Thinkstock/Gettyimages

Atenção com
os esmaltes
como fizemos
o teste

Antes de fazer as unhas, observe a composição dos produtos,
pois algumas marcas podem provocar alergias e até câncer.
e você está sentindo uma coceira na pele
do pescoço ou em volta das pálpebras,
com descamação e eritema, e costuma
fazer as mãos, fique atenta: pode ser
alérgica a esmalte para unhas. O produto, que desde o império egípcio faz dobradinha com
as mulheres quando o assunto é vaidade, merece atenção especial quando o assunto é composição. Devido
aos inúmeros casos de alergias ocasionadas pelo uso
desse produto, avaliamos a segurança dos esmaltes
mais vendidos no mercado brasileiro.
Comparamos a qualidade dos mesmos, considerando
a sua durabilidade, abrasividade, tempo de secagem e
brilho. Entre as conclusões a que chegamos, destacamos três resultados: o melhor do teste (que também é
uma das escolhas certas) é antialérgico, apesar de
não divulgar em seu rótulo; uma das marcas que se diz
antialérgica, na realidade, não é; e alguns dos produtos
mais vendidos do país contêm ingredientes que podem
provocar não apenas alergias, mas também câncer.

S

Fórmulas com toluene em excesso

Em geral, os esmaltes trazem vários componentes que
podem ser prejudiciais à saúde. Por isso, medimos a
concentração dos mais prováveis de serem encontrados
nesse tipo de produto ­ e encontramos altas concentrações na maioria dos produtos testados. As substâncias analisadas ­ cujos nomes apresentamos da maneiwww.proteste.org.br

ra como aparecem no rótulo dos esmaltes ­ foram
dibutyl phtalate (banido em cosméticos, inclusive esmaltes, em toda a Europa), nitrotoluene, toluene e
furfural (compostos comprovadamente cancerígenos).
No caso do dibutyl phtalate e do nitrotoluene, não existem referências aos mesmos na legislação brasileira.
Já toluene e furfural não possuem limites para uso em
nossa legislação. Analisando pelas normas europeias,
a quantidade máxima permitida de toluene é de 25%
(250.000 mg/kg) e a de furfural, 360 mg/kg.
Os únicos produtos brasileiros que poderiam ser comercializados nos países europeus são os da Colorama
e os hipoalergênicos da Risqué. Os produtos da Impala (inclusive os da linha hipoalergênica) contêm dibutyl phtalate e toluene em concentrações muito altas e
os produtos tradicionais da Risqué apresentam nitrotoluene e toluene em grandes quantidades. Por isso,
esses produtos receberam uma avaliação ruim nesse
item, o que prejudicou sua avaliação final. O que nos
chamou a atenção foi que um esmalte hipoalergênico
da Risqué é muito mais caro do que um produto Colorama, que tem as mesmas propriedades, mas custa
a mesma coisa que um esmalte comum.

Rótulos informam, mas com letras miúdas

Todos os produtos apresentam as informações obrigatórias (lote, validade, contato do SAC, composição
e alertas como "produto inflamável" e "manter fora

Analisamos 12 tons de
esmaltes na cor
branca, das três
marcas mais vendidas
no país, para testar
quais são as opções
mais seguras para o
consumidor.
Teste de Qualidade
Também comparamos
a durabilidade, a
abrasividade, o tempo
de secagem e o brilho.

veja em
nosso site

Veja dicas para fazer suas
unhas em casa em
www.proteste.org.br/
higiene-e-limpeza/
como-fazer-unha

ProTeste 102 Maio 2011 31

Teste
do alcance de crianças"), mas em um tamanho muito
pequeno, o que dificulta a leitura.
Alguns estabelecimentos vendem os produtos em uma
embalagem com as informações em um tamanho de
letra adequado, o que facilita a vida do consumidor.
Mas muitas farmácias e drogarias (como as que visitamos) vendem os frascos sem essa embalagem, atrapalhando a leitura do rótulo. Apesar de o uso da embalagem externa ainda não ser um padrão, os rótulos
foram bem avaliados.

entrevista

Paula Penna

Especialista em
Dermatologia Clínica,
Cirúrgica e Estética

Como alguém pode saber se tem alergia a
esmaltes?
Você é uma pessoa alérgica aos esmaltes para
unhas caso apresente algum dos seguintes
sintomas: coceira nas pálpebras, com
descamação e eritema, sintomas que também
podem aparecer na região do pescoço e em locais
onde levamos a mão com maior frequência.
A alergia tem tratamento ou mesmo cura?
Quem tem alergia aos esmaltes, infelizmente,
terá alergia para sempre. O tratamento, nesse
caso, é preventivo, ou seja, simplesmente evitar
contato com o produto.
Quais os riscos que a alergia a esmaltes pode
trazer à saúde?
Não existem riscos sérios, mas esse tipo de
alergia incomoda, porque costuma coçar e
deixar a região da pele bastante vermelha,
podendo provocar manchas no local.
Quais as recomendações às pessoas alérgicas?
Quem tem alergia precisa deixar de fazer as
unhas?
Quem sofre com o problema de alergia deve
evitar esmaltes com as seguintes substâncias:
toluene, nitrotoluene, furfural e dibutyl phtalate,
pois são as que mais provocam alergias e
reações. Entretanto, existem opções de
esmaltes com fórmulas especialmente
desenvolvidas e fabricadas sem essas
substâncias e que podem ser utilizados pelos
alérgicos.
Que outras substâncias são perigosas para
saúde e se encontram nos esmaltes
convencionais? Que riscos elas oferecem?
Outro componente que provoca muita alergia é
o formaldeído, que é proibido nos Estados
Unidos e no Canadá por causar muita alergia e
por ser cancerígeno. Esmaltes cintilantes
também podem conter mica, um mineral que em
alguns casos provoca alergia.

32 ProTeste 102 Maio 2011

Usuárias preferem tons mais claros

No teste em uso, uma manicure aplicou o produto nas
voluntárias, que levaram vida normal durante quatro
dias. Tiramos fotos no dia da aplicação e no quarto
dia, quando as voluntárias retornaram ao laboratório.
As fotos foram analisadas por um software que indicou
a porcentagem de esmalte que saiu das unhas após o
período. Nenhum esmalte se manteve intacto, e também observamos que a diferença entre as marcas na
durabilidade não é significativa, variando apenas entre
bom e aceitável. Os esmaltes mais duradouros tiveram
perda entre 13% a 18%, e os demais, de 20% a 30%.
As mesmas voluntárias responderam a um questionário quanto ao brilho, à homogeneidade da cor, à cremosidade do esmalte, ao tempo de secagem e à satisfação geral com o produto. Os esmaltes que mais
agradaram às voluntárias foram os de tonalidades mais
claras, não havendo diferença entre as marcas. Assim,
os mais apreciados foram Colorama Via Láctea, Impala Top Blanc e Risqué Renda Hipoalergênico. ¬

na manicure: O PERIGO QUE VOCÊ NÃO VÊ
Contaminações na manicure podem lhe render doenças de difícil cura. E a
culpa é da falta de higiene. Instrumentos como alicate, lixa de unha e pés,
espátula e palito podem transmitir doenças virais, bactérias e fungos. Além
da hepatite C, que pode ser transmitida através de um alicate não
esterilizado da forma correta, você pode ser vítima de doenças causadas por
fungos (como as micoses), que provocam descamação, bolhas e coceiras na
pele e podem deixar as unhas mais grossas e opacas, além de causarem
descolamento.
Certas verrugas, também transmitidas por vírus, podem atingir regiões ao
redor das unhas das mãos e dos pés. O tratamento pode ser dolorido e
demorado ­ sem contar que as verrugas podem se multiplicar na pele.
A dica é ter o seu kit individual, mantê-lo sempre limpo e
levá-lo à manicure. E, em caso de problemas, nunca se
automedique, pois há o risco de tomar um remédio que
resulte em mais problemas.

Thinkstock/Gettyimages

"Quem tem alergia a esmalte
terá alergia para sempre."

Toda a linha da
Colorama é
antialérgica,
embora os
rótulos não
informem isso.
Já os esmaltes
da Impala,
que se dizem
hipoalergênicos,
têm substâncias
que causam
alergia

www.proteste.org.br

Composição

Tempo de secagem

Cremosidade do esmalte

Homogeneidade da cor

Brilho

Avaliação Final

resultados

Perda de esmalte após 4 dias

Perda de esmalte
após 4 dias
Aplicamos os esmaltes
em voluntárias, que
foram ao laboratório
sem nenhum produto
em suas unhas. Depois
de quatro dias,
medimos a quantidade
de esmalte que saiu das
unhas.

preço (R$)

Rotulagem

Preço
Valores coletados nas
capitais de BA, ES, RJ,
SP (mais Campinas e
Guarulhos), PR, SC e
RS.

esmaltes

Janeiro de 2011
(entre... e...)

como ler a tabela

Colorama Leite de Coco

2,10 - 2,99

A

B

A

C

C

C

C

78

Colorama Via Láctea

1,90 - 2,99

A

B

A

C

B

B

B

77

Risqué Renda (Hipoalérgico)

8,29 - 14,00

A

B

A

C

B

B

B

71

Colorama Batida de Coco

1,95 - 3,00

A

C

A

C

D

D

C

70

dos esmaltes
Unhas livres
ste.org. br/
w w w.p rote
/
domes ticas
ut ilidade soverle nc o-re m
es m alte

Risqué Paris (Hipoalérgico)

8,03 - 11,99

A

C

A

C

C

C

B

68

O melhor
do teste

Muito bom

Impala Branco (Tradicional)

1,99 - 2,99

A

C

E

C

D

E

C

0

A escolha
certa

Bom
Aceitável

Impala Branco (Hipoalergênico)

3,30 - 11,60

A

C

E

C

D

E

C

0

Fraco

Impala Cigana

1,80 - 2,65

A

B

E

C

B

B

C

0

Ruim

Impala Top Blanc

1,61 - 2,69

A

B

E

C

B

B

B

0

Risqué Bianco Puríssimo

1,95 - 3,50

A

B

E

C

D

E

C

0

Risqué Paris (Tradicional)

1,90 - 3,50

A

B

E

C

C

C

C

0

Risqué Renda (Tradicional)

1,98 - 2,99

A

B

E

C

C

B

B

0

O barato
do teste

n/a Não avaliado

Bons produtos

Não compre

A PROTESTE
reivindica
O resultado da pesquisa demonstrou a
necessidade de que esses produtos sejam
adequadamente regulamentados, comprovando a urgência de mudanças preventivas,
pois é inadmissível a exposição dos usuários a essas substâncias que, inclusive, já foram avaliadas
pelos países da Comunidade Europeia. Lá, o setor
produtivo se comprometeu a não utilizá-las na
composição dos esmaltes.
Dessa forma, encaminhamos os resultados para a
Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)
e para o Ministério Público Federal, solicitando
atuação para que o setor produtivo no Brasil também não mais utilize essas substâncias. Solicitamos,
além disso, que sejam retirados do mercado os
esmaltes que contenham tais substâncias ou que
sejam alteradas as suas fórmulas o quanto antes,
para evitar que usuários desses produtos (crianças,
jovens e adultos) e prestadores de serviços, como
manicures e pedicures, tenham sua saúde comprometida, em função da presença de substâncias
potencialmente cancerígenas.

www.proteste.org.br

Esmaltes
A escolha certa

78
colorama
leite de coco

Duradouro, com apenas 14% de
perda após quatro dias de uso.
R$ 2,10 a R$ 2,99

77
colorama
via lÁctea

A tonalidade foi a mais
apreciada pelas voluntárias.
R$ 1,90 a R$ 2,99

ProTeste 102 Maio 2011 33