por mês de exercício nos doze
meses anteriores, calculado sobre a retribuição pecuniária do mês em que o servidor efetivo ou
comissionado fizer aniversário.
81. Auxílio-natalidade é devido à servidora efetiva por motivo de nascimento de filho, em quantia
equivalente ao menor vencimento básico do serviço público distrital, inclusive no caso de
natimorto e adoção.
82. Quando ocorrer parto múltiplo, o auxílio-natalidade será acrescido de cinquenta por cento por
nascituro, sendo devido inclusive aos servidores em face de suas respectivas esposas, e não
exclusivamente as servidoras.
83. Auxílio-funeral é a vantagem eventual devida ao servidor que custeou o "enterro" de um
familiar falecido, correspondendo a um mês da remuneração, subsídio ou provento.
As vantagens de caráter indenizatório tem como fato gerador a ocorrência de eventual
dano que tem de suportar o servidor público no exercício de suas funções públicas. Sobre
esse tema, avalie as assertivas a seguir:
84. Para o servidor que em virtude do serviço se afastar do Distrito Federal em caráter eventual ou
transitório, será devido o pagamento de diárias e passagens, visando cobrir as despesas de
pousada, alimentação e locomoção urbana.
85. Transporte é a indenização paga ao servidor que realiza despesas com a utilização de meio
próprio de locomoção para a execução de serviços externos, por força das atribuições próprias do
cargo.
86. O auxílio-transporte será pago em pecúnia ou em vale-transporte e destina-se ao custeio total
das despesas realizadas com transporte coletivo, inclusive interestadual, no início e no fim da
jornada de trabalho, relacionadas com o deslocamento da residência para o trabalho e vice-versa.
87. A conversão de um terço das férias em abono pecuniário é direito assegurado ao servidor
público que o requerer, sendo ilegal qualquer tipo de vinculação da concessão do referido
benefício a autorização prévia do Governador, do Presidente da Câmara Legislativa ou do
Presidente do Tribunal de Contas.

www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 8
!

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere
88. Ao servidor que permanecer em atividade após ter completado as exigências para
aposentadoria voluntária será consagrado o abono de permanência, no valor da sua contribuição
previdenciária.
Considere que João, servidor público estável, solicitou ao órgão o qual é lotado, a licença
por motivo de doença em pessoa da família, a qual, logo após comprovação de junta
médica, fora concedida. Nesse caso:
89. Enquanto estiver em licença, João não poderá exercer qualquer atividade remunerada.
90. A licença será concedida a João por no máximo 60 dias, consecutivos ou interpolados, a cada
12 meses, com remuneração.
91. Entende-se por pessoa da família, além do cônjuge/companheiro, ascendentes,
descendentes, padrasto e madrasta, enteados, ou ainda, colaterais até segundo grau civil.
92. É possível afirmar que, se João ainda estiver enfrentando o estágio probatório, não poderá
usufruir da licença em tela além de 180 dias em 12 meses.
93. A licença por motivo de doença em pessoa da família é computada como de efetivo exercício,
para todos os fins. Assim, caso tenha sido advertido, durante o gozo do referido benefício, o prazo
de 3 anos para cancelamento de registro da punição transcorrerá normalmente.
Assinale CERTO ou ERRADO nas alternativas adiante, em relação as licenças deferidas por
lei ao Servidor Público da Secretaria de Saúde do Distrito Federal.
94. Pode ser concedida licença ao servidor estável para acompanhar cônjuge ou companheiro
que for deslocado para exercer mandato eletivo em Estado ou Município não compreendido na
RIDE por no máximo 3 anos, sem remuneração.
95. Ao servidor licenciado para serviço militar é assegurado o prazo de 30 dias, sem remuneração,
para entrar em exercício, contados da conclusão de suas obrigações militares.
96. Fica assegurado ao servidor estável o direito a licença com remuneração para o desempenho
de mandato em central sindical, confederação, federação ou sindicato representativo
regularmente registrado no órgão competente, período que não contará como de efetivo exercício.
97. O servidor que não tiver faltas injustificadas no período compreendido entre 1º de janeiro até
31 de dezembro do ano, fará jus a receber o abono de ponto de 5 dias remunerados, período que
contará como de efetivo exercício.
98. A abertura de processo administrativo disciplinar para apurar falta sujeita a suspensão
interrompe a contagem do quinquênio para efeitos de licença-prêmio por assiduidade.
A respeito da licença-prêmio por assiduidade:
99. Após cada quinquênio ininterrupto de exercício, o servidor efetivo faz jus a três meses de
licença-prêmio por assiduidade, sem prejuízo da remuneração ou subsídio do cargo efetivo.
100. A contagem do prazo para aquisição da licença-prêmio é interrompida quando o servidor,
durante o período aquisitivo sofrer sanção disciplinar de suspensão bem como licenciar-se ou
afastar-se do cargo sem remuneração.
101. As faltas injustificadas ao serviço retardam a concessão da licença em análise, na proporção
de um mês para cada falta.
102. É expressamente proibido usufruir da referida licença durante o estágio probatório.
103. O número de servidores em gozo simultâneo de licença-prêmio não pode ser superior a um
terço da lotação da respectiva unidade administrativa do órgão, autarquia ou fundação.
www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 9
!

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere

Julgue os itens adiante marcando CORRETO ou ERRADO.
104. Aos servidores do Poder Executivo Federal será assegurado o direito, por no máximo por 4
anos, de ausentar-se do Distrito Federal ou do País para estudo ou missão oficial, sendo
prescindível a autorização do Governador.
105. O afastamento para cursar mestrado será deferido ao servidor público estável que possuir 4
anos de exercício nas suas funções do órgão ou entidade.
106. Será facultativo o afastamento para mandato político quando o servidor for eleito deputado
distrital.
107. O servidor atleta poderá requerer afastamento para participar de competição desportiva no
país ou no exterior, desde que já tenha superado o estágio probatório.
108. Será remunerado o afastamento para curso de formação como etapa de concurso público do
Distrito Federal.
109. Considere: Antônio é servidor de cargo efetivo e decidiu candidatar-se ao cargo de
deputado federal pelo partido ALFA. Sobre a licença/afastamento legalmente instituído para
essa situação, marque a alternativa correta.
a) O servidor fará jus a licença para atividade política, sem remuneração, durante o período que
mediar entre a sua escolha em convenção partidária, como candidato a cargo eletivo até a
véspera do registro de sua candidatura perante a Justiça Eleitoral.
b) Antônio poderá tirar licença para atividade política remunerada a partir do registro da
candidatura até o 15°(décimo quinta) dia seguinte ao pleito.
c) Considerando o texto acima mencionado, se Antônio for eleito, terá a faculdade de pedir ou
não o afastamento do cargo efetivo, sendo lhe facultado optar pela remuneração ou subsídio.
d) Sendo o servidor público eleito ao cargo de vereador, havendo compatibilidade de horário,
perceberá a remuneração de seu cargo acrescido dos subsídios políticos.
e) Se Antônio for eleito, deverá obrigatoriamente ser afastado, mas poderá receber a
remuneração de seu cargo efetivo, desde que o requeira.
110. Sobre as concessões especiais deferidas por lei aos servidores do Distrito Federal,
marque a alternativa correta.
a) Ao servidor que necessitar fazer exames médicos preventivos de combate ao câncer de
próstata, será concedido 2 dias úteis remunerados de falta justificada.
b) Quando do falecimento de seu pai ou mãe, o servidor terá o direito de se afastar por 8 dias
úteis remunerados.
c) Poderá o servidor ausentar-se com remuneração por 1 dia útil, para doação de sangue, desde
que haja compensação de horário.
d) Será concedido horário especial ao servidor estudante, quando comprovada a
incompatibilidade entre o horário escolar e o da repartição, sem prejuízo do exercício do
cargo, sendo exigida a compensação de horário na repartição.
e) O servidor poderá ausentar-se do trabalho, sem prejuízo da remuneração, por dois dias
consecutivos, para alistar-se como eleitor ou mudar seu domicílio eleitoral.
111. É vedado ao servidor, EXCETO:
a) Participar como acionista de sociedade comercial.
b) Manter irmão sob a sua chefia imediata em cargo de confiança.
c) Praticar ato de improbidade administrativa.
d) Promover manifestação de apreço ou desapreço no interior da repartição.
e) Incorrer em crime contra a Administração Pública.
112. Entende-se como abandono de cargo:
a) Mais de 30 dias consecutivos de ausências injustificadas ou não.
b) Mais de 30 dias consecutivos de ausências injustificadas.
www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 1
! 0

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere

c) 30 dias consecutivos de ausências injustificadas ou não.
d) 30 dias consecutivos de ausências injustificadas.
e) 60 dias, interpolados em 12 meses, de ausências injustificadas.
113. Sobre o regime disciplinar do servidor público do Distrito Federal, é ERRADO afirmar
que:
a) Poderá responder administrativa, civil e penalmente, de modo acumulativo, quando a infração
importar violação a preceito do direito.
b) A responsabilidade civil decorre de ações ou omissões, dolosas ou culposas, que causar dano
diretamente ao erário ou a terceiro.
c) Advertência, suspensão e demissão, dentre outras, são espécies punitivas típicas ca
responsabilidade penal.
d) A responsabilidade civil é imprescritível, ao contrário da penal e administrativa.
e) Fica afastada a responsabilidade administrativa quando criminalmente o servidor for absolvido
por negativa de autoria ou inexistência do fato.
114. (IADES/SECULT/Agente Administrativo/2014) Isabel é servidora pública do governo do
Distrito Federal, regida pelo regime jurídico único, e cometeu fato passível de apuração
disciplinar. João é o chefe da repartição onde o referido fato ocorreu. Pedro é o chefe
imediato de Isabel. Paulo é a autoridade competente para instaurar o devido processo
administrativo disciplinar. Com base nessa situação hipotética, é correto afirmar que o
prazo de prescrição do fato passível de apuração disciplinar praticado por Isabel começa a
correr a partir da (o)
(A) Conhecimento do fato por Pedro.
(B) Conhecimento do fato por Paulo.
(C) Conhecimento do fato por João.
(D) Primeira data em que o fato se tornou conhecido por Pedro ou por Paulo.
(E) Primeira data em que o fato se tornou conhecido por João, por Pedro ou por Paulo.
115. A suspensão do servidor público
a) Prescreve em 1 anos.
b) Terá o registro cancelado após 3 anos de efetivo exercício.
c) Poderá, por faltas leves, desde que justificadamente, chegar a 30 dias.
d) Será precedida de sindicância quando puder alcançar 90 dias.
e) Será obrigatoriamente convertida em multa nas hipóteses expressamente previstas em lei.
116. Considere as seguintes assertivas a respeito do regime disciplinar dos servidores
públicos e marque a alternativa ERRADA.
a) Será aplicada a penalidade de demissão ao servidor que praticar improbidade ou abandono de
cargo, sendo vedado proibir seu retorno ao serviço público distrital temporariamente em
qualquer caso.
b) Ao servidor aposentado que incorrer em falta grave do grupo dois, será imposta a pena de
cassação de aposentadoria, com a proibição de ser investido em novo cargo público pelo
prazo de 10 anos.
c) As penalidades de advertência e de suspensão terão seus registros cancelados, após decurso
de 3 e 5 anos de efetivo exercício, respectivamente, se o servidor não houver, nesse período,
praticado nova infração disciplinar.
d) Entende-se por inassiduidade habitual a falta ao serviço, sem causa justificada, por mais de
sessenta dias, interpoladamente, durante o período de doze meses.
e) A suspensão imposta ao servidor público interrompe a contagem do quinquênio para aquisição
de licença-prêmio por assiduidade.
117. Serão punidas com suspensão as seguintes infrações, EXCETO:
a) Cometer a pessoa estranha à repartição, fora dos casos previstos em lei, o desempenho de
atribuição que seja de sua responsabilidade ou de seu subordinado.
b) Ausentar-se do serviço, com frequência, durante o expediente e sem prévia autorização da
chefia imediata.
www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 1
! 1

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere

c) Exercer atividade privada incompatível com o horário do serviço.
d) Praticar o comércio ou a usura na repartição.
e) Exercer o comércio.
118. São infrações médias passíveis de suspensão:
I. Ofender fisicamente a outrem em serviço, salvo em resposta a injusta agressão ou em legítima
defesa própria ou de outrem.
II. Praticar ato de assédio sexual ou moral.
III. Exercer atividade privada incompatível com o exercício do cargo público ou da função de
confiança.
IV. Retirar, sem prévia anuência da chefia imediata, qualquer documento ou objeto da repartição.
V. Manter sob sua chefia imediata, em cargo em comissão ou função de confiança, o cônjuge, o
companheiro ou parente, por consanguinidade até o terceiro grau, ou por afinidade.
Estão corretos:
a) I, III e V.
b) I, II e IV.
c) III, IV e V.
d) I, II e III.
e) Todas as assertivas.
119. Considere a seguinte situação hipotética: Mária é servidora púbica da Secretaria da
Fazenda, João seu superior hierárquico direto descobriu que ela exerce o comércio, na
qualidade de acionista. Nesse caso, Maria
(A) Não está sujeita a penalidade disciplinar, uma vez que não praticou conduta proibida a
servidor público.
(B) Está sujeita penalidade disciplinar de suspensão.
(C) Está sujeita penalidade disciplinar de suspensão de até, no máximo, sessenta dias.
(D) Está sujeita penalidade disciplinar de suspensão de até noventa dias.
(E) Está sujeita penalidade disciplinar de demissão, uma vez que praticou conduta proibida a
servidor público.
120. Carlos, servidor público a 20 anos, como de costume, fora até o banco, no horário de
expediente, fazer um saque em sua conta corrente no intuito de pagar algumas contas
atrasadas, sem que chefe imediato tenha autorizado. Nessa situação Carlos cometeu uma
infração prevista no regime disciplinar dos servidores públicos, a qual sujeita o mesmo à
penalidade de:
a) Advertência por escrito.
b) Suspensão por até 30 dias.
c) Demissão.
d) Cassação da aposentadoria.
e) Não cometeu infração prevista no regime disciplinar.
121. (IADES/TRE-PA/Analista Judiciário/2014 - Adaptada) Considere hipoteticamente que
Maria, servidora pública do DF, foi citada no âmbito do processo administrativo disciplinar
(PAD), regido pela Lei Complementar 840/2011. Com base nessa situação, assinale a
alternativa que indica um procedimento que, no seu rito ordinário, é previsto após o
referido momento processual.
a) Interrogatório de Maria.
b) Inquirição de testemunhas.
c) Publicação do ato que constituir a comissão processante.
d) Indiciação de Maria.
e) Apresentação de defesa escrita de Maria.
122. (IADES/TRE-PA/Analista Judiciário/2014 - Adaptada) De acordo com a Lei
Complementar 840/2011 no que se refere às disposições preliminares e ao provimento de
cargos públicos, assinale a alternativa correta.
www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 1
! 2

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere
a) Não é possível o provimento de cargos públicos senão em decorrência de prévia aprovação e
classificação em concurso público.
b) A referida lei veda o provimento de cargos públicos a estrangeiros, excepcionando tão somente
no caso de professores de universidades e de instituições de pesquisa científica e tecnológica.
c) São requisitos para nomeação em cargo público a nacionalidade brasileira; o gozo de direitos
políticos; a quitação com as obrigações militares e eleitorais; o nível de escolaridade exigido para
o exercício do cargo; a idade mínima de dezoito anos e a aptidão física e mental, sem prejuízo de
outros requisitos que possam ser justificados conforme as atribuições do cargo, mas desde que
estabelecidos em lei.
d) Os ocupantes de cargos em comissão são considerados servidores públicos.
e) Ainda que previstas outras formas de provimento no seu texto originário, a referida lei foi
alterada para que somente por meio da nomeação sejam providos os cargos públicos.
123. (F.UNIVERSA/IFB/Nível Superior/2012) José, servidor público, necessita fruir de licença
por motivo de doença que acometeu um ente da família. Com base nessa situação e em
conformidade com a Lei Complementar 840/2011, assinale a alternativa correta.
a) A licença poderá ser concedida a José, a cada período de doze meses, por até 60 dias,
consecutivos ou não, sem remuneração.
b) Considera-se para tal fim, como pertencente à família de José, seus ascendentes e
descendentes.
c) Durante o período da licença, permite-se a José o exercício de atividade remunerada.
d) Não sendo civilmente casado, José não poderá fruir da licença por motivo de doença de sua
companheira.
e) A licença será concedida ainda que a assistência pessoal de José seja prescindível, desde que
se comprove não haver possibilidade de exercício concomitante do cargo.

www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]

Página 1
! 3

Lei Complementar nº 840/11
Prof. e Adv. Raphael Spyere

LC nº 840/2011
1. E

2. E

3. E

4. E

5. C

6. E

7. C

8. E

9. C

10. E

11. E

12. C

13. E

14. C

15. C

16. E

17. C

18. E

19. C

20. C

21. C

22. C

23. E

24. E

25. E

26. C

27. C

28. C

29. E

30. C

31. E

32. C

33. E

34. C

35. E

36. E

37. C

38. C

39. E

40. C

41. E

42. E

43. C

44. C

45. E

46. C

47. C

48. C

49. C

50. E

51. C

52. C

53. C

54. E

55. E

56. C

57. C

58. C

59. E

60. E

61. E

62. b

63. C

64. E

65. E

66. C

67. E

68.E

69. C

70. C

71. C

72. C

73. E

74. C

75. E

76. C

77. C

78. E

79. C

80. E

81. C

82. C

83. E

84. C

85. C

86. E

87. E

88. C

89. C

90. E

91. C

92. C

93. E

94. E

95. C

96. E

97. C

98. E

99. C

100. C

101.C

102. C

103. C

104. E

105. E

106. E

107. E

108. C

109. a

110. d

111. a

112. b

113. c

114. e

115. c

116. a

117. e

118. d

119. a

120. b

121. b

122. d

123. b

www.spyere.blogspot.com.br

[email protected]