Portaria Inep nº 242, de 02 de junho de 2014.
Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014.
O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
(Inep), no uso de suas atribuições, tendo em vista a Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004; a Portaria
Normativa nº 40, de 12 de dezembro de 2007, em sua atual redação; a Portaria Normativa nº 8, de 14
de março de 2014, atualizada, e considerando as definições estabelecidas pela Comissão Assessora de
Área de Engenharia de Alimentos, nomeada pela Portaria Inep nº 12, de 10 de janeiro de 2014,
resolve:
Art. 1º O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), parte integrante do
Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), tem como objetivo geral avaliar o
desempenho dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes
curriculares, às habilidades e competências para a atualização permanente e aos conhecimentos
sobre a realidade brasileira e mundial, bem como sobre outras áreas do conhecimento.
Art. 2º A prova do Enade 2014, com duração total de 4 (quatro) horas, terá a avaliação
do componente de Formação Geral comum aos cursos de todas as áreas e do componente específico
da área de Engenharia de Alimentos.
§ 1o O componente específico será composto por Núcleo de Conteúdos Básicos e Núcleo
de Conteúdos Profissionalizantes.
§ 2º O Núcleo de Conteúdos Básicos terá como referencial a Resolução CNE/CES nº 11,
de 11 de março de 2002, e a Portaria Enade 2014 da área de Engenharia Geral.
Art. 3º As diretrizes para avaliação do componente de Formação Geral são publicadas
em Portaria específica.
Art. 4º A prova do Enade 2014, no componente específico da área de Engenharia de
Alimentos, terá por objetivos:
I ­ avaliar o desempenho dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos
específicos dos cursos de Engenharia de Alimentos;
II ­ verificar o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao pleno
exercício da profissão, contemplando aspectos técnicos, éticos e de sustentabilidade;
III ­ contribuir para a melhoria contínua da qualidade do ensino e da aprendizagem.
Art. 5º A prova do Enade 2014, no componente específico da área de Engenharia de
Alimentos, tomará como referência o perfil do engenheiro com formação generalista, multidisciplinar,
ética, humanista, capacitado a desenvolver e aplicar novas tecnologias, identificar, formular e resolver
problemas, de forma crítica, proativa e criativa, considerando as demandas da sociedade e seus
aspectos sociais, econômicos, ambientais, culturais e de sustentabilidade, com visão empreendedora,
ética e humanista.
Art. 6º A prova do Enade 2014, no componente específico da área de Engenharia de
Alimentos, avaliará se o estudante desenvolveu, no processo de formação, as seguintes habilidades e
competências:

I- planejar, projetar e conceber produtos e serviços;
II- implantar processos de produção de alimentos;
III- coordenar projetos e serviços de engenharia;
IV- realizar controle, manutenção e avaliação de produtos e processos;
V- planejar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
VI- desenvolver e utilizar ferramentas e técnicas;
VII- avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;
VIII- avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia.
Art. 7º A prova do Enade 2014, no componente específico da área de Engenharia de
Alimentos, tomará como referencial os seguintes conteúdos curriculares:
§ 1o O Núcleo de Conteúdos Básicos terá como referencial os seguintes conteúdos:
III III IV VVI VII VIII IX XXI XII -

Administração e Economia;
Ciências do Ambiente;
Ciência e Tecnologia dos Materiais;
Eletricidade Aplicada;
Expressão Gráfica;
Fenômenos de Transporte;
Física;
Informática;
Matemática e Estatística;
Mecânica dos Sólidos;
Metodologia Científica e Tecnológica;
Química.

§ 2o Núcleo de Conteúdos Profissionalizantes Gerais:
I- Ciência dos Materiais;
II- Mecânica Aplicada;
III- Microbiologia;
IV- Química Analítica e Instrumental;
V- Química Orgânica;
VI- Bioengenharia e Biotecnologia de Alimentos;
VII- Sistemas Térmicos;
VIII- Termodinâmica Aplicada;
IX- Instrumentação, Controle e Automação.
§ 3o Núcleo de Conteúdos Profissionalizantes Específicos:
I-Análise Sensorial;
II- Controle de Qualidade;
III- Embalagens;
IV- Físico-Química;
V- Higiene na Indústria de Alimentos;
VI- Microbiologia de Alimentos;

VII- Modelagem, Análise e Simulação de Sistemas;
VIII- Operações Unitárias;
IX- Processos de Conservação;
X- Projetos de Indústrias de Alimentos;
XI- Química e Bioquímica de Alimentos;
XII- Tecnologia e Processamento de alimentos de origem animal e vegetal;
XIII- Toxicologia de Alimentos;
XIV- Tratamento de Resíduos da Indústria de Alimentos.
Art. 8º A prova do Enade 2014 terá 10 (dez) questões do Núcleo de Conteúdos Básicos e
20 (vinte) questões do Núcleo de Conteúdos Profissionalizantes de Engenharia de Alimentos, sendo 3
(três) discursivas e 17 (dezessete) de múltipla escolha, envolvendo situações-problema e estudos de
casos.
Art. 9º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

JOSÉ FRANCISCO SOARES