PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

EDITAL nº 2/2015
Estabelece normas de Concurso Público
para provimento no cargo de GUARDA
MUNICIPAL.
A SECRETÁRIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS, no uso de suas
atribuições legais, de conformidade com o Decreto no 25/97 e considerando as
disposições do Decreto no 1175/2014, que estabelece normas gerais de Concurso
Público para a Administração Direta e Indireta do Município; o inciso II, do Art. 80 da
Lei Orgânica do Município de Curitiba, define as normas para o Concurso Público para
o cargo de GUARDA MUNICIPAL, nível I.
1.

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1

O Concurso Público, regido por este edital, será realizado pelo Núcleo de
Concursos da Universidade Federal do Paraná e com a gestão da Secretaria
Municipal de Recursos Humanos e da Secretaria Municipal da Defesa Social.

1.2

A consulta às etapas do concurso público e resultado individual será pelo portal
www.nc.ufpr.br, acessando a seção do Concurso Público a que se refere o
presente Edital.

1.3

Do recurso quanto ao Edital de Abertura de Inscrições:

1.3.1 Serão aceitos questionamentos contra o edital desde que este apresente
ilegalidade, omissão, contradição ou obscuridade.
1.3.2 O recurso deverá ser apresentado pessoalmente ou via SEDEX, nos dias 22 e
23 de abril de 2015, junto ao Núcleo de Concursos da Universidade Federal do
Paraná ­ UFPR, localizado na Rua dos Funcionários, 1540, Juvevê, CEP 80035050, em Curitiba-PR, das 08h30min às 17h30min. Caso seja remetido via
SEDEX, deverá ser postado até às 17 horas (horário de Brasília) do dia 23 de
abril de 2015.

2 DO CONCURSO
Requisito de escolaridade
Número de vagas

Ensino Médio ­ completo
400 vagas, sendo 20 destinadas à pessoa com
deficiência, durante a validade do concurso

2

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

Taxa de inscrição
Etapas

2.1

R$ 90,00
. Prova de Conhecimentos
. Prova de Aptidão Física
. Avaliação Psicológica - perfil e porte de arma de fogo
. Investigação de Conduta
. Exame Médico Admissional
. Exame Toxicológico
. Curso de Formação Técnico Profissional

Da escolaridade.

2.1.1 Histórico escolar de conclusão de Ensino Médio, reconhecido pelo Conselho
Estadual de Educação do estado que emitiu o documento.
2.1.2 Quem comprovar escolaridade de Ensino Médio presencial ou à distância em
escola de outro sistema de ensino que não tenha autorização de funcionamento
do Conselho Estadual de Educação do Paraná, deverá apresentar Certidão de
Regularidade de Estudos emitida pelo CEE/SEED, sistema de ensino do estado
onde a escola tenha os atos regulatórios.

2.2 DA COMPOSIÇÃO SALARIAL (ver errata publicada dia 18/05/15)

Remuneração

Vencimento Inicial

Gratificação de Segurança
Total

40 horas/ escala de
trabalho
Valores brutos

R$ 1.575,20

50%
R$ 787,60

R$
2.362,80

3.

DA VAGA DESTINADA À PESSOA COM DEFICIÊNCIA

3.1

O candidato com deficiência é categorizado no Decreto Municipal nº 106/2003.

3.2.

Para pessoa com deficiência será reservado 5% das vagas, observados os
termos do §2º do artigo 8º do Decreto Municipal nº 106/2003.

3.3

A pessoa com deficiência participará em igualdade de condições no que se
refere ao conteúdo, avaliação, critérios de aprovação, horário e local da
realização das fases do concurso.

3.4

A vaga reservada e não preenchida será destinada aos aprovados, com estrita

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

3

observância da ordem classificatória.
3.5

Quem se declarar pessoa com deficiência participará do Concurso Público em
igualdade de condições, no que diz respeito ao conteúdo das provas, à
avaliação das provas e aos critérios de aprovação, ao dia, horário e local de
aplicação das provas e à nota mínima exigida.

3.6

Não realizando a inscrição conforme instruções, o candidato não concorrerá à
reserva de vaga.

3.7

Não necessitando de condições diferenciadas para a realização da prova será
gerado o formulário específico no momento da inscrição, o qual deverá ser
entregue de 27 de abril de 2015 a 22 de maio de 2015, nos dias úteis, das
08h30min às 17h30min, no Núcleo de Concursos da UFPR, no endereço
constante no item 8.1.2, podendo também ser enviado por sedex, desde que
postado até o dia 22 de maio de 2015.

3.8

No ato da inscrição, o candidato, que necessitar, poderá requerer condições
diferenciadas para a realização das provas, encaminhando o atestado médico e
o formulário específico, disponível no site www.nc.ufpr.br, gerados no momento
da inscrição conforme o item 8 deste edital.

3.8.1 São condições diferenciadas: prova ampliada, solicitação auxiliar para leitura,
intérprete de libras, intérprete para leitura labial, mobiliário especial e tempo
adicional máximo de 1 (uma) hora para realização da prova.
3.8.2 O atendimento às condições solicitadas ficará sujeito à análise e razoabilidade,
pelo NC/UFPR.

4.

DAS ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE GUARDA MUNICIPAL

4.1

SUMÁRIO DAS ATRIBUIÇÕES:
Executar o policiamento ostensivo preventivo, uniformizado, equipado e armado,
na proteção à população, bens, serviços e instalações do Município de Curitiba.
Desempenhar atividades de proteção ao patrimônio público municipal,
prevenindo ocorrência interna e externa de qualquer ilícito penal ou
administrativo.

4.2

As tarefas típicas do cargo estão descritas no Anexo I deste edital.

5.

DA REALIZAÇÃO DO CONCURSO

5.1

O concurso será realizado conforme as etapas:

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

4

a) Prova Escrita de Conhecimentos, eliminatória e classificatória, em que
serão avaliados os conhecimentos gerais e específicos;
b) Prova de Aptidão Física, eliminatória, na qual será avaliada a aptidão física;
c) Avaliação Psicológica, eliminatória, com a finalidade de identificar as
características e potencialidades em relação ao cargo e para porte de arma de
fogo;
d) Investigação de Conduta, eliminatória, através de Atestado e Certidões de
Antecedentes Criminais, se o candidato está, ou não recomendado para o
exercício do cargo;
e) Exame Médico Admissional, eliminatório, no qual será avaliada a capacidade
laborativa para o cargo a que se propõe;
f) Exame Toxicológico, eliminatório;
g) Curso de Formação Técnico Profissional de Guarda Municipal,
classificatório e eliminatório.

6

DOS REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO

6.1

São requisitos para a inscrição:
a) ser brasileiro nato, naturalizado ou, no caso de nacionalidade portuguesa,
estar amparado pelo Estatuto de Igualdade entre brasileiros e portugueses, com
reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do §1º, do artigo 12,
da Constituição Federal;
b) ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse no cargo e máxima
de 69 anos até a data da posse, em virtude do disposto no inciso II, do artigo 40,
da Constituição Federal;
c) possuir escolaridade compatível com o cargo, no ato da posse;
d) estar em pleno gozo dos direitos políticos;
e) estar em dia com as obrigações do serviço militar, se do sexo masculino;
f) não ser aposentado em cargo, emprego ou função pública (federal, estadual e
municipal) não acumulável nos termos do artigo 37, incisos XVI e XVII e §10,
bem como do artigo 40, §6º, da Constituição.
g) carteira nacional de habilitação a ser apresentada na hora da posse.

7

DA INSCRIÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

5

7.1

A inscrição implicará no conhecimento e tácita aceitação das condições
estabelecidas neste edital e seus anexos e das demais normas do concurso,
atos que o candidato não poderá alegar desconhecimento.

7.2

Antes de efetuar o recolhimento da taxa de inscrição, o candidato deverá
certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos para o cargo.

7.3

A inscrição deverá ser efetuada exclusivamente pela Internet no endereço
eletrônico www.nc.ufpr.br de 27 de abril de 2015, até as 16h00min (dezesseis
horas) de 22 de maio de 2015.

7.4

Para a inscrição é imprescindível o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF)
em plena validade.

7.5

A veracidade das informações prestadas no formulário de inscrição é de inteira
responsabilidade do candidato, submetendo-se às consequências de eventuais
erros de preenchimento.

7.6

Após o preenchimento do formulário de inscrição, o candidato deverá conferir as
informações, imprimir o boleto bancário e pagá-lo na rede bancária ou nas casas
lotéricas até 22 de maio de 2015.

7.7

A taxa de inscrição é no valor de R$ 90,00 (noventa reais).

7.8

A inscrição é pessoal e intransferível.

7.9

Em nenhuma hipótese o valor correspondente à taxa de inscrição será restituído,
salvo em caso de cancelamento do concurso público.

7.10 A inscrição somente será efetivada após a identificação eletrônica comprovando
o pagamento da taxa ou após a homologação da isenção dessa taxa.
7.11 O simples agendamento do pagamento no banco não é suficiente para
efetivação da inscrição.
7.12 Não será aceito pedido de alteração de inscrição após a sua efetivação. Caso
seja efetuada mais de uma inscrição, será considerada somente a última.
7.13 Poderá ser concedida isenção da taxa de inscrição somente ao candidato que
comprovar ser doador de sangue, nos termos da Lei Municipal nº 9818/2000.
7.13.1 Para isenção da taxa de inscrição, o candidato deverá preencher o formulário
de inscrição disponível no site www.nc.ufpr.br, imprimir o boleto bancário, o
extrato de dados ao final do processo de inscrição, anexar o comprovante
original de doador regular de sangue, expedido por Bancos de Sangue ou
Instituições de Saúde vinculada ao SUS (Sistema Único de Saúde) e de
reconhecida idoneidade e dirigir-se ao NC/UFPR, na Rua dos Funcionários,

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

6

1540, Juvevê, em Curitiba-PR, de 27 de abril de 2015 a 13 de maio de 2015,
nos dias úteis, das 08h30min às 17h30min para apresentação e entrega dos
documentos.
7.13.2 A doação de sangue deverá ter ocorrido de 17 de abril de 2013 a 16 de abril de
2015.
7.13.3 O resultado dos pedidos de isenção de taxa será divulgado no site do NC/UFPR
(www.nc.ufpr.br) até o dia 18 de maio de 2015. A homologação das inscrições
isentas da taxa de inscrição, somente será processada após o resultado dos
pedidos de isenção.
7.13.4 Quem não comprovar a doação de sangue deverá efetuar o pagamento do
boleto bancário até 22 de maio de 2015.
7.14 O boleto bancário pago ou isento da taxa deverá ser apresentado quando
solicitado.
7.15 A pessoa com necessidade especial ou que necessite de atendimento
diferenciado para a realização das provas de conhecimentos deverá encaminhar
ao NC/UFPR o atestado médico e o formulário gerados no momento da inscrição
conforme o item 8 deste edital.
7.16 A partir do segundo dia da inscrição até 26 de maio de 2015, o candidato
deverá verificar, no site www.nc.ufpr.br, no link específico do presente Concurso
Público, a situação de homologação de sua inscrição.
7.16.1 Caso a inscrição ainda não tenha sido homologada, o candidato deverá entrar
em contato com a Secretaria do NC/UFPR, pessoalmente ou pelo telefone (041)
3313-8800 (Central de Atendimento ao Candidato ­ NC ­ das 8h00min às
18h00min).
7.16.2 Quem apresentar alguma pendência na inscrição que impossibilite sua
homologação e que não resolvê-la até 26 de maio de 2015, terá sua inscrição
automaticamente indeferida.
7.17 A partir do dia 01 de junho de 2015, será disponibilizada, por edital, uma
listagem com as inscrições homologadas.
7.18 A partir do dia 24 de junho de 2015, o candidato deverá acessar o site
www.nc.ufpr.br, no link específico do presente Concurso Público, para imprimir o
comprovante de ensalamento, que será exigido para ingresso na sala de prova
no dia da realização do concurso e no qual constará o local da realização da
prova.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

8
8.1

7

DOS ATENDIMENTOS ESPECIAIS PARA A PROVA DE CONHECIMENTOS
Serão concedidas condições especiais aos candidatos com necessidades
educacionais especiais (auditiva, física, motora, visual ou múltipla), em
conformidade com o Decreto n.º 3.298/1999, mediante apresentação de
atestado médico e de um formulário próprio preenchido (ambos gerados no
momento da inscrição) para a realização da prova de conhecimentos.

8.1.1 O candidato ou candidata com necessidade especial ou que necessite de
atendimento diferenciado para a realização da prova deverá encaminhar ao
Núcleo de Concursos o atestado médico e o formulário próprio gerados no
momento da inscrição.
8.1.2 O atestado médico e o formulário devem ser entregues pessoalmente ou
enviados pelo correio via sedex, durante o período de inscrição, ao seguinte
endereço:
Núcleo de Concursos da UFPR
Campus I (Agrárias)
Rua dos Funcionários, 1540, Juvevê, Curitiba-PR
CEP 80035-050
Citando no envelope:
Assunto: Concurso Público Prefeitura Municipal de Curitiba ­ Guarda Municipal ­
Edital 2/2015 ­ atestado médico
8.1.3 O atestado médico deve ser assinado por um médico da área e deverá conter a
descrição da espécie e do grau ou nível de deficiência, com expressa referência
ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença ­ CID, bem
como a provável causa da deficiência. Deve ainda conter o nome, assinatura e
CRM do médico que forneceu o atestado.
8.2

A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização da prova
deverá levar acompanhante, que ficará responsável pela guarda da criança. A
candidata nessa condição que não levar acompanhante não realizará a prova.

8.3

A utilização de qualquer recurso vedado neste Edital (como os citados no item
10.9) só será permitida com a apresentação de atestado médico e inspeção de
segurança.

8.4

O caso citado no item anterior, assim como outros casos de emergência, que
necessitem de atendimento especial, devem ser comunicados ao NC pelo fax
(041) 3313-8831 ou pelo telefone (041) 3313-8800 até 48 horas antes da
realização da prova.

8.4.1 O atendimento às condições diferenciadas solicitadas ficará sujeito à análise e
razoabilidade do pedido.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

8

9

DA PROVA DE CONHECIMENTOS

9.1

A Prova de Conhecimentos é eliminatória e classificatória.

9.2

A Prova de Conhecimentos consistirá de 40 questões objetivas (múltipla
escolha), com 5 (cinco) alternativas cada, com uma resposta correta, valendo
0,25 centésimos, num total de 10 pontos.

9.3

As questões da Prova de Conhecimentos serão divididas da seguinte maneira:
15 questões de Legislações.
10 questões sobre fatos sociais, econômicos e políticos de 2014 e 2015.
5 questões de Língua Portuguesa.
5 questões de Matemática.
5 questões História e Geografia do Paraná.

9.4

O conteúdo para a Prova de Conhecimentos está descrito no Anexo III deste
edital.

10

DA REALIZAÇÃO DA PROVA DE CONHECIMENTOS

10.1 A Prova de Conhecimentos será realizada em 28 de junho de 2015, com início
às 08h30min, com duração de 4 (quatro) horas, em Curitiba-PR.
10.2

As portas de acesso ao prédio onde serão realizadas as provas deverão ser
fechadas rigorosamente às 08h00min.

10.2.1 O relógio da Comissão Organizadora do Concurso Público será acertado pelo
horário oficial de Brasília.
10.2.2 A critério do NC/UFPR, poderá ser prorrogado o horário de fechamento das
portas de acesso de um ou mais locais onde serão realizadas as provas, em
razão de fatores externos relevantes.
10.3

É de responsabilidade exclusiva do candidato, a identificação correta de seu
local de realização das provas e o comparecimento no horário determinado.

10.4

A ausência do candidato, por qualquer motivo, tais como doença e atraso,
implicará na sua eliminação do Concurso Público.

10.5

Não será permitido o ingresso de pessoa estranha no local de aplicação das
provas.

10.6

Para ingresso na sala de prova, além do material necessário para a realização
das provas (caneta esferográfica de corpo transparente de tinta preta escrita
grossa, lápis ou lapiseira e borracha), o candidato deverá apresentar o
comprovante de ensalamento, juntamente com o original de documento oficial

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

9

de identidade com foto recente ou fotocópia autenticada em cartório do referido
documento.
10.6.1 São documentos oficiais de identidade: Carteiras e/ou Cédulas de Identidade
expedidas pelas Secretarias de Segurança, pelas Forças Armadas, pela Polícia
Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Cédulas de Identidade
fornecidas por Ordens ou Conselhos de Classe que por Lei Federal tenham
validade como documento de identidade (como, por exemplo, as do CREA e da
OAB); Carteira de Trabalho e Previdência Social, a Carteira Nacional de
Habilitação (com fotografia), na forma da Lei no 9053/97, ou ainda, o passaporte
ou o Registro Nacional de Estrangeiro ­ RNE para os estrangeiros.
10.6.2 De modo a garantir a lisura e a idoneidade do Concurso Público, o candidato
deverá autenticar, com a mesma impressão digital do documento oficial de
identidade, a ficha de identificação que lhe será entregue no decorrer da
realização da prova.
10.7

Os documentos para ingresso na sala de provas, referidos no item 10.6.1,
devem estar válidos e em condições físicas perfeitas, de modo a permitir a
identificação com precisão do candidato.

10.8 Em caso de perda ou roubo de documentos, o candidato será admitido para
realizar as provas, desde que apresente o Boletim de Ocorrência expedido
dentro do prazo máximo de 30 dias que comprove o sinistro e que compareça no
local que lhe foi designado para que seja possível fazer a verificação de seus
dados antes da hora marcada para o início das provas.
O
Boletim
de
Ocorrência será retido pelo NC.
10.9 Nas salas de prova e durante a realização desta, não será permitido ao
candidato:
a) manter em seu poder relógios, armas e aparelhos eletrônicos ou qualquer
dispositivo identificável pelo detector de metais (notebooks, tablets, telefone
celular, calculadora, agenda eletrônica, MP3, pen drives, chave/alarme do carro
e outros);
b) usar bonés, gorros, chapéus e assemelhados;
c) levar líquidos, exceto se a garrafa for transparente e sem rótulo;
d) comunicar-se com outro candidato, nem usar calculadora e dispositivos
similares, livros, anotações, réguas de cálculo, impressos ou qualquer outro
material de consulta.
10.9.1 O candidato portador de algum dos dispositivos eletrônicos indicados em 8.9 (a),
ao ingressar na sala de aplicação da prova, deverá solicitar recurso para
acondicioná-los adequadamente. Estes dispositivos deverão estar desligados
enquanto o candidato permanecer no local de prova e nenhum ruído (p.ex.
alarmes dos celulares) poderá ser emitido pelos referidos aparelhos.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

10

10.9.2 O candidato que desrespeitar qualquer das restrições estabelecidas no item 10.9
e 10.9.1 será eliminado do concurso.
10.10 É expressamente proibida utilização de corretivos.
10.11 Para casos de emergência observar o item 8 deste edital.
10.12 Na prova de conhecimentos haverá um caderno de prova e um cartão-resposta
identificados e numerados adequadamente.
10.13 A prova de conhecimentos será constituída de questões de múltipla escolha,
com cinco alternativas (a, b, c, d, e), das quais apenas uma deve ser assinalada.
10.14 As respostas às questões objetivas deverão ser transcritas no cartão-resposta
com caneta esferográfica de tinta preta, devendo o candidato assinalar uma
única resposta para cada questão.
10.15 É de responsabilidade do candidato o correto preenchimento do cartão-resposta,
bem como a preservação de sua integridade durante a utilização do mesmo.
Não haverá substituição desse cartão, salvo em caso de defeito de impressão.
10.16 Não será permitido ao candidato ausentar-se do recinto durante a realização da
prova, a não ser em caso especial, devidamente acompanhado de membro da
equipe de aplicação do Concurso Público.
10.16.1Não haverá por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a
aplicação das provas em virtude de afastamento do candidato da sala de provas.
10.17 O caderno de prova conterá um espaço destinado à anotação das respostas das
questões objetivas, que poderá ser destacado para posterior conferência com o
gabarito.
10.18 O candidato somente poderá retirar-se da sala após decorrido uma hora e trinta
minutos do início da prova, devendo, obrigatoriamente, entregar o caderno de
provas e o cartão-resposta, devidamente assinalado e assinado ao aplicador da
prova, sob pena de eliminação do concurso.
10.19 Os três últimos candidatos, de cada turma, somente poderão retirar-se da sala
de prova, simultaneamente, para garantir a lisura nos procedimentos de
aplicação do Concurso. Caso haja recusa de algum desses candidatos em
permanecer na sala, o mesmo será eliminado do concurso.
10.20 A correção das provas será feita por meio de leitura óptica do cartão-resposta.
Não serão consideradas questões não assinaladas ou que contenham mais de
uma resposta, emenda ou rasura, ou ainda em desacordo com as orientações
de preenchimento no referido cartão-resposta.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

11

10.21 Os procedimentos e os critérios para correção das provas são de
responsabilidade exclusiva do NC/UFPR.
10.22 O candidato que, durante a realização das provas, incorrer em quaisquer das
hipóteses a seguir terá sua prova anulada e será, automaticamente, eliminado
do Concurso Público:
a) realizar anotação de informações relativas às suas respostas no comprovante
de ensalamento ou em qualquer outro meio que não os permitidos;
b) recusar-se a entregar o material das provas ao término do tempo destinado
para a sua realização;
c) afastar-se da sala, a qualquer tempo, portando o caderno de provas ou o
cartão-resposta;
d) descumprir as instruções contidas no caderno de provas ou na folha de
rascunho;
e) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos ou ilegais para obter a sua
aprovação ou a aprovação de terceiros no Concurso Público;
f) praticar atos contra as normas ou a disciplina ou que gerem desconforto
durante a aplicação das provas;
g) faltar com o devido respeito para com qualquer membro da equipe de
aplicação das provas, autoridade presente ou outro candidato.
10.23 Não poderão ser fornecidas, em tempo algum, por nenhum membro da equipe
de aplicação das provas ou pelas autoridades presentes à prova, informações
referentes ao conteúdo das provas ou aos critérios de avaliação/classificação.
10.24 Constatada, a qualquer tempo, a utilização pelo candidato de meio eletrônico,
estatístico, visual ou grafológico, bem como de outros procedimentos ilícitos, a
prova será anulada e, automaticamente o infrator será eliminado do Concurso
Público, sem prejuízo das correspondentes cominações legais, civis e criminais.
10.25 O NC/UFPR não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos ou de
equipamentos eletrônicos durante a realização das provas, nem por danos a
eles causados.
11

DO RECURSO À PROVA DE CONHECIMENTOS

11.1 No dia 28 de junho de 2015, após o término das provas, será divulgado o
gabarito provisório da Prova de Conhecimentos, por intermédio do site
www.nc.ufpr.br.
11.2 Serão aceitos questionamentos sobre o gabarito provisório das questões
objetivas, desde que estejam em conformidade com o disposto nos itens 11.3 a
11.5:

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

12

11.3 Os questionamentos devem estar fundamentados e apresentados em formulário
específico no período compreendido entre as 08h30min de 29 de junho de 2015
até as 17h30min do dia 30 de junho de 2015, no site www.nc.ufpr.br.
11.4 O recurso será apreciado por uma Banca Examinadora designada pela UFPR,
que emitirá decisão fundamentada, sendo colocada à disposição do requerente,
a partir de 15 de julho de 2015, no site www.nc.ufpr. A resposta ao recurso
ficará disponível até o dia 15 de agosto de 2015.
11.5

Se qualquer recurso for julgado procedente, será emitido novo gabarito.

11.6

A Banca Examinadora constitui última instância para recurso, sendo soberana
em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

11.7

Os pontos relativos às questões porventura anuladas serão atribuídos a todos
que fizeram a prova. Se houver alteração de item(ns) integrantes de provas, por
força de impugnações do gabarito provisório, essa alteração valerá para todos
os candidatos, independentemente de terem recorrido.

11.8

Com exceção do recurso previsto, não será concedida revisão de provas,
segunda chamada, vistas ou recontagem de pontos das provas, devido às
características do processo.

11.9

O gabarito oficial da Prova de Conhecimentos será divulgado no site
www.nc.ufpr.br em 15 de julho de 2015.

11.10 O resultado classificatório final será divulgado em 2 listagens:
a) na 1.ª constará a classificação geral, inclusive a das pessoas com deficiência;
b) na 2.ª constará somente a classificação das pessoas com deficiência.
11.11 O resultado classificatório final será divulgado em 15 de julho de 2015, por meio
do site oficial do NC/UFPR e publicado no Diário Eletrônico Oficial - Atos do
Município de Curitiba.
12.

DA CLASSIFICAÇÃO NA PROVA DE CONHECIMENTOS

12.1 A classificação na prova escrita de conhecimentos será por ordem decrescente
da nota obtida, para os candidatos que tiverem a pontuação mínima de 6,0
pontos e através de desempate, para os com igualdade de notas alcançadas.
12.2 Para a realização do desempate serão utilizados os seguintes critérios,
sequencialmente:
a) maior idade, considerando ano, mês e dia;
b) a maior nota obtida nas questões sobre legislação;
c) a maior nota obtida nas questões referentes à Língua Portuguesa;

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

13

d) a maior nota obtida nas questões de conhecimentos sobre fatos sociais,
econômicos e políticos;
e) a maior nota obtida nas questões referentes à Matemática;
f) a maior nota obtida nas questões referentes à História e Geografia do Paraná.
12.3 A relação classificatória será divulgada em 15 de julho de 2015, no portal
www.nc.ufpr.br e publicada no Diário Oficial Eletrônico­ Atos do Município de
Curitiba.
13.

DA PROVA DE APTIDÃO FÍSICA

13.1 A prova de aptidão física, eliminatória, será aplicada para os primeiros 1.200
melhores candidatos aprovados e classificados na prova escrita de
conhecimentos.
13.2 Os candidatos que não atingirem classificação suficiente para participar da 2ª
fase, ainda que tenham obtido nota igual ou acima de 6,0 pontos, estarão
automaticamente excluídos do concurso.
13.3 O ensalamento, com local, dia e horário, dos candidatos que realizarão a prova
de aptidão física, estará disponível no portal www.nc.ufpr.br, em 29 de julho de
2015. Para obtê-lo, digitar nº do CPF e data de nascimento.
13.4 A prova de aptidão física será realizada nos dias 01 e 02 de agosto de 2015 e
08 e 09 de agosto de 2015, conforme o especificado no comprovante de
ensalamento.
13.5 A identificação correta do local de aplicação da prova de aptidão física e o
comparecimento no horário determinado serão de inteira responsabilidade do
candidato.
13.6 Não haverá segunda chamada para a prova de aptidão física, importando a
ausência do candidato na sua eliminação do concurso.
13.7 Não haverá realização da prova de aptidão física fora do horário e local
previamente definidos.
13.8 Os candidatos deverão apresentar-se para a prova de aptidão física munidos da
seguinte documentação e vestimenta:
a) cartão de ensalamento no concurso;
b) documento oficial de identidade com foto recente ou fotocópia autenticada
em cartório do referido documento;
Em caso de perda ou roubo de documentos, o candidato será admitido para
realizar as provas, desde que apresente o Boletim de Ocorrência expedido

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

14

dentro do prazo máximo de 30 dias que comprove o sinistro e que compareça no
local que lhe foi designado para que seja possível fazer a verificação de seus
dados antes da hora marcada para o início das provas. O Boletim de Ocorrência
será retido pelo NC.
c) atestado médico, conforme modelo no Anexo II deste edital, comprovando
estar em pleno gozo de saúde física e mental, apto, portanto, para ser
submetido à prova de aptidão física.
Somente será submetido à prova de aptidão física o candidato que estiver de
posse do atestado médico original, em papel timbrado e com o carimbo em que
constem o nome e o CRM do médico, expedido em data, no máximo, retroativa
há 20 dias da realização da prova de aptidão física.
d) vestir trajes adequados: camiseta, calção ou calça de agasalho e calçando
tênis.
13.9

Na realização da prova de aptidão física o candidato deverá assinar a lista de
presença, sob pena de ser considerado ausente.

13.10

A prova de aptidão física consistirá da aplicação dos seguintes testes:
a) Corrida de Velocidade;
b) Teste de Barra Fixa;
c) Salto à Distância;
d) Equilíbrio; e
e) Corrida de Vai-e-Vem em 20 Metros.

13.11

O candidato que não obtiver desempenho mínimo em qualquer dos testes
físicos, será impedido de prosseguir na realização dos demais testes, sendo
consequentemente considerado reprovado na prova de aptidão física. Desta
forma não será permitida a permanência do candidato no local de provas.

13.12

O resultado de cada teste, APTO ou INAPTO, será registrado pelo examinador
na Ficha de Avaliação do candidato, no término da aplicação dos mesmos,
quando o candidato deverá tomar ciência do resultado.

13.13

Os procedimentos para a realização dos testes estão especificados no Anexo
IV deste edital.

13.14

Não caberá à Universidade Federal do Paraná e ao Município de Curitiba
nenhuma responsabilidade com acidentes que possam ocorrer com o
candidato durante a execução dos testes.

13.15

Estará automaticamente excluído do concurso o candidato que:
a) tornar-se descortês com qualquer membro da equipe encarregada da
aplicação da prova de aptidão física ou perturbar, de qualquer modo, a
ordem dos trabalhos;

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

15

b) for apanhado em flagrante, utilizando-se de qualquer meio na tentativa de
burlar a prova de aptidão física, ou for responsável por falsa identificação
pessoal;
c) o candidato que fizer, em qualquer documento, declaração falsa ou inexata;
d) deixar de comparecer ou não atender à chamada para execução dos testes;
e) apresentar condição física, psíquica ou orgânica (estados menstruais,
indisposições, cãibras, contusões etc.), mesmo que temporária, que o
impossibilite de realizá-la integralmente na data estipulada;
f) acidentar-se em qualquer um dos testes e não puder finalizar esta fase.
13.16

Será concedido ao candidato CONTRA-INDICADO o direito de devolutiva
conforme edital a ser disponibilizado no site www.nc.ufpr.br.

13.17

O resultado da prova de aptidão física, com a situação de APTO, INAPTO ou
"ausente", será divulgado em edital específico, no portal www.nc.ufpr.br e
publicada no Diário Oficial Eletrônico­ Atos do Município de Curitiba.

14.

DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA

14.1

A avaliação psicológica, para perfil e porte de arma, de caráter eliminatória,
será aplicada para os 800 primeiros classificados como Aptos na prova de
aptidão física.

14.2

O comprovante de ensalamento para a prova de avaliação psicológica será
divulgado após ao resultado da prova de aptidão física no site www.nc.ufpr.br

14.3

A avaliação psicológica terá início, pontualmente, às 9h00 horas, sendo a porta
de acesso ao local fechada às 8h45min (horário de Brasília) e terá duração
máxima de 3 horas.

14.4

Não haverá segunda chamada para a avaliação psicológica, importando a
ausência do candidato na sua eliminação do concurso.

14.5

Não haverá realização da avaliação psicológica fora do horário e do local
marcado para todos os candidatos.

14.6

Os candidatos deverão apresentar-se para a avaliação psicológica munidos da
seguinte documentação:
a) Comprovante de Ensalamento para a prova;
b) documento oficial de identidade com foto recente ou fotocópia autenticada
em cartório do referido documento;
Em caso de perda ou roubo de documentos, o candidato será admitido para
realizar as provas, desde que apresente o Boletim de Ocorrência expedido

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

16

dentro do prazo máximo de 30 dias que comprove o sinistro e que compareça
no local que lhe foi designado para que seja possível fazer a verificação de
seus dados antes da hora marcada para o início das provas.
O Boletim de
Ocorrência será retido pelo NC.
.

14.7

A avaliação psicológica consistirá na aplicação de testes de aptidão específica
e personalidade.

14.8

Esta etapa, de caráter eliminatório, tem como objetivo identificar as
características de personalidade e aptidões necessárias ao desempenho
adequado das atribuições inerentes ao cargo pleiteado, constantes no Anexo I
deste Edital.

14.9

Essa verificação dar-se-á por meio de instrumental competente, embasado em
normas e procedimentos reconhecidos pela comunidade científica, validados
em nível nacional e em conformidade com as normas do Conselho Federal de
Psicologia, Resolução CFP nº 01/2002 e Instrução Normativa Nº 78/2014 do
Departamento de Polícia Federal.

14.10

A avaliação psicológica consistirá na aplicação de testes de aptidão e
personalidade.

14.11

Na prestação da avaliação psicológica o candidato deverá assinar a lista de
presença, sob pena de ser considerado ausente.

14.12

Estará automaticamente excluído do concurso quem:
c) for surpreendido em comunicação com outras pessoas, verbalmente, por
escrito ou meio eletrônico.
d) fizer, em qualquer documento, declaração falsa ou inexata.

14.13

É vedada a saída do recinto da avaliação psicológica durante a realização dos
testes.

14.14

Não haverá prorrogação de tempo previsto da avaliação psicológica.

14.15

Não será permitido ao candidato levar os cadernos de testes.

14.16

Será considerado habilitado quem obtiver o resultado de INDICADO para o
cargo, o NÃO INDICADO será eliminado.

14.17

O resultado de Não Indicado na prova psicológica significa apenas a não
adequação ao perfil psicológico solicitado pela Prefeitura de Curitiba, para o
desempenho das atribuições inerentes a atividade, neste momento, não tendo
qualquer outra implicação para a vida pessoal e profissional do candidato.

14.18

Para esta fase será concedido direito à entrevista devolutiva da Avaliação
Psicológica.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

17

14.19

As informações sobre a devolutiva serão disponibilizadas em edital específico
juntamente com o resultado desta etapa do concurso.

14.20

O resultado da avaliação psicológica será divulgado no portal www.nc.ufpr.br e
publicada no Diário Oficial Eletrônico­ Atos do Município de Curitiba.

15.
15.1

DO RESULTADO CLASSIFICATÓRIO FINAL E HOMOLOGAÇÃO
O resultado classificatório final será divulgado em 2 listagens:
a) na 1.ª constará a classificação geral, inclusive a das pessoas com
deficiência;
b) na 2.ª constará somente a classificação das pessoas com deficiência.

15.2

O resultado classificatório final será divulgado em edital específico no portal
www.nc.ufpr.br e publicado no Diário Oficial Eletrônico ­ Atos do Município de
Curitiba.

15.3

A Homologação do Concurso Público será publicada no Diário Oficial
Eletrônico ­ Atos do Município de Curitiba.

15.4

O concurso público terá validade de 2 anos, podendo ser prorrogado por igual
período.

16.

DA INVESTIGAÇÃO DE CONDUTA

16.1

A investigação de conduta, eliminatória, será para os candidatos INDICADOS
na avaliação psicológica e convocados para nomeação.

16.2

A investigação conduta tem como objetivo verificar se o candidato ao cargo de
Guarda Municipal possui idoneidade e conduta ilibadas.

16.3

Os documentos a serem apresentados devem ser dos últimos 5 anos,
expedidos por órgãos com jurisdição nos locais de residência do candidato,
com data atualizada conforme período de entrega dos documentos.

16.4

Serão analisados fatores como:
a) prática de ato de deslealdade às instituições constitucionais e
administrativas;
b) prática de ato tipificado como ilícito penal;
c) práticas, em caso de servidor público, de transgressões disciplinares;
d) prática de ato que possa importar em repercussão social de caráter negativo
ou comprometer a imagem de Guarda Municipal;
e) Vínculo e/ou associação por qualquer meio com entidade ou organização
legalmente proibida.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

18

16.5

Para fins da Investigação de Conduta, os candidatos deverão apresentar os
seguintes comprovantes e documentos:
a) fotocópia do Documento de Identidade (RG) e CPF.
b) prova de quitação com as obrigações eleitorais;
c) prova de quitação com as obrigações militares (sexo masculino);
d) certidões negativas originais fornecidas pela Justiça Comum (Estadual e
Federal) e da Justiça Militar (Estadual e Federal), expedidas por órgãos com
jurisdição no(s) local(is) de residência do candidato nos últimos 05 (cinco)
anos, abrangendo ações penais e cíveis em que os candidatos sejam ou
tenham sido partes ou intervenientes;
e) certidão de antecedentes criminais expedida pela Vara de Execuções
Penais;
f) certidão de Antecedentes Criminais , emitida pela Polícia Civil, Polícia Militar
e pela Polícia Federal, que comprovem não haver antecedentes criminais
g) Atestado de Antecedentes Criminais , emitido pelo Instituto de Identificação.

16.6

A entrega do Atestado e das Certidões de Antecedentes Criminais deve ser
feita em envelope lacrado e rubricado.

16.7

O endereço e a data para entrega dos documentos serão informados em Edital
específico.

16.8

A não entrega do atestado e das certidões, no prazo, acarretará a eliminação
do candidato do concurso.

16.9

O atestado e as certidões serão avaliados pela Comissão Executiva do
concurso, utilizando-se do termo INDICADO, quando recomendado pelos
Órgãos oficiais, ou NÃO INDICADO, quando não recomendado pelos órgãos
oficiais.

16.10

Constatada a falta de um dos documentos, o candidato será eliminado do
concurso.

16.11

Para esta fase não será concedido direito à revisão da Investigação de
Conduta.

16.12

O resultado da investigação de conduta será divulgado data a ser informada no
portal www.nc.ufpr.br e publicada no Diário Oficial Eletrônico ­ Atos do
Município de Curitiba.

17

DA CONVOCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

19

17.1

A convocação será por edital publicado no portal www.curitiba.pr.gov.br, em
Concursos Públicos e no Diário Eletrônico Oficial ­ Atos do Município de
Curitiba, observada a ordem classificatória geral e das pessoas com
deficiência.

17.2

A convocação será, também, por correspondência, a ser entregue no
endereço informado na inscrição.

17.3

O edital de convocação e a correspondência pessoal especificarão a
classificação, local, data e horário de comparecimento para agendamento do
exame médico admissional e entrega da documentação, original e fotocópia
legível em folha branca A4, frente e verso, sem cortes:
a) Carteira de Identidade,
b) CPF próprio,
c) PIS ou PASEP - se não possuir, retirar extrato do PIS na Caixa
Econômica Federal e do PASEP no Banco do Brasil ou apresentar Cartão
Cidadão.
d) Título de Eleitor,
e) Último comprovante de votação ou justificativa eleitoral,
f) Certificado de Reservista,
g) Certidão de Casamento, Carteira de Identidade e CPF do cônjuge,
h) Certidão de Nascimento dos filhos menores de 18 anos,
i) Comprovante de endereço, sem abreviaturas, constando bairro e CEP duas cópias,
j) Documento oficial de permissão do comando, se candidato militar,
k) Certidão dos setores de distribuição de execuções criminais da Justiça
Federal, Estadual, Militar e Eleitoral, dos locais em que tenha residido nos
último 5 anos,
l) Declaração de que não é titular de cargo, emprego ou função pública
(federal, estadual e municipal) não acumulável nos termos dos incisos XVI e
XVII, do artigo 37, da Constituição Federal,
m) Declaração de que não é aposentado em cargo, emprego ou função pública
(federal, estadual e municipal) não acumulável nos termos dos incisos XVI e
XVII, §10, do artigo 37 e bem como do § 6.º, do artigo 40, da Constituição
Federal,
n) Carteira Nacional de Habilitação,
o) Histórico escolar de conclusão de Ensino Médio, reconhecido pelo Conselho
Estadual de Educação do Estado que emitiu o documento,
p) Quem comprovar escolaridade de Ensino Médio presencial ou à distância
em Escola de outro sistema de ensino que não tenha autorização de
funcionamento do Conselho Estadual de Educação do Paraná, deverá
apresentar Certidão de Regularidade de Estudos emitida pelo CEE/SEED,
sistema de ensino do Estado onde a Escola tenha os atos regulatórios.

17.4

Para apresentar a documentação, item 17.3, o candidato terá o prazo
improrrogável de 5 (cinco) dias úteis, contados do dia marcado para a sua
reunião de convocação.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

20

17.5

A atualização do endereço para correspondência deverá ser na Gerência de
Provimento de Pessoas, Avenida João Gualberto, 623, 9.º andar, Torre A,
Curitiba - Paraná, com a apresentação da cópia de documento com endereço
completo e CEP e RG.

18

DO EXAME MÉDICO ADMISSIONAL

18.1

O exame médico admissional, de caráter eliminatório, será constituído de
exame médico clínico e se necessário, de exames complementares, sob
responsabilidade do Departamento de Saúde Ocupacional da Secretaria
Municipal de Recursos Humanos, conforme agendamento realizado na reunião
de convocação.

18.2

A pessoa com deficiência inscrita terá apurada a compatibilidade para o
exercício das atribuições do cargo com sua deficiência, por equipe
multiprofissional e se concluída a inexistência de deficiência concorrerá às
vagas não reservadas.

18.3

Será considerado aprovado no exame médico admissional, aquele que obtiver
parecer APTO (aptidão para o cargo nesta data), quando da conclusão dos
exame médico.

18.4

Quando for evidenciada alguma alteração clínica na avaliação de saúde ou em
exame complementar, o médico responsável, tomando como parâmetro as
características do cargo, poderá mesmo assim declarar a pessoa como APTA
ou ainda indicá-la como INAPTA, levando em consideração se a alteração
repercute na compatibilidade ou não com o cargo pretendido, potencializada
com as atividades que serão realizadas, e se pode constituir motivo
determinante de freqüentes ausências ou ainda facilitar a prática de atos
inseguros que possam colocar em risco a integridade física ou moral de
terceiros e, finalmente, se a alteração apresenta potencial incapacitante em
curto prazo.

18.5

O resultado será emitido sob a forma de Atestado de Saúde Ocupacional, com
validade de 180 dias. Expirado o prazo de validade do Atestado de Saúde
Ocupacional, a pessoa aprovada será convocada para nova avaliação médica.

18.6

O não comparecimento na data, horário e local agendado para a realização do
exame médico admissional resultará na eliminação no concurso.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

21

19.

DO EXAME TOXICOLÓGICO

19.1

Os candidatos deverão providenciar e realizar o Exame Toxicológico, de
caráter confidencial.

19.2

O pagamento do exame toxicológico será do próprio candidato.

19.3

Deverá ser do tipo de "larga janela de detecção", que acusa uso de substâncias
entorpecentes ilícitas causadoras de dependência química ou psíquica de
qualquer natureza e deverá apresentar resultados negativos para um período
mínimo de 90 dias.

19.4

Deverá ser realizado em laboratório especializado, a partir de amostra de
materiais biológicos (cabelo, pelo ou unha) doado pelo candidato, conforme
procedimentos padronizados de coleta, encaminhamento do material,
recebimento dos resultados e estabelecimento de contraprova;

19.5

Os testes toxicológicos são de caráter confidencial e as respectivas cópias dos
laudos (testagem positiva e testagem negativa) permanecerão a sob a
esponsabilidade do Departamento de Saúde Ocupacional, acondicionados no
prontuário médico do paciente;

19.6

O resultado do Exame Toxicológico será expresso por uma das seguintes
menções:
a) Testagem negativa - Para o candidato que tiver obtido resultado negativo
para todas as substâncias entorpecentes ilícitas que foram objeto do Exame
Toxicológico;
b) Testagem positiva - Para o candidato que tiver obtido resultado positivo
para uma ou mais substâncias entorpecentes ilícitas que foram objeto do
Exame Toxicológico.

19.7

Serão convocados para a etapa, correspondente ao Exame Toxicológico, em
local e data a serem divulgados , por meio específico de convocação, sendo
publicado no Diário Oficial Eletrônico ­ Atos do Município de Curitiba e no
portal www.curitiba.pr.gov.br . Receberão também, correspondência pessoal no
endereço informado na inscrição.

19.8

O teste toxicológico de larga janela de detecção visa à detecção de
substâncias entorpecentes ilícitas ou lícitas controladas, causadoras de
dependência química ou psíquica de qualquer natureza (maconha e
metabólicos derivados do Delta 09 THC, cocaína, metabólicos e derivados do
Merla, solventes, hidrocarbonetos, opiáceos, psicofármacos, "ecstasy" - MDMA
e MDA, anfetamina, metanfetamina e PCP). (ver errata publicada dia 18/05/15)

19.9

Na data da realização da coleta de material biológico o candidato deverá
assinar o termo de ciência de realização do Teste Toxicológico, bem como a

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

22

declaração para a realização do referido teste através de amostra de um dos
materiais biológicos indicados pelo laboratório responsável pelo teste.
19.10

O candidato que não apresentar o teste toxicológico no período previsto estará
automaticamente reprovado no certame.

19.11 O candidato deverá entregar o resultado do teste toxicológico no Serviço de
Medicina Ocupacional da Prefeitura Municipal de Curitiba, no endereço a ser
fornecido na convocação.
20

DA NOMEAÇÃO E POSSE

20.1

A convocação para a posse (data, horário e local) será por meio de publicação
em Diário Oficial Eletrônico ­ Atos do Município de Curitiba e no site e por
correspondência, no endereço informado no ato da inscrição.

20.2

Não poderá ser alegado desconhecimento da convocação para a posse,
ficando o Município de Curitiba isento de qualquer responsabilidade decorrente
do não recebimento da correspondência.

20.2.1 Para a posse no cargo terá 15 (quinze) dias úteis, a contar do primeiro dia útil
após a publicação do ato de nomeação e cumprirá um período de Estágio
Probatório de 3 (três) anos, em acordo com as Leis Municipais nº 10815/2003 e
nº 12814/2008.
20.3

O candidato considerado "APTO" no exame médico admissional será
convocado por ordem de classificação, no prazo de 5 (cinco) dias úteis, para
apresentar a documentação (original e fotocópia legível).

20.4

As declarações mencionadas poderão ser firmadas em formulário próprio
fornecidas na apresentação dos documentos.

20.5

Será admitida a apresentação dos documentos de escolaridade até o dia da
posse, que será analisada pela comissão de verificação de habilitação, que
atestará o reconhecimento de acordo com a legislação vigente.

20.6

É facultado solicitar o deslocamento para o final da lista classificatória uma
única vez, dentro do prazo máximo de 5 (cinco) dias úteis a partir do primeiro
dia útil após a reunião de convocação, esclarecendo que poderá ocorrer o
término da validade do concurso, sem o aproveitamento do candidato.

20.6.1 A nova ordem classificatória será estabelecida por ordem cronológica de
abertura do referido processo.
20.7

Até a data marcada para a posse, é facultado ao candidato solicitar adiamento
de posse, uma única vez, pelo prazo máximo de 15 (quinze) dias úteis,
iniciando a contagem no primeiro dia útil seguinte ao da publicação no Diário

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

23

Oficial Eletrônico - Atos do Município de Curitiba, cujo deferimento fica a critério
da Secretaria Municipal de Recursos Humanos.
20.8

O requerimento mencionado deverá ser protocolado na Secretaria Municipal de
Recursos Humanos ­ Serviço de Protocolo, Av. João Gualberto, 623, 9.º andar,
torre C, Curitiba, PR ­ Serviço de Protocolo.

20.9

O candidato que recusar ou deixar de se apresentar no prazo estabelecido
perderá o direito à investidura no cargo.

20.10

Na nomeação deverá apresentar declaração (anexo) ou fotocópia da CTPS,
especificando a data final de contratação.

20.11

A nomeação será publicada no Diário Oficial Eletrônico - Atos do Município de
Curitiba.

20.12

O prazo mencionado no presente item passará a contar a partir do primeiro dia
útil seguinte ao da publicação.

20.13

A admissão será pelo Regime Estatutário (Lei Municipal no 7600/1991), ao
assinar o termo de posse, o candidato passará a compor o quadro de pessoal
da Secretaria Municipal da Defesa Social, órgão ao qual caberá,
exclusivamente, a definição do setor e área de atuação.

21.

DO CURSO DE FORMAÇÃO TÉCNICO-PROFISSIONAL PARA GUARDA
MUNICIPAL

21.1 Serão convocados para o Curso de Formação Técnico-Profissional
os
candidatos aprovados e aptos nas etapas anteriores, até o número de vagas
estabelecido em Edital de Convocação, podendo ser acrescido de um percentual
a ser definido pela Administração Pública de acordo com a necessidade de
atendimento, demandadas à época da convocação.
21.2 O Curso de Formação, de caráter classificatório e eliminatório, ocorrerá em
horário integral, com dedicação exclusiva e terá duração e grade curricular
específica, definidas em regulamento próprio, a ser editado na época de
convocação para esta etapa do concurso.
21.3 O Curso de Formação poderá ser ministrado por turmas, em diferentes
momentos, a critério da Prefeitura Municipal de Curitiba e interesse público e
conveniência administrativa.
21.4 A convocação será feita mediante editais próprios de convocação para esta
etapa do concurso.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

24

21.5

O Curso de Formação terá como finalidade a capacitação e a avaliação dos
candidatos matriculados, para o exercício das atribuições do cargo, previstas
no Anexo I deste Edital.

21.6

Será aprovado no Curso de Formação o candidato que obtiver o mínimo de 7,0
(sete) pontos na prova.

21.7

O resultado do Curso de Formação, será publicado no Diário Oficial Eletrônico
­ Atos do Município e no site www.curitiba.pr.gov.br.

22.

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

22.1

As etapas do concurso público serão realizadas em Curitiba-Paraná.

22.2

A identificação correta do local de realização das provas e o comparecimento
no horário determinado é de responsabilidade exclusiva do candidato.

22.3

A ausência, por qualquer motivo, em qualquer das fases, implicará na
eliminação do Concurso Público.

22.4

Não será permitida a entrada de pessoas estranhas ao Concurso Público no
local de aplicação das provas.

22.5

A critério da Administração Municipal poderá ocorrer alteração no cronograma
do concurso público.

22.6

É de inteira responsabilidade do interessado o acompanhamento das
publicações de todos os comunicados e editais referentes ao Concurso
Público.

22.7

As entidades organizadoras do Concurso Público não se responsabilizam por
quaisquer cursos, textos e apostilas, bem como aos conteúdos programáticos
não expressamente indicados.

22.8

Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Executiva designada pela
Secretaria Municipal de Recursos Humanos, permanecerá constituída até a
homologação do concurso.

Gabinete da Secretaria Municipal de Recursos Humanos, 17 de abril de 2015.

Meroujy Cavet Giacomassi
Secretária Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

25

Anexo I - Atribuições do cargo Guarda Municipal.Atribuições do cargo Guarda

Municipa

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

26

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

27

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

28

29

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

Anexo II
MODELO DO ATESTADO MÉDICO

ATESTADO

Atesto que ___________________________________________
_________________________________,

Carteira

de

Identidade



____________________, encontra-se, no momento do presente exame
médico, em boas condições de saúde, para realizar a prova de aptidão
física citada no edital normativo do Concurso Público para o cargo de
Guarda Municipal, da Prefeitura Municipal de Curitiba.
Provas: Corrida de Velocidade;
Teste de Barra Fixa;
Salto à Distância;
Equilíbrio; e
Corrida de Vai-e-Vem em 20 Metros (Teste de Leger)

Curitiba, _____ de _____________________ de 2015.

____________________________________________
Assinatura, CRM e carimbo

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

30

Anexo III ­ conteúdo programático
LEGISLAÇÃO
- Constituição da República Federativa do Brasil ­ 1988 ­ Capítulo I ­ Dos Direitos e
Deveres Individuais e Coletivos ­ Arts. 5, 19, 21, 144 e 196. (ver errata publicada no
dia 11/05/15)
- Lei Federal n.º 4.898/1965 - Regula o direito de representação e o processo de
responsabilidade administrativa, civil e penal, nos casos de abuso de autoridade.
- Lei Federal nº 8.069/1990 ­ Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e
dá outras providências;
- Lei Federal nº 10.741/2003 ­ Dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras
providências;
- Lei Federal nº 11.340/2006 - Lei Maria da Penha ­ Cria mecanismos para coibir a
violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos do § 8° do art. 226 da
Constituição Federal, da Convenção sobre a eliminação de todas as formas de
discriminação contra as mulheres e da Convenção Interamericana para Prevenir, punir
e erradicar a violência contra a mulher; dispõe sobre a criação dos juizados de
violência doméstica e familiar contra a mulher; altera o código de processo penal, o
código penal e a lei de execução penal; e dá outras providências - artigos 8º e 22;
- Lei Federal n° 9.503/1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro - Artigo 24.
- Lei Federal n° 10.201/ 2001, que institui o Fundo Nacional de Segurança Pública FNSP, e dá outras providências.
- Lei Federal n° 10.826/2003, que dispõe sobre registro, posse e comercialização de
armas de fogo e munição, sobre o Sistema Nacional de Armas - Sinarm, define crimes
e dá outras providências. Artigo 6º.
- Lei Federal n° 12.066/ 2009, que institui o Dia do Guarda Municipal, a ser
comemorado no dia 10 de outubro.
- Lei Federal n° 13.022/ 2014 que dispõe sobre o Estatuto Geral das Guardas
Municipais.
-Decreto-Lei n° 2.848/1940 , Código Penal ­ art. 136 ­ Maus Tratos
Decreto Federal n° 6.609/2008 que institui o Programa Nacional de Segurança Pública
com Cidadania. Artigo 56. (ver errata publicada no dia 18/05/15)

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

31

Decreto Federal n° 6949/2009 ­ Convenção sobre os direitos das pessoas com
deficiência - Promulga a Convenção Internacional sobre os direitos das pessoas com
deficiência e seu protocolo facultativo, assinados em Nova York, em 30 de março de
2007;
Decreto Legislativo nº 186/2008 ­ Aprova o texto da convenção sobre os direitos das
Pessoas com Deficiência e de seu Protocolo facultativo, assinados em Nova York, em
30/03/2007.
- Lei Orgânica do Município de Curitiba ­ arts. 203 A e 203 B ­ Da Ordem Social (ver
errata publicada no dia 11/05/15)
- Lei Municipal n° 1656/1958 , Estatuto dos Funcionários Públicos Municipais ­ Arts.
207 a 213.
- Lei Municipal n° 14.422/2014, insere atribuições na Secretaria Municipal da Defesa
Social ­ SMDS.
- Lei Municipal n° 14.522/2014 ­ Institui o Plano de Carreiras dos servidores do cargo
de Guarda Municipal.
- Lei Municipal n° 13.769, de 28 de junho de 2011, reestrutura a carreira de Segurança
Municipal, de que trata a lei n° 10.603, de 30 de dezembro de 2002. (ver errata
publicada no dia 26/05/15)
- Lei Municipal n° 11.378/2005, que revoga o parágrafo único, acrescenta parágrafos
ao art. 4°, altera a redação do "caput" e acrescenta parágrafo ao art. 6° da Lei n° 8984,
de 13 de dezembro de 1996, que proíbe aos estabelecimentos comerciais e pessoas
físicas ou jurídicas, a venda de "tinta spray" para menores de 18(dezoito) anos,
estabelece sanções aos pichadores a dá outras providências".

LÍNGUA PORTUGUESA
- Compreensão e interpretação de texto
Ortografia.
Acentuação gráfica.
Flexão nominal e verbal.
Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação.
Emprego de tempos e modos verbais.
Concordância nominal e verbal.
Regência nominal e verbal.
Ocorrência da crase.
Pontuação.
MATEMÁTICA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

-

32

Conceitos dos diferentes tipos de números: naturais, inteiros e racionais.
Problemas envolvendo as quatro operações fundamentais.
Regra de três simples e composta.
Porcentagem: cálculo e estimativa.
Raciocínio lógico.

HISTÓRIA DO PARANÁ
- Fundação de Curitiba
- População de Curitiba.
- Pontos Turistícos
GEOGRAFIA DO PARANÁ
- Localização Espacial de Curitiba e Paraná
- Limites Territoriais de Curitiba e Paraná
- Transporte de Curitiba
CULTURA GERAL: fatos políticos, econômicos e sociais ocorridos em 2014 e 2015 e
divulgados na mídia local e nacional.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

Anexo IV
PROCEDIMENTOS DA PROVA DE APTIDÃO FÍSICA

1 ­ CORRIDA DE VELOCIDADE
Objetivo:
Local:
Material utilizado:
Execução:
Padrão mínimo
necessário:

Avaliar a velocidade natural do candidato.
Pista de atletismo.
Cronômetro e prancheta.
Correr 50 (cinqüenta) metros em tempo preestabelecido.
Percorrer os 50 (cinqüenta) metros em até 7,5s (sete
segundos e meio), se do sexo masculino e 8,5s (oito segundos
e meio), se do sexo feminino, com a possibilidade de uma só
tentativa.

2 ­ TESTE DE BARRA FIXA
Objetivo: Medir de forma indireta a força muscular de membros
superiores e cintura escapular
Local: Barra fixa
Material utilizado: Cronômetro e prancheta.
Execução:
Candidatos do sexo masculino flexionarão simultaneamente
os cotovelos até o queixo ultrapassar a parte superior da
barra. Em seguida, estenderão novamente os cotovelos até a
posição inicial. O movimento será considerado completo após
a total extenção dos cotovelos. A execução deverá respeitar o
tempo máximo de 1 minuto. Candidatas do sexo feminino
realizarão uma contração isométrica (estática) e ao comando
de "preparar" deverão dependurar-se na barra com pegada
livre (pronação ou supinação), mantendo os braços
flexionados e o queixo acima da parte superior da barra,
podendo receber ajuda para atingir esta posição. Ao comando
de iniciar, depois de tomada a posição inicial pela candidata, o
avaliador da prova inicia imediatamente a cronometragem do
tempo, devendo a candidata permanecer na posição, podendo
o avaliador avisar o tempo decorrido na execução.

33

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

Padrão mínimo Candidatos do sexo masculino deverão executar três
necessário: movimentos completos e em sequência e se do sexo feminino
deverão manter a posição isométrica por 10 segundos
ininterruptos. Será permitida apenas uma tentativa.
3 ­ SALTO À DISTÂNCIA
Objetivo: Medir a força explosiva dos músculos das pernas e do tronco
com impulsão horizontal do corpo.
Material utilizado: Trena e quadra.
Execução: Em pé, atrás da linha inicial, o candidato flexionará as pernas
e, lançando o corpo para frente, saltará a maior distância
possível.
Padrão mínimo O candidato deverá saltar uma distância mínima de 1,80m (um
necessário: metro e oitenta centímetros), se do sexo masculino e 1,60m
(um metro e sessenta centímetros), se do sexo feminino. O
candidato terá até duas tentativas.
4 ­ EQUILÍBRIO
Objetivo: Avaliar a capacidade do candidato para subir e andar sobre a
trave de equilíbrio de ginástica olímpica, e deslocar-se em
equilíbrio.
Material utilizado: Uma trave de ginástica olímpica com 01 (um) metro de altura e
03 (três) colchões de ginástica para segurança.
Execução: Subir na barra com o auxilio das mãos, locomovendo-se, sem
o auxílio dos membros superiores, de uma extremidade a
outra da trave.
Padrão mínimo O candidato não poderá cair durante o percurso, com a
necessário: possibilidade de uma só tentativa e realizar a prova em até 1
minuto.

5 ­ CORRIDA DE VAI E VEM EM 20 METROS
Objetivo: Demonstrar resistência física durante corrida com velocidade
progressiva no Teste de Vai-e-Vem em 20 Metros ("Teste de
Leger").
Local: Quadra desportiva.
Execução: Correr de acordo com velocidades pré-estabelecidas
controladas através de bips sonoros. O teste será encerrado
caso o candidato não consiga acompanhar por três vezes o
ritmo pré-estabelecido, evidenciado através de faltas
("queima").
Padrão mínimo Completar o estágio seis (11 km.h-1) se do sexo masculino e
necessário: estágio cinco (10,5 km.h-1) se do sexo feminino, em uma única
tentativa.

34

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

ANEXO V

35