DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA
A base do diagnóstico da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), está na observação dos
sinais e sintomas do paciente, uma vez que eles refletem a condição dos Sistemas Internos. Uma
boa observação desses elementos proporciona ao terapeuta uma valiosa ferramenta de trabalho,
pois "observando o exterior é possível auscultar o interior".
Além disso, o conceito imutável taoísta diz; o todo está em cada parte e cada parte
contém o todo. Isso indica que, através da observação de uma pequena parte do corpo é possível
obter informação detalhadas de todo o Sistema Interno.
Os seguintes tópicos serão abordados neste compêndio;
1. Diagnóstico por meio da Observação
- Comportamento
- Cabelo e Face
- Nariz
- Orelhas
- Boca e Lábios
- Dentes e Gengivas
- Membros
- Pele
- Língua
2. Diagnóstico por meio da Audição e Olfação
-

Voz
Respiração
Tosse
Odor

-

Pele
Membros
Mãos
Tórax
Abdome
Pontos
Pulso Radial

3. Diagnóstico por meio da Palpação:

1. Diagnóstico por meio da Observação
COMPORTAMENTO
Aqui observa-se a maneira como o paciente se movimento, considerando o
corpo como um todo e cada parte dele individualmente (olhos, face, boca, membros e dedos).
De uma forma geral;
· Movimentos rápidos, bruscos ou excessivos, indicam um padrão Yang, Cheio ou Quente.
· Movimentos lentos e estáticos, indicam um padrão Yin, Vazio ou Frio.
Alterações presentes de acordo com cada padrão:
Pessoa Yang com movimentos lentos indica uma alteração.
Pessoa que se descobre e retira a roupa de cama com movimentos rápidos, indica Calor
em excesso.
·
Pessoa que insiste em ficar deitada e se move muito vagarosamente, pode ser indicativo
de Deficiência com presença de Frio.
·
Movimentos mínimos com contínua agitação, indica Deficiência de Yin de Rim com
Calor Vazio.
·
Tremores ou convulsões, normalmente indicam a presença de Vento de Fígado. Pode
ocorrer apenas espasmos palpebrais ou nas bochechas.
CABEÇA E FACE

·
·

CABELO
Os cabelos são indicativos do estado do Sangue (Xue) ou da Essência (Jing) de Rim.
1

Normal ­ cabelos saudáveis e com brilho.
· A queda do cabelo pode indicar uma Deficiência de Xue.
· O embranquecimento precoce, indica uma Deficiência de Jing.
· Cabelos sem vida e quebradiços, indica Deficiência do Pulmão.
COR FACIAL
A cor facial se relaciona com o Qi, Sangue (Xue) e Mente.
Normal ­ Face levemente umedecida e suavemente corada.
·
·
·
·
·
·

Se apresentar um aspecto ressecado e sem vida, pode ser indicativo de Deficiência do Qi do
Estômago.
Face esverdeada pode indicar um padrão de Fígado ou Frio Interno.
Face vermelha indica Calor. Se for toda vermelha é Calor Cheio e se for somente na região
malar (bochechas) é Calor Vazio.
Face amarelada indica Deficiência de Baço, normalmente com a presença de Umidade. Se
for amarela brilhante indica Calor-Umidade com predominância de Calor; se for amarela
opaca indica Calor-Umidade com predominância de Umidade.
Face branca opaca indica Deficiência de Sangue, enquanto que uma face branca brilhante
indica Deficiência de Yang.
Face escurecida (preta) e úmida indica Frio, enquanto que uma face escurecida (preta)
ressecada indica Deficiência de Yin de Rim com Calor Vazio.

Microssistema Facial

A observação de alterações ocorridas nas regiões específicas da face, que refletem
determinados Sistemas Internos, pode auxiliar muito no diagnóstico.
· Quando somente o centro da testa está ressecado (região da garganta) pode indicar uma
deficiência de Jin Ye (líquidos corpóreos) afetando a garganta.
· Um queixo curto e fino, pode indicar uma predisposição a Deficiência Constitucional de
Rim.
OLHOS
Os olhos refletem o estado da Mente e do Jing. No geral, olhos brilhantes e nítidos
indicam que a Mente e o Jing estão saudáveis, enquanto que olhos apagados e enevoados,
indicam o contrário.

Microssistema Ocular

2

Relações dos Sistemas Internos;
Córnea
Coração
Pálpebra Superior
Baço
Pálpebra Inferior
Estômago
Esclerótica
Pulmão
Íris
Fígado
Pupila
Rim
As alterações de cor presentes nas regiões específicas dos olhos, que refletem cada
Sistema Interno, podem indicar desarmonias específicas.
· Córneas vermelhas indicam Fogo de Coração.
· Esclerótica vermelha indica Calor no Pulmão.
· Esclerótica amarela indica Umidade-Calor.
· Olhos vermelhos por inteiro normalmente indica Fogo de Fígado.
· Córneas brancas e opacas indicam Deficiência de Sangue do Coração.
· Edema sob os olhos indicam Deficiência de Rim.
NARIZ
·
·
·
·
·
·

Normal: levemente umedecido e brilhante.
Existem algumas relações entre o desequilíbrio interno e a aparência do nariz. São elas:
A ponta do nariz amarelada indica Umidade Calor.
Nariz muito branco indica Deficiência de Sangue.
Nariz vermelho pode indicar Calor no Pulmão ou no Baço.
Nariz seco indica Calor no Estômago ou Intestino Grosso.
Nariz preto indica a presença de Fogo Patogênico.
Narinas avermelhadas em uma pessoa com alta temperatura indica Calor extremo no
Pulmão.

ORELHAS
Normal: levemente umedecidas e brilhantes.
Existem algumas relações entre o desequilíbrio interno e a aparência da orelha. São elas:
· Orelhas brancas indicam presença de Frio.
· Orelhas pretas ou azuladas indicam dor.
· Lóbulos ressecados, flácidos e pretos, indicam exaustão extrema do Qi do Rim.
· Orelhas edemaciadas indicam presença de fator patogênico.
· Orelha finas indicam Deficiência de Qi ou Sangue.
· O formato original das orelhas podem refletir uma condição constitucional; assim, um
lóbulo longo e espesso é indicativo de um Rim forte e um lóbulo fino e magro é indicativo
de um Rim Frágil.

BOCA E LÁBIOS
Normal: os lábios devem ser vermelho-pálidos, um pouco umedecidos e brilhantes.
Existem algumas relações entre o desequilíbrio interno e a aparência da boca e lábios.
São elas:
· Se estiverem muito pálidos, indicam Vazio de Sangue ou Yang.
· Se estiverem muito vermelhos e secos, indicam Calor no Baço e Estômago.
· Se estiverem roxos ou azulados, indicam Estase de Sangue.
· Se a boca está sempre aberta, indica um padrão de Vazio.
· Se a pessoa somente respira pela boca, indica uma Deficiência do Qi do Pulmão (isso se o
nariz não estiver obstruído).
DENTES E GENGIVAS
Normal: dentes umedecidos e gengivas vermelho-pálidas.
Os dentes são considerados um prolongamento dos ossos e estão sob o comando do
Rim, enquanto que as gengivas estão sob o comando do Estômago. Existem algumas relações
entre o desequilíbrio interno e a aparência dos dentes e gengivas. São elas:
· Se os dentes estiverem secos, indicam exaustão do Jin Ye e Deficiência de Yin do Rim.
3

·
·
·
·

Se os dentes estão secos e acinzentados (como os ossos), indicam Deficiência de Yin de
Rim com Calor Vazio.
Se as gengivas estão muito vermelhas, edemaciadas, doloridas e apresentam sangramento,
indicam Calor extremo no Estômago.
Se as gengivas estão edemaciadas, talvez com sangramento, mas não estão doloridas,
indicam Calor Vazio (Deficiência de Yin).
Se as gengivas estão muito pálidas, indicam Deficiência de Sangue.

GARGANTA
Normal: vermelho pálida, levemente umedecida e sem dor.
Existem algumas relações entre o desequilíbrio interno e a aparência da garganta. São
elas:
· Se a garganta estiver dolorida, edemaciada e vermelha, indica invasão de Vento Calor
exterior ou Fogo no Estômago.
· Se a garganta estiver dolorida e seca, indica Deficiência de Yin de Rim com Calor Vazio.
MEMBROS
Normal: tom saudável, boa rigidez da pele nos tornozelos e pulsos.
A eminência tenar do polegar (região na palma da mão, próxima do polegar) reflete o
estado do Estômago. Existem algumas relações entre o desequilíbrio interno e a aparência dos
membros. São elas:
· Se a pele nas articulações dos tornozelos estiver seca, sem brilho e flácida, indica exaustão
do Jin Ye.
· Unhas pálidas, quebradiças e com pontos brancos, indicam Deficiência de Sangue.
· Unhas azulas indicam Estase de sangue do Fígado.
· A cor azulada das veias sobre a eminência tenar do polegar, indicam presença de Frio no
Estômago.
· A cor avermelhada das veias sobre a eminência tenar do polegar, indicam Calor no
Estômago.
· A pele seca nos membros pode indicar uma Deficiência de Sangue do Fígado.
· Edema de membros, que deixa uma marca após uma firme pressão, indica Deficiência do
Yang do Rim.
· Edema de membros, que não deixa uma marca após uma firme pressão, indica Estagnação
do Qi.
· Pele de cor amarela clara e brilhante, pode indicar Calor Umidade.
· Pele de cor amarelo pálida indica Frio Umidade.
LÍNGUA
A observação da é considerada o pilar do diagnóstico na MTC, pois reflete o estado
orgânico real dos Sistemas Internos e podem, em algum momento da anamnese, definir a
avaliação.
Observa-se na língua quatro aspectos básicos:
· COR
· FORMA
· SABURRA
· UMIDADE
MICROSSISTEMA DA LÍNGUA

4

COR
A cor indica as condições do Sangue (Xue), Qi Nutritivo (Ying Qi) ou Sistemas
Yin.
Normal: vermelho pálida.
Pálida
· Úmida e edemaciada indica Deficiência de Yang
· Mais seca indica Deficiência de Sangue.
Vermelha (se for vermelha-escura é indicativo de desarmonia mais grave)
· Se houver saburra indica Calor Cheio.
· Se não houver saburra indica Calor Vazio (Deficiência de Yin).
FORMA
Indica o estado do Sangue (Xue) ou do Qi Nutritivo (Ying Qi).
Normal: Nem fina nem edemaciada.
Fina
· Se estiver pálida indica Deficiência de Sangue (Xue).
· Se estiver vermelha e áspera indica Deficiência de Yin.
Edemaciada
· Se estiver pálida indica Deficiência de Yang.
· Se estiver vermelha indica Umidade Calor.
Rachada
· Indica Calor Vazio (Deficiência de Yin) ou Calor Cheio.
SABURRA
Indica o estado dos Sistemas Yang.
Normal: Saburra pouco espessa de cor branca (essa saburra é formada pelos
resíduos úmidos e impuros formados pela digestão do Estômago).
Saburra em Excesso indica presença de fator patogênico. Quanto mais grossa a saburra,
mais forte o fator patogênico.
· Se estiver branca em excesso indica presença de Frio.
· Se estiver amarela indica Calor Cheio.
Ausência de Saburra
· Indica Deficiência de Yin (normalmente do Estômago e do Rim).
UMIDADE
Reflete o estado do Jin Ye (Líquidos Corpóreos).
Normal: Levemente úmida.
Se a Umidade estiver ausente é sinal que os Líquidos Corpóreos começaram a ser
danificados
· Indica Calor Vazio (Deficiência de Yin).
Se a Umidade estiver em excesso
· Indica Deficiência de Yang (especialmente se houver marcas de dentes nas laterais).
2. Diagnóstico por meio da Audição e Olfação
A observação dos sons e odores emitidos pelo paciente, constitui em valioso
instrumento de inspeção na MTC.

5

AUDIÇÃO
Observação da Voz
· Perda gradual da voz pode indicar Deficiência do Qi ou Yin do Pulmão.
· Perda súbita da voz pode indicar Vento Calor exterior.
· Voz alta e grossa denota um padrão de Excesso.
· Voz baixa e fina denota um padrão de Deficiência.
· Não ter vontade de falar indica um padrão de Frio.
· Falar incessantemente indica um padrão de Calor.
· Voz muito alta indica uma desarmonia de Fígado.
· Voz semelhante a uma risada indica uma desarmonia de Coração.
· Voz cantada indica uma desarmonia de Baço.
· Voz lamuriosa indica uma desarmonia de Pulmão.
· Voz gemida indica uma desarmonia de Rim.
Observação da Respiração
· Respiração com som alto e roco indica um padrão de Excesso.
· Respiração com som fino e fraco indica um padrão de Deficiência.
Observação da Tosse
· Tosse explosiva e alta indica um padrão de Excesso.
· Tosse fraca indica um padrão de Vazio.
OLFAÇÃO
Odores específicos estão relacionados com cada um dos Sistemas Internos, de
acordo com os Cinco Elementos, a saber:
· Odor estragado indica desarmonia de Fígado.
· Odor queimado indica desarmonia de Coração.
· Odor adocicado indica desarmonia de Baço.
· Odor malcheiroso indica desarmonia do Pulmão.
· Odor pútrido indica desarmonia do Rim.
· Respiração ruim indica Calor.
3. Diagnóstico por meio da Palpação:
A palpação nos moldes da MTC, indica a presença de condições específicas,
relacionadas aos Sistemas Internos.
PELE
A palpação da pele é feito com o intuito de observar a Temperatura, Umidade e Textura,
obtendo referencias a respeito da localização do Desequilíbrio Energético.
Observação da Temperatura pela Palpação
· Calor na pele pode indicar Calor Umidade.
· Frio na pele indica padrão de Frio.
· Frio no baixo abdome ou região lombar indica Deficiência de Yang do Rim.
· Calor no primeiro toque que desaparece se o toque permanecer, indica Calor na superfície.
· Calor no primeiro toque que aumenta se o toque permanecer, indica Calor no interior.
Observação da Umidade e Textura pela Palpação
· Pele úmida, sem sintomas exteriores, indica Deficiência de Qi do Pulmão ou Baço.
· Pele seca indica Deficiência de Sangue ou Yin de Pulmão.
· Pele seca e escamada indica exaustão do Jin Ye.
· Edema que deixa marcas após palpação é Retenção de Umidade.
· Edema que não deixa marcas após palpação é Estagnação do Qi.
6

MEMBROS E MÃOS
Observação dos Membros pela Palpação
· Mãos e pés frios indica Deficiência de Yang com predominância de Frio Vazio.
· Membros frios em toda a sua extensão, indica Deficiência do Yang do Rim com Frio Vazio.
· Mãos e pés quentes indicam padrão de Calor.
· Dorso das mãos quentes indicam Excesso de Yang com Calor Cheio.
· Palmas das mãos quentes indicam Deficiência de Yin com Calor Vazio.
MICROSSISTEMA DA MÃO

A palma da mão reflete a maioria dos Sistemas Internos e pode ser de grande ajuda na
avaliação das condições de partes específicas do meio interno, o que favorece a elaboração de
um diagnóstico. Pontos doloridos nas regiões desse microssistema, indicam uma desarmonia no
Sistema reflexo palpado.
TÓRAX
Observação do Tórax pela Palpação
·
·

A presença de dor e dureza na palpação do tórax, indica um padrão de Plenitude.
A presença de bolas, com sensação de cheio e mole e sem dor, indica Estagnação.

ABDOME
Observação do Abdome pela Palpação.
· Abdome com sensação de cheio, com dor que alivia com a pressão, indica padrão de Vazio.
· Abdome com sensação de cheio, com dor que piora com a pressão, indica padrão de Cheio.
· Abdome suave e flácido na palpação indica Deficiência de Qi.
· Se a parte superior do abdome estiver rígida com nódulos, indica Estagnação do Qi do
Pulmão.
· Massas abdominais que se movem sob os dedos, indicam Estagnação do Qi.
· Massas abdominais que se não movem e estão rígidas sob os dedos, indicam Estase de
Sangue.
PONTOS DE ACUPUNTURA
Observação dos Pontos de Acupuntura pela Palpação
7

O diagnóstico pela palpação dos pontos de acupuntura podem determinar desequilíbrios
Internos, já que esses pontos são o encontro do Qi e do Sangue, além de serem conectados aos
Zang Fu. Qualquer ponto de acupuntura pode ser palpado, porém, há pontos que apresentam
maior relevância para diagnóstico; são eles:
· Pontos Shu-Dorsais (assentimento). Refletem o estado de seu Sistemas conectados
(crônico).
· Pontos Mo-Frontais (alarme). Refletem as mudanças patológicas dos Sistemas conectados
(agudo).
· Pontos Ashi (pontos dolorosos). Esses pontos refletem a desarmonia no meridiano onde
estão localizados, porém não são necessariamente pontos que fazem parte de seu sistema
original.
·
·

Os parâmetros para diagnóstico na palpação dos pontos de acupuntura são:
Dor aguda, expontânea ou sob pressão, nestes pontos, indica uma condição de Cheio.
Dor surda, expontânea ou sob pressão, nestes pontos, indica uma condição de Vazio.

PULSO RADIAL

A pulsologia como diagnóstico da MTC, acaba sendo um tema complexo e com muitas
variantes, tornando esta uma técnica de difícil acesso à mente racionalista ocidental. Contudo, se
abordado mais superficialmente, torna possível um entendimento mínimo para sua prática
clínica. Assim como a língua, o pulso pode fornecer informações sobre os Sistemas Internos,
inclusive com relação as condições do Qi, Sangue, Yin e Yang.
Obviamente, existem condições externas que alteram a qualidade do pulso, como subir
correndo uma escada, por exemplo, o que acarretaria num diagnóstico errôneo de um padrão de
excesso (esse tipo de variante não ocorre com a língua).
As posições dos dedos para a tomada do pulso radial estão demonstradas no desenho
abaixo:

É importante que o dedo médio faça uma pressão um pouco menor do que o indicador e
o anular, em função da elevação feita pelo processo estilóide do rádio. Em cada um dos dedos
será sentido uma pulsação referente a um Zang (Órgão) e um Fu (Víscera), tanto no antebraço
direito como no esquerdo. São divididos em superficial (Vísceras) e profundo (Órgãos). Para
palpar o pulso superficial basta pressionar suavemente a artéria radial com os dedos, enquanto
que para palpar o pulso profundo, deve-se fazer uma pressão forte até que o pulso suma e então
aliviar um pouco a pressão até sentir a pulsação novamente. A seguir será apresentado um
esquema demonstrando essas especificações:

8

PULSO SUPERFICIAL DIREITO

PULSO PROFUNDO DIREITO

PULSO SUPERFICIAL ESQUERDO

PULSO PROFUNDO ESQUERDO

Pulso Normal:
-Freqüência: 4 pulsações por ciclo respiratório (um ciclo respiratório é composto
de uma inspiração e uma expiração). A freqüência também pode ser medida
pela taxa de bpm (batimentos cardíacos por minuto), segundo a tabela
abaixo:
- 1 a 4 anos
90 ou mais bpm
- 4 a 10 anos
84 bpm
- 10 a 16 anos
78/80 bpm
- 16 a 35 anos
76 bpm
- 35 a 50 anos
72/70 bpm
- mais de 50 anos 68 bpm
9

-Ritmo: macio, suave, calmo e não rígido.
Conexão: Os pulsos superficiais e profundos devem apresentar a mesma sensação de força e
tranqüilidade.
Serão apresentadas algumas considerações para a tomada do pulso radial, tornando o
método mais confiável e seguro.
· O braço deve estar em uma posição horizontal e nunca deve ficar acima do coração.
· É importante que o terapeuta equilibre a sua própria respiração para entrar em sintonia com
o Qi do paciente, tornando-se mais receptivo. Deve-se lembrar também que o ciclo
respiratório do terapeuta é referencial para definir se o pulso do paciente está rápido ou
lento.
Variações importantes:
· No inverno o pulso é mais profundo e no verão é mais superficial.
· O pulso dos homens é mais forte que o das mulheres.
· O pulso de pacientes que executam atividades físicas mais intensas deve ser mais forte que
dos pacientes que utilizam mais a atividade mental.
Existem vinte e oito qualidades de pulsos patológicos que definem determinadas
desarmonias Internas. São elas:
1. PULSO FLUTUANTE OU SUPERFICIAL
Quando os dedos repousam sobre a artéria ele já pode ser sentido no PULSO
SUPERFICIAL.
Significado Clínico
· Corresponde a alterações na superfície (ao nível da Wei Qi).
· Se for forte é Plenitude na superfície. Significa que a Wei Qi está lutando para que o fator
patogênico externo não penetre o organismo.
· Se for fraco é Vazio na superfície. Significa que Wei Qi está fraca e o ataque do agente
patogênico externo é mais grave (doenças crônicas).
2. PULSO PROFUNDO
Somente pode ser sentido com uma forte pressão dos dedos muito próxima ao rádio
(osso do antebraço), no PULSO PROFUNDO.
Significado Clínico
· Corresponde a alterações nos Sistemas Internos.
· Se for forte é Plenitude interna. Significa que o agente patogênico está no interior e o Qi
(Yang) e o Sangue promovem luta, mas estão "travados".
· Se for fraco é Vazio interno. Significa que o agente patogênico está no interior e o Qi
(Yang) e o Sangue estão Deficientes e não há luta.
3. PULSO LENTO
Apresenta apenas 3 batimentos por ciclo respiratório do terapeuta, ou inferior ao
número de batimentos cardíacos por minuto (bpm) conforme tabela anteriormente apresentada.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Frio. Significa que com o Frio o Qi se condensa nos vasos e o
Yang perde a força de movimentação, tornando o pulso lento.
· Se for forte é Frio Cheio. Significa que o Yin está frio ocasionando uma plenitude de Frio.
· Se for fraco é Frio Vazio. Significa que o Yang está deficiente, falhando no aquecimento
interno, gerando Frio vazio.
4. PULSO RÁPIDO
Apresenta mais do que 4 batimentos por ciclo respiratório do terapeuta, ou superior ao
número de batimentos cardíacos por minuto (bpm) conforme tabela anteriormente apresentada.
10

Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Calor. Significa que o excesso de Calor torna a circulação do
Qi e do Sangue mais rápida.
· Se for forte é Calor Cheio. Significa que o Calor no interior está em luta com um Qi ainda
em condições de se opor a ele, assim o pulso é forte.
· Se for fraco é Calor Vazio. Significa que o Yin está deficiente gerando a ascensão do Yang,
ou Calor Vazio.
5. PULSO VAZIO
Este pulso se apresentará sem força, tanto na superfície quanto na profundidade, porém
tende a sumir com uma pressão levemente mais forte. Uma outra classificação para esse pulso
poderia ser suave e macio.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Deficiência de Qi e Sangue. Significa que o Qi não tem força
para movimentar o Sangue e o Sangue não é abundante o suficiente para encher os vasos.
6. PULSO CHEIO
É um pulso que tem força tanto na superfície quanto na profundidade e se apresenta
largo e firme, como se ele enchesse a artéria totalmente ao se manifestar.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Plenitude. Significa que o agente patogênico é abundante, mas
encontrou um Qi interno ainda com força. O resultado é uma luta que torna o pulso Cheio.
· Se for Rápido e Cheio é Calor Cheio.
· Se for Lento e Cheio é Frio Cheio.
7. PULSO ESCORREGADIO OU DESLIZANTE
É um pulso suave, arredondado e escorrega ao toque, como se você tentasse pressionar
uma bolinha cheia de óleo.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Plenitude de Calor. Há um acúmulo de agente patogênico em
plenitude no interior. Como o Qi está Cheio e o fluxo do sangue é intenso, isso gera a
sensação de fluidez e deslizamento sob os dedos.
· Corresponde a um padrão de Mucosidade-Humores (Fleugma) no Pulmão ou Retenção de
alimentos no Estômago.
· Numa pessoa saudável indica que o Qi e o Sangue estão corretos.
· Pode indicar gravidez na mulher já que o Qi estará abundante.
8. PULSO AGITADO OU ÁSPERO
Este pulso apresenta uma circulação difícil e rígida. É como se você estivesse
pressionando o fio esticado de um arco de atirar flechas.
Significado Clínico
· Corresponde a uma Deficiência de Sangue ou Jin Ye. Nessas condições o Qi estagna,
gerando obstrução nos vasos onde há um acúmulo de Sangue. Isso gera uma circulação
difícil.
9. PULSO LONGO
Este pulso enche a artéria ao chegar, produzindo uma sensação de amplitude sob os
dedos e perde um pouco a potência ao partir. Dá a impressão de estender-se além da posição do
pulso normal.
11

Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Excesso de Calor Patogênico.
· O Calor é abundante no interior do corpo, promovendo vasodilatação, enchendo estes vasos
de Qi, onde o sangue "jorra abundante", tornando assim este pulso vasto.
10. PULSO CURTO
Este pulso, ao contrário do Longo, nos dá a impressão de que ele ocupa menos espaço
do que o pulso normal, como se as três posições estivessem bem juntas.
Significado Clínico
· Corresponde a uma Deficiência severa do Qi, especialmente do Qi do Estômago, além de
um vazio de Sangue.
· Com o Qi e o Sangue vazios, os vasos não se enchem adequadamente gerando esta
qualidade de pulso.
11. PULSO GRANDE
Este pulso é parecido com o Longo e também estende-se além da posição original do
pulso normal, porém é mais superficial e gera a sensação de fluxo abundante sob os dedos.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Calor extremo.
· Normalmente aparece durante uma febre.
· Se for Grande e Cheio indica Calor Cheio.
· Se for Grande e Vazio indica Calor Vazio.
12. PULSO FINO
Assemelha-se a um pulso bem fino e sem força, porém é bem percebido sob os dedos.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Qi e Sangue Vazios.
· O Qi fraco não tem força para movimentar o Sangue, o que torna o pulso Fino e sem força.
13. PULSO PEQUENO
Este pulso assemelha-se ao pulso Fino descrito anteriormente, porém apresenta uma
condição mais severa.

Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Deficiência muito severa do Qi e do Sangue.
· Com o Sangue Vazio os vasos não se enchem e com o Qi Vazio o pulso não tem força.
14. PULSO APERTADO
Este pulso dá a sensação de estarmos pressionando uma corda cheia de fios contorcidos.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Frio que pode ser no Exterior ou no Interior.
· O Frio gera a constrição dos vasos que faz com que eles sejam percebidos como uma corda
quando palpados.
15. PULSO EM CORDA
Este pulso dá uma sensação de pressionar a corda bem esticada de um violão. A
sensação deste pulso é de que realmente ele "bate nos dedos". Difere do pulso apertado por ser
mais fino.
12

Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Desarmonia do Fígado, dores e Mucosidade-Humores
(Fleugma) de Pulmão.
· Quando há uma desarmonia de Fígado o Qi fica obstruído e não cumpre sua função de
nutrição, tornando os vasos esticados e tensos.
16. PULSO LEVEMENTE LENTO
Este pulso apresenta 4 batimentos por ciclo respiratório.
Significado Clínico
· Geralmente é saudável e não apresenta significado patológico.
17. PULSO ÔCO
Este pulso é sentido na superfície, some quando os dedos de aprofundam um pouco e
reaparece na profundidade.
Significado Clínico
· Este pulso aparece logo após uma hemorragia.
18. PULSO EM COURO
Este pulso, quando palpado, gera a sensação de pressionarmos a pele de um tambor. É
um pulso mais superficial, sumindo quando pressionado profundamente.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Deficiência severa de Jing/Yin de Rim.
· A Deficiência severa de Yin (vazio no interior) faz com que o Calor-Vazio se desloque para
a superfície, tornando-a rígida (plenitude no exterior).
19. PULSO FIRME
Este pulso é sentido apenas num nível profundo, com características de rigidez e
parecido com o pulso em Corda.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Frio ou Estagnação no Interior.
· Quando há uma desarmonia de Fígado o Qi fica obstruído e não cumpre sua função de
nutrição, tornando os vasos esticados e tensos. Neste caso o Frio está no Interior e por isso o
pulso é em corda somente na profundidade.
20. PULSO MOLE (FLUTUANTE E MACIO)
Este é um pulso superficial, fino e macio. Possui uma característica levemente flutuante,
mas não tanto quanto o pulso Flutuante Superficial descrito no item 1. Desaparece quando uma
pressão mais forte é aplicada.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Deficiência de Jing/Yin. Pode também indicar a presença de
Umidade, mas somente se tiver um padrão de Vazio Interior.
21. PULSO DEBILITADO
Este pulso não pode ser sentido num nível superficial, apenas no profundo e carrega a
característica de ser macio.
Significado Clínico
13

· Corresponde a um padrão de Deficiência de Yang.
22. PULSO DISPERSO
Este pulso promove a sensação de "quebra" no seu ritmo, parando de modo regular,
com períodos relativamente longos.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Deficiência severa de Qi (principalmente do Rim) e Sangue.
· Com o Qi do Rim severamente Vazio, ocorre a falta da energia Yuan Yang que torna o Qi
dos vasos intermitente.
23. PULSO ESCONDIDO
Praticamente este pulso não pode ser sentido, parecendo estar "abaixo do osso".
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Deficiência extrema de Yang.
· O Yang está fraco, o Qi tênue e não tem força para bater.
24. PULSO MOVENTE
Este pulso apresenta uma característica deslizante, com força, como se ervilhas
deslizassem sob os dedos, provocando uma sensação de vibração.
Significado Clínico
· Corresponde a alterações emocionais profundas, principalmente o medo, ou a um choque,
mesmo que antigo. Pode apresentar-se em casos de convulsões e dores fortíssimas.
25. PULSO APRESSADO
Este pulso apresenta mais de sete pulsações por ciclo respiratório e interrompe-se em
intervalos irregulares.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Yang ascendente transbordante. Assim o Yin não está mais em
harmonia com o Yang, tornando a pulsação intermitente.
26. PULSO EM NÓ OU ATADO
Apresenta apenas 3 batimentos por ciclo respiratório do terapeuta, com interrupções em
intervalos irregulares.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de Frio com Yin abundante, onde não está mais em harmonia
com o Yang, fazendo com que o Qi fique atado.
27. PULSO INTERMITENTE
Este pulso interrompe-se em intervalos regulares.
Significado Clínico
· Corresponde a um padrão de alteração interna severa (principalmente dos Sistemas Yin).
· Se interromper-se a cada quatro batimentos ou menos, indica uma condição muito severa.
28. PULSO ACELERADO
Este pulso apresenta mais de 7 pulsações por ciclo respiratório. É extremamente rápido
e agitado. Apresenta grande rapidez e gera uma sensação de agitação nas mãos do paciente.
14

Significado Clínico
· Corresponde a um Excesso de Yang, com Fogo exaurindo o Yin.
A seguir será apresentado um quadro sinóptico onde serão reunidas as informações
sobre cada tipo de pulso, de maneira que fique mais didático o seu aprendizado e conseqüente
aplicação clínica

SIMPLIFICAÇÃO DA PULSOLOGIA
(Adequado ao Ocidente)
PULSO

SÍNDROME

Superficial
Mole
Profundo
Lento
Apertado
Firme
Atado
Rápido
Vazio
Curto
Fino
Pequeno
Disperso
Cheio
Escorregadio
Longo
Grande
Áspero
Corda
Oco
Couro
Mole
Intermitente
Debilitado
Escondido
Movente
Apressado
Acelerado

Exterior
Interior
Frio

Calor
Deficiência de Qi e Xue

Plenitude
Plenitude de Calor

Deficiência de Xue e Jin Ye
Desarmonias de Fígado
Hemorragia
Deficiência de Jing/Yin de Rim

Deficiência de Yang
Choques emocionais
Yang ascendente

15

16

Flutuante
Mole
Localização

Sentido somente
na superfície.

Característica

Sentido ao mais
leve toque.

Forte

Fraco

Apertado
Rápido

Lento

Rápido

Apressado

Acelerado

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Gera somente 3
batimentos por
ciclo respiratório
do terapeuta.

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Gera mais de 4
batimentos por
ciclo respiratório
do terapeuta.

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Gera mais de 7
batimentos por
ciclo respiratório
do terapeuta.
É muito rápido e
agitado.

Fator patogênico
no Interior.

Síndrome de Frio.

Síndrome de
Calor.

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Gera mais de 7
batimentos por
ciclo respiratório
do terapeuta.
Interrompe-se em
intervalos
irregulares.
Yang Ascendente
por Deficiência de
Yin.

Plenitude Interna.
O Qi Interno luta
contra fator
patogênico.
Vazio Interno.
O Qi Interno está
fraco e não há luta.

Frio Cheio.
O Yin está
excessivo.

Calor Cheio.
O Qi Interno luta
contra fator
patogênico quente.
Calor Vazio.
O Yin deficiente
gera ascensão do
Yang.

Sentido só com
uma pressão mais
forte.
Sentido próximo
ao osso.

Observações

Síndrome (s)

Profundo
Debilitado
Escondido
Sentido somente
na profundidade.

Invasão por fator
patogênico
externo.
Plenitude na
Superfície. Wei Qi
forte luta contra
Fator patogênico.
Vazio na
superfície. Wei Qi
fraca. Vazio na
superfície.
Vento Frio.
Vento Calor.

Frio Vazio.
O Yang está
deficiente.

Excesso de Yang
(Fogo), exaurindo
o Yin.

17

Localização

Características

Vazio

Cheio

Escorregadio

Áspero

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Sem força na
superfície e some
na profundidade.

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Se apresente largo
e firme na
superfície e na
profundidade.

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Escorrega como se
tocasse uma
bolinha cheia de
óleo.

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Pulso rígido.

É suave a
arredondado.

Dá a sensação de
pressionar um fio
esticado de um
arco de atirar
flechas
Deficiência de
Calor Patogênico
Sangue ou Jin Ye. Extremo.

Observações

Síndrome (s)
Rápido
Lento
No Pulmão
No Estômago

Cheio
Vazio

Deficiência de Qi
e Sangue.

Ataque de Fator
Patogênico forte.
Calor Cheio.
Frio Cheio.

Plenitude de
Calor.

Longo
Grande
Sentido na
superfície e na
profundidade.
Gera sensação de
mais amplitude ao
chegar que ao
partir, sentida sob
os dedos.
Estende-se além
da posição
original.

Fleugma
Retenção de
alimento.

Curto
Sentido na
superfície e na
profundidade.
Ocupa menos
espaço que a
posição original.

As três posições
ficam mais juntas.

Deficiência Severa
do Qi.

Principalmente no
Estômago a
Deficiência do Qi
severa está
presente.
Calor Cheio.
Calor Vazio.

18

Localização

Características

Fino
Pequeno
Sentido na
superfície e na
profundidade.
Sem força porém
percebido bem sob
os dedos.

Apertado

Corda

Oco

Couro

Firme

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Sensação de
pressionar uma
corda com fios
torcidos.

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Aparece na
superfície, some e
reaparece na
profundidade.

Sentido somente
na superfície.

Sentido somente
na profundidade.

Deficiência de Qi
e Sangue.

Frio Exterior ou
Interior.

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Sensação de
pressionar uma
corda de violão
bem esticada.
O pulso "bate nos
dedos". Mais fino
que o apertado.
Desarmonias do
Fígado e Dores.

Hemorragia.

Deficiência severa Frio ou
de Jing/Yin de
Estagnação no
Rim, com Calor
Interior.
Vazio na
superfície.

Observações

Síndrome (s)

Rápido
Lento
No Pulmão
No Estômago
Cheio
Vazio

Sensação de
Rígido e parecido
pressionar a pele
com o pulso em
de um tambor,
corda.
com vazio interior.

Fleugma.

19

Localização

Características

Observações

Síndrome (s)

Disperso
Intermitente
Sentido na
superfície e na
profundidade.
Há uma
interrupção regular
no ritmo dos
batimentos.
Se interromper
com quatro ou
menos batimentos,
a Deficiência é
severa.
Deficiência severa
do Qi
(principalmente do
Rim) e Sangue.

Movente

Atado

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Sensação de
ervilhas
deslizando sob os
dedos.
Pulso com força.

Sentido na
superfície e na
profundidade.
Lento com
interrupções em
intervalos
irregulares.

Choques
emocionais,
convulsões ou
dores fortes.

Frio Cheio.

Rápido
Lento
No Pulmão
No Estômago
Cheio
Vazio

20