BIO-DICAS
Biotecnologia Aplicada à Genética, Alimentação e Ambiente
Boletim da Escola Superior de Biotecnologia da Católica Porto
Mailing Nº1 / 2012

Apresentamos o nosso primeiro boletim, o qual esperamos possa oferecer BIO-DICAS úteis para a implementação da Biotecnologia nas
mais diversas vertentes do ensino pré-universitário. Este número é dedicado às duas áreas visadas na primeira parte do programa
nacional de Biologia do 12º ano: Património Genético e Imunidade.
ÍNDICE:
1.

Sabia que...?
1.1 Década para a Biodiversidade
1.2 Desenvolvimento de `mini-fígados' a partir de células estaminais

2.

Ciência na Escola
2.1 Extração de ADN

3.

Recursos em Biotecnologia
3.1 Sugestões de consulta
3.2 Sugestões de leitura

4.

Notícias da Atualidade
4.1 Microbiologia Forense e Biotecnologia
4.2 Extração de ARN

5.

Calendário de Eventos
5.1 11.º Congresso da Água ­ Valorizar a Água num contexto de incerteza
5.2 X Curso Básico de Doenças Hereditárias do Metabolismo
5.3 Curso "A Prática da PCR"

Sabia Que?
1.1 Década para a Biodiversidade
A

década de 2011-2020 é a Década das Nações Unidas para a Biodiversidade com o
tema central `Vivendo em Harmonia com a Natureza', precisamente o que o programa de
Biologia do 12º ano pretende explorar na situação problemática base `Como melhorar a
qualidade de vida das pessoas sem pôr em risco os recursos naturais'. A biodiversidade
a que assistimos hoje é consequência de milhões de anos de evolução, moldada por processos naturais e, cada vez mais, pela influência
dos seres humanos. Esta biodiversidade é comummente entendida em termos da grande variedade de plantas, animais e microrganismos.
Estimativas dos cientistas sobre o número de espécies identificadas variam entre três a 100 milhões. As diferenças genéticas são uma
importante componente da biodiversidade constituindo uma ferramenta científica de grande interesse para a aprendizagem da biologia e
da biotecnologia.
Neste contexto relembramos: dia 22 Maio de 2012 - Dia Internacional da Biodiversidade, com o tema Biodiversidade marinha e
costeira.

1.1 Desenvolvimento de `mini-fígados' a partir de células estaminais

Uma das descobertas científicas mais destacadas em 2011, com o objectivo último de contribuir
para a qualidade de vida das pessoas, foi concretizada por um investigador português, Pedro
Batista. Este jovem cientista conseguiu produzir um fígado humano a partir de células estaminais
em laboratório, no Instituto de Medicina Regenerativa do Centro Médico Baptista da Universidade
de Wake Forest, em Winston-Salem, na Carolina do Norte dos EUA. Os `mini-fígados' desenvolvidos poderão constituir importantes
soluções para doenças metabólicas e hepáticas onde o transplante é a única solução como é o caso da cirrose hepática crónica.
Adicionalmente estes mini-fígados, de cerca de 2,5 cm de comprimento e 5-6 gramas de peso, podem ser utilizados na avaliação
toxicológica de novos fármacos ou de novos ingredientes/aditivos utilizados na produção de alimentos.
Para saber mais visite: http://www.publico.pt/Sociedade/cientista-portugues-cria-minifigados-no-laboratorio-1464948

Ciência Na Escola
2.1 Extração de ADN

Quer saber como extrair DNA de diferentes fontes naturais? Consulte a página da Access Excellence e implemente
alguns dos protocolos aí sugeridos nas suas aulas.
Access Excellence é um sítio que oferece um compêndio de artigos, exercícios, notícias da atualidade em
biotecnologia, dirigido especificamente para professores de biologia. No endereçoabaixo estão disponíveis sete
protocolos para a extração de DNA de diferentes fontes, incluindo uma análise exaustiva dos diferentes passos
envolvidos bem como sugestões para alcançar sucesso nos procedimentos práticos. São indicadas atividades adicionais para desenvolver
na sala de aula.
O endereço é http://www.accessexcellence.org/AE/AEC/CC/DNA_extractions.php (em inglês)

Recursos em Biotecnologia
3.1. Sugestões de consulta
Sugerimos abaixo duas explorações na Internet.
DNA Learning Center:Centro de ciência dedicado inteiramente ao estudo da genética, inserido na oferta do Cold
Spring Harbor Laboratory (CSHL), um Instituto de investigação de referência internacional, sediado em Nova Iorque.
Oferece um conjunto alargado de recursos incluindo vídeos, animações 3-D, protocolos etc. Neste centro é possível
viajar dentro de uma célula e visualizar as interações celulares que aí decorrem. A destacar uma nova aplicação ­
Gene Screen ­ disponível para iPhone/iPod Touch e iPad, a qual mostra como certas doenças são hereditárias e como certas doenças
têm maior prevalência em determinadas populações. Possui informação atualizada e de aplicação importante nos mecanismos de
aprendizagem da genética.
Mais informação: os endereços são http://www.dnalc.org/ e http://www.dnaftb.org (em inglês)
Learn.GeneticsTM & Teach.GeneticsTM: Centro dedicado à aprendizagem e ensino da Genética, localizado na Universidade de Utah,
EUA. Encontrará aqui uma miríade de ferramentas, recursos interativos e informação destinada a apoiar os
professores de biologia a dar vida à genética e à biotecnologia na sala de aula. Construa a molécula de ADN ou
um sistema de electroforese, estimule células estaminais, avalie como é que a genética molecular permite
entender melhor o processo de seleção natural, explore os métodos de incorporar genes nas células na terapia
génica, etc. Recursos disponíveis em inglês e espanhol.
Os endereços são http://learn.genetics.utah.edu/ (em inglês e espanhol) e http://teach.genetics.utah.edu/ (em inglês)

3.2. Sugestões de leitura
Sugerimos abaixo três livros em torno das maravilhas da genética, todos editados em português.
- Engenharia Genética, Princípios e Aplicações (2ª Edição)
Arnaldo Videira
Editor: Lidel Edições Técnicas Lda.
ISBN: 9789727577439
2011
- 50 Ideias -- Genética
Mark Henderson
Editor: Dom Quixote
ISBN: 9789722046794
2011
- O Património Genético Português
Filipa Ribeiro e Luísa Pereira
Editor: Gradiva Publicações
ISBN: 9789896163266
2009

Noticias da Actualidade
Descrevemos abaixo dois projetos de investigação em curso na Escola Superior de Biotecnologia que poderão oferecer matéria de estudo
para atividades de ensino-aprendizagem no âmbito das diferentes unidades do programa de Biologia.

4.1 Microbiologia Forense e Biotecnologia ­ Dinâmicas de Resistência a Antimicrobianos Entre o Hospital e o
Ambiente

Ao

longo dos últimos 70 anos, a generalização do uso de antibióticos e de outras substâncias com
catividade antimicrobiana levou ao desequilíbrio entre bactérias susceptíveis e resistentes.
Gradualmente, as bactérias resistentes a antibióticos e os seus determinantes genéticos foram
alcançando novos habitats, com um evidente aumento da prevalência de resistência e de
diversidade de substâncias antimicrobianas toleradas. As situações mais dramáticas de elevada
prevalência e de multirresistência são referidas em ambiente clínico, sobretudo a nível hospitalar. A rápida evolução das bactérias em
resposta a novos agentes antimicrobianos começa a ser um desafio para a sociedade e poderá ter graves consequências dentro dos
próximos anos.
Neste projeto, os genes estão para o investigador como as pistas de um crime estão para o detective. O estudo consiste na caracterização
de genes de manutenção e de resistência a antimicrobianos em ambiente hospitalar e no meio exterior, de modo a tentar detectar os
mesmos genes ou genes aparentados em diferentes locais. Ao perseguir os genes bacterianos de manutenção e de resistência aos
antibióticos ao longo de diferentes circuitos, pretende-se compreender o modo como a resistência a antimicrobianos se propaga e
multiplica no ambiente. Sobretudo procura-se compreender de que modo o hospital pode contaminar o ambiente com os determinantes de
resistência que liberta. Por outro lado, procura-se perceber se determinantes de resistência ambientais podem ter condições para proliferar
ao nível hospitalar. No final será possível compreender as vias de dispersão de genes de resistência e de bactérias resistentes a
antibióticos. Uma vez conhecidas tais vias de propagação será mais fácil implementar medidas de controlo.
Para mais informação contactar: Profª Drª Célia Manaia - [email protected]

4.2 IMPROVIRON: Melhoramento da produtividade e nutrição em ferro em leguminosas

O ferro é um nutriente essencial para a nutrição animal e vegetal. No entanto, a deficiência em ferro afecta
cerca de 30% da população mundial, sendo a carência mais grave de entre as deficiências em micronutrientes.
As leguminosas, tais como a soja, a ervilha, a fava e o feijão, são importantes fontes de nutrientes para a dieta
humana e animal, particularmente na dieta mediterrânica, como fontes de proteína, fibra e minerais essenciais.
Contudo, as plantas são altamente susceptíveis a solos deficientes em ferro. Estes tipos de solo representam
cerca de 30% dos solos mundiais e afectam a produtividade de leguminosas na União Europeia.
Adicionalmente, as leguminosas não contêm quantidades suficientes de ferro nas sementes de forma a suprir as necessidades diárias
para o ser humano e para os animais. Está bem estabelecido que a carência em ferro pode ocasionar anemia.
Neste projeto utilizam-se tecnologias de extração de RNA e microarrays para identificar os genes com maior resposta à nutrição em ferro
nas leguminosas. Neste âmbito, para se extrair o RNA de um tecido, utiliza-se azoto liquido para pulverizar as amostras, e com a ajuda de
um kit especializado de extração, obtemos RNA de elevada qualidade que serve de molde para sintetizar a cadeia complementar, o cDNA,
e identificar os genes de interesse. Uma vez identificados estes poderão ser utilizados em programas de transformação genética. O projeto
pretende igualmente melhorar a produtividade dos solos pouco férteis.
Para mais informação contactar: Doutora Marta Vasconcelos ­ [email protected]

Calendário de Eventos
5.1 A Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH) promove o 11.º Congresso da Água ­ Valorizar a Água num contexto de
incerteza 6 a 8 de fevereiro 2012 Centro de Congressos do Hotel Porto Palácio, Porto Saiba mais e inscreva-se em.
http://www.aprh.pt/congressoagua2012/informacao.html
5.2 A Unidade de Doenças Metabólicas ­ Centro de Desenvolvimento Luís Borges do Hospital Pediátrico Carmona da Silva ­ Centro
Hospitalar e Universitário de Coimbra organiza o X Curso Básico de Doenças Hereditárias do Metabolismo
12 a 14 de fevereiro 2012
Sala da Associação Acreditar ­ Coimbra
Mais informações em: http://www.asic.pt/ (clicar em Congressos)
5.3 A We Value/Associação Código de Vida e a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa promovem o curso A Prática do PCR 3
a 5 fevereiro 2012 Edifício ICAT, Campus da FCUL, Lisboa
Mais informações em: http://www.wevalue.pt/index.php/ciencia/formacao.html

Agradecemos todos os comentários, críticas e sugestões que forem enviadas por forma a melhorar o Bio-Dicas no futuro.
Todas as mensagens devem ser enviadas para [email protected]
Para deixar de receber o Bio-Dicas basta responder a esta mensagem com a palavra "Remover" no assunto.
Se ainda não recebe e gostaria de passar a receber o Bio-Dicas basta escrever para [email protected] com a palavra "Inscrever"

Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, no Porto
Caso pretenda, pode ainda subscrever outros boletins temáticos, enviando um email com o título "Inscrever"
para: ,, ou