II Série | Número 134 | 3
Março / Abril 2013

A ENGENHARIA PORTUGUESA EM REVISTA

Diretor Carlos Matias Ramos | Diretor-adjunto José Manuel Pereira Vieira

ENGENHARIA
DE SISTEMAS

PRIMEIRO PLANO p.6

PRIMEIRO PLANO p.10

ENTREVISTA p.40

LUÍS VALADARES TAVARES
MEMBROS ELEITOS
assumem destino da Ordem
para os próximos três anos

À#/.'2%33/À)"%2/!-%2)#!./À
DE ENGENHARIA CIVIL
Engenheiros aprofundam
conhecimento das competências

PROFESSOR CATEDRÁTICO DE INVESTIGAÇÃO
OPERACIONAL E ENGENHARIA DE SISTEMAS DO IST, UTL

"A Engenharia portuguesa deve contribuir
para o estabelecimento de uma nova estratégia
de desenvolvimento"

TEMA DE CAPA
SISTEMAS DE BIOENGENHARIA
EUGÉNIO CAMPOS FERREIRA
Professor Catedrático do Departamento de Engenharia Biológica da Universidade do Minho, Responsável pelo Grupo de Investigação
em Engenharia de Sistemas e Bioprocessos (http://BioPSEg.ceb.uminho.pt) e pelo Programa Doutoral em Sistemas de Bioengenharia
Presidente do Conselho Nacional do Colégio de Engenharia Química e Biológica da Ordem dos Engenheiros (2010-2013)

A

HJLBKÁ>FÁBeGÁ->KÁKBKtemas incluem infraestruturas críticas tais como redes informáticas
e elétricas, redes de transporte, sistemas de saúde e cadeias globais
de abastecimento de produção.
A Bioengenharia de Sistemas agrega ferramentas e abordagens de
Sistemas de Engenharia para aplicação a processos e sistemas de
Bioengenharia e Biotecnologia. Exemplos de aplicação de visão holística e sistémica em Bioengenharia de Sistemas vão desde a seleção e melhoramento de estirpes de micro-organismos industriais,
a problemas médicos e hospitalares, abrangendo uma análise multiescala (espacial e temporal), desde a nano/micro escala dos com36 INGENIUM MARÇO / ABRIL 2013

ponentes moleculares celulares, até à escala macro/meso dos sistemas de produção biotecnológica e redes de cuidados de saúde.
De entre as disciplinas da moderna Bioengenharia de Sistemas
destaca-se a "Biologia de Sistemas". Esta disciplina emergente estuda os componentes e as interações dos organismos, procurando
compreender a sua organização e prever o seu comportamento,
utilizando ferramentas informáticas na análise da estrutura, da dinâmica e do controlo das redes complexas de subsistemas celulares (tais como as redes de metabolitos e enzimas que integram
o metabolismo, vias de transdução de sinal e redes reguladoras de
genes).
A Biologia de Sistemas é utilizadora de ferramentas de modelação
matemática e análise de dados de larga escala obtidos pelas modernas técnicas "ómicas" de alto rendimento (genómica, proteómica,
F>L:;EFBFÁ:lerar o desenvolvimento de processos biotecnológicos industriais,
HKKB;BEBL:FÁHJÁ>P>FHEÁ:ÁB=>GLBÁ:ENKÁ@>GcLB=>Á=>Á>FHJ>K:KÁ:EB:=:KÁ>ÁMFÁBFHJL:GL>ÁN>LJÁ=>ÁBGN:bÁ
e empreendedorismo de incentivo e promoção da criação de empresas de base tecnológica.
O programa de doutoramento em Bioengenharia de Sistemas está
BG:JÁ>KLM=:GL>KÁ>FÁBGN:bÁ[email protected]>GA:JB:ÁH:J:Á:=IMBJBJÁLeGKH>:KÁL>GLJ>Á:KÁBeGÁ:Á[email protected]>GA:JB: Á
Apresenta um forte pendor em determinadas áreas tecnológicas
emergentes de modo a complementar e melhorar o panorama da
Biotecnologia e Bioengenharia nacionais, formando assim a próPBF:Á@>J:bÁ=>ÁHJKKBG:BKÁ=>ÁLHÁKÁ=>ÁEB=>J:JÁMÁHJmover a criação de empresas ou prosseguir uma carreira de investigação. O curso de mestrado executivo partilha o plano curricular
da parte letiva (1.º ano) do programa doutoral. Estes programas
educativos reúnem, de forma integrada, a inovação em Bioengenharia, o empreendedorismo e a liderança numa perspetiva de
desenvolvimento de abordagens sistémicas de problemas. Esta
oferta formativa compreende o ensino e a investigação nas áreas
=>Á[email protected]:ÁFHML:Á,BKL>F:KÁ>Á[email protected]:Á,BGLcLBGA:JB:Á=>ÁcEME:KÁ>Á=>Á->JB:BKÁ>Á':G;BL>Á%BK;:
Á-cÁBF;J:Á>Á=Á&"- ÁKÁ>KLJMturas de investigação associadas ao Programa estão concentradas
em quatro Laboratórios Associados: Instituto de Biotecnologia e
Bioengenharia, com grupos da Universidade do Minho e Instituto
,MH>JBJÁ -cÁ '>MJEME:JÁ =:Á
.GBN>JKB=:=>Á=>ÁBF;J:Á%:;J:LJBÁKKÁ(>BJ:KÁ "GKLBLMLÁ
de Tecnologia Química e Biológica da Universidade Nova de Lisboa,
"-Á>Á"GKLBLMLÁ ME;>GDB:GÁ=>ÁBeGÁ+*."&-Á=:Á.GBN>JKBdade Nova de Lisboa. Envolve ainda investigadores dos centros
"',"
"',&'
Á "&",-
Á GLJKÁ KÁ >Á % (+"-&"Á =:Á
.GBN>JKB=:=>Á=Á&BGAÁ>ÁMG=:bÁA:FH:EBF:M=
A promoção de projetos de investigação avançada em Sistemas de
Bioengenharia tem sido uma das iniciativas relevantes do Programa
MIT-Portugal. Seguem-se dois exemplos de projetos de investigação no âmbito deste programa:
k Investigação em GMJMEG?ÍBCÍ1GQRCK?Q e GMJMEG?Í1GLRgRGA? na
melhoria de fábricas celulares microbianas para produção de
aminoácidos por Biotecnologia Industrial. Foram desenvolvidos
modelos matemáticos dos processos metabólicos e regulatórios
da bactéria E. coli para previsão insilico de alvos moleculares de
alterações de genes com recurso a algoritmos de otimização.
Foram usadas abordagens de Biologia Sintética para implementação das estratégias preconizadas pelos estudos insilico para
programar ou melhorar a expressão genética. A investigação
JJ:F>GL:KÁ=>Á[email protected]:ÁFHML:=B=Á=Á N>JGÁ[email protected] Á'>KL:ÁK>@MG=:Á?:K>
ÁK>@MBG=Á:KÁ
recomendações da Academia da Finlândia, pretende-se uma maior
eG?:K>Á>FÁHJC>LKÁ=>ÁBGN>[email protected]:bÁGLJ>ÁMGBN>JKB=:=>KÁ
e empresas, dirigidos à resolução de problemas concretos tendo
como objetivo principal o reforço da inovação e do empreendedorismo industrial. A área foco de Sistemas de Bioengenharia continuará a ser uma pertinente aposta deste Programa. ING

MARÇO / ABRIL 2013 INGENIUM 37